segunda-feira, setembro 07, 2015

Manchetes do dia

Segunda-feira 7 / 09 / 2015

O Globo
"Temer nega conspirar contra Dilma e prega união"

‘Vice tenta minimizar impacto de previsão sobre risco para o governo

Apesar da declaração, auxiliares da presidente continuam a desconfiar da atuação do peemedebista nos bastidores

Após afirmar que dificilmente a presidente Dilma Rousseff chegará ao fim do mandato se mantiver baixa popularidade, o vice-presidente Michel Temer divulgou nota ontem para negar as "teorias" de que conspire contra a petista. O peemedebista disse que "a hora é de trabalho e de união" e que atua para o Brasil chegar em 2018 em melhores condições do que as de hoje. Apesar da manifestação de Temer, auxiliares de Dilma mantêm desconfiança sobre as atitudes do vice, que recentemente deixou a articulação política do governo.

Folha de S.Paulo
"Em discurso de 7 de Setembro, Dilma defende 'remédios amargos' na crise"

A presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (7) que as dificuldades econômicas que o país enfrenta obrigaram o governo a administrar "remédios amargos" e exigem que as forças políticas ponham de lado "interesses individuais ou partidários".

Em pronunciamento divulgado nas redes sociais da internet para celebrar o 7 de Setembro, a presidente admitiu que políticas adotadas em seu primeiro mandato contribuíram para as dificuldades atuais, mas disse que seu objetivo era preservar empregos e investimentos.

"As dificuldades e os desafios resultam de um longo período em que o governo entendeu que deveria gastar o que fosse preciso para garantir o emprego e a renda do trabalhador, a continuidade dos investimentos e dos programas sociais", disse. "Agora, temos que reavaliar todas essas medidas e reduzir as que devem ser reduzidas."

O Estado de S.Paulo
"Temer diz que não age 'nas sombras' e 'intriga' agrava crise"

Vice nega conspiração, fala em união e promete seguir trabalhando com Dilma

Após ter dito quinta-feira que a presidente Dilma Roussef não resistirá mais três anos e meio de governo com popularidade de 7%, o vice-presidente Michel Temer divulgou nota ontem repudiando a tese de que é conspirador. No texto, diz que o momento é de "união" e a "divisão" e a "intriga" agravam as crises política e econômica.

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats