sábado, maio 19, 2007


Conjeturando...

Aprendendo com as moscas

Certa vez, duas moscas caíram num copo de leite...
A primeira era forte e valente. Assim, logo ao cair, nadou até a borda do copo. Como a superfície era muito lisa e suas asas estavam molhadas, não conseguiu escapar. Acreditando que não havia saída, a mosca desanimou, parou de se debater e afundou.
Sua companheira de infortúnio, apesar de não ser tão forte, era tenaz e, por isso, continuou a se debater e a lutar. Aos poucos com tanta agitação, o leite ao seu redor formou um pequeno nódulo de manteiga no qual ela subiu.
Dali, conseguiu levantar vôo e sair do copo.
Tempos depois, a mosca tenaz, por descuido, novamente caiu num copo, desta vez cheio de água. Como pensou que já conhecia a solução daquele problema, começou a se debater na esperança de que, no devido tempo, se salvasse.
Outra mosca, passando por ali e vendo a aflição da companheira de espécie, pousou na beira do copo e gritou: Quer ajuda?
A mosca tenaz respondeu:
"Pode deixar que eu sei como resolver este problema."
E continuou a se debater mais
e mais até que, exausta, afundou na água...

SOLUÇÕES DO PASSADO, EM CONTEXTOS DIFERENTES, PODEM TRANSFORMAR-SE EM PROBLEMAS.
SE A SITUAÇÃO SE MODIFICOU, DÊ UM JEITO DE MUDAR.


Quantos de nós, baseados em experiências anteriores, deixamos de observar as mudanças ao redor e ficamos lutando inutilmente até afundar em nossa própria falta de visão!
Criamos uma confiança equivocada e perdemos a oportunidade de repensar nossas experiências. Ficamos presos a velhos hábitos que nos levaram ao sucesso e perdemos a oportunidade de evoluir.
É por isso que os japoneses dizem que na garupa do sucesso vem sempre o fracasso. Os dois estão tão próximos que a arrogância pelo sucesso pode levar à displicência que conduz ao fracasso.
Os donos do futuro sabem reconhecer essas transformações e fazer as mudanças necessárias para acompanhar a nova situação. (De: Os Donos do Futuro-Roberto Shinyashiki)

“Se a única ferramenta que você conhece é o martelo, todo problema que aparece você pensa que é prego”

Fonte: ACIU

Ubatuba



Professor Geraldo

A família de Geraldo Sales de Oliveira, agradece os votos de carinho e amor fraterno recebidos nesta ocasião tão dolorosa, o sofrimento solidário trouxe consolo a amigos, familiares e profissionais que conheceram este filho de Ubatuba. Nascido em 18 de Dezembro de 1962, filho de Sebastião Pedro de Oliveira e Maria Gaspar dos Santos, tendo como irmãos, Martinha, Tereza, Nelson, Cecília, Zezé, Cidinha, Cristina, Adilson e Angela. Esposo de Dionéia Lopes de Oliveira, pai de Rúbia Lopes de Oliveira e André Lopes de Oliveira, professor por opção, foi primeiro diretor da Escola Municipal Sebastiana Luiza de Oliveira Prado no bairro do Araribá. Geraldo deixa saudades e belas lembranças deste homem de sorriso fácil e pronto a ajudar seu semelhante.

Opinião

“Uma verdade inconveniente”

Atitudes equivocadas e total falta de planejamento das ações pretendidas colocam em risco nossa economia. Sem a presença dos turistas em nosso Município, corremos o risco de ter comprometida toda cadeia produtiva. O Executivo Municipal por falta de capacidade administrativa, unida á incompetência em gerir crises, fez com que nossos comerciantes tornassem reféns dentro do próprio Município. São desculpas, desculpas e mais desculpas.

Charles Medeiros
Vereador

ACIU em movimento

ACIU Saúde

A Associação Comercial de Ubatuba possui um sistema de desconto à disposição de seus associados e familiares para consultas e exames das mais diversas especialidades, por um preço muito abaixo do mercado.
Esse sistema opera junto à médicos, clínicas e laboratórios da cidade que oferecem um grande desconto aos associados. Vale a pena ressaltar que o ACIU Saúde cobre apenas consultas e exames, inclusive diagnósticos por imagem, todos sem carências, porém, não dá cobertura no caso de internações e demais serviços hospitalares.Esse sistema atende não só aos comerciantes associados como também às suas famílias e seus funcionários que poderão desfrutar das vantagens do ACIU Saúde. Com uma pequena mensalidade de R$10,00 para o plano individual com acréscimo de R$5,00 para o dependente da família e R$ 10,00 a mais para cada agregado da família, o associado poderá ser consultado sem taxas extras na sede da ACIU, ou pagará uma pequena taxa para consulta em consultórios particulares (conveniados).
Lembramos que é possível apenas R$ 30,00 por família. (Exemplo: 1 titular mais 4 dependentes).O ACIU Saúde conta com os clínicos-gerais, Adolpho Monzi Neto e Mauro Ravanelli que atendem também a Medicina do Trabalho, conta também com a pediatra Maria Elizabete de Oliveira e a ginecologista Cleide dos Santos. Todos estes médicos atendem gratuitamente.O sistema de descontos do ACIU Saúde conta ainda com 45 médicos credenciados nas mais diversas especialidades.
Com o cartão ACIU Saúde o usuário terá também os benefícios constantes na rede de descontos da ACIU, como descontos na entrada do cinema local.Se você quiser se associar ou esclarecer alguma dúvida entre em contato com Fabiana no telefone 3832 1046 ou na sede do ACIU Saúde, sediada à Rua Dona Maria Alves 587-Centro.

Fonte: ACIU

Manchetes do dia

Sábado, 19 / 05 / 2007

Folha de São Paulo:
"Acusados de desviar verbas movimentaram R$ 170 mi"
Pelo menos 45 pessoas acusadas pela Operação Navalha movimentaram no mínimo R$ 170 milhões desde 2004. Os dados são de relatórios do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), órgão ligado ao Ministério da Fazenda. A PF prendeu 47 acusados de participar de suposto esquema liderado pela construtora Gautama para desviar recursos públicos.


O Globo:
"PF acha lista de propinas que empreiteira pagava a políticos"
Entre os documentos apreendidos no escritório de Brasília da construtora Gautama, que comandava um grande esquema de corrupção em nove estados e no Distrito Federal, a Polícia Federal encontrou pastas com nomes de parlamentares relacionados a emendas ao Orçamento, quantias em dinheiro e indicações de presentes. Para a PF, a descoberta reforça a suspeita de que a investigação do esquema de propina deverá chegar também ao Congresso. O Supremo Tribunal Federal bloqueou os bens dos 48 acusados de envolvimento com a quadrilha, inclusive os do governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT). Segundo a PF, ele mandou liberar R$ 11,5 milhões para obras de interesse da Gautama no mesmo dia em que se reuniu com representantes da empreiteira em Brasília.


O Estado de São Paulo:
"Justiça bloqueia bens da máfia das obras públicas"
A ministra Eliana Calmon, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), decretou o bloqueio das contas e dos bens dos 48 presos pela Operação Navalha, que desmontou máfia especializada em desviar recursos de obras públicas. Entre janeiro de 2003 e abril de 2006, acusados de envolvimento no esquema movimentaram R$ 170 milhões, segundo relatório do Conselho de Controle das Atividades Financeiras (Coaf) remetido à Polícia Federal e ao Ministério Público. A PF está providenciando aviões da FAB e carretas para transportar até Brasília todo o material apreendido, incluindo dez carros de luxo - entre eles, um Citroën C5 de R$ 110 mil dado de presente ao ex-governador do Maranhão José Reinaldo Tavares, preso na operação. Conversas telefônicas gravadas com autorização judicial mostram como agia a quadrilha. Num dos diálogos, o deputado distrital Pedro Passos (PMDB-DF) cobra propina de Fátima Palmeira, diretora da Gautama, construtora que atuava como QG da máfia.


Jornal do Brasil:
"PF prende, Justiça solta"
A Polícia Federal reagiu negativamente à concessão, pela Justiça, de dois hábeas corpus que colocaram em liberdade o ex-procurador do Maranhão Ulisses César Martins, até então foragido, e Flávio de Oliveira Neto, conselheiro do Tribunal de Contas de Sergipe. Os policiais engajados na Operação Navalha temem que tais precedentes apressem a soltura dos mais de 40 acusados de envolvimento com a máfia das empreiteiras. Até ontem à noite, o STF recebeu mais 12 pedidos de hábeas corpus. A PF do Distrito Federal recusou-se a cumprir a ordem de colocar em prisão domiciliar o deputado Pedro Passos.

sexta-feira, maio 18, 2007


ACIU em movimento

Divulgue sua empresa em nosso site

Caro associado,


A Associação Comercial de Ubatuba está mais uma vez iniciando um novo trabalho: o "Portal ACIU".
Um portal que pretende agilizar a vida dos associados para que as informações cheguem ao alcance de todos. Além do novo layout, as informações sobre cursos, palestras, alertas, reuniões e demais noticias da nossa entidade serão atualizadas diariamente. Também faz parte da nossa página, todas as descrições e tabela de preços de todos os nossos serviços e muitas outras informações da entidade.

Outra novidade relacionada ao portal é que, a ACIU disponibilizará um espaço para hospedagem gratuita ao associado e a construção do site por um preço simbólico de R$ 50,00, sem nenhum custo adicional. Com este novo serviço o micro e pequeno empresário poderá também divulgar seu estabelecimento via internet por um custo muito baixo.
Acesse:
www.aciubatuba.com.br

Ahmad Khalil Barakat
Presidente
Associação Comercial de Ubatuba

Cultura

NOTICIAS DA FUNDART

FESTA DE SÃO PEDRO PESCADOR EM 84ª EDIÇÃO
No próximo mês de junho a Fundart estará promovendo a Festa de São Pedro Pescador em sua 84ª edição com a participação da Colônia dos Pescadores Z-10 e representantes da nossa comunidade. Preparativos já caminham nesse sentido
.

FUNDART NA FESTA DA REGIÃO NORTE
Animado evento marcou a 10ª Festa de Confraternização das associações de bairros da região norte de Ubatuba. A Fundart participou do evento.


PRÉDIO DO FÓRUM FICA COM A FUNDART E SERÁ A CASA DA CULTURA.
O antigo Prédio do Fórum cedido pela secretaria Estadual de Justiça à Prefeitura foi repassado para a Fundação de Arte e Cultura que instalará ali, no térreo a Biblioteca “Ateneu Ubatubense”.
No pavimento superior, onde funcionou o tribunal do júri, será instalado um auditório com 150 lugares e o prédio será denominado Casa da Cultura. O calçadão, em frente, abrigará eventos artísticos os mais diversos.

EXPOSIÇÃO DE “AMÉLIA OLAIO”
Muito concorrida a abertura da exposição da aquarelista “Amélia Olaio” dia 11 último. Falecida recentemente, Amélia Olaio recebeu homenagens da Fundart, da Prefeitura e do Grupo Setorial de Artes Plásticas da Fundação Cultural.
Grande número de amigos e admiradores compareceram ao Salão de Exposições do Sobradão do Porto que teve a apresentação do Grupo Tupinambras.

BIBLIOTECA AGORA AOS SÁBADOS
A Fundart – Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba comunica à todos a abertura da Biblioteca Pública “Ateneu Ubatubense’ aos sábados a partir das 9:00h, até as 13:00h.
A medida visa favorecer a todos que durante a semana não tem como freqüentar a biblioteca, bem como de visitantes e pesquisadores que procuram Ubatuba para alimentar teses universitárias que têm Ubatuba como foco.
A biblioteca “Ateneu Ubatubense” está situada na Praça 13 de maio.


“MAESTRO PEDRINHO” NA NOVA PRAÇA
A reinauguração da Praça 13 de maio, no último domingo, contou com a presença da Fundart.
A Lira “Padre Anchieta” por um de seus grupos musicais, a “Retreta Maestro Pedrinho” compareceu para abrilhantar a festa, cujo público lotou aquele logradouro.

LUTA ANTIMANICOMIAL ABRE EXPOSIÇÃO NA FUNDART
Em comemoração ao Dia Nacional da Luta Antimanicomial, a Prefeitura Municipal de Ubatuba, através da Saúde Mental, da Secretaria de Saúde, estará expondo obras resultantes de atividades de arteterapia e terapia ocupacional.A exposição será aberta no próximo dia 21, segunda-feira, e irá até o dia 25, no Salão de Exposições do Sobradão do Porto.
Fonte: Fundart

Ubatuba

“Zona!... Será azul?”

Corsino Aliste Mezquita
“ZONA AZUL para a EMDURB dos históricos rombos e prejuízos ao Município de Ubatuba”
A convite da ACIU comparecemos a reunião programada, supostamente, para discutir e avaliar prós e contras, da futura implantação, no Centro da Cidade de Ubatuba, do estacionamento pago e rotativo “ZONA AZUL”.
De pronto ficamos surpresos com o pequeno número de participantes.
A explicação veio a seguir. Quem sabia da pauta da reunião, das pessoas que a presidiriam e dos termos a serem usados, não compareceu. Democratas não gostam de ditadores. Homens e mulheres com idéias plurais não aceitam dogmas bitolados, de mentalidades estreitas. Cidadãos honestos e conscientes não suportam aqueles que querem usa-los e impor-lhes conceitos únicos.
Aqueles que comparecemos, o fizemos pensando encontrar uma pauta de discussão sobre aspectos positivos e negativos da ZONA AZUL, estrutura administrativa para implanta-la, preparação das ruas para seu correto funcionamento, custo-benefício, possíveis transtornos ao comércio etc..etc. Todo isso, após analisar que o momento não parece ser o mais adequado considerando a pasmaceira em que se encontra a cidade e o pequeno número de veículos. Nada parece justificar a tentativa de onerar, a população fixa do município e os escassos turistas, com novas taxas. Para todos o dinheiro está curto.
Os áulicos chegaram na reunião com decisão imperial pronta. A zona azul será implantada. Isso não se discute. Em bom latim macarrônico: “César locuto causa finita”.
Colocações veementes de alguns participantes minaram a empáfia. Houve críticas: aos métodos, lei cheque em branco, possível terceirização da exploração, precária manutenção das vias públicas, experiência negativa da “Zona Azul”, nas praias. Várias pessoas afirmaram: “Fecharam nas praias que cobrava dos turistas para implanta-la na cidade e cobrar dos cidadãos fixos”. Cidadãos sérios e educados registraram o esvaziamento dos conselhos e das sociedades amigos de bairro, etc.. etc.
Após esse bombardeio houve algumas palavras/promessas ao vento. Palavras....só palavras ao vento. Não acreditamos em nada do que foi prometido. Entre elas:
“A zona azul não será terceirizada”. Será verdade?
“Será explorada pela Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano –EMDURB-.” Repassar para a administração indireta não é uma espécie de terceirização?
“A presidente da empresa está aqui presente”.
Frente a essas afirmativas tive o impulso de perguntar: já, de cara, querem repetir a experiência do verão 1981-1982, quando a EMDURB patrocinou e promoveu espetacular fracasso com a zona azul, no Centro da Cidade?. As preliminares indicam esse caminho.
Como o ambiente não estava adequado, fiquei calado.
Entretanto a frase: “Será explorada pela EMDURB”, chamou minha atenção. Essa informação deve alertar e despertar do suposto sono letárgico, aos Senhores VEREADORES, para pensar, analisar, pesquisar, ponderar... antes de aprovar a lei que recria a zona azul para ser explorada pela recriada EMDURB. A empresa tem uma história que não a recomenda. As conseqüências nefastas que, dessa lei, podem seguir-se para Ubatuba, não podem ser ignoradas.
A EMDURB, por enquanto, é uma empresa semi-virtual, com indícios de empresa de fachada. A primeira diretora-presidente nomeada em caráter efetivo, transferida da COMTUR, com provada experiência em estacionamentos problemáticos, com direito a salário, foi nomeada pelo Decreto, n° 4706, de 09-05-07, publicado à página 10, do jornal “A CIDADE”, de 12-05-07, retroagindo, a nomeação, a 20-04-07. O decreto também nomeia diretores: “Técnico e Administrativo Financeiro”, a dois funcionários municipais, ocupantes de cargos em dedicação exclusiva e não acumuláveis. Mesmo que interinos e sem vencimentos, sua situação, afigura-se inconstitucional. A empresa não possui equipe técnica, máquinas, equipamentos, estrutura funcional,etc..etc..etc. Endereço, previsão orçamentária, capacidade financeira e administrativa, são desconhecidos. Como poderá assumir responsabilidades?. Não foram suficientes os rombos que essa empresa ocasionou, ao município, para que estejam sendo programados novos desfalques e prejuízos?.
Informações há que teriam sido atribuídas a essa EMDURB, semi-virtual e em processo inicial de organização, obras civis orçadas em várias centenas de milhares de reais. E que, essas obras, teriam sido terceirizadas, já que, a EMDURB, no possui capacidade técnica, equipamentos e pessoal para executa-las. Será verdade? As notícias correm e o povo quer saber. Cabe à administração municipal respeitar a Constituição Federal que exige “publicidade” dos atos administrativos.Cumprir as leis municipais que exigem “placas de obra” é dever da Prefeitura. Coloca-las na “Pista de Atletismo” que está sendo construída, no Estádio Municipal do Perequê-Açu, na reforma e ampliação do Ginásio da EM. Prof. José de Souza Simeão, obras na área da Piscina Municipal etc...além de dever da Administração, esclareceria a população e ninguém teria dúvidas da honestidade, transparência, “uso do dinheiro público com responsabilidade”. “O povo quer saber” e tem direito a saber.
Com toda essa nebulosidade, a história da EMDURB, sua estrutura e dirigentes atuais, a ZONA será AZUL?.

Brasil

Nota de repúdio

Repudio veementemente os comentários jocosos e estereotipados a respeito das mulheres, pronunciados pelo deputado Clodovil no plenário da Câmara Federal, sendo que em abril passado afirma que as mulheres estão ficando cada vez mais vulgares e que hoje em dia trabalham deitadas e descansam em pé e também no último dia 09 do corrente mês, em discussão com a deputada Cida Diogo (PT), disse que a deputada é feia e que por isso não poderia se ofender, já que a mesma não se enquadrava entre as mulheres às quais ele se reportou no mês de abril.
Nós mulheres merecemos respeito, pois no passado éramos desprezadas, hoje, nosso valor é reconhecido, porque lutamos muito por nossos direitos. Nós mulheres merecemos muito mais, pois já sofremos muito e não será este insignificante deputado que irá nos ridicularizar, acredito que esta raiva, seja somente inveja de não ter podido optar pela força e a determinação do sexo feminino.
Repúdio e desprezo. É o que sinto por você, deputado Clodovil.


Maria Aparecida da Cunha
Dona Cida – Líder Comunitária

Manchetes do dia

Sexta-feira, 18 / 05 / 2007

Folha de São Paulo:
"PF prende 46 acusados de corrupção"
A Operação Navalha, da Polícia Federal, prendeu em nove Estados 46 suspeitos de integrar uma organização criminosa que desviava dinheiro de obras públicas. Os presos incluem o ex-governador maranhense José Reinaldo Tavares (PSB), um assessor de Silas Rondeau (Minas e Energia), um deputado, dois prefeitos, servidores e empresários.


O Globo:
"Quadrilha presa pela PF planejava fraudar o PAC"
O ex-governador do Maranhão José Reinaldo Tavares (PSB), o assessor do Ministério de Minas e Energia Ivo Almeida Costa, o superintendente da Caixa Econômica Federal Flávio Pin, além de outros 43 políticos, servidores públicos, empresários e lobistas acusados de desviar dinheiro público em nove estados, foram presos ontem pela Polícia Federal na Operação Navalha. Um dos principais investigados é o governador do Maranhão Jackson Lago (PDT), mas o pedido de prisão contra ele não foi aceito pelo STJ. Ele teria recebido propina de R$ 240 mil da Gautama, de Zuleido Veras, empreiteiro acusado de chefiar o esquema.


O Estado de São Paulo:
"Polícia prende 46 envolvidos em máfia de obras públicas"
A Polícia Federal prendeu 46 pessoas acusadas de integrarem uma quadrilha especializada em fraudar licitações para obras públicas financiadas por recursos federais. Entre os presos pela chamada Operação Navalha estão o ex-governador do Maranhão José Reinaldo Tavares (PSB), um assessor do Ministério de Minas e Energia, dois prefeitos, um deputado distrital e um ex-deputado federal. Também foram para a cadeia dois sobrinhos do atual governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), cuja prisão foi pedida mas não obteve aval da Justiça. A quadrilha desviou mais de R$ 100 milhões em apenas um ano e já estava pronta para manipular obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A construtora Gautama, de Salvador, funcionava como QG da organização, que tinha ramificações em nove Estados e era capaz de interferir em todas as etapas de uma obra, da aprovação do projeto à liberação dos pagamentos. O esquema foi montado pelo dono da Gautama, Zuleido Soares Veras, também preso. O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, vai denunciar os investigados.


Jornal do Brasil:
"PF 'navalha' corruptos"
O ex-governador do Maranhão José Reinaldo Tavares, prefeitos, deputado e ex-deputado, secretários, parentes de políticos, funcionários públicos e até o assessor do ministro das Minas e Energia, Silas Rondeau, estão entre os presos pela Operação Navalha, que mobilizou 400 homens da Polícia Federal. Desencadeada em nove estados e no Distrito Federal, a ação teve como objetivo desmontar um esquema de fraude em licitações e desvio de recursos federais, incluindo os destinados ao Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). A Construtora Gautama, com sede em São Paulo, comandava o esquema de suborno e propinas para destinar as verbas para obras de interesse da quadrilha. A empresa consta da lista de doadores de campanhas de vários políticos. Cerca de 20 pessoas ligadas a Gautama estão entre os 47 presos.

quinta-feira, maio 17, 2007

Jornalismo desinformativo

Televisão

Ontem assisti ao Jornal da Cultura, coisa que não fazia há muito tempo. Não gosto de jornais televisivos. Sei como são feitos. Quem entra na cozinha de um restaurante chinês não come mais em restaurantes chineses. Na verdade assisti apenas um trecho do jornal, foi suficiente para que o controle remoto fosse acionado. Durante longos minutos um repórter de Brasília falou de cargos que serão preenchidos por membros de partidos da base governista. Só me lembro da cabeleira branca, estilo Walmor Chagas, do ex-governador Moreira Franco. O que me interessa isso? O que interessa isso ao povo brasileiro? Se ao menos algum dos agraciados falasse de planos, eu até prestaria atenção. O jornalismo chapa-branca virou um imenso balcão de discussão de fisiologismo. Desliguei a TV e retornei às “Recordações do escrivão Isaías Caminha”, de Lima Barreto. Como escreve bem... (Sidney Borges)

Pensata

Eterno pecador

Quis evitar mais uma coluna sobre o papa Bento 16 assim como o diabo foge da cruz, mas não resisti. Caí em tentação. Há duas coisas sobre o sumo pontífice que ainda acho necessário destacar. A primeira, como bem observou o José Simão, é que ele fala português melhor do que o Lula. A segunda é que o santo padre é um estopador em anidropodotecas - apesar de incomum, essa é a expressão mais elevada que encontrei para dizer "chato de galochas".
No plano lingüístico, muito embora o presidente brasileiro demonstre maior segurança na utilização do idioma, o bispo de Roma é mais escorreito no emprego daquilo que se convencionou chamar de concordância verbo-nominal. Talvez por influência do latim, quando o papa fala, um plural é um plural - o que nem sempre ocorre no discurso presidencial. Em termos de conteúdo, entretanto, fico com Lula, que me surpreendeu positivamente ao defender de modo polido, mas sem deixar de ser enfático o Estado laico. Constato com satisfação que, no poder, Lula vendeu-se apenas aos banqueiros, e não aos banqueiros e aos padres como eu já receava.
Leia mais

Tecnologia


O Super10K-HS em ação: overdose de pixels

Procurando uma câmera com maior resolução? A empresa BetterLight oferece uma de 416 megapixels

Na verdade, não é bem uma câmera, mas um back para ser instalado em câmeras de estúdio de 4 por 5 polegadas. Dentro dele, há uma espécie de scanner que varre a cena capturando-a em altíssima resolução. O resultado é uma imagem de 416 megapixels num arquivo raw de quase 1 GB.
Sem armazenamento local, o dispositivo funciona ligado a um laptop, que guarda as fotos e comanda as tomadas. Chamado Super10K-HS, o equipamento destina-se principalmente a museus e fotógrafos de arte que precisam de imagens com a máxima qualidade possível. Custa 23 mil dólares nos Estados Unidos.

Inclusão digital

Governo propõe acesso à internet por R$ 7,50

RIO DE JANEIRO - Acordo propõe pacote popular para uso da internet que cobre R$ 7,50 por até 15 horas de conexão discada.
O governo federal está finalizando um acordo com a Associação Brasileira de Concessionárias de Serviço de Telefone Fixo Comutado (Abrafix) para integrar a parte de conexão à internet ao programa Cidadão Conectado-Computador para Todos, o PC Conectado.
A informação foi dada hoje pelo assessor especial da Presidência da República José Luís Maio de Aquino, um dos responsáveis pelo programa.
A medida, segundo Aquino, visa facilitar o acesso da população de baixa renda à internet. O valor previsto para o acesso é de R$ 7,50. “Estamos negociando com as operadoras um pacote de 10 ou 15 horas por esse preço”, informou.
“Esse é um valor extremamente baixo. Representa uma economia de mais de 80%, comparando com o preço normal de acesso”. O preço sugerido de R$ 7,50 se refere ao acesso na residência da pessoa por telefonia fixa. “Qualquer pessoa que tenha um telefone fixo vai poder ter acesso à internet”, disse.
De acordo com estatística da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) divulgada no ano passado, 64% das pessoas que adquiriram computadores no país, estavam comprando o equipamento pela primeira vez. “A gente pode dizer que alguma coisa em torno de 600 mil novos computadores se destinaram para a população que nunca teve, a população de mais baixo poder aquisitivo”, disse.
Aquino reconhece, contudo, que para o total de pessoas que ainda não estão “incluídas digitalmente” no país, esse número ainda é reduzido.
O Programa Governo Eletrônico-Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac), do governo federal, que busca promover a inclusão digital no Brasil, coordenado pelo Ministério das Comunicações, pretende dobrar até o final deste ano os atuais 3,5 mil pontos de presença instalados em telecentros, onde as pessoas têm acesso gratuito à internet. A meta do governo é ligar digitalmente todos os 5.564 municípios do país.
Fonte: Agência Brasil

Colônia de Férias



Sindicato reinaugura Colônia de Férias da categoria com 23 novos apartamentos

O Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté reinaugura sua Colônia de Férias na cidade de Ubatuba no próximo dia 18 de maio, com o término da construção de 23 novos apartamentos.
A parte antiga da Colônia de Férias foi demolida e em seu lugar foram construídos novos e modernos apartamentos, oferecendo uma completa estrutura de lazer e conforto para os trabalhadores e suas famílias.
Com a finalização da obra, os sócios dispõem de um total de 48 apartamentos na Colônia de Férias de Ubatuba, uma das maiores da região.
Os 23 novos apartamentos da Colônia de Férias de Ubatuba estarão a disposição dos sócios do Sindicato a partir do mês de junho.
Esta conquista garante aos trabalhadores metalúrgicos melhor qualidade de atendimento e conforto para desfrutarem dos momentos de lazer e descanso com suas famílias.
Esta obra é mais uma demonstração de respeito e valorização do patrimônio dos trabalhadores.

Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté

Jogo

Lobby dos bingos seduz Congresso

Do Jornal do Brasil, hoje:
"Mal baixou a poeira levantada pela operação Furacão da Polícia Federal, que desbaratou uma quadrilha de bicheiros, bingueiros e exploradores de máquinas caça-níqueis, o lobby dos bingos voltou à ativa ontem em Brasília. E, depois de desfilar em passeata pelas ruas da cidade, conquistou adesões em gabinetes do Congresso e da Esplanada dos Ministérios. Indicado pelo PDT e ligado à Força Sindical, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, defendeu a legalização da atividade, em nome dos empregos no setor."

Leia mais

Nota do editor - Desde que a operação "Hurricane" foi deflagrada escrevi que tudo não passava de cortina de fumaça para esconder o passo seguinte, a legalização do jogo. A vida é um eterno espetáculo em que alguns encenam jogos para enganar outros. Até agora tem dado certo. (Sidney Borges)

Retorno

Ofensiva para mais cadeiras de vereadores

Do Jornal do Brasil, hoje:
"De olho nas eleições do ano que vem, vereadores de todo o país iniciaram uma campanha para acelerar a votação na Câmara da proposta de emenda à Constituição (PEC) que volta a aumentar o número de cadeiras nas assembléias municipais. Desde 2004, quando o número de vagas foi reduzido de 60.276 para 51.748, os vereadores lutam para recuperar o espaço perdido. Agora, com a proximidade da eleição, o lobby aumentou. A proposta que conta com o apoio dos vereadores é bem mais generosa: em vez de 8.525 vagas cortadas pelo Tribunal Superior Eleitoral, sugere redução de só 2.971 cadeiras."

Leia mais

Dólar em queda

Valorização do real causa euforia no governo

Ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que dólar mais baixo "não é artificialismo" e descartou um choque de importação para reverter a situação

BRASÍLIA - A percepção de que o dólar mais barato beneficia a população, principalmente por aumentar o poder de compra da parcela de baixa renda, está gerando uma onda de euforia no governo. Nesta quarta-feira, 16, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que "o dólar mais baixo é bom para uns, ruim para outros e, certamente, para quem vive de salário é bom". O ministro da Fazenda, Guido Mantega, que definiu a situação atual - com o dólar cotado a R$ 1,9530- como "o melhor dos mundos", disse que o dólar mais baixo "não é um artificialismo", e descartou um choque de importação para reverter a situação.
Mantega ressalvou que se o governo perceber que está havendo abusos, poderá dificultar a entrada de produtos no mercado brasileiro, aumentando a alíquota de importação. Ele considera "inadequadas" as comparações entre o momento atual - inflação em baixa, dólar baixo, real valorizado e crescimento econômico - ao período do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Naquela época, a política era de câmbio fixo até que o ex-ministro da Fazenda, Pedro Malan, adotou o câmbio flutuante, que é praticado até agora no país. "Naquela época, sim, existia o artificialismo cambial", disse.

Leia mais

Opinião

Lições da eleição francesa

A França exerce forte liderança política na União Européia. Para onde vier a se inclinar deverá influenciar as decisões que ainda estão pendentes de solução na continuidade da construção dessa formidável união político-econômico-financeira de nações: adesão ao euro, consolidação da constituição européia, do parlamento europeu, dentre as mais importantes.
A recente vitória de Nicolas Sarkozy para a Presidência da França, se por um lado pode ser considerada continuidade dos governos anteriores de direita, por outro lado, destaca-se pela personalidade do novo presidente, filho de imigrantes, não pertencente à elite francesa, um político de claras definições e intenções e dotado de um dinamismo e inteligência que o destacaram na luta contra a candidata socialista, a quem insistiu chamar em toda a campanha de “madame”, em arguta e fina malícia.
O presidencialismo parlamentarista francês vincula o poder presidencial à maioria que venha a obter na Assembléia Nacional, composta por 577 deputados de vários partidos. Se o partido do Presidente ganha maioria, também, na Assembléia, este pode nomear o Primeiro Ministro de sua linha que passa a ser, normalmente, o líder do governo na Assembléia. Caso contrário, deve nomear um da oposição o que, obviamente, diminui o poder presidencial e confere à oposição condições de realizar o seu programa. Este é um sistema que os americanos apelidam de “checks and balances”, ou pesos e contrapesos que lá, também, existe dentro da estrutura dos três poderes. Guardadas as diferenças entre os dois países que não são poucas, o que se busca em ambos é a mesma lógica do equilíbrio político necessário para governar, característica fundamental ao parlamentarismo.
Pragmaticamente, a eleição legislativa francesa dar-se-á nos dias 10 e 17 de junho, portanto, um mês após a eleição presidencial, um período para negociações político-partidárias que visem a consolidação do voto majoritário dado ao Presidente e lhe forneçam a maioria legislativa que busca. Normalmente, o voto francês tem sido coerente com a escolha presidencial, o que denota a clarividência dos eleitores. A coincidência das eleições, por seu turno, favorece essa uniformidade.
A eleição de Sarkozy, considerando-se seu programa de reformas e seu estilo franco, claro e objetivo, deve estabelecer novo marco no desenvolvimento da França e da União Européia. Provavelmente, venha a ocupar lugar de maior destaque do que ocupou Jacques Chirac, dada, também, a breve retirada de cena de Tony Blair que em breve deixará o governo da Grã Bretanha. Derrotando a candidata socialista, cujas propostas foram ambíguas, “a cargo do que negociassem as partes”, destituídas, pois, do tom de determinação pessoal programática do adversário, Sarkozy pretende tirar a França do marasmo econômico em que se encontra, dando-lhe uma orientação mais dinâmica rumo ao capitalismo moderno na economia e ao liberalismo econômico na política. Sua pregação eleitoral salientou a busca da flexibilização nas relações de trabalho, quebra do corporativismo dos direitos adquiridos, maior abertura comercial, privatização e descentralização, respeito à propriedade privada, administração enxuta e eficiente, diminuição da carga tributária, reforma da previdência, seguindo os passos já dados pela Inglaterra, Espanha, Itália, em especial, dentre alguns outros membros da União Européia. Entre suas citações que mereceriam de nós, brasileiros, reflexão maior, destaca-se, “estou convencido de que há uma moral do capitalismo, que é uma moral da responsabilidade e do mérito...”; “que o capitalismo está condenado se a remuneração de cada um não tem relação com a riqueza que ele cria”.
O caminho para o bem-estar social no mundo globalizado de hoje e sujeito a uma liberalização ainda crescente das atividades produtivas e das relações de comércio e de trabalho, é um Estado enxuto e eficiente, que cobre baixos impostos e que apóie verdadeiramente a iniciativa privada, exatamente o oposto do que estamos vendo em partes da A. Latina. O caminho que Sarkozy deseja trilhar vai nesta direção. Resta saber como os adeptos da esquerda francesa se comportarão frente à execução do programa de reformas do novo governo. O que ocorreu nas ruas, logo após a vitória, todavia, parece indicar que o respeito à vontade da maioria não faz parte de boa parte desses adeptos. E não é só lá que isto ocorre. É a minoria aguerrida e vociferante contra a maioria silenciosa.
A França já foi, até meados do século passado, paradigma cultural para os brasileiros. Quem sabe poderá vir a se tornar paradigma político no futuro que no andar de nossa carruagem, entretanto, acha-se algo distante.

Ernesto F. Cardoso Jr.
efcardoso@uol.com.br

Manchetes do dia

Quinta-feira, 17 / 05 / 2007

Folha de São Paulo:
"BC intervém, mas não segura dólar"
Apesar de duas tentativas do Banco Central de conter a queda do dólar, a moeda americana recuou mais 1,46%, para R$ 1,954, menor valor desde janeiro de 2001. A nova desvalorização do dólar ocorreu em meio ao otimismo com a melhoria da avaliação da dívida brasileira feita pela agência Standard & Poor's, que fez o risco-país cair para 148 pontos, o mais baixo da história.


O Globo:
"Queda do dólar poderá ser compensada com imposto"
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que, em breve, o governo anunciará um pacote de "bilhões de reais" para ajudar a indústria a enfrentar a queda do dólar. Essas empresas estariam enfrentando dificuldades para concorrer com produtos importados, mais baratos. A principal medida é um alívio nos custos sobre a folha salarial. Com esse benefício, as fábricas teriam obrigação de abrir mais vagas e, assim, compensar os cofres públicos gerando mais receita com essas contratações. Se isso não acontecer, Mantega deixou claro que o governo buscará uma compensação elevando outros impostos. Ontem, o Banco Central voltou a tentar controlar a queda do dólar, mas a moeda americana fechou a R$ 1,954, com desvalorização de 1,46%. Uma semana depois da Fitsch, outra agência de classificação de risco, a Standard & Poor's, elevou a nota do Brasil.


O Estado de São Paulo:
"BC compra US$ 2 bilhões, mas dólar segue em queda"
Na tentativa de conter a queda contínua do dólar, o Banco Central decidiu intervir no mercado de câmbio e comprou cerca de US$ 2 bilhões num único dia. Mesmo assim, a moeda americana sofreu desvalorização de 1,46%, a maior em 11 meses, fechando na cotação de R$ 1,953. O otimismo dos investidores produziu reflexos na Bovespa, que registrou alta de 2,41%. A pressão pela valorização do real é tamanha que os analistas não se arriscam a fazer previsões para a cotação do dólar nos próximos meses. Os investidores estrangeiros estão entre os que mais lucram com a queda - pois, além de se beneficiarem com a oscilação do câmbio, também ganham com as taxas de juros atraentes. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva apontou benefício para os trabalhadores: "O dólar mais baixo é bom para uns, ruim para outros. Certamente, para quem vive de salário, é bom". A valorização do real, de fato, contribui para conter a inflação, porém efeitos mais intensos da atual queda do dólar só serão percebidos pelos consumidores em três meses. Isso porque o preço dos importados é definido no fechamento do pedido e os produtos são remarcados quando novas remessas chegam às lojas.


Jornal do Brasil:
"Pan muda trânsito do Rio"
O esquema especial de trânsito durante os jogos do Pan prevê o fechamento das principais ruas e avenidas da Zona Sul, Barra e Zona Norte. Faixas seletivas, do Riocentro, passando pelas linhas Amarela e Vermelha e Avenida Brasil, serão bloqueadas para automóveis. A multa para quem desrespeitar a restrição é de R$ 130. A seletiva começa a funcionar cinco dias antes da abertura oficial dos jogos. Já no dia 13 de julho, quando começam as competições, o entorno do Maracanã será interditado para carros de passeio. Ao redor do Engenhão, na Zona Norte, 15 ruas serão fechadas. Especialistas já dizem que a solução para quem não quer enfrentar o trânsito é ficar em casa. A prefeitura assegura que moradores terão acesso às garagens dos prédios e estacionamento que costumam usar. Para isso, os automóveis serão identificados.

quarta-feira, maio 16, 2007

Clodô

Em carta, Clodovil pede desculpa a mulheres

Documento seria lido no plenário da Câmara nesta terça-feira.

Mas deputado foi internado em São Paulo com fortes dores no peito.

O deputado Clodovil Hernandes (PTC-SP) divulgou a carta que pretendia ler no plenário da Câmara, nesta terça-feira (15), não fossem as dores no peito que forçaram sua internação na Clínica Santé, em Moema, Zona Sul de São Paulo.
Na carta, dirigida "ao povo brasileiro", o deputado pede desculpas às mulheres e admite que ultrapassou os limites do "politicamente correto". "Não vou negar que expus, durante uma entrevista, alguns pensamentos polêmicos a respeito das mulheres. Jamais quis ofendê-las. Foram dadas matizes de escândalos a uma entrevista que deveria ser pintada com uma cor neutra. Arrependo-me de não ter sido atento, e de não me ter dado conta de que ultrapassava os limites do 'politicamente correto'", disse o deputado. Clodovil Hernandes procurou justificar o comentário feito sobre as mulheres, que, segundo ele, ficaram ordinárias, vulgares, cheias de silicone, trabalham deitadas e descansam em pé.
"Peço desculpas às mulheres. Elas sabem, pois me conhecem há anos - e não somente agora na figura de deputado federal - que sou assim, que às vezes me empolgo e falo demais, mas que isso não significa, em momento algum, desprezo ou desrespeito pela mulheres que, num pais como o nosso, cheio de injustiças, representam papel de extrema relevância", disse o deputado, citando ainda o "papel importante" desempenhado por sua mãe. "E eu jamais desrespeitaria a minha mãe", acrescentou.
Leia mais

Nosso homem em Brasília


Fonte: Lézio Jr.

Para ler e refletir

Dói no bolso

A falta de compromisso da Telefonica está me custando caro. Sem o telefone fixo, mudo desde a semana passada, tenho recorrido ao celular. Ao fazer a última ligação a operadora me informou que estou com menos de dez reais de crédito. Faço as contas. Quarenta e dois reais em dois dias, seiscentos e trinta reais em um mês. Quem vai pagar o prejuízo? Eu, ora essa, quem poderia ser? Não estamos no Brasil? Agora, por exemplo, estou preso em casa, de plantão. Se o serviço de assistência técnica bater à porta e não tiver quem atenda, talvez retorne antes do Natal. Ou não, vai depender da disposição, afinal reféns são reféns, não devem ser levados em conta. (Sidney Borges)

Ubatuba em foco

Patrimônio público indo por água abaixo...

A falta de responsabilidade com o patrimônio público é marca registrada do executivo municipal quando se trata de alguns bairros.
Quando um loteamento é executado, o empreendedor doa todas as benfeitorias como guias, sarjetas e galerias de água pluviais ao município, que deste patrimônio deve cuidar.
Para se precaver com o eventual aumento de gastos decorrentes desta nova manutenção, o município lança para os contribuintes tarifas tais como taxas de limpeza e conservação.
É responsabilidade do executivo municipal então, a manutenção deste patrimônio que a ele foi doado e que do contribuinte ele cobra as referentes tarifas de manutenção e conservação.
É irresponsável e até pode cometer crime, o executivo municipal que por omissão deixa o patrimônio público se deteriorar, ainda mais lançando sobre o contribuinte as tarifas para a manutenção que nunca ocorrem.
No Jardim Alice e Alto da Praia Vermelha, as guias estão sendo arrancadas pela água das chuvas pois, como a Prefeitura não faz manutenção nas mesmas, a água leva tudo em um crescente processo erosivo.
Na atual gestão, fazem 2 anos, 4 meses e 13 dias = 863 dias (ou seja, desde que o prefeito assumiu) que as ruas do Jardim Alice e Alto da Praia Vermelha não recebem manutenção adequada.
O patrimônio público vai literalmente por água abaixo... assim como a esperança dos moradores em um dia serem atendidos...

Hugo Gallo Neto

Alô, é do 171?

Telefonia

Estou sentindo um gosto amargo na boca. Sinto estar sendo enganado, ou melhor, sei que estou sendo enganado e não posso fazer nada a não ser cruzar os braços e me resignar. Hoje é o quarto dia em que estou privado do uso do telefone por culpa de falta de capacidade técnica e compromisso da empresa detentora do monopólio. Eu reclamo e um atendente educado e solícito faz o papel de anteparo. De um lado está a empresa que lhe paga os salários. Ele sabe que ela não age com correção. Sabe que não serão cumpridas as promessas que fará, terá de mentir em nome da sobrevivência. Dirá que o serviço será feito em vinte e quatro horas. Repetirá o mantra quando as vinte e quatro horas tiverem passado e o cliente insatisfeito reclamar. Fará o mesmo depois de setenta e duas horas. Promessas para um porvir longínquo. Enfim ele está ganhando a vida, embora não deva ser bom para a saúde mentir profissionalmente. Do outro lado o cliente refém do monopólio, preso sem esperanças na teia de mentiras que lhe são pespegadas diariamente pelos meios de comunicação. A concessionária ri com desdém, sabe que chova ou faça sol a conta será paga. O cliente é honesto e tem medo de represálias, se atrasar os pagamentos elas certamente virão. É um jogo de dois pesos e duas medidas, pesos e medidas favorecendo apenas um lado da moeda de duas caras. Uma pergunta não me sai da cabeça. Por que o monopólio? Não dá certo. Nunca deu e nunca dará em lugar nenhum do mundo. Deve ter havido maracutaia nesse lance de monopólio. Sem maracutaia o Brasil não é o Brasil. (Sidney Borges)

Zona Azul

Zona Azul não será implantada imediatamente e não será terceirizada

Nesta última segunda-feira, 14, foi realizada na nova sede da Associação Comercial de Ubatuba, uma reunião pública sobre a implantação do sistema de estacionamento rotativo, mais conhecido como Zona Azul, no município.
A reunião foi marcada pelo presidente da Associação Comercial de Ubatuba, Ahmad Khalil Barakat quando solicitou ao presidente da Câmara Municipal, o adiamento da votação por duas sessões do projeto de lei nº 29/07 do Executivo.
Barakat justificou o pedido de adiamento e a realização da reunião para que os diversos setores do comercio e representantes da cidade pudessem discutir e buscar uma lei que atenda ao interesse de todos.
A reunião contou com a presença de cerca de 50 pessoas, sendo que menos da metade era composta por comerciantes. Segundo o presidente da ACIU a expectativa de participação era bem maior. “Esperávamos que mais empresários viessem, pois a opinião deles é de extrema importância para nós. Pedi o adiamento e a reunião justamente para ouvi-los e o número de participantes foi muito pequeno”.
Barakat acrescentou que os poucos comerciantes que participaram contribuíram muito para dar andamento ao substitutivo do projeto de lei. “Foram idéias, críticas e sugestões que colaboraram consideravelmente para a continuação das discussões. Essa foi apenas a primeira de uma série de reuniões que serão realizadas até chegarmos à um acordo”, aponta o presidente da ACIU
O secretário de assuntos jurídicos da Prefeitura, Marcelo Mourão disse que a reunião foi produtiva e parabenizou o presidente da ACIU pela iniciativa de convocar os comerciantes da região para que pudessem colocar suas opiniões e assim elaborarem um substitutivo do projeto de lei.
Mourão explicou que a Prefeitura tem a intenção de fazer a reimplantação do sistema de estacionamento rotativo na cidade, mas que esta implantação precisa ser prevista em lei e que sua regulamentação será feita através de decreto. “Esse decreto partirá de uma necessária consulta e deliberação tanto da Associação Comercial de Ubatuba, como do Conselho Municipal de Desenvolvimento, do Conselho Municipal de Turismo e das associações de moradores de bairro. Isso significa que não é um assunto novo na cidade, pois a Zona Azul já existia no município e em razão de peculiaridades da legislação anterior foi necessário ser revogada.”, disse o secretario.
Mourão frisou também que a Zona Azul não será terceirizada.
O próximo passo será o encaminhamento dos fatos ao CMD e CMT, pois a Prefeitura está retirando o projeto para o encaminhamento do substitutivo. “Cremos que entre 15 e 21 dias no máximo nós estaremos reencaminhando este projeto para a votação definitiva da Câmara Municipal”, concluiu Mourão.
Se caso a implantação da Zona Azul for aprovada, isto não significa que já será cobrada no dia seguinte em todas as ruas do município. A aprovação mostrará que apenas estará prevista em lei, pois a metodologia dessa implantação, locais, preços, abrangência e demais detalhes pertinentes será efetivamente regulamentado por decreto após outra discussão com as entidades citadas no substitutivo.

Cristiane G. Zarpelão
Comunicação ACIU

3832 1449 / 9185 3197

Ubatuba

“Homenagem”

Corsino Aliste Mezquita
Dia 14-05-07 recebi uma notícia triste, inesperada, surpreendente, considerando a idade de 43 (quarenta e três) anos. Faleceu o PROF. GERALDO SALES DE OLIVEIRA.
Lembrei o garotinho franzino, ordeiro, sorridente, aplicado, dos anos do ginásio e o jovem interessado, dedicado, estudioso e com uma vontade imensa de ser bom professor, do curso de Magistério, na EE Cap. Deolindo de Oliveira Santos. No filme da mente projetaram-se os encontros ocasionais, já colegas de magistério, e o carinho que sempre manifestava ter a quem tinha contribuído com sua formação. Ficou marcada a imagem do dia em que tive a inspiração acertada de indicá-lo para ser o primeiro diretor da EM Sebastiana Luiza de Oliveira Prado, no bairro do Araribá.
O líder amortecido, no simples professor, surgiu brilhante no ocupante do cargo de diretor. Seus predicados de líder nato e natural ficaram a mostra desde os primeiros dias. Do garotinho ordeiro e do jovem interessado surgiu o diretor organizado, amigo de todos, eficiente, sempre presente, preocupado com os problemas de seus alunos e das famílias da escola. Problemas que assumia, como se dele fossem, e resolvia com habilidade de mágico.
A Secretaria Municipal de Educação perdeu um de seus líderes. Ubatuba um filho carinhoso e amigo de todos.
Parafraseando o poeta, Jorge Manrique, podemos dizer:
Deu a alma a Deus,
Que a colocou no CÉU e na GLORIA,
Mesmo que a vida perdeu,
Deixou-nos grande consolo sua memória.
Ao FILHO, IRMÃO, ESPOSO, PAI, PROFESSOR, DIRETOR E AMIGO DE TODOS,- GERALDO SALES DE OLIVEIRA - as homenagens e saudades de seu professor e amigo.
Descanse em paz, no cemitério municipal da Maranduba.

Notícias da Prefeitura

Notícias do dia 16 / 05 / 2007
  • Secretaria de Educação promove palestra com geógrafo da USP, Aziz Ab’Saber
  • Convention Bureau inicia planos para divulgação do Litoral Norte
  • Escola de Ubatuba promove Festa do Pastel
  • Festa anima comunidade do Prumirim
  • Novas unidades dos Centros de Educação Infantil de Ubatuba recebem matrícula até sexta-feira, 18
  • Campeonato Paulista de Vela Oceânica tem etapa em Ubatuba
  • Natação de Ubatuba vence prova do Paulista de Maratonas Aquáticas
  • Prova pedestre Soldado Paulino acontece no próximo dia 26, em Ubatuba
Leia aqui

Manchetes do dia

Quarta-feira, 16 / 05 / 2007

Folha de São Paulo:
"Dólar fecha abaixo de R$ 2"
O dólar comercial rompeu ontem a barreira de R$ 2 pela primeira vez em seis anos e alimentou a discussão sobre qual será o novo piso para o câmbio do real, que se valorizou 7,85% neste ano. A moeda americana passou o dia a R$ 1,99 e fechou a R$ 1,983, o menor valor desde 12 de fevereiro de 2001.


O Globo:
"Lula reconhece que a lei do aborto está superada"
O presidente Lula admitiu, em sua segunda entrevista coletiva no Planalto, que a legislação sobre aborto está superada e "não trata da veracidade dos acontecimentos". Ele defendeu que o debate sobre mudanças na lei seja feito no Congresso e na sociedade. Em relação à segurança pública, disse que o modelo que será adotado no Rio durante os Jogos Pan-Americanos poderá ser o "início de uma virada na política do país". Lula disse ser favorável ao aumento da capacidade de endividamento dos estados, mas sem "farra do boi". Para justificar suas mudanças de opinião e o convite a ex-críticos para integrar seu governo, citou Raul Seixas, dizendo-se uma "metamorfose ambulante, mudança sempre, para melhorar sempre".


O Estado de São Paulo:
"Dólar cai a R$ 1,98 e governo promete socorrer empresas"
Depois de semanas de queda contínua, a cotação do dólar fechou o dia de ontem abaixo dos R$ 2, o que não ocorria desde janeiro de 2001. A moeda americana sofreu desvalorização de 1,34% ao longo do dia, ficando cotada a R$ 1,982, e a expectativa dos economistas é de que ela continue a cair. O Banco Central preferiu não interferir no mercado, realizando apenas de tarde o habitual leilão de compra da moeda, no qual adquiriu US$ 425 milhões. O presidente Lula disse que o câmbio continuará flutuante e declarou apoio ao BC. "Não adianta a gente ficar nervoso", afirmou. "O governo fará a sua parte, mas não há mágica". O ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge, anunciou que cinco setores da indústria especialmente vulneráveis a variações do câmbio serão beneficiados pela redução dos encargos cobrados sobre a folha de salários. Com a justificativa de que precisa expandir sua capacidade de produção, o setor automotivo foi incluído na lista. Com o dólar barato, os agentes de viagem esperam que, na comparação com o ano passado, 2007 registre uma elevação de 15% na venda de viagens para o exterior.


Jornal do Brasil:
"Lula: segurança do Rio vai ser modelo"
Na primeira coletiva do segundo mandato, o presidente Lula afirmou que o esquema de segurança a ser adotado no Rio de Janeiro durante os Jogos Pan-Americanos marcará a "virada" na política de segurança pública do país. Lula afirmou ainda que o governo federal terá, até o fim do mês, sua proposta para o programa nacional de segurança pública e, mais uma vez, defendeu a parceria entre União e Estados. Aos jornalistas, declarou ser contra a reeleição, mas confirmou que vai trabalhar para fazer seu sucessor, seja ele do PT ou da base governista.

terça-feira, maio 15, 2007


Reflexões ubatubanas

Chafarizes

Hoje passei ao lado da praça 13 de Maio. O chafariz ligado lançava jatos verticais, que o vento capturava sutilmente e despejava em minúsculas gotículas nas cabeças dos taxistas da rua Conceição. Lembrei-me do chafariz do filme “Mon Oncle”, de Jacques Tati, ligado na chegada das visitas e desligado quando iam embora. Também me lembrei da cascata da Casa da Dinda, chiquérrima. Mas o chafariz que não me sai da cabeça e do qual tenho fantásticas imagens arquivadas, não existe mais. Ficava no largo São José do Belém, em São Paulo, em frente à igreja de São José. Quando a noite caía, o chafariz brilhava multicolorido, fazendo aquele barulho agradável da água caindo sobre água. A água caía colorida, azul, vermelha, verde, amarela. Primeiro subia alto em um círculo de jatos contínuos, que após descrever parábolas quase verticais, desciam em leque para encontrar o lago das carpas douradas e plantas aquáticas. As cores da água me intrigavam, quando eu chegava perto a cor desaparecia. Cheguei a levar um copo para encher de água colorida, mas quando o enchi, a cor se foi. Nunca entendi como isso podia acontecer, isto é, hoje eu sei, era pura magia. A água era colorida no alto, mas desbotava ao cair enquanto me enchia a alma de satisfação. Minha coleção de Estampas Eucalol mostrava as sete maravilhas do mundo, os Jardins Suspensos da Babilônia, o Colosso de Rodes, o Farol de Alexandria, as Pirâmides de Gizé entre outras obras imponentes. Eu tinha como certo que a coleção pecava por falta, pois não citava o chafariz do Largo São José do Belém, oitava maravilha do mundo. Naquela época eu tinha seis anos e o mundo era mágico, o que começo a perceber novamente ao tangenciar os sessenta. Só magia para explicar a flor que vi hoje enquanto caminhava com o meu inseparável amigo Brasil? Quem teria desenhado tal preciosidade? Algum elfo? Há elfos na Mata Atlântica? Ou vivem todos em Stonehenge? (Sidney Borges)

