segunda-feira, abril 06, 2015

Manchetes do dia

Segunda-feira 6 / 04 / 2015

O Globo
"Decreto federal estimula concessões"

Objetivo é atrair setor privado e, assim, retomar crescimento

Novas regras reduzem burocracia e tornam mais fácil a participação de pequenas empresas e estrangeiras nas licitações

O governo publica hoje no Diário Oficial da União decreto com novas regras para os Procedimentos de Manifestação de Interesse (PMIs), que são os estudos de custos e potenciais ganhos de um empreendimento, feitos pelo setor privado. A medida atinge principalmente rodovias e ferrovias. O decreto, explicam MARTHA BECK e DANILO FARIELLO, faz parte do esforço do governo para retomar o crescimento da economia já no terceiro trimestre deste ano. As novas regras reduzem os entraves burocráticos e facilitam a participação de pequenas empresas — já que muitas das grandes estão envolvidas no escândalo da Lava-Jato — e estrangeiras.

Folha de S.Paulo
"Contra corte do Fies, faculdade dá aula de graça"

Instituições tentam melhorar as notas de candidatos ao financiamento universitário para reverter perda de receita

Universidades particulares vão cortar investimentos e até criar cursinhos para alunos do ensino médio como forma de reduzir o impacto das restrições ao Fies (programa federal de financiamento a universitários). Regras mais rígidas impostas pelo governo para conceder crédito vão diminuir a receita dos grupos que mais se beneficiaram com o modelo até então. Agora é exigido que o aluno faça ao menos 450 pontos no Enem e não zere a redação, o que reduz o número de elegíveis. Antes, não havia critério de nota. Para enfrentar a crise, as instituições planejam dar aulas de graça a alunos do ensino médio próximos aos seus campi, oferecer reforço on-line, além de congelar investimentos como a expansão de instalações. As medidas estão sendo tomadas por alguns dos 30 grupos que concentraram mais de 500 mil contratos de financiamento entre 2010 e 2014, período de expansão do programa. A lista foi obtida pela Folha via Lei de Acesso à Informação. Entre as 30 líderes de matrículas financiadas, 25 são avaliadas com nota 3, o mínimo para escapar do pente-fino do MEC.

Twitter  

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats