sexta-feira, abril 10, 2015

Coluna do Celsinho

Educando a educadora

Celso de Almeida Jr.

Dado o recomeço atrapalhado, é possível que a presidente Dilma tenda a acertar, daqui para a frente.

Já sabemos - todos - que será um ano difícil.

O Brasil, porém, vem amadurecendo.

O povo, sofrido, talvez um dia acorde para o alto preço que paga ao escolher maus políticos.

É um processo de aprendizagem.

Paciência.

Fossemos uma nação realmente educada a história seria outra.

Como não é o caso, temos que avançar aos trancos e barrancos.

A soberba da presidente, ao que parece, está sendo domada.

Também ela demonstrou pouca educação nos relacionamentos.

E, creio, boa parte da crise política vem daí.

Dilma chegou a presidência não por suas habilidades como articuladora.

Foi guindada ao posto pela força de seu padrinho político e pelo trabalho de comunicação e marketing.

São em momentos assim que constata-se o quanto merece respeito a ideia de que a trajetória política seja feita passo a passo.

Afinal, comprovadamente, o exercício político amadurece, exige reflexão, dá têmpera.

Assim, imaginando que tal processo está em curso na cabeça da presidente, vale nutrir alguma expectativa de que as coisas vão ingrenar.

Não se trata aqui de pedir que a presidente aceite chantagens e pressões ilegítimas.

Trata-se da necessidade de ter organização e sensibilidade na condução política, despertando confiança, construindo relacionamentos firmes.

Como se vê, na pretensa pátria educadora, contratar bons professores para a chefe da nação também é ação necessária.

Visite: www.letrasdocelso.blogspot.com

Twitter

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats