sábado, dezembro 15, 2007

A conferir

Lei cria taxa para veículos que entram em Ilhabela

Projeto foi aprovado pela Câmara Municipal da cidade para limitar número de turistas. Verba arrecadada com a taxa será usada em projetos de conservação ambiental.

A Câmara Municipal de Ilhabela, a 217 km da capital paulista, aprovou uma lei que vai passar a cobrar taxa dos visitantes que chegam à cidade. O objetivo é limitar o número de turistas na alta temporada e usar o dinheiro em projetos de conservação ambiental. Para carros e motos, a cobrança será de R$ 2. Caminhonetes, R$ 3. O pedágio para vans sobe para R$ 100. No caso de microônibus e ônibus, a taxa foi fixada em R$ 200 e R$ 300, respectivamente. “A gente precisa saber qual é o nosso limite em vários aspectos. Dentre eles, a capacidade de receber turistas”, disse Joadir Capucho, presidente da Câmara.
Leia mais

Brasil

Gargalos ideológicos

O Brasil atualmente não pode exportar mais porque não tem como. Está travado. O país precisa liberar seus gargalos de exportação. Se o governo privatizasse os portos e as estradas que levam aos portos, já daria uma destampada monstruosa no comércio exterior. Os operadores privados buscariam capital e correriam o risco de investir. O país ganharia muito em eficiência. Em Amsterdã, um contêiner é embarcado em quatro horas. Aqui, leva três dias. Essa demora entra na conta do frete cobrado pelas companhias de navegação. No Brasil, o frete é caro porque os portos são ruins. E o que isso significa? Menos competitividade. O algodão chega mais caro ao exterior porque pagamos mais pelo frete. (Luiz Olavo Baptista, advogado, em Veja)

Oscar


Foto de Sérgio Amaral
Vida inteligente...
Ao mestre Oscar Niemeyer as homenagens do Ubatuba Víbora, singelas, de pouca repercussão, mas sinceras. Parabéns pelo centenário e pelas colunas do Palácio dos Arcos, magníficas. (Sidney Borges)
Não é o ângulo reto que me atrai.
Nem a linha reta, dura, inflexível,
criada pelo homem.
O que me atrai é a curva livre e sensual.
A curva que encontro nas montanhas
do meu país,
no curso sinuoso dos seus rios,
nas ondas do mar,
nas nuvens do céu,
no corpo da mulher preferida.
De curvas é feito todo o Universo.
O Universo curvo de Einstein.

TV Víbora: Que tal um submarino?

Amarelo meus amigos, de outra cor não vale...



Ubatuba chiquérrima

O papo da hora é navio...

Enquanto isso na Ponta Grossa...
- E aê SUPER, tá sentado aí esperando o quê? O navio?
- Só.
- Acha que ele vem mesmo?
- Só.
- É verdade que esse treco vai trazer muito dinheiro pra cidade?
- Só.
- E se ele não vier, como é que você vai ficar na eleição de 2008?
- Só...

Já os mano de Ubatuba...
- Pô!!! Mano assisti um filmão onti.
- Caracas!!! É memo mano? Como é que chamava?
- Piratas do Caribé.
- Orra meu!!! É Piratas do Caribe que sê qué dizê?
- Não mano, é do Caribé memo, tem um lá chamado Jija que passa a fita toda querendo saqueá o navio do SUPER.

Mas na feirinha do Gulli...
- E aê Gulli! Tem um ingresso pro navio aí?
- Esgotô.
- Pô!!! Já vendeu tudo?
- Não, to com medo dele não pintá por aqui, aí sê sabe né, joguei tudo na privada.
- Ah!!! Falô!!!

E na pequena Ubatuba...
- As pessoas criticam o prefeito, mas ele é o cara.
- É mesmo?
- Lógico!!! Ele inventa uns papos diferentes que agitam os anais da cidade.
- A é?
- É. Agora ele inventou essa de navio, se der certo e o navio vier de verdade tem gente que vai ficar com os anais pegando fogo.

Ivair Pinto de Moura

Itaguá, janeiro de 2008


Nunca esquecerei esse marinheiro, tatuagem no braço, dourado no dente...

Ubatuba Náutica



Navios em Ubatuba I
Solana Star, o presente de Netuno


No dia 14 de setembro de 1987 um barquinho singrava o mar azul nas proximidades desta terra tão bonita e dadivosa. De repente os alegres tripulantes do Solana Star, navio pertencente a empresa Compal Investimentos S.A., foram avisados que a Policia Federal e a Marinha do Basil tinham conhecimento da maconha que levavam nos porões. Entraram numa "bad trip", desligaram o som de Menescal e Bôscoli, engoliram os baseados e despejaram nas costas do Rio de Janeiro e São Paulo 20.000 latas com 1,5 kg de maconha prensada com mel e glicose. A Cannabis Índica era mais forte, mais eficiente, um verdadeiro "tapa na moleira" e mudou o panorama odara. Depois das latas ou "Da lata" como ficou rotulado o evento, nossos "bichos-grilos" souberam finalmente o que é estar "pra lá de Bagdá". Assim como as camisas lavadas com Rinso ficam mais brancas, o maluco que fuma o "da lata" fica mais chapado. A policia só conseguiu recuperar cerca de 2500 latas, com isso o verão ficou caracterizado como "Verão da Lata", em alusão à qualidade do produto ofertado por Netuno, ótima segundo experts consultados. Em Ubatuba as latas batiam na praia e sumiam como que por encanto. Dizem que até hoje existem algumas enterradas por aí. Os caras abriam uma, fumavam do conteúdo e enterravam as demais. Onde mesmo? (Sidney Borges)

Manchetes do dia

Sábado, 15 / 12 / 2007

Folha de São Paulo
"Sem CPMF, governo estuda cortes de até R$ 18 bilhões"
Entre as medidas para compensar o fim da CPMF, o Ministério do Planejamento cogita cortar R$ 6 bilhões em investimentos públicos fora do PAC e R$ 12 bilhões para emendas coletivas apresentadas ao Orçamento do ano que vem, que deverá ser votado na segunda quinzena de fevereiro. A Fazenda analisa aumento de impostos para compensar parte dos R$ 40 bilhões da CPMF.


O Globo
"Judiciário perderá obras para compensar a CPMF"
Para compensar a perda de receita com a rejeição da CPMF, o Judiciário perderá em 2008 verbas destinadas à construção de sedes de tribunais. Só para o novo prédio do TSE estão previstos R$ 80 milhões e para a Justiça Federal de 1º grau, R$ 152 milhões. Parlamentares da Comissão de Orçamento devem se reunir segunda-feira com a presidente do STF, Ellen Gracie, e outros magistrados para tratar dos cortes. Os presidentes do Senado, Garibaldi Alves, e da Câmara, Arlindo Chinaglia, admitiram que também deverá haver corte nas emendas parlamentares.


O Estado de São Paulo
"Mantega quer uma nova CPMF"
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, defende a criação, por meio de medida provisória, de uma nova contribuição para financiar a área de saúde. Em entrevista a Sonia Racy e Gabriel Manzano Filho, Mantega afirma que essa contribuição deve seguir os moldes da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), mas com uma diferença importante. "Não será um tributo provisório. Terá de ser um tributo permanente, todo voltado à saúde, e que não tenha que ser rediscutido", diz. "Tem que ser sobre movimentação financeira. Porque se não, não teremos como controlar a sonegação". Mantega prefere não falar em porcentuais, mas estudos do Ministério da Fazenda indicam que a alíquota da nova contribuição deve ficar em torno de 0,20%. A CPMF, cuja prorrogação foi rejeitada pelo Senado, tem alíquota de 0,38%. As medidas preparadas pelo governo para compensar a perda da CPMF podem ser anunciadas já na semana que vem. "Vamos atrás do prejuízo", afirma Mantega. "Temos de fazer vários ajustes. Vamos ter que aumentar alguns tributos".


Jornal do Brasil
"Lula joga conta no sucessor"
O presidente Lula afirmou ontem que a derrota na prorrogação da CPMF é um problema para o seu sucessor. "O presidente não é mais candidato. Eles prejudicam o próximo", disse, durante solenidade na fábrica da Ford, em São Bernardo do Campo. Lula também elogiou o esforço do governador de São Paulo, o oposicionista José Serra (PSDB), na luta pela aprovação, e cobrou o corte nos recursos destinados à saúde: "Alguém vai ter de responder", ameaçou.

sexta-feira, dezembro 14, 2007

Basta querer

Vitória dos sonegadores, falácia petista

“Não é verdade que a Receita perderá o acesso aos dados bancários dos contribuintes por não ter a CPMF. Os artigos 5º e 6º da Lei Complementar 105 de 2001 permitem que isso seja retomado com a edição de uma simples instrução normativa do secretário da Receita. O artigo 5º diz que a Receita pode ter acesso ao sigilo bancário. O 6º, que isso pode ser feito de forma rotineira. Basta apenas a Receita dizer como quer receber as informações.” (Do Bog do Reinaldo Azevedo)

Ubatuba chic

Estava pior, depois piorou...

Ao ler a Frase de Dora Kramer não pude deixar de pensar em Ubatuba e seus políticos, que sempre morrem na praia, nunca decolam para fazer carreira em altitudes maiores.
“As coisas só dão certo até começarem a dar errado” ou “não se pode fazer tudo errado e querer que no fim sempre dê certo”.
Concordo integralmente, embora faça a ressalva: "é impossível fazer tudo errado o tempo todo, mas os políticos ubatubenses bem que tentam". (Sidney Borges)

Lula 13

Mangalô numérico contra a CPMF

O presidente Lula diz não acreditar em urucubaca, mas deve estar intrigado com a praga numerológica da votação da CPMF: dia 13, número do PT. A monumental vaia na abertura do Pan no Rio foi numa sexta-feira, 13. Numa sexta, 13, a TV exibiu o vídeo de Waldomiro Diniz, braço direito do então ministro José Dirceu, pedindo propina ao bingueiro Carlinhos Cachoeira. Num dia 13, o STF suspendeu a pensão do ex-governador Zeca do PT. Xô! (Cláudio Humberto)

Editorial

O Island Escape vem, garantem os organizadores

Na semana passada recebi a ligação de um amigo empresário, o Edu, da Tecnáutica. Você já viu a programação dos navios? Respondi que não e perguntei onde ele tinha visto. O Felipe me mostrou no computador, foi a resposta. Está tudo organizado e bem feito, vai funcionar direitinho. Faça uma matéria. Como o meu amigo é crítico e exigente, fiquei curioso e coloquei na agenda: procurar detalhes dos cruzeiros marítimos. Ligar para a Secretaria de Turismo em 17/12. Confesso que o meu maior interesse era saber o nome do navio. É fácil obter detalhes na Internet, tamanho, acomodações, mordomias gastronômicas, eu queria dar um furo, presentear os leitores. Jamais me esquecerei da visita ao Augustus, em Santos, em julho de 1963. Uma menina do prédio onde eu passava as férias, Anita, (onde andará, tão bonita?) alugou uma Kombi lotação e lá fomos nós ao porto, onde passamos uma tarde memorável. É bom ter quinze anos. Viajar de navio deve ser uma experiência inesquecível, um dia ainda terei o prazer, quem sabe partindo de Ubatuba. Ontem, uma matéria que li no Guaruçá, me aguçou a curiosidade, dava o nome do navio e a data de chegada. Island Escape, dia 10 de janeiro. Procurei maiores informações na Internet e não constava parada em Ubatuba. Hoje eu soube que um membro da equipe que organizou a recepção está afirmando que a empresa trocou Angra por Ubatuba e o navio virá como foi divulgado. Não tenho razões para duvidar, tive até o cuidado de enviar um e-mail aos operadores pedindo para que alterem o site. O roteiro inclui a Ilha Grande, em Angra dos Reis e omite Ubatuba. Vou ficar de olho e mandar e-mails todos os dias até ver a correção feita. Agora é cuidar de escolher um bom local para fotografar o Island Escape, no Itaguá. Nem vai ser preciso ligar para a Secretaria de Turismo. Consegui os detalhes que queria na Internet. Island Escape. Guardem esse nome.

Sidney Borges

Island Escape


Pesca

Pescadores fazem passeata por melhores condições de trabalho

Os pescadores de Ubatuba estão mobilizados para uma passeata pela cidade de Ubatuba, no dia 17 de dezembro, a partir das 9:00h.
Eles vão sair da barra dos Pescadores (Pátio do Mercado Municipal de Peixes) com percurso até a Prefeitura, onde deverá acontecer uma negociação entre representantes de todos os órgãos licenciadores.

Estão na pauta de discussão:

1- A permanência e a instalação da Bomba de Óleo Diesel na Barra dos Pescadores;
2 - Mapa de Bordo;
3 - Elaboração do Projeto do Estaleiro dos Pescadores.


Comissão de Pescadores de Ubatuba
Ubatuba, 04 de Dezembro de 2007


OFÍCIO

Aos:
EXMO. Senhor Prefeito Municipal de Ubatuba - Eduardo de Souza Cesar.
CODEPHAT
IPHAN – Senhor Jose Saia
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO
CETESB
POLICIA MILITAR AMBIENTAL
POLICIA MILITAR – CORPORAÇÃO DE BOMBEIROS
DPRN
GRPU (Gerencia Regional do Patrimônio da União).
SEAP (Secretaria Nacional de Aqüicultura e Pesca)
IBAMA (Instituto Nacional de Meio Ambiente e Recursos Renováveis)
CAMARA MUNICIPAL DE UBATUBA – Vereador Ricardo Cortez.
ANP (Agencia Nacional do Petróleo)
IMPRENSA

Considerando a dificuldade da efetivação das reivindicações da categoria de pesca de Ubatuba, diante da cultura política que se criou ao longo do tempo e dos indícios de radicalização do seguimento ambientalista na preservação do meio ambiente.

Considerando os excessos burocráticos do poder público e da dificuldade do governo em atender os pescadores para a elaboração do projeto, licenciamento, liberação, instalação e uso da bomba de Óleo Diesel com o objetivo de garantir a segurança da população e da categoria de pesca de nosso município.

Considerando que a Bomba de Óleo Diesel visa beneficiar a categoria de pescadores de Ubatuba, pois haverá desconto na aquisição do combustível em até 30% o que ocasionará uma redução do custo da pesca, e conseqüentemente a população e os turistas que nos visitam também serão beneficiadas.

Considerando a necessidade e a obrigação do Estado em exercer o seu papel de atender a população em retribuição aos impostos recolhidos para transformar em beneficio social. Já se completa um ano que esta Bomba de Óleo Diesel se encontra em Ubatuba, (dinheiro publico parado) repassada pelo Governo Federal, através da Secretaria Nacional de Aqüicultura e Pesca e a mesma precisa ser utilizada, para tal fim.

Vimos solicitar uma solução em conjunto para o respectivo problema com todos os órgãos competentes envolvidos em assuntos do setor pesqueiro marcada para dia 17/12/07, às 10:30h na sala de reunião da Prefeitura Municipal de Ubatuba, para discutir e deliberar a seguinte pauta e reivindicação, da qual estamos abertos a elaboração das propostas:

OBS. Que os representantes dos órgãos tenham alçadas para decidir e deliberar sobre os ancaminhamentos das suas respectivas pautas.

PAUTA:
Bomba de Óleo Diesel
Mapa de Bordo

REIVINDICAÇÃO:
1- Garantir a permanência da Bomba de Óleo na Barra dos Pescadores, bem como a verba para a instalação da mesma, diante das exigências da ANP (Agencia Nacional do Petróleo) CETESP, e outros;
2- Compromisso dos Órgãos Públicos: Municipal, Estadual e Federal em atender os pescadores na instalação da bomba de Óleo Diesel com prazos estabelecidos em 30 dias a partir da data deste encontro;
3- Mapa de Bordo. A comunidade pesqueira de Ubatuba repudia a forma com que foi elaborado e implementado o tal mapa de bordo pelo IBAMA (Instituto Nacional de Meio Ambiente e Recursos Renováveis), sem a consulta e a participação dos pescadores, tendo em vista a impossibilidade do cumprimento desta norma, devido à disparidade da função de burocrata de pesca e o exercício normal da atividade pesqueira. Estamos abertos a colaborar para a formação de um nova coleta de dados para controle do estoque de pescados no fundo do mar.
4- Garantir o acompanhamento do Ministério Público em todas as propostas negociadas que serão encaminhadas para aprovação em Assembléia da categoria de pescadores a ser realizada no dia da negociação em frente à Prefeitura Municipal de Ubatuba.
5- Compromisso dos Órgãos Públicos:Municipal, Estadual e Federal em atender os pescadores (financiamento por parte do governo Municipal) da elaboração do projeto para a construção do Estaleiro dos pescadores. Compromisso dos órgãos licenciadores na prioridade e empenho que vise permitir a construção da obra.


Assinam este documento os Membros da Comissão de Pescadores de Ubatuba, formada conforme aprovação e votação por unanimidade em reunião realizada no último dia 28 de Novembro de 2007.

Colônia de Pescadores
Associação dos Pescadores
Associação dos Moradores da Ilha dos Pescadores
ONG Cidade & Cidadão

Pescadores indicados pela assembléia para participar das negociações:
Maurici de Oliveira, Odila Maia, Jerry Moraes, João Heleno, Cláudio dos Santos

Poliglota

Clodovil canta em francês

Foram impecáveis as palavras em francês pronunciadas pelo deputado Clodovil Hernandes, ao interpretar músicas cantadas por Edith Piaf, durante um jantar de confraternização, que aconteceu na última terça-feira (11), em um sofisticado restaurante de Brasília, no Distrito Federal.
O pocket show, realizado no encontro, teve ainda músicas como El Dia que me Quieras, Da Cor do Pecado e Embraceble You.
O jantar foi promovido pelo Partido Republicano, no qual Clodovil é integrante. Elegante, como sempre, o deputado usava um cravo vermelho na lapela.
(TV Canal 13)

Impostos

O Fim da CPMF

Pois é, a OPOSIÇÃO que extinguiu a CPMF basicamente é a SITUAÇÃO que a criou anos atrás.
Originalmente, foi criada sob a sigla de IPMF ou seja, Imposto Provisório Sobre a Movimentação Financeira, cuja finalidade era de atender exclusivamente a demanda de recursos da saúde pública do Brasil. O mesmo “P” que abreviava PROVISÓRIO algum tempo depois se tornou um “P” de PERMANENTE. E quando se tornou uma contribuição de natureza PERMANENTE, sofreu majorações de alíquota até sua extinção.
Se analisarmos o aspecto da justiça na aplicabilidade de um tributo, podemos citar a CPMF como o imposto mais justo existente no país. No entanto, a sua finalidade foi desvirtuada e a Saúde Pública deixou de ser a credora única dos recursos gerados por sua cobrança.
Paralelamente, a CPMF se tornou a maior fonte de informação da Fazenda Federal, dos recursos movimentados pelos contribuintes brasileiros. Praticamente em tempo real, o governo federal, através de seus órgãos fazendários – Secretaria da Receita Federal do Brasil, tomava conhecimento de quanto, cada contribuinte, movimentava de recursos financeiros. Com esses dados, bastava cruzar informações com as Declarações de Rendimento das Pessoas Físicas e Jurídicas para se obter um quadro da sonegação fiscal existente.
Na verdade, o Governo lamenta mais, essa perda de informações. Evidente que vai haver uma queda de arrecadação, no entanto, o governo tem diversos instrumentos e formas de promover um re-equilibrio em sua receita.
Aguardem a retaliação que virá através dos órgãos fiscalizadores.
Irônico mesmo é a comemoração da chamada OPOSIÇÃO ao rejeitar a prorrogação da CPMF.
Estavam comemorando o que ?
Talvez a justificativa que o Governo passará a utilizar para a situação caótica da Saúde, da Educação, da Moral, da Ética, etc...etc...

Luiz Marino Jacob

Alguém responde?

Saneamento Básico: como ficará em Ubatuba?

Com Jornal do Prefeito feito com recursos próprios que ninguém sabe de quem “são próprios”, UTI da Santa Casa inaugurada e fechada, Cruzeiro marítimo com boato de ser só mais uma mentira, falta de transparência administrativa, perda de verbas em diversas áreas, secretaria de educação que evita o SARESP entre outros assuntos a serem tratados, deduzo que falta tempo para o executivo municipal tratar de outras questões urgentes e vitais para o município.
Digo isso porque hoje (13/12) ouvi no Jornal da TV Vanguarda que São José dos Campos assinou contrato com a SABESP, para os próximos 20 anos, devendo proporcionar cem por cento de água e esgoto tratados até 2011. E em Ubatuba, como ficará o Saneamento Básico?
O Jornal Valor Econômico, de 04 de Dezembro de 2007, no caderno de legislação, traz em manchete que a Lei de Saneamento deve ir à Justiça. Pois bem, para os que não sabem, há intensa disputa entre companhias estaduais (SABESP, no caso de Ubatuba), e empresas privadas na disputa pelos serviços de água nos municípios, motivada pela entrada em vigor da nova Lei do Saneamento (Lei 11.445), no início deste ano. Em resumo, a lei do saneamento abre três possibilidades para o setor: que os municípios retomem os serviços de água e esgoto e façam licitações; que criem companhias municipais; ou que renovem as atuais concessões das companhias estaduais por meio de associações com o governo dos Estados. Em caso de não renovação das concessões, terão que pagar indenizações relativas a valores investidos e ainda não amortizados pela cobrança de tarifas. A reportagem diz que fatalmente a disputa chegará à justiça, já que os valores de indenizações devem ser estabelecidos por empresas de avaliação e que municípios e companhias estaduais devem estar de acordo com a escolha da empresa. Se não houver esse acordo, fatalmente o assunto chegará à justiça. No final do ano de 2008, pela legislação, municípios e empresas de saneamento já devem ter estabelecido contratos de renovação temporários por seis meses.
O domínio da SABESP torna São Paulo o estado mais difícil para entrada de empresas privadas e para retomada das concessões. O Setor privado quer licitação ampla e que a SABESP concorra de igual para igual com todas as empresas. O Assunto pode parar no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), inclusive com ingresso de Ações de inconstitucionalidade (Adins) no STF contra determinadas medidas adotadas pelos governos estaduais.
Pois bem, o SANEAMENTO BÁSICO é assunto esquecido e deixado de lado pela atual administração, que parece não ver a relação entre água e esgoto tratados e Saúde, Turismo de qualidade, meio ambiente saudável e economia de recursos naturais e econômicos. E não se importa porque não se vê e não se ouve nada a respeito do que foi mencionado acima sobre a nova lei do saneamento.
A SABESP precisa ser enfrentada em nosso município. É preciso abrir discussão séria a respeito do assunto, deixando de lado os números que os técnicos sempre expõem em suas intervenções (e que embaçam a mente dos cidadãos) e focando nos resultados, ou seja, a péssima qualidade do serviço oferecido em Ubatuba e a baixa abrangência do mesmo serviço. Há 14 anos em Ubatuba, só vejo piora no estado da cidade. Justo o centro que tem saneamento é quem tem os rios mais poluídos (Acaraú, Tavares e Rio Grande). Até Itamambuca, símbolo de nossas praias e de nossas belezas está com bandeira vermelha! E a SABESP não atuará em bairros com baixo adensamento habitacional, porque se não houver lucro atrativo não irá investir. Assim é e continuará sendo em toda a cidade. É esse modelo de exploração lucrativa de um serviço essencial que queremos? É chegada a hora de Ubatuba se levantar e tomar as rédeas de seu destino no saneamento básico. Algumas perguntas devem ser feitas à SABESP e à Prefeitura:
Como ficará nosso saneamento?
Quantas residências são ligadas à rede de água tratada?
Quantas residências são ligadas à rede de esgoto?
Qual a arrecadação da SABESP em nosso município (auditada)?
Como é distribuído o dinheiro arrecadado? Quais os custos reais? Há reinvestimento de lucro?
Há obrigação de fazer investimento em áreas não rentáveis como contrapartida à rentabilidade dos lugares densamente habitados?
Qual o custo da captação da água em Ubatuba, que tem captação natural, sem necessidade de perfuração de poços? E esse custo em relação a municípios vizinhos? Qual o valor comparativo entre o valor cobrado em Ubatuba e nos outros municípios?
Por que ao contrário de diversas áreas (saúde, educação, social, idoso, etc.) inexiste controle social sobre o saneamento básico, notadamente sobre a atuação da SABESP, concessionária (e não dona), dos serviços de água e esgoto em Ubatuba?
Onde está o contrato de concessão entre prefeitura e SABESP? Qual a duração do contrato? Quando vence? E sua legalidade, agora que há um novo marco regulatório?
É hora de Ubatuba tratar essa questão de maneira séria, técnica, política, apartidária e voltada aos interesses sociais, ambientais e econômicos.
Cabe à prefeitura e à SABESP o posicionamento oficial sobre a situação real e as intenções de ambas, para que se inicie uma discussão com o objetivo de solucionar o problema da falta de saneamento básico de forma abrangente e mais rápida. Não há tempo a perder. 2008 será o “Ano Internacional do Saneamento básico”. No Brasil foi lançado recentemente o movimento “Trata Brasil”, cujo lema é “Saneamento é saúde”.
Com a palavra Prefeitura Municipal de Ubatuba e Sabesp.


Maurício Moromizato
mauriciomoromizato@uol.com.br 9718-4647
Presidente Municipal do PT
Ex-presidente do Conselho Municipal de Saúde
Ex-Coordenador do GT de Saneamento do Plano Diretor de Ubatuba
Ex-presidente da Associação dos Cirurgiões Dentistas de Ubatuba

Opinião

“Descaso”

Corsino Aliste Mezquita
O processo legislativo, em Ubatuba, vem capengando faz algum tempo.
Por curiosidade li a lei n° 2995, de 15 de outubro de 2007, ou ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE UBATUBA, já que alguns itens me atingem como funcionário aposentado.
Não farei análise ou manifestação de opiniões sobre ela. Seria penoso. Apenas registrarei um inciso e seu parágrafo único que choca qualquer cidadão consciente. Inciso que, revela inconstitucionalidade, absurdo legislativo e descaso com os direitos cidadãos. Fato que, S.M.J, indica desrespeito à Constituição Federal, por parte do Executivo, que encaminhou o projeto e dos nobres vereadores que o aprovaram por unanimidade.

No Capítulo II. – DAS PROIBIÇÕES. Artigo 175, está escrito:
“Ao servidor é proibido no âmbito da prestação de serviço”:
XXIII – possuir em seu nome licença ou autorização para exploração de comércio:
a – ambulante;
b – de artesanato;
c – de feira livre;
d – itinerante;
e – temporária;
f – esportes náuticos.
$ 1° A proibição que trata o inciso XXIII aplica-se somente aos servidores públicos efetivos”.
O $ 1° e único, rasga a Constituição Federal, a Lei Orgânica do Município de Ubatuba e desterra o bom senso de nossa cidade. Todo isso com a participação do Sr. Prefeito, da Câmara de Vereadores, do Sindicato e da Aspem. Estes últimos, em suposto peleguismo sincronizado. Registro que, o peleguismo, sempre foi prejudicial ao trabalhador.

A Constituição Federal em seu artigo 5° assim determina:
“Artigo 5°: Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza...”
Está claro. A Constituição não permite criar categorias privilegiadas de funcionários. Todos são iguais, sem distinção de qualquer natureza. Ou todos podem, ou todos não podem.
Em Ubatuba parecem ser prescindíveis, a Constituição Federal e toda a legislação que limite atribuições ou ações aos ocupantes temporários do poder.
Outras leis: arbitrárias, sem nexo e estudos prévios de impacto, vem surgindo e ocasionando injustiças e sofrimentos. Em pauta, neste momento, a que criou o ABONO para o magistério municipal que, tanta celeuma e ranger de dentes está ocasionando.
O Poder Legislativo não pode se tornar fundo de quintal do Poder Executivo. Nem pode renunciar a seu dever de fiscalizar e estudar cuidadosamente todas as leis antes de aprová-las. O ESTATUTO (Lei 2995) dará causa a injustiças, sofrimentos e choros. Como está inviabilizará administrações futuras e reforçará alguns vícios que já existem no funcionalismo. Faço votos para estar equivocado. Entretanto o descaso com a Constituição e a cidadania sempre tem preço elevado para o futuro.
VIVA UBATUBA. Sem dengue e sem caluniadores.

Navios, a ver navios...

O secretário de Turismo afirma que o navio vem, a empresa que opera o navio diz que não vem. Quem está com a razão? Abaixo duas versões do "affair" navio. Aos leitores as conclusões. Eu quero ver o navio, embora pelo andar da carruagem desconfio que ficarei a ver navios. (Sidney Borges)

O navio vem
ACIU promoveu encontro para discussão sobre a chegada de cruzeiros marítimos e fiscalização em Ubatuba

Neste último sábado, 08, a Associação Comercial de Ubatuba- ACIU realizou um café da manhã com a Secretaria de Turismo, a Guarda Municipal e o empresariado local do setor turístico, com o objetivo de discutirem sobre os preparativos para receber o primeiro navio transatlântico e ajustar a linha receptiva e de segurança que será oferecida aos seus passageiros.
No próximo dia 10 de janeiro Ubatuba receberá pela primeira vez um cruzeiro marítimo, que trará cerca de dois mil passageiros para a cidade.
Segundo o presidente da Associação Comercial de Ubatuba- ACIU, Ahmad Khalil Barakat, a chegada dos cruzeiros em Ubatuba é uma enorme conquista da cidade, e ressaltou que todos os setores do município devem se unir para fazer com que Ubatuba os receba cada vez melhor.
O comandante da Guarda Municipal José Antonio Macário de Faria foi um dos convidados por Barakat para mostrar ao empresariado local a importância da segurança. “Nada dará certo se não nos prepararmos muito bem. Todos os órgãos de segurança devem se preparar para atender a essa nova demanda. Imagine se acontece algo grave com um turista? Não há nada mais importante que a preservação da vida”, ressaltou Macário.
A Secretaria Municipal de Turismo determinou pacotes de cinco segmentos, que serão vendidos a bordo do navio Island Escape. De acordo com o secretário de Turismo, Luiz Felipe de Azevedo, serão ofertados aos passageiros, desde aulas de surf e mergulho, até passeios de escuna e vôos de helicóptero. Azevedo acrescentou que além dos pacotes, a Prefeitura Municipal de Ubatuba irá criar um espaço no píer do Tamoios Iate Clube - o local da atracação, possibilitando o oferecimento de outros serviços particulares. ”O dia 10 de janeiro servirá com um vestibular para a cidade. Nós precisamos estar preparados e oferecer tudo de bom que Ubatuba tem. O mercado de cruzeiros marítimos está em considerável crescimento e, certamente, outros navios irão atracar aqui, se conseguirmos receber os passageiros e tripulantes do Island, com qualidade”, ressaltou o secretário avisando que diretores de outras três grandes empresas do setor, entre elas a CVC, irão acompanhar a chegada do primeiro navio, fazendo uma espécie de inspeção técnica da atracagem do Island Escape.

Para os passageiros do cruzeiro também serão disponibilizados pela Administração Municipal dois ônibus para o transporte dos turistas, o primeiro fará o trajeto até a Fundação de Arte e Cultura - Fundart, passando pelo centro de Ubatuba e o outro que levará os passageiros até o início da Praia Grande.

Mais de 90% dos passageiros do primeiro transatlântico são brasileiros, o que deverá facilitar ainda mais o receptivo. Ubatuba será a última parada continental do trajeto previsto pela empresa Sun&Sea.
O secretário acrescentou que a troca de trajetos e de datas é uma ocorrência corriqueira nos roteiros de escalas de navios de cruzeiro. “Uma condição adversa de tempo e mar pode cancelar uma escala em qualquer ponto do Brasil ou do mundo. Isto ocorre por decisão do comandante da embarcação, que sempre prima pelo bem estar de seus passageiros. Quem já viajou ou então para quem opera com os mesmos, sabe bem disto. Vale destacar que do mesmo modo como paradas podem deixar de acontecer, poderemos ter paradas extras no decorrer da estação (normalmente de dezembro a março)”.
Já os empresários do município estão com boas expectativas para esta primeira viagem, pois cada turista gasta, em média, 50 dólares durante a passagem pelas cidades, valor que multiplicado por dois mil passageiros, certamente, irá aquecer, ainda mais, a economia da cidade neste verão.
O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas- SEBRAE, em parceria com as quatro Secretarias de Turismo e das quatro Associações Comerciais do Litoral Norte de São Paulo iniciou no dia 04 de dezembro o projeto “Desenvolvimento do Turismo: Cultura e Artesanato no Circuito Turístico no Litoral Norte de São Paulo”.
O projeto tem três anos de duração e o objetivo geral, entre outros, é determinar e ampliar o mercado turístico incrementando a competitividade e promover a sustentabilidade do sistema produtivo de turismo receptivo no circuito do Litoral Norte paulista, por meio de parcerias, qualidade no atendimento e melhoria na qualidade de vida dos moradores, com ênfase na baixa temporada.
“Para quem quiser se aprofundar no assunto, sugerimos uma visita à Ilhabela e Paraty, que já estão operando sua temporada de verão. O giro comercial aumenta de modo significativo em determinados setores, fatores motivacionais de fomento à atividade turística municipal. E a probabilidade de internacionalização é um fato, portanto, para quem quer crescer e evoluir, é hora de se preparar, pois temos boas perspectivas pela frente”, concluiu Luiz Felipe.

Cordialmente,

Cristiane G. Zarpelão
Assessora de Comunicação da ACIU




O navio não vem
Island Cruises confirma que não estará com nenhum navio em Ubatuba em 10 de Janeiro

Esta semana, o secretário de Turismo fez uma reunião na sede de campo da Associação Comercial, onde estiveram presentes por volta de 70 empresários de diversos ramos ligados ao turismo.
Nesta reunião que deveria ter a participação do prefeito que não pode estar presente, pois teve um compromisso de última hora, foi discutida a vinda do primeiro navio para nossa cidade.
O secretário informou a todos os presentes que o navio estará em Ubatuba no próximo dia 10 de janeiro. Nesta semana também, em função da vinda do navio, o prefeito e o secretário de Turismo fizeram uma reunião com os taxistas para tratar do mesmo assunto: apoio aos turistas que iremos receber no dia em que o navio vai estar na cidade.
O secretário ainda informou que o nome do navio é Island Cruises, pertencente à empresa Sun & Sea. Ressaltou avisando que diretores de outras três grandes empresas do setor, entre elas a CVC, irão acompanhar a chegada do primeiro navio, fazendo uma inspeção técnica da atracação do Island Cruises.
Como fazemos jornalismo com fatos e não com conversas, após lermos a matéria publicada pela ACIU e pelo jornal Imprensa Livre, tivemos o cuidado de procurar pelo nome do navio no mundo inteiro, através da internet; infelizmente, não achamos.
Procuramos em todas as operadoras de turismo do Brasil e nenhuma se refere a uma parada em Ubatuba ou sequer alguma apresenta em seus sites um navio com este nome.
Não sabemos se por engano ou por má informação do secretário, Island Cruises não é nome de navio e, sim, Island Cruises é uma joint venture entre a First Choice, operadora líder de turismo de lazer na Europa, e a Royal Caribbean, que trouxe para o Brasil nesta temporada os navios Island Escape e Island Star, que são navios em que o lema é ficar à vontade. “Aqui você faz o seu horário, sem ter que se adaptar aos turnos de refeição, como nos outros navios”.
Entramos em contato com a jornalista Cristiane Zarpelão para confirmar com ela o nome do navio, pois estávamos com dúvidas. Ela esclareceu que tinha passado as informações colhidas com o secretário de Turismo na apresentação que ele fez na ACIU. Ela ligou de volta minutos depois informando que havia falado com o secretário de Turismo e que o nome do navio na realidade era Island Escape, que estaria em Angra no dia 10 de janeiro.
Qualquer pessoa pode acessar o site da empresa
www.islandcruises.com.br e conferir as informações que estamos passando.
O navio Island Star estará no período de 5 a 13 de janeiro 2008 numa viagem internacional: sairá de Santos com destino a Buenos Aires e Punta Del Este, Montevideo, Florianópolis e Santos novamente, em um cruzeiro de oito noites.
Já o navio Island Escape, no dia 8 de janeiro sai de Santos, às 18h, num cruzeiro de três noites; no dia 9 de janeiro, estará navegando e, no dia 10, chega a Angra dos Reis na Ilha Grande, às 8h, e fica lá até às 20h, retornado a Santos com previsão de chegada às 9h do dia 11 de janeiro de 2008.
Não queremos afirmar, nem podemos duvidar de ninguém, muito menos de um secretário de turismo e de um prefeito, mas fica muito difícil acreditar que o navio estará em Ubatuba no dia 10 de janeiro.
Como já comentamos em diversas matérias, os pacotes de navios são vendidos muitas vezes com antecedência de um ano. Por isso, fica difícil acreditar que uma empresa deste porte, que opera no mundo inteiro com seus navios, venda e coloque em um navio duas mil pessoas e, sem avisar ninguém, mude a rota do mesmo ou altere o destino sem uma excelente desculpa, ou uma pane, ou um maremoto, ou sei lá o quê para mudar o destino de duas mil pessoas.
O único dia que entendemos que o navio poderia estar parando em Ubatuba seria, talvez, no dia 9 de janeiro, mas isto implicaria em outras coisas, pois os navios têm cassinos que só podem funcionar em águas internacionais. Por isto, em todas as viagens curtas, o navio passa um dia navegando, e é nessas horas que o cassino funciona.
Assim, como o navio pode entrar em nossa baía, desembarcar quem resolver descer, recolher os botes e partir em tão curto espaço de tempo?
Já escrevemos diversas vezes que será ótima a vinda de navios para nossa cidade, mas também alertamos diversas vezes que só os navios não são solução para a cidade. Um navio que chega no dia 10 de janeiro, vai entrar no meio da confusão de temporada.
Entendemos que não temos estrutura para recebê-lo na primeira quinzena de janeiro, tentando oferecer aos turistas dos navios um mínimo de atenção.
Mas ficamos com ‘a pulga atrás da orelha’, pois já cobramos o nome do navio diversas vezes. O prefeito chegou a falar na rádio que não iria falar o nome do navio no ar, pois tinha receio que alguém pudesse tentar atrapalhar a vinda dele, prometeu diversas vezes que iria dar o nome, assim como o secretário também havia prometido.
Uma pessoa culta como o secretário de turismo, dono de uma agência de turismo, que fala inglês fluentemente, esqueceu o nome do navio, fez confusão entre o nome da empresa e do navio. Errar é humano. Nós também queríamos estar errados, pois nossa cidade e nosso povo não merecem pagar um ‘mico’ tão grande, com um possível cancelamento da vinda do navio.
Só vai faltar o secretário acusar que cancelou o navio em função desta matéria, a qual não tem o intuito de denegrir a imagem de ninguém, muito menos da nossa cidade, mas que os responsáveis pela vinda do navio passem as informações corretas, que venham a público e apresentem um documento assinado pela empresa, um fax ou um e-mail, onde a empresa informa que estará em nossa cidade, em tal data e tal hora.
Como seria olhar para as pessoas, depois de envolver uma cidade em uma vinda de um navio, matérias publicadas, reuniões e um cancelamento? Não merecemos e não podemos acreditar que isto possa acontecer!
Conversamos com o prefeito, na festa de confraternização da ACIU, mostramos para ele o prospecto da empresa que mostra os dois navios e traz todas as informações e todo o calendário da temporada dos navios este ano no Brasil. Em nenhuma das datas de todas as viagens programadas se lê o nome de nossa cidade. E terminamos a conversa com uma pergunta ao Prefeito: “O senhor acredita que uma empresa com dois navios muda um roteiro já vendido, sem avisar ninguém? Por favor, prefeito, verifique tudo! A cidade não merece pagar um mico deste!”.
Depois que a matéria estava pronta, entramos em contato com a empresa que opera os navios no Brasil. Após falar com várias pessoas e dar diversos telefonemas, chegamos à assessora de imprensa da Island Cruises, que estava a bordo de um navio no Recife. Depois de explicarmos que as notícias em nossa cidade davam como certa a parada de um navio da companhia em Ubatuba no dia 10 de janeiro 2008, a princípio, ela já respondeu que não estaria, não! Porém, como estava ao lado de um diretor da empresa, ela o consultou e ele também respondeu que não.
Diante de nossa insistência, pois não podíamos acreditar que a cidade estava anunciando a vinda do navio e não era verdade, a assessora de comunicação, Sra. Ellen, pediu um minuto e fizeram contato como outro diretor da empresa, que informou que de forma alguma o navio estará em Ubatuba no dia 10 de janeiro 2008.A resposta oficial da assessoria de comunicação, depois de mais de dez minutos de conversas, foi a seguinte: a empresa não estará com nenhum navio em Ubatuba no dia 10 de janeiro de 2008.


Josias “Jija” Sabóia
Jornal “A Semana”

Brasil

A vingança

Quem ler a manchete do jornal “O Globo”, logo abaixo, pode tirar duas conclusões. Que o editor é novo e compra versões oficiais, ou que o ministro Mantega perdeu o eixo, como sói acontecer com o senador-showman Suplicy. Meus caros, todos sabemos que a vontade de consumir nasce do conhecimento, ninguém tinha necessidade de telefone celular antes deste ter sido inventado. O governo agastado com a própria incompetência - fruto de amadorismo e arrogância - perdeu a votação da CPMF e agora ameaça cortar salários. Duvido, repito separando as sílabas, du-vi-do, a massa está acostumada ao consumo recém conquistado. A bolha internacional virtuosa e a ortodoxia econômica deram ao presidente Lula um prestígio e uma aprovação muito além do que ele poderia esperar. Agora vem essa conversa mole para boi dormir, vingança contra a ousadia do Senado. E de quebra há a promessa de redução das verbas da Saúde. Pode ser estratégia de Lula, sem a possibilidade de um terceiro mandato ele está se lixando para o PT. Vai entregar o governo a um tucano e em seguida abrir a metralhadora giratória irresponsável, sua característica maior. Tudo é válido na tentativa de voltar em 2014. (Sidney Borges)

Manchetes do dia

Sexta-feira, 14 / 12 / 2007

Folha de São Paulo
"Imposto deve subir para compensar CPMF"
Após o Senado derrubar, na madrugada de ontem, a prorrogação até 2011 da CPMF, o Planalto deve lançar na próxima semana um pacote para compensar a perda de arrecadação a partir do ano que vem, estimada em R$ 40 bilhões. Por determinação do presidente Lula, o pacote terá de compatibilizar economia para pagar juros da dívida, investimentos do PAC e gastos sociais.


O Globo
"Sem CPMF, governo deve subir impostos e congelar salários"
Após sofrer sua maior derrota, o governo prepara medidas para suprir as perdas de R$ 40 bilhões com o fim da CPMF. O ministro Guido Mantega disse que a meta de superávit primário, de 3,8% do PIB, não muda. Entre as medidas estudadas estão aumento de impostos, como IOF e IPI, e congelamento ou revisão de reajustes salariais para 2008. O governo hesita entre propor a recriação da CPMF ou a reforma tributária. Na Venezuela, o presidente Lula comentou a derrota: "São coisas da democracia".


O Estado de São Paulo
"Sem CPMF, governo promete conter gastos nos três poderes"
Na manhã seguinte à derrubada da CPMF no Senado, o governo tratou o assunto como transtorno político, não como problema econômico. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, garantiu que as metas fiscais serão mantidas, apesar do rombo de R$ 40 bilhões no Orçamento. "Vamos manter a política de responsabilidade", afirmou. Para 2008, a meta do superávit primário é de 3,8% do PIB. A avaliação no governo é de que não há espaço para aumento de impostos. Por isso, a solução será cortar despesas nos três poderes, procurando preservar os programas sociais e o PAC. A área mais atingida deverá ser a de saúde. Mantega levantou a possibilidade de o governo retirar a proposta de Orçamento em discussão no Congresso e apresentar novo projeto até o fim deste mês - proposta recebida com críticas pelos parlamentares. Em visita oficial à Venezuela de Hugo Chávez, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não fez comentários sobre a derrubada da CPMF.


Jornal do Brasil
"Fim da CPMF vai aquecer economia"
Com a derrubada da CPMF pelo Senado, os R$ 40 bilhões que seriam arrecadados pelo governo em 2008 vão para as mãos de pessoas físicas e jurídicas. Deverão estimular o consumo e até a geração de empregos, segundo economistas ouvidos pelo JB. E, com o aumento do Produto Interno Bruto (PIB), a União poderá obter uma maior arrecadação de outros tributos. O problema será no caso de as autoridades insistirem em aumentar as alíquotas dos demais impostos. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, confirmou que está sendo preparado um pacote de medidas, a ser anunciado na próxima semana, para compensar o fim da contribuição. Mas também insiste que o crescimento da economia será maior no próximo ano, mesmo sem a CPMF.

quinta-feira, dezembro 13, 2007


Cruzeiros

Os navios vêm aí.

Segundo notícia publicada no jornal eletrônico “O Guaruçá”, do site UbaWeb, do qual sou colunista e leitor, seremos visitados no dia 10 de janeiro por um navio da empresa Island Cruises, cujo site pode ser acessado neste endereço: www.islandcruises.com.br .
Estou preparando a câmera e o tripé, não é sempre que aparece um navio por aqui. As últimas caravelas trouxeram Hans Staden, inventor do torresmo. Fico na dúvida sobre o nome do navio. Island Scape ou Island Star?


Segundo o site, os roteiros dessas embarcações são os seguintes:

Island Star
Em janeiro, partirá de Santos no dia 5 e retornará no dia 13. No dia 10 estará em Punta Del Este, no Uruguai. Bingo, não é esse.


Island Scape (É ele, hip, hip, hurra, viva!)
Nosso navio parte de Santos às 18h do dia 8 de janeiro, terça-feira. Na quarta-feira, dia 9, o programa é navegar. Já dizia o poeta, navegar é preciso. Às 8 horas da manhã do dia 10 o Island Scape estará na Ilha Grande, onde ficará o dia inteiro, zarpando às 20h com destino a Santos. A chegada está prevista para as 9 horas da manhã do dia 11. Queriam mais? A vida é assim. O que é bom dura pouco.
Portanto, só nos resta esperar e fotografar. Dia 10 de janeiro, conforme está postado no site da Island Cruises, o Island Scape estará na Ilha Grande. Ainda bem que minha câmera tem zoom poderoso. Alguém está comendo mosca. Deve ser a Island Cruises. Em Ubatuba ninguém comete erros tão primários. Se eu fosse do governo avisaria os gringos. Coitados.


Sidney Borges

Brasil, país do futuro...

Cartas de Estocolmo
Etanol, combustível sujo?


Sandra Paulsen no Blog do Noblat
É com tristeza que leio num jornal local de negócios a manchete: "O combustível ambiental sujo". A reportagem, publicada hoje, apresenta um retrato horroroso da produção de etanol no Brasil. O jornalista viajou ao Nordeste e a São Paulo para fotografar o combustível "verde" mais comum na Suécia, e o resultado da sua visita não é dos melhores para nossa imagem no exterior.
Primeiro ele apresenta uma usina de etanol em Piracicaba e destaca que funciona à base de carvão. A fotografia que acompanha a reportagem, tirada no local, a pouco mais de 100 km da capital paulista, mostra colunas de fumaça escura subindo em direção a um céu não menos cinza e escuro.
Depois se discute o problema que mais aparece na imprensa local quando se fala do etanol: as condições de trabalho nos canaviais e a vexaminosa vulnerabilidade dos trabalhadores em termos de saúde e habitação.

Leia mais

Nota do Editor - A produção canavieira está associada ao que há de mais retrógrado no patrimonialismo brasileiro, as usinas e os usineiros, velhos clientes do Estado, ao qual contraem dívidas que nunca serão pagas. Não é por outra razão que o Nordeste continua exportando mão de obra barata. As condições de trabalho dos boias-frias são indescritíveis, duvido que o inferno possa ser pior. (Sidney Borges)

CPMF



Socialismo em perigo

O governo perdeu, o socialismo corre risco. Foi a primeira derrota em cinco anos. Torci para a aprovação da taxa, sou coerente, ou tento ser. Por maior que seja a tungada no cheque, é menor do que o custo de um plano médico decente. Segundo Adam Smith o egoísmo impulsiona o progresso. Eu sou egoista só penso em mim, quero dinheiro e conforto. Os petistas acima não são como eu, pensam no povo. Para pensar melhor bebem vinho Romanée-Conti de R$ 11 mil a garrafa e fumam "puros" cubanos de 100 dólares a unidade. E passam férias em Paris. Tudo pelo povo. (Sidney Borges)

Convite



Eleições 2008



Maturidade Política

O Vereador Charles Medeiros e o empresário Sergio Caribé, pré-candidatos a prefeito no PSDB de Ubatuba, em bate papo descontraído após entrevista concedida à Band Vale. (Assessoria Charles Medeiros)


Nota do Editor - A foto dos pré-candidatos me leva a refletir sobre o futuro próximo. Logo estaremos em clima de eleição e a derrota do governo no Senado, na votação da CPMF, mostra o quão prejudicial pode ser o clima do já ganhou. Observador dos acontecimentos políticos tenho notado a torcida de correligionários - cupinchas - por seus amos empregadores. Visitando bares (não bebo) percebo que depois de alguma ingestão alcoólica sobra vontade de defender até à morte a vitória do escolhido - e o possível empreguinho ou a continuidade do mesmo. E fica visível a falta de visão racional, baseada em números e fatos. O PSDB poderá se constituir em oposição séria e disputar a eleição com chance de vitória. Eu disse poderá, estamos a dez meses da eleição e o partido permanece em cima do muro, como era a característica do PSDB de outrora. Enquanto não há uma definição os candidatos trabalham vendendo cargos futuros. Aí talvez resida a principal causa das contínuas derrotas da situação em Ubatuba, onde nunca um prefeito conseguiu a reeleição. Amadorismo causa derrotas, assim como cigarro causa impotência, caspa e xulé. E faz cair cabelo, além de ser um vício e os vícios afastam o homem do caminho virtuoso. (Sidney Borges)

Imposto

O funeral de CPMF e as mentiras em torno dela!

1. O golpe final à CPMF veio quando o senador Jereissati leu -já no final- em plenário a carta do ministro da fazenda, desmentindo o que os representantes do governo diziam que era o conteúdo da proposta. Lula mentiu até o ultimo momento. Não eram 100% para a saúde, mas progressivamente até 2010. Mentiram deslavada e com firma reconhecida.

2. A proposta de 100% para a Saúde era uma farsa. Hoje o orçamento da União aplica esses 40 bilhões de reais em Saúde. O que os espertos do governo queriam era uma simples troca de fonte: de outros tributos para a CPMF sem mexer em nada.

3. Qualquer estudante de economia sabe que quando se reduz um tributo (escola da economia de oferta), os recursos vão para a sociedade. Esta gasta ou seja consome, investe, poupa, ou aplica estes recursos. Sobre este gasto incidem os tributos existentes -a renda, ao consumo, ao produto, ao serviço, às operações financeiras, etc... Provavelmente com uma velocidade de circulação maior que o uso anterior pelo governo. Portanto sobre o valor da CPMF transferido automaticamente, incidirá no mínimo a carga tributária atual de 37%. Ou seja: retornam ao governo -de forma segura- e por tributos muito mais justos- pelo menos uns 16 bilhões de reais. Pelo menos.

4. Espera-se que os bancos reduzam na margem a taxa de juros pois a carga tributária sobre a movimentação financeira diminuiu.

5. Espera-se que Lula tenha aprendido a lição e respeite o Congresso Nacional e a Oposição. Recebeu aulas de democracia e de economia, no episódio. Ganhou o Brasil! (Do Ex-Blog do Cesar Maia)

A Folha que se cuide...

PT quer ter seu próprio jornal em 2008

Por Letícia Sander, na Folha

Favorito na disputa pela presidência do PT, o deputado Ricardo Berzoini (SP) disse ontem que o partido planeja ter um jornal próprio com distribuição nacional a partir de 2008. Tanto ele quanto seu concorrente na disputa, o também deputado Jilmar Tatto (SP), defenderam que o PT crie um "sistema de comunicação de massas" para divulgar as idéias do partido. As estratégias de comunicação foram explicitadas durante debate entre os dois candidatos, realizado na manhã de ontem na sede do PT em Brasília. O evento despertou pequena atenção da militância. A conversa começou com apenas 36 presentes e o número de ouvintes não passou de 50 até o final do debate, que versou majoritariamente sobre a candidatura própria em 2010 e a relação com aliados. O segundo turno da disputa pela direção do PT será no domingo. A idéia do jornal, segundo Berzoini, tem inspiração na Europa. "Seria um jornal mesmo, como vários partidos na Europa têm, desde o século 19. Lá tem jornais vendidos em banca e com boa tiragem. Acho que pode ser algo importante, obviamente tem custo elevado, sabemos disso, e não é fácil implementar. Mas vamos trabalhar para implementar", explicou o dirigente, após o debate.

Manchetes do dia

Quinta-feira, 13 / 12 / 2007

Folha de São Paulo
"Governo perde; Senado veta CPMF"
Após mais de sete horas de sessão no Senado, o Planalto foi derrotado na votação da emenda que visava prorrogar a CPMF até 2011. Foram 45 votos pela extensão da CPMF e 34 contra. Era necessário o voto favorável de 49 senadores, três quintos da Casa, para aprová-la. A prorrogação da DRU, que permite ao governo federal o manuseio livre de parte das receitas da União, passou.


O Globo
"PIB tem no terceiro trimestre melhor resultado desde 2004"
De julho a setembro, a economia brasileira cresceu num ritmo acelerado, em todos os setores, e acima do que previam os analistas. O investimento das empresas e o consumo das famílias foram decisivos para impulsionar a expansão de 5,7% do Produto Interno Bruto (soma de bens e serviços produzidos pelo país) no terceiro trimestre na comparação com o mesmo período do ano passado. Desde 2004, a economia não registrava crescimento tão forte. Em relação ao segundo trimestre, o PIB aumentou 1,7%. Com as taxas divulgadas ontem pelo IBGE, bancos e consultorias já apostam em expansão entre 5,1% e 5,5% para o fechamento do ano. Apesar dos bons resultados, a alta dos preços de alimentos e a inadimplência preocupam os especialistas. Levantamento da Austin Rating mostra ainda que a expansão da economia no Brasil é forte, mas perde para China, Índia, Rússia e Venezuela.


O Estado de São Paulo
"PIB indica que Brasil deve crescer acima de 5% no ano"
Números divulgados ontem pelo IBGE indicam que o Brasil deve fechar o ano com crescimento econômico acima de 5%. No terceiro trimestre de 2007, o Produto Interno Bruto (PIB) subiu 5,7% em relação ao mesmo período de 2006 - no melhor resultado desde o segundo trimestre de 2004. O porcentual ficou acima do que esperavam os especialistas, que projetavam um avanço entre 4% e 5,35%. No período de 12 meses terminado em setembro, a expansão atingiu 5,2%. O setor que mais cresceu no terceiro trimestre de 2007 foi a agropecuária (9,2%). A indústria também registrou um impulso significativo (5%). "O crescimento dos investimentos tem sido sistematicamente muito bom", disse Rebeca Palis, coordenadora de Contas Nacionais do IBGE. Ela ressaltou que os investimentos estão concentrados na produção voltada para o consumo interno, e não para a exportação. Foi o 23º trimestre consecutivo de crescimento, numa série de altas que começou no início de 2002. Na comparação com o segundo trimestre de 2007, a ampliação no terceiro trimestre ficou em 1,7%.


Jornal do Brasil
"País cresce acima de 5%"
O Brasil, impulsionado pela expansão de investimentos e de consumo, cresceu 5,7% no terceiro trimestre deste ano, superando as expectativas de institutos econômicos, consultores e analistas. Com isso, prevê-se que, até o fim do ano, será superado o teto de 5%, antes considerado impensável. O maior crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no trimestre distribuiu-se entre a indústria (5%), a agropecuária (9,2%) e o setor de serviços (4,8%). Houve também uma expansão de 30,4% nas operações de crédito para pessoas físicas. Porém, as contas públicas mostram ainda que o ritmo de crescimento dos impostos - 8,7% acima da média da economia - superou o crescimento dos setores de indústria e de serviços. A remessa de lucros para o exterior somou, em três meses, R$ 12,8 bilhões - R$ 1,1 bilhão mais que o mesmo trimestre do ano passado. A inflação parcial registrada neste mês é a mais elevada desde 2003.

quarta-feira, dezembro 12, 2007


Sem comentários

Mondragón esmiúça Copa "comprada" em 78

A Taça do Mundo é nossa? - Na Copa de 1978, a Argentina conseguiu a vaga na final depois de vencer o Peru por 6 a 0 em um jogo que até hoje levanta suspeitas

Ezequiel Fernández Moores de Buenos Aires, Argentina
O colombiano Fernando Rodríguez Mondragón identificou o falecido vice-almirante argentino Carlos Lacoste como um dos autores do suposto suborno para que a seleção de futebol do Peru perdesse por 6 a 0 da Argentina na Copa de 1978, em uma das partidas mais polêmicas da história dos Mundiais da Fifa.
Lacoste, que foi vice-presidente do Comitê Organizador do Mundial de 78 (EAM 78, na sigla em espanhol), com rápida passagem como presidente da Argentina em dezembro de 1981 e vice-presidente da Fifa, foi acusado por Rodríguez Mondragón no meio de uma longa entrevista telefônica concedida a Terra Magazine Latinoamérica.

Leia mais

Derrama

Taxas e impostos

Rico paga imposto, quem não paga é a nobreza, escreveu um jornalista francês antes que lhe cortassem a língua, cegassem os olhos, rompessem os tímpanos e atirassem ao mar com uma pedra presa aos pés. Eram tempos de Luís XIV que construiu o Palácio de Versalhes e deixou os cofres de França vazios. Alguém sugeriu taxar a nobreza. Que tem? Lôco? Perguntou o Rei Sol, emendando: - Não sou boliviano para atirar pedra em avião. Frase cheia de futurismo, a Bolívia ainda não tinha sido inventada e muito menos o avião, mas todos na corte fizeram cara de admiração. Puxar o saco do Rei é preciso, depois é relaxar e gozar, coisa que Marta Suplicy cogitou em patentear depois que inventou o orgasmo. Os burgueses ricos queriam exibir dentes cariados, perucas empoadas e ar enfastiado de tédio, tipicidades da nobreza, que vivia um dilema. Não é fácil não fazer nada e depois descansar, tendo palácios, amantes, dinheiro, carruagens, roupas rococós e tempo. Como não taxaram a nobreza, a burguesia financiou o pensamento subversivo e veio a revolução. Rolaram cabeças nobres. É sabido que não há vácuo na natureza, o lugar da nobreza decapitada foi ocupado pela burguesia, que passou a olhar para baixo e cuspir de lado ao sentir cheiro de povo. Povo, povo, povo, sempre quer ter algo novo. No Brasil a nobreza (que vive em Brasília) não paga impostos, aliás, recebe. Novos-ricos (que nojo) não pagam impostos. Burgueses decadentes da direita que faz acordos com o FMI não pagam impostos. Banqueiros, bem banqueiros amam Lula acima de todas as coisas e não pagam impostos, cobram taxas. O povo paga impostos, todos os impostos que há e os que serão criados. E aplaude, o povo gosta de impostos. Prepare-se povo, vem aí a CPMF, aquele imposto que Lula era contra e depois da metamorfose ficou a favor. Esse Lula é de morte... (Sidney Borges)

Metamorfose ambulante


Autor: Lézio Júnior

Mistérios misteriosos

Os mano de Ubatuba

- E aí mano DUDU, o parque do Itaguá tá nos tema?
- Óia mano Demo, o parqui tá nus trink.
- Tem os 21 item?
- Não só os 21 mais tem tamém os 22.
- 22 ???
- É mano Demo, o parqui tá perto do restauranti, aí sê sabe né, os mano brinca e depois os mano comi!!!
- Ahh!! Falô mano DUDU, e o posto da Thomaz?
- Aí ocê ta quereno dimais né?

Ivair Pinto de Moura
Membro do PTB de Ubatuba

Opinião

“Acerola azedou o prefeito”

Não trataria mais deste assunto não fosse a recomendação bíblica:
“Combate pela justiça afim de salvar tua vida, até a morte, combate pela justiça”. (Eclesiástico 4-33).
Sobre o assunto já foram escritos vários artigos. Entre eles: “Força Professor” do competente advogado, Dr. Roberto Mamede Costa Leite, (25-05-06). “Serenidade amigos”, “Comentando injustiças”, “A lei do retorno”, de nossa autoria. Entre outros.

Corsino Aliste Mezquita
Dá impressão que “acerola azedou” a capacidade de apreciar as coisas do Sr. Eduardo de Souza César. À alguém que esteve doze anos na Câmara e já leva três, no posto de Prefeito, não há como atribuir-lhe desconhecimento de quem compra na Prefeitura, faz licitações, elabora contratos, fixa preços e adquire mercadorias, contrata serviços e obras. Quando acusa, de delitos, Nutricionista e Secretário de Educação, quando insulta, desqualifica, calunia, difama, etc.. ou está sendo levado pela maldade ou a ele podemos aplicar as expressões de Sancho Panza quando, o Hidalgo D. Quixote de la Mancha, via gigantes, onde estavam moinhos de vento, e exércitos inimigos, em rebanhos de ovelhas: “?Perdiste el juízo, Amo?”. “Endoidou, meu Chefe?”.Racionalidade, para tanta falta de educação cívica e política, não há.

Informamos os leitores que, o Sr. Eduardo de Souza César, instaurou uma comissão sindicante para apurar responsabilidades sobre a compra da “Acerola em Pó”, pressionou os sindicantes para que me incriminassem, (esta informação é dos próprios) e como não existiam elementos para me incriminar, concluíram: “Ninguém pode ser responsabilizado individualmente. A responsabilidade foi de todos que participaram no processo”. Como tantas outras coisas parece ignorar esse relatório.

O Sr. Eduardo de Souza César diretamente e por seus áulicos, da imprensa vendida e marrom, quer desviar a atenção sobre os custos da merenda terceirizada e, por isso insiste em falar de “ACEROLA SUPERFATURADA”. Para entender essa fixação mórbida do Sr. Prefeito, Eduardo de Souza César, o povo precisa saber que:

A Administração, 2001-2004, gastou, nos quatro anos, com merenda de qualidade, servida a vontade e premiada pelo Governo Federal, R$ 4.700.000,00 (quatro milhões e setecentos mil reais). Repito: EM QUATRO ANOS.

A Administração do Sr. Eduardo de Souza César, com um ano de merenda servida pela Prefeitura e dois anos de terceirizada, gastou, mais de R$ 12.000.000,00 (doze milhões de reais). Repito: Em menos de três anos.
Até outubro deste ano (2007) já gastou, com a VERDURAMA, mais de R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais). Repito: Só este ano. Diga-se de leve: Merenda de qualidade questionável. Quem é que superfatura?. Os números não são filiados a partidos políticos. Não mentem. (Desafio a publicar os números exatos).

Para concluir declaro, para todos os leitores que, em setenta e três anos de vida, nunca fui condenado pela Justiça. Os processos caluniosos que contra mim foram abertos ou foram arquivados ou retirados por quem os abriu. Pelo andar da carruagem não vai ser desta vez que isso vai acontecer. A Justiça com a palavra.
Nesses mesmos setenta e três anos nunca me apropriei de um único centavo dos recursos que administrei nos diversos cargos públicos e privados que ocupei. Meus acusadores poderão fazer este tipo de declaração?.

Nossa veneranda CARTA MAGNA determina:
“Ninguém será considerado culpado até transito em julgado de sentença penal condenatória” (CF 5° LVII).
“São invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas” (CF 5° X)

Prefeito que não respeita a Constituição Federal, que jurou cumprir, não deve estar com as suas faculdades psíquicas equilibradas. O povo deve cuidar-se.

Luis Fernando Vianna adverte:
“Um psicopata como mostra a “Superinteressante” deste mês, é capaz de destruir a vida de várias pessoas, inclusive crianças, sem derramar uma gota de remorso”.(Luis Fernando Vianna. “O homem e a fera”. Folha A2 de 11-07-06).
Viva Ubatuba. Sem dengue e sem caluniadores.

Manchetes do dia

Quarta-feira, 12 / 12 / 2007

Folha de São Paulo
"Campanha de Garibaldi é investigada"
O senador Garibaldi Alves (PMDB-RN), lançado, com o apoio de DEM e PSDB, à presidência da Casa na eleição de hoje, teve gastos da sua campanha de 2002 cobertos por suposto esquema de desvio de verbas investigado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte. Segundo a denúncia, R$ 210 mil da Secretaria de Defesa Social foram desviados para pagar à Polis Propaganda e Publicidade.


O Globo
"Fundos ampliam força de estatais em hidrelétrica"
A decisão de injetar R$ 600 milhões dos fundos de pensão da Caixa Econômica Federal (Fundef) e da Petrobras (Petros) na empresa que vai construir e administrar a usina de Santo Antônio, no Rio Madeira (Rondônia), pode fazer com que a participação estatal na hidrelétrica suba para 69%, bem acima do teto de 49% fixado no edital para a realização da obra. Isso só é possível porque as instituições, apesar de patrocinadas por empresas estatais, são consideradas privadas, já que o dinheiro é dos funcionários. O consórcio que venceu o leilão do Rio Madeira já tinha duas estatais, a federal Furnas (39%) e a mineira Cemig (10%). Elas são sócias no grupo que venceu o leilão, que ainda tem a Odebrecht (18,6%), a Andrade Gutierrez (12,4%) e fundos dos bancos Santander e Banif (20%). Uma nova empresa, que terá ações em Bolsa, será formada para fazer a obra.

O Estado de São Paulo
"Atentado da Al-Qaeda mata 62 na Argélia"
A Al-Qaeda do Magreb, ramificação do grupo de Osama Bin Laden que atua no norte da África, promoveu ontem dois atentados com carros-bomba em Argel, capital da Argélia. Diplomatas europeus e integrantes das equipes de resgate informaram que 62 pessoas morreram. A estimativas é de que o total de feridos se aproxime de 200. A primeira explosão ocorreu diante do Conselho Constitucional e destruiu um ônibus cheio de estudantes. A segunda atingiu um prédio onde funcionavam escritórios da ONU, matando no mínimo cinco funcionários. "Fomos atacados", disse em Genebra o alto comissário das Nações Unidas para refugiados, Antonio Guterrez. "O que estamos vivendo é intolerável". Foi o pior atentado a instalações da ONU desde 2003, quando um ataque em Bagdá matou 22 pessoas, entre elas o brasileiro Sérgio Vieira de Mello.


Jornal do Brasil
"Mais CPMF do que arroz e feijão"
Os gastos dos brasileiros com o pagamento compulsório da CPMF, o imposto do cheque, superam os realizados com o consumo de arroz, feijão e leite, juntos, segundo levantamento realizado pela Fecomércio-SP. A pesquisa considerou a estimativa de arrecadação anual da CPMF - R$ 40 bilhões neste ano - e o consumo dos três produtos alimentícios essenciais, que não ultrapassa R$ 25 bilhões. No Senado, a votação da prorrogação da CPMF, até 2011, deve ocorrer hoje à tarde. Há uma guerra de versões entre a oposição, que acredita na derrubada do tributo, e os aliados do Planalto, que anunciam ter os 49 votos necessários.

terça-feira, dezembro 11, 2007

Gênio em fase final



Bobby Fisher, hospitalizado com suspeitas de paranóia

Com 64 anos, o excêntrico enxadrista foi internado em um hospital da capital islandesa com problemas físicos e sinais de paranóia

O ocaso segue em torno de uma das maiores lendas do esporte, o homem que elevou o xadrez à altura de uma disputa da guerra fria. Bobby Fischer foi traído por sua própria mente. Segundo o diário argentino 'Página 12', encontra-se internado com problemas físicos e "sinais de paranóia" em Landspitalia, o hospital da Universidade de Reikjavik.
O enxadrista norte-americano, de 64 anos, chegou de forma acidentada à capital da Islândia em 2005. Depois de ser detido no aeroporto de Tokio em 13 de julho de 2004, já que seu passaporte tinha sido cancelado pelo governo dos Estados Unidos, as autoridades islandesas aceitaram dar-lhe asilo político para que pudesse escapar assim da extradição a seu país natal, que lhe perseguia, entre outras coisas, por participar em 1992 numa partida de exibição na Iugoslávia, rompendo o embargo pela guerra dos Balcans.
Tinha passado oito meses de penúrias, detento na prisão japonesa de Ushiku. Até seu rival desportivo tentou sair em sua ajuda. O russo Boris Spassky, que Fischer derrotou no que se denominou a partida do século, celebrada precisamente em Reikjavik em 1972 -em plena guerra fria-, remeteu uma carta a George Bush na que pedia o indulto para seu velho amigo. "Bobby é uma personalidade trágica. Dei-me conta disso desde que lhe conheci. É honesto, de boa natureza e com um alto sentido de justiça. Mas completamente antisocial. É alguém que fez praticamente tudo na contramão de si mesmo", dizia Spassky.
Desde então, o melhor enxadrista de todos os tempos, permanecia na capital mais setentrional do mundo, acompanhado por Miyoto Watai, sua noiva. Com suas contas bloqueadas, vivia de caridade, enclausurado num apartamento próximo à baía. (Fonte: Elmundo.es)


Nota do Editor - Coincidência ou não, hoje Bobby Fischer não me saía da cabeça, até eu encontrar a matéria acima postada na Internet. É de autoria dele o melhor livro sobre xadrez que eu conheço, "Bobby Fischer ensina xadrez". Direto, seco, vai ao que interessa, mostra como matar. Depois de fazer os programas de ensino do livro ganhei inúmeras partidas de adversários difíceis. Ontem a TV passou o desafio Kasparov versus IBM, vencido de forma não convincente pelo computador Deep Blue. Para quem acompanhou os grandes desafios da década de 1970, jamais haverá outro como Fischer, gauche na vida, uma espécie de Cassius Clay do xadrez. (Sidney Borges)

Antigos caiçaras

Compromisso com a verdade!

Tenho um persistente amigo, que persiste em afirmar, ser a verdade factual, não a única verdade, porém ser a única verdade de verdade. Nossas conversas se dão com relação a fatos que ocorrem no cotidiano da Terra Tamoia, onde se persiste em divulgar fatos que não se concretizam de fato.
Necessário se faz uma análise mais aprofundada dos acontecimentos, um olhar mais detalhado sobre as ações divulgadas e empreendidas junto à comunidade. “Um governo democrático é apenas tão forte quanto à consciência alerta de seu povo”. Charles Tobey
Os antigos caiçaras diziam: Vigiai.

Charles Medeiros
Vereador

Mistérios do amor


WDR/dpa/BBC
Cisne ''apaixonado" por pedalinho vira atração na Alemanha
da BBC Brasil
Um cisne "apaixonado" por um pedalinho em forma de ave virou atração do zoológico da cidade de Muenster, no norte da Alemanha.
Há vários meses, o cisne negro passa os dias ao lado do pedalinho, que tem forma de um cisne branco e é bem maior que o companheiro.
O caso está intrigando os biólogos alemães, que acreditam que o cisne deve ter sido criado em cativeiro e posto em liberdade já em idade adulta, o que explicaria o seu comportamento estranho.
O cisne e o pedalinho se tornaram uma das maiores atrações do zoológico, que está vendendo canecas e camisas com fotos do casal apaixonado além de um livro para crianças contando a história dos dois.
O caso ganhou até um documentário chamado "Neues vom verliebten Schwan" (Novidades do cisne apaixonado, em tradução livre), que será exibido em janeiro na TV alemã WDR.
O ave também já tem patrocinador: um banco alemão que financia os custos com comida e o abrigo de inverno.
A paixão platônica do cisne pelo pedalinho continua durante o inverno. Mas com a possibilidade de congelamento do lago onde vivem sua "história de amor", os dois devem ser levados juntos essa semana para um depósito onde ficarão abrigados do frio.
Nota do Editor - O amor é miope, o cisne está apaixonado, isso basta. Suponho que as brigas conjugais serão diferentes das ortodoxas, poderá ser alegada indiferença, ou mesmo frieza, mas um pedalinho sempre será um pedalinho. Jamais esquecerei de um amigo que se casou com uma moça muito bonita, Luiza. Lembrava a Brunet. Anos depois Luiza mudou, hoje se parece com a Erundina. Mas sempre será Luiza. (Sidney Borges)

Tabuleiro

O xadrez da política

Nos anos de chumbo da ditadura, que não eram tão de chumbo, apenas aborrecidos, o xadrez mundial rendeu-se ao talento de um americano, depois de quarenta e cinco anos de supremacia soviética. Os russos dominavam os tabuleiros desde 1927, ano em que Alekhine derrotou o cubano Capablanca. Em 1972 torciamos por Spassky campeão há três anos. Antes dele outro russo, Petrossian, reinara por seis anos, sucedendo outro russo que por sua vez... O xadrez provava a supremacia do homem comunista, o regime ainda estava em construção, um dia todos teriam Porsches como os amigos de Janis Joplin, que implorou a Deus por uma Mercedes Benz e no céu ganhou um Lada núvem, penitência pelas drogas. Jamais entenderei os homens de marketing da União Soviética, se tivessem mostrado ao mundo as tenistas, certamente muitos corações e mentes teriam sido conquistados. Enfim, o decadente capitalismo fazia carros melhores, tinha mulheres mais bonitas à vista e deixava as pessoas irem de um lado para outro sem perguntas, mas o comunismo tinha melhores cérebros. Spassky levou um baile do esquisito Fischer, campeão americano e materialista insensivel. Só pensava em carros e mansões. Fischer colocou sorrisos nas caras da direita brasileira e um ponto de interrogação nas cabeças dos amantes do xadrez. Seria ele imbativel? Três anos depois, por pura esquisitice, perdeu o título no tapetão para Karpov, o que devolveu o orgulho aos russos e a esperança a nós, estudantes. Naquela época a UNE era contra o governo, contra os impostos, contra as maracutaias, esquerdista assumida. Karpov sempre foi comunista roxo, trincava de ortodoxia. Acabou destronado por um dissidente, Kasparov, que ascendeu ao topo na era Gorbatchev e até hoje figura entre os maiores. Há quem diga que ele paira acima dos demais, eu gostaria de vê-lo contra Fischer, o que é quase impossivel. O americano estava a ponto de ser preso nos Estados Unidos, fugiu e adotou a nacionalidade islandesa, vivendo hoje em Reikjavik. (Sidney Borges)
 
Free counter and web stats