sábado, abril 26, 2008

Sociedade

O MST não quer a reforma agrária

Sidney Borges
Uma vez divididas as terras improdutivas e assentados os pobre camponeses, o Brasil entra de sola no capitalismo. No primeiro ano o novo proprietário vai usar o lucro para melhorar a casa. No segundo será a vez do trator. Depois virão o carro, a escola particular dos filhos e todas essas coisinhas que estão fazendo a cabeça dos cubanos, como computador, celular e mp3, gadgets que o Império usa para solapar a consciência socialista. Depois de dez anos de propriedade o ex-pobre camponês estará votando na direita que tanto o incomodava. Conheço um ex-torneiro mecânico e ex-esquerdista que se transformou no melhor amigo dos banqueiros do hemisfério ocidental. O MST não quer a reforma agrária pois seus dirigentes sabem que todo proprietário é conservador. Você já viu taxista de esquerda?

Marketing

Cuidado com os amigos 2

Duda Mendonça
Por essa você não esperava, mas acredite: em 90% dos casos, quem vaza os segredos da sua campanha para o público e, conseqüentemente, para os concorrentes são seus próprios amigos. Parece incrível, mas acredite, é verdade. Não por maldade, longe disso, talvez até por excesso de amor. No fundo eles não resistem à vaidade de serem seus amigos e, para mostrar como são importantes, confidenciam , pedindo o maior sigilo do mundo, segredos de campanha, para mulher, para o filho, para outro grande amigo ou para a secretária. Daí para frente a merda está feita. A mulher desse “amigo”, também por vaidade, pede para a sua cabeleireira jurar pelos filhos que não contará nada a ninguém e lhe revela o segredo. Essa, por sua vez, depois de várias promessas de segredo total, confidencia o que ouviu ao marido, que no bar da esquina, tomando uma cerveja… e lá se vai a estratégia.

Deu na Veja

O tronco e o carvão

Europeus estão voltando a apostar no carvão. Mas espera-se que o Greenpeace não se esqueça do Brasil. E nem do atum dos mares do Pacífico. Não há luta mais comovente do que proteger atuns

De André Petry:
Há poucos dias, o Greenpeace colocou um enorme tronco de tauari, com 10 metros de comprimento e 10 toneladas de peso, em frente à Embaixada do Brasil em Berlim, capital da Alemanha. Era um protesto contra o desmatamento. Como todas as ações do Greenpeace, essa também foi cênica, midiática. O tronco, disseram os morubixabas do Greenpeace, simbolizava "milhares de árvores que são queimadas diariamente na Amazônia", jogando gás carbônico na atmosfera e agravando o efeito estufa. Os brasileiros devem ficar gratos pelo incansável esforço do Greenpeace em manter a Floresta Amazônica de pé.
Pouco antes, o Greenpeace fez outro protesto, só que no Rio de Janeiro. Em frente à sede da Eletrobrás, militantes colocaram vários vasos sanitários, pintados de amarelo e preto, e simularam jogar moedas gigantes lá dentro. Vestidos com roupas que parecem de astronauta mas são próprias para proteger da irradiação nuclear, eles protestavam contra a construção da usina nuclear de Angra 3. Dizem que vai custar os olhos da cara. Os brasileiros devem ficar gratos porque o Greenpeace, além de cuidar da ecologia, também zela pelo bom uso do dinheiro público no Brasil.
Enquanto o Greenpeace fazia todas essas coisas boas para o Brasil, os principais países da Europa seguem refazendo uma aposta: investir em usinas a carvão, a fonte de energia mais suja e poluidora do planeta. A Enel, a maior empresa energética da Itália, está nesse caminho. Nos próximos cinco anos, a Itália pretende duplicar sua dependência do carvão. Nesse mesmo período, deve ser construída meia centena de usinas a carvão na Europa. Nesse projeto, além da Itália, estão a Alemanha, a República Checa e até a Inglaterra, que havia mais de uma década não fazia uma usina a carvão.
O pessoal do Greenpeace tem protestado contra a renascença do carvão na Europa, mas a coisa acontece com uma delicadeza que pouca gente fica sabendo. É mais bacana, e mais rentável, fazer protesto na Floresta Amazônica, convencer gringo a adotar pé de tauari e evitar que republiquetas inventem de seguir o caminho da França, dona da segunda maior oferta mundial de energia nuclear, atrás apenas dos Estados Unidos.
A energia nuclear é a mais limpa do planeta, mas o pessoal do Greenpeace combate o que chama de "sujo poder nuclear". E diz que energia nuclear é muito perigosa. Exemplo? Chernobyl, o pior desastre nuclear da história. Aconteceu há 22 anos. Three Mile Island, o pior desastre dos Estados Unidos. Aconteceu há 29 anos. Césio 137, o pior desastre nuclear do Brasil. Aconteceu há vinte anos, e mais uma leva de vítimas acaba de ganhar direito à pensão vitalícia, de quase 500 reais, concedida pelo governo de Goiás.
Os europeus dizem que suas novas usinas serão de "carvão limpo", exotismo que a humanidade ainda desconhece, mas vá lá. Também dizem que vão recapturar o gás carbônico da atmosfera, tecnologia que também não existe e, de tão cara, ninguém sabe se um dia será exeqüível, mas vá lá. Espera-se que, enquanto isso, o Greenpeace não se esqueça do Brasil. E nem do atum dos mares do Pacífico. Não há luta mais comovente do que proteger atuns. (Do Blog do Noblat)

Porcentagem úmida



Desconto na enchente

Cláudio Humberto
Recife sempre conviveu com enchentes, mas o deputado arenista Lael Sampaio se despediu da Secretaria de Obras do governo de seu irmão, Cid Sampaio, com uma frase de efeito da qual se arrependeria:

- Cumpri meu dever: resolvi 40% das enchentes do rio Capibaribe!
O deputado Livino Valença (MDB) não conteve o aparte, cheio de ironia:
- Graças a Deus! Na próxima cheia só vou ter lá em casa 1,20m de água, porque na última chegou a dois metros.

Política

Firme no propósito de conquistar dias melhores

Diretório Municipal do PTB
A velha frase “Êh! Esse é meu eleitor!”, seguida de tapinhas nas costas, fez parte de uma forma de política que encantou o povão e o fez acreditar que a simpatia e a simplicidade constroem relações de confiança. Não há nada de errado em agir assim se quem o fizer for “pessoa de palavra, que nunca faça política pensando em levar vantagens ou ganhar dinheiro e que seja parceira do PTB e dos seus ideais”.
O diretório do PTB de Ubatuba sabe o quanto é importante eleger vereadores para colocar em prática suas propostas de governo e representar com excelência os cidadãos eleitores, porém, reconhece não ter domínio sobre as mentes humanas que compõem o partido.
Todos os que escolheram o caminho contrário ao progresso e desenvolvimento do nosso município, o fizeram por motivos que foram exaustivamente debatidos e especulados. O PTB de Ubatuba não se abala com tais atos, já que esses não são privilégio nem exclusividade sua.
O que realmente importa, é que o Partido Trabalhista Brasileiro continua firme em seu propósito de conquistar DIAS MELHORES para todos. Os que permanecem unidos nesse propósito têm o carinho e o apreço do diretório municipal. Que venham as eleições e que vençam os que praticam a honestidade, a ética e o respeito pela vida humana.
DIRETÓRIO MUNICIPAL DO PTB
ptb14ubatuba@hotmail.com
www.ptbubatuba14.blogspot.com


No fio da navalha

Uma entrevista aos sábados

Não senti raiva por estar morrendo Raiva de quê? Raiva tem que ter um alvo. Sentiria raiva de mim mesmo? De um poder superior que decidiu que minha vida se acabava ali? E, mesmo que este poder existisse, que efeito teria minha raiva? Não senti raiva. Morrer, acabar, sentir raiva para quê? Em que acredita uma pessoa que sente raiva? Acredita que tem o direito de continuar vivendo? Talvez eu tenha sentido raiva. Admito isso. Mas o que me impressiona é a inutilidade da raiva nessas circunstâncias.
Não senti resignação. É mais como uma aceitação. São dois movimentos distintos. Você aceita porque não tem saída. A resignação é aceitação mas também uma desistência. Não pode haver desistência na aceitação.
Depois, de certa forma, foi uma ressurreição. Isso é o despertar de um corpo dormido e este corpo é seu. Os médicos estão fazendo seu trabalho e o seu é de ajudar a seu corpo neste processo que pode ser chamado de ressurreição. Mas prefiro chamar de regresso, que é menos dramático e mais claro. Está regressando a si mesmo. Fui reduzido a alguém que estava ali e que não tinha ânimo, força ou gana para escrever. A única parte do corpo que não sofreu perda, acho, foi o cérebro, que se mostrou extraordinariamente ativo, não posso explicar. Nunca caí na sonolência. Sempre estive muito desperto, com capacidade de observação e comentário. Fiz até piada! (Do Blog do Pedro Dória)
José Saramago

Deu na Folha de São Paulo

Alckmin diz que não será cabo eleitoral para Serra

Ex-governador receia ter futuro político atrelado ao do colega, dizem interlocutores. Em 2010, Alckmin só poderá concorrer ao governo de São Paulo caso Serra abra mão da reeleição para se lançar candidato à Presidência

De Catia Seabra e José Alberto Bombig:
Sob pressão para que desista da corrida municipal, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) já não esconde, em conversas, sua insatisfação com o governador de São Paulo, José Serra, a quem é atribuído o patrocínio da aliança PMDB-DEM na capital. Ao relatar a reunião que tivera na véspera com o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), Alckmin alegou, segundo interlocutores, que não concorda com a idéia de esperar para concorrer ao governo em 2010 por dois motivos: ainda falta muito tempo até lá e porque não será "cabo eleitoral de luxo" da campanha de Serra à Presidência.
Seu medo, dizem tucanos, é ter o futuro político atrelado ao de Serra. Em 2010, Alckmin só poderá concorrer caso Serra abra mão da reeleição para disputar a Presidência.

Opinião

O direito ao absurdo

Mauro Chaves
Ainda mais chocante, enojante e revoltante do que o fato de acusados de crime monstruoso alegarem inocência ante as evidências mais acachapantes que os incriminam é o fingimento, o cinismo, a representação (mesmo que de canastrões) em que se mostra o "como se fosse" como o que é. No entanto, na esfera do Direito Penal isso não é novidade alguma. Como os acusados exercem o pleno direito de mentir, para não se incriminarem - e esse é um nó ético que ordenamento jurídico algum já conseguiu desatar -, e como a dúvida sobre a culpa sempre pode favorecer aos mais abjetos facínoras, dentro do princípio in dubio pro reo, a prática advocatícia de defesa não encontra limites na ilogicidade de certas "inocências".

A estratégia preferida da defesa é produzir dúvidas. É negar a autoria sempre, jamais confessar, porque, permanecendo alguma dúvida (por menor que seja) quanto à culpa do réu, ele terá chances melhores de recursos ou de diminuição de penas, mesmo se condenado. E até correrão menos riscos de linchamento - fora ou dentro das prisões - os acusados de crimes horripilantes, como o que vitimou a menina Isabella, se restar alguma dúvida sobre a sua autoria.
Em lugares de penas mais severas, como nos 38 (entre os 50) Estados norte-americanos que adotam a pena capital, muitas vezes a confissão é obtida mediante negociação - em que o criminoso, por exemplo, ao admitir a culpa, troca uma pena de morte por 40 anos de reclusão. Mas num país como o nosso, em que o sujeito condenado a 30 anos (coisa raríssima) é libertado (se primário) depois de cumprir apenas 5, em razão da aberração legal que reduz a um sexto a punição, até das mais terrificantes maldades que pode praticar um ser humano, o que pode ser oferecido, de substancial, em troca da confissão de um réu, para dele se obter a verdade? Quanto vale a redução de uma pena automaticamente redutível?
Leia mais

Manchetes do dia

Sábado, 26 / 04 / 2008

Folha de São Paulo
"Com R$ 2,6 bi do BNDES, Oi compra a Brasil Telecom"
A operadora de telefonia Oi anunciou ontem o fechamento da compra da Brasil Telecom, por R$ 5,863 bilhões. Com isso, a antiga Telemar se tornará um dos maiores grupos empresariais brasileiros, com receita anual de R$ 29,3 bilhões (a soma das operadoras em 2007). A operação financeira total, incluindo o valor a ser pago aos acionistas minoritários, ultrapassará R$ 12 bilhões. Isso sem incluir os recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), de R$ 2,569 bilhões, para a reestruturação acionária da Oi.


O Globo
"Governo estuda aumento de 3% a 5% para gasolina"
Com o aval do Palácio do Planalto, a Petrobras já está fazendo cálculos para reajustar os preços dos combustíveis. Segundo técnicos do governo, o aumento da gasolina e do diesel será anunciado em breve e ficará entre 3% a 5%. O presidente Lula e o presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli, já discutiram o assunto e ontem Lula admitiu que os preços dos combustíveis estão defasados, pois não sobem desde 2005. "O petróleo custava US$ 30 e hoje está em US$ 120", disse.


O Estado de São Paulo
"Arrecadação do governo sobe 13% no 1º trimestre"
Forte crescimento do lucro das empresas, da produção industrial, das vendas e dos salários garantiu ao governo federal a arrecadação recorde de R$ 161,74 bilhões em impostos e contribuições no primeiro trimestre. Esse resultado representou um crescimento real (descontada a inflação, pelo IPCA) de 12,97% em comparação com o mesmo período do ano passado. Em uma expansão bem maior do que os 5% previstos para o Produto Interno Bruto durante todo o ano. A arrecadação dos dois tributos que incidem sobre o lucro das empresas (IRPJ e CSLL) praticamente cobriu o que a Receita deixou de arrecadar com a extinção da CPMF. Além disso, o recolhimento de Impostos sobre Operações Financeiras (IOF) foi 142,3% maior no primeiro trimestre, graças à elevação da alíquota. E a arrecadação com esse imposto tende a aumentar, com a cobrança sobre investimentos em renda fixa a partir de abril. Mesmo com a correção de 4,5% da tabela do Imposto de Renda para a pessoa física, a arrecadação do que foi descontado nos salários cresceu 32,84% no trimestre.


Jornal do Brasil
"Secretário de Saúde proíbe filhos de usarem repelentes"
Os produtos para espantar mosquitos não passam perto da casa do secretário estadual de Saúde, Sérgio Côrtes. Em entrevista exclusiva, Côrtes revela que seus três filhos estão proibidos de usarem repelentes: "Não há estudos comprovados sobre sua eficiência e efeitos colaterais". O secretário confirmou o que o JB anunciou há duas semanas: o pior da epidemia de dengue já passou.

sexta-feira, abril 25, 2008

Disco voador

Moradores filmam 'OVNIs' no céu do Vale do Paraíba-SP

Agência Estado
São José dos Campos - Luzes brancas coloridas apareceram no céu do Vale do Paraíba (SP) na madrugada de hoje por cerca de uma hora e 30 minutos. Moradores de São José dos Campos, Caçapava e Jacareí registraram o fenômeno com filmadoras. O engenheiro Valdinei Costa foi um dos que filmaram os pontos luminosos. Costa e a noiva ficaram assustados com o fenômeno e decidiram captar as imagens da janela do prédio, no Jardim Satélite, em São José dos Campos.
"Eu sei bem o que vi. Era uma luz branca grande de onde saltavam outras luzes coloridas menores." No Jardim Morumbi, os pontos no céu também foram avistados. O vigilante Davi Alves Rodrigues afirmou não ter dúvidas de que viu um disco voador. "Vi sim e não foi a primeira vez. Há quatro anos, isso também ocorreu."
As imagens foram analisadas pelo pesquisador Ricardo Varela, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que também é ufólogo. Especialista no assunto, Varela descartou que as luzes possam ser de balões, aviões ou helicópteros. Para ele, é um objeto voador não-identificado (OVNI) ou até mesmo "um disco voador, eu acredito nisso". As imagens continuarão sendo analisadas por Varela. (Simone Menocchi)


Nota do Editor - Primeiro aconteceu o terremoto, agora aparecem discos voadores. Os leitores podem discordar, mas para mim esses fenômenos têm a ver com a renúncia de Julião. (Sidney Borges)

Ubatuba

Aprovado e assinado o Termo de Compromisso entre Parque Estadual, Prefeitura e Comunidade do Cambury

O acordo visa estabelecer um cronograma de metas para promover adequações, através de medidas especiais e em caráter emergencial para minimizar os impactos ambientais e prever a realocação das ocupações irregulares instaladas na Praia do Cambury, além de apoio à Pesca e Lazer do Plano de Uso Tradicional do Cambury e ao Plano Diretor Físico do Município de Ubatuba e trata da adequação e realocação das ocupações da Praia da Cambury.

Assessoria Jairo dos Santos

Depois da várias reuniões no Cambury, o vereador Jairo dos Santos, PSB, que colaborou intensamente para se chegar à redação final do Termo de Compromisso, esteve mais uma vez, nesta sexta-feira, dia 25, com a comunidade e todos os integrantes da Câmara Técnica do Cambury, na sede do Núcleo Picinguaba, zona Norte de Ubatuba. A responsável Técnica do Núcleo Picinguaba, Eliana Simões, Cleide e Inês Maricondi, da Fundação Itesp, representantes da Prefeitura e do Incra, o vereador Jairo fizeram a revisão do texto, que foi assinado por todos, em comum acordo. Uma das mudanças foi a inclusão da Prefeitura Municipal e do Plano Diretor Físico do Município de Ubatuba. Na cláusula que trata dos deveres dos ocupantes e usuários da Praia, um dos itens do Termo do Parque diz que a realocação ficaria totalmente a cargo dos ocupantes, com apoio dos órgãos competentes. Na alteração, cada ocupante deve responsabilizar-se pela busca dos meios de sua realocação, com o apoio dos órgãos competentes através de captação de financiamento e apoios diversos. Como estas, há outras modificações importantes no Termo que ainda poderão ser discutidas, antes da assinatura do acordo. Para isso, o vereador Jairo propôs uma ampla reunião com representantes da SPU – Secretaria do Patrimônio da União, dos Ministérios Públicos Federal e Estadual, Instituto Florestal e da Prefeitura Municipal e a comunidade, no dia 28 de abril, às 9 horas da manhã, na Câmara Municipal.

Ubatuba Víbora é o canal...


... que liga você aos fatos

Sobre política, uma opinião

E que venha o poder

Ednelson Prado
Era tudo que Ubatuba precisava ver: Pedro, Ditinho e Paulo, juntos. Um dia a máscara sempre cai. Ubatuba não merece isso. Infelizmente, a ganância pelo poder é uma realidade mundial. Afinal, não podemos imaginar que um encontro como esse possa ter como objetivo o bem de Ubatuba. Não, eu não acredito nisso. É a minha opinião, é minha, mas é opinião, um direito que a Constituição me permite. No vota, que eu volto, a última coisa que eu, daqui, ao longe, gostaria de ver é a volta de Ubatuba ocupando as manchetes policiais, os escândalos e os tantos processos que a justiça, lenta e morosa, não finaliza. Aproveitando a oportunidade, gostaria de falar algo (não um conselho, porque não acho que caberia, pois se conselho fosse bom se cobraria por ele, não é mesmo?) para aqueles que temem em surgir de quatro em quatro anos, inclusive para os que se dizem defensores da cidadania: cuidado, o telhado é de vidro, e pode ser mais do que se imagina. Digo isso porque, afinal, são pessoas que aparecem sempre próximo ao período eleitoral. Não sei por qual razão, só sei que aparecem. Minha ingenuidade não me permite dizer qual a causa. Não acredito que seja apenas pela busca de um cargo. Só estou dando minha sugestão, se quiserem seguir, bem, senão, bem também.
Ednelson Prado é Jornalista

Marketing

A importância de um bom slogan

Duda Mendonça
Transformar as informações obtidas no diagnóstico, nas pesquisas sobre o candidato em slogan de campanha e depois em propaganda de massa é, na minha opinião, uma das etapas mais difíceis e mais importantes de uma campanha política. Um bom slogan é aquele que consegue traduzir em poucas palavras toda estratégia da campanha e mais, sempre que possível, ser criativo, simples, ao mesmo tempo, a cara do candidato, não podendo servir para qualquer um. Quando se consegue um slogan assim ele facilmente vira adesivo, cartaz, jingle, vira quase um sobrenome para o candidato.
Leia mais


Cuidado com os amigos

Conto no meu livro “Duda Mendonça – casos & coisas” a história de um amigo e assessor de um candidato do interior, que, sem idéias para bolar o slogan do chefe, resolve copiar o que viu numa outra cidade. Seu candidato já havia sido prefeito e tentava, mais uma vez, retornar a prefeitura. Ao ver em outro município um cartaz escrito: “Geraldo fez - Geraldo vai voltar”, resolveu que esse slogan casava como uma luva também em seu candidato. Voltando à sua cidade, não perdeu tempo. Arranjou uns cabos eleitorais e saiu às ruas pintando muros durante boa parte da noite, indo dormir tranquilo, com a sensação da missão cumprida. Mas logo cedo o assessor foi acordado, aos berros, pelo chefe, que lhe chamava de idiota, de imbecil e de outros nomes que não cabem nesse blog. Tudo por causa de um simples detalhe: o candidato era conhecido como “Nem” e a cidade amanheceu completamente pichada com a frase: "Nem fez – Nem vai voltar”. E não voltou mesmo.
'Há mais que indícios' contra o casal Nardoni, diz promotor

Cembranelli estranha a chance de terceiro suspeito e descarta ouvir o irmão mais velho de Isabella, de 3 anos

Carina Flosi e José Dacauaziliquá, do Jornal da Tarde
SÃO PAULO - O promotor Francisco Cembranelli afirmou na noite desta quinta-feira, 24, que "há mais do que indícios" da participação de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá na morte de
Isabella Nardoni, no dia 29. Segundo ele, o sangue encontrado pela perícia no Ford Ka da família era da menina. Ele estranhou também a possibilidade de um terceiro suspeito - que o casal considera responsável pelo crime - escolher "delicadamente" de onde atiraria a menina, não a atirando para o granito embaixo do próprio quarto, mas a soltando "delicadamente" em um gramado.
Leia mais

Poemeu


Paulinho, Ditinho e Pedrinho Tuzininho estão juntinho pra derrubar o Eduardinho. O Caribézinho de longe a tudo observa e faz beicinho, tem gente roubando seu docinho. Enquanto isso só resta fazer versinho. Igual o Dominguinho. (Sidney Borges)

Ubatuba em foco

O melhor prefeito de todos os tempos...

Sidney Borges
Certa noite recente na calçada em frente à Câmara Municipal eu e meus amigos Luiz Moura e Flávio Médici trocávamos informações técnicas sobre câmeras digitais. Desde logo vou alertando àqueles que só pensam naquilo que não estávamos falando de política e sim de zoom, ISO e coisas afins.
Súbito uma discussão entre dois velhinhos nos chamou a atenção:
- Espere um pouco Antero, eu preciso falar com ele.
- Qual o quê, Julietinha, deixa o moço trabalhar.
- Me larga Antero, você virou um velho chato.
Quando se desvencilhou do marido a velhinha se aproximou e de pronto foi dizendo:
- Os senhores me desculpem a interrupção, mas eu não poderia deixar de cumprimentar o melhor prefeito que esta cidade já teve. Parabéns seu Zizinho meus olhos se enchem de alegria quando vejo as obras lindas que o senhor está fazendo.
Dito isto deu a mão ao prefeito Zizinho, digo ao Luiz Moura, que agradeceu e prometeu continuar dando o melhor de si pela cidade.
O casal seguiu satisfeito e nós voltamos a comparar ISO 80 com ISO 400. Em seguida fomos tomar café. Na conta do Prefeito.
Por falar em prefeito, ontem à noite Eduardo Cesar estacionou o carro em frente à pizzaria Bucaneiros. Deu uma geral no ambiente, avaliou as possibilidades e optou por não ficar! Se tivesse entrado teria recebido uma cantada. No bom sentido, é claro. Na pizzaria alguém cogitava em se oferecer como vice. Te cuida Moralino!

Artigo

25 de abril

Maria Helena Rubinato Rodrigues de Sousa
"Há 34 anos, em 25 de abril de 1974, o regime ditatorial português, iniciado em 1926, é desmontado sem um tiro sequer, com os jovens capitães rebelados sendo recebidos pela juventude de Lisboa com os belos cravos vermelhos que vieram batizar a Revolução.
Conclamados pela transmissão radiofônica de uma bela canção de Zeca Afonso, “Grandola Vila Morena”, eles saíram dos quartéis para receber o abraço do povo português exausto com os anos de perseguição política e com a sangria, em vidas e dinheiro, das guerras coloniais portuguesas.
Contado assim, parece filme americano da década de 40, com aquele happy end obrigatório e trilha sonora ao fundo. Não se vê, nem poderia ser visto, o que significaram aqueles 48 anos de governo forte, cruel, censor, violento."

Leia mais

Em Ubatuba é diferente...



Voto secreto e traição

Cláudio Humberto
Votação secreta tem lá os seus riscos, principalmente quando dela participava Zezinho Bonifácio, deputado pela Arena mineira. Em 1976, ele chegou a uma cidade do interior para organizar a convenção do partido. Quis saber local e hora da reunião e ouviu que só Galdino sabia. Quem era o melhor nome para prefeito? Galdino na cabeça, claro.
- Não precisa de convenção. Galdino é o nome - disse Bonifácio, irritado.
- Não aceito, deputado. Tem que ter votação, e secreta - reagiu Galdino.
Satisfeita sua vontade, Galdino teve só três dos 31 votos dos delegados.
E nunca mais quis saber de votação secreta. Nem de Zezinho Bonifácio.

