sexta-feira, março 13, 2015

Manchetes do dia

Sexta-feira 13 / 03 / 2015

O Globo
"Crime organizado tinha dinheiro na Suíça"

Bicheiro Capitão Guimarães e traficante estão entre os correntistas

Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo diz que espera receber lista de clientes do HSBC ‘em alguns dias’ para investigar os 8.667 brasileiros donos de contas numeradas no paraíso fiscal

Dinheiro do crime organizado também circulou pelas contas bancárias atribuídas a brasileiros no HSBC da Suíça. Na lista de 8.667 correntistas residentes no Brasil, obtida pelo GLOBO e pelo portal UOL, estão o bicheiro Capitão Guimarães, apontado como chefe da máfia dos caça-níqueis no país, e o traficante internacional Gustavo Durán Bautista, que, apesar de colombiano, era radicado no Brasil. Ambos dizem desconhecer as contas . O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que espera ter a lista em “alguns dias” da França, país que recebeu os documentos do ex-funcionário do banco suíço que vazou os dados. A relação será investigada pela PF, pela Receita e por uma CPI na Câmara. 

Folha de S.Paulo
"Cuba ameaça profissionais do programa Mais Médicos"

Governo da ilha diz que irá repatriar aqueles que vivem com parentes no Brasil

Cuba pressiona profissionais do programa Mais Médicos, vitrine da gestão Dilma Rousseff (PT), para que seus parentes que estejam no Brasil voltem à ilha. Se isso não ocorrer, ameaça trocá-los por outros médicos, relata Cláudia Collucci. O principal argumento para a ameaça de repatriamento é que o contrato entre governo cubano e médicos permite visitas de cônjuge e filhos no Brasil, mas a falta de restrições para essas viagens não pode abrir brecha para uma migração temporária. A vice-ministra da Saúde de Cuba, Estela Cristina Morales, tem visitado cidades para dar o aviso. Há relutância. Uma das médicas diz que o marido está empregado há meses, com carteira assinada. Outra tem o filho matriculado em uma escola. O governo brasileiro, que dá aos parentes dos médicos visto de permanência de três anos, diz não poder interferir nessa questão. Até dezembro, 11.429 dos 14.462 profissionais atuando no Mais Médicos eram cubanos (79% do total).

Twitter  

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats