sábado, agosto 18, 2007


O jogo está apenas começando

Os fatos são esses, as interpretações são livres...

Em conversa telefônica com o vereador Charles Medeiros, por volta do meio dia de hoje, fui informado de uma carta do senhor Sérgio Caribé, o candidato a vereador mais votado na eleição de 2004. No texto Caribé justifica seu afastamento das atividades partidárias por razões particulares, mas afirma que retornará oportunamente para postular sua candidatura a prefeito de Ubatuba. Caberá então à executiva do PSDB, a ser definida amanhã, decidir se aceita, mas isso é assunto para uma outra ocasião. Pedro Tuzino lançou oficialmente ontem à tarde, no Café 22, sua candidatura a vereador pelo PSDB. Ditinho não recebeu bem a notícia. Também ontem à tarde, no Café 22, fiquei sabendo que o PR decidiu apoiar Paulo Ramos. (Sidney Borges)

TV Víbora apresenta: "3 Perguntas"

Jija abre o jogo e conta tudo o que você sempre quis saber sobre "Turismo em Ubatuba", mas tinha medo de perguntar.


Terceira via

Cabe como uma luva

"É preciso mudanças. Muita gente acha que o melhor é deixar como está pra ver como é que fica. Mas basta observar algum tempo qualquer pessoa sentada pra perceber que a mudança é fundamental ao ser humano. Nem que seja apenas pra descansar a outra parte da bunda".

Millôr Fernandes

Manchetes do dia

Sábado, 10 / 08 / 2007

Folha de São Paulo
"EUA ajudam bancos a acalmam Bolsas"
As principais Bolsas tiveram um dia de recuperação depois que o Federal Reserve (banco central dos EUA) anunciou corte de 0,5 ponto percentual na taxa de juros dos empréstimos emergenciais que faz aos bancos. A decisão, segundo o Fed, foi tomada porque a turbulência nos mercados que se intensificou desde a semana passada poderia afetar a expansão econômica do país.


O Globo
"Infraero vai fechar pista de Guarulhos e prevê transtorno"
Com trincas e fissuras, a pista principal do aeroporto de Guarulhos - alternativa do governo para desafogar Congonhas, também em São Paulo, onde o Airbus da Tam explodiu matando 199 pessoas - será fechada pela Infraero por mais de três meses para reforma, a partir de segunda-feira. O presidente do órgão, Sérgio Guadenzi, admitiu que a interdição causará transtornos aos usuários, já que a malha aérea terá de ser alterada. "Claro que vai haver transtorno." Mais cedo, o ministro Jobim dissera que não haveria problemas. A tragédia de Congonhas completou um mês, com protestos e lágrimas em São Paulo, Porto Alegre e outras capitais.


O Estado de São Paulo
"Queda de juros nos EUA reduz turbulência"
A decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) de reduzir a taxa de juros cobrada em empréstimos a instituições financeiras acalmou os mercados globais ontem. Segundo analistas, a redução da taxa revela que o Fed está pronto para socorrer o mercado caso a situação fique ainda pior. Como resultado, as bolsas de valores subiram com força nos Estados Unidos e na Europa. No Brasil, o otimismo atingiu com mais intensidade o dólar, que recuou 3,2% para R$ 2,025. O Índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) oscilou bastante: chegou a subir 3,27%, ficou negativo em 2,73% e por fim fechou com alta de 1,13%. O risco país, medido pelo banco JP Morgan, caiu 9,2%, para 208 pontos. Analistas acreditam que, apesar da atuação do Fed, a instabilidade está longe do fim, porque ainda há temor de que algum banco importante esteja com problemas. Ex-diretor de Política Econômica do Banco Central, o economista Sergio Werlang acredita que a crise global poderá retardar a queda dos juros no Brasil.


Jornal do Brasil
"Intervenção americana reduz crise financeira"
A ação do Federal Reserve, o Banco Central americano, que reduziu a taxa de juro cobrada aos bancos do país quando estes tomam empréstimos por um dia, aparentemente conseguiu debelar a crise nas bolsas de valores em todo o mundo. O Fed, como é conhecido, também liberou os Estados para emprestarem dinheiro, aumentando a quantidade de moeda em circulação. A decisão trouxe confiança e aclamou os investidores, levando as bolsas de Nova York e da Europa a uma reação. Seguindo a tendência, a Bolsa de São Paulo afastou o pânico de quinta-feira e fechou com alta de 1,13%, a primeira depois de seis pregões. A comprovação do retorno à calmaria veio com o dólar, cuja cotação recuou aos níveis anteriores aos do período de instabilidade. A moeda americana caiu 3,3% e fechou a R$ 2,02, na maior queda desde maio.

sexta-feira, agosto 17, 2007

Sol quadrado

Justiça americana condena casal da Renascer a 140 dias de reclusão

da Folha Online
Os fundadores da Igreja Renascer em Cristo, apóstolo Estevam Hernandes Filho, 53, e sua mulher, bispa Sônia Haddad Moraes Hernandes, 48, foram condenados nesta sexta-feira pela Justiça americana a 140 dias de reclusão, mais cinco meses de prisão domiciliar e mais dois anos de liberdade condicional.
Estevam vai começar a cumprir o período de reclusão a partir de segunda-feira. Já Sônia começa, a partir de hoje, a cumprir prisão domiciliar. O juiz americano Federico Moreno decidiu dessa forma para que um possa cuidar da família enquanto o outro estiver cumprindo o período de reclusão. Além disso, a Justiça decidiu que cada um deverá pagar uma multa de US$ 30 mil.

Leia mais

Ubatuba em foco

Saúde na ribalta

A propósito do pingue pongue dialético que insinua que quem faz críticas ao comando da Santa Casa é inimigo da cidade, penso que seria mais produtivo se o Hospital tivesse sempre à mão medicamentos que faltaram no atendimento a pacientes enfartados recentemente e que foram ao óbito. Não estou afirmando que teriam sobrevivido, nenhum dos médicos que me relatou a falta afirmou isso, mas todos foram unânimes em reiterar que na hora do atendimento não dispunham de drogas específicas. A saúde dos cidadãos está acima de querelas políticas, mesmo porque os mandatos se extinguem e a vida continua. (Sidney Borges)

Saúde em pauta

Investimento em Saúde Pública

Preocupado em buscar melhores condições no atendimento aos usuários do Sistema de Saúde Municipal, o Vereador Charles Medeiros PSDB, solicitou ao amigo e Deputado Antonio Carlos da Silva, a viabilização de recursos junto ao Governo do Estado na ordem de R$200.000.00 para a Unidade Mista da Maranduba. O recurso solicitado tem por finalidade melhoria na infra-estrutura física do prédio, que proporcionará um melhor atendimento aos cidadãos. “Nossa Região Sul é bastante populosa, e necessita de investimentos na área da saúde para melhor atender seus moradores e visitantes”. Afirma Charles Medeiros

Eu também amo a Santa Casa de Ubatuba

Lutar pelo bem estar de nossa comunidade é obrigação do homem público, sendo parte integrante de seu compromisso de posse “Prometo cumprir a Constituição Federal, a Constituição Estadual e a lei Orgânica Municipal, observar as Leis, desempenhar o mandato que me foi confiado e trabalhar pelo progresso do Município e bem-estar de seu povo” Artigo 14 da LOM. Infelizmente muitos deixam de sonhar, deixam de enxergar á realidade existente. Tenho lutado constantemente para que nossos cidadãos tenham seus direitos garantidos, afinal são os usuários que financiam todo o Sistema de Saúde, seja Federal, Estadual ou Municipal, através do pagamento de impostos, taxas, CPMFs e afins. Cobrar junto ao Executivo, ações efetivas de atendimento digno aos cidadãos contribuintes, é obrigação do Vereador, e proporcionar atendimento adequado é obrigação do Poder Público, vejamos o que diz nossa lei Orgânica em seu Artigo 140 “A Saúde é direito de todos e dever do Município, assegurado mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doenças e de outros agravos, e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação”. É por essas e outras que continuo o bom combate em prol de uma estrutura de saúde que atenda os anseios de nossa comunidade, e sem sombra de dúvidas, eu também amo a Santa Casa de Ubatuba.

Charles Medeiros
1º Secretário da Câmara Municipal de Ubatuba

Fora os outros impostos...

Famílias pagarão R$ 626 de CPMF neste ano, diz estudo

MARCOS CÉZARI da Folha de S.Paulo
Cada família terá de gastar R$ 626,41 neste ano apenas para o pagamento da
CPMF (contribuição cobrada de cada cidadão quando movimenta dinheiro em contas bancárias). O valor representa aumento de R$ 61,90 em relação aos R$ 564,51 pagos no ano passado. Por pessoa, serão R$ 187,95 neste ano, contra R$ 171,76 em 2006.
Alguns motivos justificam esse aumento nominal de 11%: maior atividade econômica, mais pessoas trabalhando e, em conseqüência, maior consumo.
Os dados constam de estudo divulgado ontem pelo IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário) mostrando o histórico do tributo desde sua criação, em 1993, até agora.

Leia mais

Nosso Guia vaiado

Nervos a flor da pele!

1. Aonde Lula vai há a expectativa de vaias. Isso o está deixando com os nervos a flor da pele. Ontem em Campos, um pequeno grupo de 12 pessoas vaiou e foi o suficiente para que a cerimônia mudasse os discursos no palanque e Lula e o governador contra-atacasse, Lula tentasse ironizar (sempre falando bobagens sem sentido), dando à minúscula manifestação (segundo eles) espaço em toda a mídia. Hoje ninguém sabe o que eles estavam fazendo em Campos. Mas sabe-se das vaias e das reações.

2. À noite no Rio -em visita ao apartamento da viúva de Apolônio Carvalho -vide coluna do Ancelmo no Globo - foi outra vez vaiado, espontaneamente vaiado.

3. Ontem no encontro do Jobim com parentes das vítimas de Congonhas, quando um deles descascou Lula, os demais se levantaram e aplaudiram (ver Painel da FSP).

4. Lula já sinaliza com um discurso chavista. O argumento que as elites são contra o bolsa-família e que os filhos da elite ganham bolsa no exterior é de uma demagogia que nem Chávez iria a tanto. Sinaliza desespero e confronto. Populismo + autoritarismo é a fórmula da contra-democracia. Cuidemos dela como primeiríssima prioridade. Enquanto é tempo! (Ex-Blog do Cesar Maia)

Tá tudo dominado...

Dois bombeiros são presos por roubar empresário com roupa da PF

Eles, que são primos e atuavam como informantes da Polícia Civil, dizem que investigavam por conta própria

Dois dos três homens flagrados pelo Estado anteontem roubando e tentando seqüestrar o empresário M.A.S., na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, entregaram-se ontem a policiais da Delegacia Anti-Seqüestro (DAS). Ambos são cabos do Corpo de Bombeiros e atuavam como informantes da Polícia Civil. Os dois são primos e faziam parte de uma quadrilha que se identificava como policiais federais que forjavam acusações para roubar empresários e comerciantes. A dupla ainda é investigada por tráfico de drogas.
Leia mais

Nota do editor - Será que a Suécia aceita pedido de asilo por incompatibilidade ética? Eu não pertenço à mesma espécie desses "bombeiros". Como conviver com predadores perigosos espreitando em cada esquina? (Sidney Borges)

Bestas

Donos de pitbulls terão que indenizar vítima de ataque em R$ 120,5 mil

Rosanne D'Agostino
A 7ª Vara Cível de Bauru, no interior de São Paulo, condenou os donos de dois pitbulls a indenizar a vítima do ataque dos animais em R$ 114 mil por danos morais e R$ 6.500 por despesas médicas. Cabe recurso.
Irani Antônio Soares, de 64 anos, entrou com a ação pedindo indenização aos donos da chácara do qual é vizinho após ter sido atacado, no dia 3 de março de 2006, por dois pitbulls que invadiram sua propriedade.
Segundo ele, os cães o atacaram “feroz e gravemente, arrancando partes do corpo”. Depois, teve que se submeter a uma cirurgia, sob risco de morte, “com reconstituição de membros e rosto e permanência em UTI”.
Para a vítima, a culpa é dos vizinhos, que “não responderam adequadamente pelo dever de guarda, permitindo que os ferozes cães andassem constantemente soltos pelas ruas do condomínio, invadindo outras propriedades e causando medo aos moradores”. Um dos vizinhos ajudou a cobrir as despesas médicas.
Os vizinhos, Nivaldo e Eliana Souza e o filho Felipe, alegaram que a chácara é toda cercada com alambrados, para acomodação dos cachorros e que, ao contrário do alegado, nunca atacaram vizinhos.
Disseram ainda que a saída dos cães, no dia do acidente, foi facilitada por uma tentativa de assalto à chácara. “Os terceiros evadiram-se deixando o portão destrancado, o que viabilizou que aqueles animais ganhassem a rua.”
Ainda segundo os acusados pela negligência, os cães ficavam presos durante o dia e soltos à noite, mas, naquele dia, estavam soltos porque seriam levados a uma clínica veterinária, dada a locação da chácara. Além disso, o ataque aconteceu contra o cachorro da vítima.

Decisão

Para o juiz, “restou incontroverso que o autor foi atacado pelos animais dos réus”. Assim, como dispõe o artigo 936 do Código Civil, “o dono ou detentor do animal deve ressarcir os danos por este causados, salvo se comprovar culpa da vítima ou força maior”. Os vizinhos, no entanto, não comprovaram que o ataque foi causado por força maior. “Basta ver que, estivessem os ferozes cães sob correntes ou fechados em canil, o simples abrir do portão —viabilizado também pela incúria dos réus, por seus prepostos, em mantê-lo sem cadeado— não teria dado lugar à fuga e ao subseqüente ataque ao autor”, afirmou o juiz.
Ainda segundo o magistrado, “nada justificava a falta de cautela de estarem soltos, como efetivamente estavam e normalmente ficavam”. “Ademais, espalhando verdadeiro terror aos vizinhos, o terceiro réu costumava passear pelas ruas do condomínio com ao menos um dos cães livre de qualquer apetrecho de segurança”, alertou.
Além da indenização para ressarcir todas as despesas médicas do vizinho com o acidente, de R$ 6.500, os donos dos cães terão que pagar danos morais, frutos da “absurda dor, extrema angústia e trauma suportados pelo autor, sensíveis e perfeitamente imagináveis ao simples exame dos rebatimentos fotográficos”.
O valor foi fixado em 300 salários mínimos ou R$ 114 mil, com atualização monetária a contar da publicação da decisão até a efetiva liquidação.
Quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Nota do editor - A Justiça Brasileira deveria aplicar penas que induzissem à reflexão e inibissem a reincidência. Comprar duas ou três cestas básicas não causa problema a ninguém, mas duzentas ou trezentas sim, dói no bolso, que como é de conhecimento geral é a parte mais sensível do corpo humano. Quem tem um pitbull deveria pagar imposto dobrado. Merece. (Sidney Borges)

Santa Casa em pauta

Em Busca de uma Santa Casa Melhor

Dr. Humberto M. Makyama
Médico cirurgião da Santa Casa de Ubatuba
Todos vêm acompanhando com grande interesse a situação em que se encontra a assistência à saúde do cidadão de Ubatuba, especialmente o atendimento prestado pela Santa Casa.
Os problemas são complexos e as soluções envolvem geralmente gastos muito elevados. É fato conhecido que os recursos dos quais o hospital dispõe para atender a toda a população ficam aquém daquilo que seria o ideal. Administrar tal realidade requer uma estratégia de racionalização e determinação de prioridades, levando em conta as necessidades mais imprescindíveis do usuário.
Nos últimos meses tem havido uma preocupação neste sentido e alguns bons resultados fazem-se notar. O tempo de espera dos pacientes no Pronto-Socorro diminuiu. Há um esforço no sentido de regularizar a assistência hospitalar nas áreas básicas, com contratações de profissionais, aos quais têm se procurado pagar em dia, viabilizando assim que estes se mantenham trabalhando na Santa Casa. Tem-se buscado estabelecer protocolos de condutas médicas, que geralmente resultam em atendimentos mais eficazes e com menos desperdícios.
Sanar completamente os problemas do hospital depende do esforço de todos os envolvidos: médicos, funcionários, administradores e usuários, unindo forças, construindo, opinando e participando dentro de suas possibilidades em busca de uma Santa Casa melhor.

Manchetes do dia

Sexta-feira, 17 / 08 / 2007

Folha de São Paulo
"Após cair 8,8%, Bolsa fecha -2,2%"
Os mercados mundiais enfrentaram um dos dias de maior oscilação desde o início da crise originada no setor imobiliário americano. A Bovespa, que chegou a cair 8,82%, fechou com recuo de 2,58%. Em Nova York, o Dow Jones encerrou o dia com baixa de 0,12%, após recuar até 2,67%. Parte das perdas nos pregões foi recuperada no fim dos negócios, com investidores atraídos pelos preços das ações.


O Globo
"Brasil tem o pior dia da crise desde o 11/9"
A Bolsa de São Paulo teve seu pior dia desde os atentados de 11 de setembro de 2001. O índice caiu quase 9% durante o dia, mas fechou em baixa de 2,58%. Sem intervenção do BC, o dólar foi a R$ 2,13 e recuou no final para R$ 2,094, com alta de 3,15%. O risco-Brasil subiu 11,38%. As bolsas americanas também passaram por uma gangorra, com queda de até 2,8% e recuperação no fim dos negócios, em baixa de 0,12%. Na Europa e na Ásia, os mercados amargaram quedas de até 6,9%. O temor é que a crise imobiliária americana se alastre pela economia mundial. A maior empresa de hipotecas dos EUA recorreu a 40 grandes bancos para tomar US$ 11,5 bilhões. Os sete países mais ricos do mundo, o G-7, podem antecipar sua reunião de outubro para reagir à crise.


O Estado de São Paulo
"Bolsa chega a cair 8,8% em dia de pânico nos mercados"
Os mercados globais viveram ontem momentos de pânico. Em Nova York, o Índice Dow Jones e a bolsa eletrônica Nasdaq tiveram grande queda. A Bolsa de Valores de São Paulo chegou a despencar 8,82%, no pior momento do dia; perto do fim do pregão, pegou carona na melhora das bolsas americanas e fechou com queda de 2,58%. O dólar disparou 3%, para R$ 2,092, maior valor desde 16 de março. O risco Brasil subiu 12,5%, para 225 pontos. Na Europa as quedas das bolsas foram maiores, porque os mercados acionários encerraram os negócios no pior momento do dia. O movimento não foi detonado por uma notícia específica, mas, novamente, pelo medo de que a crise imobiliária americana contamine o mercado financeiro mundial. Mas, para a maioria dos analistas econômicos, a turbulência iniciada em 26 de julho já é considerada uma crise financeira. A melhora dos mercados no fim do dia se deu em meio a boatos de uma reunião extraordinária hoje do Fed (o banco central americano).


Jornal do Brasil
"Polícia do Rio pára de investigar"
Anunciado pelo governo do Estado, o reajuste salarial de 25%, parcelado em 24 meses, soou como uma declaração de guerra para servidores das áreas de Segurança, Educação e Saúde. A Polícia Civil decidiu entrar em greve na segunda-feira. O Sindicato dos Professores também votou pela paralisação. Entre os funcionários da rede estadual de Saúde, o clima é o mesmo.

quinta-feira, agosto 16, 2007

Editorial

Nada a ver...

Hoje um amigo me ligou dizendo que na cidade tem gente afirmando que estou comprometido com a candidatura de Sérgio Caribé. O que posso fazer? Não seria mal ter um cliente como ele, que tem baixo índice de rejeição, é simpático, carismático e rico. Infelizmente, não é verdade, Caribé é apenas meu amigo. Face à maledicência acho oportuno repetir um diálogo que tivemos recentemente no Café Anchieta, quando ele me perguntou se eu gostaria de trabalhar na administração caso ele vencesse as eleições. Eu disse que não, o salário não supre minhas necessidades, eu teria de abandonar afazeres que tenho em São Paulo e não teria recursos para fazer frente aos compromissos. Questão de coerência, fiz campanha pedindo dedicação exclusiva e ficha limpa, como poderia agora trabalhar em dois empregos ao mesmo tempo, nos mesmos horários, sendo um deles público, pago pelo povo. Deixo essa dubiedade para alguns que afirmam aos quatro ventos ter disposição de salvar a lavoura, mas enquanto isso não acontece vão ganhando da sinecurazinha que obtiveram lambendo traseiros. Quando falo em “Terceira Via”, estou apenas advogando o voto em um programa, vou repetir, em um programa, não em pessoas. Poderei apoiar qualquer um dos candidatos que aí estão, desde que "o tal" me convença que fará um governo sério, honesto e programático. Do ponto de vista pessoal, nada tenho contra ninguém, em alguns casos sou até amigo, como acontece com Caribé e Tato. Com o atual Prefeito tenho uma relação respeitosa e cordial. Converso freqüentemente com PedroTuzino, Charles Medeiros e outros notáveis, só não falo com quem prefere não falar comigo, direito democrático que deve ser respeitado. Também faço questão de deixar claro que minha intenção é construir em Ubatuba um espaço de mídia que possa prestar serviço à cidade e dele tirar proventos para viver. Modestamente, mas sem ter de recorrer à dialética para encarar o travesseiro. Quanto ao fato de fazer críticas, Millor Fernandes já disse que jornalismo é oposição, o resto é armazém de secos e molhados.

Sidney Borges

Pensata

A Ilha

Hélio Schwartsman
Cuba se tornou uma espécie de museu do comunismo a céu aberto. O episódio dos boxeadores que quase desertaram durante os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro ilustra com perfeição as agruras do regime.
O simples fato de os atletas não poderem sair do país com suas famílias à hora que bem entenderem para viver --e trabalhar-- onde lhes pareça melhor já demonstra que há algo de muito errado por lá. No mais, algumas das "reflexiones del presidente Fidel Castro" sobre o caso evocam, ainda que com o tom farsesco típico da América Latina, os lúgubres processos de Moscou.
Não duvido de que os boxeadores Guillermo Rigondeaux e Erislandy Lara tenham mesmo manifestado às autoridades brasileiras o desejo de voltar para a ilha. É patente, porém, que haviam antes planejado desertar, a ponto de requererem vistos para a Alemanha. Mesmo assim, só o que censuro ao Ministério da Justiça é a celeridade que imprimiu à operação de repatriamento, que contrasta com outros casos.
Embora alguns lapidares do governo de Luiz Inácio Lula da Silva ainda insistam em descrever Cuba como uma democracia popular, não há muita dúvida de que aquilo seja uma ditadura, ainda que não das mais selvagens. E um Estado que zela pelo respeito aos direitos humanos como deveria ser o Brasil precisa agir com certa cautela antes de devolver a um regime autoritário pessoas que ousaram desafiá-lo.
Nesse contexto, teria sido recomendável manter os cubanos por aqui por mais uma ou duas semanas. Vale lembrar que eles entraram legalmente no país e, até onde se sabe, não cometeram nenhum delito. Não havia nenhuma razão para mantê-los sob vigilância, situação a que foram confinados desde a sua detenção, na quinta-feira retrasada, até a volta para Havana, no sábado.
Se tivessem mais tempo para pensar (e curar a ressaca), talvez os cubanos tivessem tomado outra decisão. Não é necessário título de especialista em teoria dos jogos para constatar que eles fizeram as piores escolhas possíveis. Quando optaram por desertar, abriram mão de estar com a família para praticar boxe no Ocidente e, supostamente, ganhar bastante dinheiro. Quando decidiram voltar, sacrificaram o "sonho capitalista" para abraçar a certeza de uma condição muito pior para si mesmos e seus próximos. Basicamente, tudo o que conseguiram foi alguns dias de farra com garotas de programa no norte fluminense e, de volta a Cuba, trocar os privilégios que tinham como atletas de renome internacional pelas atribulações da vida de cortadores de cana ou de algum outro "trabalho digno" que Fidel disse que lhes dará após proibi-los de lutar.
Leia mais

Discussão com o prefeito de Ubatuba

Eu estou louca!

Para o prefeito Eduardo César, eu estou louca

Ele, o prefeito, sim, é quem ficou completamente transtornado quando eu indaguei sobre a CPI – aprovada por unanimidade na semana passada e que virou CEI, nesta semana.
Meu encontro com Eduardo César foi durante encontro do Ministro Altemir Gregolin, de Aqüicultura e Pesca, com os pescadores, no salão da Igreja São Francisco. Como sempre acompanhei a luta dos pescadores, participando inclusive de um manifesto deles, há meses atrás, não pude deixar de estar presente, no momento em que eles recebem vários benefícios do Governo Federal. Parabéns a todos os pescadores. A luta não foi em vão.
E foi assim. Quando o evento terminou, fui conversar com o prefeito. Ele, em tom grosseiro, perguntou o que eu queria. Eu perguntei: “por que o senhor é contra a CPI para apurar as possíveis irregularidades da Santa Casa?” Ele, muito nervoso e reparei que as mãos estavam trêmulas, respondeu bravo, com outra pergunta:
“Quem disse que sou contra a CPI? Passou, não passou?”
Calmamente e com muita educação, até para efeito de comparação com o nervosismo dele, eu repliquei: “Mas, prefeito, a comissão votada foi para uma CEI. Eu acho que não é a mesma coisa.” Aí, o prefeito, bem rispidamente me perguntou: “A senhora lê jornal?” “Claro que leio, respondi”. “Então”, disse ele, “a Comissão está feita”.
“Não, prefeito, foi tudo combinado, tudo armado, uma palhaçada”, eu disse.
“A senhora está louca. A senhora veio aqui para fazer barraco e eu estou trabalhando”, esbravejou Eduardo César.
Eu respondi: “Não, prefeito. Eu vim aqui só para fazer esta pergunta. Na gestão passada, quando o senhor era vereador, eu fiz muitas denúncias e assinei muitos pedidos de CPI para cassar o ex-prefeito e o senhor acatava, votava favoravelmente, mesmo que não passasse porque o ex-prefeito, como o senhor, também tinha maioria na Câmara. Hoje o senhor faz o mesmo, por que?” “O senhor bateu tanto no ex-prefeito e agora, está fazendo pior que ele. Está destruindo a Santa Casa, que depois da intervenção, está em estado de calamidade pública, um desrespeito com a vida, com pessoas morrendo, médicos tendo de fazer gambiarras para atender pacientes, famílias de pacientes recorrendo ao Ministério Público para poder transferir parentes, gestante perdendo o filho que acaba de nascer, pelas mãos de ortopedista por falta obstetra e pediatra e o senhor diz que EU sou louca?
“Quando o senhor era vereador eu não era louca, agora que o senhor é prefeito eu sou louca, por que? Porque a verdade dói? A consciência dói? A falta de vergonha dói?
Eu estou apenas defendendo o povo que, muitas vezes, não sabe, não conhece os seus direitos.


Maria Aparecida da Cunha
Dona Cida – líder comunitária

Ronda dos bairros

Sociedade em Defesa do Parque Guarani conquista coleta de lixo em domicílio

Mais uma vez a SPG atingiu os objetivos reivindicado por toda a comunidade do bairro Guarani. A exemplo de muitas solicitações, agora o bairro terá a coleta em domicílio que já está sendo realizada pela empresa coletora de lixo da cidade. Através do ofício 02/06 de 23 de maio de 2006, conseguimos atingir mais esse importante avanço para a população de nosso bairro. Apesar da morosidade da prefeitura, com muita cobrança e esforço em nome de todos, a nossa luta não foi em vão.
“No mesmo documento, reivindicamos na época um maior esforço no combate à dengue, saneamento básico e instalação de água da SABESP que agora conseguimos com que fosse concretizada”, disse Gidalva, presidente da entidade. Para os moradores, a sociedade que defende o bairro é muito importante por se preocupar com o bem estar de todos. “A entidade verdadeira e que sempre nos defendeu e nos defende é a presidida pela Gidalva. Para nós não existe outra que nos defenda, tudo o que vem que não seja da entidade oficial, é politicagem e desrespeito ao cidadão”, disse uma moradora indignada com outras associações que estão surgindo somente para fazer política em ano de eleição.
Outra reivindicação que está sendo atendida pelo Governo do estado é programa de iluminação pública, que foi solicitado através de diversos documentos pela entidade. “Enfim os poderes públicos constituídos reconheceram nossas necessidades e vão estar atendendo as nossas reivindicações nesse programa ‘luz para todos’”, disse contente Gidalva.
Fonte: Coordenadoria de Imprensa da SPG

Opinião

Cortesia com chapéu dos outros

Várias analogias para o provérbio “FAZER CORTESIA COM CHAPÉU DOS OUTROS”, alguns chegam a vulgaridade, mas nada se compara a ação realizada por alguns “que se acham”, mas que na realidade “não se encontram”, o último a se encaixar no termo é o atual prefeito Eduardo César, que costuma se utilizar mais do provérbio O QUE É MEU É MEU ,O QUE É SEU QUERO METADE! Também, EU NUNCA ERRO, RARAMENTE ME ENGANO E CASO ME ENGANE A CULPA É SUA!
O fato mais recente foi relativo à visita do Ministro da Aqüicultura e Pesca, Altemir Gregolin, ocorre que quem realmente recebeu o Ministro foi o vereador Jairo dos Santos amigo pessoal de longa data e parceiro de luta da chefe de escritório da Seap pelo Estado de São Paulo, Leinad Ayer; que solicitou ao vereador que providenciasse reserva de local para o evento. Ao chegar, na terça feira dia 14, durante a seção de câmara, Leinad e o ministro solicitaram a presença do vereador Jairo para que os acompanhassem no jantar, o qual só participaram poucos amigos, o prefeito foi convidado para tomar o café da manhã com o ministro e o prefeito compareceu? Bem, sabemos que a boa educação também ficou a desejar, pois, em uma visita de tamanha importância para o município, principalmente para a comunidade de pescadores e maricultores, o sr. Prefeito chegou atrasado, dá para acreditar? Pois é ,para governante já conhecíamos sua “qualidade” mas como anfitrião e autoridade, realmente foi uma desagradável surpresa, não mais hilária que o roteiro do cerimonial, o qual estava grifado quem teria a palavra e quem não teria, e o mais interessante, após a frase, Prefeito Eduardo de Sousa César (fala) – aplausos. A palavra aplausos após a fala do prefeito lembra programa de auditório onde se levanta placas pedindo aplausos para o artista (com perdão à categoria), então , faz sentido, tinha que ter este lembrete mesmo, pois nosso prefeito é mesmo um artista, só precisa mudar de papel e assumir o personagem de administrador sério e correto.

Nelinha

Oscarito

A TV Víbora orgulhosamente apresenta este vídeo clip do filme "Aviso aos Navegantes", neste momento solene em que Ubatuba ultima preparativos para receber milhares de navegantes. Enquanto eles não chegam, continue navegando na Internet.


Código-morse

Cuma?

Acaba de chegar à redação um e-mail com o seguinte conteúdo: "Nelinha detonando,rsrsrs". O que será isso? Não havia anexos, portanto só posso imaginar que se trata de alguma mensagem em código, que tanto pode ser um aviso da proximidade do fim do mundo como uma mensagem da Al-Qaeda incitando seus guerrilheiros a sacrificar os micos-leões dourados que restam. Mistério sempre há de pintar por aí, como se dizia antigamente e ainda é dito entre os que pensam que hoje ainda é antigamente. (Sidney Borges)

Em Xeque

Sem funcionários, Ubatuba ignora fiscalização da Lei da focinheira

Criada em 2006, legislação que proíbe circulação de cães ferozes nunca foi aplicada

Alexandre Alves
A Prefeitura de Ubatuba deixa de aplicar a 'lei da focinheira', que proíbe a livre circulação de cachorros considerados ferozes pelas ruas da cidade, por falta de funcionários na fiscalização.

Aprovada por unanimidade em julho de 2006 na Câmara, a lei nº 2.830 proíbe a permanência e movimentação de cães da raça pitbull, doberman, rottweiller, fila, mastim napolitano e raças derivadas em vias públicas.
Segundo a lei, os animais só poderão permanecer nestes locais entre 22h e 5h e com o uso de focinheira, coleira, enforcador e guia curta de condução, além da obrigação de serem conduzidos por pessoas maiores de 18 anos.
A discussão sobre a falta de aplicação da lei aumentou depois que a menina Tainá Figueiredo dos Santos, 4 anos, morreu após ter sido atacada por dois cães da raça pitbull dentro da casa de uma vizinha, no bairro Mato Dentro, em Ubatuba.
Atualmente, a Vigilância Sanitária do município conta com oito fiscais de saúde pública. Apenas um deles trabalha no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), órgão responsável pelo monitoramento de animais.
"Somos apenas três funcionários no CCZ, por exemplo. Não dá para acompanhar a aplicação da lei", disse a veterinária Cláudia Ferraz, do CCZ.Ela defendeu a adoção de medidas de monitoramento dos animais como forma de conscientizar a população. Entre as medidas, estão a campanha de castração e o registro dos animais através de chip eletrônico.
Em Ubatuba, segundo Cláudia, existem atualmente cerca de 13 mil cães e 5.000 gatos. "É quase impossível acompanhar essa população sem recursos", afirmou a veterinária.
Autor do projeto de lei sobre o uso da focinheira, o vereador Charles Medeiros (PSDB) afirmou que irá cobrar da prefeitura a aplicação da lei.
"Estou reunindo documentos para cobrar do prefeito a aplicação da lei. Não adianta deixá-la numa gaveta. Há muitos cães ferozes em Ubatuba que andam à solta por aí. É preciso disciplinar esse movimento", afirmou.
Fonte: JORNAL VALEPARAIBANO

Luiz Inácio falou

Dólar vai a R$ 2,03, bolsas desabam e Lula diz que problema é dos EUA

Nervosismo com crise imobiliária americana não dá trégua e leva Bovespa à 5.ª queda seguida; dólar sobe 2,32%

Leandro Modé
Os mercados financeiros globais tiveram ontem mais um dia de pesadas perdas. No Brasil, o dólar fechou no maior valor desde 4 de maio, R$ 2,031, alta de 2,32%. Pelo segundo dia seguido, o Banco Central (BC) não fez leilão de compra da moeda americana. O Índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) caiu pelo quinto pregão consecutivo. Ontem, despencou 3,19%. Com a desvalorização, os ganhos da Bolsa em 2007 recuaram para 10,82%.

Leia mais

Visita

Escola de Pesca

Aproveitando a ilustre presença do Ministro da Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca, Dr. Altemir Gregolim, o vereador Charles Medeiros através de Oficio CM Nº 353/07, solicitou estudos sobre a possibilidade da implantação de uma Escola de Pesca no Município de Ubatuba.
Para o vereador trata-se de uma solicitação possível e necessária, pois colaborará em muito para a geração de emprego e renda a comunidade. “Ubatuba tem um enorme potencial para a pesca, necessário se faz investimentos no setor e a escola de pesca em muito proporcionará a valorização do pescador e melhorias para o desenvolvimento do setor pesqueiro”, afirma Charles Medeiros.

Fonte: Assessoria Charles Medeiros

Ubatuba em foco

CEI da Santa Casa: Relator e Presidente são da bancada de apoio ao Prefeito

Marcelo Mungioli

Uma Comissão Especial de Inquérito foi formada, pela Câmara Municipal de Ubatuba, para investigar as denúncias de possíveis irregularidades ocorridas na Santa Casa de Ubatuba, a partir de novembro de 2005, quando a Prefeitura Municipal publicou decreto, de “requisição” administrativa”,e passou a intervir - diretamente – no hospital local.
No primeiro momento, quando houve a apresentação da proposta, por iniciativa popular, houve uma forte reação da bancada da situação, mobilizada para impedir a instauração da Comissão que, no afã de livrar o prefeito de uma ameaça de afastamento, acabou votando pela instauração da CEI.
Uma tensa reunião, com troca de acusações e insultos, aconteceu na sala dos vereadores, quando a bancada do Prefeito tentou barrar a presença do vereador Jairo dos Santos (PT). Pelo relato deste, os vereadores, que abandonaram a sessão, pressionavam o presidente da Casa, Ricardo Cortes (DEM), acusando-o de te-los enganado.
O vereador Edílson Felix (PR), que também não fora convidado, invadiu o recinto e disse que ele e Jairo, participariam sim da reunião, uma vez que, na Câmara Municipal, o espaço é de todos os vereadores.
Em seguida, Gerson de Oliveira, líder da bancada de apoio do prefeito, e Jairo dos Santos discutiram rispidamente.

Barrar ou não barrar


A primeira intenção da bancada situacionista, foi de tentar anular a votação, ou mesmo a sessão, usando como justificativa que o relatório jurídico os induzira a erro, mas, após várias reuniões com o Executivo e com os ânimos mais serenados, a situação entendeu que, mesmo instalada a CEI, pelo princípio da proporcionalidade (os partidos com maior bancada indicam os membros) seria maioria na Comissão, o que, na prática, significa conduzir a investigação e relatório final.
A ausência de risco, pode ser entendida no discurso de Eduardo César, em entrevista ao jornal Imprensa Livre, veiculado na edição da terça-feira: “É extremamente necessário que seja feito realmente um raio-x da Santa Casa, e qualquer ação de transparência administrativa será apoiada por mim”.

Instalando uma CEI


Na Sessão seguinte, os vereadores votaram e aprovaram a instalação da CEI.
No momento em que os cargos começaram a ser distribuídos, houve forte reação de Gerson de Oliveira (PMDB), quando o nome de Charles Medeiros (PSDB) foi indicado para a relatoria em plenário. Segundo ele, pelo Regimento Interno da Câmara de Ubatuba, as maiores bancadas indicam o presidente e a relatoria.
Foi preciso um recesso de quinze minutos, com os vereadores retirando-se para a sala de reuniões, de onde saiu a composição final da Comissão: Romerson de Oliveira (DEM), como presidente, tendo Gerson de Oliveira, como relator, passando Charles Medeiros (PSDB) a ser apenas “membro” da CEI.
Tanto o presidente, quanto o relator, são parte do “núcleo duro” do grupo de apoio do prefeito na Câmara, votando sempre em consonância com os interesses do Executivo.
Já o vereador Charles presidiu, em abril deste ano, uma Comissão Especial de Estudos que apurou várias irregularidades ocorridas na Santa Casa local, em um relatório que apontava as seguintes situações para o caos na saúde do município:


“Em resumo, a situação atual da saúde do Município se deve a uma confluência dos seguintes fatores:

1) Ausência de planejamento antes da efetivação da requisição administrativa;
2) Incapacidade técnico-financeira-administrativa com relação à gestão na Santa Casa, ocasionando um aumento da dívida global da instituição;

3) Ausência de uma política de saúde eficiente no Município capaz melhor distribuir a demanda por saúde pelos postos dos bairros e diminuir a sobrecarga do sistema no centro da cidade;
4) Falta de controle e liderança inter-pessoal na gestão de pessoas nos quadros funcionais da saúde do Município. As últimas demissões no PSF e o clima de guerra em nada melhoram a qualidade do atendimento da população”.

O que é e para que serve a Comissão Especial de Inquérito


Neste caso, a CEI, instituída pela Câmara Municipal, DEVE apurar fato determinado em prazo certo, de interesse da administração local (as denúncias sobre as possíveis irregularidades ocorridas na Santa Casa, a partir do decreto de requisição administrativa, pela Prefeitura, em novembro de 2005). As investigações destinam-se a apurar irregularidades, e, conforme a irregularidade apurada, ou será punida pela própria Câmara, ou pela justiça penal, ou ainda pela justiça civil. Em qualquer caso, porém, as conclusões do inquérito terão valor meramente informativo para o processo político-administrativo, penal, civil ou administrativo que se instaurar em forma legal, perante o órgão competente para a responsabilização do infrator.
Se as irregularidades apuradas não forem atribuídas ao Prefeito, mas a qualquer de seus subordinados, ou dirigentes de entidades da administração indireta do Município, caberá a Câmara comunicar-lhe o fato para a responsabilização devida do culpado, e, se não o fizer a tempo, poderá se incidir nas chamadas infrações político-administrativas, ou mesmo no crime funcional de prevaricação ou de condescendência criminosa dos artigos 319 e 320 do Código Penal.
A Comissão de Inquérito tem amplo poder investigatório no âmbito Municipal, podendo seus membros fazer inspeções, levantamentos contábeis e verificar, em órgãos da Prefeitura, bem como em qualquer entidade descentralizada do Município, desde que tais exames se realizem na própria repartição, sem retirada de seus livros ou documentos, os quais podem ser copiados ou fotocopiados pelos membros da Comissão.
O Decreto-Lei 201/67 em seu artigo 4º, II assegura o direito das Comissões de poder investigar esses documentos constantes nos arquivos da Prefeitura.
Tal poder, sendo inerente a todo órgão legislativo, está difundido desde o Senado Federal até as Câmaras de Vereadores, que, guardadas as proporções, e reduzidas quantitativamente as suas funções políticas, desempenham assemelhadas atribuições de legislação, de fiscalização e de controle da administração local.


Conclusão

CEI ou CPI, o termo não importa: os poderes e limitações são idênticos. O que a população de Ubatuba espera é que não haja omissão por parte da Comissão, na apuração transparente, responsável, das denúncias sobre as possíveis irregularidades ocorridas na Santa Casa de Ubatuba, a partir da “requisição administrativa” pela Prefeitura, em novembro de 2005, como, por exemplo, empréstimos feitos para laboratórios de análises clínicas, pagamento de propaganda em vídeo das ciclovias, desconto das prestações do FGTS de funcionários do PSF sem o respectivo depósito nas contas do Fundo etc.
Marcelo Mungioli é advogado e jornalista

Manchetes do dia

Quinta-feira, 16 / 08 / 2007

Folha de São Paulo
"Bolsa cai mais 3,19%; dólar passa de R$ 2"
A turbulência global levou o mercado financeiro no Brasil a romper barreiras não ameaçadas havia três meses. O dólar teve expressiva valorização, de 2,27%, e chegou a R$ 2,03, sua maior cotação desde 4 de maio. A Bovespa recuou 3,19% e fechou em 49.285 pontos, o menor patamar desde 30 de abril.


O Globo
"Bolsa cai mais e o dólar rompe barreira dos R$ 2"
A turbulência nos mercados financeiros fez com que, pela primeira vez em três meses, desde 14 de maio, a moeda americana fechasse acima de R$ 2. A alta foi de 2,27% num dia em que não houve intervenção do Banco Central. Desde 23 de julho, quando se agravou a crise no mercado imobiliário dos EUA, a alta do dólar já é de 10,21%. A Bolsa de São Paulo caiu 3,19%, encerrando abaixo dos 50 mil pontos, no menor nível desde abril. Segundo analistas, fundos de investimento estrangeiros venderam ações e compraram dólares para honrar pedidos de saques de clientes no mercado americano.


O Estado de São Paulo
"Dólar vai a R$ 2,03 e Lula diz que crise não afeta o Brasil"
Em mais um dia de pesadas perdas no mercado internacional, o dólar subiu ontem 2,32%, para R$ 2,031, e a Bolsa de Valores de São Paulo caiu pelo quinto pregão seguido - desta vez, 3,19%. Com a desvalorização, os ganhos da Bolsa paulista em 2007 recuaram para 10,82%. As bolsas de Nova York e Londres, entre outras, também caíram. Em Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que não vê possibilidade de uma crise no País em decorrência das turbulências financeiras. "Isso é problema dos Estados Unidos e dos bancos americanos. Eu não estou preocupado com isso", afirmou. "Quem tem um colchão de US$ 160 bilhões (total das reservas do País) não tem com que se preocupar." No atual cenário de valorização do dólar, consultores financeiros recomendam cautela com compras como a de pacotes de viagem ao exterior ou de equipamentos eletrônicos.


Jornal do Brasil
"Governo explora a crise para manter a CPMF"
A aprovação, pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, da proposta de prorrogação da CPMF mostra que a batalha política pelos R$ 39 bilhões anuais de arrecadação entra na segunda fase. O governo agora cola a instabilidade das bolsas de valores em todo o mundo aos argumentos para impedir a partilha ou o fim do tributo. Para o Planalto, mantê-lo até 2011 é essencial para proteger o país das crises, mas a oposição e os empresários consideram a carga tributária excessiva e prometem manter pressão. Em mais um dia turbulento, a Bolsa de São Paulo fechou com queda de 3,19%, muito maior que os 0,49% registrados em Nova York devido à fuga de investidores para recompor perdas no exterior. O dólar passou da marca de R$ 2 e fechou a R$ 2,03, com alta de 2,02%.

quarta-feira, agosto 15, 2007

Festival Gastronômico

Programação para esta quinta-feira, dia 16/08

Oficinas Gastronômicas


Às 14h00 será realizada a Oficina Gastronômica do Restaurante Spaghetto na Unitau. O prato a ser ensinado é o “Spaghetti con Cernia e Pistache”.
Já as 16h00, é a vez da Oficina do Restaurante Peixe com Banana, que ensinará a preparar o prato “Comida Caiçara”. A oficina também será realizada na Unitau.

Palestra


O Somelier Luis Fernando Natale, ministrará a palestra “Vinhos Miolo”, às 19h00 no auditório da Unitau.
Os interessados em participar das oficinas e/ou das palestras devem entrar em contato com os telefones 3832 3778 ou 9734 8559. (Cristiane G. Zarpelão)

Jornalistas

Acontece nas melhores famílias

No Jornal da Tarde dos anos 60 um foca que cobria futebol escreveu que certo jogador saiu de campo com ameaça de fratura. O editor ficou furioso, gritou loucamente com o jovem, repetindo a palavra suspeita, suspeita, suspeita. Ninguém sofre ameaça de fratura, alguém pode estar com suspeita de ter sofrido uma fratura. E na seqüência expulsou o novato que foi-se embora enxovalhado. O vibrante editor, ainda espumando pelas ventas assumiu o texto e no outro dia o jornal estampou em destaque que o jogador estava com suspeita de ameaça. (Sidney Borges)

Indiana Jones

Reminiscências

O meu amigo Jayme morava na rua João Singilo, no Pary. Em 1962/63 nós fazíamos aeromodelos. Nessa época vivia na casa dele a avó, que era uma simpática velhinha portuguesa. Também nessa época o Jayme namorava a Cristina, que morava no Belém, pertinho, coisa de dez quilômetros. Não raro eu era convidado a passar na porta da Cristina, namorados passavam nas portas das amadas. Antes de sairmos o Jayme escovava os dentes, podia acontecer o imprevisto da moçoila estar à vista... Quando se dirigia ao banheiro a vovó perguntava com acentuado sotaque lusitano: - Bais escobar a chapa? Ele remungava qualquer coisa e lá íamos nós em direção ao Belém. Até hoje tenho o hábito de "escovar a chapa", o que causa certa apreensão a quem não conhece minha vida pregressa, cheia de eletrizantes aventuras...

Sidney Borges

TV Víbora apresenta: Suplicy

Nosso senador dispensa comentários, é um autêntico showman.

Existe, logo deve pensar...



Parece o Boimate

Você se lembra do Boimate? Em um longínquo primeiro de abril alguém fez uma piada na Inglaterra e a revista Veja caiu, deu como verdade que cientistas teriam cruzado células bovinas com tomates, que nasceriam prontos para a grelha, produzindo suculentos hamburgueres naturais depois de fatiados. Para bicho-grilo nenhum botar defeito. O bicho aí da foto não é grilo, mas também não é invenção inglesa, existe na Amazônia virgem, onde vivem as Amazonas, guerreiras belíssimas a espera de machos que lhes façam companhia. Eta bichinho esquisito, com um chumaço de fibra-óptica no rabo. (Sidney Borges)

No passarán...



Tomara eu esteja errado

Você pode ir se acostumando, a mensagem é sutil, subliminar, mas as virtudes do número três serão apregoadas aos quatro ventos. Quem sabe o terceiro mandato cola? Eles não pensam em outra coisa... O preço da liberdade é a eterna vigilância. Fica Lula, mas só até 2010. Prometo resistir.

Sidney Borges

TV Víbora apresenta: Rex Gildo

Homenagem ao Góes, "tycoon" da imprensa ubatubense, cujo penteado é semelhante ao do cantor. Também é notável que copacabana em alemão é copacabana mesmo. Isto é incrível...


Perigo, perigo...

Bovespa retrai 1,32%; dólar atinge R$ 2, maior nível desde maio

da Folha Online
O mercado inicia os trabalhos desta quarta-feira sob efeito das más notícias da jornada anterior, que sinalizaram uma possível piora da crise dos créditos imobiliários "subprime" nos EUA. Ontem, o gigante do varejo mundial
Wal-Mart contribuiu para elevar o nervosismo dos negócios ao rebaixar sua perspectiva de lucros para este ano.
O
Ibovespa, índice da Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo), desvaloriza 1,32%, aos 50.237 pontos, nas primeiras operações desta quarta-feira. Ontem, a Bolsa brasileira fechou em queda de 2,90%.
A taxa de
risco-país, medida pelo indicador Embi+ (JP Morgan), marca 201 pontos, um acréscimo de 2% sobre a pontuação final de ontem.
O dólar comercial é negociado a R$ 2 para venda, em alta de 0,80%, maior nível desde o dia 15 de maio. Ontem, a moeda americana
foi cotada a R$ 1,985, um salto de 2,10%. Para analistas de mercado, o nível considerado alto das reservas internacionais do país (US$ 160 bilhões) deve contribuir para segurar a alta das taxas cambiais verificada nos últimos dias.
Leia mais

Leis

Câmara aprova lei que dispõe sobre incentivo fiscal para realização de projetos esportivos na cidade

A Câmara Municipal de Ubatuba aprovou por unanimidade na última sessão, o Projeto de Lei nº 86/07 dos vereadores Edílson Felix-PR e Romersom de Oliveira- PFL, que institui em Ubatuba o incentivo fiscal a ser concedido à pessoa física ou jurídica, com domicilio ou sede na cidade, que apóie realizações de projetos esportivos independente, em prol do município, de caráter não comercial e não lucrativo, ou de iniciativa do Governo Municipal, nas modalidades esportivas de caráter educacional escolar e/ou comunitário amador.
De acordo com a lei, o teto limite para os recursos e número limite de projetos esportivos a serem apresentados por cada empreendedor independente serão regulamentados e fixados pelo Executivo Municipal.
Segundo os vereadores Edílson Felix e Romersom de Oliveira, esta lei tem a finalidade de criar um instrumento legal para incentivar a participação de empresas, empresários e outros contribuintes interessados em obter benefícios fiscais, por meio de marketing promocional, apoiando ou patrocinando os projetos de esporte amador comunitário do município. “Sabemos das imensas dificuldades dos nossos atletas na busca de patrocínio, e nosso objetivo é de com isso, possamos levantar o espírito esportivo e dar condições à esses atletas em competições de nível regional, estadual, nacional, internacional, e principalmente em alcançar a disputa dos jogos olímpicos e pan-americanos”, dizem os vereadores. (Cristiane Zarpelão)

Fatos da vida

Quem? Como? Quando?

Neste final de semana zapeando em busca de alguma coisa que me distraísse do trabalho, parei no canal Discovery Travel, que levava ao ar um programa sobre ilhas aprazíveis. Qual não foi a minha surpresa ao ver a Ilhabela. Eu que não vou à “Ilha” há muitos anos fiquei extasiado. Imagino o que vai passar pela cabeça dos turistas quando saírem da Ilha e aportarem em Ubatuba. Melhor não comentar. Acabo de me lembrar da história de certo galinheiro invadido. Os habitantes da floresta exigiram investigação e a “Assembléia da Jungle”, pressionada pela raposa velha que governa a floresta, nomeou duas raposinhas fiéis que nada encontrarão de errado e um frango velho que vai aloprar tentando descobrir quem surrupiou e o quanto foi surrupiado. De quebra a raposa velha colocou como chefe de todos os galinheiros o sinistro “Clean Joe”, que é especialista em apagar vestígios. Dizem que antes da invasão faltavam cinco frangos e agora desapareceram mais de vinte. Quem é o culpado? Responda e ganhe uma passagem para Caraguatatuba com direito a pastel e caldo de cana. Em tempo, esta é uma história ficcional, os personagens nada têm a ver com a vida real e qualquer semelhança com Ubatuba é mera coincidência.

Sidney Borges

Pensata

A politização das agências

O governo acaba de indicar o ex-ministro dos Esportes Agnelo Queiroz (PC do B) para a Anvisa, num momento em que a Anac está no olho do furacão e já se discutem seriamente o papel e até a necessidade das próprias agências. É assim que Lula destrói a credibilidade das agências reguladoras.
Entre toneladas de críticas à Anac (de aviação civil), a principal está na origem: a politização e a partidarização de um órgão que deveria ser essencialmente técnico e ocupado por técnicos. O presidente da Anac é amigo do ministro fulano, a diretora mais poderosa foi indicada pelo ex-ministro sicrano e vai por aí afora. Entender de aviação civil, que é bom, necas. Há quem se pergunte se Milton Zuanazzi, o presidente, sabe distinguir um Boeing de um Airbus.
E é exatamente isso, sem tirar nem por, que Lula está fazendo ao arranjar uma "boquinha" para Agnelo na Anvisa (de vigilância sanitária), só porque ele era ministro, saiu para concorrer às eleições, perdeu e está sem mandato, precisando da mão amiga do presidente para guiá-lo para um cargo público.
Sem nenhum demérito à pessoa ou ao político Agnelo, o fato é que ele, ou bem entende de esportes, já que foi ministro da Pasta, ou bem entende de vigilância sanitária, já que virou diretor da Anvisa. Será possível? Improvável.

Leia mais

Manchetes do dia

Quarta-feira, 15 / 08 / 2007

Folha de São Paulo
"Turbulência volta e dólar sobe R$ 1,98"
A turbulência global que se originou da crise no mercado de habitação dos EUA voltou a se refletir no Brasil. Ontem, a Bovespa registrou perdas de 2,90% e terminou o pregão com 50.911 pontos, menor nível desde maio. Sem intervenção do Banco Central, o dólar encerrou as operações vendido a R$ 1,985 _alta de 2,11%. Houve quedas nas principais Bolsas do mundo. (...)

O Globo
"Novo 'trem da alegria' seria inconstitucional, diz governo"
O governo considera inconstitucionais as medidas que, se aprovadas pelo Congresso, efetivarão como servidores federais até 310 mil trabalhadores temporários, não-concursados ou requisitados de outras esferas da administração pública. O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse que a proposta, a ser colocada em votação pelo presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), "abre um hiperprecedente", e revelou preocupado com o impacto sobre a Previdência. A Associação Nacional de Proteção ao Concurso estima que há um milhão de funcionários terceirizados na União, nos estados e municípios. Líderes dos partidos estão divididos: PT e PSDB são a favor de parte das mudanças, mas o líder do governo, José Múcio Monteiro (PTB-PE), as rejeita em bloco.


O Estado de São Paulo
"Crise no mercado se agrava e faz dólar encostar em R$ 2"
O temor de que a crise imobiliária americana jogue a maior economia do mundo em uma recessão voltou com força ontem e derrubou novamente os mercados mundiais. No Brasil, o Índice da Bolsa de Valores de São Paulo fechou na menor pontuação do dia, em queda de 2,9%. O dólar subiu 2,16%, para R$ 1,985; pela primeira vez desde setembro do ano passado, o Banco Central não promoveu leilão de compra da moeda americana. Um dos fatores para o nervosismo foi a redução da projeção de lucro do Wal-Mart, maior varejista do planeta. Outra rede varejista americana, a Home Depot, anunciou lucro 14,5% menor no segundo trimestre. Também contribuiu para a retomada da crise a notícia de que o fundo mútuo Sentinel Management Group pediu autorização aos órgãos reguladores dos Estados Unidos para suspender os resgates. Segundo a instituição, há "pânico" entre seus clientes.


Jornal do Brasil
"Bolsas despencam e dólar vai a R$ 1,98"
Em mais um dia de nervosismo nos mercados internacionais, puxado principalmente pelo pessimismo nos Estados Unidos e por maus resultados de instituições bancárias na Europa, a Bolsa de São Paulo fechou em queda expressiva, de 2,9%. O índice elevado reflete o aumento dos saques por investidores estrangeiros, que em 40 dias já tiraram do mercado cerca de R$ 5 bilhões para recompor perdas em fundos no exterior. A queda nas bolsas proporcionou uma forte recuperação da cotação do dólar, que chegou a R$ 1,99 mas fechou a R$ 1,98, o nível mais alto desde maio.

terça-feira, agosto 14, 2007


Santa Casa em pauta

Imprensa livre, povo livre = controle social da saúde

Há pessoas que não acreditam no ideal de um povo com cidadania, julgando que se trata de uma utopia. Há quem afirme que o ideal expresso em nossa Constituição Federal em seu artigo 198, que determina que o sistema integrado de saúde somente exista com a participação popular, é um ideal inalcançável. Entretanto tivemos hoje, 13 de agosto de 2007, uma prova concreta e real de que esse ideal não é uma utopia, com a efetiva associação de uma imprensa autenticamente livre e comprometida com o propósito de divulgar informação a uma população, que, amadurecidamente, tem consciência de seu papel, de seus direitos e responsabilidades, e, portanto, age de acordo com essa convicção. Foi publicada, nesta data, sob o título “SITUAÇÃO DA SANTA CASA E DA SAÚDE EM UBATUBA”, matéria informando à população a gravidade da situação da saúde em UBATUBA e na Santa Casa por falta de administração profissional e idônea, tanto no Executivo e como no Hospital e incitando-a a assumir o seu real papel e participar do processo do controle social da gestão da saúde no Município e na nossa Santa Casa.

Em resposta a essa matéria, a presidente da Associação dos Moradores da Maranduba, Maria Chagas Cancillier, imediatamente enviou e-mail ao autor da divulgação, indagando se poderia também usar a matéria e participar na luta pela moralização, profissionalização da gestão da nossa Santa Casa e da saúde na nossa cidade, a qual, por nascimento ou por opção, escolheu para viver e tornar-se parte da comunidade, que, efetivamente, dá vida e significado à cidade que temos o privilégio de morar. Cabe lembrar que um graveto se quebra facilmente, mas é impossível se quebrar um maço de gravetos juntos:

“Ola Maria,


Sem dúvida, a matéria é pública e foi divulgada para que a população tome conhecimento da situação da nossa Santa Casa, e participem da luta para sua salvação e desenvolvimento. Sugiro quer a fonte seja mencionada, para não ficar denúncia anônima.
Fico feliz com a adesão e esta foi a intenção da publicação da matéria. Espero que o exemplo de vocês se multiplique,

Muito Obrigado

Abraço

Elias


Referência: A situação da Santa Casa e da Saúde em Ubatuba (13/08/2007 - 10h12) Em nome de minha associação e outras que quizerem, poderíamos usar este seu material para entregar em mãos dos srs. vereadores, endossando seu artigo e exigindo as providências aqui expostas, igualmente de nossa parte?

Abraços,

Maria
maria chagas cancellier (maria cruz)”

Estarmos juntos, em resposta a expectativa daqueles que dependem de nós, os quais temos o dever de defender e proteger, por sua idade, condições físicas ou sociais, pois estaremos protegendo e defendendo o futuro de nossa Cidade, de nosso Estado, de nosso Planeta e de nossa humanidade.
Continuemos, pois, LIVRES, imprensa e população, para cumprimos nossa missão, que é a razão de existirmos...

Elias Penteado Leopoldo Guerra


Da velha Albion

Proibição de fumar revela cheiro horrível nos pubs britânicos

Suor, cerveja velha e flatulência eram camuflados pela fumaça do cigarro. Redes estão testando fragrâncias artificiais para minimizar o bodum

Perfumes artificiais serão aplicados em pubs britânicos para mascarar o cheiro horrível que veio à tona depois da proibição de fumar em locais fechados, que entrou em vigor na Inglaterra no dia 1º de julho deste ano. Até esse dia, era o cheiro do cigarro que mascarava o bodum. A reportagem foi publicada pelo jornal inglês "The Sunday Times".

Leia mais

Festival Gastronômico

Programação para esta quarta-feira, dia 15/08

Oficinas Gastronômicas


Às 14h00 será realizada a Oficina Gastronômica do Itamanbuca Eco Resort na Unitau. O prato a ser ensinado é o “Lula ao Marinheiro”.
Já as 16h00, é a vez da Oficina do Restaurante Raízes, que ensinará a preparar o prato “Abadejo Raízes”. A oficina também será realizada na Unitau.

Palestra

Walter Mancini, proprietário do restaurante Famíglia Mancini, ministrará a palestra “Se essa rua fosse minha”, às 19h00 no auditório da Unitau.
Os interessados em participar das oficinas e/ou das palestras devem entrar em contato com os telefones 3832 3778 ou 9734 8559. (Cristiane G. Zarpelão)


TV Víbora apresenta: "Macho Man"

Homenagem ao prefeito Eduardo Cesar que corajosamente decidiu enfrentar a oposição. Em entrevista ao "Imprensa Livre" o Chefe do Executivo afrmou que nâo vai se opor à CEI que investigará a Santa Casa. Portanto, podemos concluir que hoje à noite não haverá pedido de anulação da sessão que aprovou a CEI. Coisa de macho.


Manchetes do dia

Terça-feira, 14 / 07 / 2007

Folha de São Paulo
"BCs injetam mais US$ 72 bi e os mercados têm trégua"
Após fortes perdas na quinta e na sexta-feira, as principais Bolsas tiveram um dia mais calmo ontem. Os bancos centrais dos EUA, da União Européia e do Japão voltaram a agir, colocando mais US$ 72 bilhões no mercado financeiro. As principais Bolsas européias, as mais afetadas pela turbulência da semana passada, tiveram altas expressivas.


O Globo
"Câmara decide votar 'trem da alegria' para mais de 300 mil"
O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), levará à votação em plenário um projeto que pode se transformar num "trem da alegria" para pelo menos 310 mil pessoas. A PEC 54, na contramão do que planeja o governo federal, concede estabilidade a 60 mil servidores federais não-concursados e a 230 mil trabalhadores temporários da União, dos estados e municípios; outros 20 mil funcionários públicos requisitados para o serviço federal podem ser efetivados no órgão de destino. Líderes de vários partidos estão pressionando pela votação, além dos próprios servidores. "Eles estão nos corredores há três, quatro anos. É até desumano. A Câmara tem que dar uma resposta, qualquer que seja", disse Chinaglia. Ainda não há cálculo do impacto financeiro da medida, caso ela seja aprovada.


O Estado de São Paulo
"Congresso vai votar leis que efetivam 260 mil servidores"
Um grande trem da alegria está pronto para ser votado na Câmara, na forma de emendas constitucionais que dão estabilidade a servidores atualmente passíveis de demissão e transformam em funcionários públicos trabalhadores temporários e que não prestaram concurso. Permite ainda que funcionários requisitados de Estados e de municípios sejam efetivados em suas funções. A estimativa é de que 60 mil servidores ganhem estabilidade e de que cerca de 200 mil temporários sejam beneficiados; quanto aos requisitados, não há cálculo preciso. O autor da emenda que beneficia os temporários, deputado Zenaldo Coutinho (PSDB-PA), argumenta que não haverá aumento nos gastos porque esses trabalhadores já estão no cargo há mais de dez anos. Outra emenda entrou na pauta da Câmara duas vezes, entre julho e agosto, mas não chegou a ser votada. Ontem o presidente da Casa, Arlindo Chinaglia (PT-SP), admitiu das prioridade à votação dos projetos. "A Câmara tem de dar uma resposta (aos beneficiados pelos projetos), qualquer que seja ela".


Jornal do Brasil
"CPMF: batalha começa hoje na Câmara"
Há pouca chance de prosperar o movimento dos governadores do PSDB no sentido de garantir, nas discussões que começam a ganhar corpo no Congresso, a partilha dos R$ 38 bilhões arrecadados pela Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). Aliado do governo e dono da relatoria do caso, o PMDB exigiu mais cargos e verbas para impedir a divisão. Como sinal de um acordo já selado para a primeira votação, hoje, na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, o partido deve abrir mão da relatoria no processo em nome de um parlamentar do PT. Com isso, derrubaria o plano da oposição, mas no Senado a maioria não é tão folgada.

segunda-feira, agosto 13, 2007

Vergonha

Deplorável, revoltante, asqueroso...

A menina Tainá Figueiredo Santos, de 4 anos, morreu hoje em Ubatuba vítima do ataque de dois cães da raça Pitbull, acontecido no domingo. Só posso lamentar e me solidarizar à dor dos familiares, estou consternado, uma vida foi desperdiçada por absoluta irresponsabilidade. Por que ter cães tão imprevisíveis? Todos os dias alguém é atacado em algum lugar do Brasil e não raras vezes o ataque é fatal. Na Ressaca, bairro onde resido, há diversos cães dessa raça. Na semana passada um escapou e até que seu dono o recolhesse, tirou o sossego dos contribuintes. Minha mulher já não pode caminhar pelo bairro por medo de ser atacada. Espero que as autoridades tomem providências. Sugiro que cães dessa raça e de outras similares em periculosidade sejam identificados e seus donos responsabilizados criminalmente em caso de acidente.

Sidney Borges

Cria Cuervos

Esse é um bom tema musical para o "affair" Santa Casa. Do filme homônimo de Carlos Saura.


Santa Casa em pauta


Aruom Ziul

Prefeito diz que apóia investigação parlamentar na Santa Casa e pede trégua à “oposição irresponsável”

Em entrevista exclusiva ao Jornal Imprensa Livre o prefeito de Ubatuba surpreendeu e disse que é a favor da criação de uma Comissão Especial de Investigação, no legislativo, com o objetivo de apurar denúncias e outros problemas dentro do único hospital da cidade, que atualmente está sob intervenção da prefeitura.
A declaração de Eduardo César, certamente irá acalmar os ânimos da oposição, em relação à validade da última sessão da Câmara Municipal. Durante a votação, na terça-feira passada, um parecer jurídico da casa, indicando a criação de uma CEI na área da Saúde, foi aprovado.
No entanto, o texto só passou por uma desatenção dos vereadores da base governista. Ao serem informados pelo primeiro secretário, Charles Medeiros, que o documento aprovado criava uma Comissão Especial de Investigação da Santa Casa, uma grande confusão começou e todos os seis vereadores da base de sustentação do prefeito abandonaram a bancada.
Por falta de quorum, a sessão foi então suspensa, causando o temor na oposição, de que alguma manobra seria feita para melar a votação. Entretanto, em conversa com o Imprensa Livre, o Prefeito Eduardo César garantiu que a base governista não irá entrar com qualquer tipo de recurso invalidando a aprovação e a criação da CEI.
“É extremamente necessário que seja feito realmente um raio-x da Santa Casa, e qualquer ação de transparência administrativa será apoiada por mim”, ressaltou Eduardo César, cobrando ainda a participação de toda a sociedade no processo.
“Os trabalhos precisam ser feitos de forma profissional, com a participação de gente da área e inclusive do Conselho Municipal de Saúde”, cobrou o Prefeito de Ubatuba. Eduardo César relatou ainda que o problema da saúde pública é nacional e que a Santa Casa da cidade já viveu momentos bem piores, inclusive com o risco de fechamento. Na verdade, o prefeito tem uma boa dose de razão, tendo em vista que, nessa semana, um grupo de autoridades da área da saúde de todo país pretende fazer uma visita ao Presidente Lula cobrando mais recursos e atenção aos hospitais municipais do Brasil.
O prefeito Eduardo César encerrou a questão convidando o Jornal Imprensa Livre a fazer uma visita surpresa no hospital, com o objetivo de verificar a real situação do dia a dia da Santa Casa.

“Oposição irresponsável”

Um fato inusitado vem chamando à atenção de todos que passam pelos corredores da Câmara Municipal de Ubatuba. Após votações polêmicas, que geralmente acabam favoráveis aos interesses do executivo, devido à maioria governista na casa, o quadro do Prefeito Eduardo César, enquanto vereador na cidade, tem sido virado de cabeça para baixo.
A imagem faz parte da galeria dos ex-presidentes da Câmara, que conta com nomes históricos de políticos ubatubenses, como Leovigildo Dias Vieira. Para o prefeito, este tipo de atitude, mostra a pequenez da oposição e chega a ser desrespeitosa.
“Isso certamente partiu de um homem público que recebe dinheiro do povo, não podemos aceitar atitudes tão baixas que ofendem a própria cidade e aproveito para pedir uma trégua a essa oposição pessoal e irresponsável”, relata Eduardo César, ressaltando que: “Os autores podem conseguir virar um quadro, porém não conseguirão virar a imagem do prefeito com mais realizações na história de Ubatuba”, completa o otimista candidato a reeleição, Eduardo César.
Leia mais

Festival Gastronômico

Programação de terça-feira, 14/08

Palestra


“Informatização de Restaurantes e Similares” com o consultor da ABRASEL- Nélson Millner, 19h00, no Auditório da Unitau.

Os interessados em participar das oficinas e/ou das palestras do Festival Gastronômico devem entrar em contato com os telefones 3832 3778 ou 9734 8559. (Cristiane G. Zarpelão)

Onde está Wally?


 
Free counter and web stats