sábado, junho 09, 2007

Brasil

Justiça torna indisponíveis bens de ex-prefeito de Barueri

Ministério Público de SP acusa o ex-prefeito de superfaturar o valor de um terreno localizado na região dos condomínios de luxo de Alphaville e Tamboré, em SP

Alexssander Soares no Estadão.com.br
SÃO PAULO - A Justiça de Barueri decretou a indisponibilidade de bens do ex-prefeito da cidade, Gil Arantes, atual deputado estadual pelo DEM. A liminar deferida pela juíza Leonete Maria da Silva, no dia 30 de maio, atende a um pedido do Ministério Público do Estado de São Paulo, que acusa o ex-prefeito de superfaturar o valor de um terreno localizado na região dos condomínios de luxo de Alphaville e Tamboré, na Grande São Paulo.
A ação por ato de improbidade administrativa, proposta pela Promotoria de Justiça de Barueri, encontrou documentos relacionando o filho do ex-prefeito como procurador da empresa Conspar Empreendimentos e Participações, proprietária da área desapropriada na então gestão Arantes. A Prefeitura de Barueri pagou, em janeiro de 2002, o valor de R$ 952 mil pela desapropriação de 13 mil metros quadrados, de uma área total de 151 mil metros quadrados da Conspar.
O promotor Marcos Mendes Lyra, com base no depoimento de advogados dos antigos proprietários da área, afirma na ação que o ex-prefeito Arantes pagou R$ 68,95 pelo metro quadrado do terreno. Mas quando o local foi vendido para a Conspar, um ano antes, o preço era de R$ 31,85 o metro quadrado.
Lyra também aponta laços de amizades entre o proprietário da Conspar, Eufrásio Humberto Domingues, que também teve os bens imóveis bloqueados, e o então prefeito Arantes. O promotor disse à Justiça que Domingues era procurador de uma empresa do filho de Arantes, enquanto que o segundo figurava como o procurador legal da Conspar.
A gestão Arantes publicou o decreto de desapropriação em caráter de urgência, justificando que o terreno seria utilizado pelo governo do Estado para a construção de conjuntos habitacionais, com projetos da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU). Mas nada foi feito, ressalta o promotor.
Lyra solicitou a indisponibilidade de bens do atual deputado estadual para garantir o eventual ressarcimento aos cofres públicos. A Promotoria de Barueri também solicita a anulação do decreto de desapropriação. O promotor diz que, a partir de maio de 2001, Arantes transferiu 29 imóveis em seu nome para a empresa Rinaan Empreendimentos e Participações Ltda, constituída pelo ex-prefeito e a mulher. "Arantes mantém os poderes de posse, uso e gozo, só não podendo dispor dos bens", afirma.
A reportagem tentou localizar Arantes em seu gabinete na Assembléia Legislativa, mas o deputado não estava. A assessoria informou que o chefe de gabinete de Arantes seria o responsável por prestar informações, mas ele não retornou aos telefonemas da Agência Estado.


Defesa

A advogada da Conspar Andrea Albuquerque Rodrigues afirmou que a empresa não foi beneficiada, pois ocorreram benfeitorias e investimentos de infra-estrutura na área. "A empresa investiu no local e naturalmente ele se valorizou. A Prefeitura desapropriou somente 10% da área total do terreno, o que prejudica a tese de favorecimento", afirma. A empresa estima que o valor atual do metro quadrado da área esteja em torno de R$ 350 para fins residenciais e até R$ 1.500 para fins comerciais.
A advogada afirma desconhecer vínculos entre o proprietário da empresa e o ex-prefeito ou seu filho. "Pode existir porque o senhor Eufrásio é um antigo morador de Barueri", afirmou.

Beija-flor


Thalurania glaucopis,
Violet-capped Woodnymphy ou
Beija-flor-de-fronte-violeta
Sidney
Deste beija-flor fiz uma série de fotos, até cansar o braço. Cheguei a meio metro do bichinho, parecia até que ele estava gostando. Quando vi esta foto com olhar de soslaio parecendo, ao modo humano, desdém, fiquei na dúvida, quem se divertiu com quem?
Carlos Rizzo

Ubatuba em foco

Justiça condena ex-prefeito

A Justiça de Ubatuba condenou o ex-prefeito Paulo Ramos de Oliveira ao ressarcimento de valores gastos com servidores temporários indevidamente contratados para exercerem as funções de auxiliar de execução fiscal, sem processo seletivo simplificado e mediante a frustração de concurso público, uma vez que não estavam presentes os requisitos que caracterizam situação emergencial.
Os valores deverão ser corrigidos monetariamente pelo INPC desde os pagamentos, incidindo juros de 1% ao mês, a contar da citação de Paulo Ramos para a ação, proposta pela Prefeitura Municipal em 2006. Anteriormente, a Justiça já havia decretado a indisponibilidade de bens do Requerido, pelos mesmos fatos e naquele mesmo processo (814/2006 - 2ª Vara).
A sentença, publicada no Diário Oficial deste dia 5 de junho, condena Ramos ainda à suspensão dos direitos políticos pelo período de três anos e impõe, também por três anos, a proibição de contratar com o Poder Público, receber benefícios, incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário.

Leia mais

Nota do editor - A condenação em primeira instância admite recursos e até que haja uma decisão definitiva, o que deve demorar muitos anos, Paulo Ramos continua com os direitos políticos em vigor. Há outros "homens públicos" da cidade em situação parecida. Foram condenados em primeira instância e, dada a morosidade da Justiça, continuam exercendo seus mandatos. (Sidney Borges)

Educação


Mirian com a filha, Luísa: indignada com os erros factuais e com a doutrinação esquerdista (Foto: Roberto Setton)
Uma vitória contra o porno-marxismo
Na apostila do sistema de ensino COC o sistema de exploração capitalista começou no neolítico. Mirian Macedo, mãe de uma aluna decidiu botar a boca no trombone, ganhou na Justiça o direito de protestar contra os absurdos que eram ensinados à sua filha. Seguem trechos da reportagem de Veja desta semana, que trata do assunto:
(...)Ao se interessar pelo material didático usado na escola da filha, a dona-de-casa Mírian Macedo, 53 anos, levou um susto. Ela correu ao Colégio Pentágono, de São Paulo, um dos que aplicam as apostilas, decidida a cancelar a matrícula da filha. Luísa, de 15 anos, estudava lá havia nove. Mírian condensou as passagens que soavam a ela como "panfletagem grosseira" em um texto no qual denuncia o que chama de "Porno-marxismo". Em março, o artigo da dona-de-casa passou a circular na internet. O caso acabou na Justiça. Por meio de uma liminar, o COC exigiu a retirada do nome da instituição do documento. Há duas semanas, a Justiça reavaliou a questão e deu a Mírian o direito de divulgar a versão original. O COC, por sua vez, avisou que fará uma revisão de suas apostilas, usadas por 220.000 estudantes. Reconhece Chaim Zaher, o dono do grupo: "Erramos mesmo".(...)
Apostilas e livros didáticos adotados pelas escolas brasileiras estão contaminados pela doutrinação política esquerdizante. Resume o sociólogo Simon Schwartzman: "As crianças não aprendem mais o nome dos rios ou as datas relevantes da história da humanidade. Elas estão tendo contato com uma ciência social superficial, marcada pela crítica marxista vulgar".(...)
O colégio onde estuda a filha reagiu com coragem e correção. Não renovou o contrato com o COC e mandou tirar de sua própria apostila o texto em questão.
(Da Veja, assinante lê a íntegra aqui)
O texto de protesto da mãe, "Luta sem Classe" e a resposta do COC, você lê aqui.

Brasil

Caráter

André Petry, colunista da VEJA
Trazendo a polêmica para o terreno da vida pessoal, o senador [Renan Calheiros] talvez soubesse, ou intuísse, que tinha uma vantagem já na largada: era o homem, o respeitável pai de família, contra a mulher, a jovem descasada. O senador foi tão covarde que jogou sobre a mulher até o peso não apenas de ser macho, mas também o de ser poderoso.” (Frase do dia do Blog do Noblat)


Manchetes do dia

Sábado, 09 / 07 / 2007

Folha de São Paulo:
"Irmão usava nome de Lula para obter dinheiro, diz PF"
Gravações telefônicas feitas pela PF com autorização da Justiça indicam que Genival Inácio da Silva, o Vavá, usou o nome do presidente Lula, seu irmão, para obter recursos do empresário de bingos Nilton Cézar Servo, um dos presos pela Operação Xeque-Mate. Indiciado sob suspeita de tráfico de influência e exploração de prestígio, Vavá aparece pedindo dinheiro a Servo para fazer lobby para ele.


O Globo:
"Lula sabia de lobby de irmão no governo e tentou reprimir"
Conversas gravadas pela PF indicam que o presidente Lula sabia e tentou impedir que seu irmão Vavá fizesse lobby no governo. Nas gravações, o irmão de Lula pede dinheiro a um dono de caça-níqueis, fala de negociações nos Correios e no STJ e teme estar sendo monitorado pela PF. Numa delas, Dario Morelli Filho, compadre de Lula preso, ameaça avisar ao "titio" (que seria o presidente) das "picaretagens" de Vavá. Outra ligação mostra que um homem identificado como Roberto ligou para Vavá avisando que Lula queria conversar com ele. Diz que Lula estava irritado, pois sabia que Vavá "andava apresentando uma pessoa no Ministério". Ontem, Lula não mencionou o caso do irmão, mas disse, sobre as operações. "Dói? Dói. As pessoas que aparecem sofrem? Sofrem. Mas um dia haverá julgamento, e aparecerá quem é culpado e quem é inocente.


O Estado de São Paulo:
"Declaração do G-8 contraria emergentes e Lula protesta"
O encerramento da reunião do G-8, grupo dos países mais ricos do mundo, contrariou a expectativa das nações emergentes. Ao contrário do que estava acertado, a declaração final do encontro foi distribuída sem consulta aos dirigentes de países como o Brasil. O texto abordou temas que tinham sido vetados em negociações prévias, como a abertura dos emergentes a investimentos estrangeiros. O episódio desagradou especialmente ao presidente Lula, pois o documento foi divulgado antes que ele desembarcasse no balneário alemão de Heiligendamm, onde ocorria a reunião do G-8. Informados do fato pela reportagem do Estado, integrantes da delegação brasileira fizeram esforços para que houvesse um recuo dos países ricos, que acabaram distribuindo uma nova versão da declaração, sem mudanças substanciais. Lula pediu que, no próximo encontro, previsto para 2008, o G-8 tenha mais cuidado.


Jornal do Brasil:
"Plano de saúde vai subir 5,76%"
A Agência Nacional de Saúde estabeleceu em 5,76% o teto de reajuste para os planos de saúde médico-hospitalares contratados por pessoas físicas desde 1º de janeiro de 1999 e para os adaptados à Lei 9.656/98. Trata-se de um reajuste 2,76% acima da inflação. Embora seja a menor correção desde 2000, entidades de defesa do consumidor criticam a alta e propõem que os planos devam ter apenas a correção da inflação, neste caso, de 3%.

sexta-feira, junho 08, 2007


Nosso homem em Brasília

Clodovil apresenta melhora, mas não há previsão de alta

da Folha Online
O deputado Clodovil Hernandes, 69, foi submetido nesta sexta-feira a uma tomografia computadorizada que demonstrou melhora em seu quadro de saúde, segundo boletim divulgado pelo Hospital Sírio-Libanês (região central de São Paulo).
O boletim informa também que o parlamentar encontra-se clinicamente bem e iniciou fisioterapia, mas permanecerá internado por tempo ainda não definido.
Clodovil deu entrada no hospital às 16h59 de terça-feira com paralisia de leve intensidade do braço direito, provocado por um AVC (Acidente Vascular Cerebral) hemorrágico, decorrente de hipertensão arterial.
Ele começou a passar mal na segunda-feira à noite, quando teve fortes dores de cabeça. No dia seguinte, pela manhã, o parlamentar voltou a ficar indisposto durante uma reunião da Comissão de Educação na Câmara.

Leia mais

ACIU em movimento

Mudança de sede

Informamos que a Associação Comercial de Ubatuba, passará a funcionar a partir desta 2ª feira, (11/06) em sua própria sede, à Rua Esteves da Silva, 51.
O novo telefone é (12) 3834 1449.

Cordialmente,


Cristiane G. Zarpelão
Assessora de Comunicação da ACIU
www.aciubatuba.com.br
Tel: (12) 3832 1449

Renascer

Após acordo com juiz, casal da Renascer se declara culpado nos EUA

da Folha Online
Durante audiência nesta sexta-feira nos Estados Unidos, o apóstolo Estevam Hernandes e a bispa Sônia Hernandes, fundadores da Igreja Renascer em Cristo, fizeram um acordo com o juiz Frederico Moreno e se declararam culpados para evitar o júri popular.
Os termos do acordo não foram divulgados, mas nova audiência foi marcada para o dia 17 de agosto, quando o juiz dará a sentença.
Antes disso, porém, os promotores e os advogados norte-americanos Albert Krieger e Susan Van Dusen, que defendem o casal nos Estados Unidos, devem apresentar uma sugestão de sentença ao juiz.
O casal, acusado por contrabando, conspiração e falso testemunho, cumpre prisão domiciliar. Estevam e Sônia negam os crimes, mas devem pegar, no máximo, dez anos de prisão cada um.

Leia mais

Venezuela

Exportador de petróleo importa gasolina

Do site do jornal francês Le Monde:
"Por mais bizarro que possa parecer, a Venezuela, quinto exportador mundial de petróleo, importa gasolina por não ter refinarias com capacidade de refino. "Aqui, isto é o maior segredo", explica um jornalista venezuelano. Jamais a o mistério foi tão grande como agora sobre o que se passa com a industria petroleira em Caracas.
Os números da produção da companhia nacional "Petróleo da Venezuela" (PDVSA) diferem dos estimados pela OPEP. A diferença chega a l milhão de barrís por dia. A Venezuela não tem conseguido honrar sua cota de produção com a OPEP desde a greve no setor petroleiro no final de 2002, inicio de 2003.
Em represália à greve, o governo dispensou 18.000 funcionários, uma boa parte deles esapecializado. Depois, a PDVSA perdeu toda autonomia de gestão. Seu presidente é também o Ministro de Energia. "A PDVSA nunca mais conseguiu superar tal expurgo", diz Orlando Ochoa, economista da Universidade Católica, que não hesita em falar de "declínio petroleiro".
Além da corrupção generalizada e gerenciamento errático, a produção diminuiu por falta de investimentos. Com efeito, o presidente Hugo Chávez colocou em uso um sistema de financiamento parelelo e informal que subsidia fortemente a PDVSA. A diplomacia dos petrodólares e os gastos com programas sociais repousam nas receitas da produção de petróleo, enquanto os poços mais tradicionais, como os da região de Maracaibo, se esgotam por falta de manuntenção.
Chávez gostaria de aumentar a produção da bacia do Orinoco, onde se encontram as reservas para o futuro. Mas companhias internacionais como a "Total", que descobriu tais reservas e começaram sua exploração, foram desencorajadas pela incerteza que reina em Caracas. Desde a nacionalização, decretada em 26 de fevereiro, as negociações para a transferência das ações não progrediram muito e a PDVSA apenas assumiu simbólicamente os terrenos por falta de recursos humanos.
Orgulhosa de ter conseguido transformar o petróleo extra-pesado da região de Sincor em óeo universal, a "Total" desistiu de participar do projeto Sincor 2. Esmagada como um limão, a industria venezuelana de petróleo pratica no mercado interno preços baixos, o que provoca uma explosão do mercado automobilístico. Nada menos de 350.000 carros foram vendidos em 2006. "É preciso esperar de seis meses a um ano para receber seu carro, sem ser exigente com a cor", reclama um comprador. O litro de gasolia custa R$ 0,90 no mercado oficial, metade se for calculado sobre o mercado paralelo do dólar.
Com preços assim, o contrabando de gasolina para a Colômbia e o Panamá se transformou em um negócio de ouro".

Manchetes do dia

Sexta-feira, 08 / 06 / 2007

Folha de São Paulo:
"Lula defende direito de Chávez fechar TV"
O presidente Lula disse em entrevista exclusiva à Folha que o fato de o venezuelano Hugo Chávez não renovar a concessão da RCTV foi tão democrático quanto teria sido a eventual renovação. 'O mesmo Estado que dá uma concessão é o Estado que pode não dar a concessão. O Chávez teria praticado uma violência se tivesse, após o fracasso do golpe, feito a intervenção na televisão', disse.


O Globo:
"EUA e Rússia rejeitam metas para despoluição do planeta"
Reunidos na Alemanha, os líderes do G-8 (grupo dos sete países mais ricos do mundo e a Rússia) chegaram ontem a um acordo para reduzir em 50% as emissões de gases para controlar o aquecimento global até 2050. Mas somente Canadá, Japão e os países da União Européia (UE) se comprometeram. Estados Unidos e Rússia se recusaram a fixar qualquer meta. O documento foi alvo de críticas de ambientalistas. O Greenpeace afirmou que é "muito pouco". Já o presidente Luiz Inácio Lula da Silva atacou duramente o acordo e disse que significou "não fazer nada". Para ele, foi "uma reunião voluntarista de chefes de Estado, em que ninguém assume compromissos para época nenhuma, em que ninguém diz o que vai fazer e que fica pela vontade de cada um".


O Estado de São Paulo:
"Lula rejeita pressões para cortar emissão de poluentes"
Reunidos na Alemanha, os líderes do G-8, grupo dos países mais ricos do mundo, preferiram não fixar metas para reduzir até 2050 a emissão de gases causadores do aquecimento da atmosfera. A atitude foi criticada por ambientalistas e pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo ele, com o prazo fixado pelo G-8, "ninguém fará nada até 2049". Lula disse que o Brasil não aceitará a pressão dos países ricos para que as nações emergentes estabeleçam metas de redução de emissões, posição similar à da China. "Os países ricos precisam assumir a responsabilidade de ajudar a despoluir o planeta que eles poluíram", disse. Ele reagiu ainda aos comentários de que a produção de etanol da cana-de-açúcar represente uma ameaça para a Floresta Amazônica: "A Amazônia é nossa e nós, soberanamente, temos de decidir como cuidar da floresta". Lula e dirigentes de outros países emergentes participarão hoje do último dia da reunião do G-8, mas pretendem exigir que, a partir dos próximos encontros do grupo, sejam de fato ouvidos, e não apenas convidados para um debate de menos de duas horas.


Jornal do Brasil:
"Escutas da polícia assustam Brasília"
O Congresso está preocupado com o Guardião, um avançado sistema de computador da PF capaz de grampear até 3 mil linhas telefônicas de forma simultânea. Parlamentares, ministros e autoridades do Judiciário temem que as operações policiais se tornem abusivas. A imensa rede de escuta, responsável pela prisão do dono da Gautama, Zuleido Veras, e pelo indiciamento de Vavá, irmão do presidente Lula, põe qualquer cidadão na mira da polícia desde que faça ou receba uma ligação telefônica de um suspeito. Em Berlim, Lula se irrita com pergunta sobre novas denúncias contra o irmão.

quinta-feira, junho 07, 2007

Palestra



Professora Maria Luiza Marcílio faz palestra em Ubatuba

A Professora-Doutora, Maria Luiza Marcílio, professora titular do Departamento de História da USP – Universidade de São Paulo – à convite da FUNDART estará em Ubatuba realizando uma palestra no auditório da UNITAU às 20:00h, do próximo dia 11, com o tema “Caiçara – Terra e População” – título de seu livro, que estará sendo lançado na ocasião, em 2ª edição.
Pesquisadora Sênior do Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial, doutora pela Ecole des Hautes Études en Siences Sociales, Université de Paris, Sorbonne, sob orientação de Fernand Braudel e de Louis Henry, Maria Luiza Marcílio será apresentada numa parceria da FUNDART - UNITAU e Secretaria de Educação da Prefeitura de Ubatuba.

Fonte: Fundart

Região

Campo do Mexilhão

Oficio CM nº 303/07

Ubatuba, 06 de Junho de 2007

Exmo. Senhor:
Com os nossos atenciosos cumprimentos, tomamos a liberdade de apresentar-lhe, em anexo, a proposta aos Prefeitos e Vereadores do Litoral Norte para a elaboração de uma Carta Compromisso por um Plano de Desenvolvimento Regional que tem por escopo a criação de um Fundo, com um percentual eqüitativo e suficiente dos recursos provenientes, na forma de royalties, da exploração, pela Petrobrás, do gás natural da Bacia de Santos – Campo do Mexilhão.
Trata-se de uma iniciativa nossa e subscrita por todos os Vereadores da Câmara Municipal de Ubatuba para a qual gostaríamos de contar com o precioso apoio de Vossa Senhoria para o desenvolvimento, implantação e implementação deste projeto tão fundamental às cidades do Litoral Norte do Estado de São Paulo.
Certos da atenção com que Vossa Senhoria sempre nos têm distinguido aproveitamos o ensejo para expressar nossa estima e consideração.

Respeitosamente

__________________________
Charles Medeiros – PSDB
1º Secretário

Exmo. Senhor
Paulo Skaf
Presidente da FIESP

Carta compromisso

Criação de fundo para o desenvolvimento sustentável do litoral norte de São Paulo
Aos prefeitos e vereadores dos municípios do litoral norte
Considerando que os recursos, a título de compensação financeira, na forma de Royalties, provenientes da exploração do gás natural da Bacia de Santos – Campo do Mexilhão, pela Petrobrás, darão novo impulso nas economias dos Municípios do Litoral Norte de São Paulo;
Considerando que as peculiaridades de cada um de nossos municípios não são maiores do que as identidades que nos conformam, notadamente as históricas e culturais;
Considerando que concomitantemente ao aporte dos recursos provenientes dos royalties em nossos orçamentos municipais, as demandas por serviços e obras públicas tenderão a se multiplicar consideravelmente devido a um provável aumento no fluxo migratório;
Considerando que muitos dos problemas dos municípios do Litoral Norte e das regiões circunvizinhas são comuns e Interligam-se, não mais permitindo infrutíferas ações isoladas, principalmente nas questões de uso e ocupação do solo, na preservação ambiental, na Segurança Pública e no atendimento médico hospitalar à população fixa e flutuante, nas estratégias e planejamento do ensino diante das futuras demandas do mercado, na preservação do patrimônio histórico e cultural, no saneamento básico – em que a destinação e o tratamento do lixo urbano exigem ações imediatas, enfim, ações que permitam aos nossos municípios um desenvolvimento socialmente justo e sustentável em termos ambientais.
Referenciados nessa perspectiva vimos propor aos excelentíssimos senhores prefeitos municipais e vereadores do litoral norte a assinatura de uma carta compromisso em que se tenha por escopo a criação de um fundo, com um percentual eqüitativo e suficiente dos recursos provenientes dos royalties, para subsidiar um Plano de Desenvolvimento Regional.
Atenciosamente,
__________________________
Charles Medeiros – PSDB
Vereador


Copias encaminhada ao
Exmo.sr. Presidente da Republica Luiz Inácio Lula da Silva, Governador Jose Serra, ao Presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo, deputado Vaz de Lima ao presidente da Câmara Federal, Deputado Arlindo Chinaglia e presidente do Senado, Senador Renan Calheiros.
Copia às Associações Comerciais do litoral norte, à Fapesp e à Fiesp.

Política

Lula e a operação Xeque-Mate

Editorial de O Estado de S.Paulo, hoje:
"Todo político tem um séquito: é da natureza do ofício. O séquito, naturalmente, tem uma hierarquia. No topo, ficam os poucos e bons operadores da mais estrita confiança do prócer - a exemplo do falecido Sérgio Motta, no caso de Fernando Henrique, e de Gilberto Carvalho, no caso do presidente Lula. Eles não apenas são incumbidos de missões delicadas e sigilosas, como ainda funcionam como conselheiros do chefe. No sopé dessa estrutura estão os seus paus-para-toda-obra, tarefeiros que abrem portas, guardam costas, dirigem carros, carregam volumes, para o político e seus familiares.
Nada mais natural que, subindo o político na vida, membros dessa arraia-miúda de autodenominados “assessores” sejam procurados por espécimes do submundo da periferia do poder e a eles se associem no crime. São figurantes que o chefe pode ou não conhecer pessoalmente, mas há de saber quando se valem da sua conexão consigo, ainda que remota, para conseguir uma boquinha numa repartição - no mínimo.
Eis o material com que habitualmente se confeccionam as teias pegajosas como a que a Operação Xeque-Mate, da Polícia Federal (PF), acaba de romper, no combate à máfia dos caça-níqueis. A peculiaridade, agora, é a presença nesse circuito de um irmão e de um compadre do presidente da República. (...)
A conduta do presidente, aliás, foi nada menos do que irretocável. Ao que se sabe, não moveu uma palha para impedir que se expedisse o mandado judicial de busca e apreensão na casa de Vavá."

Leia mais

Seu Jorge

"Se fosse 100% negro, lutaria por indenização", diz Seu Jorge

CAROLINA GLYCERIO da BBC, em São Paulo
O músico carioca Seu Jorge tem 12,9% de genes europeus e 85,1% de genes africanos, indicam exames de DNA feitos a pedido da BBC Brasil como parte do projeto Raízes Afro-brasileiras.
"Tinha muita esperança de ser 100% negro. Se fosse, eu ia pedir uma indenização muito pesada nesse país, mas sou filho dos culpados também", disse o músico em entrevista na sua casa, em São Paulo, à BBC Brasil.
O projeto Raízes Afro-brasileiras testou o DNA de outros oito negros famosos no Brasil. Milton Nascimento, Sandra de Sá, Neguinho da Beija-Flor, Frei David, Daiane dos Santos, Djavan, Ildi Silva e Obina, do Flamengo, participaram do projeto.

Nota do editor – Caro Seu Jorge, o senhor é um excelente músico, mas mal informado quanto aos culpados pela escravidão. Os brancos compraram os escravos negros de outros negros, que os caçaram, aprisionaram e venderam.

Dou uma dica. Peça a indenização em partes proporcionais, 85,1% do calvário de seus antepassados deve-se aos negros que os aprisionaram e venderam e 12,9% aos brancos que os compraram e escravizaram. Vai ser perda de tempo Seu Jorge, a Justiça é lenta. Melhor será o senhor continuar sensibilizando negros e brancos com a excelente música que faz. Um abraço de seu fã. (Sidney Borges)

Locais

R$ 642.000,00 (Seiscentos e quarenta e dois mil reais)

Foi o valor gasto, na reforma da Praça 13 de Maio, reinaugurada, no dia 13 de maio último, com aproximadamente seis meses de atraso. A Praça é bonita, ficou mais iluminada, ganhou três fontes e nova pavimentação. Vale lembrar que, segundo o Executivo, a jardinagem e o sistema hidráulico e elétrico das fontes foram feitos com recursos da própria Prefeitura. Portanto, não é preciso ser técnico, ou engenheiro especializado em urbanização para entender que o preço foi alto demais, diante das poucas alterações realizadas. Poucas alterações porque os técnicos se esqueceram de nossas crianças, dos idosos e dos ciclistas. Não existe na praça um espaço para eles. Talvez, o cidadão contribuinte não compreenda a causa do caos instalado em todas as áreas do município: Saúde, Saneamento Básico, Habitação, Segurança, entre outras. É porque não se pensa nas prioridades da população e do Município. O problema vem de longe. Os prefeitos por nós eleitos, infelizmente, não têm sido capazes de fazer bom uso do dinheiro público, nem de pensar em projetos de desenvolvimento para o curto, médio e longo prazos. Os chefes do Executivo ainda pensam que saneamento básico não dá voto, não elege ninguém. Eles acreditam que obras como a da Avenida Iperoig e da Praça 13 de Maio são mais importantes que construir casas populares para as centenas de famílias que vivem em áreas de risco ou de preservação, ou investir na saúde, tão carente em nosso município. Só para se ter uma idéia, com o dinheiro gasto na Praça, os 642 mil reais (?), a Prefeitura poderia ter construído pelo menos 50 casas populares, em esquema de mutirão. Já resolveria, por exemplo, a questão crucial em que vivem, neste momento, as 30 famílias do Pé da Serra, que terão as casas demolidas nos próximos dias. Com os 100 mil reais gastos, alem do valor da licitação, daria para quase um ano de material odontológico ou para comprar medicamentos e fornecer exames médicos, tão em falta no município e ampliaria a oferta de saúde bucal, de medicamentos e exames, que estão entre os principais problemas de saúde da cidade. O PT, que muito colaborou para a vitória do prefeito Eduardo César, nas eleições de 2004, hoje é oposição. O PT não concorda com as práticas políticas do prefeito Eduardo César e entende que este Governo não é o exemplo de administração que Ubatuba precisa e merece. Queremos uma Ubatuba melhor e podemos conseguir. Para tanto, é necessário a conscientização da população, exigindo políticos que apresentem, aprovem e executem propostas, ações e obras discutidas e elaboradas junto com as comunidades.

(Imagem da estrelinha do PT)
PT – Ubatuba

Manchetes do dia

Quinta-feira, 07 / 06 / 2007

Folha de São Paulo:
"Conselho de Ética do Senado decide processar Renan"
O Conselho de Ética do Senado abriu processo contra o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), para apurar indícios de quebra de decoro parlamentar. Renan é suspeito de ter despesas pessoais pagas pelo lobista Cláudio Gontijo, da empreiteira Mendes Júnior. Ele entregava R$ 12 mil mensais à jornalista Mônica Veloso, com quem o presidente do Senado tem uma filha. Renan diz que o dinheiro era seu.


O Globo:
"PF: irmão de Lula pedia ajuda a donos de bingo"
Com base em depoimentos e gravações telefônicas, a PF diz que o irmão do presidente Lula, Genival Inácio da Silva, o Vavá, pedia dinheiro a donos de bingos e caça-níqueis prometendo influir politicamente no governo e no Judiciário. Vavá pedia de R$ 2 mil a R$ 3 mil, mas não cumpria as promessas. "Ele não chegava a efetivar os pedidos, mas, como irmão do presidente, pedia dinheiro a pretexto de influir politicamente nas ações criminosas. Isso é crime", disse um delegado da PF. O diretor-geral da PF, Paulo Lacerda, permanecerá no cargo.


O Estado de São Paulo:
"Igreja lança ofensiva para reconquistar fiéis na AL"
Uma ofensiva de evangelização para conquistar novos fiéis e trazer de volta os católicos que abandonaram a Igreja é o principal compromisso assumido pelos bispos na 5ª Conferência-Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe, realizada em Aparecida. O texto que reúne as conclusões do encontro será entregue ao papa Bento XVI na segunda-feira, em Roma, relata José Maria Mayrink. Redigido em espanhol, o documento tem 118 páginas e reafirma a opção preferencial pelos pobres e valoriza as Comunidades Eclesiais de Base (Cebs). O texto também aborda temas que foram objeto de comentários do papa durante sua visita ao Brasil. Os bispos condenam o aborto, defendem o casamento indissolúvel, denunciam violações dos direitos humanos e lamentam a crescente agressão ao meio ambiente, em especial na Amazônia.


Jornal do Brasil:
"Investigação não tira Renan do comando"
O senador Renan Calheiros recebeu com tranqüilidade a decisão do Conselho de Ética da Casa de investigar se houve irregularidade na relação com o lobista Cláudio Gontijo, que intermediava o pagamento de suas contas pessoais. E vai permanecer no comando do Senado durante as investigações, sob a alegação de que "a verdade prevalecerá". O aliado Epitácio Cafeteira é o relator do processo. Ontem, a ex-namorada do senador Mônica Veloso negou ter recebido recursos por depósitos bancários e se dispôs a abrir suas contas.

quarta-feira, junho 06, 2007

Nosso homem em Brasília

Clodovil melhora e seus exames são satisfatórios

Internado na Unidade Crítica Coronariana do Hospital sírio-libanês (HSL), o Deputado Federal Clodovil Hernandes, 69 anos, está lúcido e evoluindo bem. Os resultados dos primeiros exames laboratoriais e de imagem foram satisfatórios. O paciente será submetido a novos exames e permanece internado por tempo ainda não definido, sob os cuidados da equipe médica coordenada pelo médico Milberto Scaff, neurologista clínico do HSL.
O Deputado deu entrada no Hospital ontem, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico, de leve intensidade, decorrente de hipertensão arterial sistêmica. O próximo boletim médico está previsto para ser liberado na sexta-feira.
Fonte: Agência Estado

Ponto de vista

O significado do momento

A cidade vive sua Tensão Pré Eleitoral. O vai-vem dos boatos e buchichos revela o elementar, meus caros. Nesta época alguns querem dividir para aparecer, outros aparecer para dividir. É o jogo de cena que vale, ou o jogo da matreira sabedoria mineira que nos ensina que em política a versão é mais importante do que o fato. Vamos então, criar versões!
A temperatura nessas movimentações vai subir muito até setembro próximo quando, por força da ridícula legislação eleitoral brasileira, um dos restos mortais da ditadura ainda não enterrados, encerra-se o prazo para as filiações partidárias daqueles que pretendem disputar cargos eletivos em outubro de 2008.
Durante um ano não se poderá mais mexer nos partidos. Se no calor dos debates os escolhidos mostrarem fraqueza e os excluídos mostrarem força, teremos que escolher um fraco e ficar com ele pelos próximos quatro anos. Preservam-se assim os currais eleitorais dos velhos coronéis da política brasileira.
Os conchavos escolherão como candidatos a serem postos à disposição do voto popular aqueles que se mostrarem mais ladinos, mais espertos, mais poderosos, mais arrastadores de votos. São muitos os pré-requisitos, falsos ou não, mas sempre de caráter pessoal, raramente de programa ou competência. A isso chamam “fazer política”.
Será que política é isso? Se for, podemos dizer que política é a arte de perenizar a mediocridade, a falta de idéias, a defesa de interesses pessoais.
No Partido Verde achamos que fazer política é a arte de tornar possível o que é necessário. Para definir o que é necessário, nesta fase final das filiações partidárias não nos interessam nomes e sim programas, não nos interessam metas eleitorais e sim metas de ação. Ao PV interessa discutir quais são as metas de desenvolvimento econômico, social e urbano que se pretende para Ubatuba.
O momento aponta também para a necessidade da comunidade construir uma postura ativa diante do processo eleitoral e, talvez o desalento dominante nas forças vivas da cidade possa ser o estopim de uma virada de métodos. É morrer ou reagir.
Empresários, profissionais liberais, comerciantes, todos somos prisioneiros tradicionais do poder público. Dificuldades na obtenção de licenças, achaques, concessões ilícitas, descumprimento das leis, favorecimentos, criação de leis casuísticas e tantas outras situações ilegais infelizmente já são aceitas como naturais e constituem-se na grande rede que nos aprisiona e à qual uns já estão acostumados, outros não se deram conta de sua existência e muitos dela vivem, tiram proveito e a alimentam.
Como resultado o município não cresce, se arrasta.
Temos que mudar, e temos como mudar. A cidade consumiu meses de trabalho árduo na discussão do seu plano diretor. Como um dos seus responsáveis, estou à vontade para afirmar que ele contém todo o ideário e instrumentos necessários para o desenvolvimento correto do município, referendados através de incontáveis reuniões com a comunidade e o registro de inúmeras contribuições populares incorporadas à lei.
Uma vez sancionada a lei do plano diretor, nada mais resta senão a implantação dos procedimentos administrativos, políticos e comunitários ali previstos. É uma imposição legal e não um favor que nos faz o poder público.
A plataforma básica de trabalho para a próxima gestão do município só pode ser o plano diretor. Ele é obrigatoriamente o ponto de partida da organização e do crescimento das cidades determinado pela legislação federal como forma de garantir aos cidadãos menos improvisos e amadorismo na condução dos municípios.
Ao invés da discussão de nomes em torno de promessas gratuitas de campanha enfeitadas pelo volúvel gogó dos candidatos, os partidos políticos e as organizações da comunidade deveriam promover seminários para selecionar prioridades de ação e métodos de trabalho articulados pelas metas criadas no plano diretor. Não seriam promessas, mas compromissos partidários com o povo desta cidade.
É essa a modernidade que Ubatuba precisa. É essa a atitude que se espera dos homens públicos. É essa atitude construtiva que poderia ser tomada pelos empresários, profissionais liberais e os comerciantes da cidade.


Renato Nunes
Vice Presidente da Comissão Executiva do Partido Verde de Ubatuba

Brasil

A força simbólica de Lula não pode ser desperdiçada

Lula é a maior força simbólica da História do Brasil. “Nunca antes”, nem com Getúlio, um presidente foi tão cultuado. E ele também, diga-se, tem um amor tosco, mas real pelo país. E esta força simbólica não pode ser desperdiçada, neste momento privilegiado da economia mundial,com maioria no Congresso. Depois do mensalão, Lula ficou por baixo e, mesmo reeleito, teve de se curvar ao PMDB e ficou imobilizado no pântano das coalizões com a ralé mais baixa. Agora, ou ele se fortalece e age ou perde a chance histórica de fazer alguma coisa por este país. O Legislativo se conspurcou tanto com o poder que conseguiu que perdeu a moral para comandar a democracia. Está na hora de Lula reagir e recuperar seu poder executivo, se é que ele quer...
Lula não pode continuar o manso refém dos fariseus que o apóiam. Como governar com um Senado cujo presidente está metido nesse “armengue”, em que o líder da maioria é o Jucá, e o Sarney, o conselheiro-chefe. Chega! Não dá mais para ficarmos na volúpia doentia de assistir ao adultério lamentável de empreiteiras e políticos.
Não dá mais para sermos os eternos voyeurs, os eternos leitores de escândalos semanais que nunca acabarão, pois são sistêmicos. Não dá mais para chanchada de suspense, para sabermos se Mônica recebeu dinheiro, se o Paulo Medina, se o Zuleido, se o Renan, se o Jackson Lago, se... se... se...
Isto está fazendo um mal físico à opinião pública, que se esgoela nas colunas dos leitores, impotente. Assim como a Gautama, temos, no mínimo,umas 20 empreiteiras fazendo o mesmo: obras para o nada. Se o Lula quiser fazer um governo histórico, ele terá de se fortalecer junto à cidadania (não estou falando de governo plebiscitário, nem de “chavismo cordial”), junto aos jornalistas, junto à classe média que está de cabelo em pé diante do show de escrotidão, tem de se aproximar dos militares, para incluí-los no processo de reflexão política, Lula tem de ter peito e força para conseguir do Congresso reformas essenciais, como a política, a da Previdência, Lula tem de crescer junto às altas instâncias jurídicas do país, que ficam na molenga lenga-lenga da letra da lei, impedindo qualquer providência urgente, Lula tem de conseguir apoio de altos nomes do país. Sei que ele tem preguiça e medo de marolas, sei que é dificílimo, sei das injunções da coalizão dos infernos, mas está na hora de tentar. Não se trata apenas de seu governo; é a nação, cacete! O prestígio da democracia está se desfazendo diante de nossos olhos, e ninguém faz nada? Lula, com 70% de aprovação, não pode continuar assim, pasmado, esperando algo que não virá nunca. Nunca um presidente civil teve tanto poder potencial.
Está na hora de gestos novos, inéditos, rupturas, saltos qualitativos dentro da democracia. Estamos precisando de um momento histórico de grandeza. Acho que ele já aprendeu muito sobre os malucos que o cercavam e sobre os corruptos com quem trata. A ideologia de Lula era um ensopadinho de sindicalismo com um desenvolvimentismo vulgar. Agora, talvez ele já tenha entendido que não tem de fazer nada com o Brasil. Talvez ele tenha entendido que o que ele precisa é DES-FAZER. Precisamos desfazer as causas do império da escrotidão que manda em tudo, temos de desfazer a Comissão de Orçamento do Congresso, as regras de licitação, as emendas individuais e coletivas, temos de exigir a mudança das execuções penais. Lula tem de AGIR, tem de assumir o poder que tem, o imenso poder simbólico que tem,mais que Getúlio, JK, FHC.
Lula tem de privatizar as estatais corruptas, tem de dar concessões para aeroportos que estão prestes a acabar, estradas podres, usinas de energia. O PAC não vai sair porque o sistema corrupto impedirá. É impossível desenvolver o país com essa avalanche de roubalheira estabelecida e tolerada.
E ele precisa de apoio para agir, e ele precisa pedir apoio também. Que tem ele a perder? O sucessor?
Ou surge uma ideologia de modificação nacional ou o Brasil vai para o brejo; é só acabar a bonança econômica internacional. Será que não existe um resquício de “amor à pátria” ou amor à razão? Tremo de vergonha ao escrever isso, me sentindo um idiota. (Meus inimigos dirão: “Finalmente ele se encontrou...”)?
Mas, digo: está na hora de a nação se mobilizar. Sei que essa frase soa anacrônica e romântica, mas Fernando Henrique Cardoso deveria procurar Lula, ou vice-versa. Há um vago parentesco entre tucanismo e lulismo. Alguma forma de “bi-partisanship” (bi-partidarismo) tem de rolar. É romântico? É impossível? Não sei. Mas está na hora até de errar. Vamos errar! Quais são os governadores que mais se aproximam do que Lula pensa? José Serra, Aécio Neves e Sergio Cabral, todos do PSDB. E quando eu falo “procurar o Lula”, não é apenas por interesses eleitorais e sucessórios (como tem sido até agora...). É para reformar esta droga desse país, cacete, que está um bacanal de sordidez, desmoralizando a democracia.
Está na hora de acabar a maldição do nouveau-riche José Dirceu, que considerava os tucanos o “inimigo principal”.
FHC tem de procurar Lula, convidado ou não. Chega de “análises críticas da conjuntura”.... Está na hora de esquecer querelas e injustiças de parte a parte. Lula não pode se apoiar apenas na suja coalizão que seqüestrou o país.
Tudo isso que digo, é, claro, se Lula quiser....
Artigo de Arnaldo Jabor transcrito do jornal O Globo, dia 05 de junho de 2007 (Do Blog do Noblat)

ACIU em movimento

Extintores

O gerente da Associação Comercial de Ubatuba, Célio Moraes Stefani faz um alerta à população em relação à manutenção de extintores

“Temos recebido denúncias de alguns de nossos associados, de ações de indivíduos que aproveitam a falta de conhecimento das pessoas para aplicarem golpes, com relação aos extintores de incêndio, quando o cliente paga por uma manutenção enganosa deste equipamento”, diz Célio.

Segundo Célio, “na maioria das vezes, a falsa manutenção se resume à troca de uma etiqueta amarela, de suposta garantia até o ano seguinte, quando, na verdade, a etiqueta válida que garante a realização do serviço, conforme as normas vigentes, é verde-azulada, com o símbolo do InMetro e os dados da empresa certificada”, enfatiza.
Célio ressalta que os dados da empresa conveniada estão impressos na etiqueta amarela e nos lacres do extintor. Para comprovar a abertura do extintor para a devida manutenção, é obrigatória a colocação de um anel plástico amarelo entre o gatilho e o cilindro do extintor, com a data do serviço. Deve ser verificado se o anel está inteiro após o serviço executado, pois alguns simplesmente cortam o que está lá e o colam, em seguida, com cola instantânea. “Desconfie sempre de serviço rápido e de preço muito baixo. Evite tratar com aventureiros que vêm de outras cidades, sobretudo nos feriados prolongados, e aproveitam o grande movimento no comércio para aplicarem este golpe. Não aceite serviço “à base de troca”, pois retiram seu extintor seminovo e deixam outro bem mais antigo. Procure conhecer o local onde é feita a manutenção. Prefira empresas estabelecidas na cidade, evitando ambulantes, que não podem ser localizados para reclamações”, aconselha Célio.
A manutenção incorreta dos extintores, frisa o gerente, além de provocar risco à vida, pode gerar responsabilidades ao proprietário do estabelecimento e recusa de pagamento por parte de seguradoras.
Na dúvida quanto à idoneidade do serviço contratado, ligue para o INMETRO (11) 3124-7204, ou solicite uma vistoria do Corpo de Bombeiros (12) 3833-1717.

Cristiane G. Zarpelão
Assessora de Comunicação da ACIU
site:
www.aciubatuba.com.br
Tel: (12) 3832 1449

Opinião

Por que Chávez é um perigo?

Editorial de O Estado de S.Paulo, hoje:
"Seria irrealista esperar que o presidente Lula dissesse o contrário, mas nem por isso pode passar sem reparo a sua avaliação, manifestada em entrevista ao programa Hard Talk, da BBC de Londres, de que o presidente - ou melhor, o protoditador - da Venezuela, Hugo Chávez, “não representa um perigo” para a América Latina. Naturalmente, o que levou o entrevistador Stephen Sackur a trazer para a sabatina a posição de Lula diante da figura do coronel de Caracas foi a sua mais recente agressão às já combalidas liberdades democráticas no seu país, o cancelamento da concessão da emissora oposicionista RCTV, a mais popular da Venezuela. Lula fez o que sabia para sair pela tangente do embaraçoso questionamento, a ponto de ser admoestado pelo jornalista: “Para mim, o senhor está tentando evitar fazer críticas a Chávez.” Pura verdade.
O Brasil é o segundo maior parceiro comercial da Venezuela, depois dos Estados Unidos - e Lula leva em conta os interesses de empresas brasileiras no vizinho país para reagir com menos ênfase do que seria apropriado às sortidas chavistas, mesmo quando afetam diretamente o País, a exemplo do rombudo ataque do caudilho ao Congresso Nacional por sua moção de censura à extinção da RCTV. Se quisesse traçar a proverbial linha vermelha entre o tolerável e o inaceitável, o governo, em vez de convocar o embaixador venezuelano a dar explicações ao Itamaraty, poderia chamar a Brasília, “para consultas”, o embaixador brasileiro em Caracas - uma inequívoca mensagem nas relações bilaterais de quaisquer países. De todo modo, vai uma distância entre ficar aquém do necessário e ir além do conveniente."

Leia mais

Correios



Selo nacional lançado em Ubatuba

Ontem, no Sobradão do Porto, sede da Fundart, foi lançado o selo "Conchas Marítimas", que retrata três exemplares do litoral brasileiro, sendo um deles assíduo freqüentador das praias de Ubatuba. Um belíssimo trabalho do artista gráfico Anderson Moreira Lima. (Sidney Borges)

Fundart

PROGRAMAÇÃO CULTURAL
JUNHO 2007

05 - TERÇA-FEIRA
LANÇAMENTO NACIONAL DOS SELOS “CONCHAS MARÍTIMAS”
Sobradão do Porto 18h - PREFEITURA, FUNDART E CORREIOS

07 - QUINTA-FEIRA
APRESENTAÇÃO MUSICAL
Igreja Sei-Cho-No-Ie 18:30h
Grupo Tupinambrás (da Lira “Padre Anchieta”)
Violão: Paulo C. C. Pimentel. Flauta: Aurora N. Medina.Bateria: Wanderlei Alves.

08 - SEXTA-FEIRA

FESTA DA TAINHA
Maranduba 20:00h
Retreta “Maestro Pedrinho” (da Lira “Padre Anchieta”)

09 - SÁBADO

MÚSICA NA PRAÇA
Praça da Matriz 21:00h
Banda Sinfônica Lira “Padre Anchieta”
Flautas: Aurora N. Medina, Kézia A. Santos, Nádia Cristina, Paulo C. C. Pimentel. Clarinetas: Flaviana Oliveira, Francine Germano, Polliane Gonzaga, Talita Moura. Saxofones: Vanderlei Magno, Amarildo da Hora. Trompas: Renato Ramalho, Isaac Alves. Trompetes: Rodrigo Nunes, Bruno Vilela, Leandro Sclearuc. Trombones: Edilson Welington, Marlon Germano, Robson Bittencourt. Eufônio: Evandro Silva. Tuba: Julio César. Contra Baixo: Luiz Cláudio. Percussão: Fábio Bandeiras, Vanderlei Alves, Nereu Rodrigues, Mauro Carneiro. Piano: Leda Cardoso. Regentes: Amarildo da Hora, Valdeci dos Santos.

10 - DOMINGO

FESTA DA TAINHA
Maranduba - 20:00h
Sexteto Caiçara (da Lira “Padre Anchieta”)
Trompetes: Rodrigo Nunes, Bruno Vilela. Trompa: Renato Ramalho. Trombone: Marlon Germano. Tuba: Julio César. Bateria: Fábio Bandeiras.

11 - SEGUNDA

LANÇAMENTO DE LIVRO E PALESTRA“CAIÇARA: TERRA E POPULAÇÃO”
Parceria: FUNDART, Sec. Educação (Prefeitura) e UNITAU
Pesquisa de Mestrado da USP acerca das condições históricas edemográficas da formação e da crise da cultura e da população de Ubatuba
Auditório da UNITAU - 20:00h
Maria Luiza Marcílio (autora e palestrante)
Professora titular do departamento de História da USP
Pesquisadora Senior do Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial
Doutora pela Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales,Université de Paris, Sorbonne, sob a orientação de Fernand Braudel e de Louis Henry.

PRESTIGIE O ARTISTA DE UBATUBA

PRAÇA DAS ARTES PLÁSTICAS

SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS, A PARTIR DAS 15h
Adquira e indique obras da Praça das Artes Plásticas.
Praça das Artes Plásticas - Av. Iperoig - Centro.

ABAU - Associação Belas Artes de Ubatuba.

CASA DO ARTESÃO DE UBATUBA

TODOS OS DIAS A PARTIR DAS 8:00 h
Prestigie nossa loja no prédio da FUNDART, R. Félix Guisard, 06
Exposição de trabalhos artesanais, na Praça Anchieta, 38.

PARTICIPE DAS REUNIÕES DOS GRUPOS SETORIAIS DA FUNDART

06 - QUARTA-FEIRA - Local: FUNDART - 18:30h

Grupo Setorial de História e Geografia.
11 - SEGUNDA-FEIRA - Local: FUNDART - 18:30h
Grupo Setorial de Artes Cênicas e Dança.
13 - QUARTA-FEIRA - Local: FUNDART - 18:30h
Grupo Setorial de Música.
15 - SEXTA-FEIRA - Local: FUNDART - 18:30h
Grupo Setorial de Artesanato.
20 - QUARTA-FEIRA - Local: FUNDART - 18:30h
Grupo Setorial de Fotografia, Cinema e Vídeo.
21 - QUINTA-FEIRA - Local: FUNDART - 18:30h
Grupo Setorial de Folclore e Tradições Populares.
25 - SEXTA-FEIRA - Local: Pizzaria Bucaneiros - 18:30h
Grupo Setorial de Literatura.
29 - SEXTA-FEIRA - Local: FUNDART - 18:00h
Grupo Setorial de Artes Plásticas.

LIRA “PADRE ANCHIETA”

Apresentações, oficinas musicais.
Tel.: (12) 9176 9059 - dahoramusica@yahoo.com.br

Câmara

Questões de importância local e regional discutidas no uso da Tribuna

Projeto Turístico “Caminhos de Anchieta”


No uso da tribuna do último dia 05, o Vereador Charles Medeiros levantou várias questões de importância às comunidades local e regional. Neste dia Charles Medeiros recebeu importante telefonema de Mauro Medeiros, gerente regional do Sebrae com sede em São José dos Campos informando que Ubatuba foi incluída no Projeto Turístico Regional “Caminhos de Anchieta”. Segundo o vereador, o Sebrae havia realizado um estudo de valorização das cidades onde passou Anchieta, só que Ubatuba não estava no roteiro, através do Requerimento 13/07 o vereador solicitou a inclusão do município no projeto o que foi confirmado pelo Sebrae. “É mais uma vitória para nosso povo, trata-se de um projeto de extrema importância para Ubatuba, é uma satisfação saber que nossa história será valorizada e receberá divisas para isto”, comenta Charles Medeiros.

Luz no Camburi

No mesmo dia, o vereador entrou em contato com a Coordenadoria Geral de Operações Rodoviárias do DNIT , através da Coordenadora Drª Elane, que informou o vereador de que o processo de implantação, após a publicação de Extrato de Inexigibilidade de Licitação no Diário Oficial da União, membros da Coordenadoria Colegiada já encaminharam o processo para os procedimentos de lavratura do termo de convênio entre o Órgão e a Elektro para, após encaminhada ao Programa Luz Para Todos, viabilizar a execução da obra. Representantes de Furnas aguardam a decisão. O andamento do processo é decorrente da visita pessoal do vereador ao DNIT em Brasília. “Passam pelo DNIT uma infinidade de pedidos, a visita fez com que Ubatuba passasse a existir e isto trouxe vantagens a comunidade beneficiada, o povo do Camburi” afirma Charles Medeiros.

Royalties


Vereador fala da luta desde o primeiro mandato para que Ubatuba pudesse receber os royalties por conta do Campo de Mexilhão da Bacia de Santos, onde a Lavra do Mar encontram-se parte em águas territoriais de Ubatuba. Por conta de um planejamento regional, o vereador Charles Medeiros propôs a assinatura de uma Carta Compromisso aos Prefeitos e Vereadores do Litoral Norte que tenha como escopo a criação de um Fundo, com um porcentual eqüitativo e suficiente dos recursos provenientes dos royalties, para subsidiar um Plano de Desenvolvimento Regional.
Fonte: Assessoria Charles Medeiros

Nosso homem em Brasília

Sob pressão

A política faz mal ao deputado Clodovil Hernandes (PTC-SP), hospitalizado ontem com suspeita de derrame. É sua quarta internação, só este ano. (Cláudio Humberto)



Manchetes do dia

Quarta-feira, 06 / 06 / 2007

Folha de São Paulo:
"Lula defende irmão, mas apóia investigação da PF"
O presidente Lula afirmou na Índia duvidar do envolvimento de seu irmão com irregularidades. Vavá foi indiciado pela PF sob acusação de tráfico de influência no Executivo e exploração de prestígio no Judiciário. 'Não acredito que o Vavá tenha envolvimento em qualquer coisa, não acredito mesmo. Agora, como presidente, se a PF tinha autorização judicial e o nome dele aparecia, paciência', disse Lula.


O Globo:
"Lula reage com irritação e depois defende PF e irmão"
Horas antes de a PF vasculhar anteontem a casa de Genival Inácio da Silva, o Vavá, o ministro da Justiça, Tarso Genro, avisou ao presidente Lula, na Índia, do suposto envolvimento de seu irmão com a máfia de caça-níqueis investigada na Operação Xeque-Mate. O ministro tinha sido informado da operação pelo diretor-geral da PF, Paulo Lacerda. Lula ficou irritado, mas, horas depois, deu entrevista para defender a ação da PF e também o irmão. "Acho que a PF está cumprindo papel extraordinário no Brasil", disse o presidente. "Conheço meu irmão há 61 anos, sou capaz de duvidar que ele tenha algum problema, mas, de qualquer forma, se a PF fez a investigação, está feita." Vavá, segundo o filho dele, Edison Inácio da Silva, conversou por telefone com Nilton Cesar Servo, chefe da quadrilha preso ontem, e combinou um encontro. Disse ainda que os dois são amigos há dez anos. Segundo a PF, Servo é sócio de Dario Morelli Filho, compadre de Lula, numa casa de bingo em Ilhabela, litoral de São Paulo.


O Estado de São Paulo:
"Lula defende irmão indiciado pela Polícia"
O presidente Lula disse acreditar na inocência de seu irmão Genival Inácio da Silva, o Vavá, indiciado pela Polícia Federal por suposta ligação com quadrilha que explorava caça-níqueis. "Não acredito que o Vavá tenha envolvimento. Mas não acredito mesmo. De verdade", afirmou ele, que sabia desde quinta-feira que o irmão aparecera em gravações da Operação Xeque-Mate. Lula declarou que a atitude da PF em relação a Genival, se for autorizada pela Justiça, "vale para qualquer um dos 190 milhões de brasileiros". A polícia acusa o irmão do presidente de tráfico de influência e exploração de prestígio em benefício da quadrilha. Outro personagem próximo a Lula atingido pelas investigações é Dario Morelli Filho, que ocupava cargo de confiança na Companhia de Saneamento de Diadema, município dirigido pelo PT. O presidente e a primeira-dama, Marisa Letícia, são padrinhos de um dos filhos de Morelli - que foi preso sob suspeita de ser sócio do chefe da organização criminosa, o ex-deputado Nilton César Servo, também capturado pela PF. Morelli e Servo se conheceram na casa de praia de Vavá em Caraguatatuba.


Jornal do Brasil:
"Mais rigor no gasto com pessoal"
O governo federal estuda mudanças na Constituição e no Código Penal destinadas a punir responsáveis pela concessão de reajustes abusivos a funcionários públicos. A ofensiva pretende conter os gastos registrados nas ramificações estaduais do Judiciário e do Legislativo, que estariam ultrapassando limites fixados na Lei de Responsabilidade Fiscal. Segundo a lei, a Justiça pode despender até 6% da receita corrente líquida no Estado. As assembléias devem ficar em 3%. Administrações estaduais que excedem esses limites ficam impedidas de contrair empréstimos. A Justiça Federal suspendeu ontem o pagamento das verbas indenizatórias, em torno de R$ 15 mil, usadas por deputados e senadores sem necessidade de comprovação.

terça-feira, junho 05, 2007

Turismo

Iscas & Engodos

A notícia ( abaixo) da Viajeaqui.com.br, na UOL, mostra o "cartão de visitas" da próxima temporada de Campos do Jordão. Quando falta tudo, do conhecimento técnico, até mesmo bom senso, a última alternativa (ainda inteligente) é a imitação. Como sempre é tempo para a salvação, resta esperar por ações e atitudes sérias, responsáveis, profissionais e, convincentes. Apenas assim o resgate não se torna um desastre. Quando até cópia tem erros "ortográficos"... o defeito não é do lápis! (Ronaldo Dias)

Editorial

A dengue e suas conseqüências

Não posso deixar de comentar a pesquisa que será feita para avaliar os estragos da dengue. Qual foi, ou melhor, qual está sendo o impacto da epidemia no faturamento da cidade? Pensando bem é uma pergunta nada difícil e que não necessita de critérios científicos para ser respondida. Antes de o resultado ser divulgado eu afirmo sem medo de errar que o impacto foi grande e nada mudará essa realidade. Ubatuba está sendo vítima das circunstâncias. A dengue faz parte da herança expiatória da nação. O Aedes aegypti aportou em nossa terra transportado por navios negreiros, de contrabando, junto ao sofrimento dos africanos. Na “Capital do Surf”, a praga explodiu no verão. Algum turista chegou infectado e a epidemia se desencadeou. O calor excessivo e a falta de cuidados preventivos fizeram o resto. A Prefeitura não pode ser totalmente responsabilizada, fez o que sempre foi feito. É bom lembrar que em anos anteriores não tivemos dengue e as cidades vizinhas tiveram. O problema é nacional e só será resolvido quando passar de crônico a agudo e colocar em risco os mandatos dos poderosos do momento. Infelizmente Ubatuba depende do afluxo de visitantes, que ao ler e ver, em órgãos de imprensa, notícias da epidemia, procuraram outros destinos. Isso poderia ter sido atenuado com criatividade. Eu disse atenuado, pois a imaginação das pessoas é fortemente influenciada pela mídia televisiva. O fato é que a dependência de uma única fonte de renda sempre foi e sempre será uma temeridade. Até hoje Ubatuba não descobriu outra vocação diferente do Turismo, que mesmo assim é explorado a vinte por cento de potência. Isso é de fato um problema.


Sidney Borges

Dengue em Ubatuba

Pesquisa deverá avaliar os efeitos da dengue sobre atividade turistica

Como um desdobramento do Seminário: - Dengue em Ubatuba, uma Questão de Saúde, Qualidade de Vida e Turismo - realizado no auditório da Unitau em 20 de abril deste ano, devera ser realizada pelo curso de Administração em Hotelaria e Turismo da Unitau com o apoio do Aquario de Ubatuba, uma pesquisa cujo objetivo e avaliar o real impacto da epidemia de dengue sobre a atividade turística no município.
Utilizando-se de metodologia cientifica baseada em ferramentas estatísticas, a pesquisa devera retratar os possíveis efeitos negativos da presença da doença sobre a principal atividade econômica no município.
Deverão ser ouvidos empresários dos diversos setores ligados ao turismo tais como hotéis, pousadas, restaurantes, turismo náutico, centros de visitação, quiosques e outros de forma a gerar um banco de dados comparativo dos anos anteriores onde a epidemia não esteve presente, em relação ao atual momento.
Como ficou claro durante o seminário, os casos de dengue tendem a ter uma diminuição natural no inverno em função da diminuição das chuvas e temperaturas mais baixas.
E preocupação de empresários que estiveram presentes no evento e que solicitaram a realização da pesquisa, que com a proximidade da temporada os casos voltem a acontecer piorando a imagem do município e conseqüentemente agravando a crise econômica que para os mesmos já e evidente. A pesquisa foi iniciada hoje e os resultados deverão ser divulgados na mídia, site da Unitau na Internet, bem como encaminhados ao Conselho Municipal de Turismo, Associação Comercial e ao Executivo Municipal como uma forma de colaboração com estas entidades para embasar ações praticas e direcionar as discussões acerca de assunto tão importante para a cidade. (Hugo Gallo)

Trânsfugas

Troca-troca de legendas segue no Congresso

Apesar da decisão do TSE que cassava infiéis, 3 mudaram de sigla


Silvia Amorim em O Estado de S.Paulo, hoje:
"Dois meses depois de o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidir que os parlamentares infiéis poderiam ser punidos com a perda de mandato e de a Câmara, incomodada com a decisão, prometer a aprovação da reforma política, nem a Justiça nem o Congresso tomaram qualquer posição sobre a infidelidade partidária no País. Enquanto isso, o troca-troca de legenda continua. Desde a decisão do TSE, em 27 de março, três deputados mudaram de partido na Câmara. Agora, a lista dos ameaçados de perder o mandato contabiliza 39 “trânsfugas” - como o TSE chamou os parlamentares infiéis."

Leia mais

Dia do Meio Ambiente: Projeto Tamar-Ibama e Arcor

Projeto Tamar-Ibama e Arcor comemoram Dia do Meio Ambiente com soltura de tartaruga


No próximo dia 05 o Projeto Tamar-Ibama e a Arcor comemoram quatro anos de parceria e celebram o Dia do Meio Ambiente com uma série de atividades especiais.
Sergio Asís, diretor-geral da Arcor, é um entusiasta do projeto e avalia que o êxito dessa parceria se deve à forma com que a empresa estruturou o seu apoio à organização ambiental. Segundo ele a relação está sustentada num tripé que envolve as áreas corporativa e de marketing da empresa, bem como o Instituto Arcor do Brasil. "Antes da preservação ambiental ser destaque na sociedade a empresa já estava envolvida em projetos especiais. Juntamente com a educação, cuidar do meio ambiente sempre foi uma de nossas principais preocupações", diz o executivo.
Berenice Gallo, oceanóloga e coordenadora regional do Projeto Tamar-Ibama no Estado de São Paulo, comenta que a escolha do Dia do Meio Ambiente foi proposital. "A data representa a comemoração de nossos esforços diários de preservação. Acreditamos que seria o melhor momento para celebrar ideais tão próximos", diz. "Por isso a proposta de um evento que inclui momentos de descontração, de integração com os projetos que ambos apoiamos e mesmo a demonstração de uma parte importante e emocionante do trabalho diário: a devolução de uma tartaruga marinha reabilitada ao seu habitat", completa.


Sobre o Projeto Tamar-Ibama


O Projeto Tamar-Ibama é uma iniciativa estabelecida no Brasil desde 1980, e é reconhecida internacionalmente como um dos mais notáveis programas ambientais e científicos, cuja missão é proteger as tartarugas marinhas por meio da educação ambiental, do desenvolvimento local sustentável e da conservação e pesquisa aplicada. Conta com o patrocínio oficial da Petrobras e no estado de São Paulo com o apoio da Arcor e da Prefeitura Municipal de Ubatuba.Visite:
www.projetotamar.org.br

Sobre o Instituto Arcor Brasil

Desde sua criação em 2004, o Instituto coordena o investimento social do Grupo Arcor no Brasil. Por meio de programas próprios ou em parceria com outras organizações do terceiro setor, tem como objetivo principal gerar igualdade de oportunidades para crianças e adolescentes apoiando projetos educativos de desenvolvimento integral e inclusão social.

Sobre a Arcor


A Arcor, líder mundial na produção de balas e a maior empresa do segmento de biscoitos da América do Sul, tem a responsabilidade social e ambiental como fator essencial de suas atividades, desde a fabricação de seus produtos, relacionamento com a comunidade até a contribuição para o êxito de projetos que envolvam a educação e a preservação do meio ambiente.Visite:
www.arcor.com.br

Agenda:

Dia 05/06/2007 - Dia do Meio Ambiente

Horário: das 14h00 às 15h00 - Praia do Itaguá - Ação educativa de interação com meio-ambiente· Limpeza de praia com a participação de 50 alunos do ensino fundamental da Cooperativa Educacional de Ubatuba e dos jovens da Oficina de Papel, na Praia de Itaguá.· Soltura de tartaruga marinha reabilitada, na Praia de Itaguá

Opção 1 - Acompanhar ação na Praia do Puruba

Saída: 15h00
Horário: das 16h00 às 17h30
Local: Escola Municipal José Belarmino Sobrinho - 2ª Série· Oficinas educativas sobre o lixo com os professores e alunos envolvidos com o concurso educação ambiental Nossas águas sempre limpas incluindo desenhos e pinturas, utilizando o Guia do Professor Amigos do Mar.· Distribuição de chocolates e guloseimas aos participantes.

Opção 2 - Acompanhar ação no Centro de Visitantes do Tamar

Horário: das 15h00 às 17h00
Local: Centro de Visitantes da Base de Ubatuba· Confecção de painel sobre o lixo no mar, que será incorporado a exposição do Centro de Visitantes da Base do Projeto Tamar em Ubatuba, com participação de alunos e professores da Cooperativa Educacional de Ubatuba e jovens da Oficina de Papel.· Coffe break· Apresentação dos alunos da Cooperativa Educacional de Ubatuba, em homenagem ao dia do meio ambiente.· Distribuição de chocolates e guloseimas aos participantes. (Projeto Tamar)

Política

Pesquisas e Demagogia

O verbo adular provem do latim adulari, uma expressão próxima a acariciar e a adulterar. Este último verbo provem da raiz AL, ou seja, mais além de ou no latim -alter, outro. Seguindo esta pista etimológica poderia dizer-se que a adulação tem o efeito de alterar, de levar mais além de si mesmo, a quem o adulador adultera, primeiro sua própria imagem para manipular depois a vontade. Fascinado pelo adulador, o adulado -acredita-, e cai, a partir daí, baixo a influência de quem o manipula como um meio para seus próprios fins. As carícias do adulador corrompem a sua vítima, alteram a sua natureza.

Quando Aristóteles tratou deste tema em A Política, distinguiu dois tipos de adulação, conforme o regime político. Nas monarquias os cortesãos inescrupulosos corrompiam o rei mediante as caricias da adulação. Nas democracias, cujo soberano é o povo, os políticos corrompiam o povo mediante as caricias da demagogia. Mas hoje os demagogos contam com um poderoso instrumento que os contemporâneos de Aristóteles não tinham: a capacidade de medir cientificamente os sentimentos e as preferências dos adulados. Hoje a terra fértil que nutre a demagogia é a proliferação de pesquisas.


Aristóteles elaborou dois tipos de discurso: o eXotérico -destinado ao publico em geral-, e o eSotérico, reservado a seus discípulos. Da mesma forma há que se distinguir dois tipos de pesquisas: a exotérica, que se exibe ao publico, e a esotérica, para uso reservado do cliente.O objetivo das pesquisas exotéricas, é o marketing. Quando se pode apresentar com um mínimo de verossimilhança, uma pesquisa que favorece a um candidato este decide divulgá-la. Elas tratam de um exitismo, de um jogo de ganhador. O observador deve ter muito cuidado com elas.

As pesquisas esotéricas, são as que mais se aproximam da verdade. Mas só o cliente a conhece. Mas que efeito produzem sobre o político que a contrata?

O sociólogo Dick Morris, consultor a seu tempo de Clinton, distingue três tipos de políticos: o "idealista falido" que tem grandes ideais, mas não consegue comunicá-los ao publico; o "Idealista Astuto", que tendo grandes ideais consegue comunicá-los e que é o melhor dos políticos porque é o estadista capaz de guiar seu povo. E o pior político é o "Demagogo" que -ao contrário- não abriga nenhuma idéia própria, mas que para triunfar se limita a cultivar sem escrúpulos, o que o público deseja, usando as pesquisas esotéricas sem preocupação com a realidade ou o futuro. Quer governar em direção a seu próprio êxito apenas.

Tanto o idealista astuto como o demagogo utilizam pesquisas esotéricas. Um para comunicar com eficácia seus ideais. O outro para manipular as massas segundo a arte perversa da adulação.

Idéias que hoje não atraem majoritariamente o público poderão atrair no futuro quando as fórmulas demagógicas mostrarem sua falácia. Mas no outro extremo da tipologia de Morris milita uma grande quantidade de políticos que se limitam a medir as pesquisas esotéricas para dizer à maioria, em cada momento, o que ela deseja escutar. Estes demagogos se dedicam exclusivamente ao curto prazo: prometem o que se deseja hoje. Quando o humor social muda eles mudam também.

Mas seu destino os espera, certamente, em longo prazo, que agora desdenham.
Trechos da coluna dominical de Mariano Grondona em La Nacion
(Do Ex-Blog do César Maia)

ACIU em movimento

Ubatuba contra a poluição visual

A Associação Comercial de Ubatuba tem recebido várias reclamações de consumidores em geral e de empresas associadas que alguns comerciantes estão usando elementos visuais em excesso em nossa cidade.
São
cartazes, anúncios, propagandas, banners, totens, placas dispostos em frente ao próprio comércio ou em ambientes urbanos, especialmente em centros comerciais e de serviços.
Segundo o diretor da ACIU, Alfredo Luiz Filho, o objetivo é o bom senso do espaço de propaganda do próprio comerciante. “Acreditamos que, além de promover o desconforto espacial e visual daqueles que transitam por estes locais, este excesso enfeia a cidade desvalorizando-a e tornando-a apenas um espaço de autopromoção. Acredito que o problema não é a existência da propaganda, mas o seu descontrole”, aponta o diretor.
Por este motivo, a diretoria da ACIU solicita aos empresários da cidade, filiados ou não à entidade, que se conscientizem e não se excedam para que suas propagandas que concorrem pela atenção do espectador, não cause prejuízo à outros.
Já os fiscais da Prefeitura através da GTM- Gerência de Tributos Mobiliários, com o apoio dos funcionários da Coordenadoria de Trânsito, estão intensificando a fiscalização de propagandas irregulares em calçadas do município. De acordo com o coordenador de trânsito Marlon Lopes de Moraes, “nosso setor tem recebido muitas reclamações sobre propagandas em forma de cavalete e totens que estão nas calçadas, na maioria das vezes irregulares e atrapalhando a passagem dos pedestres”.
Marlon ainda explica que uma lei municipal normatiza o planejamento visual e mobiliário do município e quem não a cumpre está sujeito às penalidades impostas pela lei. “Os estabelecimentos comerciais que não estiveram adequados dentro da lei terão seus cavaletes ou totens recolhidos para o pátio da Prefeitura e liberados após pagamento de multa”, explica o coordenador. Os materiais ficarão à disposição por 30 dias e após este período serão inutilizados. O interessado em instalar qualquer tipo de propaganda fora de seu estabelecimento deverá requerer a solicitação no Setor de Protocolo da Prefeitura, especificando o local, período e dimensão do material que será utilizado. O pedido será analisado pela secretaria de Arquitetura e Planejamento Urbano e também pela Gerência de Tributos Mobiliários. Após isso será expedida uma taxa que deverá ser paga.

Cristiane G. Zarpelão
Assessora de Comunicação da ACIU
www.aciubatuba.com.br
Tel: (12) 3832 1449
 
Free counter and web stats