TV Víbora apresenta: O padre voador

Opinião

A cidade vista com outros olhos

Washington Novaes
A Grande São Paulo mergulhou, afinal, na discussão sobre o que fazer para enfrentar seu dramático problema do trânsito, que ameaça tudo inviabilizar. Já não é sem tempo. E muitos preços terão de ser pagos, sejam quais forem os caminhos - não haverá só ganhadores. Pode ser que os proprietários de automóveis tenham de concordar com mais tempo ou mais dias de rodízio; pode ser que o transporte de cargas seja mais restringido para certos horários e custe mais caro (para os consumidores do que seja transportado); pode ser que se limite o licenciamento; pode ser que se cobrem mais impostos para viabilizar a expansão mais rápida do transporte de massa, principalmente do metrô. Mas está claro que terminou um tempo - da inércia, da passividade, da incompetência.

A inviabilização progressiva das metrópoles já vem sendo tratada há décadas por muitos especialistas, principalmente depois de 1960, quando começarem a ficar claras as conseqüência do rápido aumento populacional e da urbanização progressiva. Naquele ano se chegou no mundo a 3 bilhões de habitantes, um crescimento de 2 bilhões em pouco mais de um século. O primeiro bilhão levara milhões de anos para ocorrer, em 1830; o segundo, menos de um século, em 1927; o terceiro, 33 anos. O quarto só precisaria de 14 anos, o quinto de 13, o sexto de 12. Já estamos aí pelos 6,7 bilhões. E embora as taxas de crescimento em quase toda parte tenham caído muito, segundo os demógrafos da ONU chegaremos pelo menos a uns 8,5 bilhões em meados deste século, na maioria urbanizados. E no Brasil, com o mesmo quadro básico, ainda iremos a uns 240 milhões de pessoas.
Leia mais

Manchetes do dia

Sexta-feira, 25 / 04 / 2008

Folha de São Paulo
"PF prende 10 acusados de desviar verbas do BNDES"
A Polícia Federal prendeu ontem dez pessoas sob a acusação de integrarem uma quadrilha que desviava parte dos empréstimos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) a prefeituras e empresas privadas. Os empréstimos, segundo a PF, eram obtidos por meio de influência política. O dinheiro desviado era lavado num prostíbulo e num restaurante que funcionam num flat no bairro da Bela Vista, na região central de São Paulo. Lavagem é o processo pelo qual o dinheiro de origem ilícita volta a circular de maneira legal. O dinheiro desviado aparecia como investimento dos sócios no flat. Os três sócios foram presos ontem pela PF. Eles são donos de uma construtora que faz obras para prefeituras.
O mais conhecido dos presos é o advogado Ricardo Tosto, que defendeu o deputado Paulo Maluf (PP-SP). Tosto faz parte do Conselho de Administração do BNDES como representante da Força Sindical e é acusado de usar o cargo para influenciar a liberação de empréstimos.

O Globo
"Conselheiro do BNDES é preso por fraude"
O advogado Ricardo Tosto, integrante do conselho administrativo do BNDES, é uma das dez pessoas que foram presas pela Polícia Federal sob acusação de desviar recursos do banco. Indicado para o conselho pela Força Sindical, Tosto integrava a quadrilha que negociava com prefeituras e com uma grande rede de varejo e, segundo a PF, cobrava taxa de 3% a 4% sobre o valor liberado pelo banco. Também foram detidos empresários, servidores, um sindicalista e um coronel reformado da PM. O BNDES abriu sindicância. Tosto nega as acusações.


O Estado de São Paulo
"Mercado de etanol se fortalece com dois supernegócios"
A Polícia Federal prendeu ontem dez empresários, advogados e servidores acusados de desvio de dinheiro do BNDES. Um dos presos é o advogado Ricardo Tosto, que tem o deputado Paulo Maluf entre seus clientes e que há cinco meses assumiu vaga no Conselho de Administração do banco, indicado pela Força Sindical.


Jornal do Brasil
"Ondas gigantes no Rio"
Fenômeno deveu-se a ciclone extratropical e nada teve a ver com o terremoto de terça-feira.

quinta-feira, abril 24, 2008


O preço de um ideal

A Ética e as Mamatas Brasileiras

O valor das indenizações aos anistiados políticos volta a provocar polêmica

“...A legislação em vigor lhes garante compensações pelos inegáveis danos que sofreram durante os anos da ditadura militar. Mas nenhum deles quis buscar as indenizações tão generosamente distribuídas pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça. Isso porque, acreditam, o que está em jogo não é uma questão meramente legal, mas ética. Bem diferente do que pensam outros brasileiros que foram (e alguns que dizem ter sido) perseguidos e prejudicados pelos militares e vêm embolsando quantias milionárias. "O direito à indenização deveria se restringir aos casos de comprovado e irreparável prejuízo", diz o deputado federal Fernando Gabeira (PV-RJ), que foi preso e exilado mas não pediu um centavo por isso...”

Veja 16 de abril de 2008

Peter Lessmann

Meus generosos colegas, não custa relembrar: nós da antiga APVAR, sustentamos durante 10 (DEZ!!) anos, a partir de 1988, com dinheiro retirado do nosso orçamento familiar, vários colegas que posteriormente adquiriram exatamente esse tipo de pensões VITALÍCIAS E RETROATIVAS à mesma data de fevereiro 1988, como “anistiados políticos” por terem realizado 3 (sim,três) dias de greve e demitidos, sem qualquer prejuízo na sua capacidade de trabalho em outra empresa, ou terem sofrido prisão, tortura ou exilamento do país, e ainda por cima foram todos sustentado pelos colegas.
Já um Brasileiro exemplar como César Benjamin, que junto com o Gabeira é um dos Brasileiros decentes mencionado nessa mesma reportagem de Veja, e que até teria direito à “mamata” por ter sido preso pela ditadura por 4 anos, dos quais 3 em solitária, declara, na mesma reportagem: "Não acho certo o estado me sustentar. Tenho capacidade de trabalho. Ter explicado isso aos meus três filhos e vê-los apoiar minha decisão valeu mais do que qualquer milhão.
Já os nossos colegas da Greve dos Três Dias 1988, depois de viverem por 10 anos por nossa conta, chutaram ideais, ética e princípios para o alto e foram correndo buscar a sua “mamata” vitalícia sugada diretamente do já comprometido Orçamento da União, um dinheiro que faz falta a muitos Brasileiros miseráveis. E como se isso não bastasse como um péssimo exemplo de conduta pessoal, nunca soube deles terem devolvido um tostão sequer dos retroativos recebidos dos cofres da “viúva” para APVAR, ou seja, ainda por cima receberam dobrado! Com a honrosa exceção do Cmte. Lavoratto, que enviou R$ 42.000,00 dos seus retroativos para a APVAR, nenhum deles sequer se coçou, nem mesmo quando anos depois dezenas de outros colegas foram demitidos na tal “Ação Industrial”, e a APVAR derretia as suas reservas e as nossas para sustentá-los...
O grande Millôr opina assim sobre as pensões do governo: "Eu pensava que eles estavam defendendo uma ideologia, mas estavam é fazendo um investimento".
Só me resta pedir aos nossos colegas “investidores”: Pensem nos aposentados do AERUS passando REAL necessidade, ou a nossa APVAR totalmente exaurida, para não dizer quebrada, já que não houve escrúpulos para aceitar a mamata, então porque não retornar, nem que seja um pouco, do tanto que vocês receberam de nós e receberão vitalíciamente do governo, para quem hoje realmente precisa, assim como vocês um dia precisaram e foram atendidos por muitos desses que hoje passam necessidade?

Abraços a todos!

Cmte. Peter Lessmann / Etihad Airways / Abu Dhabi
peterbrazil@netzero.net
Moon Tower, Apt 704 - (Khalidia behind KFC) - Abu Dhabi - UAE
P.O.Box 94241

Ubatuba em foco

Urbanização de praças

Professor Janos
Parece que governar Ubatuba é colocar tijolinhos de concreto em áreas públicas, assistimos a remoção dos mosaicos portugueses em vários locais da cidade, material caro, mas que não recebia manutenção apropriada.
Há dois anos, estive na Câmara Municipal defendendo a remoção do parque de diversões da avenida, na tribuna popular, tinha em mente um palco fixo para shows (Em Caraguatatuba tem!), quadras de vôlei de praia, etc. Mas o que ganhamos foi mais um estacionamento, que talvez só seja preenchido no feriado de ano novo, os beneficiados seriam os donos de restaurantes da avenida. O mundo inteiro luta pela criação de áreas verdes e de lazer, aqui, criam-se estacionamentos.
Agora é a vez da Praça Santos Dumont ou Alberto Santos, que tal um palco para um som ao vivo no happy hour, colocação de uma das ossadas de baleia para a observação pública, a reforma ainda não terminou, mas está sendo feita uma rua no meio da praça, com um estacionamento de apenas 14 lugares. Os pais perderão o sossego, pois os filhos correrão perigo de serem atropelados na passagem da praia do Itaguá para a praça.
Qualquer obra pública que se faça, os cidadãos devem ser ouvidos, não só os amigos e colaboradores.

Atenção políticos!

O que todo candidato precisa saber

Do Blog do Noblat
Marketing político não é mágica, não é jogada de efeito, nem factóide. Nenhum bom profissional pode garantir a vitória de um candidato.
Para não se dar mal, todo candidato tem que saber que seu marketing tem que ser lastreado na verdade, em argumentos e propostas verdadeiras, e que a mentira não se sustenta, em um país com uma democracia sólida como a nossa e, sobretudo, com uma imprensa investigativa como a que temos no Brasil.
Todo candidato tem que saber, também, que não é o marketing que irá definir tudo em sua candidatura, mas ele próprio. Ao longo da minha vida, alguns candidatos, logo na primeira reunião, me perguntavam: “Qual vai ser meu marketing? O que é que eu vou ter que dizer pra ganhar as eleições?” Se eu soubesse eu não era marketeiro, era um mágico.
E sugiro logo um exercício: Primeiro você me convence dos motivos que o eleitor deve ter para votar em você. Se você conseguir me convencer, quem sabe eu consiga também convencer os outros.
O Marketing vem depois e não antes. Ele é uma consequência do seu jeito, da sua história, dos seus projetos e não a causa. E por isso, insisto em repetir, não se iluda senhor candidato.
O máximo que um marketeiro pode lhe prometer é aumentar as suas chances de vitória e fazer com que você saia da campanha melhor do que entrou. E para isso você tem que fazer a sua parte.

(Texto extraído do Blog do publicitário e marqueteiro Duda Mendonça, que foi ao ar, hoje, pela primeira vez. Acesse aqui o
Blog do Duda)

Espaço do leitor

Procurando o contato!

Antonio Pinto
Olá eu sei que é você que escreve as notícias da prefeitura e principalmente (pra mim) as da Secretaria de Esportes e Lazer de Ubatuba. Eu sou um atleta da cidade há muito tempo primeiro nadador, depois jogador de vôlei. Como nadador levei o nome da cidade de Ubatuba por muitas vezes em competições de nível de federação. Fiz parte do time de Vôlei dos Jogos Regionais de Ubatuba em 2007 e fui para Os Abertos em Praia Grande. Quando joguei os jogos regionais fui o único atleta que jogou e não recebeu nada, porém sou universitário e curso Educação Física na Unitau de Ubatuba então o secretário de esportes e Lazer ficou de me dar uma ajuda para o próximo ano se eu jogasse os Abertos em Praia Grande. Bom hoje é dia 24 de abril de 2008 e até então não consegui estágio que me disseram que conseguiriam pra mim. Por isso venho até aqui pedir à você o contato que seja um e-mail para tentar reivindicar esse estágio na secretaria de esportes que me da o direito de ter 50% de bolsa na faculdade. Muito Obrigado pela atenção!

Atenciosamente

Antonio!

Resposta do Editor - Meu caro Antonio, você está equivocado ao afirmar que eu escrevo as notícias da Prefeitura. Elas chegam prontas, são elaboradas por uma equipe da maior competência que trabalha no Paço Municipal. Quando são de notório interesse eu as publico, quando se confundem com peças publicitárias do Prefeito jogo fora. Publicidade de graça jamais, meu avô viraria no túmulo. Agora se sobrar um dinheirinho a gente pode até levar um lero, sacumé! Desde obviamente que não interfira nos editoriais que assino e que fique claro para o leitor que se trata de matéria paga. Toda a imprensa funciona assim, Folha, Estadão, Globo e porque não dizer: Ubatuba Víbora, pequeno "pelo cumplidor". No livro da Marta Suplicy está escrito que o tamanho não importa, o que vale é a magia. Fale com o Bittencourt, nosso bravíssimo secretário de esportes e lazer. Diga que é da minha parte, ele é um cavalheiro e vai atendê-lo com atenção. Boa sorte nos estudos.

Atenciosamente,

Sidney Borges

Rapidinha

Constrangimento

Verissimo no Estadão
Na volta das férias de verão contaram que quando abriram a casa de praia descobriram que ela estava ocupada por um casal de pingüins. Que Continua lá.
- Mas como? Vocês não botaram os pingüins pra fora?
- Não conseguimos – disse a mulher. – Eles são tão formais...
- E ainda por cima – disse o marido compungido – argentinos.

Ubatuba Víbora é o canal...


... que liga você aos fatos!

Hê, hê, hê, heôôô

Associação inevitável

Sidney Borges
A simpaticíssima Patrícia Cabral me enviou o convite postado logo abaixo para assistir à apresentação dos músicos Thomas Rohrer e Hans Koch. Estou agradecido, mas acredito que está faltando alguém para completar o trio "Reis do saibro". Ao lado de Thomaz e Koch sempre haverá um Edson Mandarino, pelo menos no universo de minhas reminiscências. Onde andará o elegante "espanhol"? Que saudades das tardes da Davis no Pinheiros. Hê, hê, hê, heôôô. Hê, hê, hê, heôôô. Viver é passar o tempo sentindo saudades de nós mesmos.

Ro Ro

"Ele faz de mim o que quer", diz Angela Ro Ro sobre "namorado"

da Folha Online
Ícone gay, a carioca Angela Ro Ro, que fará shows em São Paulo desta quinta-feira até domingo (27), no teatro Fecap, falou sobre o seu suposto romance com um homem, que seria um ex-padre, à coluna Mônica Bergamo, na Folha desta quinta-feira. "A realidade nua e crua não daria conta de seduzir o público. Então eu, uma poeta, criadora e contadora de causos, criei um romance com um ex-padre romeno." O nome do amado, de acordo com a cantora, é Ninco Revendo. A cantora definiu o ex-padre como "viril", "interessante", "longilíneo" e dono de "olhos penetrantes". "Acho que tô descrevendo o meu eu masculino, você não acha?", acrescentou.

Leia mais

Nota do Editor - Tiro o chapéu para o padre, é preciso muita fé para converter ovelhas desgarradas do quilate da Ro Ro, por sinal das minhas compositoras prediletas, dona de fina sensibilidade e uma voz rouca pra lá de sensual. Viva o padre, Ninco Revendo é o nome dele. Que não invente de voar em balões, converter a Ro Ro já é um milagre. Angela Ro Ro me faz lembrar de Tim Maia, que dizia:
- Não bebo, não fumo e não cheiro. Meu único defeito é mentir um pouquinho... (Sidney Borges)

Cultura



Música em Ubatuba

Improvisador suíço Hans Koch (clarone e eletrônicos) faz apresentações inéditas em concertos de improvisação livre em São Paulo e Ubatuba

Patrícia Cabral

A convite de Thomas Rohrer (músico suíço, saxofonista e rabequeiro, residente no Brasil desde 1995), Hans Koch vem ao Brasil com o apoio da Suisa, Fundação Avina Stiftung e da Swiss Airlines e apresenta-se no Centro Universitário Maria Antonia, no Teatro X - em programação extra-oficial à Virada Cultural - e na Galeria Vermelho. Em Ubatuba, Litoral Norte de São Paulo, a apresentação acontecerá na Casa de Cultura Sidney Martins Leme.

Serviço:

CASA DE CULTURA SIDNEY MARTINS LEME (ANTIGO FÓRUM)
DIA 1°. DE MAIO, às 21hs
PRAÇA NÓBREGA, 54 - CENTRO
INGRESSOS POPULARES: R$ 3,00

CAPACIDADE – 130 LUGARES

Ingressos antecipados e informações com:
Patrícia Cabral – 12 – 91788452
Paulinho Dalua – 12 – 91316929
Virgílio Portes – 12 – 91490317
Marilena Cabral – 12 – 97697575


O NUVEM – NÚCLEO DE VALORIZAÇÃO E EXPRESSÃO MUSICAL – é responsável pela realização do evento em Ubatuba, contando com o apoio de:

FUNDART – Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba –
www.fundart.com.br
Pousada Recanto das Palmeiras –
www.recantodaspalmeiras.com.br
Terra Papagalli Restaurante – (12) 38321488
Senzala Restaurante e Pizzaria –
www.restaurantesenzala.com.br
Restaurante Pizzaria Perequim – (12) 38321354
Pizzaria SÃO PAULO – (12) 38327457
O Rei do Peixe Restaurante –
www.reidopeixe.com.br
Ubatuba Automóveis – (12) 38326988


SOBRE OS MÚSICOS

HANS KOCH
Hans Koch (1948) foi clarinetista clássico até o final da década de 1970. A partir daí, ele se aproximou do free jazz, da improvisação livre e de outras formas da música de vanguarda. Toca com músicos como Cecil Taylor, Butch Morris, Barry Guy, Phil Minton, David Moss e Fred Frith. Desde 1990, trabalha com o trio Koch – Schütz – Studer, onde toca clarinete, clarone e saxofone. No grupo, conjuga improvisação e composição; analógico e eletrônico; música culta e música popular.

Websites:
http://www.efi.group.shef.ac.uk/musician/mkoch.html
http://www.koch-schuetz-studer.ch/Biographie.do?id=1
www.myspace.com/kochschutzstuder
Vídeos:
http://br.youtube.com/watch?v=5FMXmG4-zq8

THOMAS ROHRER

Thomas Rohrer nasceu em Basiléia na Suíça, iniciou seus estudos musicais como violinista e estudou saxofone com Othmar Kramis na escola de jazz de Lucerna. Desde 1995 vive no Brasil e hoje transitando entre a improvisação livre e a música regional brasileira.
Thomas colabora em gravações e apresentações de Zé Gomes, A Barca, Carlinhos Antunes, Ceumar, Quarteto Original, Zeca Baleiro e Chico Cesar no Brasil e com John La Barbera, Sendebar, Mark Dresser, Alexandra Montano e Chris Stout entre outros no exterior.
No campo da Improvisação livre tem colaborações internacionais com o baixista brasileiro residente em Londres Marcio Mattos, o vocalista inglês Phil Minton e a cantora kazakha Saadet Türköz entre outros. No Brasil colabora com os Antônio “Panda” Gianfratti, Célio Barros, o coletivo paulista Abaetetuba, Miguel Barella, Maurício Takara entre outros.
Desenvolve também colaborações interdisciplinares com a artista plástica Patrícia Osses e contribui para a realização de trilhas sonoras para teatro, rádio e cinema.

websites:
www.barca.com.br
www.myspace.com/thomasrohrer
www.sendebar.org
Videos
Improvisação para vidro e gelo, colaboração com a artista Patrícia Osses: http://br.youtube.com/watch?v=XAx-q-yKlH8
Duo Thomas e Panda em apresentação no MIS São Paulo: http://br.youtube.com/watch?v=-LeifW09Spw
Thomas Rohrer e Phil Minton em Pouso Alegre: http://br.youtube.com/watch?v=YNKok9ENLlw
Registros de trabalhos em improvisação livre TEC ao vivo no MuBE: http://br.youtube.com/watch?v=0SnZ0zs4mdM
Quarteto de improvisação Livre: http://br.youtube.com/watch?v=5lqSvuXLnbw
Thomas e grupo Abaetetuba: http://br.youtube.com/watch?v=JfQhndkvq6I
Josh Abrams, Mauricio Takara, Thomas Rohrer, Miguel Barella: http://br.youtube.com/watch?v=tLbGi8pQhq4
Registros de trabalhos interdisciplinares Improviso para estruturas de ferro do Centro Cultural São Paulo:
http://br.youtube.com/watch?v=tRL0SKivfLo
Improviso para Ninots, Monigotes y Figures: http://br.youtube.com/watch?v=7b5nDTDgP_M
Maiores informações com Patrícia Ceschi (São Paulo)
Patrícia_ceschi@yahoo.com.br
Cel.: 11 8501 1064
Tel.: 11 5017 8783

Política e políticos



Como afastar Maluf

Cláudio Humberto
Jânio Quadros disputava a prefeitura de São Paulo, em 1985, quando soube que Paulo Maluf faria uma declaração de apoio à sua candidatura. Provocou um encontro com ele e começou a conversa pelas beiradas:

- Eleito, só indicarei três secretários. Sobram 14. Convoque seus amigos. Eles estão obrigados ao sacrifício de governar esta cidade comigo.
Maluf se ajeitou na cadeira e abriu um largo sorriso. Jânio completou:
- Mas, dr. Paulo, o sr. não pode declarar apoio a mim. Não podemos manchar nossos nomes com a acusação de um acordo espúrio.
Jânio venceu, mas jamais convocaria os malufistas para o "sacrifício".

Opinião

A defesa do bom etanol

Editorial do Estadão
Defender o etanol brasileiro tem sido uma das principais ocupações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, desde que se elevou a produção de biocombustíveis à categoria de crime contra a humanidade. Em Brasília, na semana passada, ele aproveitou a conferência regional da FAO, o organismo das Nações Unidas para alimentação e agricultura, para rebater as críticas à produção de biocombustíveis e mostrar seu potencial de criação de emprego e renda nas economias em desenvolvimento. Poucos dias depois, em Gana, sacramentou o primeiro acordo de financiamento a um país africano para fabricação de etanol, destinado, nesse caso, à exportação para a Suécia. Acordos com outros cinco países da África foram anunciados, num esforço do governo brasileiro para converter o mercado do álcool num típico mercado de commodity, com muitos produtores. A viagem foi uma oportunidade para o presidente retomar a defesa do programa brasileiro de etanol e situar no contexto próprio o debate sobre a crise no mercado global de alimentos.
A produção de biocombustíveis tem sido apontada por funcionários da ONU, de outras organizações multilaterais e também por vários líderes políticos como uma das causas da grande alta de preços da comida nos últimos dois anos. Politicamente, é uma tese muito mais fácil de vender do que de refutar. A opinião pública internacional tem uma forte preferência por idéias simples e facilmente conversíveis em palavras de ordem. A tarefa do presidente Lula, nesse caso, é especialmente complexa, porque envolve a distinção entre o etanol brasileiro, extraído da cana, e o dos Estados Unidos, fabricado a partir do milho. O programa brasileiro, como sabe qualquer pessoa razoavelmente informada, é muito mais eficiente em termos energéticos e compatível com a expansão das culturas de alimentos. Mas a maior parte dos políticos e das pessoas mobilizáveis para campanhas de salvação do mundo não é razoavelmente informada nem se preocupa com detalhes técnicos.
Leia mais

Manchetes do dia

Quinta-feira, 24 / 04 / 2008

Folha de São Paulo
"Tomate, morango e alface têm excesso de agrotóxico"
O tomate, o morango e a alface comercializados no país estão com excesso de agrotóxicos, aponta análise feita pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em parceria com secretarias de Saúde de 15 Estados e do Distrito Federal.
Nos três casos, ao menos 40% das amostras analisadas -recolhidas em supermercados em 2007- tinham agrotóxicos acima do recomendável. O alimento com maior nível de contaminação foi o tomate. Das 123 amostras analisadas, 55 apresentaram resultados insatisfatórios (44,72%).


O Globo
"Crise pode fazer Brasil taxar a exportação de alimentos"
Com a crise mundial provocada pela disparada dos preços de alimentos, o Brasil poderá taxar a exportação de produtos agrícolas. Para garantir o abastecimento e evitar reajustes, o governo suspendeu as vendas externas de arroz e pressiona o setor privado a fazer o mesmo. O ministro Reinhold Stephanes avisou que produtores podem ser punidos com barreiras. O milho pode entrar na lista. A alta do petróleo já encareceu a comida no país em 20%. Para Lula, críticos do etanol são levianos.


O Estado de São Paulo
"Defesa vai controlar ONGs na Amazônia"
O Planalto vai fechar o cerco às organizações não-governamentais (ONGs), na tentativa de coibir biopirataria, influência internacional sobre os índios e venda de terras na floresta amazônica, informa a repórter Vera Rosa. A primeira providência está no projeto da nova Lei do Estrangeiro, ao qual o Estado teve acesso e que deve ser enviado ao Congresso até junho. Se aprovado, estrangeiros, ONGs e instituições similares do exterior precisarão de autorização dos Ministérios da Defesa e da Justiça para atuar na Amazônia.
"Ninguém quer espionar ONGs", afirma o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior. "Mas não queremos que organizações de fachada espionem o território brasileiro." Um mapeamento da Amazônia está sendo feito para impedir, por exemplo, a apropriação de conhecimentos indígenas por indústrias estrangeiras de cosméticos. Pelas contas de militares, há cerca de 100 mil ONGs atuando na Amazônia.


Jornal do Brasil
"Google entrega os pedófilos do Orkut"
A CPI da Pedofilia recebeu os dados de 3.261 álbuns privados do Orkut, cujos sigilos foram quebrados e podem acobertar pornografia infantil. O material foi entregue pelo provedor Google em ato considerado histórico. "É a primeira vez que o site disponibiliza dados de páginas pessoais. Haverá uma grande operação contra pedófilos no Brasil e em outros países. Agora temos a possibilidade de puni-los em massa", declarou o presidente da comissão, senador Magno Malta. Dos 60 milhões de usuários do Orkut em todo o mundo, 27 milhões são do Brasil.

quarta-feira, abril 23, 2008

Viagra não traz felicidade...

"Homens são muito focados no pênis", diz professor de Harvard

FELIPE MAIA da Folha Online
Ao contrário do que prega a indústria de medicamentos, o uso de remédios como o Viagra, sozinho, não traz felicidade a homens e mulheres. Remédio eficiente para a disfunção erétil, o medicamento não pode ser utilizado para consertar relacionamentos ou atitudes, que também interferem, e muito, na vida sexual. A avaliação é do médico Abraham Morgentaler, professor associado de urologia da Universidade Harvard (EUA) e autor do livro "O Mito do Viagra" (Ediouro).
Para Morgentaler, os homens "são muito focados no pênis" e têm o mito de que manter o órgão ereto vai "resolver todos os problemas no relacionamento deles". Para ele, essa é uma visão errada do problema. "O que os homens precisam saber é que o remédio não os tornam mais atraentes para as mulheres. Isso tem a ver com quem eles são e como tratam as pessoas", afirmou o especialista, em entrevista à Folha Online, por telefone, de Boston, nos Estados Unidos.

Leia mais

(des)Educação

Má formação

Assusta o número de bacharéis que não conseguem registro

por Maria Adélia Campello
Em 1827, quando da criação dos cursos jurídicos no Brasil, foram inauguradas duas faculdades de Direito, uma na cidade de São Paulo, no convento dos padres franciscanos — razão pela qual é chamada de Faculdade do Largo de São Francisco — e outra na cidade de Olinda, junto ao Mosteiro dos monges beneditinos. A Faculdade de Olinda foi posteriormente transferida para a cidade de Recife.
A terceira faculdade de Direito inaugurada no Brasil foi a da Bahia, em 1890. Em 1927, cem anos após a criação dos cursos jurídicos, existiam menos de 30 cursos jurídicos. Hoje, cento e oitenta anos após, são quase 1.100 faculdades de Direito em todo o país.
Isto significa que o Brasil conta, atualmente, com mais de 3 milhões de estudantes de Direito, que procurarão o mercado de trabalho nos próximos anos. Somando-se a estes os 600 mil advogados hoje inscritos nas seccionais da OAB teremos, em breve, a perspectiva de 3,5 milhões de profissionais buscando um espaço para trabalhar.

Leia mais

Terremoto

Tremor foi o maior em São Paulo desde 1922

da Folha de S.Paulo
Um terremoto de 5,2 graus na escala Richter aconteceu ontem às 21h e 48 segundos na costa do Estado de São Paulo e, depois de se propagar em ondas de choque durante dois minutos, atingiu todos os bairros da capital paulista, boa parte do Estado, além do Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina.
O chefe do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília, Lucas Vieira de Barros, admitiu a hipótese de que outros tremores, de intensidade parecida, aconteçam nos próximos dias: "Em geral a sismicidade se mantém por um período mais longo, até o reacomodamento do terreno."
Em geral, tremores dessa ordem de magnitude provocam no máximo pequenos danos em edifícios. Até a conclusão desta edição, não havia relato de pessoas feridas.
"Em termos mundiais, os 5,2 graus na escala Richter são apenas uma magnitude moderada, mas em termos de Brasil, o abalo foi expressiva", afirmou Vieira de Barros, em relação ao terremoto de ontem à noite. Em 1922, outro tremor de mesma magnitude foi registrado em São Paulo. Nunca a cidade foi chacoalhada por terremoto mais intenso.
O epicentro do tremor foi em um ponto em alto-mar localizado a uma distância de 215 km de São Vicente e a uma profundidade estimada de 10 km, segundo os sismógrafos do US Geological Survey, órgão do governo dos Estados Unidos que monitora desastres naturais. Em relação à cidade de São Paulo, o epicentro estava a 270 km. O terremoto foi sentido em um raio de 300 a 400 km a partir do epicentro.

Leia mais

São Paulo

"Fechei com Kassab"

Painel da Folha de SP - Renata Lo Prete
Orestes Quércia selou ontem o acordo do PMDB com o DEM em torno da reeleição de Gilberto Kassab. "Fechei com o Kassab", avisou o ex-governador a uma pessoa de sua inteira confiança. A aliança dará ao prefeito cerca de 7min30s no horário gratuito, contra 4min do PT de Marta Suplicy e 3min do PSDB de Geraldo Alckmin, que dividem a liderança na mais recente pesquisa Datafolha. Ambos podem fechar outras alianças, mas nenhuma sigla disponível tem tempo de televisão semelhante ao do PMDB. Guilherme Afif, candidato natural do DEM ao Senado em 2010, garantiu a Quércia que não disputará a eleição e que o partido apoiará o ex-governador. (do ex-Blog do Cesar Maia)

Política

Dias melhores virão...

Anderson José Rodrigues, TATO
Meu caro Julião, você não sonhou o meu sonho de 'DIAS MELHORES'.
DIAS MELHORES, é o slogan do PTB de Ubatuba, de fácil compreensão e altamente didático.
Nunca fui passivo, sou um idealista, quero acreditar na possibilidade de transformação. A luta pelo poder em nossa cidade foi-se apoderando dos homens e quase nada foi pensado e construído, para gerações futuras. O Brasil, a exemplo do mundo, vive hoje um momento ímpar de pleno desenvolvimento. Municípios estão se beneficiando com recursos do PAC e do Governo do Estado, enquanto Ubatuba se torna o Haiti do litoral paulista.

Apenas a titulo de ilustração, cito alguns exemplos:

A cidade de Santos acaba de receber recursos da ordem de R$ 19 milhões de reais, somente para o seu plano habitacional;
Em Cubatão, somente com o programa Serra do Mar, serão gastos R$ 6 milhões de reais, enquanto a urbanização do bairro Vila Esperança esta orçada em R$ 137,8 milhões, iniciando a primeira etapa de obras em maio;
Bertioga receberá R$ 29,6 milhões de reais, sendo R$ 18 milhões de reais do Estado e o restante do PAC, para obras de infra-estrutura urbana;
Na Cidade de São Vicente o estado irá urbanizar e incrementar saneamento básico no Bairro da Vila Margarida, beneficiando mais de 3 mil famílias, além da construção de 440 unidades habitacionais;
Guarujá receberá somente do DADE R$ 7,3 milhões de reais para urbanização das praias da Enseada, Pernambuco e Perequê, e R$ 2,5 milhões para urbanização do bairro Morrinhos III e bairro Maré Mansa;
Peruíbe receberá R$ 15 milhões de reais do governo do Estado e do Governo Federal para recuperação ambiental da bacia do Rio Preto, beneficiando com infra-estrutura e lazer mais de 1.600 famílias que residem entre a ponte do Caraguava e o Jardim Veneza;
Praia Grande receberá mais de R$ 100 milhões de reais de recursos do PAC para obras de saneamento básico e habitação.
Será que temos que nos conformar com reforma de praças e assentamento de tijolinhos? Quero continuar sonhando. Ao invés do pacato ato de sentar no caixa do meu mercado e ver a vida passar, prefiro usar de minha modesta influência política para trazer recursos e melhorar a minha cidade. Sou um democrata, aceito o jogo político, porém, necessito ter minha consciência tranqüila. Nos últimos seis meses, Ubatuba recebeu através do PTB, mais de 1,1 milhões de reais do governo do Estado para obras de infra-estrutura urbana, fizemos a nossa parte e assim continuaremos.
Neste momento, respondo a tudo isso com trabalho. Recebi semana passada um abaixo-assinado dos moradores do bairro doTaquaral, solicitando minha ajuda para a construção de um centro de convivência no bairro.
Acabo de receber um telefonema da disponibilidade do atendimento do pleito por meio da Secretaria de Habitação do Estado, bastando um pedido formal da Prefeitura com urgência.
É isso ai meu amigo, o PTB de Ubatuba é + RESPEITO POR UBATUBA.
Anderson José Rodrigues, TATO é presidente do PTB de Ubatuba

Eleições 2008

Clientelismo de baixa intensidade

Bruno Lima Rocha
Aproximam-se as eleições municipais e a política local passa a ganhar foco e atenção. Na semana passada dediquei atenção ao contraponto entre a má gestão de prefeituras, o repasse de verbas e a péssima distribuição impositiva brasileira. Mantendo o foco, inicio o debate a respeito das práticas de clientelismo e a contaminação do tecido social por parte dos aparelhos de representação política municipal. O tema em pauta é o dos “estágios” em órgãos da administração direta e indireta das prefeituras.
Existem formas consagradas de exercício de função pública remunerada, ocupando cargos de chefia e assessoria direta e que não passam por concurso. Muitas vezes o indicado não é servidor público, sendo empregada a sigla de CC, ou seja,
cargo em comissão ou cargo de confiança. Quando o ocupante do posto é servidor de carreira, a sigla empregada é a de FG ou CD, respectivamente, função gratificada ou cargo de direção. De comum entre ambos é o fato de não haver seleção universal para ocupação do cargo. Tampouco se fortalece a democracia no local de trabalho porque nunca se aplica a eleição entre os servidores para os postos de chefia.
Além de FGs e CCs, outra forma de aplicar recursos públicos sem passar por concurso ou licitação é o uso indiscriminado de consultores e funcionários terceirizados. As pessoas físicas que exercem consultorias costumam ser diretamente contratadas por órgãos públicos – administração direta, autarquias e empresas estatais – ou fundações de apoio. A partir destas pessoas jurídicas, a cadeia de comando e produção utiliza-se de uma
técnica gerencial chamada de “sistemista”. Nestes casos, uma função pública é aplicada por um consultor, muitas vezes sob contrato temporário com outra empresa, por sinal sub-contratada pela terceirizada inicial.
Leia mais

Ubatuba em foco



Centenas de pessoas fazem “penicaço”

Manifestantes percorrem a praia com penicos, aos gritos de “xô” cocô

Regina Teixeira
Mais de 300 indivíduos Não-Governamentais (INGs), entre moradores e freqüentadores de Ubatuba, Litoral Norte de São Paulo, realizaram neste domingo, dia 20 de abril, o primeiro “penicaço” contra a poluição da Praia de Itamambuca, uma das mais badaladas do Estado e paraíso dos surfistas.
Munidos de penicos e escovas de limpar vasos sanitários, os manifestantes reuniram-se no canto direito da praia, em frente ao rio Itamambuca, que também é considerado impróprio. Crianças, jovens, adultos e idosos carregavam cruzes, faixas, cartazes e até um excremento inflável gigante, aos gritos de “xô cocô” e de uma marchinha de carnaval com o sugestivo nome de “Pai do troço”.
Apesar do tom de brincadeira, o manifesto trouxe à tona um problema muito sério, o da poluição das águas, que atinge várias praias do litoral e acarreta prejuízos para o turismo, a pesca e a saúde pública.
No caso de Itamambuca, escolhida como palco da manifestação por ser um símbolo de Ubatuba, “a capital do surfe”, esta é a primeira vez na história que a praia recebe bandeira vermelha. De acordo com análise da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), o mar está impróprio para banho desde o dia 2 de abril, por causa do alto índice de coliformes fecais.
Realizado em pleno feriado prolongado de Tiradentes, o objetivo do “penicaço” foi chamar a atenção das autoridades e órgãos ambientais e, ainda, alertar o turista sobre o perigo de contrair doenças ao mergulhar em águas contaminadas. “É muito triste vir à praia e não poder entrar no mar”, queixou-se uma turista de Taubaté. “A bandeira vermelha passa despercebida. Se não fosse esse protesto e o planfleto distribuído na entrada da praia, eu teria entrado na água”, observou uma paulistana, que planejava voltar no próximo feriado, mas já decidiu que vai para o interior.
O panfleto alertando os turistas sobre os riscos de contaminação foi distribuído pela Sociedade Amigos de Itamambuca, que apoiou a manifestação do “penicaço”, junto com outras ONGs, como a Associação Somos Ubatuba (ASSU).
Os INGs colheram mais de mil assinaturas contra a poluição de Itamambuca e irão reivindicar a criação de uma comissão especial, envolvendo Estado, Prefeitura, Sabesp e outros órgãos competentes, para tratar do assunto. Só com o consentimento de todos e a vontade de encontrar soluções é que se conseguirá proteger o que ainda resta de natureza no nosso litoral.


Entenda o problema de Itamambuca

De acordo com o diagnóstico sanitário ambiental da região, realizado por iniciativa da Sociedade Amigos de Itamambuca (SAI), as ocupações humanas junto às margens do rio Itamambuca e seus afluentes caracterizam-se pela inexistência de sistemas adequados de tratamento de esgoto, sendo que 50% das edificações dispõem apenas de fossa negra, ou seja, um buraco no chão, sem revestimento interno impermeabilizante.
O constante despejo de esgoto doméstico nos corpos d´água que compõem a bacia hidrográfica de Itamambuca já ocasionaram a contaminação do rio, que vem recebendo bandeira vermelha da Cetesb desde o ano 2000, e agora comprometem o mar.
A degradação das praias não é um fenômeno novo e, se não houver ações práticas imediatas, o destino de Itamambuca será o mesmo do Cruzeiro, do Itaguá e de outras praias de Ubatuba em que não se pode nadar. “Não queremos só olhar o mar”, protesta um menino de 10 anos, participante do “penicaço”.


Poluição só traz prejuízos

Ancilostomíase, Estrongiloidíase, Amebíase, Giardíase, Febre tifóide, Ascaridíase, Enterobiose, Balantidíase são exemplos de doenças de veiculação hídrica, provocadas por vermes, protozoários ou bactérias presentes nas fezes humanas, que são despejadas inadvertidamente nos corpos d´água. De acordo com o mapa de saneamento básico do IBGE, no Brasil, apenas 20% dos esgotos recebem algum tipo de tratamento.
Ubatuba está inscrita nesse mapa da vergonha. Itamambuca, Itaguá, Santa Rita, Perequê-Mirim e Dura estão impróprias para banho, por causa do alto índice de coliformes fecais que deságua no mar.
O custo para tratar o esgoto sanitário é quatro vezes menor que o das internações motivadas por doenças infecto-contagiosas de veiculação hídrica. A conta é da organização Mundial da Saúde: para cada um real investido em saneamento básico, economizam-se quatro reais com atendimento médico e hospitalar.
A poluição das águas custa caro para o município, pois gera prejuízos para o turismo, a pesca e a saúde pública. (Fonte: O Guaruçá)


Nota do Editor - A poluição de fato prejudica o município, mas como na vida tudo é relativo, sempre tem alguém levando vantagem. Os paupérrimos migrantes que aqui chegam pelas mãos de candidatos desprovidos de ética e que são usados com massa eleitoral depois de transferir o título, acabam morando precariamente onde dá. A eles não cabe escolha. Sem recursos tornam-se poluidores involuntários, lançam esgotos nos rios e a poluição acaba chegando ao mar. Muita gente que vai às manifestações e faz cara de indignação vota em candidatos que incentivaram e continuam incentivando a barbárie. O voto consciente é a única forma de consertar os estragos decorrentes de falta de ética e de vergonha na cara. Antes de votar, pense bem... (Sidney Borges)

Abalo sísmico


Moradores de prédio no Butantã (zona oeste de São Paulo) aguardam na rua a chegada dos bombeiros

Terremoto de 5,2 graus da escala Richter atinge ao menos quatro Estados

da Folha Online
Um tremor de terra foi sentido em diversas áreas do Brasil na noite desta terça-feira. Por volta das 21h, um terremoto que atingiu
5,2 graus na escala Richter foi registrado a cerca de 215 km de São Vicente, no litoral sul de São Paulo. Moradores da capital, da Grande São Paulo e de outros Estados como Santa Catarina, Rio e Paraná também sentiram os tremores.
De acordo com George Sand, professor-doutor do Laboratório de Sismologia da UnB (Universidade de Brasília), não há como prever novos tremores. O tremor ocorreu a aproximadamente 10 km de profundidade.
Poucos minutos depois do tremor, os telefones do Corpo de Bombeiros de São Paulo e da Defesa Civil ficaram congestionados devido ao grande volume de ligações. De acordo com os órgãos, não houve acidentes com vítimas no Estado.

Leia mais
 
Free counter and web stats