sábado, agosto 04, 2007

Nota de falecimento

Dona Mia

Acabamos de receber um telefonema dando conta do falecimento de Dona Mia Mafalda, ocorrido hoje em São Paulo. O enterro será amanhã no Cemitério do Morumby. Ubatuba perde uma lutadora das causas sociais, querida de todos por sua dedicação ao trabalho e seu temperamento dócil e cordial. O Ubatuba Víbora se une aos familiares e amigos neste instante de recolhimento e reflexão. (Sidney Borges)

Talento jovem



Jornalista novo no pedaço

Na foto está o meu novo amigo do Orkut, Caíque Silva, que desde jovem carrega o vírus do jornalismo no sangue. Jornalistas são curiosos, querem saber de tudo e informar a todos. Sem eles a sociedade ficaria vulnerável aos desmandos dos espertos. Sempre os há de plantão. Olho vivo Caíque, não deixe passar nada. (Sidney Borges)

Caçadores em tempo de caça

O PT e a visão paranóica da mídia

Ruy Fabiano
Não é de hoje que Lula e PT mantêm relações esquizofrênicas com a mídia. Ambos lhe devem a projeção que têm. São frutos da liberdade de imprensa. Sem a “mídia burguesa” e “privada”, que tanto abominam, não teriam ascendido ao patamar em que estão.
Se, ao tempo em que Lula projetou-se como líder sindical, nos anos 80, vigesse o modelo de mídia que o PT proclama ideal – a estatal – a sociedade brasileira sequer teria tomado conhecimento da existência daquele sindicalismo que emergia no ABC paulista.
Se dependesse da boa vontade de quem geria o Estado brasileiro naquela oportunidade – os militares -, Lula jamais sairia do anonimato. Quem o fez conhecido, vocalizando sua luta e de seus correligionários, foi exatamente a mídia burguesa e privada – a mesma que o PT, hoje no poder, quer ver pelas costas.
Foi essa mídia que, com todos os seus múltiplos defeitos e fragilidades, enfrentou a censura, denunciou torturas e mortes nos subterrâneos do regime militar e permitiu que a sociedade brasileira não sucumbisse inteiramente ao arbítrio.
Foi pelas frestas que conseguiu manter abertas que novidades como Lula e PT vieram à tona, se estabeleceram e chegaram ao poder máximo do país. Isso não é juízo de valor – é História.
Mas a Executiva do PT reuniu-se esta semana e, no pleno exercício de sua amnésia política, desancou a “mídia privada”. Disse que é “instrumento e Estado-Maior” de uma campanha da “direita” para desestabilizar o governo Lula. Campanha golpista, claro. E conclamou a militância a reagir a essa “nova ofensiva”.
Manifesto e respectiva terminologia não resistem a uma depuração ginasiana. Antes de mais nada, o partido insiste no truque retórico – e intelectualmente desonesto - de que o mundo atual se divide entre direita e esquerda. E o que é pior: que o governo Lula estaria à esquerda. A afirmação é risível. Basta conferir alianças, equipe e políticas econômica e monetária em curso - e, acima de tudo, afirmações recentes do próprio presidente da República.
Em diversas oportunidades, Lula afirmou que “jamais” foi de esquerda. Chegou uma vez a gracejar: “Não sou de esquerda; sou torneiro-mecânico”. Numa solenidade, em dezembro passado, disse que esquerda e maturidade não combinam.
A frase literal é:” Se você conhece uma pessoa muito idosa esquerdista, é porque está com problema". Considerou isso – a direitização do esquerdista - fator de "evolução da espécie humana”, colocando compulsoriamente fora desse processo, entre outros, macróbios respeitabilíssimos - e confessadamente comunas - como Oscar Niemeyer (99 anos) e José Saramago (85 anos).
Portanto, soa ridículo, num governo que tem em sua base de apoio políticos de todos os naipes, da esquerda à direita, fisiológicos e ideológicos, falar em “conspiração da direita”.
Troque-se a expressão direita por “esquerda” ou “subversivo” e compare-se o texto da resolução com as ordens do dia dos tempos do regime militar: é a mesma retórica, a mesma indigência mental e estilística. A caça transmutou-se em caçador.
A resolução da Executiva mostra que o partido enxerga o desempenho do governo Lula por um viés exitoso e cor-de-rosa, que não coincide neste momento com o de parcela expressiva da sociedade brasileira. Fala em “sólido apoio popular” ao governo, contra o qual “a oposição recorre à manipulação e à mentira” para desgastá-lo.
Vê nas vaias a Lula, na abertura dos jogos Panamericanos, não uma circunstância trivial (e quase inevitável) da vida pública, mas “uma subida de tom da oposição”, tendo em vista “tanto as eleições de 2008 quanto as de 2010”. O apagão aéreo é visto como algo em que o governo deve figurar como vítima – e não como responsável.
A culpa, se há, cabe à mídia, que teve a ousadia de registrar os contratempos exibidos pelo setor – entre os quais, os dois maiores desastres aéreos da história da aviação civil brasileira.
Já a crise do mensalão – aquela que o procurador-geral da República, em notícia crime ao Supremo Tribunal Federal, considerou fruto da ação de uma “organização criminosa”, chefiada pelo então ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu – o PT a atribui a “ataques da oposição de direita”. O hoje ministro Roberto Mangabeira Unger escreveu que se tratava do maior escândalo da história republicana brasileira – e pediu o impeachment do presidente Lula.
Por muito (mas muito mesmo) menos, o PT ocupou os espaços da mídia privada e burguesa nos anos 90 e levou Fernando Collor ao impeachment. No curso dos governos FHC, fez campanha pela deposição do presidente (“Fora FHC”), infernizou a vida de diversos de seus ministros e veiculou na mídia privada inúmeros pedidos de CPI – uns procedentes, outros não. O que importa é que, naquela ocasião, o partido via na mídia uma aliada e proclamava seu comportamento como patriótico. Hoje, diante de ações em tudo análogas, por parte de seus opositores, fala em conspiração.
A imprensa brasileira está longe da perfeição. Carece mesmo de exercícios mais constantes e consistentes de autocrítica. Reflete as fragilidades da sociedade que vocaliza e vive a crise de transição que o advento de novas tecnologias da informação lhe impôs.
Daí, porém, a ser “Estado-Maior” de uma “ofensiva da direita” vai uma distância maior que a que separa os redatores do manifesto da realidade. A mídia brasileira não é homogênea. É plural. Nela figuram, nos seus extremos, antigovernistas e governistas. Padecem da mesma patologia, mas estão longe de predominar.
A maioria acompanha perplexa o apocalipse em gotas, que é a realidade contemporânea de nosso país e de nosso planeta. Há limitações, má fé e até idealismo. Conspiração, porém, não. Seria necessária uma competência que não temos.
Nem nós, nem o país. Felizmente.
Ruy Fabiano é jornalista

Lindoneia!


Palavras ao vento...

Não é de hoje

Lula afirma que não sabia da extensão da crise que atinge a aviação brasileira. Apesar disso, em campanha, abordou o tema quando aproveitou para atacar o ex-presidente Fernando Henrique por não dar a devida atenção ao setor. Leia abaixo o artigo de Lula publicado na Gazeta Mercantil em 07 de janeiro de 2002. Lula não tem compromisso com as palavras.

"A crise da aviação brasileira, que vem se arrastando há muitos anos, atinge um estágio terminal, sem que se vislumbre uma solução no horizonte. A recente paralisação dos vôos da Transbrasil é mais um presságio. Antes de chegarmos a uma solução irreversível para o setor como um todo, convém refletir se vale a pena deixar as empresas brasileiras de aviação entregues a sua própria sorte ou se é interessante para o País ter uma aviação nacional competitiva.
O transporte aéreo é reconhecidamente um setor estratégico, principalmente para um país como o Brasil. Trata-se de um importante elo de integração nacional. É um vetor de desenvolvimento de certas regiões através do turismo e do transporte de cargas. (...)
Portanto, para o setor sair da crise, seriam necessárias medidas governamentais voltadas para assegurar a isonomia tributária e de financiamento às empresas brasileiras, compatíveis com a realidade internacional. Ou seja, as condições de concorrência teriam de ser equalizadas. Seria urgente a revisão dos acordos bilaterais vigentes. Não parece ser essa a diretriz governamental. No início de 2001, o Executivo encaminhou ao Congresso um projeto de lei instituindo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que somente piorava as condições do setor.
A comissão responsável pela análise do projeto, após mais de seis meses de trabalho contínuo envolvendo o depoimento de autoridades governamentais, empresários, trabalhadores e especialistas nacionais e estrangeiros, resolveu modificar profundamente o projeto, adequando-os aos padrões internacionais vigentes. E o que fez o governo FHC? No dia da votação, de forma autoritária, simplesmente retirou o projeto, encerrando a discussão.
Enquanto isso, empresas aéreas nacionais estão falindo, milhares de trabalhadores continuam perdendo seus empregos, dívidas estrangeiras deixam de entrar no Brasil e o nosso país perde cada vez mais capacidade competitiva. Até quando, senhor presidente?"

Luiz Inácio falou

Frase de estadista

"O cara diz que precisa comer o ovo, mas fica torcendo para a galinha não botar o ovo".

Lula

Manchetes do dia

Sábado, 04 / 08 / 2007

Folha de São Paulo
"Avião acidentado não tinha defeito, afirma fabricante"
Comunicado da Airbus baseado na análise oficial da caixa-preta da aeronave da TAM que explodiu em Congonhas diz que o avião não teve defeito de funcionamento. Segundo a empresa, o manete da turbina direita, que estava inoperante e travado, é que não foi colocado corretamente no pouso.


O Globo
"Airbus da tragédia fez 27 vôos com reversor travado"
O Airbus A-320 da TAM que explodiu dia 17 de julho em São Paulo fez pelo menos 27 pousos em 14 aeroportos com um reversor travado, antes de não conseguir frear na pista de Congonhas. Os registros das inspeções de rotina no Airbus, enviados à CPI do Apagão Aéreo, mostram que cinco desses pousos foram no aeroporto paulista. O A-320 pousou duas vezes em Congonhas no dia da tragédia, uma delas também com pista molhada.
O novo presidente da Infraero será Sérgio Gaudenzi, atual presidente da Agência Espacial Brasileira. O brigadeiro José Carlos Pereira foi avisado da demissão ontem, pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim.


O Estado de São Paulo
"TRT condena greve e Serra anuncia demissões no Metrô"
Os metroviários de São Paulo encerraram ontem à noite a greve iniciada à zero hora de quinta-feira. A decisão foi tomada em assembléia realizada horas depois de julgamento pelo Tribunal Regional do Trabalho em que a paralisação foi considerada abusiva. O TRT também decidiu que o Sindicato dos Metroviários deve pagar R$ 100 mil por dia de greve, por não manter em operação 85% dos trens, conforme decisão anterior da corte. Antes mesmo de saber do resultado do julgamento, o governador José Serra afirmou que vai demitir funcionários do Metrô. "Vamos ter que fazer demissões, isso é certo", afirmou em Sorocaba. Serra não especificou em que setores haverá cortes nem quantos funcionários serão demitidos. "Isso é depois, primeiro é preciso garantir a volta à normalidade." Os metroviários entraram em greve por discordarem dos critérios de pagamento da participação sobre os resultados.


Jornal do Brasil
"Polícia entre a ficção e a realidade"
Com as Forças Armadas mais perto do patrulhamento das áreas militares e longe das ruas, o governo do Estado conta com um significativo reforço de homens da Força Nacional de Segurança. O contingente atual é de 2.400 homens, mais 300 policiais rodoviários. Mas ontem foi decidido que o efetivo real da FNS no Estado baixará para mil homens até dezembro. Além disso, o aparato de inteligência herdado do Pan não impediu que fracassasse por vazamento de informações a operação contra o tráfico na Rocinha, que engarrafou anteontem a Zona Sul e a Barra. Com a vigilância eletrônica dos Jogos transformada em ficção, o carioca encara a realidade: às 5h45, numa das áreas mais movimentadas de Botafogo, o piloto da TAM Ricardo Frota Oliveira, de 44 anos, foi morto por homens que perseguiram sua moto por várias ruas.

sexta-feira, agosto 03, 2007

Pizzicato 5 - I


Jornalista, advogada, não pode...

Jornalista é suspensa por namorar prefeito de Los Angeles

Mirthala Salinas ficará longe do trabalho por 2 meses, sem receber salário. Rede 'Telemundo' afirmou que relacionamento fere normas da empresa.

Da EFE
Mirthala Salinas, jornalista da rede de televisão americana "Telemundo", foi suspensa das suas funções por causa da sua relação amorosa com o prefeito de Los Angeles, Antonio Villaraigosa. A "Telemundo", direcionada para o público hispânico, anunciou nesta quinta-feira (2) a suspensão por dois meses, sem pagamento de salário. A decisão foi tomada porque a relação constituía um conflito de interesses. Salinas, de 35 anos, já tinha um caso com Villaraigosa quando ele anunciou que se separaria da sua mulher, no início do mês passado. Segundo a "Telemundo", o anúncio da separação do prefeito foi "uma flagrante violação" das normas contra conflitos de interesses estabelecidos pela empresa, de propriedade da rede "NBC". Salinas recebeu uma permissão para se afastar de seus trabalhos em 5 de julho, enquanto a empresa investigava se seu romance com Villaraigosa constituía uma transgressão da ética jornalística.

Leia mais

STF - 01 / 08 / 2007

RECLAMAÇÃO Nr. 2914
PROCED.: SÃO PAULO
RELATOR: MIN. CEZAR PELUSO
RECLTE.(S): PAULO RAMOS DE OLIVEIRA
ADV.(A/S): GILBERTO LUIZ ORSELLI GRAGNANI
RECLDO.(A/S): JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE UBATUBA (AÇÃO CIVIL PÚBLICA Nº 921/02)
INTDO.(A/S): MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO
INTDO.(A/S): VOLKSWAGEN DO BRASIL LTDA

DECISÃO: 1. Cuida-se de reclamação ajuizada por PAULO RAMOS DE OLIVEIRA, então prefeito municipal de Ubatuba/SP, contra decisão do Juiz de Direito da 1ª Vara Cível da Comarca dessa cidade fls. 71/80) que, em sede de ação de improbidade administrativa, proposta pelo representante do Ministério Público, recebeu, em devolução, os autos para julgamento, nos termos da decisão da 4ª Vice-presidência do Tribunal de Justiça de São Paulo (fls.58/70), tendo em vista o entendimento desse Tribunal acerca da inconstitucionalidade da Lei Federal nº 10.628 de 2002, a qual alterou o art. 84 do CPP. Sustenta o reclamante que a decisão, ao aceitar como competente o juízo de primeiro grau para conhecer da ação civil de improbidade administrativa, teria afrontado decisão desta Corte na ADI nº 2797 (julgamento cautelar) e nas Rcls. n.º 2.381, 2.509, 2.623 e 2.657 (fls.16). Em 08 de novembro de 2004 deferi a liminar (fls.84/85). Embora devidamente intimada, a autoridade reclamada não prestou informações, conforme certidão de fls. 94. Em 24 de fevereiro de 2005 (fls. 95), determinei o sobrestamento do feito até decisão final na ADI n.º 2797. Em 03/10/05, novo sobrestamento foi determinado (fls. 99), agora em função do julgamento da Rcl nº 2138, já que nesta se discutia a tese de sujeição, ou não, de agentes políticos, tais quais o reclamante, à ação de improbidade.


2. Inviável o pedido.

Revendo agora os autos e consultando o sítio eletrônico da Prefeitura de Ubatuba/SP, observo que o reclamante não se reelegeu prefeito, para o mandato 2005/2008. O Plenário desta Corte, ao julgar procedentes as ADIN nº 2.797-DF e nº 2.860-DF, declarou, por maioria, inconstitucionais os §§ 1º e 2º do art. 84 do Código de Processo Penal, introduzidos pela Lei nº 10.628, de 24 de dezembro de 2002 (DJ 19.12.2006 e Informativo STF nº 401). Prevaleceu o entendimento do Relator, Min. SEPÚLVEDA PERTENCE, de que (1) quanto ao § 1º : “O novo § 1º do art. 84 do CPP constitui evidente reação legislativa ao cancelamento da Súmula 394 por decisão tomada no Inq 687-QO, 25.8.97, Relator o Min. SYDNEY SANCHES (RTJ 179/912), cujos fundamentos a lei nova contraria inequivocadamente..., e (2) quanto ao § 2º: “O § 2º que a mesma lei inseriu ao dispositivo do art. 84 do Código veicula duas regras: a primeira estende à ação de improbidade administrativa a competência especial por prerrogativa de função estabelecida para o processo penal condenatório contra o mesmo dignatário; a segunda, manda observar, quanto à mesma ação de improbidade, o § 1º, é dizer, a regra de extensão no tempo do foro especial ao momento posterior à cessação da investidura na função dela determinante. Essa regra final é atingida por arrastamento pela declaração de inconstitucionalidade do § 1º, que manda observar.”(Grifos nossos). Em outras palavras, os ex-agentes políticos não detém foro privilegiado. Por essa especial razão, é competente, para processar e julgar a causa, que envolve agora Em outras palavras, os ex-agentes políticos não detém foro privilegiado. Por essa especial razão, é competente, para processar e julgar a causa, que envolve agora ex-Prefeito, o Juiz de Direito da 1ª Vara Cível da Comarca de Ubatuba/SP, nos autos da Ação Civil Pública n.º 921/02. Pouco se dá, no caso, que, em 13/06/2007, o Plenário desta Corte tenha decidido, por maioria, que os agentes políticos não respondem por improbidade, porque submetidos a regime especial de responsabilidade, haja vista que o reclamante não ostenta mais essa qualidade.

3. Do exposto, julgo improcedente a reclamação, cassada a liminar.

Comuniquem-se o Juízo da 1ª Vara Cível da Comarca de Ubatuba/SP e a 4ª Vice-presidência do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Publique-se. Int. Brasília, 25 de junho de 2007.

Ministro CEZAR PELUSO
Relator

Ubatuba em foco

A preocupação com o futuro da Santa Casa de Ubatuba torna-se maior e mais grave

Imaginemos que uma pessoa sem conhecimentos técnicos, profissionais, sem experiência e sem o perfil adequado, se proponha a realizar uma complexa operação no cérebro de paciente com traumatismo craniano grave, ou que se decida a pilotar um avião Airbus A320 com 180 passageiros a bordo, unicamente por ter assistido um filme ou lido uma revista sobre esses assuntos. Será que qualquer pessoa de bom senso entregaria seus parentes mais queridos como pacientes nessa cirurgia ou para ser passageiro nesse vôo?
É o que está acontecendo na Santa Casa de Ubatuba, que está sendo dirigida por pessoa que ignora completamente o que é administração hospitalar, não tem formação acadêmica ou profissional necessária em gestão hospitalar, ou de qualquer outra instituição significativa, não tem maturidade de vida, não tem qualquer experiência significativa em administração de qualquer instituição de porte ou complexa e se propõe a gerir uma instituição extremamente complexa como é um hospital, e, mais ainda em uma situação tão crítica como a Santa Casa de Ubatuba.
É absurdo que o Sr. Álvaro M Spínola e Dr. Arthur Chioro (empresa Consaúde) tenham sido contratados e, até se tenha insistido que o Sr. Álvaro permanecesse até setembro de 2007, para que? Para se destruir tudo o que vinha sendo realizado com sucesso, na modernização, organização e profissionalização da Santa Casa, que era a condição de sua salvação?
Fica a grande questão para a população refletir, que é: qual é a real intenção da nomeação dessa pessoa, pois certamente não é o desenvolvimento da Santa Casa, sua profissionalização, ou o bem estar e a segurança da população.
Demonstrando por suas ações seus valores e moral, além de não se comunicar e ignorar o Conselho Gestor da Santa Casa, cuja existência é estabelecida em Lei e na obrigatória pela Contratualização, que é o modelo de convênio, determinado pelo SUS, entre a Prefeitura e a Santa Casa de Ubatuba, procura-se criar obstáculos à ação do Conselho Gestor, ao retirar a sua secretária que dá apoio às suas ações, sem substituição, indicando, novamente, os seus valores morais e como são ignoradas e desrespeitadas as obrigações legais para com o Conselho Gestor, sobre as quais tomará conhecimento pela forma menos agradável...
É possível que, a existência de uma administração da Santa Casa com as características acima, possibilite a essa entidade, que teve sua situação de calamidade pública definida por decreto municipal em 2 de novembro de 2005, cuja situação de calamidade se tornou muitíssimo mais grave atualmente, se recuperar financeiramente, administrativamente ou profissionalmente, para oferecer os serviços em assistência hospitalar adequados que a população necessita e exige? Este é um grande alerta às pessoas que interagem com a atual administração e que se proponham a colaborar com seu futuro...
O pior de tudo isto é que quem mais sofre as conseqüências, como sempre, é a população...


Elias Penteado Leopoldo Guerra
Coordenador do Conselho Gestor da Santa Casa de Ubatuba

Pontos a ponderar

Igrejas neopentecostais

O Aluvião das Igrejas Pentecostais - trechos do artigo, publicada em La Nacion, de Enrique Tomás Bianchi. O autor é do secretario letrado da Corte Suprema de Justiça da Nação

1. O Brasil é o país com mais cristãos “pentecostais”, depois dos Estados Unidos. O que é o pentecostalismo? É uma corrente cristã, nascida nos EUA no final do século XIX ou começo do XX, cujos adeptos acreditam que o Espírito Santo pode baixar sobre eles e produzir efeitos tão espetaculares como os produzidos sobre os apóstolos, em Pentecostés. Seus atos de culto tem uma forte carga emocional. Em ambos os casos, crescem a um ritmo preocupante para o catolicismo e para as igrejas protestantes tradicionais. Isso acontece não apenas na América Latina; na África, demonstram também uma vitalidade surpreendente.

2. Há traços distintivos desta tendência: a guerra espiritual e a teologia da prosperidade. Primeiro: hoje, os católicos e protestantes clássicos não consideram ao pé da letra os demônios e os espíritos do mal. Exatamente ao contrário ocorre com o pentecostalismo, que resgata os "espíritos" das religiões africanas e americanas, os desafia como forças maléficas e os considera a causa de quase todos os males humanos.

3. Está claro que a isso se opõe a força do Espírito de Deus, que prometeu derrotar o mal e em cujo amparo o crente se sente protegido e já vencedor. O homem é, por isso, o campo de batalha da guerra espiritual entre os espíritos diabólicos e o Espírito Santo. A fé permite ao crente colocar-se ao lado de Deus e vencer o combate. Libertar-se é deixar de estar “possuído” pelo demônio.

4. Outro tanto sucede com a chamada “sanação”. O pastor pentecostalista condena os cultos de possessão brasileiros, o feiticismo vodu e a bruxaria africana, mas não da maneira displicente da mentalidade ilustrada, que vê nisso apenas superstição. Crê que esses cultos são vias efetivas para a ação do demônio, diante de cujos trabalhos se oporá a potência do Senhor. Por isso, se disse que o pentecostalismo se apropria mimeticamente dos conteúdos que condena. Essa plasticidade é uma das causas da expansão, sobretudo no seio das comunidades onde ainda pulsa o imaginário das religiões ancestrais.

5. Segundo: depois, está o tema da "prosperidade". A pobreza não aproxima a Deus. Bem ao contrário, a fé assegura a prosperidade e afasta o aperto, que é visto como obra de Satã. O grau de êxito econômico do crente é julgado como proporcional à intensidade de sua fé (que o leva a fazer oferendas). Um pastor próspero e uma igreja rica são indícios de uma forte fé. Certificam ao crente que está no bom caminho. O que existe no pentecostalismo é –segundo Jean-Pierre Bastian – a velha dinâmica de do ut des (dou para que me dês), função clássica da religião do sacrifício. É nesse contexto que se pode escutar frases como: "Me congreguei, «contribui com o dízimo e Deus me prosperou”. (Ex-Blog do Cesar Maia)

Mamma son tanto felice

Mãe corta mesada de italiano de 61 anos e chama a polícia

da BBC Brasil
Uma mãe siciliana, de 81 anos, cancelou a mesada, tirou as chaves de casa do filho, de 61 anos, e fez queixa na delegacia da cidade italiana de Caltagirone, porque ele chega tarde e não diz onde vai à noite.
De acordo com a imprensa local, só a policia conseguiu convencer mãe e filho, que moram juntos, a fazer as pazes.
A mãe teria recorrido à delegacia local desesperada por causa do comportamento do filho, que é solteiro e desempregado. Segundo o depoimento que ela fez, o filho sai sempre à noite sem dizer aonde vai, e volta muito tarde.
Diante do delegado que registrou a queixa, o filho teria se lamentado da mesada, que definiu como sendo muito baixa para um homem da sua idade. Além disso, reclamou da comida, acusando a mãe de "cozinhar muito mal".
"A história pode parecer irônica, mas isto não impediu que tratássemos o caso com todo respeito, ainda mais diante do desespero dessa mãe. Acreditamos que agora a situação tenha voltado ao normal e que a briga terminou", afirmou o delegado Giancarlo Rapisarda.

Leia mais

Manchetes do dia

Sexta-feira, 03 / 08 / 2007

Folha de São Paulo
"Lula compara crise aérea a metástase"
O presidente Lula admitiu, 16 dias após o acidente com o Airbus da TAM, que estava mal informado sobre a extensão da crise aérea, iniciada há dez meses com o desastre do Boeing da Gol. Em reunião com ministros e líderes partidários, Lula comparou-se a um paciente que não soubesse a gravidade da doença e descobrisse que está 'com metástase no corpo todo'.


O Globo
"Jobim: empresas aéreas terão de cumprir decisões"
O ministro da Defesa, Nelson Jobim, endureceu o discurso contra as empresas aéreas e disse que não reabrirá negociações sobre a decisão de realocar 151 vôos que passavam por Congonhas. Segundo Jobim, é ponto "inamovível" que Congonhas perderá o papel de hub, centro de redistribuição de vôos para outros aeroportos. "Não tem jogo", disse, referindo-se à pressão do setor, que chamou de duopólio. Para o ministro, falta uma regra legal contra o aumento abusivo de tarifas aéreas. " Se as tarifas forem abusivas, vamos intervir", disse, ao chegar à casa do governador Sérgio Cabral.


O Estado de São Paulo
"PF prende nova máfia que agia nos Correios"
Operação da Polícia Federal e do Ministério Público desmantelou uma quadrilha que fraudava licitações nos Correios. Foram presos três empresários e dois funcionários da estatal - grupo que sucedera a outra máfia, descoberta em 2005. "Uma organização criminosa tomou o lugar da que saiu", disse o delegado Daniel França. Há dois anos, foram divulgadas as imagens em que o então chefe do Departamento de Contratação e Administração de Material da ECT, Maurício Marinho, aparece embolsando propina de R$ 3 mil. Como Marinho tinha sido indicado pelo PTB, a divulgação dessa filmagem atingiu em cheio o então presidente do partido, Roberto Jefferson. Sentindo-se traído pelo governo, Jefferson reagiu concedendo a entrevista em que revelou a existência do mensalão. O empresário Arthur Wascheck Neto, responsável pela gravação de Marinho, foi um dos presos ontem pela polícia. De acordo com a PF, estão envolvidos no esquema de desvios mais de 20 empresas fornecedoras de serviços e prestadoras de serviços dos Correios.


Jornal do Brasil
"Zona Sul aplaude operação na Rocinha"
Durante seis horas, 300 policiais estiveram na Rocinha, na primeira operação em uma favela da Zona Sul desde maio, quando o governo Cabral ocupou o Complexo do Alemão e anunciou ações em outras comunidades. Atrás de um paiol, a polícia deixou a favela com apenas três armas apreendidas. Cinco pessoas foram presas, e 26 motos recuperadas. Nem mesmo o engarrafamento provocado pela interdição da Auto-Estrada Lagoa-Barra - com reflexos na Niemeyer, Gávea e Lagoa até as 14h30 - fez com que o morador da Zona Sul reclamasse da operação. Nas ruas, as pessoas disseram que já esperavam e que apóiam a ação. "O trabalho da polícia, mesmo causando alguns transtornos, é bem-vindo porque pode nos trazer mais segurança", argumentou Michele Santos, moradora de São Conrado. Dois dias depois de os moradores da Favela da Cotia terem posto fogo em dois ônibus e quatro carros na Estrada Grajaú-Jacarepaguá, o prefeito César Maia disse que estuda cassar a concessão das empresas se os ônibus não voltarem a circular pela via.

quinta-feira, agosto 02, 2007

As flores do jardim da nossa casa...


Parabéns ao Ubatuba Víbora

Sidney, parabéns pela resistência e pela coragem

O blog "Ubatuba Víbora" é um dos poucos espaços democráticos de informação em Ubatuba.
Sem demagogia, o "Ubatuba Víbora", hoje, acaba sendo um espaço de resistência e independência.
Vida longa e próspera ao blog!

Marcelo Mungioli

Despedida

Aos pilotos do TAM 3054

Quaisquer que sejam as conclusões da investigação em curso do recente e trágico acidente da TAM, estou convicto de que Kleyber e Stephanini não o desejavam; que envidaram seus melhores esforços no sentido de evitá-lo; que esperavam entregar seus passageiros sãos e salvos a seus familiares e amigos. Descansem em paz, companheiros, e um bom vôo para o novo destino.
Não conheci pessoalmente nem Kleyber nem Stephanini, mas isso não importa. Eram aviadores como eu. Com eles compartilhei o mesmo céu, os mesmos aeroportos, os mesmos prazeres e tensões da profissão. Talvez um deles, numa tarde perdida no tempo, estivesse na cadeira da esquerda daquele avião alinhado na cabeceira da pista 35L do Aeroporto de Congonhas, aguardando autorização da torre para decolar, enquanto eu, de meu Boeing 737-500, esperava, numa longa fila, a minha vez de entrar na arena. A cada decolagem, a cabeceira era ocupada pelo avião seguinte, e o mesmo ritual se repetia. Era uma sucessãode momentos solenes e mágicos, como aquele em que o touros encaram os toureiros antes dos embates finais. Naqueles momentos, éramos todos irmãos. De tribos diferentes, mas irmãos. Sabíamos dos perigos que diariamente nos rondavam. Eram ossos de um ofício perigoso, no qual as conseqüências de falhas humanas são muitas vezes catastróficas.Éramos todos dependentes emocionais da aviação. Ela nos atraíra desde meninos com força irresistível. Não houve como escapar a seu fascínio. Chegara a minha vez. Da cabeceira da pista, observando a fila de aviões que aguardavam minha partida, sabia que os olhares de meus companheiros estavam postos no Boeing azul e branco prestes a se lançar aos céus. Éramos novamente os meninos de calças curtas que passavam os sábados e domingos nas varandas abertas dos antigos aeroportos admirando os DC-3, Curtiss Commando, Convair e Constellations pousando e decolando. Éramos os mesmos,apenas nossos postos de observação agora eram melhores. Nunca foi fácil ser aviador. Enfrentar tempestades, pistas curtas e escorregadias, quase-colisões com outros aviões, acordar de madrugada, dormir tarde, passar noites voando, sacrificar vida pessoal, familiar e sentimental, não ver os filhos crescerem, não ter feriados, natal, ano novo, carnaval, fins de semana com a família nem com os amigos, comer apressado antes das descidas, sofrer de gastrite ou úlcera, embranquecer prematuramente os cabelos. De muita coisas nos privamos, mas jamais traímos aqueles meninos que um dia olharam para o céu e se deslumbraram; que não concebiam outra profissão que não a de aviador. Não era um veterano de cinqüenta e muitos anos quem pilotava o avião azul e branco naquela tarde distante; era o menino que eu um dia fora. Aceitávamos os riscos. Sabíamos que um dia talvez a sorte nos fizesse despencar do céu. Mas valia a pena. Em que outra profissão nos sentiríamos como águias ágeis e velozes? Que outro trabalho nos brindaria com mágicas noites de luar em catedrais de alvas nuvens? Onde mais achar crepúsculos assim?

Comandante Carlos Ari César Germano da Silva

Burguesia

London, London

O ex-ministro Luiz Gushiken (Comunicação), que há muito trocou o jeans por cashemere, demorou-se na escolha de roupas inglesas Burberry, na loja do Iguatemi (São Paulo), terça, pelas 19h. Caras, mas de ótima qualidade. (Cláudio Humberto)

Editorial

Golpismo

Quando o governo enfrenta dificuldades por lambanças de própria lavra começa a arenga em torno de um propalado golpismo, que só existe em cabeças que querem um terceiro mandato para Lula, esse sim um verdadeiro golpe na democracia. Há indícios facilmente detectáveis na mídia esquerdista da existência de uma corrente que trama nos bastidores para perpetuar “Nosso Guia” no poder, a exemplo do que faz Hugo Chávez na Venezuela. Vamos deixar claro que Lula é o presidente do Brasil eleito legitimamente e vai governar até o fim do mandato. Eu não votei nele nem tenho apreço pelo seu governo, mas ele é o meu presidente e vou defendê-lo contra golpes de qualquer natureza. Vale o mesmo raciocínio caso haja a tentativa de permanência. Lula é apenas um momento da democracia, seu tempo vai passar como tudo passa. A democracia não pode correr o risco de um terceiro mandato.

Sidney Borges

Dinâmica interativa

Terra Deusa mostra ações e reflexões por uma sociedade sustentável

O terceiro Terra Deusa, encontro de arte, ecologia e consciência ambiental, terminou esta semana em Boissucanga - São Sebastião, com a presença de grande público. Foram dez dias de intensa programação, com vivências, oficinas, palestras, circo, teatro, dança e atrações culturais.
Malu Gandra, membro do Comitê para a Cultura da Paz, da Unesco, abriu o evento com palestra, seguida de um programa de oficinas e apresentações artísticas que duraram 10 dias. O Terra Deusa terminou no último dia 29, com feira de trocas coordenada pela Secretaria Nacional de Economia Solidária.
A ASSU-Ubatuba levou para o público participante uma dinâmica interativa. Sobre uma coleção de arte, Karina Sarilho e Carlopio apresentaram os princípios da Carta da Terra e dicas ecológicas para uma vida sustentável.
Para Carlopio, diretor de Cultura da Assu-Ubatuba, “um evento desse porte, e com entrada franca é bastante oportuno para a comunidade conhecer temas atuais e diversificados como homeopatia, nutrição, física quântica, reciclagem. E também se divertir.”
O Terra Deusa teve participação de ONGs como Alnorte, Assu-Ubatuba,”Pés no Chão”, Supereco, Greenpeace, Agenda 21, Instituto Guapuruvu, Trilha das Artes, entre outras, e da Prefeitura de São Sebastião e do Parque Estadual da Serra do Mar.

Fonte: ASSU-Ubatuba

Chega. Estamos fartos...

TSE toma nova decisão sobre troca de partido

Também podem perder mandato os que trocaram de partido dentro da coligação

Tribunal respondeu a consulta formulada pelo deputado Ciro Nogueira (PP-PI).
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, nesta quarta-feira (1), que deputados federais, estaduais e vereadores que mudaram de partido após as eleições de 2006 estão sujeitos à perda de mandato mesmo que a troca tenha sido feita por uma legenda da mesma coligação.
Leia mais.


Nota do editor - Um dia a "dança dos partidos" vai ter de acabar. Do jeito que está eles não respondem aos anseios da sociedade, fogem à razão de existir, não são programáticos ou ideológicos, mas meros "passaportes" para as eleições.
Por falar nisso, está com data marcada o julgamento de um processo muito comentado na cidade. Dependendo do resultado haverá uma verdadeira limpeza nos quadros políticos atuais. Praxedes, alguém se lembra desse nome? Pois é esse processo mesmo, dez anos depois. Como diz o dito popular, a Justiça tarda, mas não falha. (Sidney Borges)

Manchetes do dia

Quinta-feira, 02 / 08 / 2007

Folha de São Paulo
"Falha ocorreu 2 segundos antes do pouso"
A caixa-preta do Airbus da TAM que explodiu em Congonhas mostra que a falha central no acidente ocorreu apenas dois segundos antes de o avião tocar no solo. Foi o momento em que o Airbus acelerou, em vez de frear. A transcrição da gravação da cabine do vôo, divulgada pela CPI do Apagão Aéreo, mostra que os pilotos acionaram os manetes na hora certa, tentando desacelerar os motores, mas o avião acelerou.

No dia 27, a Philips do Brasil publicou anúncio nos principais jornais manifestando seu apoio ao "Cansei". A carta da Philips foi alvo de muitas críticas, inclusive do governo. O presidente da Philips, Paulo Zottolo, 51, nega que o movimento tenha qualquer motivação política ou que vise derrubar o governo -e sugere que o presidente Lula se engaje no movimento. (...)

O Globo
"O último diálogo da tragédia - 'Não dá, não dá. Ai, meu Deus'"
Os instantes decisivos da conversa entre os pilotos do vôo JJ-3054, cuja transcrição foi divulgada na CPI do Apagão Aaéreo, revelam a tentativa desesperada de frear o Airbus A-320 da TAM. O brigadeiro Jorge Kersul, que investiga o acidente, confirmou que uma das manetes, alavancas que controlam a velocidade das turbinas, estava na posição de acelerar ao tocar o solo. Com o reversor da turbina direita travado, os pilotos recorreram aos spoilers (freios aerodinâmicos), que não funcionaram. "Desacelera, desacelera", disse um dos pilotos. "Não dá, não dá", responde o outro. Segundo Kersul, pode ter havido erro de leitura no computador. A análise inicial da caixa-preta deixou mais dúvidas do que certezas, e os especialistas afirmam que conclusões sobre as causas da tragédia são prematuras.


O Estado de São Paulo
"Caixas-pretas mantêm dúvidas sobre tragédia"
As informações das caixas-pretas do Airbus da tragédia de Congonhas são insuficientes para concluir que o acidente foi provocado por erro dos pilotos. Um manete de controle das turbinas estava na posição errada, conforme antecipou o Estado no início das investigações. Mas é possível que a falha tenha ocorrido porque os computadores de bordo comandavam a operação e não permitiram o uso dos freios manuais. Em relato aos integrantes da CPI do Apagão Aéreo da Câmara, o chefe do Centro de Investigação de Acidentes Aeronáuticos, brigadeiro Jorge Kersul Filho, apontou a hipótese de que o piloto tenha colocado o manete na posição correta, de ponto morto, porém uma falha dos computadores tenha mantido a alavanca na posição de aceleração. A CPI divulgou a transcrição dos últimos 30 minutos de diálogos travados na cabine do avião. Já na pista, o co-piloto pediu ao piloto que desacelerasse. "Não consigo, não consigo. Oh, meu Deus. Oh, meu Deus", foi a resposta.


Jornal do Brasil
"Fim da trégua desafia a herança dos Jogos"
A paz experimentada nos 15 dias do Pan revelou-se efêmera. O aparato de inteligência herdado dos Jogos não impediu que em 24 horas a cidade acumulasse 20 mortos em ações violentas, que surpreenderam a polícia. Depois de ônibus e carros serem incendiados na Estrada Grajaú-Jacarepaguá, em protesto à suposta execução de um estudante de 26 anos, a pista voltou a ser fechada por baderneiros. Em Bangu, 10 morreram no confronto de grupos criminosos. Na Penha, tiroteios deixaram um morto e uma criança de 9 anos ferida. Para o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, foram "fatos isolados". A transcrição das conversas entre os pilotos do Airbus da TAM que explodiu ao sair da pista em Congonhas mostra que não uma, mas uma série de falhas pode ter levado ao maior desastre aéreo do Brasil. De acordo com a caixa-preta, cujos dados foram reproduzidos na CPI do Apagão Aéreo, o primeiro sinal de problema no Airbus detectado pelos pilotos foi o não funcionamento do freio aerodinâmico assim que houve o toque na pista. Segundo a Aeronáutica, um dos manetes de potência também estava na posição incorreta durante o pouso, mas os envolvidos na investigação evitam considerar esse erro como o único fator que conduziu à tragédia.

quarta-feira, agosto 01, 2007

Marta a "gozadora"

Luiz Inácio falou



Cuidado golpistas...

"Se quiserem brincar com a democracia, ninguém sabe nesse país colocar mais gente na rua do que eu".

Lula

Pensata

Várias falhas humanas

As gravações das caixas-pretas do Airbus-A320 da TAM confirmam uma combinação explosiva, fatal: pilotos mal treinados, equipamentos falhos, condições precárias da pista, companhias gananciosas e inação do fabricante para corrigir defeitos e normas que já tinham causado acidentes anteriormente. Mais uma vez, o desastre de Congonhas tinha de ter sido evitado, e 199 vidas poderiam ter sido salvas.
O importante "furo" jornalístico de Fernando Rodrigues na Folha de S. Paulo, hoje, com os dados do vôo e as vozes dos pilotos, é um alerta geral de que é preciso mais cuidado, mais eficiência, mais responsabilidade para lidar com aviação. Os aviões são equipamentos fantásticos e seguros. O defeito está nas pessoas que os comandam, que os produzem, que possuem _pilotos,fabricante, donos.
Os dados mostram que o reverso e os "spoilers" (freios aerodinâmmicos) não funcionaram. Nada funcionou. Em vez de desacelerar e parar, o avião continuou acelerando, desgovernado, como se pilotos, manetes e computadores fossem incapazes de se entender.
Como não é a primeira vez que um avião com reverso pinado, ou seja, travado, se acidenta, é fundamental que a Airbus reveja o que está acontecendo com esse equipamento e impedir que aviões possam continuar voando por até dez dias mesmo com um deles inoperante. Já estão confirmados pelo menos dois acidentes, um em Taiwan e outro nas Filipinas, mas já começam a surgir informações sobre outros, um nos EUA e outro no Canadá.

Leia mais

Tragédia em Congonhas

Caixa-preta aponta que piloto não conseguiu desacelerar Airbus

Segundo a "Folha de S. Paulo", freios que ficam na parte de cima da aeronave também não estavam operando

Celso Júnior/AE
O piloto e o co-piloto que faziam o vôo 3054, que caiu após uma tentativa frustrada de pouso no dia 17 de julho no Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, perderam o controle do Airbus da TAM, segundo dados da caixa-preta que foram entregues aos deputados da CPI do Apagão Aéreo na terça-feira, 31, e ainda devem ser analisados em uma reunião marcada para esta quarta-feira, 1º.

Leia mais

Um jeito petista de ser

Oposição dos outros é golpe

Quer dizer que quando o PT gritava "Fora, FHC" e corria atrás dele para vaiá-lo, fazia apenas oposição - dura, mas democrática?
Mas quando o Maracanã vaia Lula, o pessoal da região dos Jardins, em São Paulo, grita "Cansei", e a mídia atribui ao governo parte da responsabilidade pela tragédia de Congonhas, é golpe? Ou tentativa de golpe?
Sei.
Então me respondam: E quando Lula, assim do nada, cita o golpe militar de 64 e diz que ninguem mais do que ele é capaz de pôr gente na rua, o que isso significa?
Não respondam. Eu sei. (Noblat)

Je T'aime... Moi Non Plus


Aniversário

Caro Sidney

Parece que foi ontem que enviei uma mensagem dizendo que seria impossível ficar sem o seu Blog.
Faz um ano, repito a frase do ano passado, parabéns.

Fernando Pedreira

“V CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE”

Eixos temáticos para propostas
V Conferência Municipal de Saúde – 05 de Agosto de 2007 – 08h às 18h
Salão da Igreja São Francisco – Ubatuba/SP

Eixo I: desafios para efetivação do direito humano à saúde no Século XXI - Estado, Sociedade e Padrões de Desenvolvimento - o objetivo é avaliar a situação da saúde no País, levando em conta os problemas prioritários, as possíveis causas e também as formas de enfrentamento, nos municípios, estados e Distrito Federal, tendo como perspectiva a atuação intersetorial;

Eixo II: Políticas Públicas parra a Saúde e Qualidade de Vidas - o SUS na Seguridade Social - tem como meta a defesa do Sistema Único de Saúde como Política de Estado e a afirmação da atenção à saúde como um direito de seguridade social. Outro aspecto importante será a avaliação do processo de consolidação do SUS, considerando seus princípios constitucionais e também as proposições do novo Pacto pela Saúde;

Eixo III: A participação da Sociedade na Efetivação do Direito à Saúde - busca refletir a construção de caminhos para a integração das diversas instâncias de controle social e a formulação de propostas para reorganizar e aprimorar os conselhos e conferências de saúde.


As diretrizes aprovadas

Dentro dessa proposta dos eixos I, II e III, enviamos as propostas aprovadas na IV Conferência Municipal de Saúde, solicitando colaboração de classificação das propostas dentro dos eixos temáticos, bem como de novas propostas, também dentro dos eixos I, II e III da V conferência municipal de saúde
O Envio será em quatro blocos, diários, para que as colaborações possam vir até Sábado, 04 de Agosto, e inseridas nas discussões que ocorrerão, na medida em que sejam pertinentes nos seus objetivos.

Os eixos temáticos escolhidos pelo Comus Ubatuba para a IV CMS foram os seguintes:


· URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
· SAÚDE BUCAL
· INTEGRALIDADE E ACESSO
· ASSISTÊNCIA HOSPITALAR
· PROTEÇÃO E PROMOÇÃO
· EDUCAÇÃO PERMANENTE
· INTERSETORIALIDADE
· FINANCIAMENTO EM SAÚDE
· PARTICIPAÇÃO E SOCIAL

Embora algumas das diretrizes possam ser entendidas como pertencentes a mais de um eixo pelo seu conteúdo, a opção de agrupá-las desta maneira tem como objetivo a simples organização sem o preciosismo de esgotar esta discussão.

Assim, enviamos hoje para apreciação as diretrizes aprovadas para os temas de “Proteção e Promoção” e “Educação Permanente”. Os que decidirem colaborar, pedimos que em primeiro lugar classifiquem as diretrizes abaixo nos três eixos anteriormente descritos, e que em seguida, ainda dentro do tema dos eixos I, II e III, façam suas propostas e sugestões.

1. Proteção e Promoção

· Campanhas educativas permanentes para controle da caramujos.
· Campanhas educativas permanentes para controle dos carrapatos.
· Zoonoses e vigilância sanitária: investimento na vigilância sanitária e no centro de controle de zoonoses com adequação através de melhora do espaço físico, aumento no número e capacitação de funcionários, transporte adequado e promoção de campanhas institucionais de conscientização para: re-introdução e ampliação dos programas sociais de castração dos animais domésticos (cães e gatos); disciplinar a propriedade e criação de animais de grande porte (eqüinos) nas áreas urbanas e de adensamento populacional; controle permanente e eficaz de caramujos africanos, carrapatos, ratos, simulídeos, flebótomos e aedes. Criar vínculos de compromisso com os demais setores da administração pública envolvidos, tais como, secretaria de educação na divulgação das campanhas em âmbito escolar, secretaria de assuntos jurídicos no apressamento das determinações legais, secretaria de meio ambiente e de obras.
· Campanha educativa única para ações de vigilância ambiental (PSF) garantindo a intersetorialidade com ênfase na posse responsável dos animais e fazendo cumprir a lei.
· Promover integração entre os diversos setores da Administração Pública e da Sociedade Civil organizada visando melhorar a resolubilidade das ações de Saúde Coletiva.
· Integração entre setores da administração pública e outros, campanhas educativas. Sugerir à Cetesb e a vig. Sanitária autue os infratores, aumentando a fiscalização, melhorando a atuação dos mesmos (fiscais) .
· Que os poderes públicos municipais exijam o cumprimento das ações de saneamento básico junto ao governo Estadual e Sabesp.
· Reestruturar a operacionalidade dos agentes fiscais ao atendimento das demandas da vigilância sanitária e promover a adequação da vigilância sanitária ao atendimento das denúncias da população sobre os terrenos.
· Campanhas educativas para esclarecer o papel da VISA adequando as necessidades do município.
· Contratar recursos humanos para intensificar ações da VISA do município, bem como equipar adequadamente o serviço (veículos, equipamentos e insumos pertinentes à VISA);
· Garantir a distribuição de hipoclorito de sódio para tratamento de água domiciliar, associada às ações educativas.
· Garantir espaço físico adequado para as equipes municipais de controle de simulídeos, contratação de pessoal, aquisição de veículos e equipamentos para implementar o mesmo.
· Aquisição de veículos equipamentos e insumos para implementar as ações de zoonoses, bem como contratar pessoal.
· Campanhas educativas para correto acondicionamento e destinação final dos resíduos sólidos.
· Saneamento básico: cumprimento das responsabilidades do poder público municipal no que tange às pendências da promoção da melhor qualidade de vida da população não comprometendo os recursos destinados à saúde. Na execução das políticas públicas de saneamento básico, dentre elas: melhora nos procedimentos de coleta; transporte e disposição do lixo com aproveitamento da organização pública, privada e de cooperativas para o processamento dos resíduos sólidos recicláveis. Fiscalizar a emissão de esgotos e poluentes nas águas fluviais e no mar.

6. Educação permanente

· Informatização da rede com prontuário digital e implantação do cartão SUS.
· Falta de prontuário médico unificado: informatização do prontuário médico. Avaliação dos programas existentes, levantamento das necessidades específicas da saúde e implantação de CPD da saúde disponibilizando de dados para pesquisa científica.
· Informatização da rede com prontuário digital.
· Garantia de atendimento psicológico para todos, ampliando a oferta através de estratégias tais como terapia comunitária e equipes matriciais (psicólogos, fisioterapeutas, assistente social, educador físico e nutricionistas, dando apoio aos trabalhadores do psf).
· Implantar Conselho Gestor de Unidades (CGU) em 100% do município, garantindo os direitos dos usuários e divulgando os locais para encaminhamento de reclamações e sugestões (COMUS, Ouvidoria e Conselhos Gestores de Unidades). E seja encaminhado como projeto de Lei.
· Criação de planilhas locais contendo orientações detalhadas do SUS em Ubatuba (horários, datas de atendimento, fluxograma, nome de responsáveis) para distribuir entre usuários.
· Capacitação para recepcionista dentro da equipe de PSF e demais unidades de saúde.
· Desenvolver parcerias junto aos órgãos públicos e outras instituições privadas para realização de ações voltadas aos adolescentes
· Garantir material didático para desenvolvimento de atividades educativas pelos trabalhadores de saúde.
· Garantir a educação permanente de funcionários, para um atendimento humanizado com responsabilidade. Contratação de profissionais. Aumentar o teto físico e financeiro para exames, prazo de entregas definidas dos mesmos e organização do serviço já existente.
· Garantir atendimento íntegro e humanizado, selecionando e capacitando os profissionais sob a ótica da EPS.
· Capacitar trabalhadores para garantir a implantação dos programas de saúde da mulher, do homem e do adolescente e seus protocolos introduzindo-os na Atenção Básica sobre a ótica da EPS através da problematização, envolvendo profissionais de saúde, usuários e gestor; propiciando trocas de experiências entre equipes de PSF e demais profissionais de saúde (reuniões, sites, grupos de estudos) e criando preceptorias (Ex: médicos especialistas capacitando médicos da atenção básica). Garantir subsídios financeiros para interessados em capacitação com divulgação ampla de toda oferta de capacitação que surgir para os profissionais da saúde.
· Realizar, com freqüência determinada, momentos de educação permanente com os profissionais de saúde bucal da rede municipal, abordando temas relativos às suas áreas de atuação.

Amanhã disponibilizaremos mais propostas para avaliação, classificação e inserção de novas propostas.


Nossos agradecimentos antecipados a todos os cidadãos colaboradores.

Maurício Moromizato
Presidente do COMUS e Presidente da V Conferência Municipal de Saúde de Ubatuba
mauriciomoromizato@uol.com.br

Ubatuba em foco

Mesmice...????? Patinando...?????

Prezado Sidney,

Em relação a seu artigo
cujo título copiei nestas linhas que lhe escrevo, você fez algumas colocações que em respeito às pessoas presentes na ocasião, eu gostaria de comentar.
Em primeiro lugar, tenho que discordar do título e do sentido dado por você ao artigo.

O que estava acontecendo aqui naquele famigerado dia não era absolutamente mesmice ou patinação. Exatamente ao contrário, se discutia de forma inédita nesta cidade, uma composição de forças políticas em um projeto de governabilidade para o município.
Se alguns atores ali presentes já têm uma história política na cidade, gostemos ou não isto lhes dá legitimidade para tentarem fazer propostas novas.
Dentre estas pessoas, estavam (exceto o atual prefeito Eduardo César) os 3 candidatos a prefeito mais votados na última eleição e que juntos somaram 25.141 (63,22%) votos (Paulo Ramos, Pedro Tuzino e Rogério Frediani). Estavam também, 3 dos vereadores mais questionadores e combativos da atual Câmara Municipal que são os Srs Charles Medeiros, Jairo dos Santos e Edílson Félix. Ainda tínhamos aqui presidentes e representantes de diversos partidos políticos, incluindo os historicamente antagônicos PSDB e PT. Podemos citar ainda que dentre os presentes havia um ex-prefeito, 1 ex-vice-prefeito e 4 ex-presidentes da Câmara Municipal. Ausente na reunião estava o Sr Sergio Carybé que havia textualmente declarado ao presidente do PSDB sua desistência da candidatura.
A proposta inovadora, ao contrário do que dá a entender seu artigo era de governabilidade e união de forças para uma melhor gestão do município.
Eu pessoalmente acredito que governos de coalizão costumam ter mais equilíbrio, maturidade e resultados do que os de costume. Gosto do dito popular que proclama que várias cabeças (que conhecem muito bem a cidade) costumam pensar melhor que uma.
Ao meu ver, nem sempre o novo é melhor só por ser novo.
Ao nos depararmos com "novidades" temos que questionar qual a capacidade real destas pessoas levarem a cabo uma gestão. Qual sua formação técnica? Qual sua experiência em gestão pública? Qual sua experiência política? Qual sua capacidade de honrar compromissos levando-os até o fim????? Qual seu conhecimento da cidade? Qual sua capacidade e experiência de gerenciar equipes? Quais suas propostas afinal???
Será que uma pessoa pode ser bom candidato somente por ter dinheiro ou supostas boas intenções???? Será que distribuir dinheiro e favores à população em manobras populistas e eleitoreiras fazem de qualquer novidade um bom candidato????
Infelizmente a história política nos mostra que em Ubatuba, ao trocarmos a gestão municipal pelo novo, geralmente nos damos muito mal, não é mesmo? Ao simplesmente trocarmos pelo novo, corremos então sim o risco de trocar 6 por 3 e depois 3 por 1,5 e patinarmos cada vez mais até que o gelo derreta... e finalmente mudemos Ubatuba (de lugar)...
Um grande abraço,


Hugo Gallo Neto
hugo@aquariodeubatuba.com.br

Nota do editor - Para responder às considerações do Senhor Hugo Gallo, vou repetir o texto publicado acima intercalando minhas observações. (Sidney Borges)

MESMICE...???? PATINANDO...?????

Prezado Sidney,
Em relação a seu artigo cujo título copiei nestas linhas que lhe escrevo, você fez algumas colocações que em respeito `as pessoas presentes na ocasião, eu gostaria de comentar.
Em primeiro lugar, tenho que discordar do título e do sentido dado por você ao artigo.


Discordar é um direito democrático.

O que estava acontecendo aqui naquele famigerado dia não era absolutamente mesmice ou patinação. Exatamente ao contrário, se discutia de forma inédita nesta cidade, uma composição de forças políticas em um projeto de governabilidade para o município.

A forma está há anos-luz de ser inédita. “Ubatuba Sim”. Você está lembrado? Ubatuba não tem boas recordações.

Se alguns atores ali presentes já tem uma história política na cidade, gostemos ou não isto lhes dá legitimidade para tentarem fazer propostas novas.

A minha opinião é diferente. Certos atores políticos ali presentes deveriam estar aposentados. Ubatuba agradeceria.

Dentre estas pessoas, estavam (exceto o atual prefeito Eduardo César) os 3 candidatos a prefeito mais votados na última eleição e que juntos somaram 25.141 ( 63,22%) votos (Paulo Ramos, Pedro Tuzino e Rogério Frediani). Estavam também, 3 dos vereadores mais questionadores e combativos da atual Câmara Municipal que são os Srs Charles Medeiros, Jairo dos Santos e Edilson Félix. Ainda tínhamos aqui presidentes e representantes de diversos partidos políticos, incluindo os históricamente antagônicos PSDB e PT . Podemos citar ainda que dentre os presentes havia um ex-prefeito, 1 ex-vice-prefeito e 4 ex-presidentes da Câmara Municipal. Ausente na reunião estava o Sr Sergio Carybé que havia textualmente declarado ao presidente do PSDB sua desistência da candidatura.

A soma do número de votos de candidatos derrotados não constitui base para se fazer projeções. Cada eleição é um caso, o que passou, passou. Esse raciocínio não tem fundamentação científica. O que você pode ter plena certeza é que as rejeições tendem a se somar, as adesões não. E convenhamos, rejeição é o que não falta na foto.

A proposta inovadora, ao contrário do que dá a entender seu artigo era de governabilidade e união de forças para uma melhor gestão do município.

Proposta inovadora? Onde? Qual proposta? O que eu vi na foto foi um grupo heterogêneo, com pessoas conhecidas pelo temperamento forte querendo o poder. Ainda não vi propostas. Quando existirem eu publicarei para que a população julgue. Desde que me sejam enviadas.

Eu pessoalmente acredito que governos de coalizão costumam ter mais equilíbrio , maturidade e resultados do que os de costume. Gosto do dito popular que proclama que várias cabeças (que conhecem muito bem a cidade) costumam pensar melhor que uma.

O governo Lula é um governo de coalizão. Você gosta?

Ao meu ver, nem sempre o novo é melhor só por ser novo.

Isso é verdade, concordo em gênero número e grau, senão só me restaria o suicídio. Há muito tempo deixei de ser novo.

Ao nos depararmos com “novidades” temos que questionar qual a capacidade real destas pessoas levarem a cabo uma gestão. Qual sua formação técnica? Qual sua experiência em gestão pública? Qual sua experiência política? Qual sua capacidade de honrar compromissos levando-os até o fim????? Qual seu conhecimento da cidade? Qual sua capacidade e experiência de gerenciar equipes? Quais suas propostas afinal??
Será que uma pessoa pode ser bom candidato sómente por ter dinheiro ou supostas boas intenções???? Será que distribuir dinheiro e favores à população em manobras populistas e eleitoreiras fazem de qualquer novidade um bom candidato???? Infelizmente a história política nos mostra que em Ubatuba, ao trocarmos a gestão municipal pelo novo, geralmente nos damos muito mal, não é mesmo? Ao simplesmente trocarmos pelo novo, corremos então sim o risco de trocar 6 por 3 e depois 3 por 1,5 e patinarmos cada vez mais até que o gelo derreta...e finalmente mudemos Ubatuba (de lugar)...


O candidato ideal não precisa ser um expert em nada, mas também não pode ser ignorante, tem de ser suficientemente esclarecido para não comprar gato por lebre e tem também que almejar horizontes maiores. E ser honesto. Enfim não é fácil encontrar um candidato assim, por isso ele é ideal. Mas como ainda falta muito tempo para a eleição, quem sabe apareça alguém que se aproxime desse perfil. Ou quem sabe algum dos presentes na foto surpreenda e mostre que sob o disfarce de patinho feio há um garboso cisne disposto a resgatar a mocinha dos braços do dragão. Estou indo longe demais. Um grande abraço, esse debate certamente vai contribuir para o fortalecimento da cultura política da cidade.

Outro grande abraço,

Sidney Borges

Manchetes do dia

Quarta-feira, 01 / 08 / 2007

Folha de São Paulo
"Caixa-preta indica erro do piloto"
Dados da caixa-preta do Airbus-A320 da TAM indicam que houve falha humana na tentativa de pouso no último dia 17 em Congonhas, quando 199 pessoas morreram. Segundo os dados da caixa-preta que a Folha obteve, erros teriam ocorrido na operação de um dos manetes (as alavancas de controle das turbinas), colocado em posição incorreta antes do pouso e no momento da aterrissagem.


O Globo
"Empresas avisam que não podem cumprir novas rotas"
As companhias aéreas levaram ontem ao Ministério da Defesa a preocupação do setor com a decisão do governo de criar uma nova malha aérea no país. Representantes da Gol e da TAM se queixaram ao assessor especial do ministério, brigadeiro Jorge Godinho. As empresas consideram que as resoluções do Conselho Nacional de Aviação Civil (Conac) significam uma intervenção grave no mercado e podem inibir investimentos, por estarem em direção oposta ao que acontece no resto do mundo. Segundo os empresários , não há aviões suficientes para cumprir as rotas determinadas, estabelecendo ligações ponto a ponto a partir do Aeroporto de Congonhas. Houve reclamações ainda em relação à falta de uma consulta às duas partes mais importantes do processo - empresas e passageiros. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) decidiu mudar seu regimento para atender mais rapidamente às decisões do Conac.


O Estado de São Paulo
"Adiada a reforma, Cumbica terá operação tapa-buraco"
O Ministério da Defesa anunciou ontem o adiamento para fevereiro da recuperação total da pista principal do Aeroporto de Cumbica. Até lá serão executados apenas "reparos", entre meia-noite e 6 horas. É o segundo adiamento do serviço: o início estava marcado para 23 de julho, mas foi suspenso por causa do acidente com o Airbus da TAM e da transferência de muitos vôos de Congonhas para Cumbica. A pista está com o asfalto no limite da vida útil, como mostrou o Estado anteontem e como confirmou ontem o superintendente de Empreendimentos de Engenharia da Infraero, Armando Schneider Filho, em depoimento à CPI do Apagão Aéreo. "Aconselho a imediata reforma da pista principal do Aeroporto de Guarulhos", disse Schneider. Ele teme que a segurança dos vôos seja afetada na próxima estação chuvosa, com estouro de pneus. Schneider e o presidente da Infraero, José Carlos Pereira, admitiram à CPI que desde 2004 a empresa tem autorização para reformar a pista.


Jornal do Brasil
"Rio ganha reforço e desiste do Exército"
O governador Sérgio Cabral desistiu de pedir tropas do Exército nas ruas do Rio. Cedeu depois de obter da Secretaria Nacional de Segurança Pública 2.400 homens da Força Nacional e 300 policiais rodoviários, que continuarão nos limites do Estado, liberando o contingente da FNS para o patrulhamento das vias expressas da cidade. Além disso, 550 dos carros de polícia usados no Pan ficarão com o governo estadual. Cabral também anunciou um concurso para contratar mais 2 mil PMs e a passagem do controle de trânsito da Zona Sul para a Guarda Municipal. A Inteligência criada para os Jogos mapeou ações do tráfico que a polícia, tão logo acabou a competição, já enfrenta em operações coordenadas.

terça-feira, julho 31, 2007

Parabéns

Caro Sidney,

Aqui vão os meus parabéns por este seu sério, abnegado, voluntário (diário e exaustivo) trabalho. É bom contar com o Víbora! Aquele abraço!

Ronaldo Dias

Aniversário do Víbora

Viva 31 de julho !!!

Prezado amigo Sidney Borges

Parabéns, longa vida à Víbora !
Admiro e agradeço sua teimosia em querer nos manter informados. Imagino que esse exercício diário deve ser difícil, mas, com ele, saimos ganhando muito.

Dedico ao aniversário do Ubatuba Víbora a resistência proposta por José de Saramago:

"O que as vitórias tem de mal, é que não são definitivas;
o que as derrotas tem de bom, é que não são definitivas."

Um forte abraço,

Renato Nunes

Da série: Besteiras a granel

Café e exercícios podem proteger a pele do sol, diz estudo

da BBC Brasil
Uma xícara de café pode ajudar a proteger a pele do sol, de acordo com cientistas americanos.
Uma combinação de exercícios físicos e água com cafeína reduziu os danos causados por radiação ultravioleta, emitida pelo sol, em ratos de laboratório.

Leia mais

Nota do editor - A notícia seria confortante fosse eu um rato de laboratório. (Sidney Borges)



Lalaurápio...

Ex-juiz Nicolau volta para cela da PF

De O Globo, hoje:
"O juiz aposentado Nicolau dos Santos Neto voltou a cumprir pena em regime fechado depois que a Justiça Federal entendeu, na última sexta-feira, que ele sofre de "reações depressivas", e não de um quadro de depressão grave, o que servia de argumento da defesa para mantê-lo em prisão domiciliar em sua mansão no bairro do Morumbi. Condenado a 26 anos e seis meses pelo desvio de verbas da construção do Fórum Trabalhista de São Paulo, Nicolau voltou à carceragem da Polícia Federal (PF), onde já ficou preso por 204 dias, depois de mais de sete meses foragido, em 2000. Por ser ex-magistrado, Nicolau ficará na PF até que a Justiça encontre vaga em cela especial num presídio paulista.
A juíza da 1 Vara Federal Criminal, Paula Mantovani Avelino, foi quem determinou a prisão. Ela acatou o pedido do Ministério Público Federal, feito com base num laudo pericial elaborado pela Coordenação de Saúde da Secretaria de Administração Penitenciária. O documento conclui que ele não apresenta sintomas de uma depressão profunda, mas somente reações depressivas a partir de episódios esporádicos."


Nota do editor - Lalau deu azar, foi apanhado como exemplo. Se investigassem cuidadosamente os três poderes, poucos escapariam da prisão. Os criminosos que os portugueses enviaram para cá, a partir de 1500, produziram descendentes hábeis. (Sidney Borges)

Um pouco tarde...

TAM decide não pousar com reverso travado em pistas curtas

Empresa admite ser perigoso operar com aviões que não possam usar o acionamento dos reversos das turbinas

Tânia Monteiro, do Estadão
BRASÍLIA - A companhia aérea TAM decidiu que seus aviões não voam mais com o reverso das turbinas pinado. A regra vale para todos os vôos, mas é considerada exigência fundamental para operações de aterrissagem e decolagem em aeroportos com pistas curtas, como os de Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio. A partir de agora, a TAM só admite voar com o reverso pinado (travado) em aviões que façam escalas apenas em aeroportos com pistas longas e com grandes áreas de escape.
A decisão, que já é do conhecimento da Aeronáutica, e foi confirmada pela própria empresa ao Estado, significa, na prática, que a TAM admite ser perigoso operar em pistas curtas com aviões que não possam usar, como último recurso de segurança, o acionamento dos reversos das turbinas.

Leia mais

Nota do editor - Duzentos cadáveres foram necessários para que os luminares da TAM enxergassem o óbvio. Avião em pane é avião no chão, na manutenção. Fico me lembrando da fábula da galinha dos ovos de ouro... (Sidney Borges)

A ACIU informa:

3º Festival Gastronômico e Cultural de Ubatuba

Ubatuba realiza o 3º Festival Gastronômico e Cultural da cidade. A terceira edição traz o melhor da gastronomia de Ubatuba


Dos dias 06 à 27 de agosto, será uma verdadeira delícia visitar a cidade de Ubatuba.
O município que está localizado no litoral norte paulista, já é um destino turístico muito conhecido por sua extrema beleza. São mais de 80 praias, sendo algumas desertas, ilhas, cachoeiras, hotéis, pousadas e excelentes restaurantes.
A novidade agora é que além de ser um paraíso turístico, Ubatuba também se tornará um paraíso gastronômico.
Entre os dias 06 e 27 de agosto, acontece na cidade o 3º Festival Gastronômico e Cultural de Ubatuba, onde os restaurantes irão oferecer receitas da região e pratos sofisticados com ingredientes típicos.
O evento alia oficinas gastronômicas, palestras, intervenções culturais, degustações e muitas outras atividades de entretenimento.
O Festival trata da união dos principais empresários da gastronomia da cidade que promovem uma série de ações culturais e promocionais para fomentar o turismo local.
Alfredo Luiz Filho que é proprietário do restaurante Senzala, diretor da Associação Comercial de Ubatuba e vice-presidente da Associação de Restaurantes de Ubatuba, diz que o festival é de grande importância para promover a gastronomia do município, pois além de fortalecer o mercado, impulsiona o turismo local. Alfredo acrescentou que Ubatuba já é por vocação uma cidade turística e que agora vão lutar para que o festival passe a fazer parte do calendário da cidade.
Durante todo o festival, Walter Mancini do famoso restaurante Famíglia Mancini, uma equipe de docentes do Centro Universitário SENAC de Campos do Jordão e colaboradores da ABRASEL - Associação Brasileira de Bares e Restaurantes ministrarão palestras.
Com o apoio de empresas privadas e parceria com a Prefeitura e universidades da região, o Festival vem trazendo um público fiel, com alto poder de compra e formador de opinião para a cidade.
Nestes eventos, a AREUBA - Associação de Restaurantes de Ubatuba vem criando melhorias e benefícios aos estabelecimentos associados, qualificando e capacitando a mão-de-obra, fidelizando clientes, promovendo os próprios restaurantes, marcas participantes e estreitando o relacionamento com os fornecedores.
Ubatuba é uma cidade que vale e muito a pena você visitar. E o terceiro festival gastronômico tem tudo para ser o melhor já realizado na cidade.
Não perca essa oportunidade tão saborosa! Venha ver, experimentar e se deliciar. (Cristiane Zarpelão)

Mesmice...



Patinando...

Eles dizem que vão mudar Ubatuba. Quem sabe para o alto da serra. Com o aquecimento global e o degelo a cidade corre risco de ser inundada. Não perca, em breve Ubatuba em novo sítio, aliás a cidade muda de quatro em quatro anos embora os atores sejam sempre os mesmos e os coadjuvantes que dizem sim também. Ubatuba precisa de uma terceira via, tiramos o "seis" e colocamos o "meia dúzia" e agora querem voltar ao "seis". Falta imaginação nesta cidade. Ubatuba merece mais. Na próxima vez vote em competência, senão o seu dinheiro vai ser jogado fora. Ubatuba pode mudar desde que seja administrada com um mínimo de seriedade. Pense nisso.

Sidney Borges

Luto no cinema


Michelangelo Antonioni e a atriz Maria Schneider durante as filmagens de “O Passageiro - Profissão: Repórter” (1975)

Morre aos 94 anos o diretor de cinema Michelangelo Antonioni

da Efe, em Roma
O diretor de cinema italiano Michelangelo Antonioni, 94, morreu na noite desta segunda-feira, em Roma. De acordo com a agência italiana Ansa, Antonioni morreu às 20h (15h de Brasília), em sua casa, ao lado de sua mulher, Enrica Fico.
O corpo do diretor italiano será velado nesta quarta-feira na Prefeitura de Roma e depois será levado para a sua cidade natal, Ferrara, no norte da Itália.
"Com Antonioni desaparece não só um dos nossos maiores diretores, mas também um mestre do cinema moderno. Graças a ele chegaram à grande tela as problemáticas mais duras do mundo contemporâneo, como a falta de comunicação e a angústia", disse o prefeito de Roma, Walter Veltroni.

Leia mais

 
Free counter and web stats