sábado, fevereiro 16, 2008

Falando de aves



Decidindo o futuro

Hoje vai ter reunião no ninho dos gansos, digo dos tucanos. Vão decidir se decidem, decisão difícil, na verdade tudo é difícil entre os tucanos de Ubatuba. Se eu pudesse fazer uma comparação com a Física diria que os membros do partido lembram partículas eletrizadas com cargas de mesmo sinal. Egos fortes, personalidades marcantes, mas a eletrização os afasta e como conseqüência as derrotas vão se acumulando. Os gansos devem estar pensando: como vamos ajudar nosso dono que está defronte a um dilema? Fazer ou não fazer a prévia, "that is the question". Dos camarotes, em lados opostos do estádio, dois ilustres espectadores assistem à porfia. O que eles têm em comum? O sorriso, estão felizes, os tucanos os deixam felizes. Quem são eles? Do lado leste Eduardo Cesar e do lado oeste Paulo Ramos. São os maiores interessados na briga dos tucanos. Tomara que os gansos inspirem o chefe, não será fácil a tarefa de logo mais. (Sidney Borges)

Cinema

Ubatuba em festa, "habemus" Cineclube

Convidamos a todos para a pré-estreia do Cineclube de Ubatuba, neste domingo, 17/02 às 18h, no Sindicato dos Bancários, Rua Cel. Domiciano, em cima da SOS Farma

Filme: SANEAMENTO BÁSICO, com Fernanda Torres, Camila Pitanga, Wagner Moura.

SINOPSE: Em uma pequena vila de descendentes de colonos italianos na serra gaúcha, a construção de uma fossa para o tratamento do esgoto é uma emergência antiga e sempre ignorada pelas autoridades. Uma comissão resolve pleitear a obra através dos recursos da subprefeitura. No entanto, são informados de que não há verba para saneamento básico mas que sobra para a produção de um vídeo. O grupo resolve então fazer um vídeo sobre o saneamento básico. Mas o que ninguém esperava é que o grupo amador se envolveria tanto nessa produção que ganha até prêmio na cidade, e que a obra... bem, viraria ator coadjuvante.


Rui Alves Grilo

Relógio

Horário de verão

À meia-noite de hoje sua abóbora que estava prestes a virar cavalo vai continuar no reino vegetal. A metamorfose (nada a ver com o Lula) dar-se-á uma hora depois. O horário de verão "gone with the wind", foi-se, acabou-se o que era doce. Lembrete: os relógios devem ser atrasados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país. Não se esqueça. (Sidney Borges)

Brasil

Esperei godot. E ele apareceu

Diogo Mainardi
Eu sei que o caso da Telecom Italia é uma pauleira. Eu sei que há uma série de interesses empresariais em jogo. Mas alguns fatos precisam ser esclarecidos. O primeiro e mais urgente é o seguinte: o nome do presidente da República foi citado nos autos de um tribunal italiano. Ninguém pode fazer de conta que isso é uma bobagem. Acompanhei o inquérito contra a Telecom Italia por dois anos. Esperando Lula. E, como Godot, ele nunca aparecia. Na semana passada, recebi uma cópia de um despacho emitido no finzinho de 2007 pelo Ministério Público italiano. Na página 33, pode-se ler um trecho do interrogatório de 5 de maio de 2007 de Giuliano Tavaroli, um dos diretores da empresa. Ele declarou:
"Sendo um homem do presidente Lula, (Mauro) Marcelo, depois de assumir o cargo no serviço secreto, nos garantiu seu apoio institucional, uma vez que (Daniel) Dantas era um inimigo do presidente Lula".
Como é que é? Apoio institucional? Lula pode ser inimigo de quem ele quiser. Daniel Dantas que se dane. Mas a suspeita de que isso teria motivado uma oferta de apoio institucional a uma empresa em detrimento de outra precisa ser contrastada. Por mais temerário que seja o acusador.
Aos fatos. Em meados de 2004, o delegado Mauro Marcelo foi nomeado para chefiar a Abin, depois de ter trabalhado como guarda-costas de Lula na campanha eleitoral de 2002. A escolha de seu nome para ocupar o cargo na Abin foi feita pessoalmente pelo presidente. De acordo com os autos do tribunal italiano, o relacionamento de Mauro Marcelo com a Telecom Italia era de perfeita intimidade. Interrogado sobre o assunto, Fabio Ghioni, especialista em computadores contratado pela empresa, declarou que o chefe da Abin era "fornecedor de Jannone no Brasil, e por este era remunerado". Ghioni referia-se a Angelo Jannone, diretor da Telecom Italia. O apoio institucional do lulismo à Telecom Italia é mencionado novamente em outra passagem do despacho. Está na página 13. No interrogatório de 19 de abril de 2007, Giuliano Tavaroli foi indagado sobre os 25 milhões de euros pagos pela empresa a Naji Nahas, sem que houvesse, de acordo com o procurador, "a menor evidência documental de um serviço efetivamente prestado". Tavaroli respondeu: "Naji Nahas era conhecido por suas ligações com os aparatos institucionais, como o ministro da Fazenda brasileiro". Isso mesmo: Antonio Palocci. Tavaroli relatou também que a mala cheia de dólares a respeito da qual falei duas semanas atrás serviu, em parte, para subornar parlamentares.
O interesse dos procuradores italianos pelo Brasil é meramente incidental. O foco de seu inquérito é a arapongagem da Telecom Italia na própria Itália; o Brasil só entra de passagem. Se a gente quiser indagar mais sobre o assunto, o jeito é trabalhar. Quem já está fazendo isso é o Ministério Público brasileiro. O documento em que Godot finalmente aparece está em poder da nossa magistratura. Ele também pode ser consultado por qualquer um na internet: http://www.divshare.com/download/3785247-d05. (Trem Azul)

PSDB


PARTIDO DA SOCIAL DEMOCRACIA BRASILEIRA
DIRETÓRIO ESTADUAL DE SÃO PAULO
RESOLUÇÃO DESP - 01/2007

Diretrizes para a escolha de candidatos e coligações para as eleições municipais de 2008, no Estado de São Paulo.

O Diretório Estadual do PSDB de São Paulo, no uso das suas atribuições estatutárias, resolve:

Art. 1°. O Partido da Social Democracia Brasileira - PSDB, deverá ter, obrigatoriamente, candidato próprio a Prefeito e chapa completa de Vereador em todos os municípios do Estado, onde esteja organizado provisória ou definitivamente.

Art. 2°. Os candidatos a Prefeito, Vice-Prefeito e Vereador, deverão ser escolhidos em Convenção Municipal, organizada conforme o Estatuto do PSDB, no período de 10 a 30 de junho do ano de 2008, em conformidade com a Lei Eleitoral. vigente.

Art. 3°. Os pedidos de exceções à regra do Art. 1o deverão ser submetidas à deliberação da Comissão Executiva Estadual, com parecer da respectiva Coordenadoria Regional.

Art. 4°. Os Diretórios Municipais e as Comissões Provisórias Municipais deverão encaminhar até o dia 01/06/2007, para as respectivas Coordenadorias Regionais, um relatório preliminar sobre as possíveis candidaturas a Prefeito, a chapa de Vereadores e o quadro político local.
Parágrafo único. As Coordenadorias Regionais deverão encaminhar ao Diretório Estadual, até o dia 01/07/2007, um relatório sintetizando o quadro político de cada Município, com base nos relatórios de que trata o caput desse artigo.

Art. 5°. O descumprimento dessa Resolução acarretará a nulidade da Convenção Municipal, podendo implicar na Intervenção ou Dissolução do Diretório Municipal, na forma do Estatuto do PSDB.

Art. 6 °. Fica revogada, por esta, a Resolução DESP - 01/2004.

São Paulo, 29 de janeiro de 2007

PSDB em marcha (à ré?)

Prévias tucanas

Estão dizendo por aí que amanhã não haverá a pré-convenção do PSDB. Informado dessa possibilidade ontem, tratei de buscar subsídios direto da boca do cavalo, expressão inglesa que traduzida livremente parece não fazer sentido. Mas e daí? Nesse imbróglio tanta coisa foge à lógica.

Vamos aos fatos:

a) Não existe no PSDB uma legislação específica sobre prévias fora do período regulamentar.

b) A decisão de fazer ou não a consulta cabe ao diretório local, não havendo impedimento legal que justifique a suspensão.

c) Caso alguém afirme que a escolha poderá ser impugnada em 60 dias não estará mentindo, mas também não estará dizendo a verdade, pois ninguém pode prever o futuro e no diretório estadual do PSDB a matéria ainda está em apreciação.

Posto isto, a convenção marcada para amanhã só não vai acontecer se o diretório local assim decidir, mas deve ficar claro que essa será uma decisão apenas local.

Sidney Borges

Despesas do Rei

Na Corte de Dom Lula 1º

Ruy Fabiano
Em sua excelente biografia sobre Dom Pedro II, José Murilo de Carvalho conta que, em 49 anos de reinado, o monarca recusou sucessivas tentativas da Câmara dos Deputados de aumentar-lhe os subsídios pessoais e a dotação de sua assessoria.
No início de seu reinado, as despesas com a manutenção de seu gabinete pessoal correspondiam a 3% das despesas de manutenção do governo; ao final, quase meio século depois, eram de 0,5%. Quando de sua primeira viagem à Europa, recusou dotação especial da Câmara para financiá-la, optando por um empréstimo pessoal, como qualquer cidadão. Pagou tudo do seu bolso.
Nada mais republicano, nada mais democrático.
Cento e dezenove anos depois, o que temos? O presidente da República duplicou, em quatro anos, suas despesas pessoais sigilosas. Recusa-se a abrir as contas de seu cartão corporativo pessoal, que aumentam ano a ano, sob o argumento de que o cargo impõe sigilo. Seu ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Jorge Armando Félix, diz que “quanto maior a transparência, menor a segurança”. Ou seja, viva o sigilo!
Nada mais monárquico, nada menos democrático.

Leia mais

CCC no litoral

Sidney, bom dia,

De grande impacto a resposta do Secretario de Esportes.
Todavia ele deveria ter explicado isto antes ao Tribunal de Contas e não agora para mim.
Pois segundo o parecer as despesas não atendem ao interesse publico, motivo pelo qual são apontadas como irregulares e é necessaria sua devolução aos cofres publicos, com as devidas correções.

Cesar Prates

Opinião

A PM e seus bandidos

É, realmente, de estarrecer, o que vem sendo revelado sobre o conhecimento que tinha o comando da Polícia Militar (PM) de São Paulo a respeito das ameaças que sofriam os oficiais da zona norte, desde que foram abertos 56 processos de demissão de policiais do 18º Batalhão. A cúpula da PM sabia desse crime - ameaça é crime expressamente capitulado na legislação penal -, mas só resolveu afastar das unidades os policiais suspeitos de envolvimento em chacinas e achaques a traficantes da região, depois do fuzilamento do coronel José Hermínio Rodrigues.
Chefe do policiamento na zona norte, Hermínio foi assassinado em 16 de janeiro. Três PMs do 18º Batalhão foram presos logo após o crime e o comando afastou outros 20 policiais de quatro batalhões. Não é possível, evidentemente, afirmar que o coronel Hermínio teria escapado da "execução" se o comando da PM tivesse feito as prisões e afastamentos antes do que fez. Mas permanece o fato de que os suspeitos não tiveram seus passos tolhidos preventivamente, o que no mínimo dificultaria sua capacidade de articulação criminosa.
Leia mais

Manchetes do dia

Sábado, 16 / 02 / 2008

Folha de São Paulo
"Furto na Petrobras é questão de Estado, acredita Planalto"
Por considerar uma investigação de nível de Estado, envolvendo interesses do país, o governo Lula decidiu transferir para a cúpula da Polícia Federal o comando do inquérito que investiga o furto de computadores da Petrobras, contendo informações sigilosas e estratégicas da empresa. Segundo um assessor do presidente Lula, o governo classifica o caso de "grave" por ter a informação de que não se trata de um "roubo simples" e deve ser mais do que uma "simples espionagem industrial". Ou seja, o Palácio do Planalto e a PF trabalham com a linha de investigação de que o furto não foi apenas uma operação contratada por uma empresa para dispor de informações privilegiadas a serem usadas, por exemplo, numa licitação de reservas de petróleo. Uma das hipóteses aventadas dentro do governo é que o furto dos quatro computadores, de dois discos rígidos e dois pen drives da estatal pode ser obra de uma quadrilha internacional especializada em obter informações sigilosas para vendê-las a governos ou empresas.


O Globo
"Petrobras não avisou nem aos sócios do roubo de notebooks"
A Petrobras não informou a seus sócios no megacampo de Tupi - como a britânica BG - sobre o furto de equipamentos que continham dados estratégicos da companhia. O furto, descoberto no dia 1º de fevereiro, ocorreu no trajeto entre a Bacia de Santos e Macaé. Os equipamentos estavam dentro de um contêiner que funcionava como escritório flutuante. Pela primeira vez, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse que tudo indica tratar-se de espionagem industrial. A Polícia Federal decidiu montar uma força-tarefa para acelerar as investigações, que estão concentradas na delegacia de Macaé. A multinacional americana Halliburton, responsável pelo transporte dos equipamentos, ainda não se pronunciou.


O Estado de São Paulo
"CPI dos cartões terá controle do governo"
O governo terá ampla maioria na CPI, formada por deputados e senadores, que investigará os gastos feitos com cartões corporativos. Dos 24 integrantes, 14 serão da base de apoio ao Planalto. Além disso, os governistas operam para ocupar os dois principais cargos da CPI: o de presidente e o de relator. Se a manobra der certo, oposicionistas ameaçam pedir a abertura de outra CPI, só no Senado. Nesse caso, o governo teria situação menos confortável: controlaria 6 dos 12 titulares e a oposição ainda ficaria com a presidência ou a relatoria. "Não vamos nos submeter a uma farsa", disse o senador José Agripino Maia (DEM-RN).


Jornal do Brasil
"Furto na Petrobras foi obra de espiões"
A Agência Brasileira de Informações suspeita de que o furto de computadores com dados sigilosos da Petrobras foi um ato de espionagem: empresa estrangeiras interessadas nos megacampos petrolíferos abaixo da camada pré-sal da Bacia de Santos, como o de Tupi. Setores nacionalistas da estatal já discutem a exclusão dessa área das futuras licitações. Fernando Siqueira, diretor da Associação dos Engenheiros da Petrobras, revelou que ocorreram invasões de residências de funcionários para roubo de outros dados.

sexta-feira, fevereiro 15, 2008

Espaço feminino

Confira 10 dicas para se tornar uma mulher irresistível

Qual a melhor tática de sedução?

Desenvolver a sedução é algo que pode ser feito. Claudia Ponte, autora de Irresistible. Secretos de seducción (Irresistível. Segredos da Sedução - em tradução literal), revela neste manual as armas mais sutis e estratégias eficientes para ser uma mulher irresistível. Vale lembrar que ele pode ser usado tanto por quem quer investir em um novo romance como por aquelas que pretendem reacender a paixão em um relacionamento.
Leia mais

Nota do Editor - Minha cara amiga, se você estava preocupada, se sentido só, leia o texto acima, siga os ensinamentos e tenha uma certeza: vai chover homem na sua horta. Boa sorte. (Sidney Borges)

Boletim Tucano

Na antevéspera

Encontro o Magalhães do Tamoios no Supermercado Paulista. Eis a chance do desempate, pensei. Ele estava tirando as compras do carrinho para passar no caixa.
- Magalhães, domingo dá Caribé ou Charles, perguntei à queima-roupa.
Ele me olhou surpreso, ficou pensativo e depois de um intervalo de tempo não inferior a um minuto respondeu com convicção.
- Ou dá um ou dá o outro.
Agradeci, continuo sem saber o resultado, mas tenho certeza que o voto do Magalhães será consciente. Ele pensa antes de responder. (Sidney Borges)

Esclarecimento

Amigo Sidney;

Acerca do artigo "Cartões Corporativos Caiçaras", de autoria de César Prates, publicado no blog "Ubatuba Víbora", gostaria de registrar que tais investimentos tratam-se de uma parceria firmada em 2006 entre a Prefeitura de Ubatuba e o Fluminense Football Club, do Rio de Janeiro.
Os gastos a que se referem o autor são oriundos da hospedagem de dois observadores técnicos do Fluminense em 2006 por cinco dias (cerca de R$ 30,00 por pessoa por dia) e alimentação dos observadores e de alguns atletas de Ubatuba que tiveram a oportunidade de conhecer a infra-estrutura do maior CT de categorias de base do Brasil (Centro de Treinamento Vale das Laranjeiras, em Xérem, Duque de Caxias, Rio de Janeiro).

Coloco-me à disposição e reitero que as contas da Secretaria de Esporte e Lazer, desde 01 de janeiro de 2005, quando assumi a pasta, até hoje estão abertas para qualquer munícipe dirimir quaisquer dúvidas.

Cordiais saudações!


Bittencourt Jr.

CCC no litoral

Cartões Corporativos Caiçaras

Noticias dão conta que até o nosso Secretário de Esportes andou abusando do dinheiro público. São diversos rodízios numa churrascaria do Rio de Janeiro. Às nossas custas.
E o incrível, a hopedagem aconteceu em uma pousada de Ubatuba.
Pode?

Cesar Prates

Utilidade Pública

Telecurso

As matrículas para o Telecurso - Ensinos Fundamental e Médio - estarão abertas a partir de segunda feira, dia 18 e permanecerão nos dias 19 e 20.

Local: Escola Estadual Esteves da Silva.

Horário: A partir das 19:00h.

Os interessados devem procurar a professora Susan ou o professor Valter.

Editorial

Ubatuba se prepara para outubro

Sobre as eleições municipais vou tocar num ponto que considero da maior importância. O sistema de reeleição não é imparcial, leva vantagem quem está no poder. Em ano eleitoral cada reunião de bairro vira reunião política, quando não comício. Tudo dentro da lei, ninguém é candidato, todos falam em nome da democracia. Os custos são altos, quando o poder público organiza as reuniões o povo paga. Os candidatos, ops, ato falho, os pré-candidatos que não detém mandatos precisam ter dinheiro para enfrentar a pré-campanha, fase que estamos vivenciando. O Brasil é a terra da hipocrisia, todos fingem não estar em campanha e a Justiça finge que vai punir quem fizer campanha fora de hora. Capice? Uma vez feitas estas considerações, vamos aos fatos. O Prefeito não está a passeio, quer continuar no cargo, gostou do poder e o está usando para permanecer com a caneta por mais quatro anos. E tome reuniões, com associações de bairros, quilombolas, associações de servidores, etc, etc. Tudo dentro da mais absoluta legalidade. E os oponentes? O principal adversário de Eduardo Cesar é Paulo Ramos, que há um ano vem trabalhando nos bairros, de norte a sul, do Itaguá ao Ipiranguinha, principalmente no Ipiranguinha. Esse trabalho que eu tive a oportunidade de presenciar em algumas ocasiões, nem parece político, Paulo sequer se apresenta como candidato, mais parece um pregador que solicita aos fiéis confiança e esperança. Ele fala em mudanças. Mudanças? Partindo de Paulo Ramos? Foi isso que eu ouvi e estou reproduzindo aos meus leitores. Paulo Ramos que já foi vereador, vice-prefeito e prefeito em duas oportunidades, fala em mudanças. Claro, desde que seja indicado pelo PDT, partido do qual é presidente, como candidato a prefeito. O PSDB ainda não se definiu. He, He, He, parece brincadeira, mas os tucanos estão indecisos. Barrabás! Ainda não sabem se vão de Caribé ou de Charles. Outro ato falho. Há um terceiro litigante na liça, Pedro Tuzino. Minhas prévias são parciais, não conheço todos que vão votar domingo, são trinta e três. Consultei dez, cinco afirmaram que vão votar em Caribé, outros cinco em Charles, falta consultar vinte e três. Melhor esperar domingo, embora amanhã eu vá xeretar a última reunião dos emplumados bicudos. Comendo o mingau pelas beiradas temos Maurício Moromizato, do PT e Tato, do PTB, são noivas cobiçadas, têm dote e casamento se faz com dote. Eu imagino que o quadro vá ter mudanças, política é momento, sempre haverá um novo ator adentrando ao palco e alguns saindo pela coxia. O jogo está apenas começando, a partir de segunda-feira pra valer. Dentro da lei, todos fingindo. Shhh. Fala baixo!

Sidney Borges

Velhinhos

Indiano de 97 anos é condenado a prisão perpétua por matar vizinha

da Efe, em Nova Déli
Um indiano de 97 anos foi condenado a prisão perpétua por matar com um bastão sua vizinha após uma disputa por um jardim em 1993, informou hoje a agência de notícias Ians.
O Tribunal Superior da região noroeste de Punjab confirmou a condenação de Kartar Singh pela morte de sua vizinha Surjit Kaur.
A corte desprezou a apelação do acusado, que pedia a anulação da sentença por motivos de idade, e ordenou que a polícia o detivesse no presídio de Singh.

Leia mais

Nota do Editor - Apesar do rigor da sentença, Kartar poderá apelar depois de trinta anos e é quase certo que venha a obter a condicional. (Sidney Borges)

Estados Unidos

Hillary Clinton vence prévias no Novo México, mas Obama lidera

da Folha Online
A senadora por Nova York, Hillary Clinton, venceu o "caucus" democrata do Estado do Novo México, nas prévias da corrida pela candidatura à Casa Branca, que se aproxima do final. Hillary obteve 73.105 votos, contra 71.396 de seu rival, o senador por Illinois, Barack Obama.
O anúncio foi feito nessa quinta-feira (14), em entrevista coletiva com Brian Colon, membro do Partido Democrata da região. Com o resultado, a ex-primeira-dama terá mais 14 delegados na Convenção Nacional Democrata, que será realizada em Denver, Colorado, no final de agosto. Obama ficou com os 12 delegados restantes do Estado.
O Novo México é um dos 24 Estados americanos que realizaram suas primárias em 5 de fevereiro, a chamada Superterça. Mas os resultados foram tão próximos que não se pôde divulgar o resultado logo após a votação.

Leia mais

TV Víbora: "Só sucessos"

Vanessa da Mata Boa Sorte/ Good Luck - Clipe Original

Dinheiro



Crédito e IPOs fazem lucro do Unibanco dobrar em 2007

Ganhos de R$ 3,44 bilhões representam uma alta de 97% em relação ao ano anterior

Leandro Modé
Puxado pelo crédito e turbinado pela venda de participações em outras empresas da área financeira, o lucro líquido do Unibanco disparou 97% em 2007, para R$ 3,448 bilhões. Descartados esses fatores, os ganhos caem para R$ 2,6 bilhões, alta de 17,6% em relação a 2006.


Compare o lucro dos bancos

As operações extraordinárias que engordaram os resultados foram as aberturas de capital (IPOs, em inglês) da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) e da Redecard, além da venda da Serasa para o grupo irlandês Experian.
Leia mais

Nota do Editor - Na foto acima a expressão de um legítimo representante do povo brasileiro. Um banqueiro, um eleitor de Lula. Do que ele ri? De qualquer coisa, ricos riem à toa. Banqueiros são ricos, mas também são povo e como tal interessados na construção do socialismo. Só pensam numa coisa, o seu lema é: Lula para sempre. (Sidney Borges)

Lute


A propósito...

Aprendendo, aprendendo & pesquisas!

1. Entrem nos sites dos jornais -daqui e de alhures- de uns 9 meses atrás, e leiam o que diziam as pesquisas nos Estados Unidos. Hilary Clinton franca favorita entre os democratas. Romney, franco favorito entre os republicanos seguido de Giuliani. E leiam as mesmas pesquisas hoje nestes mesmos jornais.

2. Moral da historia: pesquisa muito antes da eleição é um sinal político importante. Ajuda a se entender melhor o ambiente político. Mas -garantidamente- não é pesquisa eleitoral. Eleição depende da PERFORMANCE das candidaturas. A pesquisa de meses antes informa de onde se parte. Mas nada garante sobre onde se chega. Nem sempre estar na primeira linha no grid de largada ajuda. Às vezes atrapalha.

3. Ghelen -diretor do BND -agência de informações- de Adenauer na Alemanha do final dos anos 50 e inicio dos 60 -dizia- coisas interessantes:

a) não se pode ganhar uma guerra só com slogans;

b) nunca beba na taça envenenada da contra-informação, pois é veneno letal;

c) não desista nunca;

d) uma infinidade de minúsculos detalhes podem -bem analisados- produzir inestimáveis informações;

e) toda organização sólida deve ter uma corrente inquebrantável de... elos invisíveis;

f) em vez de querer punir os derrotados, olhe para frente;

g) uma vez traidor, sempre traidor;

h) a discrição desconcerta o adversário;

i) lembre o lema do serviço secreto britânico: -toda noticia é má noticia, mesmo que seja sobre nós;

j) vai mal o líder que só quer ouvir boas noticias;

k) nem sempre se atinge o adversário diretamente; procure saber o que faz a cabeça dele, e faça a cabeça de quem faz a cabeça dele: é muito mais eficiente. (Assim foi com o uso do Der Spiegel contra Strauss -ministro da defesa). (Editora Bibliex). (Do Ex-Blog do Cesar Maia)

Opinião

Haverá limite para a internet?

Washington Novaes
Durante milênios convivemos com a convicção de que não haveria limites para a atividade humana, seja quanto ao uso de recursos e serviços naturais, seja de energia, de praticamente tudo. O tempo encarregou-se de mostrar o contrário - com os limites na área dos recursos hídricos acentuados pelo crescimento da população; com o uso de combustíveis fósseis detonando a questão das mudanças do clima; com a insustentabilidade dos atuais padrões de produção e consumo, além da capacidade de reposição do planeta. Agora, mais alguns limites se esboçam no horizonte para a fabricação e uso de computadores, por causa do consumo de energia; da emissão de gases em razão do seu uso; da sobrecarga em vários tipos de utilização, que ameaça até com um "apagão planetário"; e da geração de lixo tecnológico.

Estudo recente do pesquisador Jonathan Kooney, do Lawrence Berkeley National Laboratory, na Califórnia, mostrou que o consumo de energia pelos computadores no mundo todo mais do que dobrou entre 2000 e 2005; passou de 29 bilhões de kilowatts-hora (kWh) para 61 bilhões de kWh; nos EUA, subiu de 12,5 bilhões de kWh para 24 bilhões de kWh. Outro estudo, do Global Action Plan, situa as emissões de gases poluentes geradas pelas tecnologias de informação e comunicação no mesmo nível das emissões feitas pelo transporte aéreo no mundo, 2% do total.
São números que começam a preocupar a própria indústria de produção de equipamentos nessas áreas. Uma semana depois da divulgação do último relatório, as principais produtoras desses equipamentos no mundo criaram um sistema conjunto para aumentar a eficiência de hardwares e softwares. Pensam em novas formas de suprimento de energia, talvez a solar, em substituição do tipo de corrente nos centros armazenadores de informações e em disseminar informações que advirtam sobre os problemas de estocagem ilimitada de informações, imagens ou som. A IBM, uma das maiores interessadas na questão, está investindo US$ 1 bilhão no projeto Big Green, segundo a revista New Scientist, para dobrar a capacidade de processamento de data centers sem aumentar o consumo de energia.
Leia mais

Educação

Reavaliação do processo educacional: necessidade premente

Nós educadores necessitamos de constante reavaliação de nossas práticas educacionais. Nada melhor que seja após as nossas merecidas férias; após o descanso físico e mental. Agora é a hora de novamente arregaçarmos as mangas e termos a clareza de que o sucesso educacional se dará a partir de nosso preparo intelectual e de nossa consciência de que somos, na “engrenagem” educacional, uma das peças mais importantes. Afinal, é na sala de aula e junto a nós, que o educando estará.
Os resultados das avaliações aplicadas nos alunos brasileiros mostram que há falhas graves no sistema educacional. Além das avaliações governamentais há a avaliação que a sociedade nos faz. Vai desde empresários que reclamam de jovens que ao final do ensino fundamental não conseguem interpretar um simples manual ou efetuar as quatro operações, até pais que não entendem como o filho “passou” sem saber ler ou escrever.
Triste realidade que necessita de reflexão que perpassa desde a responsabilidade da família, à nossa formação e ação pedagógica, até àquela que, para mim, é a fundamental: compromisso político.
Sabemos que há problemas de aprendizagem e também de “ensinagem”. Sabemos que a maioria das famílias dedica pouco tempo aos filhos ou porque precisam trabalhar ou porque acham que a escola deva suprir suas deficiências. Sabemos que a formação dos pedagogos é deficitária. Sabemos que há um descaso maior e, para mim, um dos principais é o das políticas públicas.
Há toda uma “falação” política sobre medidas para acabar com o analfabetismo no Brasil; para a valorização do profissional, para...para.... E vemos cada vez mais analfabetos; cada vez mais profissionais competentes deixando de lecionar e um bolsa-família que é um estímulo ao desemprego dos pais que, na maioria das vezes, o usam em benefício próprio e não do aluno.
Analisarmos o que desqualifica, ano a ano, a educação brasileira além das questões que aponto acima (pois outras há, com certeza), necessitaria outro artigo pois este se tornaria extremamente extenso .
Mas, o que de efetivo deve ser feito para que comecemos a solucionar tais questões e não continuarmos, aos olhos da sociedade, os únicos responsáveis pelo fracasso escolar?
Primeiro a família tem que assumir a responsabilidade pela educação de seus filhos; depois, nós educadores, temos que ter clara a nossa responsabilidade enquanto profissionais da educação e diagnosticar (médicos diagnosticam; pedagogos têm que diagnosticar também) o porquê do aluno não estar aprendendo e, verificarmos se há causas neurológicas, psicológicas ou problemas auditivos ou visuais. Após isso, encaminhá-los aos serviços públicos de saúde (políticas públicas sérias; voltadas para o cidadão e não com desvios de verbas que, muitas vezes, param em bolsos e cuecas corruptas) para que nos auxiliem. É necessário que haja a tríade: família, educação e saúde.
Ao revermos nossas práticas educacionais após as férias, necessitamos de ações urgentes que não dependem apenas de nós, dependem de toda uma inter-relação social e política.
Para todos nós, um feliz recomeçar! Que tenhamos sucesso para que a vida de nossos educandos seja cada vez mais um contínuo olhar em direção ao futuro, com esperança, felicidade e uma constante busca para desvendar o mundo através da leitura e da escrita .

Lourdes Moreira
Professora da Rede Municipal e Estadual de Ubatuba

Ubatuba em foco

“Banditismo do poder público”

Corsino Aliste Mezquita
O Aurélio define “banditismo” como “ação de bandido”. Para definir bandido recorre aos qualificativos de “salteador”, “malfeitor”, “facínora”, “pessoa sem caráter”, aquele que age ou trama contra pessoas ou empreendimentos”.
Esses conceitos podem ser aplicados, sem maiores esforços, aos ocupantes do poder público que, usando do poder delegado pelo povo, contra esse povo agem aprovando e sancionando leis que criam taxas extorsivas, inconstitucionais e contrárias aos mais elementares princípios de justiça social.
Nesse aspecto as administrações e as câmaras municipais de Ubatuba tem sido primorosas na imposição de leis inconstitucionais, arbitrárias e que assaltam os bolsos dos contribuintes. Algumas delas já foram declaradas inconstitucionais pela Justiça e sustada sua aplicação. Foi o caso da lei que onerava os proprietários de imóveis com a “Taxa de Iluminação Pública”.
Pelos mesmos argumentos ou motivos é inconstitucional a lei que criou a “Taxa de Lixo e Limpeza Pública”. Essa taxa onera os imóveis que já são onerados pelo imposto predial e territorial urbano –IPTU- . Imóvel não produz lixo. São os moradores que o fazem. A bi-tributação é vedada pela Constituição. Além de ser a taxa de lixo inconstitucional, este ano, teve aumento superior a 46% (quarenta e seis por cento). Esse aumento é arbitrário, intolerável, abusivo..., como já informamos em “ADMINISTRAÇÃO MENTIROSA”. Por ser inconstitucional todos aqueles que requereram, na Justiça, a isenção dessa taxa, dela foram liberados. Outros estão prontos para solicitá-la. Se inconstitucional para uns deveria ser declarada para todos. Seria louvável que, o Ministério Público, fiscal da lei, entrasse com “Ação declaratória de inconstitucionalidade”.
Já o aumento abusivo superior a 46% (quarenta e seis por cento) deveria merecer “Ação Cível Pública de Improbidade Administrativa”. Com esse aumento abusivo, o Sr. Prefeito, esbulha os contribuintes e desrespeita a Constituição que jurou cumprir. Em qualquer quadrante do mundo o poder que não respeita a lei, que jurou cumprir, é bandido.
Os costumes bandidos não param por ai, em Ubatuba. A Lei n° 2898, de 28 de Dezembro de 2006, criou a”Taxa de Bombeiros”. Temos ai a tri-tributação dos imóveis. Como provamos em “REGALO DE FIM DE ANO”, em 03-01-07, também é inconstitucional.
A lei veio acompanhada das tradicionais mentiras do Sr. Eduardo de Souza César afirmando que ... “até meados de 2007 a sede (dos Bombeiros) já esteja sendo concluída”, (A Cidade 30-12-2006, pg. 03). A sede hoje (15-02-08) está apenas sendo iniciada. Mais uma vez, afirmativa do Sr. Eduardo de Souza César, que.... “em noventa dias a sede estará pronta” é mais um arroubo de grilo falante.
As mentiras, injustiças, opressões, bi e tri-tributações, ilegalidades, inconstitucionalidades e práticas de banditismo do poder, são, ao nosso ver, um dos maiores obstáculos ao desenvolvimento de Ubatuba. Por causa da insegurança, instabilidade legal e carga tributária os investidores se retraem e procuram locais de legislação mais estável , menor carga tributária e retorno garantido.
Em outubro teremos oportunidade de sanar esses males e dar resposta aos opressores.
VIVA UBATUBA!. Sem dengue e sem caluniadores.

Manchetes do dia

Sexta-feira, 15 / 02 / 2008

Folha de São Paulo
"PF investiga furto de dados estratégicos da Petrobras"
Dois laptops (computadores portáteis) e um disco rígido com informações sigilosas e estratégicas da Petrobras foram furtados de um contêiner que estava sob a guarda da Halliburton, empresa americana prestadora de serviços à estatal, em Macaé (a 188 km do Rio). A PF (Polícia Federal) suspeita que o crime seja parte de esquema de espionagem industrial. Os dados desaparecidos são referentes às recentes descobertas de reservas de óleo e gás da estatal. Estavam armazenados nos equipamentos da Halliburton, que os transportaram do porto de Santos para a base da Petrobras na bacia petrolífera de Campos, em Macaé.


O Globo
"Informações sigilosas da Petrobras são roubadas"
Dados sigilosos da Petrobras sobre os megacampos de petróleo e gás na Bacia de Santos foram roubados há cerca de 15 dias numa ação cercada de mistério. Dois notebooks e um disco rígido com informações estratégicas, que estavam num contêiner sob a responsabilidade da multinacional Halliburton, desapareceram no trajeto entre Santos e Macaé. O contêiner saiu de navio de uma plataforma na Bacia de Santos em 18 de janeiro e chegou ao Rio no dia 2 5. Depois, foi levado à Petrobras em Macaé por carreta, pela transportadora Transmagno. O roubo está sendo investigado pela Polícia Federal e pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin). A delegada responsável pelo caso em Macaé, Carla Dolinski, trabalha tanto com as hipóteses de furto como de espionagem industrial.


O Estado de São Paulo
"PF investiga roubo de segredos da Petrobras"
A Polícia Federal investiga o furto de quatro laptops e dois discos rígidos de computador que continham informações sigilosas da Petrobras. Os equipamentos pertenciam à empresa americana Halliburton, que presta serviços à Petrobras na avaliação de reservas de óleo e gás do subsolo. Estavam guardados num contêiner que foi violado ao ser transportado, em janeiro, de Santos para Macaé. O furto só foi percebido ao final da viagem, que durou 12 dias. No momento de descarregar o contêiner, funcionários da Halliburton constataram que o cadeado tinha sido trocado. A Petrobras informou apenas que os dados furtados são de interesse estratégico para o País e assegurou ter cópia de todas as informações. A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) foi escalada pelo Planalto para acompanhar as investigações.


Jornal do Brasil
"O povo desafia o tráfico"
Quase dois mil trabalhadores enfrentaram o calor e horas de filas no primeiro dia de cadastramento para as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Complexo do Alemão e na Rocinha. Enfrentaram também informações de que a Coordenadoria de Inteligência da Polícia Civil investiga denúncias de que os moradores vinham sofrendo ameaças de expulsão de suas comunidades caso aceitassem trabalhar na construção de redes coletoras de esgoto, abertura de ruas e desobstrução de vielas. "Aqui há muitos desempregados. O PAC vai ajudar a aquecer a economia e contribuir para a sensação de bem-estar", afirmou o presidente da União Pró-Melhoramentos da Rocinha, Luiz Cláudio de Oliveira. O secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, nega as pressões do tráfico e aposta no início das obras para o dia 27.

quinta-feira, fevereiro 14, 2008

TV Víbora: Nosso Guia

Lula e os Cartões Corporativos Federais

Livros

Vocabulário tupi-guarani

Desde a sua primeira versão em 2002 o Vocabulário tupi-guarani elaborado por Carlos Rizzo é um sucesso. Dentro de uma proposta simples de apresentar este tão importante falar que usamos na maioria das vezes sem perceber, o Vocabulário tupi-guarani chega em 2008 à sua terceira edição.

O tupi-guarani era a língua mais falada no Brasil de 1800 e o seu uso foi proibido por decreto do Marques de Pombal numa tentativa de solidificar o domínio português sobre a colônia brasileira já que a língua portuguesa era usada somente no trato oficial e mesmo assim em solenidades. Banido, mas não esquecido, o tupi-guarani continua uma língua forte e muito usada por nós. Muito usada e pouco percebida.

Quer fazer um teste? Tente entender o que está escrito em português:

Chego em Peixe Seco pela Marginal dos Tiês passo pelo Rio dos Malefícios do Diabo até o Parque da Árvore Caída. Tenho apartamento na Alameda dos que andam sem mostrar os pés, no bairro que Exaure Forças.
Um irmão meu mora em Pedra Pequena perto do shopping do Rio Verde.
Minha irmã mora no bairro das Orquídeas na rua dos Cabeças Tosadas, para se chegar lá a gente passa pela avenida do Mato Alto. Foi lá que uma vez assisti Vinícius de Moraes cantando a garota da água ruim.

Este é o mais puro português e ninguém entende nada porque está faltando o tupi-guarani que usamos sem saber o quanto usamos, quer a prova? Veja se fica mais claro o mesmo texto:

Chego em São Paulo pela marginal do Tietê, passo pelo Anhangabaú até o parque do Ibirapuera. Tenho um apartamento na alameda dos Nhambiquaras no bairro de Moema.
Um irmão meu mora no Itaim perto do shopping Iguatemi.
Minha irmã mora no Sumaré, na rua dos Apinajés, para se chegar lá a gente passa pela Av. Paulista. Foi lá que uma vez assisti Vinicius de Moraes cantando “A Garota de Ipanema”.

A proposta do Vocabulário tupi-guarani escrito por Carlos Rizzo é simplesmente essa: mostrar o quanto falamos em tupi-guarani sem entender o que estamos falando. Sem a pretensão de esgotar o assunto e sim com a pretensão de provocar a curiosidade e o aprofundamento neste tema tão importante no nosso dia-a-dia.

Lançado pela Editorial Carlos Rizzo traz junto outra proposta interessante de uma pré-editora dos inúmeros autores existentes na cidade que não encontram apoio para a edição dos seus livros, o Vocabulário em sua 3º Edição abre uma série de lançamentos previstos para 2008. São edições simples em que o conteúdo é mais valorizado do que a aparência. A cada mês teremos novidades literárias e de importância para a cultura de Ubatuba. Em março será o livro “Arrelá Ubatuba” de Fátima de Souza.

Vocabulário tupi-guarani/português e português/tupi-guarani
3ª edição revisada e ampliada
Número de páginas: 44
Preço: R$ 10,00

Vendas exclusivas

• Livraria Nobel – Rua Carlos Drummond de Andrade, 20, Centro (esquina com a rua Guarani)
• Bambu de vez – Rua Dr. Esteves da Silva, 246, Centro (atrás da Cadeia Velha)

TV Víbora

Henri Salvador - Juanita Banana

Bestial!



Rinspeed lança submarino sQuba em Genebra

da Redação
A Rinspeed, conhecida pelos automóveis anfíbios, agora vai apresentar um carro submarino. O sQuba deverá ser uma das estrelas do Salão de Genebra (Suíça), em março. O modelo tem como inspiração um filme de James Bond, o famoso agente 007, dos anos 70, "O Espião que me Amava" ("The Spy Who Loves Me") e é capaz de submergir a uma profundidade de até dez metros. Com sua estrutura leve, de tubos de carbono, o veículo traz duas hélices que o impulsionam. Há ainda um sistema de fornecimento de oxigênio aos dois ocupantes do banco dianteiro. Quando está em terra, o sQuba é impulsionado por um motor elétrico.

Leia mais

Nota do Editor - Vai vender muito em São Paulo. Finalmente o problema das enchentes é encarado com seriedade. (Sidney Borges)

Sociais


Professor Joaquim e Dona Cida, o simpático casal que recepcionou a comunidade da Maranduba na noite do dia 12. Com chuva e tudo contei 128 pessoas. Quando a chuva parou chegou mais gente. (Sidney Borges)

Cimento por votos

TSE julgará deputado acusado de fazer doação irregular

O processo contra o deputado de Sergipe, José Teles de Mendonça, acusado de captação ilícita de votos, será julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral. O Ministério Público Eleitoral recorreu ao TSE depois que a segunda instância sergipana julgou improcedente a representação. O MPE acusa Mendonça de doar cestas básicas e sacos de cimento em troca de voto.
O candidato a deputado, Arnaldo Bispo de Lima, representou José Teles de Mendonça ao TRE sergipano. Alegou que ele se beneficiou dos votos de eleitores cooptados por José Gilson dos Reis, conhecido como "Jegue de Artur", na cidade de Itabaiana (SE).

Leia mais

Nota do Editor - Não quero nem pensar no que vai acontecer na próxima eleição em Ubatuba. Camiseta não pode, cesta-básica não pode, boné não pode, trinta reais na boca-de urna nem pensar. A eleição corre o risco de acabar zero a zero, empatada, como gosta o Parreira. E além do mais, tanto trabalho para se eleger e depois não deixam dar um empreguinho pro genro, pra filha, pro sobrinho, pra nora, pro tio, pra vizinha jeitosa... Desse jeito não há progresso... (Sidney Borges)

Perigo, a gasolina pode subir...

Furtados dados sigilosos da Petrobras

Quinta, 14 de fevereiro de 2008, 09h19
Apreensão e expectativa no 23º andar da Avenida República do Chile, 65, Rio de Janeiro. A presidência da Petrobras tem uma informação que pouquíssimos brasileiros conhecem; entre os que têm a mesma informação, o presidente da República, Lula, e quem investiga o caso instalado no 3° andar do número 1 da Avenida Rodrigues Alves, Praça Mauá, no departamento de Inteligência da Polícia Federal, Rio de Janeiro. O que sabem o presidente da República, a presidência da Petrobras, e quem investiga o caso, classificado como ultra-confidencial?

Sabem, com mais ou menos detalhes, que entre uma plataforma da Petrobras em Campos e uma sede da empresa em Macaé - também Rio de Janeiro - foram furtados um dísco rígido e dois notebooks com informações detalhadas e os dados de pesquisas que levaram às recentes megadescobertas de petróleo e gás em águas profundas.
O furto de tão valiosas informações tem contornos e desdobramentos ainda imensuráveis. Inclusive por conta de alguns dos personagens e instituições que, mesmo involuntariamente, fazem parte do enredo.

Leia mais

Nota do Editor - Informações sigilosas roubadas da Petrobras? Desconfio dos Incas Venusianos, aliás, sempre desconfiei, disfarçados os maléficos alienígenas foram se infiltrando no seio da família cristã com a finalidade de roubar o precioso ouro negro das entranhas da mãe-pátria. Querem sugar nosso petróleo com canudinhos cósmicos, direto do Japão. Lula não vai deixar, National Kid foi consultado, dizem que é primo afastado de Luiz Gushiken, que é a cara do seu Miyagi. (Sidney Borges)

Editorial

Andanças em tempo de panes

Bom dia caros leitores, estou postando em uma lanhouse, a redação está sem comunicação. Raios. Que ninguém pense que estou praguejando, é pecado, não quero ir para o inferno, tenho um terreninho comprado a duras penas no paraíso. Foram os raios. Produto das chuvas de verão, que nos induzem a concluir que trazer uma aflição dentro do peito é dar vida a um defeito que se extingue com a razão. Na semana passada faltou luz, hoje não há "speed", amanhã o que podemos esperar? Amanhã ninguém sabe, tragam-me uma morena antes que o amor acabe. Que venha o bruxo, digo o técnico, se chegar em boa hora toma um café acabado de coar. Caso demore terá que se conformar com a garrafa térmica. Deram prazo de 48 horas, a última pane demorou uma semana. Monopólio, vocês se lembram do joguinho? De qualquer forma vamos continuar em alerta, nesta terra descoberta por Cabral tudo pode acontecer. A Câmara dos vereadores vai demitir funcionários enquadrados em nepotismo, o presidente da casa, Ricardo Cortes, afirmou em entrevista à TV Vanguarda. Hoje vou ligar para o prefeito Eduardo Cesar. Quero saber o que ele pretende fazer, se vai recorrer ou se vai acatar a determinação da Justiça. No Ubatuba Víbora não publicamos fofocas, vamos direto à fonte. Enganam-se os que dizem que o Prefeito não atende à imprensa, ele educadamente respondeu à minha ligação de anteontem, houve desencontro, eu estava fotografando uma reunião do ex-prefeito Paulo Ramos na casa do professor Joaquim, na Maranduba. Ontem chegou o navio, o Prefeito obviamente esteve ocupado, hoje certamente terá um tempinho para este escriba. Sobre as reuniões que estou freqüentando, aguardem, em breve vou publicar o que tenho visto em minhas andanças por Ubatuba. O que posso adiantar é que quanto mais me embrenho nos grotões profundos desta cidade, mais acredito que Ubatuba tem jeito e mais vontade tenho de colocar o pouco que sei para ajudar esse povo.

Sidney Borges

Tabagismo

Lei veta charuto em bares e restaurantes de São Paulo

Alteração da norma, publicada ontem no ''''Diário Oficial'''' da cidade, também proíbe fumo de cachimbo e cigarrilha

Bárbara Souza e Jamil Chade
A Lei Antitabagismo do município de São Paulo foi alterada ontem e agora proíbe que se fume charuto, cachimbo e cigarrilha até nas áreas reservadas para fumantes em bares, restaurantes e lanchonetes - mesmo as que estão ao ar livre. Quem descumprir a lei vai ser multado em R$ 2 mil por infração.

O argumento do autor da proposta, vereador José Farhat (PTB), é que o cheiro da fumaça do charuto contamina os ambientes. A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) não gostou. O diretor jurídico da entidade, Percival Maricato, diz que a medida afeta pouco os estabelecimentos da capital, mas acredita que o Poder Público deveria deixar que os clientes escolhessem os locais que querem freqüentar.
A mudança na Lei 10.862 foi publicada ontem no Diário Oficial da Cidade. "Não é discriminação, mas fumar charuto dentro do restaurante incomoda. O cheiro invade tudo", diz Farhat. Segundo o vereador, todo estabelecimento vai precisar fixar um aviso em local visível, informando a proibição.
Leia mais

Bestas

Providências urgem...

Olá moro em Ubatuba - SP litoral norte de São Paulo, e passo todos os dias pela Avenida Pacaembú mais conhecida como AV da favela, e logo em frente a Seicho No Ie na casa de número 10, ao lado de um bar e o número fica amarrado no poste, tem uma cadela dog alemão que fica amarrada em uma corrente super curta, fica em uma casinha podre e nao tem abrigo contra chuva, está esquelética, nunca vi a vasilha de ração ou água. não tirei fotos pois o dono percebeu que eu estava anotando os dados.
por favor tomem alguma providência, como é cachorro de raça, é fácil de doar.
tem o site vidadecão que doa muito cao de raça e blogs como da melsuzi e da UIPA.

Aqui em Ubatuba, ninguém faz nada contra maus tratos de animais, não temos onde recorrer.


Eliana Araújo

Nota do Editor - É lamentável ter de publicar uma nota dessas. O grau de civilização de um povo pode ser medido pela forma como são tratados seus animais. Ubatuba está mal na fita... (Sidney Borges)



Opinião

O santuário profanado

Em fins de janeiro, quando saíram as mais recentes estatísticas sobre o desmatamento da Amazônia, mostrando que a derrubada voltara a aumentar nos últimos cinco meses de 2007, revertendo a tendência dos três anos anteriores, a primeira reação do presidente Lula que chegou a conhecimento público foi a de convocar uma reunião ministerial, em caráter de urgência, e de anunciar medidas duras contra os presumíveis responsáveis pelo estrago. Não se sabe o que aconteceu em seguida na intimidade palaciana, mas o fato é que, passado um punhado de dias - e de novo parecendo justificar a sua auto-avaliação como a ''''metamorfose ambulante'''' celebrizada pelo compositor Raul Seixas -, Lula deu de soltar o verbo para cima da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, em plena queda-de-braço com o seu colega da Agricultura, Reinhold Stephanes, sobre a validade dos novos dados e as causas do surto que neles se exprimia.
Com efeito, nunca antes na história do seu governo, o presidente desautorizara a sua colaboradora - ou qualquer outro deles - com palavras tão acintosas. Primeiro, ele a acusou de fazer um alarde comparável ao do portador de um ''''tumorzinho'''' que não espera a biópsia para se declarar canceroso. Horas depois, rebaixou o ''''tumorzinho'''' à ''''coceira'''' que, pelo desconforto que provoca, leva o paciente a se imaginar vítima de grave doença. Não obstante, como é do seu feitio, para agradar ao outro lado, Lula não deixou de considerar preocupante o aumento do desmate, advertindo que o governo não será tolerante com ''''essa gente'''' que derruba árvores ilegalmente. Até o mais distraído dos brasileiros, porém, terá percebido que o que Lula pensa verdadeiramente do problema estava no carão passado à ministra - e na sua solidariedade com o ''''parceiro'''' Blairo Maggi, o rei da soja que governa Mato Grosso, outro inimigo de Marina.
Leia mais

Manchetes do dia

Quinta-feira, 14 / 02 / 2008

Folha de São Paulo
"Ministro diz que Brasil vendeu carne sem controle"
O ministro Reinhold Stephanes (Agricultura) admitiu ontem, pela primeira vez, que frigoríficos brasileiros exportaram carne de gado não-rastreado para a UE (União Européia), violando acordo com o bloco. À Folha ele explicou que isso aconteceu nas primeiras semanas de 2008. "No decorrer deste ano esse fato foi verificado", disse, após participar de reunião na Comissão de Agricultura do Senado. "Tenho certeza que frigoríficos exportaram para a União Européia animal rastreado e não-rastreado", disse durante a audiência. A declaração de Stephanes foi feita num dos momentos mais delicados das negociações com a UE para suspensão do embargo à carne bovina brasileira. O bloco é o maior comprador da carne brasileira. A cada dia de permanência da proibição, o prejuízo é de R$ 5 milhões, estima o governo. O embargo à carne brasileira, em vigor desde o dia 1º, foi adotado após o Brasil enviar uma lista com 2.681 fazendas habilitadas a vender bois rastreados do nascimento ao abate e que poderiam ser fiscalizadas pelas autoridades públicas. A UE esperava uma lista menor, com cerca de 300, estimada com base na capacidade de fiscalização do Ministério da Agricultura.


O Globo
"Marajás da Alerj ganham ação de R$ 300 milhões"
O valor dos salários atrasados de 1995 a 2001 de 326 servidores considerados marajás da Assembléia Legislativa do Estado do Rio poderá custar aos cofres públicos entre R$ 300 milhões e R$ 400 milhões, segundo cálculos feitos pelo advogado dos funcionários. Eles já ganharam a ação no início do mês por conta dos atrasados dos anos de 2002 e 2003. A Procuradoria Geral do Estado contestou o cálculo e a forma de pagamento, mas admitiu que pagaria o valor referente a 2002 e 2003 (R$ 30 milhões). A decisão de limitar os supersalários dos servidores, que ocorreu em 95 e foi do então presidente da Alerj, Sérgio Cabral, vai afetar as finanças da gestão do governador. Em nota, Cabral disse que cumpre as decisões da Justiça e que fez economia ao não pagar os supersalários durante nove anos.


O Estado de São Paulo
"País vendeu carne sem controle para a Europa"
O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, afirmou que frigoríficos brasileiros venderam para a Europa carne de animais que não foram submetidos às regras de controle sanitário. O respeito a essas normas é comprovado por um processo conhecido como rastreamento. "Hoje eu tenho certeza disto: exportaram para a União Européia carne rastreada e não rastreada", disse Stephanes, durante audiência no Senado. Foi a incapacidade do Brasil de garantir o cumprimento das normas sanitárias que levou as autoridades européias a suspender as compras de carne do País. Para Stephanes, os exportadores têm de assumir responsabilidades: "Se os frigoríficos não liderarem o processo de rastreabilidade, ela não acontece". Já os empresários cobram mais empenho do governo. "O Ministério da Agricultura está se dobrando ao embargo europeu", disse Marcus Vinicius Pratini de Moraes, da associação de exportadores de carne.


Jornal do Brasil
"Brasil é réu confesso no comércio de carne"
O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, admitiu, no mesmo dia em que o governo divulgou lista preliminar de fazendas habilitadas a exportar carne, que o Brasil vendeu o produto de gado não rastreado para a Europa. O comércio de carne com a União Européia foi embargado em 1º de fevereiro - o bloco exige o rastreamento para ter garantia de que os bovinos não tiveram contato com rebanhos contaminados. Stephanes disse ontem que o país perde R$ 5 milhões por dia com o embargo.

quarta-feira, fevereiro 13, 2008

Sociais


Haroldo Souza, Big Boss da Coli, no Bardolino, no dia do lançamento da revista "Ubatuba em Revista", que em breve estará novamente nas bancas. (Sidney Borges)

Pensata

Controle do governo sobre a população perde força nos quatro cantos do planeta

Samuel R. Berger
Manifestações em massa em Mianmar no último outono. Rejeição das propostas de reforma do presidente Hugo Chávez à constituição venezuelana. Protestos violentos após a eleição presidencial suspeita no Quênia. Confrontos pelo assassinato de Benazir Bhutto, no Paquistão.
Três continentes diferentes, quatro países diferentes, quatro circunstâncias totalmente diferentes. Ainda assim, esses incidentes díspares compartilham um tema: os limites da habilidade até de um governo forte de controlar a revolta pública.
A inquietação em Mianmar começou em resposta à suspensão dos subsídios de combustíveis em agosto. Mianmar é um país rico em recursos, mas seu governo militar controla a riqueza da nação enquanto a maior parte do público vive na pobreza. O regime ficou tão abalado com os protestos pacíficos de dezenas de milhares de monges e civis que lançou uma forte ofensiva -prendendo milhares, matando dezenas e isolando-se ainda mais.
Na Venezuela, Chávez tentou fazer emendas à constituição para consolidar o próprio poder. Apesar de sua popularidade e seus esforços para intimidar a oposição, os venezuelanos não quiseram entregar as rédeas de sua democracia. Agora, Chávez foi obrigado a abreviar sua visão de "socialismo do século 21" e focar-se, em vez disso, em objetivos mais práticos como conter a inflação e a corrupção.
O presidente Pervez Musharraf nunca priorizou investimentos na sociedade civil paquistanesa -preferiu usar os benefícios da ajuda americana para reformar as forças armadas, reprimir a imprensa e o judiciário e combater a dissensão. A podridão do sistema o atingiu antes mesmo do assassinato de Bhutto, mas agora fugiu de seu controle. Musharraf pode vir a ser removido do cargo se não abordar essas preocupações.

E no Quênia, a convicção que as eleições foram fraudadas serviu de fagulha que acendeu um fogo de ira étnica contra os kikuyus, que controlaram a política queniana desde 1963, apesar de serem apenas 22% da população. Centenas de quenianos foram mortos na violência que se seguiu, dezenas de milhares foram desalojados e a fama do Quênia de ser uma história de sucesso na África foi fortemente abalada.
As outras nações, vendo esses eventos de longe, talvez os vejam como incidentes isolados, desconectados um do outro e do mundo mais amplo. Mas os dramas desses quatro países detêm lições para todos nós. Eles nos lembram que o apoio popular a um líder não é o mesmo que legitimidade popular; que mesmo na sociedade mais oprimida, o povo tem um limite quando atura os abusos do governo; que quando essa avalanche de fúria é liberada, é difícil controlá-la; e que regimes autocráticos podem parecer fortes por fora, mas são frágeis diante da inquietação. Como costumava dizer o presidente Bill Clinton: um aperto forte é sinal de mão fraca.
A estabilidade duradoura não pode ser imposta. Só pode ser alcançada pela democracia. E uma democracia saudável exige muito mais que eleições livres ou um líder duro. O que é necessário é respeito ao Estado de direito e instituições sólidas -inclusive mídia livre, judiciário independente, organizações da sociedade civil vibrantes, legislativo profissional e canais legítimos para oposição e dissensão -para que as pessoas tenham meios de expressar frustrações e de responsabilizar seus líderes.
Tome a Rússia, por exemplo. O presidente Vladimir Putin tem popularidade invejável, presidindo em tempos de crescente prosperidade e devolvendo o orgulho nacional russo. Ainda assim, ao longo do caminho, amordaçou a mídia, enfraqueceu e autonomia parlamentar, neutralizou a oposição e reprimiu organizações não governamentais -e, como argumentaram Micahel McFaul e Kathryn Stoner-Weiss, "em termos de segurança pública, saúde, corrupção e a segurança de direitos de propriedade, os russos hoje estão em pior situação do que estavam há uma década."

E se os preços do petróleo caírem, ou a economia russa parar? Quais serão as perspectivas de estabilidade na Rússia então?
A China, enquanto isso, apreciou um crescimento econômico de quase 10% nas três últimas décadas. Ainda assim, houve 87.000 incidentes de desordem pública em 2006 -um reflexo da incapacidade da liberdade política de acompanhar o ritmo da liberalização econômica. Quanto tempo a China pode negar a seu povo o direito de controlar seu próprio destino? Os governantes da China vão estar à frente do descontentamento em cascata?
As instituições democráticas ajudam a ancorar uma sociedade saudável, operante, estável, como árvores que ajudam a prender o solo das encostas e impedem-no de escorregar para o caos. Instituições sólidas são um abrigo contra a tempestade de eventos imprevisíveis -como uma crise econômica, um desastre natural ou um escândalo político- e o investimento mais inteligente que os EUA podem fazer é apoiar, no exterior, sociedades pacíficas, estáveis e abertas.
Como árvores, entretanto, as instituições democráticas levam tempo para se nutrir e crescer. Como diz o ditado, a melhor hora de plantar uma árvore é 20 anos atrás; a segunda melhor hora é hoje. (Herald Tribune)

Primeira sessão



As ruas da Estufa estão abandonadas

Vereador cobra providências urgentes da prefeitura

Preocupado com as questões sociais de maior relevância do município, o vereador Charles Medeiros, utilizou-se da tribuna na primeira sessão legislativa do ano de 2 008 para cobrar providências do Poder Público com relação ao estado de abandono dos bairros Estufa I e II. Em reunião com a comunidade Charles constatou haver grande descontentamento com relação às condições das ruas do bairro, que segundo os moradores, são péssimas. No intuito de resolver o problema o Vereador salientou os pontos mais críticos, solicitando rápida e efetiva ação dos órgãos competentes. “O cidadão, já tão onerado com os mais diversos tributos que lhe são cobrados, alguns até inconstitucionais, não pode ficar desamparado ante a inércia do seu representante. Administrar com seriedade implica atentar sempre ao interesse comum da coletividade, o que, com muito pesar, não se observa em nossa amada Ubatuba”, afirmou Charles Medeiros. (Fonte: Assessoria Charles Medeiros)

Ubatuba em foco

Festa de Nossa Senhora dos Navegantes

No próximo dia 17 de fevereiro (domingo) acontecerá a festa de Nossa Senhora dos Navegantes, na praia do Ubatumirim (Região Norte de Ubatuba, SP), em frente a casa da Zita.
Haverá celebração religiosa às 17h00 e logo após será iniciada a festa com muita música, salgados, doces, churrascos, bebidas etc. Também haverá o tradicional bingo. (René Gatti)

TV Víbora: Henri Salvador

Le Soleil, Ton Visage et La Mer

Música

Morre cantor francês Henri Salvador, inspirador da bossa nova

AFP
O cantor e compositor francês Henri Salvador, nascido na Guiana Francesa, morreu na manhã desta quarta-feira aos 90 anos, em Paris, por uma ruptura de um aneurisma cerebral, informou sua gravadora.

Durante 60 anos de carreira, Salvador cantou com grandes nomes da música internacional e brasileira, como Gilberto Gil e Caetano Veloso.
Henri Salvador tinha uma forte ligação com o Brasil. Sua canção "Dans mon île", de 1957, teria influenciado Tom Jobim no nascimento da bossa nova.
Além disso, ele ficou conhecido do público brasileiro na gravação da música "Reconvexo", na qual Caetano Veloso canta "quem não sentiu o suingue de Henri Salvador?"
Em seu álbum "Révérance", de 2006, por exemplo, várias faixas foram gravadas no Brasil, com arranjos de Jacques Morelembaum e a participação de músicos como João Donato e Jorge Helder. O disco também apresenta duetos com Caetano Veloso e Gilberto Gil.
Leia mais

Um luxo!

Número respeitável

O Ubatuba Víbora acaba de atingir 200 000 visitas. Por se tratar de um Blog local, focado na comunidade ubatubense, e se considerarmos as características do município, ainda longe da integração digital, é um número expressivo. Vamos continuar buscando formas de atender a comunidade de forma imparcial e justa. No Ubatuba Vìbora "o outro lado" sempre terá espaço. Continuem conosco e obrigado pela audiência. Sempre é bom lembrar o lema do saudoso Carlos Joel Nelli, do jornal "A Gazeta Esportiva", adaptado ao Blog: "Se o Ubatuba Víbora não deu, ninguém sabe o que aconteceu".

Sidney Borges

A ponderar...

O "Eldorado" americano

O Ubatuba Víbora apresenta um interessante documentário sobre os Estados Unidos, editado em três partes, com legendas em espanhol, e alocado no YouTube. Clique abaixo. No primeiro você verá a extensa lista de exclusões nos EUA. São 4 minutos. No segundo você verá como se realizam estas exclusões. São 2 minutos. E no terceiro você ouvirá um trecho da fita gravada de Nixon no caso Watergate onde trata do sistema de saúde, o que diz, e em seguida apresentando na TV. Fecha com Clinton nomeando Hilary para coordenar o sistema. São 4 minutos. (Sidney Borges com dados do Ex-Blog do Cesar Maia)

Sicko - Michael Moore - Trecho I

Sicko - Michael Moore - Trecho II

Sicko - Michael Moore - Trecho III

Justiça

Ex-prefeito e mulher punidos por nepotismo

O ex-prefeito de Ituporanga (SC) Carlos Hoegen, e a mulher, Ivonete Hoegen, ex-secretária de Ação Social, tiveram os direitos políticos cassados por cinco anos pela prática de nepotismo. Ele a contratou em cargo comissionado. Na sentença da Justiça catarinense, ambos também tiveram os bens bloqueados e ainda pagarão ao município multas de R$20 mil e R$10 mil, respectivamente. O Ministério Público de Ituporanga denunciou, há um ano e meio, que a contratação custou R$42,8 mil aos cofres públicos. Ah, se a moda pegasse... (Cláudio Humberto)

Imprensa

Matéria publicada no site Comunique-se

Otavio Frias Filho: “Desconheço fatos que condenem Nassif”

Carla Soares Martin
O diretor de redação da Folha de S.Paulo, Otavio Frias Filho, negou nesta terça-feira (12/02) que o colunista Luís Nassif teria deixado o jornal por qualquer motivo que possa desaboná-lo em sua ética profissional. “Apesar de divergir de Nassif sob vários aspectos, não conheço fatos que o possam condenar do ponto de vista profissional”, afirmou Frias, em resposta às requisições de entrevista do Comunique-se, desde a manhã de segunda (11/02). O diretor não comentou, porém, quais seriam estes aspectos de divergência.
Otavio Frias Filho ressaltou ainda que a saída de Nassif do conselho editorial do jornal deveu-se aos projetos pessoais que o ex-colunista buscava empreender. “Tanto ele (Nassif) como a Folha convieram que era tempo de mudanças”, afirmou.


Nassif versus Veja – um capítulo à parte Luís Nassif escreveu uma coluna no Caderno Dinheiro na Folha de S.Paulo por 15 anos. Deixou o jornal em julho de 2006. Em agosto do ano anterior,
Diogo Mainardi começou a disparar ataques a Nassif, por supostas relações de tendência ética duvidosa do jornalista – fato que teria impulsionado sua saída da Folha, porém negada agora por Otavio Frias Filho.
Nassif teria reproduzido em sua coluna uma mensagem de Luiz Roberto Demarco, que processava à época Daniel Dantas, dono do Opportunity e empresário à frente da concessionária de telefonia Brasil Telecom. A interconexão dos fatos estaria na criação de Nassif do site Projeto Brasil, patrocinado pelo BNDES, cujo maior acionista é a Telemar, concorrente da Brasil Telecom, de Dantas. Nassif, portanto, estaria defendendo a Telemar e indo contra Dantas.
No início deste ano, Nassif lançou uma
empreitada contra a Veja. As acusações são as mesmas que Mainardi levantou em 2005: relações de interesses comerciais no conteúdo editorial da revista.
No 9º capítulo da série, “Os Primeiros Serviços”, Nassif responde às acusações de Mainardi. Segundo o jornalista, não haveria qualquer ligação entre o patrocínio do BNDES a uma campanha no site Projeto Brasil com o artigo que escreveu citando Demarco e o investimento da Telemar numa empresa do filho do presidente Lula, a Gamecorp.
“Apesar de sócio da Telemar, o banco (BNDES) não tem por norma participar de decisões de investimentos de nenhuma empresa da qual seja acionista - menos ainda em valores tão insignificantes (para o porte da Telemar) quanto o que foi aportado na Gamecorp. E a campanha do BNDES, de apenas um mês, tinha sido montada especificamente para sites na Internet, e contemplado dezenas deles”, escreve.
Em resposta aos ataques de Nassif, o diretor de redação da Veja, Eurípedes Alcântara, e o editor-colunista Lauro Jardim vão
entrar na Justiça por danos morais. Veja não vai se manifestar sobre as acusações do jornalista.
E a história continua. Nassif informa que vai postar novos argumentos sobre a Veja em seu blog, às terças e aos sábados.


Leia Mais:
Nassif: o fracasso lhe subiu à cabeça, por Leonardo Attuch
Resposta a Leonardo Attuch, por Luís Nassif
 
Free counter and web stats