terça-feira, outubro 27, 2015

Manchetes do dia

Terça-feira 27 / 09 / 2015

O Globo
"PF faz busca em escritório de filho de Lula e irrita PT"

Ex-ministro Gilberto Carvalho é acusado de conluio com lobista

Empresas de Luis Claudio Lula da Silva teriam recebido R$ 1,5 milhão de um dos presos na operação de ontem ; advogado dele chamou a ação dos investigadores de despropositada
A PF cumpriu ontem mandados de busca e apreensão em diversas empresas, inclusive no escritório de Luis Claudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula. Três empresas dele, do setor de marketing esportivo, receberam R$ 1,5 milhão do lobista Mauro Marcondes Filho, um dos seis presos na quarta fase da Operação Zelotes, por suspeita de fraude fiscal. A ação irritou o PT e aumentou a pressão do partido contra o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. No relatório, a PF indica suposto conluio entre o ex-secretário-geral da Presidência e ex-ministro Gilberto Carvalho com lobistas suspeitos de “comprar” trechos de medidas provisórias para favorecer montadoras de veículos. Carvalho negou envolvimento no caso.  

Folha de S.Paulo
"PF faz buscas em firmas do filho do ex–presidente Lula"

Ação é parte da Operação Zelotes, que apura suposto esquema de venda de medidas provisórias

A Polícia Federal fez buscas em escritórios de Luis Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, em São Paulo. A ação é parte da Operação Zelotes, que apura suposta venda de medidas provisórias no governo. É a primeira vez que uma operação da PF e do Ministério Público Federal atinge um filho do ex-presidente. Segundo investigadores, o esquema favorecia empresas interessadas em benefícios tributários contidos nas MPs. Esses grupos pagavam escritórios de lobby, que distribuíram valores a “colaboradores”. Luis Cláudio é suspeito porque recebeu R$ 1,5 milhão de uma empresa lobista, a Marcondes e Mautoni. Ele nega irregularidades. Segundo a Folha apurou, o ex-presidente falou em desgoverno, criticou a operação e responsabilizou Dilma. Segundo aliados, o petista acredita que a presidente permite investigações contra ele para se preservar. A Operação Zelotes também apontou que Gilberto Carvalho, ex-chefe do gabinete de Lula e ex-ministro de Dilma, fez “um conluio” com lobistas do setor automotivo. Ele também nega as acusações. 

O Estado de S.Paulo
"PF faz busca em empresa de filho de Lula e interroga Gilberto Carvalho"

Empresário recebeu recursos de envolvido em lobby de MP automotiva; chefe de gabinete de ex-presidente é suspeito de 'conluio'Agentes federais fizeram buscas ontem numa empresa de Luís Cláudio Lula da Silva. Filho do ex-presidente Lula, ele recebeu pagamentos de lobista investigado na Operação Zelotes. Seis pessoas foram presas acusadas de integrar esquema de compra de medidas provisórias para favorecer montadoras de veículos. O caso, que envolve lobby, corrupção e tráfico de influência, foi revelado pelo Estado. Chefe de gabinete da Presidência de 2003 a 2010 e ministro da Secretaria-Geral de 2011 a 2014, Gilberto Carvalho prestou depoimento por suspeita de "conluio" com envolvidos. A Polícia Federal cumpriu 9 mandados de condução coercitiva e 18 de busca e apreensão. A maioria dos alvos são executivos e ex-servidores suspeitos de receber propina para viabilizar MPs de incentivo fiscal ao setor automobilístico que causaram perda de receita para a União. Entre os presos estão os lobistas José Ricardo da Silva e Alexandre Paes dos Santos e o consultor Mauro Marcondes Machado, até ontem vice-presidente da associação de fabricantes de veículos.        

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats