domingo, outubro 11, 2015

Manchetes do dia

Domingo 11 / 09 / 2015

O Globo
"LAVA-JATO: Baiano diz que pagou contas do filho de Lula"

Em delação premiada, operador do PMDB afirma ter gastado R$ 2 milhões.

EXCLUSIVO LAURO JARDIM

Fernando Soares, o operador do PMDB conhecido como Baiano, afirmou em delação premiada que pagou despesas pessoais no valor de R$ 2 milhões de Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, filho mais velho do ex-presidente Lula, revela Lauro Jardim, em sua coluna de estreia no GLOBO. O ministro do STF Teori Zavascki homologou na sexta-feira passada a delação de Baiano, que está preso em Curitiba. Outro alvo da Operação Lava-Jato, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, aparece em documentos enviados pelo Ministério Público da Suíça às autoridades brasileiras como beneficiário final de uma nova conta secreta, desta vez no banco BSI, que desde julho é controlado pelo brasileiro BTG Pactual. Cunha já é acusado de ter outras quatro contas em bancos suíços. 


Folha de S.Paulo
"Provas deveriam derrubar Cunha, afirmam partidos"

Para líderes de PSDB e DEM, entre outros, elo com contas na Suíça inviabiliza permanência de presidente da Câmara

Para líderes das bancadas de alguns dos principais partidos políticos do país, o surgimento de documentos que liguem Eduardo Cunha (PMDB-RJ) a contas secretas na Suíça tira a condição do peemedebista de comandar a Câmara dos Deputados.

Entre eles estão os líderes de PSDB, DEM e PPS, de oposição, até aqui principal sustentáculo de Cunha.

Na noite de sexta (9) veio à tona o caminho do dinheiro que, segundo o Ministério Público suíço, circulou entre contas secretas de Cunha e da mulher dele.

Os valores, fruto de desvio da Petrobras segundo investigadores da Lava Jato, custearam despesas de dois cartões de crédito e até gastos em uma academia de tênis na Flórida (EUA).

Questionados, antes da sexta, sobre a situação de Cunha caso viessem à tona provas da relação dele com as contas, oito dos 17 líderes disseram que ele deve deixar a presidência da Câmara.

Dois, entre eles o PMDB de Cunha, defendem a saída só se a Justiça referendar as provas, e cinco, entre eles o PT, viam condições para a sua permanência.

O Estado de S.Paulo
"Líderes da oposição cobram afastamento de Eduardo Cunha"

Após Suíça confirmar que conta do deputado recebeu verba da Petrobrás, partidos pedem saída da presidência da Câmara; ele diz que não renuncia e ataca Janot.

O apoio político ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ),começou a se deteriorar ontem, um dia depois da confirmação de que ele recebeu dinheiro de contratos com a Petrobrás em contas na Suíça. Líderes da oposição cobraram que o deputado deixe o comando da Casa. Em nota, PSDB, DEM, PSB, PPS e Solidariedade defenderam que Cunha “deve afastar-se do cargo, até mesmo para que possa exercer, de forma adequada, o seu direito constitucional à ampla defesa”.

Segundo o Ministério Público da Suíça, um negócio da Petrobrás na África irrigou contas atribuídas a Cunha no país europeu, abertas em nome de empresas offshore. Cunha afirmou não ter a intenção de se afastar nem de renunciarão cargo. Ele acusou o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de promover “vazamentos absurdos” para constrangê-lo. Ele nega que tenha recebido “qualquer vantagem de qualquer natureza de quem quer que seja”.  


Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats