sábado, abril 15, 2006

Entrevista

Marco Aurélio Garcia, assessor especial de Lula, em depoimento à revista Fórum que está nas bancas:

"Genoino, e isso ele revelou publicamente, não cuidava muito da questão interna partidária. Então isso ficou nas mãos de um grupo que se associou a aventureiros. Não tenho nenhuma dúvida de que o Delúbio (Soares) não botou dinheiro no bolso dele, não tenho nenhuma dúvida disso. Pode ter feito é qualquer quantidade de trapalhadas, de irregularidades, de ilegalidades etc. etc., mas não em benefício próprio. Agora, é um caso agudíssimo de gestão temerária que resultou numa crise.

(...)

Na direção, e isso é uma das coisas que já mencionei, os caras que estavam com uma posição muito crítica ao governo, à direção, também recebiam bons salários. Tinha muito salário maior que o meu. Em segundo lugar, dinheiro de campanha foi para todo mundo.

(...)

Houve determinado momento, inclusive, que me senti incomodado, um pouco antes da crise, em junho do ano passado. Naquele momento, havia um documento que estava circulando dentro do partido, que seria supostamente do Campo Majoritário, de algumas pessoas que tinham perdido totalmente qualquer visão crítica da situação."

Leia na íntegra

Feriado na praia



Venha desfrutar um ambiente
requintado e confortável na
Praia das Toninhas, uma das mais
belas praias de Ubatuba!

"FERIADO DE TIRADENTES / 2006"

Para o feriado de Tiradentes/2006, do dia 20/04 a 23/04, total de 03 diárias, o valor será de R$ 390,00/suíte p/ 02 pessoas (*), incluindo café da manhã e almoço (sistema "self-service" servido até as 16:30hs!), em confortável suíte com ar condicionado, tv e frigobar (**) e com direito a "late check-out" até as 18:00hs do domingo !

(*) 50% no ato da reserva e saldo com cheque pré-datado para até 30 dias!

(**) para grupos maiores, consulte casa c/ piscina para locação (Praia das Toninhas)!

Para mais informações acesse o nosso site abaixo.

"CONSULTE OUTRAS DATAS E PROMOÇÕES"

Estalagem Casa Grande

Telefax: (12) 3842.0882
www.estalagemcasagrande.com.br
reservas@estalagemcasagrande.com.br

Varig, fechar ou não fechar

A crise da Varig se arrasta desde os anos da década de 1990. Parece estar chegando a hora da verdade. O Ubatuba Víbora selecionou duas opiniões para os leitores. Uma é contra e outra a favor de um desfecho que parece inevitável. Dificilmente a dívida de sete bilhões de reais, que alguns afirmam ser de mais de dez bilhões, será paga. Também será difícil encontrar alguém disposto a colocar dinheiro numa empresa com tantos problemas. Enfim leiam e tirem suas conclusões.

VEJA
Razões para não ajudar a Varig

Folha de São Paulo
A imolação da Varig

De coelhos e ovos...

O negó é o seguin:

O Pai, o Filho e o Espírito Santo são uma única pessoa. Acontece que o Espírito Santo, como todos sabem é uma pomba. Portanto, o Pai e o filho também são pombas, ou seja, Deus é uma pomba. As pombas põem ovos. Nada mais justo que se comemore a ressurreição do Filho com ovos. Sobre o coelho é óbvio que na penumbra houve confusão. O escriba que testemunhou a ressurreição era míope e misturou as bolas. A Pomba Divina é branca, os coelhos costumam ser brancos, daí o mal-entendido. O que podemos tirar de ensinamento é que coelhos, ainda que rápidos, têm o seu dia de pomba, ou seria o contrário?

Sidney Borges

O 14 Bis voa!



O 14 Bis voa, como há 1 século

Aficionado pela história de Santos Dumont constrói cópia exata do avião que revolucionou o mundo em 1906

Valdir Sanches
Não era a grama do Campo de Bagatelle, em Paris, mas o concreto da pista de um aeroporto moderno, o de Caldas Novas, em Goiás. O 14 Bis posicionou-se, com sua estrutura de bambu e madeira, coberta por seda. No cesto de vime - o lugar do piloto - estava um empresário goiano, apaixonado por Santos Dumont e sua obra.
O 14 Bis construído por Alan Calassa é uma cópia perfeita do original. Quem o vê pode achar, por um momento, que está diante do próprio avião do Pai da Aviação. Mas a pergunta fica zunindo na cabeça: vai voar? O sol já estava baixo - eram quase 6 da tarde (18 horas) da segunda-feira - quando o motor do 14 Bis de Calassa começou a roncar.
Vai voar? O avião se move. Subitamente começa a correr e... decola. Um vôo curto (outros mais longos se seguiriam), parecido com o primeiro de Santos Dumont, em 23 de outubro de 1906, em Bagatelle: 75 metros, a 3 metros do solo. Cem anos depois, o 14 Bis estava de volta aos céus.
Quando iniciou a corrida para a decolagem, em Bagatelle, o 14 Bis de Santos Dumont era um veículo motorizado correndo pela grama. Nada que um automóvel (inventado duas décadas antes) não pudesse fazer. O que, então, o brasileiro adicionou à máquina, que a fez voar?


SEGREDOS

Asas, simplesmente, não bastariam. É verdade que Dumont (como já fizera Da Vinci) havia estudado profundamente a curvatura das asas dos pássaros. As do 14 Bis tinham uma angulação (formando um V) muito forte. E o ângulo de incidência, para fazer o vento entrar por baixo da asa, e forçá-la para cima, era perfeito. Tudo favorável para o vôo. Desde que esse ocorresse.
A parte fundamental para a decolagem ficava na proa, a frente do avião. O corpo do 14 Bis não partia das asas para trás, como os futuros aviões. O corpo se desenvolvia das asas para a frente. Na ponta desse corpo, destacava-se o nariz, um quadrado lembrando um caixote vazado.
Dumont instalou, na cabine de comando (uma cestinha de vime, só para um, magro), o manche. Uma alavanca que, por meio de cabos de aço (na verdade, cordas de relógio de igreja) faziam o caixote lá na frente mover-se para cima e para baixo.
Para cima, induzia o vento a levantar a frente do avião - e baixar a traseira, a popa. Ou seja, deixava o avião apontado para o alto. O motor o impulsionava nesse sentido. Assim, o 14 Bis voou.
Uma vez em vôo, era preciso controlar o avião para que não saísse para a esquerda ou para a direita. Dumont girava uma rodinha tirada de uma máquina de costura (com eixo de bicicleta), instalada junto da cestinha. Assim comandava cabos de aço para obrigar o caixão vazado a mover-se - agora para um lado ou para o outro. Com isso, mantinha o avião em linha reta.
Mas o avião em vôo poderia baixar uma asa, ou outra. Santos Dumont criou um comando para controlar esses movimentos, mas tinha um problema. Faltavam-lhe mãos. A mão direita controlava o manche e premia o acelerador a ela acoplado. A esquerda manejava a rodinha de máquina de costura.
O inventor criou então uma cruzeta, que ia costurada ao paletó. A cruzeta tinha elásticos ligados a cabos de aço. Estes faziam abrir ou fechar um painel (no padrão bambu e seda), instalado no fim das asas. O vento recebido no painel aberto corrigia a posição da asa.
E como Dumont acionava os elásticos presos às suas costas? Movendo o corpo. Inclinava o corpo à direita ou à esquerda, o elástico esticava, acionava o cabo de aço e fazia o painel abrir ou fechar na asa da esquerda ou da direita.


ESTUDO DO PASSADO

Alan Calassa estudou cuidadosamente esses mecanismos usados por Dumont. Na verdade, partiu do zero, porque a planta do avião não existe mais. Correu mundo, leu muito, pesquisou e teve o apoio de especialistas.
Aos 43 anos, piloto há 27, sem formação universitária, mas desde a infância fascinado por Santos Dumont, Calassa conseguiu refazer o projeto (a planta) do 14 Bis. "Comparando fotos, parti da altura do Santos Dumont, e das rodas do avião, de aro 26, para calcular as medidas exatas."
O 14 Bis tem 9,6 metros de comprimento, 11,7 metros de envergadura (de uma ponta a outra da asa) e 3,72 metros de altura (nas pontas das asas). Pesa 220 quilos. Como prova de que as medidas da réplica são as mesmas do original, Calassa fala do cesto de vime onde o piloto fica. "Depois de tudo pronto, descobri que o cesto original estava em Cotia. Fui medi-lo e constatei que tinha a exata medida do cesto que construíra."
Tudo muito bem, mas como se faz um 14 Bis? Calassa conseguiu, no País, cana-da-índia, um tipo de bambu comum na Europa. E o frejó, madeira leve e resistente. Com o primeiro, fez o caixão central, o corpo do avião. Com o outro, o berço do motor e do cesto (para magros: 25 centímetros de boca).
O caixão central foi recoberto por seda japonesa. Para impermeabilizá-la, Calassa, como Dumont, engomou-a com um grude à base de polvilho, o mesmo com que, antigamente, se engomavam paletós. Depois, uma fina camada de goma-laca.
Do mesmo material foi construído o nariz do avião, o quadrado que lembra caixão vazado (e sugere um bico e, por isso, foi chamado canard, pato). A seguir, asas: quatro longarinas de madeira e cana-da-índia trançadas com cordas de piano e relógio de igreja, recobertas pela seda. Todas as peças foram feitas separadamente. Unidas (com junções metálicas) começaram a dar cara ao 14 Bis.
O manche original era a alavanca de freio de mão do Peugeot do próprio Santos Dumont. Calassa usou alavanca mais convencional. No manche, está instalado o acelerador manual. Com a mão direita, Dumont, como Calassa agora, manobrava o manche e apertava o acelerador (na réplica, um manete de Mobilete).
Calassa colocou roda pequena de bicicleta no lugar da de máquina de costura, usada por Santos Dumont (que comanda cabos e impede o avião de sair para os lados). As duas rodas do que hoje se chama trem de pouso também são de bicicleta, com eram as originais.
E os elásticos presos ao corpo do piloto, para mover o painel existente em cada uma das asas (e evitar que elas baixem), dispensaram a cruzeta cosida ao paletó. Calassa fez duas alças, que se cruzam no peito, como quem usasse duas bolsas.


MOTOR E HÉLICE

O motor é um V8 de 50 hp. Dumont mandou um amigo construir. Calassa fez o mesmo, observando rigorosamente a concepção original. A hélice é formada por dois tubos de aço e as pás, de chapa de alumínio, nas pontas. O inventor criou uma mecanismo para regular o passo da hélice (quanto mais abertas as pás, mais seguram vento, mais giram e mais velocidade proporcionam). "Ele ajustava a hélice para dar o giro certo no motor", diz.
O motor de Dumont era acionado por manivela (Calassa gira a hélice). O 14 Bis usado pelo empresário para treinos (outro vai voar nos festejos deste ano em Paris) possui um cesto maior do que o original. Dumont pesava 52 quilos. Calassa tem 105 quilos. Não vê problemas. "O cesto é o centro de gravidade do avião. Pode pôr peso a mais, que tudo bem."

Fonte: Estadão

Festival de Musica

Atenção Estudantes de Ubatuba

Vem ai o V Festival de Musica e Parodia Escola Tancredo.
O tema é COPA DO MUNDO
Inscrições de 15 a 26 de Maio na escola. Participem!

Cuidado com os nós...

Luiz Moura
Observo há um mês, uma pequena planta que teima em "aparecer", na praia de Iperoig, nas proximidades do Papagalli. Sua "insistência" em sobreviver, mesmo sozinha, lembra a tenacidade de alguns caiçaras nestes tempos agrestes, vivendo em "mar que não está pra peixe". É a natureza servindo de exemplo.
Outro dia falei pro Julinho Mendes:
- Tem uma plantinha, na "praia da Frente", prosa que nem ela só...
- Com algumas folhas queimadas, perto daquele restaurante... - interrompeu Julinho, que também já reparara na planta.


Coisas de caiçaras.

Com a notícia de que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente irá replantar jundu, iniciando pela praia do Itaguá, lembrei-me que na administração passada, a mesma Secretaria já tomara esta decisão e iniciado os trabalhos. Infelizmente, o secretário encarregado pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, na época, mandou "limpar o mato".

Coisas de “nó cego”.


*
Passando distraídos pelo local ocupado “provisoriamente” pela feirinha de produtos afins, hoje, eu e o compadre escutamos:
- Olha, a Prefeitura tirou a
favelinha dela!
Vimos os olhares de satisfação que o casal trocou.

Gravidez na adolescência

Programa de Prevenção da Gravidez na adolescência é aprovado pela Câmara

Cristiane Zarpelão
A Câmara Municipal de Ubatuba aprovou por unanimidade na sessão de ontem, o projeto de Lei nº 106/05 do vereador Charles Medeiros, que visa a implantação na rede municipal de ensino, o Programa de Prevenção de Gravidez na Adolescência.
A lei prevê a ampliação do conhecimento sobre a adolescência, criando programas, treinamentos e projetos públicos que envolvam os jovens, as famílias, as escolas e comunidades, que serão coordenados pela Secretaria de Educação, concretizando assim, parcerias para criações de redes de prevenção contínua de acordo com a realidade do município de Ubatuba.
Segundo o vereador Charles Medeiros, o aumento da gravidez na adolescência é um fato extremamente preocupante. “A gravidez surge como um 'efeito colateral' do exercício da sexualidade entre os jovens. Por imaturidade e em função do processo na busca de identidade, muitas adolescentes tem dificuldade de planejar racionalmente os seus atos”, apontou.
“Não é renegando, culpando e repreendendo os jovens que teremos sucesso e sim os educando com ações efetivas. Em vez de corrigirmos o efeito, podemos agir na causa. Só assim conseguiremos conscientizá-los, pois a escola é o seu segundo lar”, acrescentou o vereador.
O presidente da Câmara, Ricardo Cortes, parabenizou o vereador e disse que se empenhará para que a implantação do programa no município aconteça o mais rápido possível.

Aniversário de Caraguatatuba

Cidade de Caraguatatuba celebra missa de "Ação de Graças" no dia 20 de abril

Missa campal será celebrada por todos os padres de Caraguatatuba

A Missa de Ação de Graças por ocasião do aniversário de 149 anos da cidade será celebrada às 17 horas, na Praça de Eventos, com a participação de todos os padres de Caraguatatuba e presidida pelo Administrador Diocesano, Pe. Vilson Dias de Oliveira. A Paróquia Santo Antonio será a responsável pela liturgia e animação da celebração.
Logo em seguida, às 18 horas, acontece o show com o Padre Fabio de Melo.

Padre Fabio de Melo

O padre e cantor Fabio de Melo, é um dos mais populares e carismáticos no meio artístico católico.
Já gravou 6 CDs na carreira solo, entre eles Marcas do Eterno e Estações da Vida com músicas que marcam sua trajetória como Pegadas de tua ausência, Eu que ver e a própria Marcas do eterno.
Pe. Fabio é jovem e com isso conquista um público bem variado. Alegre e comunicativo também é escritor e apresentador na TV Canção Nova do programa Orientação Espiritual, transmitido ao vivo todas as quintas-feiras às 22h30.
“Eu sou um contador de histórias... Gosto de me aventurar no universo das palavras, gosto de vê-las clamando por minhas mãos, desejosas de sairem da condição de silêncio. Escrever e cantar é uma forma de desvendar o mundo.”
Sacerdote ordenado há 4 anos, encontrou nesta vocação a missão de poder ser e representar algo de importante para as pessoas influenciando positivamente em suas vidas.
Seu último CD lançado em 2005 é Humano demais. Segundo o artista, assumir-se humano demais é uma forma de reivindicar o direito de ser homem e padre ao mesmo tempo: “gosto de ser honesto comigo quanto à minha condição. Sou homem que quer acreditar, mas que nem sempre consegue. Só posso conhecer a Deus à medida que mergulho no mistério de ser o que sou. Assumir-me humano demais é reconhecer que nem sempre consigo entender a lógica do coração de Deus. Conversão é justamente isso: mudar o jeito de pensar e de interpretar o mundo”, afirma.
Padre, membro da congregação do Sagrado Coração de Jesus, Fábio de Melo faz questão de ressaltar que tudo que escreve e faz é naturalmente evangélico. A mensagem de Jesus Cristo é o viés de suas composições. Suas palavras e expressões ainda que estejam tocadas pelo específico de sua sensibilidade e criatividade, obviamente estão sinergizadas nas palavras do mestre de Nazaré.

Fonte: Diocese de Caraguatatuba

Notícias da Prefeitura

Reunião com comerciantes

Capitão Felipe

Reunião no Taquaral

Gás em Caraguá

Base de Gás em Caraguá fortalece o Litoral Norte

Em audiência com o Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá o vereador Charles Medeiros solicitou apoio ao município de Ubatuba com relação ao recebimento de Royalties da Petrobras provenientes da Bacia de Mexilhão. O Deputado informou ao vereador de Ubatuba que vê na instalação da Base de Gás no Município de Caraguatatuba um maior fortalecimento do Litoral Norte e importante reforço na economia do Estado de São Paulo, e da Nação. No encontro, foi discutido o agendamento de reunião no IBGE, para estudos e definição do local da jazida, bem como o uso do Aeroporto Gastão Madeira como suporte operacional. “Já que os recursos virão para o Litoral Norte, temos que pensar num desenvolvimento planejado para a Região, viabilizar melhorias na infra-estrutura, com relação á saúde, segurança, saneamento básico e habitação”, afirma Charles Medeiros.


Charles Medeiros parabeniza Caraguatatuba pelo seu 149º aniversário

Através de uma Moção de Congratulações, aprovada na Câmara na última terça-feira, o vereador Charles Medeiros (PSB) parabenizou a cidade de Caraguatatuba, que no próximo dia 20, estará comemorando 149 anos de emancipação político-administrativa.A cidade foi fundada em 1857 e tornou-se estância balneária em 1947, “nossa vizinha Caraguatatuba é uma cidade caiçara, portanto uma cidade irmã de Ubatuba que, neste seu 149º aniversário, não poderia deixar de receber os cumprimentos do nosso povo, através de seus representantes na Câmara Municipal”, disse Medeiros, estendendo a homenagem a todos os cidadãos caraguatatubenses.
Fonte: Assessoria Charles Medeiros

sexta-feira, abril 14, 2006

PÁSCOA

SÁBADO TEM FESTA DA PÁSCOA NO PARQUE GUARANI

A Sociedade em Defesa do Parque Guarani estará realizando neste sábado, dia 15, a partir das 16 horas a 1ª Festa Teen Páscoa.
O evento será no espaço esportivo próximo à escola Anchieta que, além das brincadeiras para animar a garotada também contará com a presença de bonecos personagens ídolos da criançada como As Meninas Super-Poderosas, o Homem-Aranha, o Batman, Hello Kitty e outros. A animação ficará por conta de Waltinho Guimarães.
“As crianças aqui do Parque Guarani são muito carentes e, com certeza, ficarão muito felizes com este evento”, comentou a presidente da Sociedade Gidalva Bispo, organizadora da festa.


Gidalva Bispo

Palestra do deputado Marcelo Bueno

Convite

A assessoria política do deputado estadual Marcelo Bueno - representante do governo do estado no Litoral Norte - convida a todos para participar da palestra "Disponibilização de Recursos do Estado para Crescimento e Desenvolvimento dos Municípios Paulistas" que será realizada no dia 15 de abril, a partir das 15h00, no salão de eventos da Associação Comercial de Ubatuba, rua Dona Maria Alves, 587, Centro.
Lembramos que Marcelo Bueno é um deputado presente em Ubatuba, tendo estado aqui várias vezes prestando apoio ao executivo, proporcionando recursos para inúmeras obras no município.

Fonte: Cristiane G. Zarpelão - Comunicação ACIU

Paixão de Cristo

REDAÇÃO UV
Hoje, a partir das 21 h, na Ilha dos Pescadores, acontecerá a tradicional encenação da Paixão de Cristo. Não percam, segundo a reportagem apurou, este ano teremos inovações que prometem emocionar o público.

“CONVIDANDO A PENSAR”

“ESCOLA EM COSTRUÇÃO DO BAIRRO DO IPIRANGUINHA”

Corsino Aliste Mezquita
Essa escola, conveniada, pela administração anterior, com o Governo do Estado de São Paulo – Convênio PAC – foi projetada para 12(doze) salas de aula e as dependências complementares necessárias para atender o número de alunos que, por período, comportam esse número de salas de aula. Pretendia-se resolver a falta de vagas existentes no bairro e acabar com os três períodos diurnos da Escola Municipal Governador Mário Covas Júnior.
O projeto foi elaborado pela administração anterior e, por ela, aprovado na Fundação para o Desenvolvimento da Educação – FDE -. Coube, aos atuais ocupantes da Prefeitura, elaborar as planilhas quantitativas e fazer o contrato. As duas providências atrasaram a obra em um ano.
A área a ser ocupada pela futura escola foi desapropriada, aterrada, urbanizada e murada pela administração anterior e, para sua construção foi programada, no orçamento de 2005, verba orçamentária. Desconhecemos a destinação dessa verba já que a escola só foi iniciada em 10 – 02 – 06.
O Governo do Estado de São Paulo destinou verba de R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais). Hipoteticamente, possuindo área urbanizada que não exige gastos com serviços complementares, essa verba deveria cobrir a maior parte dos gastos da construção do prédio. Tratando-se de obra de dois andares (térreo e superior) caberia à Prefeitura, no máximo, verba equivalente à destinada pelo Estado.
Conhecendo os detalhes acima citados fui verificar os custos do contrato. Encontrei o seguinte quadro:


“ESCOLA DO BAIRRO DO IPIRANGUINHA”
SCOPUS CONSTRUTORA E INC. LTDA.
Início 10-02-06
Término 10-02-07
VALOR R$ 2.539.880,19 (dois milhões e quinhentos e trinta e nove mil e oitocentos e oitenta reais e dezenove centavos).
Eng. Responsável, Dirceu Camargo Filho.
Endereço da empresa: Presidente Vargas, n° 650 –Conj 102. Nova Itapevi. Itapevi. SP.

Olhei várias vezes para a placa com a finalidade de conferir o valor. Assustei. Pode ser o m² de área construída de escola mais caro do Estado de São Paulo. Com agravante de ter que ler na placa: “USO DO DINHEIRO PÚBLICO COM RESPONSABILIDADE”. Ufa! “Direto do País da Piada Pronta”, como escreve o Macaco Simão, na Folha Ilustrada.
Como o eventual leitor pode observar não estamos emitindo juízos de valor. Não qualificamos. Apenas manifestamos nosso susto, nosso espanto e convidamos os cidadãos a pensar, raciocinar, comparar. Convite especial para os Senhores Vereadores e para o Ministério Público. Na hipótese de aceitar o convite, terão seu trabalho facilitado, levantando os contratos das Escolas Municipais, com metragem de área construída equivalente, contratadas em 2004.
Contrato da Escola Municipal Bela Vista – Marafunda, com dez salas de aula e hoje denominada, Prefeito Silvino Teixeira Leite.
Contrato da Escola Municipal do Perequê-Açu, com 12 (doze) salas de aula e ambientes complementares espaçosos. Ambos contratos foram encerrados pelos atuais governantes.
Aprofundando, na pesquisa, poderão encontrar detalhes interessantes.

Convite da ACIU

Declare seu amor por Ubatuba

A Associação Comercial de Ubatuba, o Sebrae, o Grupo de Trabalho do PDTR e a Secretaria de Turismo têm o prazer de convidar todas as pessoas do município para participar do próximo Encontro do Programa de Desenvolvimento do Turismo Receptivo, que será dia 04 de maio, quinta-feira, às 19h00, no Salão de eventos da ACIU- (R. Dona Maria Alves 587-Centro), onde serão debatidos assuntos relevantes para o desenvolvimento turístico da nossa cidade.


Sua presença é imprescindível!

Lembre-se: Sem participação, não cabe reclamação!

Notícias do Legislativo

Vereador Romerson

Homenagem aos bombeiros

Festival de Musica

Atenção Estudantes de Ubatuba

Vem ai o V Festival de Musica e Parodia Escola Tancredo.
O tema é COPA DO MUNDO
Inscrições de 15 a 26 de Maio na escola. Participem!

Notícias da Prefeitura

Mosquito da dengue

Conselhos terão capacitação

Mergulhe no Dia da Terra

Festa da Banana

Palestra de educadora suíça

Vôlei conquista vitórias

quinta-feira, abril 13, 2006

Socorro

Por José Alan Dias
A sobrevida da Varig deixou de ser uma questão estritamente de mercado. É um tema político. A empresa só continuará a voar se houver interferência do governo, com injeção de recursos novos, ou liderando uma eventual moratória do pagamento de dívidas durante o período de baixa temporada. Do contrário, a Varig pára de voar em poucas semanas.
Leia mais

Homenagem

Novo Secretário da Casa Civil é homenageado por Charles Medeiros

O novo Secretário da Casa Civil, Dr. Rubens Lara, recebeu uma Moção de Congratulações do vereador Charles Medeiros, por sua brilhante carreira política e recente nomeação ao cargo.
O advogado Rubens Lara iniciou sua carreira política como vereador no município de Santos (SP). Foi deputado estadual e federal por São Paulo e até março deste ano presidiu a CETESB, sendo em seguida nomeado para a Casa Civil pelo governador Cláudio Lembo. Medeiros parabenizou o novo Secretário, enfatizando sua importância na administração pública estadual, “esta secretaria é fundamental para o governo do Estado, uma vez que reúne a articulação e coordenação das políticas do governo e auxilia no relacionamento entre as diversas esferas do poder, incluindo as demais secretarias, as prefeituras, assembléia legislativa e câmara federal, e para tudo isto o governo não poderia ter escolhido melhor, porque Dr. Rubens Lara é um homem público honrado e trabalhador”, declarou o vereador.
Fonte: Assessoria Charles Medeiros

PT se defende

Acusações do MP "carecem de fundamentação", diz PT

Por Mariana Caetano e Mariângel Gallucci, n'O Estado:
"Ainda surpreso com a contundência da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República, o PT unificou o discurso para se defender. Sustenta que as acusações atingem apenas ex-dirigentes, não o partido em si, e tenta assim preservar a legenda para a próxima disputa eleitoral e, sobretudo, para a candidatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O partido insiste em que não cometeu crime, nem inaugurou o caixa 2. 'O PT reconhece durante 2004 e 2005 a existência de um grau de informalidade típico da cultura de financiamento dos partidos no Brasil', reagiu o secretário de Finanças, Paulo Ferreira. 'Não fomos os únicos a utilizar caixa 2. As imputações feitas pela procuradoria carecem de fundamentação e justificação dos fatos efetivamente ocorridos.' O tesoureiro foi além: 'O PT não cometeu crime. No máximo incorremos em ilegalidades que deverão ser apuradas e justificadas diante dos órgãos oficiais.' (...) Para evitar que a denúncia provoque novos estragos à imagem já surrada do partido, a cúpula petista decidiu atribuir aos acusados sua própria defesa. Apontará o que chama de inconsistências do relatório do Ministério Público e não mais do que isso. 'Vamos chamar essa crise de novo para o partido por quê?', resumiu um integrante da Executiva Nacional. 'Além disso, a denúncia tem um ponto extremamente positivo que será usado como atestado na campanha: o nome do presidente Lula foi preservado.' O ministro de Relações Institucionais e ex-presidente da sigla, Tarso Genro, reiterou que Souza não fez 'nenhuma acusação ao PT, mas a indivíduos', que estão sendo processados. 'E quem for considerado culpado que pague pela sua culpa.' 'O PT é um pouco como massa de bolo. Quanto mais bate, mas cresce', disse o líder do governo do Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP)."

Bastos pode cair

Saia justíssima para ministro

Reportagem da Época pode levar Bastos à demissão, dizem políticos; ministro da Justiça já foi contatado pela revista 12h35 — A informação corrente em Brasília é que a edição da revista Época que vai para as bancas neste fim de semana trará informações que atingem frontalmente o governo Lula e não permitirão que o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, continue na pasta. Uma fonte da base parlamentar governista disse que o ministro da Justiça “terá de pedir demissão e nem precisará ir depor no Congresso, semana que vem”. Líderes e presidentes dos partidos do governo e da oposição estão sabendo da reportagem da revista Época. O Ministério da Justiça já foi contatado pela revista, que quer ouvir Bastos sobre as denúncias.
Fonte: Rui Nogueira

Festival de Musica

Atenção Estudantes de Ubatuba

Vem ai o V Festival de Musica e Parodia Escola Tancredo.
O tema é COPA DO MUNDO
Inscrições de 15 a 26 de Maio na escola. Participem!

Programa Arpoando é tirado do ar

Cristiane Zarpelão
A juíza de Direito da 2a Vara Cível de Ubatuba, Mônica Di Stasi deferiu no último dia 5 antecipação da tutela suspendendo os efeitos de contrato e a veiculação do programa “Arpoando” na Rádio Costa Azul, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00 caso haja descumprimento.
O programa estava no ar desde o dia 13 de março. Os sócios da Rádio Costa Azul de Ubatuba, Benedito Lourenço de Andrade Júnior e Benedito Góis Filho, entraram no dia 31 de março com uma ação de anulação de contrato, com pedido de tutela antecipada contra a também sócia da rádio, Nélia Cristina de Carvalho e contra Josias Baltazar Nunes Sabóia - mais conhecido como Jija - que tinha o programa diário “Arpoando” na emissora.
Segundo consta no pedido de liminar, com o ingresso da terceira sócia – Nélia- problemas começaram a surgir na sociedade, agravando-se a tal ponto que os dois sócios se sentiram isolados da administração.
Eles afirmam que Nélia passou a praticar abusos em seus direitos de sócia, prejudicando e tolhendo a participação dos demais. A razão principal da ação é o fato de Nélia ter firmado um contrato para um programa independente com Josias Sabóia, cedendo espaço de uma hora, de 2a à 6a feira, em horário nobre, pelo valor de R$ 1.000,00, considerado pelos outros sócios “ïrrisório”.
“O programa Arpoando possui natureza política onde o senhor Josias combate o atual prefeito e defende os seus correligionários, na mais absoluta parcialidade, contrariando os princípios da nossa empresa”, dizem os sócios no pedido de liminar.
A rádio Costa Azul tem um contrato firmado com a Prefeitura no valor de R$ 10.000,00 e segundo os sócios, o Arpoando acabaria prejudicando o contrato com o poder público, pois estaria favorecendo uma “facção política” que não condiz com os princípios políticos e empresarias da empresa, transformando assim, o programa em um palanque político, por “apenas R$ 1.000,00”.

PERICULUM IN MORA

Segundo os reclamantes, “chovem as reclamações e pessoas começam a tomar medidas com o objetivo de acionar a rádio. A empresa não terá condições de suportar as futuras indenizações. Conforme jurisprudência predominante, a rádio não se isenta de sua responsabilidade na programação apresentada, mesmo com características de produção independente. Os sócios não possuem qualquer controle sobre o programa.
O contrato não prevê qualquer sistema de controle. A falência da rádio é inevitável, com conseqüências no patrimônio particular dos sócios remanescente, uma vez que a sócia requerida -Nélia- não poderá responder economicamente, por não possuir outros bens. A sócia requerida vem agindo de maneira que pessoas a consideram desequilibrada, a ponto de familiares pensarem em mudança da guarda de seus filhos e interdição” concluem os sócios no pedido.

Outro lado

Procurada pela reportagem, Nélia, instruída por seus advogados, preferiu não se pronunciar. Ela alegou que seus advogados haviam acabado de receber a intimação e que por isso não haviam tido tempo para estudar o caso e quem nem ela poderia ainda, dar algum tipo de declaração.
Já Josias Sabóia- o Jija- diz que ao receberem o pedido de liminar interrompendo o programa, num primeiro momento ficou “muito triste”, porque não sabia os motivos da interdição e que já tinha vários convidados para participar do programa. “Nosso programa foi tirado do ar na quinta-feira, tínhamos convidados agendados até segunda-feira e não tivemos oportunidade de pelo menos explicar o porquê da interrupção para os nossos ouvintes. Simplesmente tiraram e pronto. Foi uma falta de respeito com nossos ouvintes”, diz Jija. Depois de ter tomado conhecimento do processo, Jija diz acreditar que tudo não passa de uma briga interna da Rádio Costa Azul entre os sócios e que estão apenas usando o seu nome como pivô da história toda.
Jija afirma que o programa não tinha a característica que eles descrevem. “O programa era livre. Nós recebíamos vereadores, secretários, empresários, enfim pessoas de todas as opiniões. As pessoas pensam diferente, elas têm liberdade para isso. Recebi o vice-prefeito e inúmeros secretários da Prefeitura. Como que um programa que só quer denegrir, traz secretários para falar bem do prefeito?”, questiona Jija.
Ele acredita que, por mostrar “todos os lados”, o programa acabou criando uma situação de polêmica na cidade. “O que infelizmente acontece no nosso município? A grande maioria da imprensa está “amarrada”. Ela não pode falar o que é verdade. Ela tem que se amarrar, caso contrário não sobrevive, pois para se manter ela é obrigada a se vincular a poderes públicos. Isso é uma tristeza que há anos se arrasta no nosso município”, aponta. “No próprio pedido de liminar é citado que, sem o contrato do valor de R$ 10.000,00 da Prefeitura, a rádio corre o risco de quebrar, pois não tem como se manter”, acrescenta Jija.
Segundo Jija, houveram boatos que foi a Prefeitura que censurou o programa, mas ele acredita que não, pois conversou com o prefeito e o próprio Eduardo César disse que não há censura de forma alguma por parte da Prefeitura e que inclusive em entrevista a uma outra rádio o prefeito elogiou o programa Arpoando. Jija diz também que já ouviu secretários e várias pessoas da atual administração elogiando o programa.
O próximo passo agora, diz Jija, “é tentar rebater judicialmente, tentar provar que induziram da forma que quiseram o processo. Vamos apresentar as provas contrárias que estão no processo e ver se conseguimos cassar essa liminar”.“Porque é importante que a nossa cidade tenha no contexto mídia, uma independência. Brigo por isso há anos. Chega de a população ser obrigada a ler jornais, que não passam de diários oficiais. A imprensa tem que ser a voz do povo”, conclui Jija, que também é proprietário do jornal “A Semana’. Foto: Renato Boulos/USC

Sob a luz do luar...

Noite de ontem, perto da pista de skate. Pai e filho fazem uma caminhada quando saídos do nada surgem dois indivíduos armados e encostam a arma na barriga do pai. Eles querem o tênis do filho. Enquanto este se abaixa para satisfazer o desejo dos meliantes, a arma é disparada e felizmente nega fogo. Os bandidos fugiram frustrados sem levar o tênis e sem derramar sangue, não conseguiram matar nem destruir uma família. Vão tentar novamente. Cuidado, a próxima vítima pode ser você e a arma dificilmente negará fogo outra vez. Evite andar no calçadão do Itaguá e nas proximidades da pista de skate durante a noite. São lugares perigosos. Seria interessante que a polícia colocasse agentes à paisana para garantir a segurança dos cidadãos. E aos comerciantes, sugiro que se cotizem e instalem um sistema de câmeras. Na verdade, mero paliativo. A certeza da impunidade é tanta, que no Brasil o crime acaba compensando.

Sidney Borges

Para reflexão

"Não foi a oposição ávida por voltar ao poder a qualquer preço.

Não foram as elites conservadoras que, apesar de aplaudir a política econômica, jamais se conformaram com a eleição de um retirante nordestino e operário para conduzir o País e fazer as reformas sociais que elas sempre bloquearam.

Não foi, enfim, a grande mídia acumpliciada desde a primeira hora com uma e outras.

Quem acaba de identificar uma 'sofisticada operação criminosa' posta em marcha para 'garantir a permanência do Partido dos Trabalhadores (PT) no poder' foi uma autoridade sobre a qual não paira a sombra de suspeitas, até porque deve ao presidente Lula a sua nomeação para procurador geral da República. É ele, Antonio Fernando Souza, discreto integrante do Ministério Público Federal há 30 dos seus 57 anos, quem fala textualmente da 'quadrilha' chefiada pelo então ministro José Dirceu, cujo 'núcleo principal' era formado pelos seus companheiros José Genoino, à época presidente do PT, Delúbio Soares, tesoureiro, e Sílvio Pereira, secretário da agremiação.
E foi ele, em suma, quem denunciou ao Supremo Tribunal Federal (STF) 40 - o número não poderia ser mais emblemático - envolvidos com o mensalão, por delitos como lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva, peculato, crime contra o sistema financeiro e falsidade ideológica."

Fonte: Estadão

Lançamento de livro

Judith Ribeiro lança livro em Ubatuba

A artista plástica e poetisa Judith Ribeiro de Carvalho promove coquetel de lançamento de seu livro “Terra Ar Fogo & Mar, que reúne pinturas e poemas alusivos à cidade de Ubatuba. A obra “Transpira o verdadeiro amor por Ubatuba”, como define a artista.
O evento será realizado hoje, dia 13, às 16h00, na Livraria Nobel – Espaço Anchieta. Rua Tamoios, nº 63, Itaguá. Telefone: (012) 3833 3033.

Fábula XIV

Rogério Frediani
A cidadezinha não sai da crise, e o tempo esquenta agora nos corredores dos dois poderes: legislativo e executivo. È uma pena, estamos na Semana Santa, quando os homens deveriam refletir sobre seus atos e ter a dignidade de exercer a verdade e a compaixão, mas ao invés disso se preocupam em perseguir uns aos outros para ver quem é mais forte, mais ético, mais digno de confiança.
E esta briga começa no legislativo, com o pedido de cassação de um vereador que teria contratado uma empresa para exterminar cupins, ratos, baratas e afins ao módico valor de R$ 18 mil. Será que o legislativo está assim tão bichado? Haja veneno para matar todos os insetos que incomodam e destroem a Casa. Bem, brincadeiras a parte, porque é um caso sério, este pedido de cassação quis demonstrar um ato ilícito de superfaturamento de um serviço, que talvez beneficiaria não apenas um, mas outros representantes do povo. Coitado do povo da cidadezinha.
E parece que a história se repete também no executivo. È o roto falando do rasgado porque cidadãos da cidadezinha não se calaram e apontaram irregularidades também naquele poder. E, segundo informações, o caso é o seguinte: circula pelos bastidores que o poder executivo estaria executando obras em três escolas da cidadezinha cujos projetos custaram de 100% a 150% a mais se comparadas com obras da administração anterior. Isto não é superfaturamento? Ou será que descobriram outro nome para aliviar o peso na consciência? Será que em apenas dois anos o material de construção subiu tanto assim de preço? Ai, ai, e a cidadezinha sofre...

Imagem do dia...



Cristiane Zarpelão
Quem disse que na Sessão de Câmara não tem público de todos os tipos?
Essa pombinha foi privilegiada, consegiu uma área vip para assistir a sessão...ou será que estava em um lugar estratégico para que se caso ouvisse alguma abobrinha, era só mirar e ...

Notícias da Prefeitura

Reunião com a comunidade

Bolsa Família

Palestra na ACIU

Rampa para deficientes

quarta-feira, abril 12, 2006

Relatório bomba

A grande aula da Procuradoria

O procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza, não é do PSDB, nem do PFL, nem do PPS, nem do PDT, nem do PT. Também não é da "elite", muito menos da tal "elite golpista", nem é dono de jornal, nem jornalista. E o seu relatório sobre o "mensalão", que não é chamado de "mensalão", é arrasador, principalmente para o Governo Lula e para o PT.
Leia mais

Análise

BATENDO ASAS E BOTAS

Constrangido e a contragosto, o presidente Lula volta a suspirar fundo: "A Varig não terá dinheiro público." Faltou ao presidente justificar em dois tempos. Primeiro: o Tesouro Nacional não é hospital corporativo para a coletivização de prejuizos privados. Quase meio milhão de empresas perdedoras de micro, pequeno e médio porte quebram a cara e fecham as portas a cada ano. Ou uma em cada nove em atividade. É a média anual histórica.
Leia mais

Polêmica

Parque Trombini ainda não foi lacrado

A Prefeitura de Ubatuba determinou a lacração do parque de diversões

Cristiane Zarpelão
A Prefeitura alega que o estabelecimento, objeto de exploração comercial da citada empresa, não possui alvará de funcionamento e não está inserido no projeto de urbanização da Avenida Iperoig.
Consta do referido decreto que a sociedade de modo geral manifesta-se no sentido de que o parque é incompatível com o espaço que ocupa e que não há interesse público para que o estabelecimento continue com suas atividades. Para o prefeito Eduardo César, o fechamento do Parque Trombini atende uma antiga reivindicação dos cidadãos, do comércio e principalmente dos vereadores da Câmara Municipal.


Outro lado

Segundo José Soares de Souza, funcionário do parque há 24 anos, o parque não foi lacrado e sim fechado para manutenção. “Um fiscal da Prefeitura passou aqui para lacrar o parque, mas não pôde, pois o decreto só tem validade se o estabelecimento estiver funcionando. Estamos trabalhando aqui porque está sendo feita toda a manutenção”, disse.
Souza se diz preocupado com a possibilidade de o parque ter que dispensar os funcionários. “São 30 famílias que dependem daqui, ou seja, mais de 100 pessoas que serão totalmente prejudicadas. Isso sem contar com a insatisfação dos turistas, afinal a cidade já quase não tem opção de lazer à noite e aqui já é considerado um ponto de encontro”, argumentou.
Procurado pela reportagem na noite de ontem, o proprietário do parque, Milton Trombini, que reside em São José dos Campos, disse que até então não estava sabendo de nada sobre o decreto e a lacração e que estava surpreso com a atitude da Prefeitura.
Milton afirmou também que hoje virá para Ubatuba, onde tomará conhecimento de todos os fatos e que faz questão de entrar em contato com a reportagem para esclarecer os fatos.

"Mensalão"

O poder explosivo de uma denúncia

A denúncia apresentada pelo Procurador Geral da República Antonio Fernando Souza a respeito do escândalo do mensalão é a peça política mais devastadora produzida até aqui contra o governo Lula.
Está tudo lá chamado por seus próprios nomes. Quadrilha é quadrilha mesmo – e foi uma, dividida em três departamentos, que desviou recursos públicos, usou e abusou de caixa 2 e comprou deputados para que votassem como mandava o governo.
O que antes só a oposição dizia, foi subscrito pelo procurador. Ele escreveu que se montou um gigantesco esquema de corrupção para garantir a permanência do PT no poder.
Pediu o indiciamento de 40 pessoas pelos tipos mais variados de crimes. E pelo menos duas delas fizeram parte do grupo mais íntimo de auxiliares do presidente da República – José Dirceu e Luiz Gushiken. Esse último ainda tem gabinete no Palácio do Planalto.
A Câmara dos Deputados, que na semana passada absolveu seu ex-presidente João Paulo Cunha (PT-SP), deveria, envergonhada, fechar as portas. A denúncia do procurador reduz a pó-de-mico a imagem de João Paulo.
Ele é acusado de ter embolsado mais de R$ 200 mil de Marcos Valério.
Não há uma só referência a Lula na denúncia. É como se uma quadrilha tivesse se apossado do aparelho do Estado para roubar e permitir que seus aliados roubassem.
Mas a falta de referência pesa contra Lula como um caixão de chumbo.
Como é possível que não tenha sentido o cheiro podre que exalava de gabinetes tão próximos do dele?
Juristas de calibre razoável encontrarão na denúncia do procurador fartos elementos para sustentar um pedido de impeachment de Lula. A oposição não quer.

Fonte: Noblat

Editorial

Notícias da Palhaçolândia

Dize-me com quem andas, dir-te-ei quem és. Dize-me com quem lidas, dir-te-ei as manhas que tens. Dize-me com quem vais, dir-te-ei o que farás. São provérbios portugueses que serviram para educar o povo durante séculos e que a partir de agora não têm mais validade, perderam a razão de ser. Também ouso dizer aos judeus que há indicativos da chegada do Messias, finalmente entre nós para liderar o povo de Israel, do qual todos os humanos fazem parte. Estou me baseando unicamente na realidade, a suposição sobre a vinda do Ser Divino é reforçada pela natureza inusitada dos acontecimentos recentes do Brasil e pela revelação mágica contida neles. O que pensar de um homem que nos últimos vinte e cinco anos viveu ao lado de perigosos membros de uma “quadrilha”? Nesse tempo ele passou todas as horas dos dias ao lado dos impuros, com eles riu, com eles sofreu, com eles traçou planos, com eles vislumbrou metas. Felizmente para os homens de boa vontade Ele não se conspurcou, sua natureza é sobre-humana, Ele não é como nós, tem origem Divina. A prova disso é evidente, basta prestar um pouco de atenção. O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, denunciou quarenta pessoas ao STF sob a acusação de integrarem “organização criminosa” comandada pelo ex-ministro José Dirceu (Casa Civil) e pelos petistas José Genoino, Delúbio Soares e Sílvio Pereira. Para o procurador o grupo se associou à “quadrilha” do empresário Marcos Valério para fazer lavagem de dinheiro, desviar dinheiro público e praticar corrupção ativa.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, apesar de ter vivido em íntima comunhão com a malta, permanece puro e imaculado. Ele jamais notou ou tomou conhecimento de qualquer irregularidade praticada por seus amigos íntimos. Lula é a prova viva de que os ditados que abriram este texto não servem para nada. E nos leva a crer na sua infalibilidade e divindade. Lula, ora pro nobis. Peça a Deus para proteger o povo deste belo país.
Cento e oitenta milhões de palhaços.

Sidney Borges

A vaca indo para o brejo...

Varig não terá dinheiro público, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva jogou água fria na pretensão da Varig de arrancar do governo um plano de salvamento para a empresa. "Não cabe ao governo salvar empresa falida", disse ele, numa rápida conversa informal com três jornalistas no Itamaraty, ao final do almoço com a presidente do Chile, Michelle Bachelet.No início do governo Lula, em janeiro de 2003, o presidente determinou a seus ministros que achassem uma solução para a Varig, sob a justificativa de que se tratava de uma marca estratégica para o país. Todos os modelos tentados foram abortados dentro do próprio governo ou por divergências dos atores envolvidos na Varig. Não há mais projetos de salvação da empresa.Ontem, o presidente foi bem claro: "Há oito anos que eu ouço falar nessa história da Varig, e cada vez me aparecem com um número maior [da dívida]", disse, em tom de reclamação e remetendo a solução da companhia, grave e crônica, para outras esferas.
Leia mais

É Verdade

Miriam Tabarro
É tudo verdade, sra. Cristiane Zarpelão. As ciclofaixas ainda não deram (e será que vão dar?) o resultado esperado.
Logo após a implantação delas, eu estava na rua Cunhambebe para entrar à esquerda na Thomas Galhardo. Já na esquina, pensei: “que bom, agora não preciso mais me preocupar com os ciclistas que trafegam na contramão, posso prestar atenção só na manobra que vou fazer”.Ledo engano . Por pouco não colidimos, eu e um ciclista mal educado. De lá pra cá, não relaxei mais a guarda. Presto atenção como se as ciclovias não existissem.
Parece que a gente se compraz em criticar as soluções da Prefeitura. Não é isso. Mas, cá pra nós, para se obter um sucesso mínimo nessa inovação, era preciso, simultaneamente, uma campanha monstruosa e contínua de educação, usando todos, realmente todos, os meios possíveis de comunicação. Além disso, como infelizmente o brasileiro só aprende quando mexem no seu bolso, acho que uma ação punitiva, como a apreensão da bicicleta e o pagamento de uma pequena quantia para resgatá-la, seria mais eficaz do que qualquer blá-blá-blá.
Agora já foi.

Notícias do Legislativo

Astronauta é homenageado

Moção de Congratulações

Notícias da Prefeitura

Programação da Fundart

Frente de trabalho

Governador em ilha bela

terça-feira, abril 11, 2006

Conhecimento

Thomaz Magalhães
“Deixe a China dormir, pois quando ela acordar irá estremecer o mundo.” A frase, que teria sido dita há dois séculos por Napoleão, reflete bem um processo de despertar que começou discretamente, há quase 30 anos. Mas as reformas econômicas que tomaram conta do país desde então têm, especialmente nos últimos dez anos, sinalizado com grande ênfase aos demais países que a milenar nação de Confúcio, Mao e Deng não está para brincadeira. Com a economia crescendo a uma média assombrosa de 9,4% ao ano desde 1978 – mais do que a de qualquer outro país –, os chineses olham para o futuro querendo muito mais. O governo chinês divulgou uma série de políticas para promover o contínuo crescimento econômico e tirar a população da pobreza até 2050. O primeiro passo será elevar os gastos em ciência e tecnologia de 1,3% para 2,5% do produto interno bruto até 2020, ano em que o investimento no setor deverá chegar a US$ 112 bilhões. Foram definidas como prioritárias as áreas de energia, saúde, agricultura, biotecnologia e nanotecnologia, informa a agência noticiosa da Fapesp.Pois eu lembrei que a falta desse poderoso financiamento em busca do conhecimento foi uma das causas da quebra do império socialista, da União Soviética e dos partidos comunistas do Leste Europeu, os da Cortina de Ferro. Tese defendida por Fernando Henrique Cardoso, numa dessas palestras de cinquenta mil dinheiros que ele dá mundo afora. Não foi pela má distribuição de renda, mas pela má distribuição do conhecimento que o império socialista veio abaixo. O fato parece encontrar comprovação na Europa Ocidental, onde o socialismo permanece ou se revesa com o liberalismo justamente nos países onde a educação é ponto forte. Onde não é, perece.
Fonte: Trem Azul

Naquele tempo

A minha primeira Paixão de Cristo foi no “Pavilhão François”, circo-teatro de alumínio que todos os anos era montado no terreno da esquina de casa. Era um terreno grande, depois construíram nele uma fábrica de carrocerias. Naquela época, início de 1952, eu nem desconfiava o que fosse paixão e não sabia quem era Cristo, tinha pouco mais de três anos e fui levado pela família, meu pai, minha mãe, minha avó, meu avô e uma tia que estava nos visitando. Minha avó teve muito trabalho para me explicar o que estava acontecendo quando colocaram o homem que eu vi beijando a Fernanda, nossa vizinha, na cruz. Não gostei do espetáculo. Desde aquela época detesto quando o mocinho morre. Durante dois anos eu não me lembro de ter ido ao Pavilhão François, mas vi outras versões da Paixão na televisão do tio Marques, em preto e branco, a família e a vizinhança chorando, eu e meu primo espantados. Um ano depois fui traído. Minha avó me convidou para assistir ao Mártir de Golgota. Imaginei alguma coisa excitante, no gênero do Falcão Negro. Ledo engano. Acabei assistindo à mesma velha e conhecida história, com outro nome. Tudo igualzinho, a cruz, Maria Madalena, os ladrões, a novidade ficou por conta da pedra do túmulo de Jesus que emperrou e ele quase não ressuscita. A cortina fechou, ouvimos um barulhão e quando abriu o milagre aconteceu. Lá estava Miguelzinho, digo Cristo, novinho, pronto pra outra. Em tempo, em 1957 a Fernanda ficou grávida. Foi um baita escândalo. O pai dela, seu Julião, trouxe o Miguelzinho do Mato Grosso. O casamento foi muito legal, me lembro até hoje do bolo em forma de circo. No ano seguinte eu tinha entrado na fase dos super-heróis, Capitão Marvel, Tocha Humana, Superman, Fantasma, Supermouse, Príncipe Submarino e outros que não recordo. Eu já sabia ler e quando li nos cartazes que a próxima atração seria o Capitão Furtado, fiquei louco de vontade de ir. Um capitão em carne e osso. Era tudo o que eu queria. Minha avó percebeu a excitação e fez a proposta. Eu iria com ela ver a Paixão e ele iria comigo ver o Capitão Furtado. Combinado. Logo eu estava mais uma vez diante do martírio de Jesus, com os romanos sádicos dando chicotadas e as velhinhas ao meu lado chorando. Minha avó inovou, estreou um terço de pedrinhas verdes, abençoado em Lourdes. No dia do Capitão Furtado, tive uma das maiores decepções da vida. O nome era um engodo, ele não era herói. Era apenas um gordinho careca parecido com o seu Alberto açougueiro. O impostor tinha um programa de rádio de duplas caipiras, o que me fez desejar que o presidente Juscelino criasse uma lei para pôr na cadeia quem enganasse crianças. Naquela noite o baterista dormiu e caiu do palco. Meu pai disse que ele tomava todas, acho que foi exagero. Se ele tomasse todas não sobrava nada pro Pé de Pato que também entornava pra valer. Tenho saudades do Pavilhão François.

Sidney Borges

Ciclofaixas

Ciclistas continuam desrespeitando ciclofaixas

Muitos ciclistas ainda insistem em transitar na contra-mão nas ciclofaixas. Na rua Thomaz Galhardo a cena ainda é comum.

Cristiane Zarpelão
A Prefeitura de Ubatuba implantou as ciclofaixas nas ruas Thomaz Galhardo e Conceição no dia 7 de março e, desde então, tem realizado inúmeros trabalhos para a conscientização dos ciclistas, com o objetivo de que respeitem as ciclofaixas e assim não andem na contramão ou fora da faixa.
Segundo Luiz Felipe Ennes, presidente do clube de ciclismo de Ubatuba, que no momento da entrevista estava no centro de informações do programa cicloviário, o centro de informações já está funcionado há três semanas e seus cálculos indicam que desde o começo da implantação houve uma queda de 15% de ciclistas andando na contra-mão. “É um número considerável, mas a fiscalização tem que pegar pesado, porque muitos ainda não respeitam”. Nosso objetivo - enfatiza Luiz - é fazer com que todos os ciclistas se conscientizem e respeitem, e que não precisem de fiscalização para andarem corretamente, afinal tudo isso foi feito para a segurança deles”, acrescenta.
Em menos de dois minutos na rua Thomaz Galhardo, a reportagem flagrou mais de dez ciclistas na contra-mão.
Foto: Renato Boulos/USC

Sigilo misterioso

Existe uma diferença nada sutil entre a racionalidade, característica de seres pensantes e o fanatismo cego daqueles que ignorantes, acreditam piamente na infalibilidade de um líder. Na Alemanha isso quase causou o fim da nação. Digo isto porque me acreditando racional, ao saber de denúncia contra um candidato de minha simpatia, tudo farei para que seja apurada. Rigorosamente apurada. Afinal de contas, ao dar o meu voto estou dando um voto de confiança a alguém que deve merecer a minha confiança. Eu não votaria em um candidato desonesto e suponho que a maioria dos leitores também não. Como sou racional, só acredito em desonestidade quando esta for devidamente provada. É exatamente por isso que eu quero ver o sigilo bancário do senhor Okamotto quebrado. Não se trata de manobra oposicionista e sim de direito do cidadão. Se nada houver contra Lula, que ele seja reeleito e governe com sabedoria. Se houver...

Sidney Borges

Viva o "meu" corrupto

Do colunista Clovis Rossi na Folha de S. Paulo, hoje:

"Deu domingo na coluna de Elio Gaspari, publicada nos dois maiores jornais do Brasil (Folha e "O Globo", respectivamente): "São muitas as coisas que Lula não sabe, mas "nosso guia" sabe que, se o sigilo bancário de Paulo Okamotto for aberto, sua candidatura à reeleição será um capítulo encerrado".

Em um país minimamente sério, teria acontecido alguma das seguintes reações -ou todas elas:

1 - O presidente da República iniciaria ação judicial contra o jornalista, dizendo-se indignado com "a injúria, difamação e calúnia" insinuadas na nota;

2 - O Ministério Público também teria tomado providências, na medida em que está recebendo uma, digamos, "notícia-crime" de gravidade suficiente para impedir a recandidatura do presidente da República;

3 - A oposição, o Congresso Nacional e as entidades da sociedade civil se teriam mobilizado para esclarecer os fatos, seja estabelecendo que a nota não tem o menor fundamento, seja pondo à luz do dia, como convém na democracia, o que esconde Paulo Okamotto.
Como o Brasil, definitivamente, não é nada sério, não se tinha notícia, até o meio da tarde de ontem, de qualquer uma dessas reações. O que, de resto, combina com a natureza do eleitor brasileiro, que, como já foi dito neste mesmo espaço, "sublimou" a corrupção."

...a aba do seu próprio chapéu!

Ronaldo Dias
Muitas vezes nos esquecemos até mesmo do óbvio. Agenda cheia de compromissos, correria, problemas de última, ou de primeira hora, não encontramos explicação convincente. O certo é que esquecemos. Esquecemos do recado, do número do telefone, do nome do tal, do endereço, do horário do dentista, de pagar a escola, da data da audiência, de pegar a mãe na cabeleireira e, por incrível que pareça, até mesmo de onde conhecemos aquele traseiro, que temos como inesquecível! De toda forma, o esquecimento, não nos exime de nossas responsabilidades por ele ou em detrimento dele. O esquecimento é de toda forma perdoável. Afinal, quem não se esquece? O imperdoável são alguns esquecimentos, digamos "propositais" ou, por L.E.R ( não é falta leitura e sim, aquela doença de movimentos repetitivos). De tanto fazer ou lidar com determinada coisa, somos acometidos de "esquecimentos". Os homens públicos andam muito esquecidos. Mesmo os mais esclarecidos. De tanto exercerem cargos públicos, ficam acometidos de "esquecimentos". Os casos mais graves são aqueles que acometem ocupantes temporários de cargos eletivos, porque se esquecem fazem e dificilmente responsabilizam-se depois pelos seus "esquecimentos". Estes "acometidos" pelo mal dos esquecimentos, esquecem-se ( alguns fingem esquecer) de que o que é público, é do público e, como tal, pertence ao público e não a ele, simples homem público ( que tem obrigação e, recebe para tal, de prestar serviço e zelar pelo que é público). Não sei se estou complicando, ou me fazendo entender? Se eu me esquecer, começo tudo de novo! Bom, assim, todo homem público que promete ou se compromete dar para algum ou, para alguns de seus "escolhidos" recebedores do que é público (pertencente a todo o público) está prometendo dar ou se comprometendo dar o que não é seu. Minha vó em cima dos seus 99 anos de experiência não perderia a sentença: " Ele esta fazendo "cortesias" com o chapéu dos outros". Estas vovós (velhinha) lembram-se de cada coisa... Bom, a vovó além da frase secular, também tem como certo que esta atitude, além de inconseqüente, estaria sendo tomada ao arrepio da lei. Estas duas "máximas" ( a da vovó e, a da lei que é de dar arrepios) os homens públicos não deveriam esquecer. Aos bacharéis e candidatos (esquecidos) cabe a simples (re) leitura da carta maior. Uma pequena, mas verdadeira "bíblia" a ser respeitada e, seguida. Recordar, além de viver é (re) aprender. Reler, sempre (para não esquecer) (pelo menos) que o limite do comprometimento com terceiros, não deve ultrapassar a aba do seu próprio chapéu. Pastore, acho que deve ser a idade! Não me lembro de como pretendia finalizar esta crônica!

Notícias da Prefeitura

Prefeitura informa horário de funcionamento durante o feriado

Durante o feriado da Semana Santa, apenas os serviços essenciais da Prefeitura de Ubatuba estarão em funcionamento. Na quinta-feira, dia 13, foi decretado ponto facultativo e tanto neste dia como na sexta-feira, sábado e domingo o Mercado de Peixe funcionará normalmente, das 7h às 18h; a coleta de lixo também ocorre nos horários usuais, porém com mais caminhões e quanto ao setor de Saúde, a Santa Casa e a Unidade Mista da Maranduba atendem 24h, sendo que a Santa Casa atende apenas urgências e emergências. Os pronto-atendimentos do Centro e do Ipiranguinha funcionam das 8h às 20h, todos os dias do feriadão. A recomendação é para que as pessoas com casos menos graves procurem os pronto-atendimentos e deixem para se dirigir à Santa Casa em último caso. PMU

Cadastros

Vigilância Sanitária inicia atualização dos cadastros de estabelecimentos em maio

Os objetivos da atualização são, além de prevenir riscos sanitários, atualizar cadastros antigos e coibir a existência de estabelecimentos clandestinos na cidade

A Secretaria de Saúde de Ubatuba, através da Superintendência de Proteção à Saúde/ Vigilância Sanitária iniciará, no mês de maio, o cadastramento e recadastramento de todos os estabelecimentos sujeitos à ação da Vigilância Sanitária. Dentre eles estão os hotéis, motéis, pousadas, bares, lanchonetes, restaurantes e quiosques e carrinhos de lanche, além de consultórios, clínicas, laboratórios, salões de beleza, academias de ginástica, cabines de estética e outros. Os objetivos da atualização são prevenir os riscos sanitários e atualizar cadastros, além de coibir a existência de estabelecimentos clandestinos.
Os comerciantes que estiverem com a licença de funcionamento vencida podem se adiantar procurando a Vigilância Sanitária para obter informações inerentes à atividade que desenvolvem e os requisitos necessários à sua regularização. Os estabelecimentos que receberem a visita das autoridades sanitárias e estiverem em desacordo com legislação sanitária terão, dependendo da irregularidade, o prazo necessário para sua adequação. Em casos de risco iminente à saúde pública serão adotadas as medidas cabíveis.
O Superintendente de Proteção à Saúde, Antonio Jorge Araújo, explica que durante o ano de 2005, realizou um diagnóstico e um planejamento que começa a ser implementado. “Em 2006, nós iremos atuar diretamente nos pontos críticos da cidade. Um dos grandes problemas no município é o funcionamento de estabelecimentos em situação irregular. Considerando que Ubatuba é uma cidade turística nossa atenção deve ser redobrada no controle sanitário dos estabelecimentos que, em condições sazonais, atendem um grande número de pessoas”. PMU

SIPAT

Semana de Prevenção a Acidentes do Trabalho é encerrada com sucesso

Com palestras sobre “Stress no ambiente de trabalho” e “A importância da Cipa”, terminou na última sexta-feira, 6, a “1ª SIPAT” (Semana Interna de Prevenção a Acidentes do Trabalho) dos funcionários da Prefeitura Municipal de Ubatuba e a “8ª SIPAT” dos funcionários da Santa Casa. Durante toda a semana aconteceram aproximadamente 20 palestras com diversos profissionais, como psicólogos, dermatologistas e policiais que abordaram temas ligados à saúde e a segurança do trabalhador.
Para Welson Nunes Clarindo, o “Paraíba”, presidente da Cipa da Prefeitura, “muitos não acreditavam que fosse possível realizar este evento, mas pudemos ver que no transcorrer da semana o interesse dos funcionários pela SIPAT foi aumentando e chegamos ao final com mais de mil presenças registradas nos livros. Espero que no próximo ano os funcionários entendam a importância das palestras e participem mais”, declarou Welson.
Para a presidente da Cipa da Santa Casa, Eliana Almeida Santos, o final da SIPAT não significa o fim do trabalho. “Vamos continuar nossa luta no dia a dia, para proporcionar ao trabalhador um ambiente seguro e saudável” disse. O secretário municipal de Administração, Sílvio Bonfliglioli Neto, garantiu que irá cobrar empenho dos demais secretários no apoio à CIPA. “Pedirei pessoalmente a cada secretário municipal que assuma o compromisso de colaborar com a CIPA no que for possível. A realização desta semana pôde mostrar que estamos no caminho certo na questão da prevenção dos acidentes de trabalho”, afirmou Sílvio. A SIPAT da Prefeitura Municipal de Ubatuba e da Santa Casa contou com o apoio da Sabesp, Elektro, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal, Hotel São Charbel, Mavaro, Secretarias Municipais e
Sindicato dos Trabalhadores na Administração Publica de Ubatuba. PMU

Águas Abertas

Começa o Circuito Ubatuba de Águas Abertas

SEL/Ubatuba sai na frente da competição por equipes

A equipe de natação da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de Ubatuba venceu a primeira etapa do “10º Circuito Ubatuba de Águas Abertas”, disputada no domingo, 9, na praia da Almada. Aproximadamente 200 nadadores de 14 equipes participaram da prova, que teve percursos de 250, 500, 1000 e 3000 metros. A equipe da SEL/Ubatuba totalizou 354 pontos e conquistou o primeiro lugar da etapa; em segundo, com 183 pontos ficou a Academia Winner e a equipe Taubaté/Lorena terminou em terceiro, com 160 pontos. Os principais destaques da prova foram Jorge Eduardo e Camila Cássia, de Ubatuba, primeiros a completar a prova de 3000 metros.
A próxima etapa deve acontecer na Praia do Lázaro, em data a ser agendada, pois o calendário sofrerá alterações para evitar coincidência de datas com outras competições.
A primeira etapa do “10º Circuito Ubatuba de Águas Abertas” foi realizada pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer da Prefeitura de Ubatuba e contou com o apoio da Sociedade Amigos do Bairro da Almada. PMU

Liminar

Justiça concede liminar de reintegração de posse à Prefeitura

O Juiz da 2ª Vara da Comarca de Ubatuba, Alexandre Torres Aguiar, concedeu à Prefeitura, na última quinta-feira, 6, a liminar para imediata reintegração de posse do imóvel e o respectivo prédio da escola municipal, que hoje se encontra desativada, no bairro da Casanga. Foi expedido mandado, e a reintegração, segundo a Assessoria Jurídica da Prefeitura, deve ocorrer em cerca de duas semanas, dependendo do Oficial de Justiça. A liminar refere-se a uma ação, protocolizada pela Prefeitura no último dia 4, contra uma servidora municipal e outros, em face de que em março de 2004 o então secretário municipal de Educação concedeu autorização para a servidora utilizar o local. Desde então a referida munícipe e seus filhos residem no local e não atenderam às solicitações para desocupar o imóvel, mesmo após diversas notificações remetidas pela Prefeitura. A ação possessória foi baseada no Art. 57, Inciso IX, da Lei Orgânica Municipal, que diz que somente o prefeito pode permitir e autorizar o uso de bens públicos municipais por terceiros. Por esta razão, durante esta semana a Prefeitura vai entrar com uma ação de improbidade administrativa contra o ex-secretário de Educação. PMU

segunda-feira, abril 10, 2006

A "esperteza" custou caro

Suzane von Richthofen se apresenta em delegacia e é presa

Suzane von Richthofen, 22, que confessou ter planejado e participado do assassinato dos pais, Manfred e Marísia von Richthofen, em outubro de 2002, voltou a ser presa na noite desta segunda-feira. Ela se apresentou à noite no 89ºDP (Portal do Morumbi), de acordo com a da Secretaria de Estado da Segurança Pública.
Fonte: Folha Online

Suzane será presa

O juiz substituto da 1ª Vara do Júri de São Paulo, Richard Francisco Chequini, decretou, nesta segunda-feira (10/4), a prisão preventiva de Suzane von Richthofen, ré confessa pelo assassinato dos pais, Manfred e Marísia von Richthofen. A informação é do MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo) e foi confirmada pelo Judiciário paulista.
Fonte: Noblat

Notícias da Associação Comercial

Ciclo de Palestras do Sebrae com a ACIU

“Como evitar reclamações trabalhistas e contratos de trabalhos alternativos” será ministrada no dia 11 de abril (terça-feira) às 14h00 na ACIU pelo consultor Norberto Barbosa.


Quais os principais fatores que ocasionam o processo trabalhista, os riscos jurídicos e prejuízos do processo trabalhista, aprofundar os conceitos sobre legislação trabalhista, forma de contratação, contratos de trabalho, sazonalidade da atividade como forma de planejar as contratações, Sindicato, banco de horas, como se forma o vínculo de emprego; contratação de serviços x mão-de-obra, redução dos custos com empregados, organização administrativa (empresa e pessoal), registro de empregados, segurança e medicina do trabalho, são os temas abordados na palestra.
Podem participar todas as pessoas interessadas no assunto e a palestra é gratuita. Os interessados podem fazer a inscrição no balcão de atendimento da ACIU, ou entrar em contato com a Assessoria de Comunicação da ACIU c/ Cristiane tel 3832 1449.
Fonte: Cristiane Zarpelão - Comunicação ACIU

Semana Santa



SEMANA SANTA PREPARA A PÁSCOA DO SENHOR

Do hebreu Peseach, Páscoa significa a passagem da escravidão para a liberdade. É a maior festa do cristianismo, pois nela se comemora a Passagem de Cristo - "deste mundo para o Pai", da "morte para a vida", das "trevas para a luz".
Antes dela, o povo cristão católico vive o tempo Quaresmal. São quarenta dias de reflexão pessoal, de revisão de vida íntima, familiar e comunitária. Um tempo de abstinências e de penitência que os faz preparar-se espiritualmente para uma vida mais voltada a solidariedade, a caridade e ao amor ao próximo, que nos convida a libertação dos pecados.
Em plena Semana Santa, a Igreja convida a todos a olhar para a cruz onde está o Cristo Crucificado e, ao contrário do que dizem os não católicos, refletir sobre o imenso amor de Deus. Aquele que O fez oferecer o seu único filho para salvar a humanidade e que depois disso, o enviou em Espírito para permanecer entre os homens.
Desta forma a Igreja católica apresenta sua programação. A Diocese de Caraguatatuba possui 16 paróquias e as celebrações, na maioria delas, será concentrada na Igreja Matriz.
Apenas a Celebração da Missa dos Santos óleos ou Missa da Unidade como também é chamada, será celebrada em unidade com todas as Paróquias, na Quarta-feira Santa, às 19h30, na Catedral Divino Espírito Santo. Nesta Missa, que será presidida pelo bispo de Taubaté, Dom Carmo Rohdem, são abençoados os óleos utilizados nos Sacramentos do Batismo, Crisma e Unção dos Enfermos. Também nesta celebração serão renovados os ministérios e serviços da Igreja com a presença de todos os padres e todo os agentes de pastorais, movimentos e serviços da Diocese.
Destaque este ano para as diversas encenações teatrais que recordam a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo.


Em Caraguatatuba:

Na Igreja Matriz Santo Antonio, centro, além da programação litúrgica a comunidade apresenta, em três dias, a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus. Aproximadamente 70 atores estarão atuando em 4 encenações que começam hoje, Segunda-feira Santa, com “As sete dores de Maria”, logo após a Missa das 19h30.
Na Terça-feira Santa às 19h30 haverá a Procissão do Encontro que sairá de dois locais distintos – Praça Vera Cruz, próximo do Escola Nova no Sumaré e o segundo grupo da Praça Esperanto (três coqueiros) próximo ao Pão de Açúcar. A procissão trará as imagens de Jesus e a outra de Maria, que retratam a passagem bíblica do encontros dos dois a caminho do calvário.
Na Quinta-feira Santa, 19h30, logo após a Missa, a encenação do Lava-pés, Instituição da Eucaristia, Jesus no Jardim das Oliveiras e perante Pilatos. Esta encenação acontecerá em três cenários distintos: interior da Igreja, Praça Candido Mota e Salão Paroquial.
Após a apresentação, haverá Adoração ao Santíssimo Sacramento e Vigília até às 24h.
Sexta-feira Santa é marcada pelo jejum e abstinência de carne. Às 15h acontece e solene liturgia de Adoração da Cruz; celebração da Paixão e Morte e momentos de oração pela Igreja e pela humanidade. Às 19h30, o grupo teatral volta a se apresentar encenando a Paixão e Morte de Jesus Cristo: o encontro com Cirineu, o encontro com Verônica, Crucificação e Procissão do Senhor Morto.
No sábado às 19h30, a bênção do fogo novo (Círio Pascal), da água e a renovação das promessas do batismo. No domingo de Páscoa, as missas festivas acontecem às 8h, 18h e 20h, encerrando a programação com a encenação da Ressurreição de Jesus.
Padre Dislau Nurzyk, pároco e diretor das peças, informou que foram meses de preparação de vestuários e cenários, além de ensaios diários: “Tudo foi preparado pela comunidade. Tivemos o apoio da prefeitura no que se refere as apresentações externas, na Praça, mas o grande destaque é o trabalhos dos leigos da paróquia.


Paróquia São João Batista – Poiares
Quinta-feira Santa - 19h30 Missa do lava Pés e 21h Vigília
Sexta-feira Santa – 6h Procissão do Encontro saindo das Comunidades do Tinga e Jardim das Gaivotas. Às 15h Celebração da Paixão e Morte e às 20h Teatro e Procissão do Senhor Morto pelas ruas do bairro.
Sábado Santo das 5h às 12h – Visita ao Senhor Morto – momento de oração. Às 19h30 Vigília da Páscoa com a bênção do fogo novo e da água.
Domingo de Páscoa, Missas às 8h, 10h, 17h (Capela N Sra Aparecida) e 19h30.


São Sebastião


Paróquia São Sebastião - centro
Hoje, dia 10, às 19h30 a Missa seguida da Via Sacra.
Dia 11, Terça-feira Santa, Procissão do Encontro saindo da Capela São Jose da Topolândia e do bairro do Porto Grande (Rua Fausto César,260), para o encontro em frente a Igreja Matriz.
Dia 12, Via Sacra às 19h.
Dia 13, Quinta-feira Santa Missa e Ceia do Lava Pés seguida da transladação e Adoração ao Santíssimo, em dois locas: Igreja Matriz e Capela São Jose na Topolândia.
Dia 14, Sexta-feira santa – 15h Celebração da Paixão e Morte e Adoração da Cruz.
17h30 – Procissão do Cristo Morto e às 18h Encenação da Paixão e Morte de Jesus.
A encenação é dirigida pelo jovem Daniel Galani e envolve cerca de 50 pessoas. Este é o 5º ano que a apresentação acontece e conta com o apoio da Prefeitura Municipal.


Ilhabela

Paróquia Nossa Senhora D’Ajuda, Ilhabela
Dia 13, Quinta-feira Santa, CEIA DO SENHOR - Lava-Pés
Às 19h30 Missa da Instituição da Eucaristia na Igreja Matriz;
Às 19h00 na Capela São João no Perequê
Às 20h30 na Capela Nossa Senhora Aparecida na Barra Velha.
Celebração nas demais comunidades.
Após a Missa da Matriz, Vigília Eucarística, encerrando às 23h00.:
Dia 14, sexta-feira - PAIXÃO DO SENHOR
Das 9h às 15h Vigília Eucarística na Igreja Matriz.
Às 15h, Celebração da Cruz na Igreja Matriz e demais Capelas.
Às 19h30 Procissão do Senhor Morto na Igreja Matriz.
Dia 15, sábado SANTO
Às 20h Missa da Vigília Pascal na Igreja Matriz e na Capela são João Batista no Perequê (Tragam água para benção). Celebração nas demais comunidades.
Dia 16, DOMINGO DE PÁSCOA
às 08h00 Missa da Páscoa na Capela Nossa Senhora Aparecida na Barra Velha.
às 09h30 Missa da Páscoa na Capela Nossa Senhora das Dores em Itaquanduba.
às 11h30 Missa da Páscoa na Capela Imaculada Conceição na Praia da Armação.
às 17h30 Missa da Páscoa na Capela São Benedito na Praia Grande.
às 19h30 Missa da Páscoa na Igreja Matriz.

Fonte: Diocese de Caraguatatuba

Livres, leves e soltos?

Na proximidade do número 250 da rua Liberdade, Centro, a calçada, de responsabilidade do poder público, exige reparos. Pela aparência da ferragem (foto ao lado), há muito, os transeuntes correm riscos de acidentes.

Luiz Moura
Na mesma calçada, mas próximo a avenida Iperoig, existe uma árvore que necessita ser aparada para possibilitar o passagem dos pedestres pelo passeio, sem que sofram constrangimentos.
Estes dois problemas ladeiam uma série de buracos que precisam de destinação. Ou replantam as árvores ou os tampam.
Se parasse este texto agora, as informações dadas não gerariam protestos por parte dos servidores municipais responsáveis pelos serviços que se fazem necessários. Os gestores de plantão não ficariam insatisfeitos com a notícia e seus bajuladores permaneceriam calados. As pessoas que por ali trafegam continuariam a correrem riscos de acidentes e se contorcendo para não terem seus rostos machucados pelos galhos da árvore. Tudo permaneceria como há muito tempo.
Mesmo suportando a pecha de ácido e azedo, sendo alvo de mentiras deslavadas (agora até na mídia impressa), sofrendo ameaças a minha integridade física, tudo isso, seguramente, patrocinado pelos indivíduos que são objetos de minhas críticas, não os deixarei “livres, leves e soltos” para que continuem com seus desmandos, não correspondendo aos altos salários e mordomias que percebem, enganando a população carente de administradores competentes. Até agora venho tecendo críticas a problemas, normalmente, de facílima solução por parte de nossos “servidores” públicos, mas os fatos e o feeling me fazem desejar entrar na “roda” e também aderir a “caça às bruxas” deflagrada. Haja ventilador! Vai sobrar até pra neguinho que já se encontra no andar de cima! Acho que os últimos 18 anos formariam um bom período para ser vasculhado.


*
Tenho escutado o prefeito Eduardo César (?), como se para responder a alguém, incluir sempre que pode, um "minha equipe" em seus discursos. É notório e patente o desequilíbrio existente na administração do "nunca antes", ocasionado principalmente em razão da falta de um plano de governo com objetivos plausíveis e equacionados. Tentar gravar na mente a população a existência de algo irreal não acertará o descompasso atual.
Decorridos 89 + 365 + 99 dias de quando apertei a tecla verde "CONFIRMA", planejamento continua sendo uma palavra. Apenas uma palavra.

Aparências

O que pensar de um homem temente a Deus, amigo dos animais a ponto de ser vegetariano por se opor às matanças. Querido pelas crianças e venerado nas ruas, parece que todos o amam, amor que beira a idolatria. No quesito pessoal esse homem é quase um monge, come frugalmente, não bebe, não fuma e abomina drogas. Vive para uma única mulher e nas horas vagas exercita o lado artístico pintando lindas aquarelas.
Esse homem existiu. Seu nome: Adolf Hitler.

Sidney Borges

“PROCURANDO PÊLO EM OVO”

Corsino Aliste Mezquita
O título foi sugerido por funcionário municipal que, há trinta anos, conhece minha vida pública e privada e sabe que nunca compactuei com a corrupção e a ilegalidade. A pessoa também tem acompanhado as atitudes do Sr. Eduardo de Souza César, em relação a minha pessoa, como vereador primeiro e, agora, como prefeito. Para o funcionário, já faz algum tempo, que está configurada a “discriminação de origem”.
A última, como vereador, foi denunciar-me, intempestivamente, pelo crime de acumulação ilegal de aposentado com cargo em comissão de Secretário de Educação. Tive que ocupar a Tribuna Livre da Câmara para defender-me e ler o $ 10° do Artigo 37 da Constituição Federal. Até hoje não sei se não o conhecia ou conhecendo-o agia contra suas normas e determinações.Em ambas hipóteses era seu dever conhece-lo e respeita-lo.
Já, na qualidade de prefeito municipal de Ubatuba, tem me caluniado, processado e publicado inverdades, em vários órgãos de imprensa, ao meu respeito. A situação é tão escancarada e grave que um dos seus assessores sentiu-se obrigado a comunicar-lhe, por escrito:
“Não temos nenhum fato que desabone a conduta do referido ex-Secretário”.
“Mas não. V. Exa. Insiste em sua intenção de processar o ex-Secretário de Educação.....O processo que foi aberto contra ele (artigo Incompetência Mata) foi extinto sob o fundamento de que o ex-Secretário de Educação exerceu seu sagrado direito de “LIVRE MANIFESTAÇÃO DE PENSAMENTO”, garantido constitucionalmente(artigo 5°, IV, da Constituição Federal).
“Ora Sr. Prefeito. Não sou um títere a serviço de “vingancinhas pessoais”.
Advogados e assessores jurídicos “são defensores da Prefeitura e não da pessoa do Prefeito”.
Pelo andar da carruagem, o Sr. Prefeito, Eduardo de Souza César, não assimilou as mensagens dos textos, acima citados e de outros, mais contundentes, que lhe tem sido entregues ou publicados, por críticos e colaboradores de campanha. Há também indícios de ter encontrado os títeres e marionetes para, com dinheiro dos contribuintes (sou um deles) silenciar todos aqueles que denunciam, simplesmente raciocinam e, até, os vereadores que tentam cumprir seu dever de fiscalizar.
No dia 07-04-06, curiosamente um dia após a publicação de artigo de minha lavra: “PARA COMPARAR”, comentando o suposto superfaturamento de três obras escolares, em 100%(cem por cento), 150%(cento e cinqüenta por cento), se comparadas com escolas, com o mesmo projeto, construídas na administração anterior e sem que os materiais de construção tenham tido aumento significativo, foi publicado na imprensa virtual ( Litoral Virtual, Ubatuba Víbora e Guaruçá) e posteriormente nos semanários( A Cidade e Agito) notícia da Prefeitura: “Prefeitura move ação para restituir prédio de escola desativada da Casanga”. No final da matéria a Prefeitura informa: “Na próxima semana será proposta uma ação civil pública contra o ex-Secretário de Educação que, de modo indevido, autorizou a utilização de bem público”(Fonte PMU).
Não conseguimos atinar onde se encontra o delito de autorizar, a TÍTULO PRECÁRIO, com o conhecimento do Sr. Prefeito e de toda a administração, o uso, conservação e manutenção do prédio desativado. Também não conseguimos adivinhar as vantagens que o município terá com essa ação civil pública. Vingancinhas pessoais de que falam assessores?
Silenciar a minha pena?. Desviar a atenção sobre as gravíssimas mazelas da administração municipal?. Não sei. O eventual leitor tire suas conclusões.
Quero deixar bem claro, para toda a comunidade de Ubatuba, que, com a cessão do prédio, a título precário, pretendia-se:
1°- Que o prédio fosse conservado e mantido em bom estado até que a Prefeitura encontrasse outra função para ele. Isso foi cumprido enquanto estivemos na administração.
2°- Evitar fossem furtadas portas, janelas, instalação elétrica e hidráulica, como costuma acontecer em prédios desativados, principalmente, quando são públicos.
3°- Que ele não seguisse o mesmo destino que tiveram, em administrações anteriores, a escola do Canto da Praia de Ubatumirim, do Saco das Bananas e, em parte, da Fazenda da Caixa. Esta posteriormente reformada para atender a comunidade.
4°- Que funcionária efetiva da Prefeitura Municipal, com salário aproximado de R$ 400,00 e problemas de moradia, tivesse melhores condições de sobrevivência.
Caso exista algum delito, deve receber o nome de “EXCESSO DE ZELO” para que o patrimônio municipal não sofresse depredação. A esse delito poderíamos acrescentar o de “SENSIBILIDADE SOCIAL” para com os necessitados.
Entendemos que o Poder Judiciário deve ser respeitado e só acionado quando existam delitos nocivos aos interesses públicos e, após, esgotados os procedimentos administrativos, as negociações sérias e o diálogo social. Negociar é preciso. Respeitar os cidadãos dever de todos que ocupam cargo público e por eles (cidadãos) são remunerados.
 
Free counter and web stats