Ubatuba em foco

Vem aí a Zona Azul

Herbert Marques
Tudo indica que dentro em breve teremos a zona azul na cidade, equipamento dos mais usados em cidades de porte médio e grande para desafogar o trânsito e permitir maior rotatividade nos estacionamentos comerciais. Salutar sua implantação desde que sejam tomadas algumas medidas até então em uso, principalmente na zona comercial da cidade.
A primeira delas são as grandes extensões que as farmácias obtém a título de estacionamento privado para seus clientes. O mesmo diga-se dos estabelecimentos comerciais que têm o prédio recuado, rebaixando o meio fio a título de permitir estacionamento privativo aos seus clientes. Permite-o à custa de atravancar a calçada e vão de encontro à finalidade da rotação permitida e estimulada pela zona azul.
Por derradeiro, o critério a ser usado, qual seja, implantado em locais onde a necessidade de rotação de estacionamento se faz estritamente necessário, quer por se tratar de corredor comercial, quer por outras circunstâncias afim, nuca perdendo o rumo de que a zona azul não é mais uma fonte de arrecadação, mas sim um equipamento para a facilitação do munícipe e no caso específico de Ubatuba, seus visitantes.
E.T. – Por se tratar de equipamento que virá facilitar o convívio social, o privilégio do idoso na isenção do pagamento do estacionamento deverá ser implantado, obedecendo determinação do Estatuto do Idoso – Lei 10.741/03.
hlmarques@terra.com.br

Opinião

Uma zona?

É lamentável (e inacreditável) que uma instituição como a ZONA AZUL, com tantos predicados e, que traria incontáveis benefícios econômicos e sociais seja tratada (e sua implantação resolvida) de forma tão simplória assim: SIM ou NÃO!!! Não é preciso grande quantidade de massa encefálica, muito menos conhecimento técnico ou profissional para concluir que esta forma de "exercício" decisório (sim ou não) é primária. Como tal, pode-se concluir que o seu resultado será (+) um desastre. Pobre Ubatuba pobre. Quem sabe, mesmo em tempos de GPS, umas bússolas magnéticas não pudessem contribuir com o sentido de orientação desta zona? Sim ou não?

Ronaldo Dias

Notícias da Prefeitura

Notícias do dia 15 / 05 / 2007
  • Região Norte recebe "Prefeitura no Bairro" neste sábado, 19
  • Prefeito reinaugura com festa a nova Praça Treze de Maio
Leia aqui

Manchetes do dia

Terça-feira, 15 / 05 / 2007

Folha de São Paulo:
"Infraero fará auditoria sobre Congonhas"
O presidente da Infraero, José Carlos Pereira, anunciou auditoria interna para detectar os responsáveis por falhas de planejamento da estatal nas obras do aeroporto de Congonhas, em SP. A maior falha se refere à reconstrução da pista principal, iniciada ontem. A pista está sendo refeita por meio de contrato emergencial, de cerca de R$ 20 milhões.


O Globo:
"Governo não fará projeto sobre aborto, afirma Lula"
No dia seguinte à partida de Bento XVI, o presidente Lula descartou ontem qualquer possibilidade de enviar ao Congresso um projeto sobre aborto. "O governo não vai enviar projeto, não vai", disse Lula, acrescentando que, "na medida certa e no tempo certo", o Congresso discutirá o assunto. O presidente defendeu ainda uma "integração religiosa" na América Latina, sem explicar como seria feito isso, apesar de reafirmar que o Estado é laico. O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que defende um plebiscito sobre o aborto, está na Suíça. Por sua assessoria, disse que nunca afirmou que mandaria projeto sobre isso ao Congresso.


O Estado de São Paulo:
"Sem Petrobras, Bolívia faz acerto com Chávez"
O governo boliviano anunciou ontem que autorizou a estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) a fechar parceria com a Petróleos de Venezuela S.A (PDVSA) para exploração de campos de petróleo e gás. O objetivo é conseguir investimentos em campos novos ou antigos, após a reestatização que levou a Petrobras a vender as duas refinarias que tinha na Bolívia. A YPFB pode agora fechar parcerias com companhias estrangeiras ou locais mesmo sem licitação. Sem novas descobertas, a Bolívia não terá como cumprir os contratos de exportação de gás com Argentina e Brasil. Especialistas bolivianos avaliam que a primeira associação da YPFB com a PDVSA será para explorar um campo localizado ao norte de La Paz. A Petrobras ainda tem contrato de exploração de um campo na mesma região, junto com a francesa Total, mas a falta de licença ambiental fez as empresas interromperem o trabalho. Com a PDVSA, a Bolívia já tem uma associação, batizada de Petroandina. Além de atrair a companhia comandada pelo colega venezuelano, Hugo Chávez, o presidente boliviano, Evo Morales, também tem interesse numa parceria com a russa Gazprom.


Jornal do Brasil:
"Araguaia - Começam as buscas por 58 desaparecidos"
O governo deu sinal verde para a retomada das investigações sobre a localização dos corpos dos 58 guerrilheiros mortos e desaparecidos na guerrilha do Araguaia. O presidente Lula acolheu as sugestões da comissão interministerial que trabalhou nos últimos quatro anos, mas determinou que o assunto seja tratado com discrição para evitar atritos com a área militar. A Polícia Federal vai comandar as buscas que começam entre os meses de junho e julho, período de seca naquela região do Pará. Esta será a quinta expedição em busca de coros dos militantes do PCdoB desaparecidos entre 1972 e 1976. O objetivo é encontrar restos mortais em cemitérios clandestinos usados pelos militares durante a ditadura.

segunda-feira, maio 14, 2007


Estou com muita raiva

Te-le-fo-ní-ca, se eu pudesse nunca mais seria seu cliente

Por falar nisso é Telefônica, aqui no Brasil as proparoxítonas deve ser acentuadas. Entenderam gringos?

A Telefo-ní-ca se comporta como uma empresa que não leva em conta o cliente. Isso é fruto do imenso cartório chamado Brasil. Monopólio é sinônimo de ineficiência. Estou há três dias sem telefone e a empresa nem sequer me deu uma satisfação. Será que esse tempo de inoperância será descontado da assinatura, uma das mais caras do globo terrestre? Viva o socialismo. (Sidney Borges)

Zona Azul

Implantação de Zona Azul em Ubatuba: Sim ou Não?

A Associação Comercial de Ubatuba – ACIU está fazendo, em seu site na Internet, uma pesquisa sobre a opinião dos internautas na implantação de Zona Azul no município de Ubatuba.
Você é a favor ou contra?
Clique aqui para votar.
Hoje, dia 14 de maio (segunda-feira), às 20h00, na nova sede da ACIU, à rua Dr. Esteves da Silva, 51, Centro, será realizada reunião com pauta relativa a implantação do sistema de estacionamento rotativo (Zona Azul), no município de Ubatuba.
Compareça!

Fonte: "O Guaruçá"

Tragam os tambores. Preciso me comunicar...

Vida difícil

Não é agradável pagar tarifas de países onde o sistema funciona e ter em contrapartida um sistema que não funciona. Caro e ineficiente, esse é o serviço de telefonia destepaiz. Em certos momentos, há doze anos, houve um vislumbre de modernidade dando os ares por estas plagas. Finalmente avançaríamos nas relações entre empresas prestadoras de serviços e consumidores. Foi apenas impressão, as empresas enriqueceram muito enquanto nós, consumidores, continuamos sendo tratados como peças descartáveis. Estou há dois dias sem telefone. Como o Papa partiu, quem sabe se eu reclamar com o Bispo a coisa funcione. Com a Telefônica eu já reclamei e estou esperando providências. O serviço Speed também entrou em pane. Poderia ser rebatizado de slow, tal a velocidade com que os acessos são feitos. Perde para a conexão discada. Sempre desconfiarei de proparoxítonas sem acento. (Sidney Borges)

Opinião

O mistério Mangabeira

Há algo de espantoso - mais do que espantoso, de ridículo - nas constantes reviravoltas políticas de Roberto Mangabeira Unger. O seríssimo, vetusto, antipático filósofo de Harvard começou apoiando Brizola; condenava o “obreirismo” de Lula e do PT. Resistiu o quanto pôde sob o comando do velho líder populista, julgando que o comandava. Mais tarde, engajou-se na campanha de Ciro Gomes, para abandoná-la uma semana antes da eleição no primeiro turno. Queria aderir (em sua mentalidade, isso equivale a “iluminar”) à candidatura Lula. Depois, num audacioso artigo na “Folha”, cujo único mérito estava em não ter sido lido por quase ninguém, defendeu o impeachment do presidente –ao qual finalmente se liga, assumindo o cargo ministerial da Secretaria de Ações de Longo Prazo, a “Sealopra”, como alguém a batizou.
A verdadeira palhaçada intelectual desempenhada por esse homem não combina com o “physique du rôle”: o olhar obstinado, o cabelo curtinho, o cenho franzido, o sapato de padre, a voz monocórdica, a frieza do temperamento. Fosse um gordo que gargalha, entenderíamos seu oportunismo. No corpo de um pastor protestante, esse vício de caráter parece um mistério.
Acho que a volubilidade de Mangabeira pode ser compreendida se pensarmos nos velhos militantes do Partidão. Execravam Hitler até o momento em que Stalin assinou um pacto de não-agressão com o líder nazista. Habituavam-se a desdizer o que diziam na véspera, em benefício do proletariado.
Acabo de assistir um documentário contando a vida do compositor Aram Khachaturian. Era dos mais obedientes aos princípios stalinistas. Quando o Grande Comandante e Guia Genial dos Povos condenou uma ópera de Shostakovitch, ele ficou calado. Passou incólume pelos grandes julgamentos de Moscou na década de 30, em que velhos bolcheviques eram levados a confessar crimes (que não haviam cometido) em benefício da linha do partido.
Um belo dia em 1948, Khachaturian perde todas as honrarias que o regime stalinista lhe dedicava. Um amigo seu é nomeado presidente do Sindicato dos Compositores Soviéticos e decreta uma guerra contra os compositores “formalistas” e “inimigos do povo” –a saber, Khatchaturian, Prokofiev, Shostakovitch.
Khatachaturian é levado a fazer uma peregrinação pelo interior da Rússia. Numa aldeia qualquer, a orquestra local toca uma música que ele reconhece: ele próprio a havia composto. Khatchaturian pergunta quem é o autor da composição. Os habitantes do vilarejo respondem: “é uma composição folclórica, o nome de seu autor foi esquecido há séculos”.
Claro que a lógica stalinista era tirar do poder qualquer compositor com um mínimo de talento, mesmo que fosse popularíssimo, e em última análise populista, como Khatchaturian. Ele é o autor da “Dança do Sabre”, que qualquer público de massa adora. Um amigo, em segredo, perguntou-lhe nos anos terríveis que se seguiram à condenação stalinista de 48: “você acha que a ‘Dança do Sabre é formalista?’ Khachaturian respondeu que sim. “Pois bem”, respondeu o amigo, “o povo adora seu formalismo”.
Mangabeira Unger segue um Stalin interior, que o leva a desdizer-se a cada momento. Considera-se um gênio, um Shostakovitch, um Khachaturian, a serviço da causa do povo, desde que encarnada na figura de um ditador enlouquecido. Só que não há ditador enlouquecido: Stálin e Brizola morreram. Ele imagina um à sua imagem e semelhança, e obedece. Ridículos, mea-culpas, incoerências não são nada diante desse Líder tirânico, que ele, ao olhar no espelho, enxerga em si mesmo. (Do Blog do Marcelo Coelho)

Manchetes do dia

Segunda-feira, 14 / 05 / 2007

Folha de São Paulo:
"Papa critica capitalismo e marxismo"
O papa afirmou ontem que os sistemas marxista e capitalista falharam. E criticou, sem citar nomes ou países, governos latino-americanos adeptos de "ideologias superadas". Em discurso marcado pela idéia de que, para a igreja, a fé deve preceder qualquer ação social ou política, Bento 16 abriu a 5ª Conferência do Episcopado da América Latina e do Caribe, em Aparecida, onde encerrou sua visita de cinco dias ao Brasil. (...)


O Globo:
"Papa deixa país com crítica a autoritarismo no continente"
O Papa Bento XVI se despediu ontem do Brasil com um discurso forte na abertura da V Conferência do Episcopado da América Latina e do Caribe, no qual criticou o autoritarismo na região, o marxismo e o capitalismo. Há preocupação diante "de formas de governo autoritárias e sujeitas a certas ideologias que se imaginam superadas", disse o Papa a 266 cardeais, bispos e religiosos reunidos em Aparecida. Ao definir a linha de atuação missionária na América Latina, Bento XVI recomendou que a Igreja fique longe do engajamento político. (...)


O Estado de São Paulo:
"Na despedida, papa prega mais fé e menos ideologia"
Ao se dirigir aos bispos reunidos na Conferência-Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe, em Aparecida (SP), o papa Bento XVI disse que "há motivos de preocupação ante formas de governo autoritárias ou sujeitas a ideologias que pareciam superadas e não correspondem à visão cristã do homem". Segundo vaticanistas, o papa se referia Venezuela, Bolívia e outros governos que vem surgindo na América Latina, além de Cuba. (...)


Jornal do Brasil:
"Mais estudo, menos salário"
Os brasileiros estão mais instruídos. E mais pobres. A contradição é revelada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada: de 1982 a 2004, a média de estudo do proletariado urbano cresceu dois anos e cinco meses, enquanto a renda encolheu 33,62%. A diferença salarial entre trabalhadores com uma década de estudo e os que não haviam concluído o primeiro grau caiu de 123% para 75%.

domingo, maio 13, 2007


Poema ao cair da noite

Dia das Mães

Já chegou do Dia das Mães
como o tempo passa rápido
nessa vida tão fugaz,
não precisa comprar presente
porque já ganhei uma rosa
do entregador de gás.
Quero o AMOR como presente
porque fica guardado eternamente
dentro de nossos corações.
Hoje é o Dia das Mães
que seja um dia especial
para fazermos reivindicações:
Queremos dias tranquilos
de paz desde o amanhecer
e que Deus proteja nossos filhos,
nossa razão de SER.


Jussara
12/05/07

Praça 13 de Maio

A mesma praça, só que maquiada

Quando colocaram a faixa, comunicando que finalmente iriam reinaugurar a Praça 13 de Maio, o meu amigo Luís Moura, disse que se isso acontecesse, atravessaria a lagoa de dengue em seu interior, a nado e de costas.
Pois bem, acompanhando meus amigos Luís Moura e Dr. Flávio até o interior da praça, local onde se encontra a lagoa de dengue, fiquei com dó do Luís, pois a água já estava suja e cercadas por pedras pontiagudas “massaguaçú”; reparei também, que as calçadas em “pavers dudu” e as guias estavam irregulares, faltavam várias árvores e as que sobraram foram depiladas e o gramado “novo” cheio de falhas, ora estava verde, ora estava amarelo.
De repente, o alcaide do alto do palanque começa a sentir a presença e o cheiro dos seus cupinchas comissionados. Sabe, ele tem andado muito pelo exterior, coisa que ele nunca fez agora vai fazer, vai começar a botar o pé no chão e abraçar o povo. Quem vai gostar disso é a turma que vende óleo de peroba. O consumo vai aumentar de agora em diante. Entenderam?
Alguns dos poucos munícipes presente ficaram surpresos com a presença do prefeito – expulso do PL. Tinha gente que só conhecia o alcaide pela televisão. Agora viu que é de carne e osso e fala muuuuito. Está vendo Sr. Alcaide, se tivesse mais presente, não precisaria de tanta lábia e papo furado para tentar justificar os centenas de milhares de reais investidos nesta obra superfaturada. Êta obrazinha cara!
Quais as significativas alterações? O povo quer saber!


Jairo dos Santos – PT
Vereador

Bruxas existem...


Vibora em pane

Boi na linha

O Ubatuba Víbora está recebendo muitas reclamações de leitores com dificuldades para acessar o blog. Alguma coisa de fato deve estar ocorrendo, de um dia para outro os acessos diminuíram sensivelmente. Vamos tentar descobrir o que há. Quando eu souber de alguma coisa prometo publicar. (Sidney Borges)

Dialética perversa

PSDB expõe enganação da CUT e do PT em jornais

Uau! Finalmente, um pouco de política. O PSDB decidiu comprar, com um anúncio publicado em vários jornais, uma boa briga com o PT, a CUT e o governo federal. Já não era sem tempo. Um evento com todas as tintas de surrealismo está em curso em São Paulo.

Como o texto dos tucanos informa, a questão é basicamente a seguinte: o PT e a CUT, de que Luiz Marinho, atual ministro da Previdência, é o chefão, querem que os funcionários públicos contratados em São Paulo pela Lei 500 – basicamente, professores – se aposentem pelo INSS. O governo Serra os quer, e essa é a reivindicação deles, no SP-Prev, o sistema de aposentadoria estadual. O governo de São Paulo já recorreu à Justiça para que a transferência para o órgão federal não ocorra. Por que a insistência do Planalto? Porque se estima em R$ 15 bilhões o valor que seria transferido para o órgão subordinado ao ministério de Luiz Marinho.
Já noticiei aqui a questão e reitero: os mais de 200 mil falsos temporários (a maioria professores) e o governo Serra querem a mesma coisa. E quem impede que se faça o certo? O governo federal, que ameaça o governo de São Paulo com retaliação se sua vontade não for cumprida.
Pois bem. A Apeosp, o sindicato petista e cutista dos professores da rede oficial de ensino, deveria estar em defesa dos seus representados, certo? Certo. Mas não está. Em vez de protestar contra o governo federal, resolveu deflagrar protestos e greve contra, PASMEM!, o governo do Estado, prejudicando os alunos, as crianças. Contra o governo Lula e Luiz Marinho, até agora, não disse uma vírgula. (Do Blog do Reinaldo Azevedo)
 
Free counter and web stats