sexta-feira, abril 10, 2015

Manchetes do dia

Sexta-feira 10 / 04 / 2015

O Globo
"Tesoureiro do PT não explica reuniões com delatores"

Vaccari diz ignorar por que foi a encontro com Youssef

Petista afirma que doações feitas ao partido por empresas investigadas na Lava-Jato foram legais; roedores tumultuaram sessão

Numa tumultuada sessão que durou cerca de seis horas, interrompida logo no início porque um servidor da Câmara soltou cinco roedores na sala da CPI da Petrobras, o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, admitiu ter tido encontros com o ex-diretor da estatal Renato Duque e os delatores Pedro Barusco e Alberto Youssef, investigados na Lava-Jato, mas não deu detalhes. Vaccari afirmou que não tratou de questões financeiras com os acusados, mas chegou a dizer que aceitou um convite para ir ao encontro de Youssef sem saber o motivo: “Essa dúvida (sobre por que foi ao escritório do doleiro) eu também tenho.” O tesoureiro reafirmou, porém, que todas as doações recebidas pelo PT de empreiteiras investigadas na Lava-Jato foram legais. E alegou que as empresas também ajudaram outros partidos. O servidor que levou os roedores foi demitido pela Câmara.

Folha de S.Paulo
"Propina da Lava Jato foi de até R$ 6 bi, estima Petrobras"

Valor da corrupção calculado para o balanço é de 3% de contratos e aditivos com empresas investigadas

A Petrobras calcula que as perdas com o esquema de corrupção na estatal que inclui contratos e aditivos feitos com as empresas citadas na Operação Lava J ato ficarão entre R$ 5 bilhões e R$ 6 bilhões, relata Natuza Nery. O valor próximo a R$ 6 bilhões corresponde a 3% dos ativos suspeitos de desvio. É o percentual mais alto relatado nas delações premiadas de ex-executivos e empresários suspeitos de envolvimento em irregularidades. Pessoas que revisaram os contratos dizem que a conta é conservadora para mostrar aos investidores que a Petrobras não se dispõe a esconder prejuízos, merecendo ter o balanço de 2014 aprovado pela auditoria contratada. A estatal quer apresentar o balanço até o dia 20. O fato de não tê-lo feito no prazo previsto contribuiu para que perdesse, neste ano, o selo da agência de classificação de risco Moody’s de empresa segura para investimento. Se o balanço não for divulgado até o fim de maio, credores passam a ter direito de pedir a antecipação do pagamento das dívidas.

Twitter  

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats