sexta-feira, abril 03, 2015

Manchetes do dia

Sexta-feira 3 / 04 / 2015

O Globo
"EUA e Irã dão primeiro passo para paz em 35 anos"

Após 18 meses de diálogo, países fecham acordo sobre programa nuclear

Teerã aceita restrições à sua capacidade de enriquecer urânio em troca de fim de sanções

A primeira negociação direta entre EUA e Irã desde a Revolução Islâmica de 1979 desembocou ontem em um acordo preliminar que impõe restrições ao enriquecimento de urânio e garante o acesso permanente de inspetores estrangeiros às instalações nucleares iranianas. Em troca, as potências do P5+1 (EUA, China, Rússia, França, Reino Unido e Alemanha) vão retirar as sanções que vêm sufocando a economia do país. O acerto, uma iniciativa conduzida desde 2013 por decisão dos presidentes Barack Obama e Hassan Rouhani, deverá ser concluído até junho. Para Obama, o acordo “fecha todos os caminhos” para o Irã obter uma bomba.

Folha de S.Paulo
"Acordo entre Irã e potências limita programa nuclear"

Entendimento provisório prevê menos enriquecimento de urânio no país; prazo para pacto final é 30 de junho

Com dois dias de atraso e após intensos debates, Irã, EUA e potências mundiais anunciaram, na Suíça, um acordo parcial sobre o programa nuclear iraniano, que resultará no controle das atividades de Teerã por ao menos 25 anos. O entendimento foi o primeiro avanço prático nas negociações, que duram 18 meses.

Os pontos-chaves servirão de base para a criação do acordo final, cujo prazo é 30 de junho. O pacto impõe restrições à capacidade do Irã de enriquecer materiais que podem ser usados para a produção de energia e para a fabricação de bomba nuclear. O Irã concordou em reduzir o número de centrífugas e o estoque de urânio.

Em contrapartida, os países retirarão as sanções ao Irã. O fim da retaliação é crucial para a economia do país, e o acordo foi celebrado nas ruas de Teerã. O presidente dos EUA, Barack Obama, classificou o entendimento como histórico.

Twitter  

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats