terça-feira, setembro 29, 2015

Manchetes do dia

Terça-feira 29 / 09 / 2015

O Globo
"Bolsa cai 42% em dólar, e empresas fecham capital"

Este ano, 12 companhias pediram cancelamento de registro na Bovespa

Estratégia visa a reduzir danos em meio à queda no valor das ações. Cenário nos mercados piorou depois que Brasil perdeu grau de investimento. Governo deve adiar abertura de capital da Caixa Seguradora para 2016
A recessão e a perda do grau de investimento pelo Brasil levaram empresas de diferentes setores a desistirem de negociar suas ações na Bolsa de Valores. Este ano,12 companhias já pediram para cancelar seu registro na Bovespa e, assim, fechar o capital, informa Ana Paula Ribeiro. Com as ações baratas, os controladores aproveitam para recomprá-las e evitar uma depreciação maior da empresa. O grupo inclui o BicBanco, a Souza Cruz e a Vigor. Este ano, a Bolsa brasileira perdeu 42% de seu valor em dólar. O mau momento no mercado deve levar o governo a adiar para 2016 a abertura de capital da Caixa Seguradora, prevista para novembro. O governo pretendia arrecadar R$ 4 bilhões com a operação. 

Folha de S.Paulo
"Modelo de crescimento do país se esgotou, diz Dilma"

Nos EUA, presidente admite dificuldades e defende ajuste

Em discurso na Organização das Nações Unidas, em Nova York, Dilma Rousseff disse que o modelo que ajudou a economia brasileira a crescer nos últimos anos se esgotou e que problemas internos contribuíram para as dificuldades atuais do país. A presidente defendeu as medidas adotadas para estimular a economia desde a crise internacional de 2008, com o objetivo de preservar empregos e investimentos. Ressaltou, contudo, que não há mais como mantê-las. “Esse esforço chegou a um limite, tanto por razões fiscais internas como por aquelas relacionadas ao quadro externo”, afirmou. A petista defendeu o pacote fiscal apresentado ao Congresso, com um corte de R$ 26 bilhões em despesas e alta de impostos, que, segundo ela, reorganizará as contas e reduzirá a inflação. Dilma enfatizou a estabilidade política do Brasil em uma tentativa de combater a desconfiança estrangeira, ampliada devido à retirada, pela agência de risco Standard & Poors, do selo de bom pagador da dívida. Ela disse também que o país continuará “trilhando o caminho democrático”, em frase que aliados consideraram um recado aos que querem abertura de processo de impeachment.
 

O Estado de S.Paulo
"Lobista diz ter depositado propina para Cunha na Suíça"

Suposta transferência estaria ligada a contrato da Petrobras; presidente da Câmara não comenta declaração

O empresário João Henriques, lobista ligado ao PMDB, afirmou à PF ter aberto conta na Suíça para pagar propina ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Henriques não especificou valores e datas. Segundo ele, a suposta transferência para Cunha está ligada a contrato da Petrobrás relativo à compra de campo de exploração em Benin, na África. As declarações ampliam as suspeitas sobre o deputado, que já foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República por corrupção e lavagem de dinheiro. Outros dois alvos da Lava Jato, o executivo Júlio Camargo e Fernando Falcão Soares, o Fernando Baiano, também apontado como operador do PMDB no esquema, relataram que Cunha recebeu US$ 5 milhões em propinas na contratação de navio-sonda da Petrobrás é m 2006. O deputado nega ter recebido dinheiro ilícito e tem dito que "não é comentarista de delação".   

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats