sábado, junho 16, 2007


Políticos

O espelho trincou

De André Petry na VEJA deste fim de semana:
"Um senador nordestino e veterano em política diz: ''O problema é que quase todos os senadores têm sua Mônica e seu Zuleido''.
O senador Renan Calheiros já tem quase três décadas de vida pública. Em 1978, venceu sua primeira eleição para deputado estadual em Alagoas. É um político hábil. Já foi líder de governo, já foi ministro e hoje preside o Senado. No escândalo de suas relações promíscuas com um lobista de empreiteira, ele tem dado mostras evidentes de seu talento político: o Senado, não todo, mas quase todo, está francamente a seu favor. É bem verdade que boa parte desses senadores age assim por medo. Medo de Renan Calheiros porque ele já foi ministro da Justiça e, como tal, mandava na Polícia Federal. Os senadores, por alguma razão inexplicável, costumam ter medo da Polícia Federal. Não todos, mas quase todos da tropa de choque de Renan.
Também é verdade que esses senadores protegem Renan por um verdadeiro sentimento de solidariedade. Coisa real, autêntica. De irmão para irmão. A melhor definição para essa irmandade foi dada por um senador, nordestino e veterano em política, que infelizmente pede para não ser identificado. Ele diz: "O problema é que quase todos os senadores têm sua Mônica e seu Zuleido". Mas, ignoremos as amantes e os empreiteiros e reconheçamos que o comportamento bovinamente indecente da maioria dos senadores resulta do brilho, do talento, da habilidade política de Renan.
Pois não é que, com três décadas de vida pública, Renan está caindo numa armadilha criada por ele mesmo? Desde o início do Renangate, o senador adotou a tática do espelho, que consiste em usar a imagem refletida, que é sempre o inverso do real. Então, tudo o que o senador aparenta, tudo o que diz, tudo o que alega, é na verdade o seu exato oposto. Primeiro, tentou vender a idéia de que a imprensa invadiu sua vida privada, mas era o próprio senador que, ao expor sua vida pessoal para nela escudar-se, invadiu a vida pública. Depois, seguindo na tática do espelho, tentou dizer que as denúncias que o fazem sangrar são um ataque ao Senado, mas era o contrário: o senador é que, sangrando na cadeira de presidente, era, ele mesmo, um ataque à instituição.
Com suas atitudes espelhadas, Renan está tentando escapar da guilhotina. Tem todo o direito de fazê-lo. Se colar, colou. A maioria dos senadores reza para que cole. O único problema é que o espelho começou a trincar. VEJA mostrou que suas contas não fecham. O Jornal Nacional mostrou que suas vendas de boi não batem. Cada explicação do senador precisa de outra explicação, que logo requer uma terceira, formando um incessante conjunto de explicações sobre coisas que só podem ser inexplicáveis.
Para os senadores, para aqueles que têm Mônica, Zuleido e medo, não haveria incômodo em deixar Renan se explicando pela eternidade. O problema é que, ao confundir o público com o privado, ao confundir sua figura pessoal com a imagem do Senado, Renan, com seu naufrágio, está afundando o próprio Senado. É coisa séria. Não é o mandato de um senador que entra em jogo, mas o papel de uma instituição. Diante disso, Renan, com seu brilho, seu talento, sua habilidade política, deveria pedir licença do Senado. Entregaria a presidência ao sucessor, teria todo o tempo do mundo para preparar uma explicação – uma só – e evitaria que o Senado perdesse o que ainda lhe resta de credibilidade e respeito. Vamos lá, Renan, salve o Senado!"

Devagar a mordaça vai se instalando...

Jornal de SP é proibido pela Justiça de publicar denúncias

Da Folha de S.Paulo, hoje:
"A Justiça Estadual proibiu o semanal "Folha de Vinhedo", do interior de São Paulo, de publicar uma entrevista que envolveria autoridades do Judiciário e do Executivo municipais e empresários da cidade em supostos casos de corrupção. Foram duas sentenças contra a publicação: a primeira no dia 1º, e a outra, ontem.
Em entrevista gravada, o ex-secretário jurídico de Vinhedo, Paulo Cabral, citou diversas autoridades em casos de irregularidades, tais como superfaturamento e tráfico de influência. Cabral diz que dois promotores da cidade e um juiz estavam "fechados" com o prefeito Kalu Donato (PR), para impedir que o político fosse prejudicado em possíveis ações judiciais.
Na primeira sentença, a juíza Ana Lúcia Xavier Goldman, da 1ª Vara Cível de Jundiaí (SP), diz que a publicação das denúncias iria "macular a credibilidade do Poder Judiciário e do Ministério Público de Vinhedo". Ela decretou segredo de Justiça no processo e estipulou multa de R$ 500 mil "por cada publicação e por cada dia de veiculação das matérias"."

Comunidade

1º Torneio da AMAI movimenta o Alto do Ipiranguinha

A AMAI – Associação de Moradores do Alto do Ipiranguinha realizou nos dias 02 e 03 de junho o 1º Torneio de Futebol Society do Alto do Ipiranguinha, no campinho feito pelos moradores na Rua Maria Amaro.
O evento contou com 24 equipes: 09 na categoria mirim (crianças) e 15 na categoria livre (adultos) e com a participação da população que compareceu em grande número para prestigiar os atletas, mesmo com a chuva tentando atrapalhar.
O Campeão na categoria adulto foi a equipe “Guerreiros”, que na final venceu a equipe do “Santos”, segundo colocado. A equipe “Sete homens em busca de um título” ficou com a terceira colocação.
Na categoria Mirim o time vencedor foi o “Barbudinhos” que derrotou o “Sancô”. Em terceiro lugar ficou o “Favelinha”.
“A Prefeitura, através da Secretaria de Esportes, ficou de dar-nos um apoio, mas na última hora, desistiu. Só com muita correria, força de vontade e o apoio de alguns colaboradores como do Vereador Edílson Félix, do Caribe, ciclista Ratão, Henrique, Neguinho, da Papelaria do Povão e da Bianca Modas é que conseguimos realizar o torneio”, disse o Brother Wanderlei, organizador e presidente da Associação.
Agora, nos dias 23 e 24 deste mês, será a vez das mulheres, pois será realizado o 1º Torneio Feminino de Futebol Society da AMAI. Compareça! (Elizeu Santos)

ACIU em movimento

Tudo pronto para a inauguração do Clube ACIU

A Associação Comercial de Ubatuba, realizará no próximo dia 26 de junho- 3a feira, a partir das 20h00, a inauguração da sua Sede Social que foi denominada como "Clube da ACIU"- Rua Maria Madalena 454- Taquaral.
A estrutura do clube conta com uma área de aproximadamente 31.000 m2, que contém churrasqueira, salão de festas, cozinha, campo de futebol, quadra de volley, sala de jogos, piscina, playground e muita área verde.
De acordo com o presidente da ACIU, Ahmad Khalil Barakat, o clube conta com 22 apartamentos que serão transformados em uma pousada-escola. "A nossa intenção é buscar parceiros para este novo projeto, para capacitar a nossa mão de obra, como cursos de camareira, recepcionista entre outros", diz Ahmad.
O presidente acrescentou ainda, que há a intenção de realizar na cozinha do clube, cursos de manipulação de alimentos transformando-a também em uma cozinha-escola.


A festa de inauguração- Arraiá ACIU

A inauguração terá como tema a I Festa Junina da ACIU, e segundo os diretores da entidade o Arraiá ACIU será um “festão”. O evento contará com barracas típicas, bingo, show de banda ao vivo e claro a famosa quadrilha.
A ACIU disponibilizará aos convidados gratuitamente quentão, vinho-quente, pipoca, doces típicos, churrasco, refrigerante e cachorro quente. “É coisa que num acaba mais sô”, brinca um diretor da ACIU.
A ACIU informa que toda a renda das barracas da Pescaria, do Bingo e da Cerveja será destinada à entidades carentes.
Ahmad conta com a presença de todos os associados e diz que a expectativa para a inauguração da sede social é grande. “Agora teremos uma sede social de verdade, com espaço amplo, uma infra-estrutura maravilhosa para recepcionar os nossos associados e seus familiares, um espaço em que o empresário poderá também organizar confraternizações com seus funcionários, festas, cursos, além claro de envolver os empresários da cidade. Esta conquista veio graças a sede própria que inauguramos recentemente”.


Convites

Cada empresa filiada à entidade terá direito a dois convites gratuitos, os convites adicionais custam R$ 10,00. Crianças menores de 10 anos não pagam.
Os convites devem ser retirados na Sede da ACIU, à Rua Esteves da Silva, 51, a partir do dia 20 de junho- quarta-feira, na Assessoria de Comunicação da entidade e falar com Cristiane.
Esperamos por vocês!!!

Fonte: Cristiane Zarpelão

Manchetes do dia

Sábado, 16 / 06 / 2007

Folha de São Paulo:
"Após acusações, Senado adia decisão sobre Renan"
Diante da acusação de que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), teria apresentado documentos falsos em sua defesa, o Conselho de Ética da Casa decidiu adiar a votação do pedido de arquivamento do processo contra ele por quebra de decoro parlamentar. A votação ficou para a próxima terça-feira.


O Globo:
"Denúncia adia julgamento e Renan já tem nova versão"
A denúncia do uso de notas frias para justificar rendimentos impediu o presidente do Senado, Renan Calheiros, de arquivar o processo contra ele no Conselho de Ética. O julgamento foi adiado para terça-feira. Pressionado, propôs perícia nos documentos, a ser feita pela PF. Mas, em menos de 24 horas, mudou sua versão sobre a origem das notas. Antes, responsabilizara o veterinário Gaulter Peixoto pela venda do gado. Ontem, disse que Zoraide Beltrão, dona de um frigorífico, é a responsável pelas notas suspeitas. Ouvida pelo "Jornal Nacional", ela disse que já fez negócios com Renan, mas jamais emitiu recibos.


O Estado de São Paulo:
"Lista de propina da máfia do jogo tem 84 delegacias"
Papéis apreendidos com o advogado Jamil Chokr compõem minuciosa contabilidade da propina paga pela máfia dos caça-níqueis aos policiais civis de São Paulo, informam Bruno Tavares e Marcelo Godoy. O Estado teve acesso a planilhas (reprodução ao lado) incorporadas ao inquérito aberto pela Corregedoria da Polícia e pelo Ministério Público Estadual. Os papéis indicam que as 8 delegacias seccionais e 84 dos 93 distritos policiais recebiam dinheiro semanalmente. O total destinado aos policiais variava conforme o número de caça-níqueis em funcionamento na área de cada distrito e a máfia pagava um valor entre R$ 30 e R$ 40 por máquina. As tabelas seguem o padrão das inscrições feitas por Chokr nos envelopes com dinheiro achados no carro em que ele sofreu um acidente no dia 25. A contabilidade aponta o 7º Distrito Federal, na Lapa, como o que mais recebia propina: R$ 4,4 mil entregues toda sexta-feira. O advogado costumava fazer anotações à mão nas margens das planilhas. Numa delas, parece sugerir aos policiais que o valor da propina pode subir, caso as atividades de fiscalização sejam reduzidas: "Parem de bater que a gente sobe".


Jornal do Brasil:
"Shopping da droga em Ipanema"
No coração da boemia de Ipanema, traficantes montaram um shopping de venda de maconha, crack, cocaína, ecstasy e até LSD. A menos de um mês do Pan, a boca-de-fumo no asfalto funciona a todo vapor num bar, perto da esquina das ruas Barão da Torre e Farme de Amoedo, a 100 metros do acesso ao Morro do Cantagalo. Os compradores são jovens de classe média, freqüentradores dos bares das redondezas. As disputas entre os traficantes culminaram com execução a tiros de um homem, ontem de madrugada. A polícia diz que o ponto é conhecido, mas nenhuma ação de pressão foi realizada.

sexta-feira, junho 15, 2007

Frases de efeito...



Negócio da China

Livrinho vermelho

Passo pela fila dos aposentados. Estão esperando para receber os proventos de setembro, mas não há setembro. O chefe da polícia pelo telefone mandou me avisar que decretou a extinção do mês primaveril. Vão continuar na espera até que alguém tenha o bom senso de colocar setembro no calendário novamente. Continuo caminhando, um chinês me faz um aceno de cabeça que suponho ser um cumprimento. Deng Xiao Ping, o que estaria fazendo por aqui? Revolução cultural? Logo chegam outros chineses e descubro que o aceno não era um simples cumprimento, sim uma ordem. Obedeço, entro no labirinto de labirintos dentro do apartamento. Compro o que me oferecem, um Buda de jade com MP3 e pente. Custou pouco. Deng Xiao Ping sorri para mim com dentes de ouro. Ele me lembra Xu En Lai, ou seria Lin Piao? Sempre confundo esses dois... (Sidney Borges)

Brasil

Blindagem no Conselho de Ética

Editorial de O Estado de S.Paulo, hoje:
"É claro que não se esperava, mesmo, que o senador Epitácio Cafeteira (PTB-MA) fosse se debruçar com afinco no estudo dos indícios que levaram à representação do PSOL contra o presidente do Senado, Renan Calheiros, por quebra de decoro. Afinal de contas, o provecto senador, que nem estava presente na reunião do Conselho de Ética que o designou para relator do caso, já dissera que não pleiteara “aquele abacaxi” e teria preferido ficar pescando no Maranhão. Mesmo assim não deixou de ser extremamente constrangedor, para a imagem daquela Casa - e nisso dizendo o menos -, a rapidez com que Cafeteira procurou engavetar o processo, sem ouvir testemunhas, sem determinação de perícia em documentos ou o que mais servisse para esclarecer de vez se Calheiros recebeu ou não recursos da empreiteira Mendes Júnior, por intermédio do seu lobista Cláudio Gontijo, para a despesa pessoal de prestação de alimentos.
Aliás, é a primeira vez, desde que existe aquele Conselho, há 14 anos, que se tenta uma absolvição prévia por rito sumário - e esse ineditismo deve se estender a quantos Legislativos possuam uma instância interna de aferição do comportamento ético de seus integrantes. É aberrante que se dispense de qualquer investigação uma denúncia grave, que atinge em cheio a reputação daquele que comanda a instituição. O mínimo que se esperava é que fossem convocados a prestar depoimento, naquele Conselho, os envolvidos na questão, a saber: a jornalista Mônica Veloso, o lobista Cláudio Gontijo e o próprio senador Renan Calheiros. Mas mais aberrante ainda foi a forma como o relator Cafeteira endossou integralmente a argumentação da defesa de Calheiros, no sentido de que o presidente Renan e o Senado seriam “inseparáveis”, razão por que suspeitar do senador é o mesmo que “agredir e desonrar a Casa”."

Leia mais

Denúncia

Operação Navalha em Ubatuba

Depois dos acontecimentos escândalosos envolvendo o tráfico de influência entre construtoras e parlamentares no Congresso Nacional, o foco agora está direcionado para o parlamento da cidade de Ubatuba.
Foi protocolada nesta quinta-feira, às 15 horas e 21minutos na Câmara Municipal de Ubatuba, uma denúncia pelo cidadão Robson das Chagas contra o vereador Claudio Gulli – PMDB, por indícios de atos de corrupção e improbidade administrativa ao intermerdiar juntamente com o Prefeito, negócios escusos com empreiteira.
O denunciante afirma que recebeu cópia de declaração do proprietário da Empreiteira JPM Gomes Ltda, junto ao Ministério Público (Inquérito Civil nº 25/2007), onde afirma que reformou a casa do vereador acusado e de sua irmã e que estas reformas estavam condicionadas a indicação da citada empreiteira para efetuar obras no município, pelo Prefeito Eduardo César e Claudio Gulli.
Os nossos vereadores não podem calar-se diante dos fortes indícios de favorecimento pessoal, onde o denunciado praticou atos de corrupção juntamente com o Prefeito Eduardo César.
A justiça e o povo não admitirão que o Presidente da Câmara arquive mais esta denúncia, sob pena de responsabilidade.

Mais informações pelos telefones:

(12) 97385983 - Robson das Chagas ou (12) 97389811 - João Pedro
Fonte: jomaje@bol.com.br

Teatro



"ENFIM, NÓS"

Com Bruno Mazzeo e Fernanda Rodrigues
Texto de Bruno Mazzeo e Cláudio Torres Gonzaga
Direção de Claudio Torres Gonzaga


16 de junho, sábado, às 21h.
17 de junho, domingo, às 19h.


Teatro Mário Covas
Caraguatuba

Manchetes do dia

Sexta-feira, 15 / 07 / 2007

Folha de São Paulo:
"Ação policial prende mais de 2.500 em SP"
A Polícia Civil paulista desencadeou a maior operação do governo de José Serra (PSDB) e deteve 2.532 pessoas em todo o Estado, das 6h até as 17h de ontem. O governo nega que a megaoperação, que recebeu o nome de Strike, tenha sido usada para desviar a atenção da investigação sobre o pagamento de propina a policiais em troca de proteção a máquinas caça-níqueis.


O Globo:
"Renan usou notas frias para justificar origem de dinheiro"
A situação do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), voltou a se complicar ontem depois que reportagem do "Jornal Nacional" revelou que ele usou notas frias para comprovar ganhos com venda de gado. Os lucros com negócios agropecuários, de R$ 1,9 milhão em quatro anos, seriam a origem do dinheiro usado pelo senador em pagamentos à jornalista Mônica Veloso, mãe de uma filha sua, segundo alegação da defesa de Renan para rebater a suspeita de que as despesas tivessem sido pagas por um lobista da empreiteira Mendes Júnior. O "Jornal Nacional" procurou os emissores das notas fiscais apresentadas por Renan e descobriu endereços inexistentes, encontrou comerciantes que negaram as transações e até notas emitidas após o fechamento de uma empresa. O senador não quis falar, mas mandou dizer que tem como comprovar os ganhos com venda de gado. As denúncias devem provocar uma reviravolta na votação do relatório sobre o caso no Conselho de Ética, prevista para hoje.


O Estado de São Paulo:
"Lula manda cortar ponto de funcionário público em greve"
O presidente Lula mandou endurecer o tratamento dado aos funcionários públicos em greve, determinando o desconto dos dias parados. Vários setores da administração federal enfrentam paralisações, entre eles o Ministério da Cultura, o Incra e as universidades federais - mas o que mais incomoda Lula é a greve dos funcionários do Ibama. O presidente acha que nesse caso os servidores estão passando do limite e chegou a convocar o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, para cobrar uma atitude mais rigorosa. Ordenou que não haja nenhuma negociação enquanto o trabalho não for retomado. "Ele me perguntou se estávamos cortando o ponto do pessoal do Ibama", conta Bernardo. Pelas contas da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Federal, filiada à CUT, cerca de 95 mil funcionários estão de braços cruzados em todo o País. A queixa do Planalto é de que, em algumas situações, não consegue nem mesmo saber quais são as reais reivindicações dos grevistas.


Jornal do Brasil:
"Violência desafia Lula"
O discurso do presidente Lula no Corcovado, prometendo um Rio com mais segurança durante e depois do Pan, contrastou com as ações do tráfico. Ao meio-dia, bandidos atacaram motoristas e incendiaram um carro na Linha Vermelha, que foi fechada pela PM durante quase uma hora. Na Avenida Brasil, o confronto simultâneo também isolou parte do acesso à cidade entre 11h40 e 14h30. No Complexo do Alemão, tiroteios entre PMs e traficantes deixaram um bandido morto e um policial e um menino de 9 anos feridos.

quinta-feira, junho 14, 2007


Região

Festival Universitário de Música

A Universidade do Vale do Paraíba abre inscrições para o I Festival Universitário de Música, sobre o tema: Meio Ambiente.

Poderão participar músicos do Vale do Paraíba, Litoral Norte e da Serra da Mantiqueira que possuam pelo menos um estudante universitário como integrante do grupo musical.
As inscrições, gratuitas, poderão ser feitas na Pró-Reitoria de Graduação da Univap, Campus Urbanova, em São José dos Campos, até o dia 31 de agosto, mediante a ficha de inscrição e de um CD com a música concorrente.
A final do festival será realizada dia 20 de setembro, no Teatro Univap Prof. Moacyr Benedito de Souza, Campus Centro.
O Festival premiará os gêneros MPB ou ROCK de músicas inéditas e de composição própria. Aqueles que apresentarem músicas de terceiros, deverão ter uma autorização por escrito.
Cada pessoa ou grupo participante inscrito poderá concorrer com apenas uma música.

Critério de avaliação:

1) Letra

2) Melodia / harmonia
3) Qualidade vocal / instrumental
4) Performance de palco

O regulamento completo poderá ser consultado no site: www.univap.br
Informações: (12) 3947-1083 ou 3947-1031 – E-mail: festival@univap.br

Tecnologia

MIT estuda eletricidade sem fio

Uma equipe de cientistas do MIT demonstrou a WiTricity, novo tipo de ligação elétrica que poderia ser utilizada para abastecer equipamentos de energia remotamente.
Segundo o site
ZDnet, a demonstração foi feita acendendo uma lâmpada de 60 watts sem qualquer conexão física com a fonte de energia, a dois metros de distância.
Andre Kurs, estudante do departamento de física do MIT e que trabalhou no projeto, explicou que através de um conversor qualquer objeto próximo aos cilindros poderia ser abastecido de energia.
Há apenas um ano em desenvolvimento, no futuro a tecnologia, além de mais segura, poderia ser utilizada para substituir fios e grandes baterias, dispositivos carregados de componentes tóxicos.
Trabalhando na eficiência da WiTricity, Kurs acredita que distâncias mais longas e mais energia poderá ser obtida, e o produto pode estar comercialmente disponível em alguns anos. (Fonte: Geek)

Cultura



Lançamento do CD "Caiçarando", de Julinho Mendes

Uma festa imperdível em pleno dia de São João

Abnegado pela cultura de sua "areia" Júlio César Mendes, caiçara do mar, do tempo e do vento, registra sua poesia, pensamentos e reflexões sobre sua querida Ubatuba. Filho de "Terra Tamoia", pés no presente, sem se esquecer do passado, e, com olhos firmes no futuro, "Julinho Mendes" e alguns amigos de desmedido atrevimento "resolveram" registrar suas reflexões em um CD feito em casa - "parcos recursos e muita emoção". Amigos, gentilmente, doaram seu tempo e alegria para a realização desse sonho: Aninha Fernandes, Mariza Muniz e Mariza Taguada, integrantes do grupo "O Guaruçá", e mais, Ailton Nogueira e Diego 7 Cordas.


"Caiçarando" - Julinho Mendes
(Participação especial de Aguinaldo dos Santos, Aninha Fernandes, Mariza Muniz e Mariza Taguada)
Dia 24 de junho de 2007 (domingo), às 10 horas

Museu Caiçara de Ubatuba
Rua Pescador Antônio Athanásio da Silva, 273, Itaguá (TAMAR)
Ubatuba - SP - Brasil
Contatos pelo e-mail
julinhomendes@terra.com.br ou pelo telefone (12) 3832-1990.

Brasil

Lula em dois momentos

Editorial de O Estado de S.Paulo, hoje:
"Com sete dias de intervalo, o presidente Lula teve duas reações distintas ao envolvimento do seu irmão mais velho, Genival Inácio, o Vavá, com o batoteiro Nilton Cezar Servo, preso pela Polícia Federal (PF) sob a acusação de chefiar a máfia dos caça-níqueis baseada em Mato Grosso do Sul. Da primeira vez, na terça-feira da semana passada, em Nova Délhi, Lula enfrentou com elegância e propriedade a constrangedora situação em que foi posto ao se tornar público que a PF vasculhara, com autorização judicial, a casa de Vavá em São Bernardo do Campo. Pior, soube-se ainda que os federais haviam pedido a decretação da sua prisão preventiva, mas não foram atendidos - diferentemente do que ocorreu no caso de Dario Morelli Filho, o compadre do presidente apontado como sócio de Servo. (Ambos já foram soltos.)
Lula fez questão de separar parentesco e função pública. Falando como irmão, disse “não acreditar mesmo, de verdade” nos malfeitos atribuídos a Vavá. Falando como presidente, como deixou claro, disse que “se a Polícia Federal tinha uma autorização judicial e o nome dele aparecia, paciência”. Instado anteontem a se manifestar de novo sobre o caso - o que se recusara a fazer na Alemanha, depois da visita à Índia, dizendo que só trataria disso no Brasil -, ele foi menos claro. Revivendo o costume de recorrer a metáforas para lidar com situações embaraçosas, enveredou pela ictiologia ao comparar o irmão a um lambari apanhado em meio a um “cardume de pintados”, que apenas teria ganho notoriedade por ser um “lambari especial”, dada a relação de parentesco entre eles. E emendou: “Vavá está mais para ingênuo do que para lobista.”
Leia mais

ACIU em movimento

ACIU Alerta: Bancos

A Associação Comercial de Ubatuba em parceria com a Caixa Econômica Federal faz um alerta aos associados da entidade, aos clientes do banco e a toda população.
Segundo a gerente de Relacionamento da Caixa Econômica Federal, Claudia Ramos Santos, os bancos estão sempre atualizando os seus sistemas de forma a buscar oferecer cada vez mais segurança para os usuários de seus serviços.
No entanto, alertamos que existem alguns cuidados que os clientes podem e devem tomar para evitar possíveis transtornos:

Segurança no banco
1) Proteja bem dinheiro e cheques ao ir ao banco.
2) Não se preste a receber créditos de desconhecidos em sua conta.
3) Desconfie de desconhecidos que lhe contam dramas na fila do banco.
4) Aceite ajuda somente de funcionários do banco devidamente identificados.

E-mails
1) Desconfie de e-mails que peçam atualização de dados de sua conta.
2) Somente quem solicita recebe e-mails da Caixa.
3) Nunca divulgue suas senhas por e-mails.

Internet
1) Se um cadeado aparecer na parte inferior direita do programa de navegação, você está em ambiente seguro.
2) Um ambiente seguro também pode ser identificado pela sigla "HTTPS" no começo do endereço.
3) Não use programas de navegação (browser) e antivírus desatualizados, pois seu computador pode ficar vulnerável.
4) Saiba mais sobre o assunto acessando o site Cer.Br. Trata-se de uma entidade sem fins lucrativos, mantida pelo Comitê
Gestor da Internet no Brasil, responsável por receber, analisar e responder a incidentes de segurança em computadores envolvendo redes conectadas à Internet brasileira-
www.cert.br.
Recomendamos a leitura da cartilha de segurança.

Internet Banking
1) Não compartilhe suas senhas com ninguém e nem as mantenha anotadas, memorize-as.
2) Ao definir suas senhas não use algarismos em seqüência (exemplo 1, 2, 3, 4) ou repetidos.
3) Procure adicionar caracteres especiais à sua Senha Internet, como @, #, %, &, e mesclar letras maiúsculas com minúsculas.
4) Utilize sempre o teclado virtual. Entre o teclar de um caracter e outro de sua senha arraste o teclado virtual mudando-o de lugar.
5) Nunca digite suas senhas em celular emprestado, pois os dados poderão ser recuperados na memória do aparelho.

Cristiane G. Zarpelão
Assessora de Comunicação da ACIU
www.aciubatuba.com.br
(12) 3834 1449

Manchetes do dia

Quinta-feira, 14 / 07 / 2007

Folha de São Paulo:
"Gasto das famílias puxa alta do PIB"
A economia brasileira cresceu 4,3% no primeiro trimestre em relação a igual período de 2006. Na comparação com o trimestre anterior, a alta ficou em 0,8%. O resultado foi puxado pelo consumo das famílias, que, apoiado em mais renda, emprego e crédito, cresceu 6% sobre o começo de 2006. Outro destaque positivo foi o setor de serviços, com alta de 4,6%, melhor resultado desde o final de 2004.


O Globo:
"Decisão do STF ameniza punição de autoridades"
Por seis votos a cinco, o Supremo Tribunal Federal determinou que a Lei de Improbidade Administrativa, criada para punir a corrupção no serviço público, não pode ser aplicada contra autoridades como presidente da República, ministros de Estado, governadores e prefeitos. Para o STF, essas autoridades estão sujeitas a outra lei: a que trata de processos por crime de responsabilidade. Ontem, ficou decidido apenas que a lei não poderia ter sido aplicada contra o ex-ministro Ronaldo Sardenberg, condenado em 2002 por usar jato da FAB para viagem a lazer. Mas há dez mil casos como este em tramitação, e o resultado abre a porta para outras autoridades. A punição por improbidade é mais severa: perda de direitos políticos e devolução do dinheiro desviado. Nas ações por crime de responsabilidade, a autoridade é julgada pelo Legislativo, e não pelo Judiciário.


O Estado de São Paulo:
"Economia cresce abaixo da expectativa do governo"
A economia brasileira cresceu 4,8% no primeiro trimestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado foi inferior ao esperado pelo governo e o presidente Lula reagiu com cautela, classificando o desempenho de "mais ou menos". O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse que o segundo trimestre de 2007 será melhor que o primeiro. Nos 12 meses encerrados em março, o crescimento foi de 3,8% - e as consultorias estimam que o País vai fechar o ano com ampliação de 4,5% no Produto Interno Bruto (PIB). Se for confirmada a previsão, o Brasil deverá ficar estacionado na 10ª posição no ranking das maiores economias do mundo. Os números registrados até agora confirmam que o principal combustível da expansão do País tem sido o mercado interno, já que as exportações vêm sendo prejudicadas pela valorização do real ante o dólar. Com crédito fácil, o consumo das famílias atingiu o maior nível desde o início de 2000.


Jornal do Brasil:
"Impasse político barra o uso das Forças Armadas"
Enquanto o governador Sérgio Cabral não admitir a incapacidade do governo de garantir a segurança do Estado, o ministro da Defesa, Waldir Pires, não vai liberar as tropas do Exército, da Marinha e da Aeronáutica para reforçar as operações policiais nas favelas e proteger os Jogos Pan-Americanos. O impasse político já dura mais de dois meses. Hoje, o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame recebe o brigadeiro Cleonilson Nicácio da Silva, braço direito do ministro. O militar vai dizer que as tropas estão prontas e que o Exército já tem um plano de atuação para sair às ruas. No entanto, o governo estadual terá de repassar o comando da segurança. O presidente Lula, que estará no Rio para entregar as viaturas destinadas ao patrulhamento dos jogos, é quem pode pôr um ponto final no imbróglio.

quarta-feira, junho 13, 2007


Santa Casa

Esclarecimentos sobre o trabalho e afastamento do Sr. Álvaro Mesquita Spínola da Santa Casa de Ubatuba

O Conselho Gestor da Santa Casa, cumprindo suas atribuições previstas em Lei e em seu Regimento Interno, acompanhou os trabalhos de consultoria do Sr. Álvaro Mesquita Spínola na Santa Casa de Ubatuba, desde a sua primeira reunião com todas as chefias, realizada 8 de janeiro de 2007 até 12 de junho de 2007, quando foram apresentados os resultados dos trabalhos de reorganização realizados pela equipe nesse período. Os trabalhos se desenvolveram através da profissionalização, motivação e integração da equipe de gestão, para promover a organização administrativa e funcional e a reconstrução da Santa Casa de Ubatuba. O acompanhamento do Conselho Gestor ocorreu diariamente, desde a primeira reunião até a apresentação da prestação de contas ao Conselho Gestor da Santa Casa e ao Interventor Municipal, pelos onze gerentes, pelo Diretor Técnico e pelo Sr. Spínola. Os resultados foram de apresentados por relatórios, planilhas estatísticas e projetos de planejamento estratégico, demonstrando o real progresso na evolução do plano geral de desenvolvimento da organização da Santa Casa de uma forma profissional.
Em reunião extraordinária do Conselho Gestor da Santa Casa de Ubatuba, realizada nesta data de 12 de junho de 2007, foram debatidas as informações apresentadas sobre os trabalhos do Sr Álvaro Spínola e de sua equipe, tendo sido concluído que, até este momento, foi alcançado significativo progresso relativo às metas do planejamento inicialmente estabelecido.
Sendo este Conselho a representação da comunidade na gestão da Santa Casa, deliberou-se fosse feita esta manifestação de esclarecimento à população, que é a maior e mais diretamente interessada no reconstrução da sua Santa Casa, para que esteja devidamente esclarecida sobre a realidade e a verdade do acontecido.
Com relação ao afastamento do Sr. Spínola, decidiu-se fossem apresentadas á comunidade, literalmente, as suas declarações feitas ao encerrar, nesta data de 12 de junho de 2007, as suas atividades de consultoria na Santa Casa de Ubatuba: “a minha condição de trabalho é inviável – não dá para ficar. Eu gostaria de ficar...”
O Conselho decidiu ser importantíssimo que este esclarecimento fosse feito à comunidade para que se saiba a verdade sobre as causas do afastamento do Sr. Spínola, e para que a responsabilidade seja atribuída a quem a causou, pois é a conclusão do Conselho Gestor, conforme acima mencionado, que, sem o término dos trabalhos iniciados pelo Sr. Spínola, o futuro da Santa Casa é inviável, ou melhor, é inexistente, e sem esse trabalho absolutamente profissional que vem se desenvolvendo, por esse equipe, com essa direção, NÃO HÁ FUTURO PARA A SANTA CASA DE UBATUBA!


Conselho Gestor da Santa Casa de Ubatuba
Ubatuba, 12 de junho de 2007

Elias Penteado Leopoldo Guerra – coordenador
Advogado pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco (USP) OAB-SP 16.213
Psicólogo pela Universidade Santamarense de Ensino - São Paulo

Mestre em Administração pela Fundação Getúlio Vargas - São Paulo


Negócio da China

China prende dupla que contratou cego para projetar ponte que caiu

Dois chineses foram presos por contratarem um cego para projetar uma ponte que ruiu durante a construção, ferindo 12 trabalhadores, informou a imprensa local nesta terça-feira.
De acordo com a agência de notícias Xinhua, uma corte da Província de Jianxi (sul) condenou Huang Wenge, prefeito de uma vila do Condado de Xiushui, a 18 meses de cadeia, e o líder de um partido local, Xia Jiazhong, a 12 meses de prisão.
Segundo a Xinhua, em novembro de 2006 ambos contrataram um empreiteiro para a construção de uma ponte. Posteriormente, este transferiu a responsabilidade da obra a um segundo empreiteiro, Xia Huaqing, que é cego.

Leia mais

CRUSP

Jogos

Os jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro me remetem ao longínquo ano de 1963, quando aconteceram em São Paulo. Eu era estudante de escola pública e recebi um cartão que dava direito a assistir gratuitamente a cada uma das modalidades. Foi a primeira vez que vi um jogo de baseball, primeira e única. Não entendi nada, sei que Cuba ganhou do Canadá. Lembro-me bem do basquete, o Brasil era o campeão mundial, com Edson, Wlamir, Amaury, Rosa Branca e outros do mesmo calibre, um time inesquecível. Assisti a um jogo da fase classificatória no ginásio do Ibirapuera completamente lotado. O Brasil venceu, depois perdeu a final para os Estados Unidos. Mas o que mais me impressionou naquele torneio foi o alojamento dos atletas, na Cidade Universitária, posteriormente transformado no conjunto residencial da USP, mais conhecido pela sigla CRUSP, onde almocei muitas vezes no final dos anos sessenta e começo dos setenta. Fiquei maravilhado com a beleza da construção, projeto do arquiteto Eduardo Kneese de Mello que posteriormente viria a ser meu professor. O CRUSP é um exemplo de arquitetura racional e faz parte do pioneirismo no uso de pré-moldados no Brasil. Logo depois do final dos jogos começou o torneio “Bambas do Basquete”, que reunia as escolas de São Paulo e passava na televisão. O ginásio em que eu estudava participou e fez bonito, só perdemos para um colégio que dava bolsas para atletas e tinha uma verdadeira seleção. Até o campeão mundial Ubiratan disputou o torneio. São Paulo era uma boa cidade para se viver em 1963, um pouco fria é verdade, mas sem problemas de violência. Parece que foi ontem. (Sidney Borges)

Manchetes do dia

Quarta-feira, 13 / 07 / 2007

Folha de São Paulo:
"Lula diz duvidar que irmão seja lobista"
O presidente Lula disse duvidar que seu irmão mais velho, Genival Inácio da Silva, o Vavá, tenha feito lobby no governo. 'Se vocês conhecerem o Vavá, ele está mais para ingênuo do que para lobista', disse Lula em entrevista em Guarulhos (SP). Segundo Lula, a PF, ao pedir a quebra de sigilos telefônicos na Operação Xeque-Mate, 'se prepara para enfrentar um cardume de pintados'.


O Globo:
"Lula defende irmão e diz que ele é ingênuo e não lobista"
O presidente Lula deu entrevista ontem para defender seu irmão Genival Inácio da Silva, o Vavá, e duvidar que ele tenha feito lobby para empresas e donos de caça-níqueis, como indicam gravações feitas pela Polícia Federal na Operação Xeque-Mate. Lula afirmou que Vavá "está muito mais para ingênuo do que para lobista" e que a PF procurava "um cardume de pintados", mas pescou um lambari. "Um lambari especial, porque é irmão do presidente", disse. Apesar da defesa, Lula cobrou de Vavá um comportamento que o afaste de uma associação com criminosos. "Só pelo fato de ele ser meu irmão deveria ter mais responsabilidade". Vavá ontem disse, por seu advogado, que não reconhece a voz de Frei Chico, seu outro irmão, em conversa gravada pela PF. Frei Chico, que admitiu a conversa, foi internado anteontem à noite, mas já recebeu alta. Dario Morelli Filho, compadre de Lula preso pela PF, pode ser solto hoje, quando termina sua prisão temporária.


O Estado de São Paulo:
"Pacote para exportador tem R$ 1 bi de dinheiro público"
As medidas para ajudar setores prejudicados pela desvalorização do dólar vão custar R$ 1,057 bilhão aos cofres públicos, informou ontem o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Esse será o valor da desoneração tributária para investimentos, do subsídio aos juros em três linhas de crédito do BNDES e da mudança na tributação sobre a importação de roupas. O BNDES também abrirá crédito especial, não subsidiado, para ajudar a reestruturação de empresas dos setores de calçados, couro, têxtil, confecções e móveis, mesmo que não sejam exportadoras. No total, os empréstimos do banco somarão R$ 3 bilhões. Segundo Mantega, as medidas vão dar ás empresas brasileiras as mesmas condições de seus concorrentes estrangeiros. Para evitar questionamentos pela Organização Mundial do Comércio, o ministro disse que não se trata de subsídio, mas de "equalização de taxa de juros".


Jornal do Brasil:
"Vavá tem que pagar pelo erro"
Ao falar sobre o indiciamento do irmão Genival Inácio da Silva, o presidente Lula disse que Vavá "está mais para ingênuo do que para lobista" e duvidou da capacidade dele de "ter conseguido fazer algum lobby no governo". Lula criticou o vazamento de informações para a imprensa. Se errou, Vavá tem que ser punido, disse o presidente ao reafirmar que a lei vale para todos. Apesar de defender Vavá, criticou o irmão por manter conversas telefônicas com os presos na Operação Xeque-Mate. E advertiu que a única maneira de escapar da Polícia Federal é não cometer erros.

terça-feira, junho 12, 2007


Brasil

O nó da reforma política

Editorial de O Estado de S.Paulo, hoje:
Passado um decênio desde que o Congresso dela começou a se ocupar e quatro anos depois da aprovação de um projeto de reforma política numa comissão especial da Câmara, a matéria deverá finalmente ser votada em plenário esta semana - a menos que o desacordo entre os parlamentares, em especial no PT, quanto ao principal item da proposta acabe mantendo a questão no limbo. O foco da discórdia incide sobre a mudança do sistema eleitoral. Pretendendo dar fim a uma tradição que remonta à Independência - a de se votar em nomes para a composição das casas legislativas -, o projeto implanta o sistema de listas partidárias fechadas nos pleitos para vereador, deputado estadual e federal. A mudança gera controvérsias não apenas entre os políticos, mas também entre os estudiosos da política.
Assim como acontece na maioria absoluta das democracias que adotam o sistema proporcional, o eleitor passaria a votar em partidos e não mais em candidatos individuais. A fórmula vigente no Brasil é adotada por muito poucos países, como Chile, Peru, Polônia e Finlândia. Calculado o número de cadeiras a que cada partido tiver direito em função do total de sufrágios recebidos, elas serão ocupadas conforme a posição dos candidatos na lista. Assim, se uma agremiação fizer jus a uma bancada de 30 representantes, ela será formada pelos 30 primeiros nomes da sua relação. Naturalmente, o eleitor saberá, antes de votar, quem são e que lugar ocupam nas respectivas listas os candidatos de cada legenda - uma coisa e outra decididas em convenções. Para os críticos, isso dará aos chefes partidários um poder descomunal."

Leia mais

Política

Troca-troca de partido. De quem é a culpa?

Quando assumi a responsabilidade da reestruturação do Diretório Municipal do PTB, fiz questão absoluta de convidar para a composição pessoas que não faziam parte dos quadros políticos da cidade, para que as decisões tomadas pelo diretório fossem técnicas de política pública e não visando a política de interesse individual ou partidária, isso foi a melhor coisa que eu poderia ter feito como presidente. A política partidária fortalece a democracia e a preservação de união dentro do partido, enquanto que a política pública visa melhores condições de empregar o partido em benefício da melhor forma de administrar o município. Depois disso, sempre nesse segmento, nós iniciamos um trabalho forte para a escolha dos políticos que iriam nos representar nas próximas eleições, foram muitas reuniões para a escolha de cada um que seria convidado a fazer parte da família petebista, sempre tivemos a preocupação de conversar muito com cada um, para que o mesmo fizesse parte de um projeto que elevasse o respeito para com a cidade, tanto que o PTB prega o “Respeito por Ubatuba”, tivemos muito trabalho na conclusão do quadro político, porém, hoje temos certeza que nosso trabalho vai surtir efeito num futuro não muito distante, pois, cada candidato que o PTB tiver eleito no próximo pleito, será um pedaço desse sonho realizado. O PTB municipal sonha em crescer com dignidade, longe de politicagem, contudo, junto de uma política limpa que deixe transparecer o verdadeiro espírito democrático pelo qual a sigla existe. Ninguém pense que de última hora conseguirá se montar uma equipe e vencer as eleições, é preciso que haja uma base, um projeto, principalmente, com ética e respeito ao eleitorado e à coisa pública. A política tem que ter, como em todos os demais seguimentos, a ética como esteio do político. Temos que acabar com essa forma antiga de fazer política, vale dizer, aquela que se compra de última hora, o povo não é mais o mesmo, atualmente ele está muito bem informado, não pode, portanto, ser tratado como ignorante e ter seus valores desmerecidos. Sou a favor da política com ética e dignidade junto a muito trabalho, isso mesmo, sem trabalho também não se chega a lugar nenhum. Esses políticos locais que tentam desmoralizar a ética na política, tornando todos os políticos desacreditados, devem ser banidos dos quadros eleitorais do município. Não se deve valer da política para mostrar os piores, e sim para exaltar os melhores. Aqueles que não ajudam uma administração por essa ou aquela ideologia partidária, ou mesmo por um outro subjetivo, não são dignos de ter o cidadão caiçara como aliado. Enfim, é isso que nós pretendemos com nosso trabalho. Infelizmente a falta de competência e a falta de caráter do grupo do “quero ganhar a qualquer preço”, esta tentando desfazer esse trabalho honesto do PTB municipal. Como presidente do PTB, batalho para que esses políticos não tenham êxito em dissipar, não só o PTB, espero confiante que não tenham também poder para dissolver qualquer dos outros partidos que estejam trabalhando como o nosso. Porém, se isso acontecer, DE QUEM É A CULPA? Daqueles que querem levar pagando ou prometendo ou dos que se vendem a troco de interesses particulares? Calma, o eleitor saberá decidir.


Saiba + do PTB, acesse o blog.
www.ptbubatuba14.blogspot.com

TATO
Presidente do Diretório Municipal de Ubatuba

Opinião

“Mentiras e Ocultações"

Corsino Aliste Mezquita
Políticos mentem. Faz muito tempo que o fazem. Os políticos locais estão se especializando, nessa prática, com absoluto descaro. As mentiras são absurdas e fazem pensar que seus autores consideram otária a sociedade toda.
Toda mentira visa prejudicar alguém. Tratando-se de políticos, geralmente, pretendem ocultar da sociedade mazelas administrativas, trambiques, contratos superfaturados, vantagens ilegais conseguidas utilizando-se dos cargos públicos e do uso indevido da autoridade, em prejuízo da sociedade.
Mentiras, por tradição, tem pernas curtas e, “sendo o tempo senhor da verdade”, aos poucos vão aparecendo suas teias e engrenagens. As revelações, da verdade, costumam vir ao público por algum áulico cúmplice de plantão.
Já as ocultações, sendo um tipo de mentira ou sonegação da verdade a quem tem direito de conhece-la, com o propósito de enganar, iludir, fraudar, trapacear acabam vindo à luz do dia curiosamente. Às vezes de forma intempestiva e inesperada. Outras com a violência de uma explosão de suborno de posto de gasolina. Aplica-se o provérbio: “Nada do que é feito às ocultas deixará de ser revelado”.
Estão surgindo provas disso. Denúncia publicada revela que, vereador, fanático defensor do Executivo, teve sua casa e a da irmã dele reformadas, sem custos, por sub-empreiteiro da Prefeitura. A notícia já era pública faz algum tempo. Faltava ser publicada. Vai ser tomada alguma providência?. Provavelmente nada. Para sete vereadores está tudo bom, tudo ótimo!.
A voz do povo espalha que as obras da Piscina Municipal foram empreitadas para filho de vereador. Não tem placa de obra indicando preço, prazo, empresa contratada, etc... como a lei determina. Será para ocultar mais essa ilegalidade?. Estará sendo praticada uma ilegalidade (não colocar a placa) para ocultar mais uma falcatrua? (prática do nepotismo também nos contratos).Aos cidadãos conscientes não faltam motivos para desconfiar e exigir. Para sete vereadores está tudo bom, tudo ótimo!.
As obras de reforma do Estádio Francisco Matarazzo Sobrinho (Ciccílo) e a construção da pista de atletismo, no Perequê-Açu, também não possuem placa de obra e estão, supostamente, irregularmente contratadas. É obra, supostamente, orçada em mais de R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais) e deveria ser realizada uma concorrência de tomada de preços. Não se conhece essa concorrência. Para sete vereadores está tudo bom, tudo ótimo!
Deve ser por isso que o amigo MANOLO disse: “A Câmara tem uma maioria claudicante, adesista, desfibrada e esquecida de seus deveres de fiscalizar, questionar e processar os desvios do Executivo”. Desconheço as razões de MANOLO para essa afirmativa. Não a confirmo, nem a nego. Foi MANOLO quem disse.
Ubatuba 12-06-07


PARA REFLETIR:
“Uma sociedade de ovelhas costuma dar lugar a um Estado de lobos”

(José Manuel Moreira - Professor da Universidade de Aveiro – Portugal)

ENTENDA ESTE POEMINHA
Em louvor a nossos representantes no Planalto.
PARECEM INCAPAZES
MAS COMO SÃO RAPAZES
ESSES NOSSOS RAPAZES.

(MILLÖR Fernandez. VEJA. Edição 2011. pg 50)

Manchetes do dia

Terça-feira, 12 / 07 / 2007

Folha de São Paulo:
"Aliados querem dispensar depoimentos no caso Renan"
O presidente do Conselho de Ética do Senado, Sibá Machado, disse ser desnecessário ouvir Cláudio Gontijo, lobista da Mendes Júnior, e a jornalista Mônica Veloso no processo contra o presidente da Casa, Renan Calheiros. Renan teria tido despesas pessoais pagas pelo lobista, que dava todo mês R$ 12 mil a Mônica, mãe de uma filha do senador. Renan diz que o dinheiro era seu.


O Globo:
"Repreensão a Vavá partiu da casa de outro irmão de Lula"
O telefonema no qual Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão do presidente Lula, foi advertido a não fazer lobby em Brasília partiu da casa de outro irmão deles, Frei Chico, segundo gravação da PF obtida pelo "Jornal Nacional", um homem que se identifica como Roberto ligou da casa de Frei Chico para Vavá e o avisou de que Lula tinha "umas broncas" para dar e queria que o irmão fosse conversar com ele pessoalmente, em Brasília. A contadora Neli Chaves do Amaral desmentiu depoimento de Dario Morelli Filho, compadre de Lula. Juízes e policiais que estão na linha de frente do combate ao crime organizado reagiram mal à decisão do ministro da Justiça, Tarso Genro, de desengavetar projeto que restringe o uso de escuta telefônica.


O Estado de São Paulo:
"MEC aperta cerco sobre as piores faculdades"
O Ministério da Educação pretende apertar a fiscalização sobre 7% dos 13,4 mil cursos universitários de todo o País avaliados pelo Exame Nacional de Desempenho do Estudante (Enade). Estão na mira do MEC cerca de mil cursos que tiveram as piores avaliações tanto entre os alunos recém-aprovados no ensino superior quanto entre os que estão perto de se formar. As faculdades responsáveis por esses cursos deverão ser visitadas por inspetores do ministério e terão de assinar um "protocolo de compromisso" prometendo melhorias. Na outra ponta do ranking do MEC, estão apenas 118 cursos - ou 0,88% do total - que conseguiram obter conceito máximo. São 53 de instituições federais, 36 de estaduais e 29 privadas. Desse grupo de excelência, 19 cursos estão em São Paulo.


Jornal do Brasil:
"Medo domina Ipanema"
Moradores de Ipanema e turistas estão à mercê da crescente onda de insegurança que domina o bairro mais badalado do Rio. Comparando o mês de janeiro a março, os índices de criminalidade são alarmantes. O roubo a ônibus subiu 88% e o assalto a comerciantes atingiu 133% em um ano. O JB publica o mapeamento das zonas perigosas de Ipanema. Hoje, a PM discute a questão com a associação de moradores.

segunda-feira, junho 11, 2007


Xeque-Mate

Nova suspeita contra compadre de Lula

Por Soraya Aggege, em O Globo, hoje:
"O compadre do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Dario Morelli Filho, preso pela Operação Xeque-Mate, é suspeito de sonegação fiscal. Ele teve um crescimento na movimentação financeira de dez vezes desde 2003, no primeiro ano do mandato de Lula, até o ano passado. Em 2006, a movimentação de Morelli totalizou R$ 661.707,69, ou seja, R$ 55 mil por mês. Segundo relatório levado à Justiça Federal pela PF, com dados do Escritório de Pesquisa e Investigação da Receita Federal, o movimento indicaria crime de sonegação fiscal. Apenas entre 2005 e 2006, a movimentação de Morelli dobrou, de R$ 320.365,66 para R$ 661.707,69.
Em seu depoimento à PF, Morelli não conseguiu esclarecer por que tinha uma movimentação financeira superior aos seus rendimentos declarados em 2002, 2004 e 2005. Segundo o documento, em 2002 ele movimentou R$ 176.151,42. No ano seguinte, o movimento caiu para R$ 62.798,42. A partir de 2004, passa a dobrar: R$ 178.475,87, R$ 320.365,66 em 2005 e R$ 661.707,69 no ano passado.
Morelli tentou explicar que a renda extra viria de sua empresa, a Dario Morelli ME, que terceirizava a locação de carros para campanhas do PT. Segundo ele, a empresa rendia apenas R$ 5 mil três meses por ano, e somente nos anos eleitorais, o que totalizariam R$ 15 mil em 2002, 2004 e 2006 (anos eleitorais)."

Manchetes do dia

Segunda-feira, 11 / 07 / 2007

Folha de São Paulo:
"Compadre de Lula diz à PF que sabia de grampo"
Compadre do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Dario Morelli Filho, preso na Operação Xeque-Mate, disse em depoimento à Polícia Federal que já sabia da existência de grampo em seu telefone. Embora não tenha informado a data em que soube, Morelli disse que foi por causa disso que, em 16 de maio, avisou o empresário de bingo Nilton Cezar Servo para tomar cuidado com o que falava no telefone. Quatro dias depois, segundo as gravações feitas pela PF, seria a vez de Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão de Lula, ser procurado. Um homem identificado como "Roberto", que usava um telefone fixo de São Caetano do Sul (SP) - registrado em nome de uma dona-de-casa que nega conhecer alguém com esse nome - ligou para dizer a Vavá que Lula o esperava para uma reunião reservada em Brasília. Segundo o homem, havia "uma bronca da porra". No endereço do telefone, funciona uma metalúrgica e não haveria Roberto, disse um funcionário. (...)


O Globo:
"Tarso quer endurecer lei para limitar escutas da PF"
O ministro da Justiça, Tarso Genro, prepara um projeto que restringe a concessão de escutas telefônicas pelas polícias Federal e Civil. O Ministério Público também deverá dar o seu aval antes de o pedido de grampo seguir para a Justiça. O advogado Nelson Passos Alfonso, que defende Genival Inácio da Silva, irmão do presidente Lula, disse que seu cliente não tem preparo intelectual para ser um lobista. Em Mato Grosso do Sul, a PF comprovou que Dario Morelli, compadre de Lula, dobrou o patrimônio em um ano.


O Estado de São Paulo:
"PF concentra inquérito em compadre de Lula"
A Polícia Federal concentra as investigações da Operação Xeque-Mate no petista Dario Morelli, compadre do presidente Lula. Mantido na prisão em Campo Grande (MS), Morelli é tido como sócio de Nilton Cezar Servo, chefe de máfia que explorava caça-níqueis. Foi Morelli quem aliciou Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão do presidente. Rastreamento da PF indica que o compadre de Lula tinha movimentações financeiras incompatíveis com seus rendimentos. O advogado Nelson Afonso e o filho de Vavá, Edson Inácio, alegam que o irmão de Lula é um homem de pouca cultura, sem condições de atuar como lobista.


Jornal do Brasil:
"TCU investiga o combate à dengue no Rio"
As ações de combate à dengue no Rio de Janeiro estão sob investigação do Tribunal de Contas da União. Técnicos do tribunal trabalham em ritmo acelerado para mostrar os resultados da auditoria antes do início dos Jogos Pan- Americanos, marcado para 13 de julho. Segundo o TCU, a devassa nas ações operacionais para enfrentar o mosquito transmissor e a doença tem como objetivo verificar se Estado e municípios desempenharam adequadamente as tarefas que lhes competem.

domingo, junho 10, 2007


Urbanismo

Paraty é acusada de desrespeitar patrimônio histórico

da Folha de S.Paulo, no Rio
O Ministério Público Federal move uma ação civil pública contra a Prefeitura de Paraty, cidade litorânea do Rio de Janeiro, sob a acusação de desrespeito a normas de proteção do Patrimônio Histórico e Cultural. A cidade é tombada pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) desde 1974.
O prefeito José Carlos Porto Neto (PTB) disse que o Iphan aprovou todas as construções. Mas, segundo a ação movida pelo procurador da República André de Vasconcelos Dias, a prefeitura não tem preservado o "ambiente e a moldura paisagística" do município.
O desrespeito às normas do Iphan passaram a ser maiores, afirma Dias, após a aprovação do novo plano diretor da cidade, que contém leis em desacordo à legislação federal.

Leia mais

Manchetes do dia

Domingo, 10 / 07 / 2007

Folha de São Paulo:
"'BNDES paulista' terá mais de R$ 3 bi para empréstimos"
O governo de São Paulo deverá publicar, ainda neste mês, um decreto para a constituição da agência de fomento do Estado, versão paulista do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Promessa de campanha do governador José Serra (PSDB), a instituição nascerá com capital inicial autorizado de R$ 1 bilhão, o que, segundo as regras, garantiria capacidade de alavancagem (oferta de crédito) superior a R$ 3 bilhões. A implantação ainda depende de autorização do Banco Central. (...)


O Globo:
"Bicho pagou propinas a jurados do carnaval 2007"
A Polícia Federal descobriu, com base em gravações de conversas telefônicas de bicheiros presos na Operação Hurricane, que jurados receberam propinas para manipular o resultado do carnaval deste ano. (...)


O Estado de São Paulo:
"Partidos de ultra-esquerda controlam invasão na USP"
A invasão da reitoria da USP não foi um ato espontâneo de estudantes radicais, mas uma ação planejada e sustentada por um grupo de partidos de extrema-esquerda - o PCO, o PSTU e o PSOL -, o Sindicato dos Trabalhadores da USP e a central Consultas. A operação foi premeditada, informaram a Carlos Marchi pessoas que a presenciaram. (...)


Jornal do Brasil:
"Arrecadação sobe com operações da PF"
Um dos trunfos da Polícia Federal na relação com o governo vem do fato de que as operações de combate à corrupção têm resultado em significativa economia para os cofres públicos. Segundo o diretor-geral da instituição, Paulo Lacerda, as ações da polícia têm efeito moralizador por reduzirem a sonegação de impostos. Por isso, propõe que sejam investidos recursos em modernização de equipamentos e aumento de pessoal.

 
Free counter and web stats