sábado, fevereiro 24, 2007

Editorial

Disco voador... Começo a acreditar...

A primeira reação foi de perplexidade. Estarei ouvindo direito? Meus amigos sabem que meu único vício é caminhar com o Brasil, meu cão, conhecidíssimo na Ressaca onde todos o cumprimentam. Sem estar sob os efeitos de álcool ou de algum alcalóide, tratei de beliscar o braço. Era real, o beliscão doeu, meu interlocutor ao telefone deve ter estranhado o silêncio e depois a gargalhada. Eu não ria assim desde que assisti ao filme “A pantera cor-de-rosa”, em 1964. É divertido viver em Ubatuba. Aqui não precisamos ir ao cinema para as comédias. O dia-a-dia é um show interminável de trapalhadas, ao vivo e em cores. Os protagonistas são mais engraçados do que Peter Sellers ou Woody Allen. Eu gostaria de parabenizar o autor da trama que resultou na vacinação contra a Dengue. É um gênio. Um tiro de calibre doze no pé direito do doutor Ricardo Cortes não teria feito mal maior. Se um dia o caríssimo teve a pretensão de se tornar prefeito de Ubatuba, ontem esse sonho se distanciou alguns anos-luz. Vai ser difícil explicar ao povo o que de fato aconteceu. A vacina, que na verdade não era vacina, fazia parte de uma estratégia desastrada de marketing eleitoral. A partir de ontem meu preço para assessorar políticos dobrou. Nossos homens públicos são excessivamente matreiros. Matreiríssimos...

Sidney Borges

Falta de limites

Impunidade... Até quando?

Ontem, por volta das 9:30 da manhã, um funcionário me avisou que estava sendo promovida uma vacinação gratuita contra a dengue. Sabendo que não existe tal vacina, tomei a medida de iniciar minhas pesquisas. Através do site do ministério da Saúde (
www.saude.gov.br) , liguei para o 0800-611997. Um funcionário de nome Jobson, me informou que o SUS não dispõe de “Campanha de vacinação contra a DENGUE”, o trabalho preventivo é explicativo, através de "campanhas de conscientizarão". Fui então encaminhado á secretária de Saúde do Estado, cujo telefone é: 0800-55466. Me atendeu gentilmente uma funcionária de nome Márcia, que prometeu retorno e, de fato, retornou e informou ter contatado a Regional de Caraguá e que esta já teria providenciado contato com a Vigilância Sanitária de Ubatuba. O que mais marcou o retorno telefônico foi a insistência da funcionária em dizer de que era um absurdo o que ocorria aqui e que a informação que ela tinha sobre vacina contra a Dengue era que um professor da USP estaria testando algum medicamento em ratos. Por fim me perguntou se o ato era promovido por algum político.
Como podemos ver, a campanha contra a dengue é pífia no município, mas as campanhas eleitorais estão a mil. Brincar com coisa séria é irresponsabilidade.

Sabem o que a Câmara Municipal vai fazer? Nada! Sabem o que a Prefeitura vai Fazer? Nada!

São todos parecidos com a pseudovacina. Inócuos! Sem Efeito. Viva o placebo!


Eles terão uma surpresa em 2008. Nada agradável...

Marcos Velloso
RG 20.946.954-7

E-mails à redação

Pedida a cassação de Eduardo Cesar

O cidadão ubatubense, Sérgio Corrêa Rocha, protocolou ontem (23/02), às 17:22 horas, na Câmara Municipal de Ubatuba, o pedido de cassação do Prefeito Eduardo César por possivel superfaturamento na construção de obras de escolas e por inflingir a Lei Municipal nº 2358 de 11 de junho de 2003, que proibe as empresas vencedoras de licitações de obras e serviços no município, de sub-empreitarem as respectivas execuções.
O pedido deverá ser apreciado pelos vereadores na próxima Sessão Ordinária, às 20:00 horas.

Fonte: adpc.ubatuba

A Prefeitura informa

Vigilância Sanitária faz alerta à população sobre medicamento contra dengue

A Vigilância Sanitária Estadual esteve em Ubatuba nesta sexta-feira, 23, com o objetivo de suspender uma suposta vacinação contra a dengue, que estava acontecendo na Clínica Ubaclin, situada na Praça Treze de Maio. A Superintendência de Proteção à Saúde de Ubatuba alerta à população que o material que estava sendo distribuído não era uma vacina e sim um medicamento homeopático que ainda está em fase experimental.
O superintendente de Proteção à Saúde, Neilton Nogueira, esclarece que a vacina contra a dengue ainda não existe. Ele afirma também que a utilização desse medicamento pode representar um risco à saúde pública. "Atualmente, a única forma eficiente de se prevenir contra dengue é a eliminação dos criadouros. As pessoas não podem ter a falsa idéia de que estarão imunizadas ao ingerir esse medicamento e deixar de lado a verdadeira prevenção. Além disso, apesar de ser homeopático, não sabemos se o medicamento pode provocar alguma reação adversa”, reforçou Neilton.
A ação da Vigilância Sanitária Estadual contou com o apoio da Prefeitura, por meio da Superintendência de Proteção à Saúde e da Guarda Municipal. As amostras recolhidas do medicamento serão encaminhadas para análise. PMU

Notícias da Prefeitura

Notícias do dia 24 / 02 / 2007
  • Prefeitura convida população para audiência pública
  • Prefeitura de Ubatuba avalia sistema de segurança utilizado por São Sebastião
  • Ministério Público acata representação de Eduardo Cesar contra Mauricio Moromizato
  • Sociedade de Apoio aos Pacientes Oncológicos realiza Bazar Solidário em Ubatuba
  • "Neversário do Nerso" acontece no próximo fim-de-semana em Ubatuba
  • Sorteio de vagas remanescentes para natação em Ubatuba transcorreu em clima tranquilo
  • Natação de Ubatuba inicia disputa do Paulista de Águas Abertas
Leia aqui

Manchetes do dia

Sábado, 24 / 02 / 2007

Folha de São Paulo:
"Compra recorde do BC não faz dólar subir"
As pesadas intervenções do Banco Central, que neste mês já comprou US$ 6,9 bilhões no mercado (foram outros US$ 4,8 bilhões em janeiro, recorde mensal até então), não foram suficientes para mudar a trajetória de valorização do real. A tendência foi impulsionada ainda pelos investimentos estrangeiros no país. Apenas neste mês, a queda do dólar está em 1,65%.
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, sua mulher e um casal de amigos com seus filhos foram mantidos reféns por uma quadrilha durante sete horas - entre as 23h de terça-feira e as 6h de quarta - em um sítio em Ibiúna (SP). O sítio pertence a um amigo do ministro - que, por questões de segurança, não quer ter seu nome revelado. Segundo o delegado-geral da Polícia Civil de São Paulo, Mário Jordão Toledo Leme, Mantega não foi reconhecido pelos criminosos, embora policiais da região tenham dito à Folha o contrário.


O Globo:
"Reféns em assalto, Mantega e empresário não dão queixa"
A prática de não avisar a polícia sobre casos de violência, que dificulta a investigação oficial e favorece os criminosos, chegou ao mais alto escalão da República: o próprio ministro da Fazenda, Guido Mantega, acabou adotando-a esta semana. Na noite da terça-feira de carnaval, Mantega ficou refém de três homens armados e encapuzados durante cerca de três horas, num assalto à casa de um amigo, o empresário Victor Sandri, em Ibiúna, interior de São Paulo. Sandri, que é dono de uma empresa de construção civil, teve que sair para sacar em caixas eletrônicos e arrecadar dinheiro na casa de amigos, enquanto Mantega e a mulher eram mantidos na mira dos ladrões. Apesar disso, nem o ministro nem o amigo fizeram boletim de ocorrência na polícia, que registrou o caso por conta própria. Segundo a polícia, o governador de São Paulo, José Serra, soube do assalto por amigos de Mantega e acionou o secretário de Segurança Pública, Ronaldo Marzagão. Ontem mesmo foram presos três suspeitos em Ibiúna. Mantega e Sandri não quiseram dar entrevistas para explicar por que não avisaram a polícia. O ministro será convidado a prestar depoimento. Sandri depôs ontem.


O Estado de São Paulo:
"Compra de dólares pelo BC bate recorde"
Em apenas 14 dias úteis deste mês, o Banco Central (BC) fez uma compra recorde de US$ 6,98 bilhões. Em janeiro, as liquidações financeiras dos leilões de câmbio já haviam somado US$ 4,88 bilhões, o valor mais alto desde janeiro de 2004. Para segurar a cotação da moeda americana, o governo decidiu aumentar o ritmo dessas compras de dólares, chegando a US$ 498,9 milhões por dia. Com isso, as reservas internacionais, que estavam em US$ 98,2 bilhões na quarta-feira, poderão atingir US$ 100 bilhões já na próxima semana. É consenso no mercado que, sem as aquisições do BC, a cotação do dólar estaria abaixo de R$ 2,00, devido ao forte ingresso de moeda estrangeira no País. Nos primeiros 14 dias úteis do mês, segundo o BC, a entrada de capital externo bateu em US$ 5,36 bilhões. Em todo o mês de janeiro, o total foi de US$ 3,77 bilhões, o que fez com que o Brasil registrasse superávit de US$ 325 milhões na conta corrente do balanço de pagamentos. O diretor do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, negou que o governo trabalhe com uma meta para as reservas internacionais: "Se o BC ainda está comprando é porque há espaço", disse.


Jornal do Brasil:
"Traficantes em festa. Moradores com medo"
Os traficantes da Cidade de Deus, em Jacarepaguá, comemoram com um churrasco a morte do ex-policial Félix Tostes. Perto da dali, os moradores da favela de Rio das Pedras temiam perder a paz, conquistada há 10 anos quando criminosos foram expulsos da localidade pela milícia. Em carta intitulada Estamos órfãos, distribuída no enterro do policial no cemitério Jardim da Saudade, a comunidade homenageou Félix, a quem chamou de "guardião" e "anfitrião" das famílias foragidas de outras favelas que ali se instalaram aterrorizadas pelo tráfico de drogas.

sexta-feira, fevereiro 23, 2007

Jamais verás...

Aviso aos navegantes

Eduardo César, Josias Sabóia (Jija), Maurício Moromizato, Nélinha, Paulo Ramos, Pedro Tuzino e Sergio Caribé. Caros senhores, e senhora, como candidatos ao ingrato cargo de prefeito desta cidade, tão bonita por natureza e tão maltratada pela incompetência, sinto-me na obrigação de pedir aos distintos, e à distinta, que cuidem de se vacinar contra a Dengue. Ubatuba, à frente do Brasil, está imunizando seus cidadãos. Abaixo à Dengue! Hoje vou à sessão espírita entrevistar Oswaldo Cruz, que entende de vacinas. Ubatuba é demais, não existe nada parecido. No universo...

Sidney Borges

Alerta à população

Vacina contra a Dengue

Não há vacina eficaz contra Dengue. Tal fato decorre das dificuldades resultantes da existência de múltiplos sorotipos do vírus.

Mais uma vez para quem não entendeu:

"Não existe vacina contra a dengue".

Se alguém afirmar o contrário estará se posicionando contra a ciência, ao lado da charlatanice e da superstição.

Sidney Borges

Saneamento Básico

Políticas Públicas
Municípios devem se adequar às novas determinações impostas pela Lei Nacional de Saneamento BásicoEASE

Aprovada pelo Congresso Nacional no dia 5 de janeiro, a nova Lei Nacional de Saneamento Básico (nº. 11.445) estabelece uma série de mudanças para as quais os prefeitos dos municípios brasileiros devem ficar atentos

A lei, cuja implementação é uma das premissas do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), anunciado pelo Governo Federal no dia 22 de janeiro, prevê, por exemplo, que cada cidade deve possuir um plano municipal de saneamento básico e normas para a regulação de seus serviços, além de estabelecer um novo marco regulatório para projetos desenvolvidos nesta área no Brasil.
Em conformidade com essas novas diretrizes estabelecidas pelo PAC, a Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) vem desenvolvendo projetos que podem auxiliar os municípios brasileiros a se adequarem às novas normas aplicadas aos serviços de saneamento básico.
Exemplo disso é a parceria firmada entre a Fundação e a Prefeitura Municipal de Mirassol, cidade do interior paulista, para a reestruturação dos serviços de saneamento básico do município.
Em 2006, a instituição deu início à realização de uma série de estudos com a finalidade de oferecer suporte a este processo de reestruturação, que levaram à definição de um projeto com regulação municipal e de um planejamento que conta com legislações e instrumentos de gestão e controle claramente definidos, como exige a Lei Nacional de Saneamento Básico.
Segundo o coordenador do projeto, os trabalhos que a instituição tem desenvolvido na área de saneamento básico vêm preparando os municípios para assumirem suas responsabilidades no que se refere a este setor. "Já fizemos trabalhos importantes nesta área, como na cidade de Mauá e Diadema por exemplo, de forma que estamos preparados no sentido de fazer com que as cidades procurem se adequar às novas metas estabelecidas pelo marco regulatório para projetos de Saneamento Básico", declara o professor.
"No caso específico de Mirassol, por exemplo, os serviços para área estavam desarticulados e sem uma regulação clara. A partir de um diagnóstico feito em parceira com a prefeitura foi possível redesenhar estes serviços e construir um marco regulatório moderno, que já foi redefinido com todas as inovações que estão previstas no novo marco regulatório nacional, como controle social e criação de instrumentos de transparência na concessão de serviços dentro de um planejamento geral para área, o que hoje passou a ser exigido parta todos os municípios", finaliza Pimenta.
Fonte: Elcires Pimenta Freire

Graduado em Tecnologia de Processos de Produção pela UNESP, especializado em Meio Ambiente e Sociedade pela FESPSP, onde atua como consultor associado e professor. Especialização em Práticas Ambientais de Gestão Integrada de Resíduos e Gerenciamento de Resíduos Químicos Radioativos e Infectantes.Participou da avaliação de programas de resíduos sólidos urbanos na região da Amazônia Legal e do desenvolvimento e organização de treinamentos do PGRSS em parceria com ANVISA, dentre outros projetos.

Informações úteis.



Esclarecimentos sobre a Dengue

A Dengue é uma doença ligada ao ambiente urbano, acima de tudo às habitações humanas e a certas crenças e práticas que tendem a manter focos do mosquito Aedes aegypti junto ao homem. Assim, o acúmulo de recipientes úteis ou inúteis, capazes de juntar água, favorece a proliferação do vetor. No Brasil, Aedes aegypti está amplamente beneficiado graças às práticas culturais diversificadas de nosso povo, que favorecem a manifestação epidêmica da dengue em várias cidades brasileiras. Além de que o mesmo vetor está implicado na transmissão da febre amarela urbana, com risco de re-introdução dessa importante doença nos centros urbanos de nosso país.
As medidas de controle até agora empregadas buscam reduzir a densidade do vetor nos municípios, rotineiramente através da eliminação dos criadouros domiciliares, o que nem sempre tem garantido níveis baixos da infestação vetorial ou de ausência da doença.
Quando se fala no combate à dengue, a comunidade espera a aplicação de inseticidas em suas casas, desconsiderando os hábitos das pessoas que favorecem a existência dos focos de Aedes aegypti. Daí, a necessidade contínua da conscientização e práticas relativas ao seu controle, de forma que a própria comunidade possa combater as condições favoráveis ao desenvolvimento do vetor. Assim sendo, a atitude de REPENSAR NOSSA PRÁTICA, PLANEJAR NOVAS AÇÕES e EDUCAR A POPULAÇÃO, deve ter caráter permanente.

Clique aqui para saber mais

Lulão

Só pensa naquilo

O Financial Times destaca que Lula não realizou o "espetáculo do crescimento" (lembram-se?) e que o País perde terreno para Rússia (crescimento anual de 6,7%), China (9,4%) e Índia (6,5%). Com taxa anual de 2,7%, a economia brasileira parece estar "em submersão", em vez de ser "emergente", traz o jornalão. Não entenderam nada; em que pese o PAC (há um mês sem discussão no Congresso, segundo O Globo), a preocupação de Lula agora é plebiscitária: só quer saber se o povão lhe dará um 3º mandato. A economia do País que se dane, ora! (Roberto Jefferson)

Marta pode ficar fora



Lula diz a PSB que acha ´difícil´ encaixar Marta em Ministério

Líderes do partido disseram que o presidente sinalizou, durante encontro nesta tarde, que Cidades permanece com o PP, e Fernando Haddad fica na pasta de Educação

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira, em encontro com lideranças do PSB, que vai discutir com o PT a situação da ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, mas que "acha difícil" encaixá-la no Ministério. "O PT quer que Marta venha para o governo. Eu vou conversar com o PT, ainda. Mas é difícil fazer mudanças de nomes de pessoas de partidos que compõem a coalizão", teria afirmado o presidente, de acordo com relato de participantes do encontro, no Palácio o Planalto.
"Como eu vou resolver a questão do PP que já tem um trabalho consolidado nas Cidades para atender outra demanda?", teria acrescentado Lula, ainda de acordo com participantes da reunião. Lula se referia especialmente ao ministério das Cidades, uma das alternativas para Marta, ocupada por Márcio Fortes, do PP.

Leia mais

Carnaval, festa do povo...

“No dia em que o morro descer e não for carnaval”

O dia em que o morro descer e não for carnaval

Ninguém vai ficar pra assistir o desfile final

Na entrada, a rajada de fogos, pra quem nunca viu,

Vai ser de escopeta, metralha, granada e fuzil

(É a guerra civil...)

O dia em que o morro descer e não for carnaval

Não vai nem dar tempo de ter o ensaio geral

E cada uma ala da escola será uma quadrilha

A evolução já vai ser de guerrilha

Que a alegoria é um tremendo arsenal

O tema do enredo vai ser a Cidade Partida

No dia em que o couro comer na avenida

Se o morro descer e não for carnaval.

O povo virá de cortiço, alagado e favela

Mostrando a miséria sobre a passarela

Sem a fantasia que sai no jornal.

Vai ser uma única escola, uma só bateria

Quem vai ser jurado? Ninguém gostaria

Que desfile assim, não vai ter nada igual.

Não tem órgão oficial, nem Governo, nem Liga

Nem autoridade que compre essa briga

Ninguém sabe a força desse pessoal.

Melhor é o Poder devolver pra esse povo a alegria

Senão todo mundo vai sambar no dia

Em que o morro descer e não for carnaval.

Paulo César Pinheiro
(Há mais ou menos 16 anos)

Golpe por telefone. Cuidado!

Instituto São Paulo Contra Violência ensina como evitar falso seqüestro

da Folha Online

Para evitar o golpe do falso seqüestro, o Instituto São Paulo Contra a Violência divulgou uma lista com dicas, preparadas pela SSP (Secretaria da Segurança Pública), para alertar sobre as táticas usadas por criminosos nesse crime. As dicas também orientam sobre como proceder nesses casos. Nesta quinta-feira a Polícia Militar impediu que uma mulher fosse vítima do golpe do falso seqüestro na Lapa (zona oeste de São Paulo). No último dia 12, uma mulher de 67 anos morreu vítima de um infarto após receber uma ligação dizendo que seu filho havia sido seqüestrado.
O golpe é normalmente aplicado por presidiários que portam telefones celulares em suas celas. De acordo com o instituto, geralmente as pessoas que recebem as ligações entram em pânico e, em alguns casos, aceitam as exigências dos criminosos. Na maioria dos casos, os golpistas exigem das vítimas a compra de cartões de recarga de celular ou depósito em uma conta indicada pelo criminoso.
De acordo com a lista, primeiramente os criminosos pedem informações ou passam notícias que abalam as vítimas ao telefone - como por exemplo dizer que um parente está sob a mira de uma arma. Os telefonemas são principalmente do Rio de Janeiro.
Na seqüência pedem dinheiro ou que a vítima compre cartões de recarga de celular. Eles exigem que as vítimas façam depósitos bancários ou passem os números dos cartões de recarga pela mesma ligação.
De acordo com o instituto, nos últimos casos os criminosos ligaram pela madrugada e ameaçam matar a suposta vítima caso a polícia seja avisada por quem atendeu ao telefone.

O que fazer

De acordo com o instituto, para não ser vítima desse golpe, as pessoas não devem dar informações suas ou de familiares ao telefone. Os empregados e a família devem ser orientados para agir da mesma forma.
Não atender ligações a cobrar. Antes que a ligação se complete, o ideal é desligar o telefone.
Quando atender, ao perceber que se trata de uma ameaça, desligar o telefone. Se receber esse tipo de ligação, verificar se o parente - que os criminosos dizem estar seqüestrado - está bem.
As pessoas não devem atender as exigências dos criminosos. A vítima de uma tentativa de golpe deve registrar a ocorrência na delegacia mais próxima, alerta o instituto.

Sábado, Seresta e Carnaval

Vem cantar com a gente!

As melhores do II Festival de Marchinhas Carnavalescas de Ubatuba estarão na edição do "Serestas e Seresteiros" no próximo sábado, ao lado dos seresteiros Sérgio e Regina, Cris Domingues, Seu Júlio da Cooperativa, Grupo Canoá, Dona Ophelia Prado e demais amigos da cantoria.

Casarão do Porto - 24/2 - sábado - 20 horas – Ubatuba
Fonte: tangoloureiro
tangoloureiro@ig.com.br

Boeing da Gol

Falta de inglês é o problema, insiste colunista

Estadão
O colunista Joe Sharkey culpou de novo a falta de domínio de inglês dos operadores de vôo brasileiros pelo acidente entre o Legacy e o Boeing da Gol. Sharkey escreve sobre aviação no The New York Times e viajava no Legacy. Em seu
blog, diz que o inglês é a língua mundial do controle aéreo e “muitos controladores brasileiros não conseguem se comunicar em inglês para além de algumas frases e palavras memorizadas”. “Numa emergência, isso pode causar (e causou) complicações.” Sharkey cita reportagem do Estado, publicada segunda-feira, em que a Força Aérea diz que vai criar um sistema de alerta sonoro e visual nas telas dos radares dos Cindactas e promover aulas de inglês para seus controladores. Cita o ex-presidente da Associação Brasileira dos Controladores de Tráfego Aéreo Ulisses Fontenele, para quem o acidente seria evitado “se os controladores brasileiros do Legacy dominassem inglês”

Notícias da Prefeitura

Notícias do dia 23 / 02 / 2007
  • Carnaval de Ubatuba supera expectativa de público em 2007
  • Técnicos do Estado dão aval para construção de Pista de Atletismo em Ubatuba
  • Parceria entre comerciantes e prefeitura leva pavimentação a ruas do Bairro Itaguá
  • Eleição para conselheiros tutelares acontece neste domingo em Ubatuba
  • Prefeitura de Ubatuba sorteia 500 vagas remanescentes para aulas de natação
  • Beach Soccer feminino de Ubatuba estréia no Campeonato Municipal de Caraguá
Leia aqui

Manchetes do dia

Sexta-feira, 23 / 02 / 2007

Folha de São Paulo:
"Emprego fica estagnado, mas renda cresce 4,7%"
A taxa de desemprego ficou estável em janeiro, em 9,3%, em relação ao mesmo mês de 2006, mas o rendimento nas seis principais metrópoles do país manteve firme a trajetória de recuperação e cresceu 4,7%. Desde julho de 2005, o rendimento aumenta sem interrupção quando comparado com o mesmo mês do ano anterior.
Em conversas ontem com dirigentes do PSB e do PC do B, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva indicou que pode fechar os nomes da reforma ministerial somente após a convenção nacional do PMDB, em 11 de março. Lula quer ganhar tempo para superar alguns conflitos, principalmente os que envolvem seu partido e o PMDB. (...)

O Globo:
"Estradas têm mais acidentes feridos e mortos no carnaval
Balanço da Polícia Rodoviária Federal mostra que o carnaval foi bem mais violento este ano nas estradas federais que em 2006. O número de mortes cresceu 15%, o de feridos subiu 13,3% e o de acidentes aumentou 8%. Ao todo, morreram 145 pessoas nas estradas federais, 19 a mais que em 2006. O número de feridos chegou a 1.587, em 2.417 acidentes. Segundo a Polícia Rodoviária, o tráfego aumentou nas rodovias de todo o país por causa do bom tempo e do receio de nova crise nos aeroportos, semelhante à do Natal. Os patrulheiros atribuíram os desastres à imprudência dos motoristas, ressaltando que eles não puderam correr demais em 23006 por causa da operação tapa-buracos. A má condição das estradas não foi mencionada. Os três estados com mais acidentes foram Santa Catarina, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Em Tocantins, foi registrado aumento de 170% no número de acidentes. No Maranhão, o número de mortes cresceu 700%.

O Estado de São Paulo:
"Irã acelerou programa nuclear, afirma ONU"
A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) divulgou ontem relatório segundo o qual o Irã acelerou o enriquecimento de urânio, em vez de suspende-lo, como a comunidade internacional exigia. O documento diz que foram instaladas mais centrífugas e acumuladas várias toneladas de gás hexafluoreto de urânio numa usina. Além disso, autoridades iranianas teriam revelado à AIEA que pretendem colocar em operação um total de 3.000 centrífugas - suficientes para enriquecer urânio em escala industrial. O relatório foi divulgado um dia depois do fim do ultimato do Conselho de Segurança (CS) da ONU. "Agora teremos de estudar a adoção de mais medidas no CS", disse a chanceler britânica, Margaret Beckett. Segundo a secretária de Estado
americano, Condoleezza Rice, Washington e seus aliados usariam o CS e "outros meios disponíveis" para convencer o Irã a voltar para a mesa de negociações. Entre as novas sanções que podem ser adotadas estão a proibição de viagens de autoridades iranianas e restrições a empresas do país.

Jornal do Brasil:
"Chefe de milícia é fuzilado no Recreio"
O chefe da milícia de Rio das Pedras, Zona Oeste, Félix dos Santos Tostes, foi assassinado ontem, no Recreio, quando saía de um prédio de apartamentos. A polícia encontrou 46 cápsulas detonadas no local. Uma mulher ainda não identificada levou um tiro e está hospitalizada. Félix estava afastado da Polícia Civil, onde atuou até dezembro como adjunto do gabinete do chefe da corporação. O atentado é a primeira ação confirmada do tráfico contra as milícias que estão expulsando os criminosos de pelo menos 90 favelas do Rio. A polícia suspeita de uma reação contra a ameaça das milícias de ocuparem a Cidade de Deus.

quinta-feira, fevereiro 22, 2007

Lulão



Lula, com aproximadamente 450 kg e 10 metros de comprimento, é encontrada por pescador neo-zelandês na região da Antártida
Leia mais

Guerra química

Segundo ataque com cloro em 2 dias deixa 5 mortos em Bagdá

Com sintomas de envenenamento, 75 civis foram hospitalizados; outro atentado igual teria ocorrido há um mês

BAGDÁ
Pela segunda vez em dois dias consecutivos, rebeldes lançaram um ataque químico contra civis iraquianos. Uma caminhonete carregando latas de gás de cloro explodiu ontem na frente de um posto de gasolina em Bagdá, matando cinco pessoas. Outras 75 foram encaminhadas a hospitais com sintomas de envenenamento. Extremamente tóxico, o cloro pode afetar o sistema respiratório e queimar a pele.

Na terça-feira um caminhão carregado de cloro explodiu em Taji, ao norte de Bagdá, matando 9 pessoas e ferindo cerca de 150, a maioria por inalar o gás. O jornal New York Times, citando militares americanos, informou que um terceiro ataque com cloro havia ocorrido em 28 de janeiro, em Ramadi, matando 16 iraquianos. Os ataques químicos - os primeiros lançados no país desde o início da guerra, em 2003 - demonstram que os insurgentes estão dispostos a usar métodos ainda mais mortíferos do que bombas e granadas.
Leia mais

Mutações bushianas



Aquecimento do planeta produz lulas gigantes, diz cientista

da France Presse, em Sydney (Austrália)
O aquecimento do planeta produz lulas gigantes, como o animal de 200 kg recentemente encontrado em uma praia da Tasmânia, na Austrália, declarou hoje um cientista australiano.
Um aumento de 1% na temperatura da água provoca uma duplicação da altura das lulas, declarou George Jackson, do Instituto de Estudos do Antártico e do Oceano do Sul, acrescentando que a lula descoberta no mês passado era um exemplo. "Só o corpo media quase dois metros e foram necessários quatro homens para virá-la", declarou.
Outro cientista calculou, no momento da descoberta, que os principais tentáculos da lula gigante podiam medir até 15 metros de comprimento, algo sem equivalência.

Nota do editor - Só faltava essa. Já não bastavam tubarões a comer banhistas e surfistas, agora teremos Lulas a nos saborear. Coisa do Bush. Abaixo o capitalismo.



Para prefeita...

Um e-mail enviado à redação informa que há um novo pretendente ao trono. Uma pretendente, para ser mais exato. Nélinha, que aparece na foto ao lado do maridão Márcio, está disposta ao sacrifício supremo que é governar Ubatuba, capital do surfe e onde estão as mais belas praias do litoral norte. O Ubatuba Víbora deseja sucesso a ela e ao imortal Rameri, cabo eleitoral de todas as horas. Para saber mais clique aqui.

Sidney Borges

Poderes

Reflexão de um parlamentar

O vereador muitas vezes é procurado por demandas assistencialistas ou administrativas: a pavimentação de vias públicas, a limpeza das valas de drenagem, as vagas nas escolas, os empregos temporários de contratação sem concurso (transformados efetivamente em empregos permanentes pela inação do próprio Legislativo), as casas populares, as consultas médicas, os medicamentos, etc., numa série sem fim. A população pede ao vereador o que ele não pode dar, ou então, há uma saída: negociar com quem tem a chave do “cofre das graças”: o prefeito. Instala-se uma confusão de papéis: o vereador anseia, pressionado pela população, ser um mini-prefeito, e pretende realizar obras, desembaraçar casos e até empregar amigos e parentes.
Mas tentando desempenhar o papel de mini-prefeito sem mínima prefeitura, sem máquina administrativa e sem verbas, alguns vereadores logo se sente na necessidade de aproximar-se do “prefeito de verdade”. Por outro lado, o Executivo é obrigado a recorrer às atribuições específicas do Legislativo, pois governar implica na aprovação de Leis de toda ordem: administrativas, autorizativas, e, principalmente orçamentárias, etc. Além disso, obviamente o Executivo irá procurar ver-se livre de controles externos. Como conseqüência, rapidamente se estabelece um jogo da troca de favores: o prefeito precisa de votos na Câmara e quer ficar livre de fiscalizações; o vereador precisa de ações diretas junto ao seu eleitorado. Então o parlamentar municipal troca facilmente votações encomendadas e um tratamento ameno com o prefeito pelos recursos administrativos que necessita. Nessa tentativa de adquirir recursos políticos, alguns vereadores passam a uma relação de colaboração crescente com o Executivo. Naturalmente que este exigirá cada vez mais um comportamento “colaborativo” e obediente, até chegar a uma posição de mando inconteste. Então o Legislativo se transforma em poder subserviente. Ou, por outra perspectiva, o vereador abdica dos seus poderes originais para adquirir nacos do poder de mando administrativo.
Para a democracia, como concebemos hoje, é fundamental a existência de um Poder Legislativo forte e atuante, independente e autônomo, que coexista em condições de igualdade com os outros Poderes constituídos, num processo harmônico tanto quanto possível, na medida em que é inevitável a existência de eventuais tensionamentos.
Sendo o guardião da função legislativa do Estado, o Poder Legislativo deve exercer papel crucial na formação e garantia do Estado Democrático de Direito, regime no qual os princípios de liberdade e igualdade de direitos devem prevalecer em contraposição ao poder autoritário e discricionário, seja ele praticado por indivíduos ou grupos.
A prerrogativa de elaborar suas próprias proposições legislativas e de aprovar ou rejeitar as que têm origem no Executivo constitui a essência mesma do Poder Legislativo, e é o que distingue dos demais Poderes. Contudo, essa função não esgota as atribuições dos parlamentares. Além dessa, outras atribuições igualmente importantes compõem o conjunto das ações dos membros do Poder Legislativo: a função fiscalizadora e a função de representação.

Jairo dos Santos – PT
Vereador

Opinião

“Consultas”

Corsino Aliste Mezquita
Consultas, sobre educação e aplicação das verbas a ela destinadas, tem sido freqüentes nos últimos tempos. Supostas causas, dessas consultas, indicam a existência de uma certa ansiedade, nas escolas, pela falta de materiais pedagógicos, limitações da merenda escolar e suposto desvio das verbas da educação para outras secretarias e para funções não pertinentes à Secretaria de Educação.
Educadores questionam a legalidade de manter a “CASA DE BRINQUEDOS” com verbas do ensino. Outros programas são também criticados e questionados: Aluguel de piscinas, projeto EROI, cessão de veículo para a FUNDAC, Casa Verde ou de Educação Ambiental, utilização dos veículos da EDUCAÇÃO por outras secretarias e por particulares, etc.
Professores e diretores, mais conscientes, atribuem, alegação constante da falta de recursos para atender as necessidades das escolas, a esses supostos desvios, à fraqueza do Conselho Municipal de Educação –CME - e a falta de vigilância do Conselho de Acompanhamento e Controle Social dos Recursos do FUNDEF – CACS -.
Responderei a esses questionamentos com parecer do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, distribuído no Congresso dos Conselhos Municipais de Educação, realizado em BEBEDOURO, em 2002.
“Certo município conta com projeto denominado “EU NO SITIO”, através do qual, no período oposto ao turno das aulas, e para evitar o ócio e as dificuldades financeiras que conduzem as crianças e adolescentes a serem meninos/meninas de rua, os alunos recebem aulas teóricas e práticas de atividade de cultivo de horta, criação de codornas, galinhas, viveiro de mudas, cultivo de cereais, e outras atividades relacionadas com a agricultura e a produção obtida, ainda que pequena, é empregada nos estabelecimentos escolares do município. QUESTÃO: tais despesas são pertinentes ao 25% do ensino?. Este Tribunal entende que referidos gastos não entram no cômputo dos 25% da Manutenção e Desenvolvimento do Ensino, uma vez que tais gastos possuem uma natureza de assistência social, incidindo assim, na regra proibitiva do citado art. 71, Inc. IV, in fine, da LDB, onde se lê: “...e outras formas de assistência social”.
Projeto da seriedade de “EU NO SITIO” não pode ser financiado com os 25% do ensino. O que pensar de “CASA DE BRINQUEDOS” e dos outros programas assistenciais, esportivos e culturais acima relacionados? A destinação das verbas da educação está determinada, no $ 1° do Art. 1°, da LDB. Parágrafo 1°: Esta lei disciplina a EDUCAÇÃO ESCOLAR, que se desenvolve, predominantemente, por meio do ensino, em instituições próprias”.
Como já temos escrito e orientado, tantas vezes, a EDUCAÇÃO ESCOLAR, se processa no âmbito do espaço da escola. Programas recreativos, esportivos e culturais, são importante fonte de formação, quando integrados na vida da escola, desenvolvidos por profissionais preparados, com liberdade e autonomia, sob a orientação dos diretores, de suas equipes escolares e sem a interferência de pessoas estranhas. Para isso já existem, nas escolas, professores de Educação Física e Educação Artística.
Desvios de verbas e a dispersão de atividades, são alguns dos principais motivos da crise que vive a educação brasileira. Não é a falta de recursos. É o desvio desses recursos. Em Ubatuba não é diferente. O que é prioritário deve ser tratado como prioritário. Os discursos mentirosos e enganadores não resolvem.

Manchetes do dia

Quinta-feira, 22 / 02 / 2007

Folha de São Paulo:
"Empresa menor toma 50% do crédito"
Pequenas e médias empresas abocanharam metade do crédito destinado às pessoas jurídicas pelos grandes bancos privados brasileiros em 2006. Bradesco, Itaú, ABN Amro e Unibanco emprestaram R$ 74,8 bilhões às pequenas e médias empresas brasileiras, volume 25% superior ao de 2005. Apenas os quatro bancos responderam por 58% do crédito total destinado às empresas. O Santander, outro dos grandes bancos que já divulgou o balanço final de 2006, não publicou os dados de acordo com o porte dos tomadores de empréstimos. As operações de empréstimo cresceram de forma generalizada no país no ano passado. Mas os dados divulgados até agora demonstram que o crescimento, no caso de pessoas jurídicas, é mais acentuado no segmento de pequenas e médias em todos os quatro bancos. O maior dinamismo da concessão de crédito para empresas menores fez com que elas fechassem o ano praticamente empatadas com as grandes em participação no total da carteira: elas ficaram com 49,7% do total de empréstimos, contra 50,3% das grandes empresas.

O Globo:
"A Era Beija-Flor"
Com 399,3 pontos a escola de samba Beija-Flor de Nilópolis conquistou ontem o quarto campeonato em cinco anos conquistando uma nova era no carnaval carioca. A escola ficou 14 ponto à frente da vice-campeã, a Grande Rio. A pontuação foi considerada alta se comparada entre os primeiros colocados dos últimos anos. A escola só não tirou dez em comissão de frente (9,8), evolução (9,9), e bateria (9,8). O presidente de honra Aniz Abraão David, o Anísio, atribuiu a vitória a organização e a comunidade que segundo ele é o que ganha carnaval. As outras colocadas foram pela ordem, Mangueira, Unidos da Tijuca, Viradouro e Vila Izabel. As seis participam do desfile das campeãs. No Grupo de Acesso, a vencedora foi a São Clemente que sobe para o Grupo Especial.

O Estado de São Paulo:
"Apoio a invasões do MST racha a CUT"
A onda de invasões nas propriedades rurais promovida pelo Movimento dos Sem-Terra (MST) durante o carnaval causou racha entre a direção estadual da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e sindicatos. A coordenadora regional de Presidente Prudente, Sônia Auxiliadora, disse que a CUT não se responsabilizará pelas ações dos filiados.

Jornal do Brasil:
"Incentivo ao carnaval iguala os gastos do MEC no Rio"
Para assegurar o patrocínio do (...) o governo federal (..) a R$ 86,7 milhões em arrecadação em impostos R$ 37,4 milhões no Rio. É bem mais do que se gasta no Estado em um mês de Bolsa Família. E quase o mesmo que se investiu em educação durante todo o ano passado.

quarta-feira, fevereiro 21, 2007

Ano-novo, discurso moderníssimo...

Fervor ideológico

O réveillon de ontem foi uma maravilha, pena que os convidados não vieram. Mesmo assim a noite foi agradável, o prosecco divino. Hoje o ano começou. Finalmente. Começou bem, com sol e praia para nós e para os turistas. Como nós não vamos à praia, que aproveitem os turistas. É bom, depois só na semana santa. A semana atual bem que poderia ser adotada como padrão no Brasil. Começa na quinta e termina na sexta. Que beleza não é mesmo? Sempre achei que o Brasil ficaria melhor socialista. Quando isso finalmente acontecer, todas as empresas passarão para o governo, até o botequim mais humilde e a cabeleireira da esquina. A partir daí seremos funcionários públicos. Cento e oitenta milhões de funcionários públicos. Sindicalizados e membros da CUT. Sensacional. Com o raiar do novo ano se renovam as esperanças e pulsam nos corações as memórias do espírito de 1968. Todos iguais, ninguém explorando ninguém. Viva Nosso Guia, presidente perpétuo. Viva a democracia popular. Abaixo o capitalismo! Viva a revolução! (Sidney Borges)

Aviação

Aviatofobia
Medo de voar, no Dicionário Igor de Fobias

Quem sofre mais de aviatofobia? Homens ou mulheres?
A resposta está num trabalho de tese de doutorado feito pelo psicólogo holandês e piloto comercial Lucas van Gerwen. Segundo ele, homens e mulheres sofrem igualmente de aviatofobia, porém por razões diferentes.
Mulheres sofrem mais de tecnofobia (descrença na técnica) unida a claustrofobia (estar presa a um ambiente fechado). Acham que a asa vai quebrar, ou o motor explodir...
Homens têm mais um misto de acrofobia (medo de alturas) e da incapacidade dele não ter influência sobre o pessoal do comando do avião e de não saber ou não poder comandar a aeronave.
Daí o porquê quase da metade dos passageiros da primeira classe e executiva embarcarem na aeronave sob efeito de álcool (geralmente a mais da dose, hic) ou de alguns comprimidos de tranqüilizantes ou algo similar.
Uma reflexão: Quanto será que custa a má decisão para o negócio fechada sob efeito de ressaca?
Envie seus relatos e comentários sobre a aviatofobia em colaboradores de sua empresa bem como de outros medos dentro de sua empresa.
Todas fobias serão muito bem recebidas. Obrigado.


Igor Rafailov
Autor do “Dicionário Igor de Fobias”, é "colecionador de fobias corporativas" mantém o blog
www.fobiascorporativas.com Consultor de Recursos Humanos, é piloto de planador e também EC – PREV (SIPAER), Elemento Credenciado para a Prevenção a Acidentes Aeronáuticos.

Maranduba

O parque.... e nós sozinhos

Lendo observações de leitores internautas ubatubanos: há sempre que se ler nas entrelinhas. Algumas manifestações carecem de conhecimento e quebram pernas, como no nosso caso.
Certa vez escrevi sobre um fato acontecido na praia da Maranduba (incêndio num parque) e nossos escreventes municipais, nos descascaram a lenha, sem conhecimento da situação que motivou aquilo... infelizmente ou felizmente, pois em algum tempo, alguém ficou sabendo.
Deram asas a quem não tinha e cortaram de quem as tinha.
O outro lado “inchou” depois dos escritos vindo do centro. Os pretensos donos, que até hoje não conseguem provar sua posse, obtiveram da Prefeitura alvará para ocupação indevida de 8.000 m², segundo o próprio ocupante, incluindo toda a área onde o SPU, já havia se manifestado junto a prefeitura, exigindo que fosse cancelado o mesmo.
Toda sorte de comércio proliferou neste tempo dentro do parque, incluindo estacionamento, onde a sombra das amendoeiras tem valor comercial de 10,00, 5,00 ou 8,00 ao sol, neste carnaval. Hoje (20/02) como está tudo em sombra, vigora preço único de 8,00.
Na Maranduba o parque particular, e irregular (marinha) em área ainda em litígio, cobra até a sombra da amendoeira, ao lado da Comtur, com preço diferenciado e exorbitante e nada acontece.
Ouvi pessoas indignadas por estar sendo cobrado, pela Prefeitura, estacionamento na entrada do mercado de peixe da cidade ou coisa do gênero, pois atrapalha o comércio.
Na área ocupada pelo parque, há uma casa construída pela Companhia Municipal de Turismo, e que está em uso pelo parque, quando poderia ser usada pelo município, ou os próprios funcionários da companhia. Por que não se pensou naquele imóvel para Centro de Informações Turísticas quando isto está sendo feito em uma tenda?
Quem permitiu o uso daquela casa que é da empresa de turismo municipal para o particular? Que instrumento legal foi usado para tal?
Por que foi permitido que particular explorasse o turista, com preço tão exorbitante comparado ao valor cobrado pelo município? Por que o município não fez a cobrança e ainda fez vistas grossas para o que estava acontecendo a seu lado?
Agora foram construídos na área, banheiros, lanchonetes, três quiosques (que a boca do povo, é graças a intervenção de vereadores, e pedimos que a Câmara investigue para que não paire sombras) e a Prefeitura, que caça impiedosamente os pequenos vendedores, redeiros e até munícipes distraídos (estes dão prejuízo ao erário), não se manifesta.
Muito embora os fiscais “varram” a praia, nunca o parque foi importunado, por quê? Contra os afilhados do poder ninguém viu, ninguém fez nada! O parque “nadou de braçadas” e certamente continuará, e nada acontece.
Se há padrinhos, o que se pode fazer? Nós outros é que estamos sujeitos ás represálias que todos já conhecemos, neste município. Calam nossas bocas. Nós somos os errados. E olha que o empreendimento, na Maranduba, fica a vista de todo os viajantes que por aqui passam. Estamos no Eixo Rio/São Paulo mas, desamparados, como se de Ubatuba não fôssemos.


AMMA - Associação de Moradores da Maranduba
assocamma@yahoo.com.br

Começa uma nova Campanha da Fraternidade

“A Fraternidade e a Amazônia”
“Vida e missão neste chão”


Desde 2002 com a Campanha da Fraternidade dedicada aos povos indígenas, a sociedade e até mesmo a Igreja, voltou-se para a Amazônia. Depois, em 2004, a Campanha da Fraternidade volta a falar desta riqueza ao tratar sobre o tema a água: “Água fonte de vida” revelando todo imenso potencial hidrográfico da região.
Hoje, chegou a vez da Amazônia ser discutida diretamente. Com o tema “Vida e missão neste chão” a Campanha da Fraternidade 2007 pretende despertar de vez uma consciência antropológica e ecológica da dimensão sócio-transformadora da própria Igreja.
A Amazônia é, sem dúvida, um dos maiores, complexos e ricos biomas do mundo. Sua extensão corresponde a 5% da superfície da Terra, 405 da América do Sul, 59% do Brasil e contém 20% da disponibilidade mundial de água doce não congelada e mais, 80% da água disponível no País.
Abriga 34% das reservas mundiais de florestas e uma gigantesca reserva de minérios. Sua diversidade biológica de ecossistemas e espécies é a mais intensa e rica do planeta: cerca de 30% de todas as espécies de fauna e flora do mundo encontram-se nesta região. O sistema fluvial Amazonas-Solimões-Ucally representa o mais extenso rio do mundo: 6.671 quilômetros. A Amazônia é formada por dez Estados: Acre, Amapá, Amazonas, Goiás, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Maranhão e Mato Grosso.
Será que ainda é preciso questionar a urgência na preservação desta área de Vida?


Objetivos da Campanha da Fraternidade


Levar as comunidades e a sociedade a refletir e olhas, ao mesmo tempo, para a própria realidade local, para a realidade da Amazônia e para a realidade nacional, em vista de uma mudança de mentalidade e de modo social.
Hoje, a Amazônia se torna um desafio. Os diversos movimentos sociais e de ecologia, as comunidades tradicionais e a própria Igreja discutem os impactos sobre a floresta em termos da devastação, da ameaça à riquíssima biodiversidade, da ocupação, do uso predatório dos bens naturais e até mesmo da deteriorização de uma cultura. Sua ocupação tem gerado disputa por territórios, desmatamento para o agronegócio, queimadas, hidrelétricas e siderúrgicas, intercionalização, narcotráfico e muito mais tornando uma região rica em concentração de pobreza e descaracterização de um povo.

Sugere-se um questionamento em diversos aspectos.
Na própria região onde se vive, o que está ameaçando as populações tradicionais e os demais setores populares, além do equilíbrio vital da natureza?
Que iniciativas podem ser uma alternativa ao modelo mercantilista de desenvolvimento, entre as que estão sendo realizadas?
O que se pode fazer, concretamente, cada comunidade, para mostrar sua fé e esperança, responsabilidade social e compromisso de que uma outra Amazônia e um outro Brasil sejam possíveis?



Atenção para a Programação de lançamento da Campanha da Fraternidade 2007


As equipes diocesana e paroquiais responsável pela preparação deste momento já participaram no mês de novembro de uma formação, na Paróquia N Sra. d´Ajuda em Ilhabela, ministrada pelo Pe. Jose Alberto Vanzela, assistente eclesiástico da CF no Regional Sul 1 da CNBB.
Distribuídos os texto-base entre as paróquias e demais subsídios, a Diocese de Caraguatatuba fará no próximo dia 22 de fevereiro, quinta-feira pós Quarta-feira de Cinzas, a celebração litúrgica de abertura deste momento na Catedral Divino Espírito Santo às 19h30.
Nesta ocasião também acontecerá o lançamento do Projeto social Diocese-Univap – Vale a pena viver” que trará, primeiramente para a cidade de Caraguatatuba, cursos de capacitação profissional e atendimento jurídico, social e de saúde bucal. Os cursos são de 45 dias e acontecerão em unidades móveis.
Está confirmada a presença do Reitor da Universidade Professor Dr Batista Gargione Filho.
No dia 28, quarta-feira seguinte, é a vez da abertura social.
Para este momento estão sendo convidadas ONGs , o representante da CNBB para que fale sobre o tema e seus objetivos e Dom Altieri que deve encerrar o evento.
A abertura acontece no Auditório da Fundação Cultural e Educacional de Caraguatatuba às 19h30 e contará com a participação do gripo Teatral “UM ideal” de São Jose dos Campos” e do Grupo Kurnamanha, com uma dança do “O Beija-flor e O culpado”.

Fonte: Diocese de Caraguatatuba

Luiz Inácio falou...

Estadão de ontem

"'Vão tentar punir até o feto', diz Lula". A platitude é típica de Lulla. Contudo, com a paternidade irresponsável já se pune o feto, punição extensiva a toda indefesa sociedade. O que não se pune são Waldomiros, seu companheiro de quarto J. Dirceu, os aloprados, os sanguessugas, e tantos outros do atual círculo do poder.
Reage Brasil ...

Roberto de Mamede Costa Leite

Manchetes do dia

Quarta-feira, 21 / 02 / 2007

Folha de São Paulo:
"Com tema Amazônia, igreja abre embate com o governo"
A Igreja Católica retoma após oito anos o embate frontal com o governo e com empresários em uma Campanha da Fraternidade. O tema deste ano é a Amazônia e, entre as propostas, está o fim da concessão de liminares de reintegração de posse a fazendeiros que têm terras invadidas. O lançamento nacional, que pela primeira vez ocorre fora de Brasília, será em Belém (PA), às 12h de hoje. Nas décadas de 80 e 90, as campanhas falavam de fome, falta de moradia e não era raro a troca de farpas com os governos. Mas, desde 2000, o eixo mudou. Foram feitas campanhas pelos direitos dos idosos, dos deficientes físicos. O último tema apimentado foi o de 1999, quando o mote era o desemprego na gestão de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) -que chamou as críticas de "ingênuas". A campanha surgiu em 1964, começa na Quarta-Feira de Cinzas e termina na quinta-feira anterior à Páscoa. O objetivo é discutir um problema com a sociedade e propor soluções.

O Globo:
"Beija-Flor leva o prêmio de melhor escola do Estandarte"
O resultado oficial dos desfiles do Sambódromo será conhecido hoje. Armados com uma pistola Colt 45 com inscrição da Marinha americana e numeração raspada, dois meninos, um de 12 e outro de 13 anos, balearam um comerciante chinês anteontem a noite na Avenida Radial Oeste, durante uma tentativa de assalto. Os menores foram detidos logo em seguida e um cúmplice, também menor, escapou. É o terceiro caso de violência envolvendo menores nos últimos quinze dias no Rio.

O Estado de São Paulo:
"Contas de 8 Estados estouram limite fiscal"
A limitação de gastos em fim de mandato, estabelecida pela Lei de Responsabilidade Fiscal, foi descumprida por, pelo menos, oito governadores e ex-governadores. Eles serão chamados a explicar nos Tribunais de Contas dos Estados o buraco deixado nas finanças públicas. Os casos mais graves são os do Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Alagoas e
Minas Gerais. Juntos, estes seis governos acumularam um déficit financeiro de R$ 11,8 bilhões. Pernambuco e Paraíba também descumpriram a Lei Fiscal, contraindo despesas nos últimos oito meses de governo sem condições de efetuarem o pagamento até o final do mandato. Os dados foram levantados pelo Estado nos relatórios de gestão fiscal de 2006. São Paulo é um dos raros
casos de superávit neste tipo de demonstrativo: fechou o ano passado com R$ 1,98 bilhão em caixa. Em 2002, 18 governadores chegaram a encerrar seus mandatos deixando déficits para os sucessores. Mas nenhum deles foi punido. Na época, os tribunais interpretaram que os déficits eram históricos.


Jornal do Brasil:
"12 menores cometem crimes em menos de 24 horas"
A polícia registrou oficialmente entre a noite de segunda-feira e a manhã de terça de carnaval a participação de pelo menos 12 menores em roubos nas ruas do Rio. O mais grave aconteceu ontem no Maracanã. Um adolescente de 13 anos disparou contra o empresário chinês Chan Lehi, que está internado no Hospital Samaritano. Apesar do pouco movimento nas principais estradas e vias de acesso ao Rio, 70 soldados da Força Nacional já patrulham as linhas Vermelha e Amarela e a Avenida Brasil para evitar os arrastões. A partir de hoje as forças também estarão na Niterói-Manilha. A Rio-Santos teve trânsito intenso ontem, mas sem engarrafamentos.

terça-feira, fevereiro 20, 2007


Jamais verás...

Dia de festa!

Hoje vou comemorar o réveillon. O verdadeiro. Aquele de dezembro é pra inglês ver. No Brasil o ano começa depois do carnaval, ou seja, amanhã. Começa com meio feriado. “Nestepaiz” ninguém é de ferro, nada mais justo do que o merecido descanso. Mas voltando à festa, convidei alguns amigos. Por ordem alfabética: Jairo dos Santos, Luiz Moura, Paulo Ramos, Pedro Tuzino, Rogério Frediani e Sérgio Caribé. Meia dúzia que não tem nada a ver com a meia dúzia do rádio, que só atrapalha. Bem, pelo menos cinco não atrapalham. Os convidados ainda não deram resposta. Não faz mal, ainda que não venham à meia-noite estourarei um prosecco Salton, geladíssimo, e gritarei baixinho para não incomodar vizinhos e passarinhos: - “Viva o ano novo”. Mas caso apareçam, ficaremos contando histórias edificantes até o dia nascer. Adivinhem do que falaremos? Quem acertar ganha uma passagem para Caraguatatuba. Com direito a café com bolinho na rodoviária. O vice-prefeito Domingos dos Santos, homem de bom gosto, é grande apreciador de bolinhos. Vou convidar o Domingos também, em casa tem uma lata cheia de bolinhos de chuva. Foi a tia Cotinha que fez. Com o Domingos estenderei o convite ao Jija, ao Ézio Pastore e ao professor Corsino. Não convidarei mais ninguém porque a casa é pequena. Espero que entendam. Em todo caso feliz ano-novo a todos. Ano-novo, vida nova, como dizia... quem mesmo? Alguém disse isso, tenho certeza. (Sidney Borges)

Pano rápido...

Lênin desce aos infernos

Depois de fazer a Revolução Russa, acabar com as diferenças de classes sociais e dedicar sua vida inteira ao comunismo, Lênin finalmente morre. Por ser ateu e ter perseguido os religiosos, termina sendo condenado ao inferno.
Ao chegar lá, descobre que a situação é pior que na Terra: os condenados são submetidos a sofrimentos incríveis, não há alimento para todos, os demônios são desorganizados, Satanás comporta-se como um rei absoluto - sem qualquer respeito por seus empregados ou pelas almas penadas que agüentam o suplício eterno.
Lênin, indignado, rebela-se contra a situação: organiza passeatas, faz protestos, cria sindicatos com diabos descontentes, incentiva rebeliões. Em pouco tempo, o inferno está de cabeça para baixo: ninguém respeita mais a autoridade de Satanás, os demônios pedem aumento de salário, as sessões de suplício ficam vazias, os encarregados de manter acesas as fornalhas fazem greve.
Satanás já não sabe o quer fazer: como seu reino pode continuar funcionando, se aquele rebelde está subvertendo todas as leis?
Tenta um encontro com ele, mas Lênin, alegando não conversar com opressores, manda um recado através de um comitê popular, dizendo que não reconhece a autoridade do Chefe Supremo.

Desesperado, Satanás vai até o céu conversar com São Pedro.
- Vocês lembram aquele sujeito que fez a revolução russa? – diz Satanás.
- Lembramos muito bem – responde São Pedro. – Comunista. Odiava a religião.
- Ele é um bom homem – insiste Satanás. – Mesmo que tenha seus pecados, não merece o inferno; afinal, procurou lutar por um mundo mais justo! Na minha opinião, ele devia estar no céu.
São Pedro reflete algum tempo.
- Acho que você tem razão – diz finalmente. – Todos nós temos nossos pecados e eu mesmo cheguei a negar Cristo por três vezes. Mande ele para cá.
Louco de contentamento, Satanás volta para sua casa e envia Lênin direto para o céu. Em seguida, com mão de ferro e alguma violência, termina com os sindicatos de demônios, dissolve o comitê de almas descontentes, proíbe assembléias e manifestações de condenados.
O inferno volta a ser o famoso lugar dos tormentos que sempre assustou o homem. Louco de alegria, Satanás fica imaginando o que deve estar acontecendo no céu.
“Qualquer hora São Pedro vai estar batendo aqui, pedindo que Lênin retorne!“, ri consigo mesmo. “Aquele comunista deve ter transformado o paraíso em um lugar insuportável!
”O primeiro mês passa, um ano inteiro passa, e nenhuma notícia do céu. Morto de curiosidade, Satanás resolve ir até lá para ver o que está acontecendo.
Encontra São Pedro na porta do Paraíso.
- E aí, como vão as coisas? – pergunta.
- Muito bem – responde São Pedro.
- Mas está tudo mesmo em ordem?
- Claro! Por que não haveria de estar?

“Este cara deve estar fingindo”, pensa Satanás. “Vai querer me empurrar Lênin de volta”
- Escuta, São Pedro, aquele comunista que eu mandei, tem se comportado bem?
- Muito bem! - Nenhuma anarquia?
- Pelo contrário. Os anjos são mais livres que nunca, as almas fazem o que bem desejam, os santos podem entrar e sair sem hora marcada.
- E Deus, não reclama deste excesso de liberdade?
São Pedro olha, com uma certa piedade, o pobre diabo a sua frente.
- Deus? Camarada, Deus não existe! (Paulo Coelho no Portal G1)

Manchetes do dia

Terça-feira, 20 / 02 / 2007

Folha de São Paulo:
"Eleição fez crescer gasto do Planalto com viagens"
No ano da campanha à reeleição, os gastos da Presidência da República com diárias de servidores civis e militares cresceram 31,6% em relação a 2005. O percentual é bem superior ao crescimento médio de gastos com diárias nos demais ministérios, que, no mesmo período, foi de 8,1%. As diárias englobam despesas com alimentação, hospedagem e transporte. A conta da Presidência no ano eleitoral teve um acréscimo de R$ 2,34 milhões entre 2005 e 2006 -levantamento considera as diárias gastas em todos os seis órgãos a ela vinculados, como a AGU (Advocacia Geral da União). No ano da eleição, a Presidência gastou R$ 9,77 milhões com diárias. Em 2005, o valor total foi de R$ 7,43 milhões. As diárias pagas por conta de atividades de cunho eleitoral do então candidato Luiz Inácio Lula da Silva não serão reembolsadas pelo PT, segundo a Casa Civil, porque a Justiça Eleitoral autorizou os gastos. A Lei Eleitoral 9.504/97 (artigo 73) autoriza que presidentes da República e suas comitivas se desloquem em campanha eleitoral com transporte oficial, desde que as despesas sejam ressarcidas pelo partido político, com base na tarifa de mercado cobrada no trecho correspondente. Conforme a legislação, a equipe de assessores e seguranças deve acompanhar o presidente, tendo as diárias pagas pelo poder público. O PT anunciou que devolveria R$ 4 milhões por gastos com viagens aéreas de Lula. Essa despesa refere-se ao ressarcimento por uso do avião presidencial e eventuais passagens aéreas de uso exclusivo da campanha, não incluindo as diárias. O partido se ampara na legislação eleitoral para não ressarcir o pagamento de diárias.

O Globo:
"Sapucaí diz não ao racismo"
Com um enrede de Milton Cunha, que relembrou o apartheid e a luta contra o racismo na África do Sul, a Porto da Pedra abriu ontem a segunda noite de desfiles. Na véspera, a Sapucaí viveu fortes emoções entre a originalidade da Viradouro e a tradição da Mangueira - apesar de romper com as raízes simbolizadas por Beth Carvalho e Nelson Sargento, que não desfilaram por conta de desavenças. Com a criatividade do carnavalesco Paulo Barros, a Viradouro deu as cartas na avenida e a maior ousadia foi mesmo a da bateria, que pela primeira vez na história do Sambódromo, percorreu a avenida sobre um carro alegórico.

O Estado de São Paulo:
"Petrobrás pode fazer plataformas no exterior"
A decisão da Petrobrás de suspender a licitação para a construção no Brasil de duas megaplataformas, a P-55 e a P-57, ambas na Bacia de Santos, pode abrir caminho para que grupos estrangeiros apresentem propostas em outro processo de licitação. A medida, que envolve um negócio da ordem de US$ 8 bilhões, foi tomada em janeiro deste ano e terá efeito direto sobre o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que já previa a utilização de recursos públicos para as construções nos campos de Roncador e Jubarte. Como justificativa para a suspensão, a Petrobrás apontou o alto preço das propostas apresentadas pelos concorrentes nacionais. O montante orçado seria até 60% superior às previsões iniciais. Ao buscar propostas fora do Brasil, a estatal pressiona as empresas brasileiras a baixar seus preços e pode derrubar uma promessa de campanha de Luiz Inácio Lula da Silva, quando candidato à Presidência em 2002. Na ocasião, Lula criticou a Petrobrás justamente por ela encomendar plataformas no exterior, preterindo assim a indústria naval brasileira.

Jornal do Brasil:
"Força se prepara contra arrastão"
A Força Nacional de Segurança montou um plano de emergência contra as mortes na Linha Vermelha durante a volta para casa. Os policiais receberam a informação de que bandidos se aproveitariam dos engarrafamentos no retorno do feriadão para atacar motoristas na via expressa. As saídas na Niterói-Manilha e Rio Santos também terão reforço.

segunda-feira, fevereiro 19, 2007

Opinar é preciso...

A boa polêmica, um dos produtos afins da feira de artesanato

Renato Nunes
Interessante a polêmica gerada em torno dos comentários da senhora Gulli rebatendo as colocações do Senhor Carlos Alberto (Bacural), a respeito da “Fêrinha Ripi”. Alguns conhecidos observadores do nosso cotidiano escreveram sobre o tema e aproveitaram para fazer comentários sobre as pessoas que dele trataram. Muitos outros observadores não tão conhecidos, também deveriam se manifestar, não só sobre a dita Fêrinha, mas sobre qualquer outro assunto de interesse coletivo que envolvesse as coisas da cidade onde vivemos. Se o assunto é de interesse coletivo, é lógico esperar-se que todos tenham algum tipo de opinião sobre as coisas da qual fazem parte.
Sairíamos todos ganhando se a cada situação urbana decorrente de promessas políticas, atos administrativos, interesses pessoais ou de grupos, surgisse uma montanha de opiniões da comunidade diretamente atingida pela medida proposta.
Em primeiro lugar isso seria ótimo para balizar a opinião dos vereadores, que como se sabe, são uma caixa de ressonância dos anseios do eleitorado. Não há o que criticar, isso está na essência da democracia. Quanto maior o número de manifestações sobre determinado assunto, mais claramente ficará exposta a tendência da comunidade sobre a solução desejada, condição básica para o posicionamento do vereador.
Em segundo lugar, seria ótimo para promover a imprensa local. Sabemos o quanto lutam nossos jornalistas para manterem seus veículos de informação abertos e úteis. Entretanto, por seus comentários ou de seus leitores ganham inimigos, recebem ameaças e são olhados com desconfiança quando aparecem em algum ato público. Muita gente não emite suas opiniões imaginando que poderão ser alcançados pelas mesmas conseqüências sofridas por eles. É uma pena, nossos informativos deveriam ser prestigiados, pois são a ferramenta de expressão da opinião da população.
Por fim, a manifestação maciça e diversificada da comunidade sobre temas polêmicos seria um ótimo meio para remover o centro da questão do perigoso terreno pessoal, que não leva a lugar nenhum, e fazer aflorar a verdadeira condição urbana, social e econômica do assunto, confrontando as propostas com o interesse coletivo e o futuro da cidade.
O privilegiado espaço de interesse turístico fronteiro ao mar na Avenida Iperoig, bem como a impropriedade do bloqueio gigante que caracteriza a vasta zona de estacionamento defendida com unhas e dentes pelas lideranças dos comerciantes de praia da Praia Grande, são exemplos de temas que caíram na discussão falsa de que qualquer alteração de uso lançaria algumas famílias à miséria.
Esse não é o ponto central. Milhares de famílias igualmente sofrem com o desemprego porque Ubatuba não tem um plano de desenvolvimento econômico apoiado no uso adequado de suas áreas naturais, sejam elas fronteiras às praias ou nos sertões. Um plano capaz de gerar emprego e renda o ano todo, como se faz em qualquer parte do mundo nas regiões de alto interesse turístico como a nossa. Para que a falsa discussão não prevaleça é necessário que as pessoas opinem. Nossos jornais eletrônicos são ágeis e instantâneos. Nossa imprensa escrita é semanal, porém registra e documenta as opiniões sob a forma de arquivo permanente.
Sugiro que sobre os assuntos de interesse coletivo as pessoas escrevam e opinem, escrevam e opinem, e acima de tudo, escrevam e opinem.

Aviação

FAB vai instalar alarme em transponder e dar curso de inglês a controlador

Problemas com o equipamento do Legacy teriam contribuído para o acidente da Gol. Houve falhas de comunicação entre a torre de controle e pilotos.

Agência Estado
A Aeronáutica vai instalar um tipo de alarme sonoro e visual nas telas dos radares dos Centros Integrados de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindactas) para alertar aos controladores de vôo em caso de desaparecimento do número do transponder que identifica um avião. A decisão ocorreu porque, na avaliação da Força Aérea Brasileira (FAB), a causa primordial da tragédia com o Boeing da Gol foi o fato de o transponder do jato Legacy não estar funcionando. Outra medida adotada foi matricular controladores em cursos de inglês.

Leia mais

Nota do editor - É importante que os controladores falem Inglês. É a língua internacional da aviação. Nosso idioma, o Português é tão pouco falado no mundo que na Segunda Guerra Mundial foi utilizado como código pela Marinha dos Estados Unidos. "The book is on the table" não resolve. Tem que falar mesmo...

Sem retorno

A palavra proferida...

Todo líder político que quiser manter a legitimidade e o prestígio de seu poder deve aprender a cultivar atitudes de reserva e uma certa aura misteriosa. Em toda a história política mundial, poucas advertências foram repetidas de tantas formas diferentes - embora sempre com o mesmo teor - como aquelas que aconselham o governante a ter cuidado com suas palavras. Armand Jean Du Pleiss, o Cardeal de Richelieu, primeiro-ministro do rei Luís XIII, célebre por ser o grande artífice do Absolutismo Real e por sua obra, constituída, basicamente, de conselhos políticos, costumava alertar o monarca francês para o fato de que: "Convém sempre ser comedido ao falar e escrever, e exteriorizar somente o que for necessário. Quando as palavras escapam, através da língua ou da pena, torna-se bem difícil controlá-las". (Do site Política para Políticos)

Crimes

Problema agudo

A Folha de São Paulo mostrou ontem a escola onde estudaram os bandidos que arrastaram o menino até a morte no Rio de Janeiro. É uma escola tradicional, com mais de mil alunos e um honroso histórico de formar cidadãos produtivos. Segundo os professores, dois dos criminosos, o mais velho e o mais novo, que são irmãos, abandonaram a escola cedo e tinham características parecidas: dificuldade de aprendizado, apatia, agressividade contra professores e colegas e desrespeito ao bem público, manifestado através de depredações e pixações. A não assimilação dos conteúdos escolares pode ser associada à futura falta de entendimento do processo social, o que nem sempre leva ao crime, mas pode ser uma das causas. Os mais dotados de inteligência, desde cedo percebem que não existe futuro para quem desafia o sistema. É morte certa, ou cadeia por longos anos, seguida de marginalidade perpétua. Em qualquer prisão do mundo a maioria dos detentos tem QI baixo e dificuldade para lidar com as relações que envolvem a vida em sociedade, não entendem o significado de direitos e deveres. O princípio de tudo são filhos gerados de forma irresponsável e criados sem carinho e sem atenção. Dificuldades de aprendizado associadas a comportamentos desafiadores, indicadores da necessidade de cuidados especiais, completam o binômio sinistro. A sociedade tem o hábito de passar a mão na cabeça dos faltosos até que cometam uma infração grave. Aí querem matá-los. Teria sido mais produtivo educá-los de forma conveniente. Em cada grupo de um milhão nasce uma mulher bonita como Gisele Bündchen e um maluco que entra no cinema lotado e dispara a metralhadora contra a platéia. Tome cuidado. Neste exato momento um predador bípede está escondido esperando roubar um carro e jogar o motorista em um poço abandonado, longe de tudo. Pode ser que passe algum andarilho e ouça os gritos. Pode ser que não. E se forem os seus gritos? (Sidney Borges)

Opinião

“Convite à educação cidadã”

Corsino Aliste Mezquita
Diversas vezes, quando alguém é insultado, xingado, ofendido, agredido, etc..etc... por outros escribas ou pelas autoridades e políticos de plantão, tenho lembrado a frase do autor da primeira gramática da Língua Castelhana, publicada em 1492, por Élio Antonio de Nebrija (1444-1522): “NAS COMUNICAÇÕES POR ESCRITO NÃO CABEM A IRRITAÇÃO, O NERVOSSISMO E A VEEMÊNCIA DO CARÁTER”.
Mais uma vez gostaria de lembra-la após ler o libelo acusatório, indignado, da Sra. Vera Regina Gulli , contra o Sr. Carlos Alberto Gonçalves Leite (BACURAL) e contra toda a sociedade ubatubense e, até brasileira que, sendo pensante, democrática, cidadã e defendendo que os espaços públicos sejam públicos, de uso de todos os cidadãos, desimpedidos de obstáculos, contrariem suas idéias. (O GUARUÇÁ 15-02-07).
Transcrevo a seguir alguns dos impropérios e infâmias lá constantes:
“Pra começar se hoje a feirinha parece uma favela a culpa é sua (DO BACURAL), sim e de mais meia dúzia de IGNORANTES iguais a você, pois o projeto para que a feira se torne bonita existe, a verba existe, só que vocês não deixam ela acontecer”. (SIC).
“.... pois os únicos idiotas da cidade são vocês, imbecis que só olham para o próprio umbigo”. (SIC)
“Gostaria que se informasse um pouco melhor antes de dizer asneiras”. (SIC)
“....amamos a cidade apesar de haver pessoas más como você”. (SIC)
“.....é egoísta o suficiente para prejudicar 117 famílias com pensamentos mesquinhos”. (SIC)
CUIDADO COM O BACURAL!!!!!. ALERTA!!!! É O MORDOMO DA VEZ!!!! TODOS OS DELITOS DO MUNICIPIO SÃO DE SUA RESPONSABILIDADE E DE MAIS MEIA DÚZIA!!!!
São de sua responsabilidade:
O laudo fraudulento que condenou a AMENDOIRA, enganou a JUSTÇA e teve como conseqüência sua erradicação.
O projeto absurdo, descabido, invasor do espaço público e com 13,63 metros de altura, 80 metros de comprimento e 23 de largura.
A ação que corre na Justiça e embargou a obra por contrariar a legislação.
Os desperdícios das fundações enterradas e que colocaram em risco, O CRUZEIRO, que dá nome à praia.
As agressões dos agentes políticos aqueles que democraticamente e com recursos legais defendiam o patrimônio público do assalto de particulares.
O desmazelo dos feirantes e afins que faz do local área de visual horroroso.
O OFÍCIO N° 416/ 2006, de 28 de junho de 2006, (publicado pela revista, O GUARUÇÁ, em 28-08-06) da Secretaria do Patrimônio da União, Regional de São Paulo, que proibiu a cobertura por ofender a legislação e que, ao referir-se à “FEIRA HIPPIE”, assim se expressa:
“Por se tratar de cobertura para abrigar a “FEIRA HIPPIE”, ou seja, com finalidade comercial, não existe possibilidade de se fazer cessão gratuita da faixa de marinha a esta prefeitura para implantação deste equipamento”.
Sobre o OFÍCIO 416/06 publicamos, aos 04-09-06, nas três revistas virtuais, artigo sob o título: ASSIMILEMOS A LIÇÃO”. Convidávamos toda a sociedade a defender os bens públicos dos interesses individuais prejudiciais à sociedade. É o caso da “FEIRA HIPPIE”, dos quiosques e de outras invasões existentes no território de UBATUBA.
À luz dos sete pecados capitais, relacionados acima, convido, à Sra. Vera Regina Gulli, olhar-se no espelho e responder para ele:
1 – Quais os responsáveis pelo suposto aspecto de favela de “FEIRA HIPPIE”?.
2 – Quais os únicos ignorantes, idiotas, imbecis..... que só olham para o próprio umbigo?.
3 – Merecem os qualificativos ofensivos, emitidos por Vs. Sria., todos os que defendem que os espaços públicos devem estar disponíveis para todos os cidadãos? Também os representantes da UNIÃO que proibiram a construção daquele mastodonte?.
4 – Não se aplicam, mais propriamente, aqueles que só pensam no interesse próprio, só olham para o próprio umbigo e que se dane o bem comum?.
5 – Aqueles que querem apropriar-se do espaço público para interesses particulares, prejudicando toda a comunidade... amam a CIDADE DE UBATUBA?
6 – Por acaso as pessoas más que “querem dominar e se tornarem donos do que Deus criou” são seus colegas que tomaram posse de parte do espaço de marinha da Av. Iperoig?.
7 – Os pensamentos mesquinhos são próprios do íntimo da pessoa. A quem prejudicam?.
Concluímos com a máxima evangélica: “O que sai do homem, isso é que mancha o homem”( Mc 07 – 15). Os pensamentos egoístas e mesquinhos só prejudicam a quem os alimenta.
Educação cidadã é necessária. Já a recomendava Nebrija em 1492. Ano do descobrimento de América.

Notícias da Câmara

Presidente da Câmara sugere instalação de placas que indicam presença de ouriço do mar

Considerando que Ubatuba é uma cidade litorânea e turística, o presidente da Câmara, vereador Dr. Ricardo Cortes (PP), sugeriu, através de um projeto de lei, a afixação de placas que indiquem a presença de ouriço do mar nas pedras e costeiras das praias do município.
As placas, confeccionadas em material não poluente, deverão ser fixadas nas vias de acesso às praias com os seguintes dizeres: “Praia Limpa – Cuidado com ouriço nas pedras”. Além disso, o projeto prevê a distribuição gratuita de folhetos sobre acidentes com ouriço, para pescadores, visitantes e turistas, que serão disponibilizados em restaurantes, quiosques, hotéis e pousadas.
Segundo pesquisa elaborada pelo professor assistente Dr. Vidal Haddad Júnior, da Faculdade de Medicina de Botucatu – UNESP, um em cada mil pacientes atendidos no pronto socorro da Santa Casa local foi vítima de acidente com um animal marinho, principalmente ouriço do mar. “Estes acidentes necessitam de intervenção médica e muitas vezes internação, dependendo da quantidade de ferimentos, por isso, realizar um trabalho inédito na prevenção desses acidentes, com a distribuição de placas, cartazes e folhetos resultará, sem dúvidas, na diminuição de pessoas feridas”, esclareceu Dr. Ricardo.


Dr. Ricardo Cortes institui Semana Municipal de Diabetes

Através de um projeto de lei, votado e aprovado na última terça-feira, dia 13, o presidente da Câmara, vereador Dr. Ricardo Cortes (PP) instituiu a Semana Municipal de Diabetes, a ser realizada anualmente na semana do dia 14 de novembro.
De acordo com Dr. Ricardo a iniciativa tem por objetivo orientar e esclarecer a população por meio de procedimentos educacionais sobre as causas, conseqüências e forma de evitar ou tratar a doença.
Para a realização do evento poderão ser convidados membros de associações, nutricionistas e pessoas com conhecimentos específicos em áreas relativas à doença.
Conforme explica autor do projeto a diabetes esta se transformando em uma das maiores causas de mortalidade associada a doenças provocadas por ela ou como conseqüência da mesma, “promover a Semana Municipal de Diabetes, com esclarecimento à população, irá diminuir, a curto e médio prazo, os custos de procedimentos necessários para a manutenção e recuperação da saúde de nossos munícipes, que tiveram moléstias desenvolvidas em razão de diabetes”, disse Dr. Ricardo.
Fonte: Laura Ennes - ASCOM
 
Free counter and web stats