sábado, março 18, 2006

Verdade seja dita

As notícias veiculadas na imprensa pela Prefeitura Municipal de Ubatuba, são um festival de enganação a despertar inveja nos contadores de "causos" caiçaras. A diferença é que as pessoas que ouvem os causos sabem, de antemão, que nenhuma verdade será dita. Já do ilustre prefeito, o que se esperaria era o mínimo de respeito ao povo e o máximo de verdade e coerência, além de respeito ao cidadão. Ou será que isso não faz parte da "cidadania" que ele tanto apregoa? Ou será que agora o citado prefeito, não satisfeito em enganar o povo, ainda quer incutir na cabeça de nosso povo que mentir é que está certo e dá vantagem? Ou será, então, que mentir e ouvir mentiras é que são sinais de cidadania a serem cultivados?
O que tem sido apresentado na imprensa pela Prefeitura Municipal é um chocante espetáculo de mentiras, uma atrás da outra, que, se ditas em uma cidade séria, seriam suficientes para condenar pelo menos ao ostracismo eterno quem as proferisse.
Na verdade, todo o “novo perfil” do candidato a prefeito Eduardo de Souza César, foi um produto muito bem embalado, vendido por um das maiores esquemas de empresas que hoje prestam serviços de terceirizações, de obras superfaturadas e de fornecimentos de materiais diversos para a Prefeitura Municipal e que, com o maior descaramento, embrulhou em papel de seda a caixa vazia do sonho que vendeu ao eleitor.
Mas o pior, o pior mesmo é ver uma pequena parte da nossa população, acreditando em um governo que nada, mas absolutamente nada fez para melhorar as condições de vida do próprio povo (aliás, há muitos anos que nada é feito em prol da nossa população de Ubatuba)


Jairo dos Santos - PT
vereador

Briga sem fim



Cristiane Zarpelão
A Prefeitura de Ubatuba divulgou nota na tarde de ontem, com esclarecimento em resposta à acusação do proprietário do ferro velho, Jair Caetano Fernandes, que alegou que estaria tendo seus materiais roubados por funcionários do aterro sanitário.

Documento assinado

Citando Ibiapara Nunes Romero, responsável pelo aterro sanitário, a Prefeitura desmente Jair: “O denunciante já havia retirado e pesado os pertences que lhe interessavam no dia 17 de fevereiro como consta em documento assinado pelo mesmo". O que ficou no aterro o senhor Jair se recusou a retirar, alegando que não era de valor comercial. Quanto ao material que estava sendo transportado na quinta-feira, 16, Ibiapara esclarece que “eram umas madeiras velhas, que estavam a mais de 100 metros do material do senhor Jair”, enfatiza a nota.
A cerca demolida na quinta feira pelo Núcleo de Congelamento da Prefeitura foi colocada no aterro e deverá ser retirada no prazo de 8 dias. Caso o prazo não seja cumprido, haverá multa.

Outro lado

Procurado pela reportagem Jair diz, “tudo bem, tem um documento que eu assinei, mas cadê a prova do material que ele me entregou? Não tem nada discriminado. Estou com as fotos para quem quiser ver”. Jair insiste: “Esse material que está apreendido na Delegacia é meu e tenho provas. Está tudo filmado e fotografado”, desafia.

“VOLTANDO NO TEMPO”

Corsino Aliste Mezquita
A frase: “O TEMPO É SENHOR DA RAZÃO E DA VERDADE”, tantas vezes repetida, confirmou-se, mais uma vez, em Ubatuba. Encontramos a confirmação dia 09-03-06, no Guaruçá, com a publicação da denúncia de PAI DE ALUNO, sob o título: “CRECHE SEM A DEVIDA ATENÇÃO”. O Pai de Aluno escreveu:

“A creche que se encontra instalada no antigo prédio da ELEKTRO tem excesso de caramujos africanos, invasão de lagartas em uma árvore onde costumam deixar os carrinhos em que as mães levam seus filhos, ratos na cozinha e na sala de aula. Uma mãe de aluno já teve que matar um rato na sala de aula”.

A denúncia é ilustrada com fotografia e fala também em sujeira dos pátios e material retirado das escolas empilhado e escondido atrás de tapume.
Esse pai não está falando nada novo. Apenas publicou fatos, supostamente, por não ter sido atendido nos pedidos administrativos internos. A publicação é indicativa de que algo está errado. Tínhamos anunciado que isso viria a acontecer quando, ano passado, aos 26-01-05, com direito a TV Vanguarda, Rádio Costa Azul, Vigilância Sanitária e discursos indignados, contra a Administração Anterior, pronunciados pela atual Secretária de Educação, à época Coordenadora de Ensino Infantil, fecharam e lacraram a EMEI CENTRO, rua Paraná, n° 347, após ser danificada por tromba de água ocorrida nos dias 16 e 17, daquele mês e ano, e que também ocasionou estragos e problemas em outros prédios e ambientes da cidade.
Aquelas manifestações caluniosas, injustas, descabidas, inverídicas e montadas para denegrir a Administração Anterior e a cidade de UBATUBA, obedeciam a práticas ou deficiências de novatos, na política e nos processos administrativos. Sendo novatos, também, supostamente, incompetentes e inexperientes. Incompetentes e despreparados, para resolver problemas emergentes e imprevistos, procuram responsáveis e culpados para suas carências. Foi o que aconteceu, durante todo o ano passado, na Secretaria Municipal de Educação e em outras repartições municipais. Todavia não estamos livres dessa praga política para ocultar a verdade, a incompetência e a crua realidade.
Esperamos que com a chamada de atenção desse Pai de Aluno, as reclamações e críticas de funcionários e cidadãos, levem as equipes, da Secretaria Municipal de Educação, a assumir a responsabilidade pela manutenção dos prédios, extinção de caramujos africanos, ratos, gambás, pombos, lagartas, piolhos, baratas, insetos etc.. sem transferir a responsabilidade para o passado. Como afirmamos tantas vezes, a realidade é mutável e os problemas aparecem a cada dia. Às vezes criados por falta de planejamento, de previsão, não tomar providências no momento certo, de uso indevido do poder ou de desleixo com a coisa pública.
Observações despretensiosas e causais nos confirmam no que falamos acima. Passando, quase diariamente, pela rua Paraná, n° 347 – Centro – temos observado o estado de abandono em que se encontra a antiga EMEI CENTRO e, hoje, denominada Prof. José Carlos Pereira. Fechada para reforma aos 26 – 01 – 05 não teve quaisquer cuidados até o dia de hoje, 17-03-06, quando escrevemos este comentário. A Lei n° 2.684/05 pretendia prestar homenagem ao saudoso, dedicado, amigo e por todos respeitado, Prof. José Carlos Pereira. Não é uma vergonha e desrespeito ao homenageado manter a EMEI tanto tempo naquele estado?.
A Escola Municipal Marina Salete N. do Amaral teve seus alunos transferidos para prédio novo, na primeira semana de fevereiro de 2006, foi descuidada e está sendo depredada.Não temos visto a publicação legal transferindo sua titularidade para o novo prédio.
A EMEI do Saco da Ribeira, rua Plínio França, n°263 – Saco da Ribeira – foi desativada em fevereiro de 2005 e cedida, ao CLUBE DE REGATAS DO SACO DA RIBEIRA, pelo Decreto n° 4.473, de 20 de outubro de 2005. Tem logotipo desse clube, na parede frontal, indicando que a ELE está servindo. Isso é legal?. O Sr. Prefeito pode ceder imóveis ou móveis municipais a particulares para eles, com esses próprios municipais, usufruírem lucros?. Com a palavra os Senhores Vereadores.
A Escola Municipal do Saco da Ribeira – Av. Marginal s/n – Saco da Ribeira-Lázaro, também foi desativada em fevereiro de 2005. Foi cedida, à Sociedade Amigos da Praia do Lázaro, pelo Decreto n° 4.422, de 30 de julho de 2005. Não há sinais de uso e manutenção por quaisquer que seja. As entradas, os pátios e arredores estão cobertos de mato e sujeira. É um prédio novo, com ótimo acabamento, mais de 300 m² de área construída e que nenhum serviço está prestando à educação municipal. É assim que Ubatuba vai se desenvolver e atender todas suas crianças e jovens, de seis meses a dezesseis anos, como previsto, no Plano Decenal Municipal de Educação, Lei n° 2.460, de 23 de dezembro de 2003?. Ressaltamos que o Plano foi aprovado, por unanimidade, sem emendas e com elogios pela Câmara Municipal.
Concluímos: “Um dos piores vícios da política brasileira consiste em desfazer as boas obras de antecessores de partidos rivais para evitar que eles recebam o devido crédito. Com isso iniciativas que vinham dando certo são revogadas ou relegadas à condição de última prioridade, até que morram de “morte natural”. (Editorial da Folha de S. Paulo – “O fim do mutirão”,28-02-06, A2).
Mais uma vez. “O TEMPO É O SENHOR DA RAZÃO E DA VERDADE”.

Palco do Povo

Dr. Ricardo Cortes garante acesso à cultura através do “Palco do Povo”

O presidente da Câmara, vereador Dr. Ricardo Cortes (PV), elaborou o projeto de lei que cria o “Palco do Povo”, destinado a divulgar e preservar a história, o folclore e os costumes de Ubatuba, garantindo o acesso à cultura, arte e informação a toda população.
O Projeto, aprovado por unanimidade na última sessão da Câmara, consiste na montagem de um palco, camarim, som e iluminação, adaptados em um caminhão, recriando o antigo teatro mambembe. “Este projeto tem como objetivo criar uma alternativa para que Ubatuba, por sua extensão geográfica, ofereça aos seus cidadãos, a oportunidade de participar de atividades culturais, onde possam adquirir através do divertimento, conhecimento e cultura, sem precisar se locomover de seu bairro”, explicou Dr. Ricardo.
O “Palco do Povo”, depois de implantado, poderá percorrer festas de bairros, igrejas, quermesses, escolas, associações de moradores, com apresentação de artistas locais e de outras cidades, “estamos também incentivando o interesse pela arte através deste projeto, uma vez que o Palco do Povo vem preencher uma lacuna existente nesta área, absorvendo a criação e o talento local e viabilizando o surgimento de novos artistas nos campos da dança, música, artes plásticas e cênicas”, disse o presidente.
De acordo com o projeto o poder executivo poderá firmar convênios e aceitar, gratuitamente, a participação de artistas que queiram se apresentar no “Palco do Povo” para divulgação de seus nomes e seus trabalhos. “Temos certeza que em cada cantinho desta cidade se escondem muitos talentos e o “Palco do Povo” irá descobri-los, proporcionando uma chance para que esses artistas saiam do anonimato”, finalizou.

Fonte: Laura Ennes - ASCOM

INCONFORMISMO

Guilherme F. de Assis
Amigos, conhecidos e parentes que tenho encontrado nas ultimas semanas tem um ponto em comum. Quase unanimidade. Só não é porque, como dizia Nelson Rodrigues, quando estabelecida, é burra. Voltando a quase unanimidade, como se fosse um lamento dos aflitos, a pergunta que ressoa em todos os cantos é : - Será que Lula se reelege? Antes de qualquer coisa, preciso informar que amigos, conhecidos e parentes não pertencem a nenhum partido ou religião. São “heterogêneos entre si”. Comerciantes , médicos, advogados, funcionários públicos, empresários, comerciários, bancários, espíritas, católicos, judeus, etc. A única coisa que têm em comum é que são alfabetizados, informados e querem um país melhor, para viver.
As pesquisas de intenção de voto, colocam Lula hoje como o favorito, a despeito de nos últimos 3 meses o candidato petista estar nadando de braçada, em calma lagoa. Os gastos com publicidade e a “empatia” da toda poderosa com o ex-metalúrgico, assombram.
A indefinição dos partidos de oposição e o fato de estarmos longe do pleito, não acalmam os ânimos. A possibilidade de Lula se reeleger, criou uma empatia desesperada. - Não é possível... - Será???. - Calma, ainda é cedo... - Ninguém merece... São frases que se ouve em todos os cantos. Este “bode” generalizado, nunca vi. Nem na época do Collor. No ideário dos bem informados, apesar da contradição, a reeleição de Lula soa como uma maldição. Se aqui temos a de Cunhambebe (a cada dia acredito mais nela), no Brasil, ainda temos que descobrir qual é a nossa. Minha tia, professora, diz que é a falta de educação. Pra não dizer que só acredito nas Bruxas, concordo com ela.

Placas de obras

Edilson Felix que saber se placas de obras executadas pela Prefeitura contém todas as informações exigidas por Lei

O vereador Edílson Felix protocolou Pedido de Informação requerendo que o Chefe do Executivo informe se a Prefeitura vem cumprindo, quando da elaboração das placas indicativas de obras públicas, o proposto pela Lei Municipal 1107/1991, que em seu artigo primeiro informa que a Prefeitura deverá afixar em local visível, junto às obras públicas que realizar, placa padronizada com as seguintes informações: o engenheiro responsável pela obra, a firma empreiteira contratada, o objeto sumário da obra, o valor e data do contrato , além da data de início e do término prevista da obra.
Para Edílson Felix, é fundamental que a Prefeitura exponha estas informações, em nome da transparência da Administração: “As placas, sem estes dados, acabam não informando corretamente os cidadãos, que querem saber se é a própria Prefeitura, com seu maquinário e pessoal que está realizando aquela obra ou se a mesma é terceirizada. Além de ser importante, em nome da Moralidade Administrativa, a publicidade do valor dos contratos das obras, assim como quando serão iniciadas e a data de previsão do término das mesmas”


Obras no Itaguá

A falta de informações sobre se a obra esta sendo executada pela Prefeitura ou por uma empresa terceirizada levou a população do bairro do Itaguá a solicitar ao vereador Edílson Felix, que protocolasse outro pedido de informação, este sobre as obras de pavimentação asfáltica que estão sendo realizados naquele bairro. Segundo o vereador, “a população quer saber se é a Prefeitura que está realizando aquelas obras com seu pessoal ou terceirizou o serviço. Também quer saber se a obra foi terceirizada, se houve licitação, quais as empresas que participaram da mesma e qual o valor pago para a empresa vencedora do certame”.


Prédio da SEMA

Vários munícipes questionaram o vereador Edílson Felix sobre a sede da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, que fica no Itaguá, muito próximo do rio. Para atender a população, o vereador enviou Pedido de Informação questionando o Executivo sobre os seguintes tópicos: O prédio onde está localizada a Secretaria é próprio ou é alugado? Se é alugado, qual o valor pago mensalmente? Quem é o proprietário do imóvel? Qual o prazo do contrato e se o prédio se encontra dentro das especificações ambientais?


Agentes de Saneamento

Na semana passada, Edílson Felix foi procurado pela comunidade que buscava maiores informações sobre o número de agentes de Saneamento em atividade no município. Para poder responder com certeza a esta questão, foi elaborado Pedido de Informação questionando o Executivo sobre quantos e quais são os agentes de Saneamento em atividade no município e se há a necessidade de aumento no número de agentes.
Segundo Edílson, “o Pedido de Informação é uma forma do Executivo prestar contas à comunidade sobre sua atuação e da comunidade fiscalizar o trabalho da Administração Pública Municipal, esclarecendo suas dúvidas”.
Fonte: Assessoria do Vereador Edílson Felix

Notícias da Prefeitura

Comunidade Rio da Prata realiza I FestAfro

A Comunidade em Ação do bairro Rio da Prata, de Ubatuba, realizará neste sábado, dia 18, a I FestAfro, tendo como atrações principais, o Grupo de Jongo Mistura de Raças e o grupo Hip Hop em Ação. Haverá também shows de forró, rap, samba e rock, além de sorteio de prendas. Toda a arrecadação será revertida para a construção da oficina de cultura e padaria comunitária. O bairro possui uma casa cultural de mais de 80 anos. Diversos trabalhos voluntários são realizados lá, como: cursos, ações de resgate da cultura e conscientização ecológica. PMU


Procon de Ubatuba teve número de atendimentos dobrado no último ano

Em virtude do Dia Internacional do Consumidor, comemorado no último dia 15, o Procon de Ubatuba vem a público divulgar seus serviços e alertar ao consumidor que se sentir lesado que o Procon existe para ajudá-lo a resolver seus problemas, já que é uma ferramenta de conciliação entre o consumidor e a empresa reclamada. Atendendo uma média de 30 a 40 pessoas por dia, o Procon de Ubatuba viu seu atendimento aumentar 106% depois que passou a ficar aberto no horário de almoço, quando as pessoas têm mais tempo para se dirigir ao mesmo e efetuar suas reclamações.
Entre as reclamações mais ouvidas pelo Procon estão as relacionadas com empresa de telefonia, convênio de saúde, empresa fornecedora de energia, operadoras de celular, magazines e bancos.
O Procon em Ubatuba existe há aproximadamente 15 anos e funciona por meio de convênio entre a Prefeitura e Procon do Governo do Estado de São Paulo. O Órgão de Defesa do Consumidor em Ubatuba está localizado à avenida Dona Maria Alves, 890. Os telefones são 3833-3022 e 3833-5446. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. PMU


Prefeitura de Ubatuba entrega salas de aula e reformas em escolas da Região Sul

Reforma no Rio Escuro e salas na Maranduba atendem a alunos e funcionários

A Prefeitura Municipal de Ubatuba e a Secretaria Municipal de Educação entregaram nesta sexta-feira, 17, obras às comunidades do Rio Escuro e Maranduba. Os alunos do bairro do Rio Escuro receberam o prefeito Eduardo Cesar e a Secretária de Educação Patrícia Pereira com muita alegria. Durante a execução do Hino de Ubatuba havia até uma coreografia ensaiada pelos pequenos. A EMEI foi entregue totalmente reformada com novo telhado, piso frio para todas as classes e azulejo nos banheiros. A estrutura do prédio também foi reforçada e os funcionários ganharam um novo banheiro.
No bairro da Maranduba a EM Virgínia Mele da Silva Lefevre teve a inauguração de duas novas salas de aula com capacidade para 22 alunos que proporcionará mais conforto às crianças e aos professores que antes ocupavam uma pequena sala. Mais uma vez os alunos prepararam surpresas: contaram a história de Virginia Lefrvre e apresentaram um jogral sobre Ubatuba, antes de cantar o hino da cidade.
A secretária Patrícia Pereira, lembrou que os trabalhos estão em andamento. “Ainda temos muito a fazer. Porém, com muita dedicação a prefeitura, através da Secretaria de Educação vem atendendo as necessidades de cada comunidade”, disse Patrícia.
O prefeito Eduardo César declarou a importância dessas inaugurações para o município. “É com satisfação que voltamos a esses bairros inaugurando obras. Pouco a pouco vamos melhorando a qualidade de vida dos moradores de Ubatuba”, disse Eduardo PMU


Eduardo Cesar recebe deputada federal Ângela Guadagnin

“É uma pessoa que tem nos aconselhado e interferido por nós junto ao Governo Federal”, diz o prefeito

O prefeito de Ubatuba, Eduardo César, recebeu na última sexta-feira, 17, a deputada federal pelo PT, Ângela Guadagnin. A deputada está no Litoral Norte de São Paulo para cumprir uma vasta agenda de atividades, entre elas palestras no Perequê-Açú, Maranduba e Rio da Prata. Ângela foi convidada por padres da igreja católica para falar sobre o projeto de lei que versa sobre a legalização do aborto. A palestra é sobre a Defesa da Vida, quando a deputada, que trabalha com a Pastoral de Família e é membro das Comissões Parlamentares em Defesa da Vida e de Seguridade Social na Câmara dos Deputados, fala sobre sua posição contra a legalização da prática do aborto.
Em sua visita a Ubatuba, Ângela esteve com Frei Aldo, que passou à ela a documentação referente à recuperação do telhado da Igreja Exaltação à Santa Cruz, para que seja levada ao Ministério da Cultura. No bairro do Rio da Prata, a deputada recebe um projeto solicitando recursos para a construção da padaria-escola, que será levado por ela ao Ministério do Desenvolvimento Social – Combate à Fome.
O vice-prefeito Domingos dos Santos agradeceu pessoalmente a vinda da deputada, companheira de partido: “A Ângela tem mostrado interesse em estar próxima de Ubatuba e com freqüência nos informa a respeito de questões referentes à mulher e que possam beneficiar o município. Nos identificamos com ela em várias questões como a que diz respeito à violência contra a mulher”.
Ângela Guadagnin foi também parceira eleitoral de Eduardo Cesar. Após isso, através dela foram destinados recursos vindos do Governo Federal para a Santa Casa de Ubatuba e para reformas em postos de saúde. Na ocasião de sua visita foi também anunciado um novo repasse: R$ 300 mil, solicitados por meio de emendas da deputada federal, para tratar de assuntos como células-tronco, planejamento familiar e gravidez precoce.
Eduardo César, em seu encontro com a deputada, deixou claro seu apoio e agradecimento pelas intervenções da deputada junto ao Governo Federal. “Ela é uma pessoa que tem nos aconselhado muito e interferido para a vinda de verbas para Ubatuba. Além de ser uma política de extrema competência e seriedade, tem estado próxima da nossa administração e representa muito bem o Vale do Paraíba e Litoral Norte”, elogiou o prefeito. PMU

sexta-feira, março 17, 2006

Pizzaria Brasil

Pergunta que não quer calar

Quem mandou quebrar o sigilo bancário do caseiro que acusou Palocci de frequentar a alegre mansão alugada em Brasília pela chamada "República de Ribeirão Preto?"
A Polícia Federal pediu e o caseiro lhe deu o número de sua conta bancária. Em seu site, a revista ÉPOCA publicou no início desta noite a movimentação bancária do caseiro, depósitos e saques.
O amadorismo e a desfaçatez dos que tramaram uma história que ruiu em poucas horas são espantosos.
Mas resta o crime cometido - o da quebra do sigilo bancário. E isso é muito grave. Não pode ficar impune.

Fonte: Noblat

Pizzaria Brasil

"Por que não fizeram com o "chefe"?

O caseiro acaba de negar que tenha recebido R$ 38 mil do empresário Eurípedes Soares da Silva, a quem chama de pai. Disse que recebeu R$ 24.990,00 em três vezes. E apresentou recibos dos depósitos. Estava em Teresina quando a primeira parcela foi depositada.
- Por que fizeram isso comigo (a quebra do seu sigilo bancário)? Por que não fizeram com o "chefe" (Palocci, como era chamado pela turma da República de Ribeirão Preto)?

Fonte: Noblat

Pizzaria Brasil

Pai do caseiro reconhece o filho

O empresário Eurípedes Soares da Silva acaba de admitir em entrevista a uma televisão comunitária do Piaui que o caseiro Francenildo da Costa é filho dele "com uma rapariga".
Confirmou que mandou dinheiro para que Francenildo comprasse um carro.
À TV Globo, o empresário não negou com clareza que seja pai do caseiro. "Não foi conclusivo", contou-me uma fonte da Globo.

Fonte: Noblat

Pizzaria Brasil

Desmascarada a tentativa de desmoralizar o caseiro

A mãe do caseiro, dona Benta Maria Santos da Costa, 42 anos, acaba de confirmar que teve um caso com o empresário Eurípedes da Silva, dono de linhas de ônibus no Piaui, quando tinha 15 anos de idade. E que Francenildo é filho dele.
Eurípedes nunca quis assumir a paternidade. Conheceu Francenildo quando ele tinha 14 anos - mas insistiu que não era pai dele.
Francenildo queria ser reconhecido. Em dezembro último, avisou a Eurípedes que iria à Justiça pedir exame de DNA.
Aí Eurípedes chamou Francenildo para um acordo - e pagou os R$ 38 mil que pingaram na conta do caseiro de janeiro para cá.
Há pouco, na entrevista coletiva que começou a conceder, Francenildo disse que achou estranho o fato de a Polícia Federal ter lhe pedido todos os seus dados bancários.
- Isso tudo é uma armação, mas eu não caí na rede - comentou com Leandro Colon, repórter do blog.

Fonte: Noblat

Sustentando os pizzaiolos...

Proprietários solicitam leilão


Os veículos acabam por tornar-se criadouros de mosquitos e ratos

Cristiane Zarpelão
Claudia Selma Meira e Marco Aurélio Meira, proprietários do pátio da Santina, no bairro Jardim Carolina, local para onde são encaminhados, apreendidos e guardados automóveis, motocicletas e bicicletas decorrentes de roubos e acidentes, solicitam ao delegado de Ubatuba, Fausto Mouro Cardoso, um leilão para que o pátio possa ser desocupado. “O pátio funciona desde 1994 e temos carros encostados aqui desde 1994. Solicitamos ao senhor delegado que faça um leilão, pois o “entulho” de carros, motos e bicicletas muito antigos está causando problemas a nós e aos vizinhos”, diz Claudia.
Segundo Marco Aurélio, a SUCEN (Superintendência de Controles de Endemias) constatou que nos veículos abandonados há focos de larvas do mosquito da dengue. “Isso sem contar, com o aparecimento constante de ratos e cobras”, enfatiza. “A área do pátio tem cerca de 2.000 m2 e têm aproximadamente 280 veículos, entre carros, motos e 500 bicicletas. Está superlotado”, afirma Claudia.

Os proprietários dizem que “desde a abertura do pátio em junho de 1994, só aconteceu um leilão e o leiloeiro roubou cerca de R$ 70.000,00. Parece que o caso não foi resolvido até hoje”, dizem.
Para manter o negócio, os proprietários prestam serviços de guincho e a diária de cada automóvel custa R$ 10,00. “Como muitos veículos estão abandonados, esperamos o leilão para sermos ressarcidos”, diz Claudia.
Marco ressalta que “as bicicletas também são um grande problema, pois ficam empilhadas enferrujando e há muitas tentativas de roubo. A Policia Militar faz um bloqueio das bicicletas em pontos estratégicos da cidade e procura o número do quadro. Se estiverem raspados eles apreendem”.
Caso uma pessoa tenha tido sua bicicleta roubada e quiser procurá-la no pátio, basta levar ao local a nota fiscal da bicicleta.

Outro lado

Segundo o delegado Fausto Mouro Cardoso já está sendo preparado o processo de leilão e a portaria correspondente já foi publicada no diário oficial, os proprietários já estão sendo comunicados e já foram expedidas as notificações.
Em relação ao leilão ocorrido em 2004 o delegado diz que “o leiloeiro não repassou o valor aos pátios, mas ele já deixou de fazer leilões e o processo criminal contra ele está tramitando”, conclui.

Foto: Renato Boulos/USC

Ministro virtual

"Integrantes da área econômica ouvidos ontem pelo Estado após o depoimento do caseiro Francenildo Santos Costa à CPI dos Bingos temem que o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, tenha perdido o principal atributo que se exige para ocupar o cargo: credibilidade.
Assim, mesmo com a determinação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de mantê-lo no posto, Palocci poderá ser obrigado a deixar o governo. "O ministro está tecnicamente fora do cargo", sintetizou uma fonte.
A avaliação na Esplanada dos Ministérios foi de que um ministro da Fazenda que passou a ser considerado "mentiroso" por senadores e deputados da oposição - até há pouco seus principais defensores no Congresso - poderia criar dificuldades ao governo em negociações difíceis junto a políticos, empresários, banqueiros e organismos internacionais."
Fonte: Beatriz Abreu e Ribamar Oliveira em O Estado de S. Paulo

A COMIDA DO SENHOR MINISTRO

Herbert Marques
Cada vez mais humilhante a situação política em que vivemos, desta feita com o procedimento sem par do Supremo Tribunal Federal em acolher o mandado de segurança que impediu o depoimento do caseiro de uma residência em área nobre de Brasília, alugada pelos ex-assessores do Ministro Palocci, tudo indica para reuniões políticas, acertos obscuros, churrascos e outras comidas. Quem viu o início do depoimento de Francelino Santos Correa, logo depois interrompido por determinação do Supremo Tribunal, pôde assistir uma das mais tristes páginas da história recente de nossa República. Um humilde nordestino, lá dos grotões do Piauí, com a simplicidade dos homens rudes do sertão, declarar que o todo poderoso Ministro da Fazenda do Brasil freqüentava toda semana uma casa previamente preparada, quer para conchavos, quer para encontros amorosos, quer simplesmente para degustação de churrascos ou outras comidas, sabe-se lá quais. E não venham dizer que esses encontros estavam na esfera do privativo, garantido pela Constituição sob o manto da privacidade, daí a razão de ser acolhido o mandado de segurança impetrado por um dos parlamentares do PT. A liminar foi dada para salvar o ministro e seus asseclas, procedimento dos mais inusitados do Supremo Tribunal.
O homem público, e o Ministro Palocci o é, deve ter comportamento exemplar e passível de transparência para todos os brasileiros. Não me venha com essa de ter garantida a sua privacidade, principalmente quando nela estão embutidos conchavos, sacanagem com mulheres da vida e outras coisitas mais. Em qualquer lugar do mundo o Ministro Palocci já estaria frito. Por que não aqui? Porque aqui estamos com nossa política deteriorada, com a nossa moral destruída, com a nossa dignidade de nação jogada no lixo. Não estamos construindo, com a política atual, uma nação digna, uma sociedade que possa se orgulhar de seu povo. O Brasil continua caminhando para uma república de bananas como sempre foi, onde os homens públicos cada dia mais se desnudam perante a sociedade que os elegeu, mostrando sua alma de pagão apátrida, corrompido, imundo, apodrecido.
Palocci e seus pares não merecem nenhuma consideração de seu povo. Seu lugar deve ser no colo de Jeani Mary Córner de onde nunca deveria ter saído. Merecemos, ou pelo menos a grande maioria dos brasileiros merece, coisa melhor.
hlmarques@terra.com.br

Primeiro Curso de Biomassa


A idéia é aproveitar a matéria-prima abundante em nosso município

Biomassa de banana verde

O vereador Charles Medeiros esteve no bairro do Sertão do Ubatumirim acompanhando a realização do 1º Curso de Biomassa de Banana Verde, ministrada pela instrutora da Promoção Social Maria Leonor, com a participação de Madalena, Denise e Maria Benedita, agentes de saúde, responsáveis pela saúde no bairro. Participaram do curso dezessete moradoras. Charles Medeiros foi o autor do Projeto de Lei nº 167/05, que dispõe sobre a utilização da Biomassa de banana verde. Segundo Medeiros, a idéia é que se utilize a biomassa como base da preparação de no mínimo um item que componha as refeições distribuídas por creches e escolas no âmbito municipal. “A idéia é agregar valor ao produto, bem como aproveitar a matéria-prima que é abundante neste município, também capacitar e valorizar as pessoas do local em utilizar o que ela pode ter no quintal, a banana.” Afirma Charles Medeiros.

Educação Ambiental

O vereador Charles Medeiros participou de uma reunião nesta tarde do último dia 16, na Secretaria Municipal de Educação, com o Corpo de Supervisores Municipais de Ensino para discutir diretrizes e planejamento de projetos, programas e campanhas relacionados aos temas pertinentes à Ubatuba“. Uma das questões foi sobre o Projeto de Lei 130/05, de autoria do vereador a qual inclui na grade curricular das séries 5ª a 8ª do ensino fundamental das escolas municipais a disciplina Educação Ambiental, a qual objetivo principal do autor é a conscientização, dos direitos e dos deveres e principalmente em relação ao respeito à comunidade nativa e tradicional, de forma que os alunos conheçam e aprendam com nossa cultura, tradições. “Com o tempo e através da educação ambiental os alunos aprenderão sobre a legislação vigente e suas realidades, num futuro próximo o aluno de hoje saberá defender o meio ambiente a si mesmo e a seus próximos”, comenta Medeiros.
Outro tema discutido foi sobre a temática Educação para o Turismo, de sua autoria onde os Supervisores de Ensino queriam maiores detalhes do vereador quando elaborou a lei em 2001, Charles comentou que foi através das várias visitas que realizou as escolas e percebeu que grande parte dos alunos não conhecia a história de Ubatuba e seu povo, segundo o vereador, trata-se de um fato lamentável, pois Ubatuba tem histórias da época da formação deste país e que precisa ser de certa forma divulgada e profissionalizada, principalmente no que diz respeito à identidade de nosso povo. “A Secretaria de Educação possui os atributos necessários para que a proposta tenha êxito, a qual alavancará melhorias consideráveis no quesito educação em Ubatuba.” Afirma Medeiros
Fonte: Assessoria Charles Medeiros

Notícias da Prefeitura

Nota de Esclarecimento

A Prefeitura Municipal de Ubatuba informa que a denúncia de Jair Caetano Fernandes sobre a retirada de material armazenado no aterro sanitário é improcedente.
Segundo informações de Ibiapara Nunes Romero, responsável pelo aterro sanitário, o denunciante já havia retirado e pesado os pertences que lhe interessavam no dia 17 de fevereiro como consta em documento assinado pelo mesmo.
“O que ficou no aterro ele se recusou a retirar, alegando que não era de valor comercial. Mesmo assim, o material ficou separado, sem se misturar aos demais, como foi verificado pelo pessoal do Jornal Imprensa Livre, que esteve aqui no aterro na tarde de quinta-feira (16)”. disse Ibiapara.
Quanto ao material que estava sendo transportado na quinta-feira, 16, Ibiapara esclarece que “eram umas madeiras velhas, que estavam a mais de 100 metros do material do senhor Jair". PMU

Ciclofaixa


Com a pintura da faixa vermelha a implantação da ciclofaixa avançou

Maioria aprova ciclofaixa na Thomaz Galhardo

A maioria das pessoas que circulam pela Avenida Thomaz Galhardo se mostra satisfeita com a implantação das ciclofaixas, feita pela Prefeitura no início deste mês. O ciclista Maurício Paulino dos Santos, microempresário morador do centro, considera que o principal ganho foi a segurança e diz que a idéia é muito boa. Já para o motorista de ônibus de turismo, Edvaldo Pedro, o mais importante foi a melhora no tráfego: “Foi uma ótima idéia, agora tenho mais facilidade de circular, sem me preocupar tanto em bater nas bicicletas”. O aposentado Sérgio Rodrigues Alves, que dirige veículo motorizado, concorda e diz que a ciclofaixa melhorou o trânsito.
Quanto aos comerciantes, a opinião se divide. Os que têm seu comércio no lado direito da rua aprovam, em sua maioria, o funcionamento da ciclofaixa. É o caso de Renato Sartori, da Altrison, que viu grande melhora depois da implantação da ciclofaixa porque desde então as bicicletas não mais atrapalharam na entrada e saída de carros de seu estabelecimento: “agora está bem melhor, muito mais seguro. Antes o perigo de acidentes era grande”, informou Renato Sartori.
Já o proprietário da Distribuidora de Água e Gás Assai, Quinite Nelson Assai, que possui estabelecimento do lado esquerdo da Thomaz Galhardo, não gostou da ciclofaixa em frente ao seu comércio. Quinite disse que a falta do estacionamento na frente de seu ponto comercial atrapalha e por isso considera a ciclofaixa má idéia. Wagner Luiz da Silva Messias, do Rei da Construção, tem opinião dividida: “acho que tem seu lado bom e seu lado ruim. O bom é a organização e a educação no trânsito e o lado ruim é que é difícil ter vaga para estacionar aqui em frente da minha loja e isso prejudica na carga e descarga”, disse Wagner, explicando que mesmo sendo o Rei da Construção do lado direito, onde é permitido estacionar, o local está sempre lotado de carros, sendo raras as vezes em que sobra espaço para estacionamento de caminhões.

Faixa vermelha

A faixa vermelha que demarca a área destinada exclusivamente aos ciclistas já começou a ser pintada e na Avenida Thomaz Galhardo, onde foi realizada a pesquisa, os primeiros quarteirões estão com a pintura completa, aguardando apenas a colocação dos tachões com catadióptricos que vão fazer com que a ciclofaixa fique ainda mais visível tanto para os ciclistas como para os motoristas.

Educação

Foram enviados 10 mil panfletos informativos para as escolas do município, esclarecendo o que é a ciclofaixa.. A Secretaria de Educação propôs o tema para as escolas como Educação para o Trânsito. PMU

Dia Mundial da Água

Ubatuba realiza seminário no Dia Mundial da Água

Para comemorar o Dia Mundial da Água, Associação Sócio-Ambientalista Somos Ubatuba (ASSU), em parceria com a Prefeitura de Ubatuba, promoverá um seminário no dia 22 de março, a partir das 14h. O evento, que acontecerá no auditório da Escola Municipal Padre José de Anchieta, no Sumaré, será gratuito e aberto à população. O seminário, com o tema “Para despertar o cuidado com as águas de Ubatuba”, tem como objetivo conscientizar a população para a importância de se preservar os recursos hídricos.
Logo na abertura, os jovens Ramatis dos Santos e Raquel Rodrigues que formaram, juntamente com a secretária de Meio Ambiente, Cristiane Gil, a comitiva brasileira no Parlamento da Juventude pela Água realizada este mês no México, falarão sobre a experiência. Em seguida acontecem diversas palestras, ministradas por autoridades no assunto, como Rosa Mancine, Secretária Executiva do CBH-LN; Eldis Camargo, Assessora da Procuradoria Geral da Agência Nacional de Água (ANA). O coordenador da Mesa será o Mestre Henrique Luis de Almeida, Coordenador do Programa de Gestão Costeira da ASSU.

Lançamento do Projeto Cuidágua

Nesse mesmo dia, a ASSU lança também o Projeto “Cuidágua”, de Educação e Gestão Ambiental, que foi aprovado e financiado pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro) e tem como objetivo despertar na população da região central de Ubatuba (sub-bacia 7) o cuidado com as águas do município.
Durante seis meses, o “Cuidágua” realizará ações para crianças, jovens e adultos, visitas educativas nas residências e estabelecimentos comerciais do entorno dos rios, oficinas de arte-educação, reuniões de planejamento participativo, mutirões de limpeza e instalação de placas eco-informativas. O projeto contará ainda com a criação e manutenção de uma página na Internet sobre o cuidado com as águas de Ubatuba.
O projeto Cuidágua tem parceria da Prefeitura de Ubatuba, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, de Educação e de Agricultura, Pesca e Abastecimento de Ubatuba e o Instituto Seiva Advogados pela Natureza, com apoio do Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte (CBH-LN), com o financiamento do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO), através do CBH-LN. PMU

Fundart

Fundart homenageia mulheres durante fim-de-semana

Durante todo o mês de março, as mulheres ubatubenses estão sendo homenageadas com uma programação especial. Este final de semana começa bem. No dia 17, sexta, acontece uma apresentação musical de chorinho, interpretada só por mulheres da Banda Lira Padre Anchieta. No mesmo dia, acontece o lançamento do livro “Mulheres Danadas”, de autoria da Dra. Alda Ribeiro, que fará uma palestra durante o evento. Dra. Alda é gerontologista, médica especialista em pessoas idosas. Ela é também, autora dos livros "Manual para viver bem uma longa vida", "Quebrando os tabus da velhice" e "O peixe morre pela boca, e você também".
No sábado, dia 18, a partir das 20h30, a Retreta do Maestro Pedrinho se apresenta na Praça Exaltação da Santa Cruz e no domingo, 19, o Grupo Artigo Quinto traz um amplo repertório, que pretende agradar a todos, tocando sucessos do jazz, clássico popular e bossa nova, entre outros ritmos. A apresentação começa às 21h, também na Praça Exaltação da Santa Cruz. PMU

Previdência Municipal


Enerly Fragoso ladeado por Ireni Clarinda e Sirleide da Silva

Instituto de Previdência Municipal empossa nova diretoria

O Instituto de Previdência Municipal é a autarquia responsável por gerir a previdência do quadro efetivo de funcionários da Prefeitura Municipal

A nova diretoria executiva do Instituto de Previdência Municipal tomou posse na manhã desta quinta-feira, dia 16, numa solenidade. A mudança, que ocorre de quatro em quatro anos, é feita através de uma reunião do Conselho Administrativo e Fiscal que indica os nomes numa lista tríplice para que o prefeito os eleja. Enerly Fragoso é o nome do novo presidente. Sirleide da Silva é a nova diretora administrativa e Ireni Clarinda ocupa o cargo de diretora previdenciária.
Em discurso, o novo presidente do Instituto de Previdência, Enerly Fragoso disse que a nova equipe se empenhará em fazer com que o sistema funcione cada vez melhor. “Vamos dar continuidade ao trabalho realizado até agora e aprimorar ações do Instituto para dar aos funcionários um atendimento cada vez melhor”. PMU

Congelamento


Policiais acompanham os trabalhos de remoção da cerca

Prefeitura remove cerca no Parque Guarani

A Prefeitura de Ubatuba, por intermédio da Comissão de Congelamento, realizou na última quinta-feira, 16, uma ação administrativa que culminou na remoção de uma cerca de zinco que havia sido colocada em uma área do Parque Guarani, que além de ser área pública, de preservação permanente, é também núcleo congelado, ou seja, local onde não são permitidas novas construções por ser alvo de ocupação irregular.
A ação foi reincidente, já que no dia 7 de fevereiro a Prefeitura demoliu três ferros-velhos que estavam no mesmo local. A Prefeitura vai cercar a área nos próximos dias para evitar novas invasões. “A ação foi semelhante à outras ocorridas em diferentes locais e que estavam na mesma situação, ou seja, com construções após o congelamento. A diferença é que desta vez, além de ser área congelada, trata-se também de área pública e que já havia sofrido demolição anteriormente. Isso caracteriza um verdadeiro desrespeito ao patrimônio da população de Ubatuba”, explicou Claudinei Salgado, Secretário Adjunto de Gabinete e responsável pela Comissão de Congelamento. A ação contou com o apoio das Polícias Militar, Ambiental e Guarda Municipal. PMU

Conferência

Smapa realiza I Conferência Municipal

Serão quatro etapas em que gestores, trabalhadores e comunidade discutirão os rumos da pesca, agricultura, maricultura e abastecimento para os próximos 15 anos

A Prefeitura de Ubatuba, por meio da Secretaria de Agricultura, Pesca e Abastecimento, em parceria com o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural e Pesqueiro (CMDRP) e o Conselho Municipal de Desenvolvimento (CMD), realizará, na próxima segunda-feira, dia 20, a primeira etapa da I Conferência de Pesca, Agricultura, Maricultura e Abastecimento. Elas têm o objetivo de fazer o levantamento e priorização das necessidades setoriais que servirão para compor o Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado.
Visando atingir todas as regiões e o maior número de pessoas, serão realizadas duas conferências na região central, uma reunião técnica na região sul e outra no norte, dias 21 e 22, respectivamente. As reuniões do Centro acontecerão no Salão da Igreja São Francisco, durante os dias 20 e 27, das 8 às 18h. Na região Sul, a reunião acontece na sede da Regional, assim como na região Norte, ambas a partir das 15h.
Essas discussões deverão resultar em propostas que traçarão as prioridades, metas e ações que serão realizadas pelo poder público durante os próximos quinze anos. Por essa razão, a secretária da Smapa, Valéria Cress Gelli, afirma que a participação das pessoas envolvidas nos setores afins é muito importante. “Discutiremos assuntos e metas que influenciarão as atividades dos setores de pesca, agricultura, maricultura e abastecimento durante mais de uma década. Este é, portanto, um momento crucial para decidirmos juntos os nossos objetivos. A participação popular é legítima e necessária nesse processo”. Você, que é produtor rural, maricultor ou pescador, não perca essa oportunidade de participar do desenvolvimento do nosso município! PMU

Terrenos baldios


As máquinas removem o lixo acumulado em anos de abandono

Prefeitura inicia limpeza de terrenos baldios no Itaguá

A Prefeitura de Ubatuba vem realizando a limpeza dos lotes cujos proprietários foram notificados no final de janeiro por não terem cumprido com a determinação de limpar seus terrenos dentro do prazo de 30 dias. Tais proprietários receberam multas que variavam entre R$ 300 a R$ 500 e tiveram mais 15 dias para regularizar suas situações, procedendo com a limpeza de suas propriedades. Os que, mesmo depois deste prazo não limparam seus lotes, além da multa terão que pagar R$ 1,77 por metro quadrado de seu terreno, limpado pela Prefeitura. Este valor será cobrado na forma de preço público, ou seja, de serviço. O não pagamento do preço público gera a inscrição de seu valor em dívida ativa e a posterior cobrança em execução fiscal.
Esta ação é um trabalho conjunto entre as secretarias de Obras, Arquitetura e Planejamento Urbano e Meio Ambiente, que teve início do final do ano passado. O bairro do Itaguá é o primeiro a receber este serviço, onde do total de proprietários notificados, 20% atenderam à solicitação de imediato e muitos outros realizaram a limpeza após o recebimento das multas. Porém, como ainda restaram vários descumprindo a intimação, lá já foram limpos pela Prefeitura dois terrenos na Rua José de Alencar no último sábado, 11. No próximo sábado, 18, as máquinas da prefeitura darão continuidade ao trabalho, limpando mais dois terrenos no Itaguá.
A ação se estenderá por todo o município, começando pela Estufa I, Centro, Perequê-Açu e Jardim Carolina. A lei, permitindo que a prefeitura execute o serviço, caso o proprietário não o faça, é antiga e foi proposta pelo prefeito Eduardo César, quando era vereador na sua segunda gestão. PMU

Merenda terceirizada

Capacitação dá início ao processo de implantação da merenda escolar terceirizada em Ubatuba

A Prefeitura de Ubatuba deu início ao processo de implantação da terceirização da merenda escolar nesta quarta-feira, 15, com um curso de capacitação às merendeiras, no auditório da Escola Anchieta. Para conduzir o curso de capacitação, a Verdurama, empresa vencedora da licitação, e que cuidará da merenda escolar a partir da próxima segunda-feira, 20, designou Daisy Abi Antoun, do departamento de Recursos Humanos e as nutricionistas Sirley Castilho e Denise Morelo.
Na abertura Daisy fez questão de deixar claro que não serão promovidas mudanças drásticas no sistema de trabalho. “Não pretendemos ensinar a quem já sabe. Apenas passamos conceitos para padronizar o trabalho”, disse Daisy, que ainda passou dicas de relacionamento interpessoal e de como melhor atender o consumidor final, no caso os alunos.
A nutricionista Sirley passou detalhes desde o recebimento dos alimentos até a coleta de amostras para possíveis análises, passando por higiene e cuidados pessoais. “O aluno pode repetir quantas vezes necessário, respeitando a porção padrão”, lembrou a nutricionista. Os utensílios padronizados seriam encaminhados às escolas a partir da quinta-feira, 16. Outra exigência da empresa é que o cardápio seja seguido à risca pelas merendeiras. “Qualquer alteração ou substituição serão feitas apenas com autorização da nutricionista, pois temos que manter o valor nutricional da merenda. Nada de trocar a refeição por uma sopa só porque dá menos trabalho”, concluiu Sirley. Ao final, as participantes receberam um manual contendo dicas de higiene pessoal e um certificado de conclusão da capacitação.

Funcionários

Todas as funcionárias auxiliares de serviços gerais de escola que estavam trabalhando nas cozinhas continuam atuando com a supervisão e capacitação da empresa e da direção da escola. Foram contratadas, para completar o quadro de pessoal, as merendeiras indicadas pelas escolas que anteriormente estavam contratadas pela APM e que prestavam serviço eventual nas escolas. As contratadas passarão por um período de três meses de experiência e serão pagas pela empresa Verdurama. Além das merendeiras, todas as pessoas que vierem a ser contratadas serão moradoras de Ubatuba.

A empresa

A Verdurama Comércio Atacadista de Alimentos Ltda, da cidade de São Paulo, foi a empresa vencedora da licitação. Com mais de 10 anos, a Verdurama é hoje uma das empresas mais qualificadas no segmento de alimentação escolar. No contrato de merenda terceirizada a Verdurama fica responsável pelos gêneros estocáveis e perecíveis, pela mão-de-obra, manutenção corretiva e preventiva, aquisição e reposição de utensílios e equipamentos e abastecimentos de gás.
Entre as atribuições da empresa estão a aquisição de gêneros cuidadosamente selecionados, baseado no custo e qualidade, logística de entrega, com funcionários uniformizados, armazenamento, preparo e distribuição da merenda, envolvendo mão-de-obra qualificada e periodicamente treinada e capacitada para atender os alunos. Uma das exigências contratuais foi que os hortifruti fossem adquiridos de produtores locais.
O custo final da merenda escolar em Ubatuba será de R$ 1,35 para as Emeis, escolas municipais e estaduais e R$ 4,77 para creches. Em Ubatuba serão fornecidas refeições para 11.959 alunos do ensino municipal , sendo 8.500 das Escolas Municipais do Ensino Fundamental, 2.950 da Educação Infantil e 509 das creches. PMU

Programa Letra e Vida


A aula inaugural do projeto com a platéia interessada e participante

Ubatuba dá início ao programa Letra e Vida

A secretaria de Educação de Ubatuba promoveu no último dia 15, a aula inaugural do “Programa de Formação de Professores Alfabetizadores Letra e Vida”, no auditório da EM Padre Anchieta. A cerimônia contou com a presença da representante da Delegacia de Ensino Regina Mira Reis, das coordenadoras do projeto, Akemi Matsuoka e Regina Dellalibera, além de Luciana Valério, representando os supervisores de ensino e Patrícia Pereira, secretária de Educação de Ubatuba.
Em seu pronunciamento, Patrícia lembrou que o Letra e Vida é uma arma a mais na prevenção ao analfabetismo. “Precisamos do empenho e dedicação de todos para a utilização de mais essa arma conta o analfabetismo. Não podemos mais alfabetizar alunos de quarta e quinta séries”, disse Patrícia. Após os pronunciamentos foi exibido o vídeo “Em outras Palavras” além da apresentação do material que será utilizado durante o curso. As aulas serão ministradas às quartas-feiras em três períodos, no salão da secretaria de Educação.

Programa Letra e Vida

O programa de Formação de Professores Alfabetizadores Letra e Vida é um curso destinado a professores da rede municipal que ensinam a ler e escrever no Ensino Fundamental, envolvendo crianças, jovens ou adultos.
O programa tem como objetivos, melhorar significativamente os resultados da alfabetização no sistema de ensino, tanto quantitativamente quanto qualitativamente; contribuir para uma mudança de paradigma no que se refere tanto à didática da alfabetização quanto à metodologia de formação dos professores; contribuir para que se formem, na base do sistema educacional, quadros estáveis de profissionais capazes de desenvolver a formação continuada de professores alfabetizadores, contribuir para que tanto as diretorias de ensino, quanto as unidades escolares sintam-se responsáveis pela aprendizagem de todos os seus alunos e por fim, favorecer a ampliação do universo cultural dos formadores e dos professores cursistas, principalmente no que se refere ao seu letramento. PMU

Educação

Prefeitura de Ubatuba entrega salas de aula e reformas em escolas da Região Sul

Reforma no Rio Escuro e salas na Maranduba atendem a alunos e funcionários

A Prefeitura Municipal de Ubatuba e a Secretaria Municipal de Educação entregam nesta sexta-feira,17, obras às comunidades do Rio Escuro e Maranduba. A EMEI do bairro do Rio Escuro foi totalmente reformada. Os alunos receberão a escola com novo telhado, piso frio para todas as classes e azulejo nos banheiros. A estrutura do prédio também foi reforçada e os funcionários ganharam um novo banheiro.
A cerimônia de inauguração da reforma da EMEI do Rio Escuro está marcada para às 14h30. No bairro da Maranduba às 16h acontece a inauguração de duas salas de aula na EM Virgínia Mele da Silva Lefevre. Cada sala tem capacidade para 22 alunos e dará mais conforto às crianças que ocupavam uma pequena sala. Os professores também poderão desenvolver melhor suas atividades com a ampliação do espaço. Atualmente a EM Virgínia Mele da Silva Lefevre tem 195 alunos. PMU

Surfe

Escolinha de Surfe da Praia Grande ganha nova sede

A Secretaria de Esportes e Lazer da Prefeitura de Ubatuba inaugura neste sábado, 18, a nova sede da Escolinha Municipal de Surfe da Praia Grande. A estrutura da escolinha é basicamente a mesma que existe no Perequê-Açu, com 36 metros quadrados construídos totalmente em madeira, com capacidade para abrigar 24 pranchas durante as aulas.
A Tricats, marca de surfwear, será apresentada como patrocinadora oficial da escolinha e fará a entrega dos uniformes (lycras) aos alunos. A festa vai contar com grandes nomes do surfe local e uma tenda de customização de peças, com renda revertida para a Santa Casa de Ubatuba. A cerimônia de inauguração está marcada para às 9h, no canto norte da praia. PMU

Mini Maratona

Corredores de Ubatuba participam da Mini Maratona de Paraty

Ubatuba conquistou bons resultados na quinta edição da Mini Maratona de Paraty, no domingo, 12, disputada por mais de 600 atletas. A prova foi realizada em um percurso de 18 km pela rodovia Rio/Santos e o vencedor foi Luis Antunes, de Cruzeiro, que terminou o trajeto em 55m28s. Ubatuba enviou três atletas para a prova e o atleta Antônio Carlos de Jesus foi o destaque da equipe. Com o tempo de 59m 47s, Antônio foi o oitavo na classificação geral e o campeão da categoria 20-35 anos. Outro bom resultado veio com Rildo Ribeiro dos Santos, vice-campeão na categoria 18 a 24 anos, com o tempo de 01h06m38s. O tempo lhe valeu a 24ª posição no geral.
Joaquim Gonçalves Filho, com o tempo de 1h13m18s, foi o sexto colocado na categoria 40 a 44 anos, e 57º no geral. Os atletas receberam o apoio da Prefeitura Municipal de Ubatuba por meio da Secretaria de Esporte e Lazer. PMU

quinta-feira, março 16, 2006

Ciclismo

Equipe de Ubatuba faz 3 campeões na 2ª Etapa do Campeonato Valeparaibano

Laura Ennes
Uma semana depois de participar da abertura do Campeonato Paulista de Ciclismo, no GP São Paulo, circuito Museu do Ipiranga, a equipe CCU/Adenosina/Nossa Caixa/Milly/Beach Energy/Arte Camiseta/Secretaria de Esporte e Lazer, esteve presente na 2ª Etapa de Resistência do Campeonato Valeparaibano de Ciclismo, realizada na cidade de Guaratinguetá, no último domingo, dia 12.
Mais de 250 atletas participaram do prova, promovida pela Liga Valeparaibana de Ciclismo.
A equipe de Ubatuba contou com a participação de dez atletas e conquistou excelentes colocações, destacando três campeões.
A atleta Ana Carolina Ennes Houdjakoff foi a campeã na categoria Feminino Elite. Lívio Poyares Telles conquistou a 1ª colocação competindo na categoria Júnior e Luis Felipe Ennes Houdjakoff, categoria Sub-23, repetiu o 1º lugar também nesta segunda etapa.
Os demais atletas finalizaram a prova entre os 10 primeiros colocados, com as seguintes classificações: Brenno Poyares Torrents de Goes Telles, 7° lugar - Sub 23; Jereelton de Oliveira, 8° lugar - Sub 23; Weliton da Silva, 9° lugar - Sub 23; Iago Toni Marinelli, 5° lugar - Juvenil; Paulo Marcio Ferreira, 8° lugar - Senior A;
Destaque para Robson Carlos Ribeiro que conquistou o 7° lugar na categoria pró-elite. O atleta Anderson Aparecido Barbosa também participou da prova.
A equipe agradece a Prefeitura de Ubatuba, através da Secretaria de Esportes e Lazer e todos os patrocinadores, que tornam possível os bons resultados obtidos. O atleta Luis Felipe agradece o apoio do Presidente da Câmara, vereador Dr. Ricardo Cortes.

SERÁ QUE ESSA GENTE PERCEBEU?

Nesta terra de desmandos os únicos prejudicados são exatamente aqueles que optaram por viver em Ubatuba, independentemente de terem aqui nascidos ou sim por livre escolha fixar residência neste “paraíso”. Não se pode negar, que o direito possessório é aqui prática centenária, e que homens de bons costumes que já sentaram nos banquinhos tem o dever e a obrigação de seguir a Legislação, principalmente se é um “feitor de Leis”, escolhido pelo povo, ou seja, tem a obrigação de zelar pela comunidade que lhe confiou o voto. Dissimular, negar origem, trair instituições, não cumprir compromissos e acordos, instituir a retórica e ser adepto de uma política sofista onde o que importa é a versão dos fatos e não os fatos, passos que podem e levam falsos líderes ao fiasco e a decadência de forma rápida e abrupta. Navegando na Internet deparei-me com o texto abaixo (o qual copio e sito a fonte), dá pra perceber que escola alguns maus políticos freqüentaram ou foram expulsos, e a pureza que dá para abstrair em termos de cultura e sensibilidade.

“Talvez, se morássemos em um município com estrutura turística, encontraríamos um guia local em frente aos nossos prédios antigos relembrando histórias de um passado glamouroso. Então, todos conseguiriam reconstituir em suas memórias um passado pouco distante do nosso dia-a-dia e que fizeram parte da construção de nossa realidade... boa ou ruim...Imaginem a cena em frente ao Largo do Programa, posteriormente foi denominado Largo do Teatro e hoje praça Nóbrega... Em 20 de maio de 1886, foi inaugurado um chafariz que, na ocasião, jorrava Vinho do Porto para todos os presentes. No largo, eram centrados todos os eventos de repercussão popular: folia de reis, danças, carnaval, movimentos políticos, enfim... pois ali também ficava o Teatro Ubatubense com capacidade para 1.200 pessoas. Anúncios no jornal local da época atraíam o público, como, por exemplo, este editado no Echo Ubatubense - Anno I - Ubatuba, 6 de junho de 1897 - Nº 35, com os temas teatrais: “Os Pupilos do Escravo - drama em 3 atctos”; “O Boiadeiro - canção cômica por um amador”; “Por um oculo - comédia em 1 acto, jocosa e cheia de peripécias”; “O levantar da primeira Cruz em Ubatuba por Anchieta, fé, esperança e caridade - quadro-vivo representado por gentis meninas”. Uma das peças chega a ser folclórica. Ubatuba já tinha passado por duas decadências, então se falava da construção de uma ferrovia que ligaria Ubatuba ao Vale do Paraíba. Em nome do progresso, resolveram alguns homens importantes da época como Thomas Galhardo, Dr. Esteves da Silva, Cel. Gonçalves Pereira e o ator amador Gabriel Costa uniram-se para fazer uma peça que se chamava “Ubatuba nasce de novo!”. Chamaram toda a elite da cidade e convidados e, em um dos atos “um cesto em formato de uma concha gigante trazia em seu interior uma criança com uma faixa escrita Ubatuba, representando a cidade. Quando abriram a concha, em pleno palco, Ubatuba (a criança) estava dormindo”. Posteriormente, o mesmo prédio veio a sediar simultaneamente o cinema, que tinha intervalos para trocarem o filme (supõe-se que o aparelho usado era o “super oito”). O tempo foi passando e, em 1957, o prédio foi demolido e construído o Fórum de Ubatuba, que funciona até os dias de hoje. Os antigos contam que o Fórum sofreu de uma grande sabotagem, uma verdadeira queima de arquivo, literalmente. O prédio sofreu um incêndio que queimou todos os documentos, pois antes funcionava o cartório de notas e imóveis e registro civil. Assim, os grileiros não tinham como provar suas posses nas terras, que logo foram apossados por outros, “possíveis interessados” (isto é o que dizem as más línguas).”
Fonte:
http://www.ubatubasp.com.br/forum.htm.
Hoje o Fórum tem duas Varas e junto ao poder judiciário funciona também o Ministério Público. Os outros encargos foram desmembrados e estão localizados em pontos distribuídos pela cidade. Existe um novo (quase velho, ou seja, já “ta detonado”) prédio do Fórum que precisa urgentemente ser ocupado, pois o prédio da foto, coitado, este já não comporta mais todo o movimento do judiciário.
Será que essa gente percebeu, tem diferença entre cultura ou grilagem, racionalidade na utilização dos próprios e recuperação do nosso patrimônio histórico ou dilapidação do patrimônio municipal e dos bens públicos. A grande diferença entre a verdade e a verossimilhança, é que a primeira conduz a harmonia e ao bem comum, a felicidade e a paz, a segunda induz a corrupção, as desavenças, desordem, desmandos e benefícios de poucos. Cuidado leitor, às vezes o Super Herói pode estar disfarçado, e no final da leitura deste gibi você perceberá uma bobina com amendoeira, digo amendoim substância essa necessária para a transformação do Personagem em Super.

Pedro Tuzino
Empresário, Consultor, Administrador Público, Engº Civil, Engº de Segurança do Trabalho, Engº Sanitarista

Okamotto

Okamotto terá de fazer acareação com acusador

A CPI dos Bingos aprovou ontem a realização de uma acareação entre Paulo Okamotto, presidente do Sebrae e amigo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e Paulo de Tarso Venceslau, ex-militante do PT que acusou Okamotto de comandar um esquema de caixa dois no PT desde 1993.
Antes da aprovação, a CPI rejeitou, por oito votos a seis, a convocação de Okamotto para um depoimento isolado. Mas, em seguida, na votação da acareação, o senador Augusto Botelho (PDT-RR) mudou seu voto, garantindo o empate em sete a sete. Coube então ao presidente da CPI, Efraim Morais (PFL-PB), dar o voto de minerva. Botelho, que aparentemente tinha um acordo com os governistas, foi repreendido publicamente pelo senador Tião Viana (PT-AC).
— Mas você não estava conosco? — perguntou Tião.
Na mesma sessão, a CPI aprovou requerimento de autoria do líder do PSDB no Senado, Artur Virgílio (AM), de convocação de Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT. A aprovação da convocação de Delúbio contou também com o voto de Eduardo Suplicy, mas o placar foi mais folgado: 8 a 5.


Delúbio vai depor na CPI dos Bingos

A justificativa de Virgílio foi o suposto envolvimento de Delúbio no episódio dos dólares que teriam sido enviados de Cuba para campanha de Lula em 2002. O depoimento ainda não foi marcado.
Okamotto virou alvo da oposição na CPI dos Bingos desde que assumiu ter pago uma dívida de R$ 29.400 do presidente Lula com o PT, mesmo sem o conhecimento do presidente. Para a oposição, o empréstimo foi pago com recursos do caixa dois do PT.
Okamotto, recentemente, conseguiu no Supremo Tribunal Federal (STF) uma liminar impedindo que a CPI dos Bingos tivesse acesso aos dados das quebra de seus sigilos bancário, fiscal e telefônico. A liminar foi concedida por Nelson Jobim, então presidente do STF.
Em depoimento na CPI dos Bingos, no final de novembro, Okamotto não convenceu os senadores ao dizer que saldou o débito de Lula com o PT sozinho e com recursos próprios.
Okamotto disse que a dívida foi lançada na contabilidade do PT como empréstimo por um erro contábil. Segundo ele, tratava-se de adiantamentos feitos pelo partido a Lula desde 1997, a maioria para cobrir despesas com passagens e diárias de viagens ao exterior, quando Lula era pré-candidato à Presidência.
O presidente do Sebrae disse que nunca revelou a Lula que quitou sua dívida para não constrangê-lo. Mas reconheceu que pelo menos uma parcela foi paga por um contínuo do PT com uma cópia da identidade de Lula, apresentada na boca do caixa de um banco. A revelação foi considerada grave pelos senadores.
Fonte: Alan Gripp - O Globo

Palocci

O ministro Antonio Palocci vai convocar a Imprensa para uma entrevista onde deixará claro que os boatos sobre a mansão do Lago Sul são apenas boatos, intriga da oposição.
O ministro está inconformado, uma fonte confiável disse que ele jura que jamais tomou Viagra.

Sidney Borges

Palocci é desmentido

Caseiro convoca entrevista e desmente Palocci

O caseiro Francenildo Santos Costa concedeu entrevista nesta quarta-feira para reafirmar as denúncias que fez sobre o ministro Antonio Palocci (Fazenda). Ele confirmou que o ministro freqüentava a casa, localizada no Lago Sul, em Brasília (DF).

Palocci iria à casa alugada pelos ex-assessores da Prefeitura de Ribeirão Preto às quintas-feiras - sempre no final do dia - e nos finais de semana. Durante sua visita, segundo o caseiro, a casa era esvaziada para uso exclusivo do ministro.
Ele negou, entretanto, que Palocci se reunisse na casa com os ex-assessores Rogério Buratti e Vladimir Poleto. Nildo, como é conhecido o caseiro, disse que houve um dia em que ele chegou a conversar com o ministro por interfone para explicar como deveria fazer para deixar a casa. O caseiro revelou ainda que o ministro chegava à casa sozinho dirigindo o carro que pertencia ao assessor morto, Ralf Barquete.
Palocci negou, em conversa com os senadores Tião Viana (PT-AC) e Ideli Salvatti (PT-SC), que tenha ido à casa e disse que nunca dirigiu em Brasília. Nildo deve depor nesta quinta-feira na CPI dos Bingos. O presidente da comissão, senador Efraim Morais (PFL-PB), não informou ainda se a sessão será aberta ou fechada. O relator Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) disse que pretende apurar se o ministro, em visitas a casa, negociava com os assessores assuntos empresariais. Isso poderia configurar, na opinião do relator, tráfico de influência.
O caseiro trabalhou na casa alugada pelos ex-assessores do ministro na Prefeitura de Ribeirão Preto entre 2003 e 2004. Em reportagem publicada nesta semana pelo jornal "O Estado de S.Paulo", Nildo desmentiu o ministro e disse que viu Palocci pelo menos dez vezes na casa.
A assessoria do ministério da Fazenda reafirmou ontem que ministro não freqüentou a mansão alugada por Vladimir Poleto e Rogério Buratti.
O caseiro é a segunda testemunha a dizer que viu o ministro da Fazenda na casa. A primeira foi o motorista Francisco das Chagas Costa, que prestou serviços para assessores de Palocci em Ribeirão Preto.
A afirmação de Chagas também foi feita em depoimento à CPI dos Bingos. De acordo com a assessoria de Palocci, o ministro não tem conhecimento de atividades que teriam sido realizadas na casa.
Fonte: Folha Online

Luz Para Todos

Ao final da Sessão deste último dia 14, nas explicações pessoais, o vereador Charles Medeiros discursou sobre a importância da autorização expedida pelo Instituto Florestal para implantação do Programa Federal Luz Para Todos na Região Norte de Ubatuba, onde serão contemplados algumas famílias do Camburí, Sertão da Fazenda, Sertão do Ubatumirim e da Cabeçuda, agradeceu ainda a comunidade da Estufa pela participação e sucesso ocorrido no bingo do último dia 04.
Ao término da Sessão Medeiros relata que colocou seu gabinete a disposição do Programa Federal e desde 2004 vem viabilizando os cadastramentos oficiais dos interessados, segundo ele, foram inúmeros os documentos encaminhados, várias também foram às visitas realizadas aos órgãos responsáveis pelo programa, onde no começo de março em Campinas o vereador se fez representar junto ao Coordenador da Elektro, Luiz Rapini Neto, responsável pelo programa no Estado de São Paulo.
Em Ubatuba existem ainda comunidades que aguardam há pelo menos duas décadas pela benfeitoria, como é a comunidade da Praia do Perez, na Região Sul de Ubatuba. “Não é possível acreditar que dentro do Estado mais rico da nação, muitas comunidades continuem ainda a margem do desenvolvimento, sem luz elétrica, fiz um compromisso de não medir esforços para atender cada família que se enquadrasse no programa.” Afirma Charles Medeiros.
O vereador revelou que visitou vários locais onde conseguiram implantar o programa, locais estes que se encontrava em iguais situações as comunidades de Ubatuba. O Vereador informa que os cadastramentos ainda estão em andamento.

Fonte: Assessoria Charles Medeiros

Vestibular Dominique-Uninter

Lista de aprovados Dominique-Uninter sairá dia 22

O vestibular Dominique-Uninter para a Facinter e Fatec Internacional, ocorrido no dia 12, contou com 252 inscritos disputando vagas para cursos superiores de licenciatura e tecnologia. Para a coordenadora Denise Paranhos, a solidez do Grupo Educacional Uninter somada a tradição do Colégio Dominique gerou resultados expressivos, garantindo a montagem de mais tele-salas e uma maior oferta de vagas. A lista dos aprovados será divulgada em 22/3, a partir das 17h, no site www.facinter.br. As matrículas deverão ser feitas na secretaria do Colégio Dominique entre os dias 22 e 27 de março, das 17h30 às 22 h.
Fonte: Colégio Dominique

Notícias da Prefeitura


As novas faixas estão nas ruas Thomaz Galhardo e Conceição

Novas faixas orientam ciclistas, motoristas e motociclistas

A Prefeitura de Ubatuba implantou novas faixas de orientação nas ruas Thomaz Galhardo e Conceição para ajudar os munícipes na adaptação do tráfego respeitando as regras das ciclofaixas. As faixas alertam sobre a obrigatoriedade de o ciclista usar exclusivamente a área demarcada como ciclofaixa, nunca transitando pela contramão e sempre respeitando a faixa de pedestres. Ao motorista, as faixas informam sobre a proibição de estacionamento no lado esquerdo das duas ruas e o respeito aos ciclistas, que agora possuem um local para trafegarem com segurança.
Segundo Ronaldo Lopes, do Serviço Municipal de Trânsito, provavelmente ainda nesta quarta-feira, 15, começará a pintura das ciclofaixas de vermelho e nos próximos dias devem estar implantados também os tachões que vão ajudar ainda mais na demarcação da faixa exclusiva e fazendo com que mesmo no período da noite todos possam identificá-la com facilidade. Ronaldo explicou que o atraso na pintura da faixa em vermelho se deve às constantes chuvas das últimas noites. PMU

Frente de trabalho

Frente de trabalho vai atuar na limpeza de norte a sul de Ubatuba

A Prefeitura de Ubatuba, por meio da Coordenadoria de Recursos Humanos, vai realizar no próximo dia 21 de março (terça-feira) a segunda fase do processo seletivo que vai contratar cem trabalhadores braçais para realizar a limpeza da cidade. Nesta fase os 298 candidatos que obtiveram aproveitamento igual ou superior a 50% das questões da prova escrita passarão por uma entrevista, quando serão avaliados quanto a suas experiências de trabalho e conhecimento das atribuições inerentes às funções a serem desenvolvidas e por uma prova prática, na qual os candidatos serão avaliados quanto à execução de atividades correlatas ao cargo.
A publicação dos resultados da segunda fase está prevista para o dia 1 de abril, com homologação e convocação para apresentação dos documentos necessários para a contratação.

Mãos à obra

Já na primeira semana de abril iniciam-se os trabalhos para o mutirão de limpeza em Ubatuba. Cem pessoas trabalharão oito horas diárias, com uma folga semanal e remuneração de um salário mínimo e uma cesta básica, durante noventa dias, conforme Decreto Municipal n° 4524/06. O objetivo é deixar a cidade limpa e apta ao recebimento de turistas. Serão realizados trabalhos de serviços gerais de manutenção de vias públicas e logradouros, abrangendo todo o município, em locais a serem especificados pela Secretaria Municipal de Obras. Haverá o envolvimento e participação das associações representantes dos moradores dos bairros. “A expectativa da administração Eduardo César é que esta iniciativa venha somar a todas as providências tomadas no sentido de propiciar à população local e ao turista o bem estar decorrente da limpeza e manutenção das ruas, praças e praias do município”, disse o secretário de Obras e Serviços Públicos, João Paulo Rolim. PMU

Banco do Povo

Banco do Povo Paulista atende pequenos empreendedores

A supervisora regional do Banco do Povo Paulista, Maria Helena Cyriaco Teixeira da Costa Souza, esteve na última quarta-feira, 15, visitando a Prefeitura de Ubatuba, com o objetivo de divulgar no município os serviços oferecidos pelo Banco do Povo. Acompanhada do agente de crédito em Ubatuba, Alex Rodrigues Simões, a supervisora explicou que é necessário levar à população informações sobre os créditos concedidos pelo Banco do Povo, para que pequenos empreendedores possam usufruir desta facilidade.
O Banco do Povo Paulista é um programa de crédito, fruto de uma parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Ubatuba e visa atender os pequenos empreendedores que desejam aumentar seus empreendimentos. Costureiras, vendedores ambulantes, pescadores, profissionais autônomos, proprietários de carrinhos de lanches, revendedores de cosméticos, entre outros, podem se dirigir à sede do Banco do Povo e adquirir financiamentos de equipamentos e mercadorias, de R$ 200 a R$ 5 mil, com 1% de juros ao mês. Cooperativas também podem pedir financiamento de R$ 200 a R$ 25 mil.
O Banco do Povo Paulista atende em Ubatuba no prédio da Associação Comercial, na Avenida Dona Maria Alves, 585, das 9h às 12h e das 14h às 17h. Mais informações pelo telefone 3833-7880 e pelo e-mail
bpp@ubatuba.sp.gov.br . PMU

quarta-feira, março 15, 2006

Hipocrisia, esporte nacional

Duda Mendonça está enrolado. Seu crime foi o mesmo cometido por jornalistas e publicitários que um dia trabalharam em campanhas políticas. Todos, sem exceção. O senhor Mendonça recebeu dinheiro do qual não conhecia a origem. Recebeu por um trabalho honesto e competente. É fato que cometeu um crime, mas os peixes graúdos estão na outra ponta do fio. São os pagadores. Estes, tudo indica, ficarão impunes. O esquema é tão entranhado nas campanhas que ninguém jamais imaginou que pudesse ser diferente. O Brasil é assim. Hipócrita. Alguém imagina que alguma coisa vai mudar na próxima eleição? Eu tenho a mais absoluta certeza que não. O caixa dois continuará existindo, apenas os caminhos para o dinheiro mudar de mãos serão outros. O que o PT fez de diferente da praxe foi continuar captando dinheiro depois da eleição, desta vez das empresas estatais que controlava. Para fazer revolução? Para se perpetuar no poder? Ou para a “nomenklatura” viver no estilo burguês decadente, usufruindo mansões, mulheres, charutos cubanos e um peculiozinho no exterior, no melhor estilo Maluf? A mais recente pesquisa mostra Lula vivo, ou melhor, muito vivo na luta pela reeleição. Isso vai começar a mudar a partir da definição do candidato tucano. O “Picolé de Chuchu” não terá problemas com o mercado ou com os empresários. Sinal amarelo para Lula. Enfrentar alguém de esquerda, como Serra, seria mais fácil. O presidente do partido da estrela vermelha, Ricardo Berzoini, alertava na semana passada que os queridinhos do PT, os banqueiros, temiam Serra. Agora a coisa mudou. Já não há o que temer. Alckmin não vai mudar as regras do jogo. Alckmin não é do esquema FHC. Alckmin não tem nada que o desabone. E o mago Duda, capaz de tirar coelhos de cartolas, está na geladeira. Lula está com um sério problema pela proa. Igual por igual o mercado vai apoiar Alckmin. Questão de identidade. Com Alckmin ninguém vai precisar sorrir amarelo quando o presidente falar “menas”. Picolé de Chuchu, um prato indigesto para Lula. Quem viver verá, a coisa poderá acontecer ainda no primeiro turno.

Sidney Borges

PDTR

PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO RECEPTIVO – PDTR – SEBRAE

Neste plano uma das coisas mais pregadas aos empresários, principalmente, é que o Turismo é uma atividade coletiva, e o associativismo é uma das prioridades para o sucesso nesta atividade.
Muitos não entendem ou preferem não entender por conveniência ou por comodismo, mas o exemplo que o nosso vizinho está nos dando com o festival gastronômico (vide notícia no Litoral Virtual de quarta feira 15 de março) “VEM AÍ O MAIOR FESTIVAL GASTRONOMICO DO PLANETA - BRASIL SABOR” onde nada mais nada menos que dezoito restaurantes participam, nos dá um exemplo claro que é uma grande verdade.
Verdade também que estes empresários não são concorrentes entre si e que seus concorrentes diretos são os outros destinos turísticos e ao olhar para os lados devem estar morrendo de rir.
Apenas lembrando que o PDTR está sendo implantado em nossa Cidade através da parceria com a Associação Comercial e com a importante participação da Secretaria de Turismo SETUR e as próximas oficinas serão: REGIÃO SUL Dia 29/03 - 18 horas Restaurante Sinhá.
REGIÃO NORTE 03/04 - 18 horas Núcleo Picinguaba e REGIÃO CENTRO OESTE 04/04 - 18 horas na Escola Anchieta.
Senhores empresários, principalmente do setor turístico ACORDEM.

“SEM PARTICIPAÇÃO NÃO CABE RECLAMAÇÃO”

Fernando Pedreira.
Empresário, Líder Comunitário, Membro do CMD, Membro do CMT.

UMA LOCOMOTIVA

Herbert Marques
Não tenham dúvidas que uma locomotiva começou a andar. Alckmin movimentou-se com muita habilidade em seu partido e agora deverá dar início a uma trajetória na forma de locomotiva. Passando por cima de tudo que encontrar na frente. O presidente Lula já chamou a atenção de seus correligionários do perigo maior que Alckmin representa para sua reeleição. Muito maior que Serra, já conhecido dele nos palanques e mais grudado ao governo Fernando Henrique. Sua campanha, na base da comparação entre os dois governos, perde um pouco de efeito ou torna-se mais difícil agora, com Alckmin de adversário que tem a seu favor um excelente governo em São Paulo e uma vida política de invejável ascendência. De qualquer forma, com Serra ou com Alckmin, Lula está com seus dias contados, disso não tenham dúvidas.
Em matéria publicada no dia 9/11/05, sob o título “Está morto, tenho certeza”, dizia eu que Lula não teria condições de suportar uma campanha onde viesse a baila todas as falcatruas que seu partido vêm praticando ao longo de seu governo. Não vai ser a bolsa família, a estabilidade financeira, a publicidade maciça de seus atos pirotécnicos que resistirá uma campanha onde deverá vir à baila os crimes praticados por delúbios, silvios, dirceus, luizinhos, valérios, lulinhas, seu ministro da Fazenda e tantos outros que todo dia ressurgem com novidades, maioria das vezes tipificado no Código Penal brasileiro.
A campanha política deste ano será pobre. Não haverá aquele derrame de dinheiro de eleições anteriores no que dificultará ainda mais o governo Lula, tão pródigo em fazer nascer dinheiro, sabe-se lá parido da onde. Faltando o vil metal sonante, faltará o voto comprado, parece brincadeira, mais ainda existente em quantidade elevada, quer pela promessa de emprego, quer pelo telhado de um puxado em sua casa, quer pela aquisição de um bem durável [fogão, geladeira etc], quer para suprir os débitos contraídos ao longo dos últimos quatro anos. O cabo eleitoral trabalha por dinheiro e tem na eleição, seu ganha-pão. Saibam: vai faltar dinheiro para eles.
Vai faltar dinheiro para o time de futebol trocar sua camisa, vai faltar para pagar os almoços e jantares nas cantinas, nos botequins de esquinas de bairro ou beira de estradas. Vai faltar para pagar o jornalego do interior, o locutor da rádio, o fabricante de faixas, o vendedor de tinta, o dono de muros.
Esta eleição será de convencimento pessoal. Boca a boca. Pé de ouvido. É aí que o Lula será atropelado, morto e enterrado. O resto é questão de eternidade, o lugar certo para reorganizar o PT e seus asseclas.
hlmarques@terra.com.br

Doação

TV ligada a Chalita ganha fazenda do Estado

Canção Nova, em que secretário da educação tem programa, ganhou área do tamanho de 54 Ibirapueras
Jornal S.Paulo Agora (21/01/2006)

O governo Geraldo Alckimin (PSDB) cedeu uma fazenda de 87 hectares - aproximadamente 54 vezes o parque do Ibirapuera-, em Lorena (188 km de SP), à rede católica Canção Nova - com o qual o secretário da Educação, Gabriel Chalita, tem vínculos estreitos.
A fazenda Centri também fora solicitada por pelo menos dois órgãos do próprio governo. O Itesp (Instituto de Terras do Estado de São Paulo) pretendia utilizar para reforma agrária. A Faenquil (Faculdade de Engenharia Química de Lorena) vizinha `a área, pretendia ampliar seu campus. Preteridos, disseram que não foram sequer avisados da decisão.
Tanto o Estado quanto a Canção Nova negam que Chalita tenha influenciado na escolha.
A Canção Nova, fundada pelo padre Jonas Adib, é mantida pela Fundação Jõao Paulo II, que busca “ a evangelização através dos meios de comunicação”. Tem editora, rádio e televisão próprias.
Chalita é uma da figuras centrais da rede. O secretário aparece com destaque em todos os meios, a começar da página de abertura do site.
Mas que isso, ele apresenta um programa diário de rádio, outro, semanal, na televisão, além de ter alguns de seus livros publicados pela editora Canção Nova.
Em seu programa de televisão da última quarta-feira, seus convidados foram justamente o governador Geraldo Alckimin e sua mulher, Lu Alckmin. Entre os temas da entrevista política.
Na sede do grupo, em enorme complexo em cachoeira Paulista (202 km de SP), a figura do secretário também é recorrente. Chama a atenção, em um enorme galpão- do tamanho de um campo de futebol - para a realização de shows, um pôster com cerca de 16 mts. de um dos livros de Chalita, com fotos dele.
A fazenda Centri, da Secretaria Estadual de recursos Hídricos, e que não estava sendo utilizada, foi cedida em dezembro de 2004 para a Canção Nova, por tempo indeterminado. Assim, desde 2005, a propriedade pública é administrada pelo grupo, que aloja no local funcionários em dez casas e produz alimentos para consumo na sede da rede.
A Faenquil, ligada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, mandou em 2004 um ofício requerendo o terreno para ampliar um de seus campus, vizinho à propriedade.
“Pedimos aquela área, mas até hoje não tivemos resposta”, disse o diretor-geral da Faenquil, João Batista de Almeida Silva. Ele considerou “lamentável” a decisão.
“A canção nova é forte politicamente. Em Cachoeira Paulista temos o secretário da Educação e isso acaba influenciando”, afirmou Silva.
O Itesp também manifestou interesse, mas não recebeu nem a terra nem a decisão.
Enviado por Aguinaldo Munhoz

Coisas da vida (esquisitas)

Presidente Geraldo?!

Com a definição tucana o Brasil poderá ter um presidente Geraldo. Fico imaginando o Jornal Nacional anunciando alguma coisa do gênero: “O presidente Geraldo acabou com a fome no Camboja...” Presidente Geraldo! Soa estranho, mesmo porque todos sabem que quem acabou com a fome no Camboja foi o presidente Lula. Ficaria melhor dizer que o presidente Geraldo não leu “O código Da Vinci” e mesmo sem ler detestou.

Sidney Borges

Coisas da vida (tristes)

O trem pegou

A Miss Surda do Texas morreu ontem, atropelada por um trem. Tara Rose McAvoy, 18 anos, foi atingida enquanto caminhava perto de trilhos de trem na cidade de Austin. Uma testemunha afirmou a redes de televisão que o maquinista soou fortemente a buzina antes do acidente, mas ela não percebeu a aproximação do trem.
Associated Press

Bola dentro

Interessante e oportuna a idéia da inclusão de fotos de pessoas desaparecidas no site da Câmara Municipal. Eu faço a sugestão de estender o benefício aos municípios da região. O site existe para prestar serviços, a iniciativa do vereador Ricardo Cortes vai de encontro aos propósitos do veículo. Uma coisa tão simples e que vai beneficiar a população. Como não pensaram nisso antes?

Sidney Borges

Notícias da Associação Comercial

Aciu faz palestra sobre o Programa Competitividade Setorial

O PAS é um programa formatado para grupos de empresas do segmento alimentício em que são aplicadas consultorias e treinamentos visando a produção de alimentos com segurança e qualidade. O programa atua ainda complementando outras áreas de gestão e tecnologia definidas conforme as necessidades dos grupos e atinge a todos os segmentos da cadeia de produção de alimentos no país.

Entre os numerosos profissionais mobilizados para que o alimento chegue ao destino final em boas condições de consumo estão o produtor de matéria-prima e equipe de produção na fábrica, os responsáveis pelo transporte, pelo armazenamento, pelo preparo e pela comercialização.
O programa visa a implantação de um conjunto de ações e tecnologias para a produção e manipulação de alimentos de forma segura, baseado na implantação das Boas Práticas de Fabricação (BPF) e dos Procedimentos Padrões de Higiene Operacional (PPHO), os quais são requisitos para o sistema APPCC (Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle).
Segundo a consultora do Sebrae de São José dos Campos, Maria Aparecida Medeiros, podem participar deste programa todas as empresas que produzam ou manipulam alimentos. “Pescado, carnes, frutas, hortaliças, laticínios, sorvetes, padarias, restaurantes, bares, lanchonetes, cozinhas industriais, enfim, todos os que manipulam alimentos”, enfatiza. “Para participar do programa, basta participar da palestra elucidativa gratuita que será no dia 16 de março, quinta-feira, na Associação Comercial de Ubatuba, às 19h00”, diz o presidente da ACIU, Ahmad Khalil Barakat.


ACIU em parceria com o Sebrae.

O Ciclo de Palestras 2006 da Associação Comercial de Ubatuba em parceria com o Sebrae de São José dos Campos inicia no mês de abril

A primeira palestra do ciclo será sobre “Qualidade no relacionamento com o cliente” e será ministrada no dia 03 de abril (segunda-feira) às 14h00 na ACIU pelo consultor Júlio Tadeu.
A palestra é voltada para empresários e empreendedores focando os princípios básicos da qualidade total como elemento diferenciador no atendimento a clientes.
Discutir os conceitos de qualidade e não qualidade, o que é gestão pela qualidade total e o atendimento a clientes com foco na qualidade, são alguns dos pontos que serão abordados na palestra.
Podem participar todas as pessoas interessadas no assunto e a palestra é gratuita.Os interessados podem fazer a inscrição no balcão de atendimento da ACIU, ou entrar em contato com a Assessoria de Comunicação da ACIU c/ Cristiane tel 3832 1449.
Fonte: Cristiane Zarpelão - Comunicação ACIU
 
Free counter and web stats