segunda-feira, fevereiro 09, 2015

Manchetes do dia

Segunda-feira 09 / 02 / 2015

O Globo
"Base teme piora na relação com o Congresso"

Avaliação de Dilma em queda dificulta aprovação de medidas

Mudanças nas regras do abono salarial e do seguro-desemprego são algumas propostas que correm o risco de serem barradas

A forte queda no índice de avaliação da presidente Dilma Rousseff tornará ainda mais difícil a aprovação de medidas de interesse do governo no Congresso. Diante do resultado da última pesquisa Datafolha em que o índice de aprovação do governo caiu de 42% para 23% em dois meses, líderes de partidos da base admitem que a relação do Executivo com o Parlamento tende a piorar, e por isso, correm risco medidas impopulares apresentadas no início deste segundo mandato, como as mudanças nas regras do seguro-desemprego e do abono salarial. Caciques do PT admitem que é preciso melhorar o diálogo com a sociedade, mas analistas preveem que o desencanto da população deve crescer. 

Folha de S.Paulo
"Racionamento de água e luz tem apoio da maioria"

Em SP, 60% querem rodízio; no país, 65% defendem restrição de energia já

A maioria dos brasileiros apoia um racionamento de energia elétrica, aponta pesquisa Datafolha, que mostra também, na Grande São Paulo, aval majoritário para o rodízio de água. Nos dois casos, a adesão é maior entre os mais escolarizados, os mais jovens e os mais ricos. No levantamento nacional, com 4.000 pessoas em 188 municípios, 65% dos entrevistados disseram apoiar a “adoção imediata” da restrição ao fornecimento de luz. Com o baixo nível dos reservatórios no país, o Ministério das Minas e Energia cogita recorrer à medida. Na região metropolitana de São Paulo, 60% das pessoas defendem o rodízio de água, opção que deve ser adotada pela gestão Alckmin (PSDB). Neste domingo (8), o nível do sistema Cantareira, que abastece 6,2 milhões de pessoas na Grande SP, era de apenas 5,7%. Para quase um terço dos entrevistados, o principal culpado pela crise na energia é o governo Dilma (PT). Em São Paulo, 37% veem o governo estadual como o maior responsável pela escassez de água.  

Twitter  

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats