sexta-feira, fevereiro 13, 2015

Manchetes do dia

Sexta-feira 13 / 02 / 2015

O Globo
"Doleiro acusa Dirceu de receber propina para PT"

Youssef diz que ex-ministro e Vaccari eram os indicados pelo partido

Petistas negam as acusações; ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa afirma que a Odebrecht depositou US$ 31,5 milhões em contas no exterior para ele

Em novo trecho de sua delação premiada divulgado ontem, o doleiro Alberto Youssef envolve diretamente o ex-ministro José Dirceu, condenado no processo do mensalão e cumprindo prisão domiciliar, no esquema de corrupção na Petrobras investigado na Lava Jato. Assim como o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, Dirceu é apontado por Youssef como um dos responsáveis por receber , para o partido , dinheiro de propina de empreiteiras investigadas no escândalo. Tanto o ex-ministro como o tesoureiro negam as acusações. Ao explicar por que divulgou o novo trecho, o juiz Sérgio Moro afirmou que “não cabe ao Judiciário ser guardião de segredos sombrios”. Já o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou que recebeu US$ 31,5 milhões da Odebrecht, em contas no exterior, a título de “política de bom relacionamento”. A empreiteira negou e chamou de caluniosas as acusações.

Folha de S.Paulo
"Dirceu sabia de propina paga ao PT, afirma doleiro"

Petrolão

Delator diz que petista e Palocci tinham ligação com empresário que admitiu ter pago suborno

O doleiro Alberto Youssef associou o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu ao recebimento pelo PT de recursos pagos por empreiteiras no esquema de desvio de recursos da Petrobras. Dirceu cumpre pena por participação no mensalão. Segundo depoimento do doleiro de 10 de outubro, o petista tinha conhecimento da propina. Youssef disse que Dirceu e o ex-ministro Antonio Palocci tinham ligações com um dos empresários que confessaram ter pago propina. Segundo o doleiro, o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, também era responsável por receber o suborno. O juiz Sérgio Moro afirmou que o Judiciário não é “guardião de segredos sombrios”. O ex-ministro Dirceu repudiou as afirmações de Youssef. “As declarações são mentirosas.” Já Vaccari Neto negou ter recebido “qualquer quantia em dinheiro” do doleiro. A assessoria de Palocci disse que ele não comentaria. 

Twitter  

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats