sábado, dezembro 31, 2005

Charada

Histórias de nossa terra


O sr. Lindolfo (de chapéu e paletó branco, último à direita)
observa o avião que fez um pouso forçado em Ubatuba

SAINT-EXUPÉRY
A incrível história de sua passagem por Ubatuba

Uma viagem imaginária
Reportagem de Edmar Pereira
Enviado por Ronaldo Dias

Uma tarde luminosa do mês de junho de 1933 em Ubatuba, época de tanto peixe que as tainhas podiam ser apanhadas na praia, apenas com as mãos. Época em que os parcos 800 habitantes da cidade viviam ainda o espanto do seu primeiro contato com um automóvel, ocorrido poucas semanas antes. Mas nessa tarde o espanto seria maior: sem qualquer aviso ou preparação na praia de Itaguá, centro da cidade - cujas árvores haviam sido cortadas exatamente para uma emergência desse tipo na Revolução de 32, mas nunca sucedida -, desceu um avião. Um teco-teco da Cia. Gènèrale Aero-Postale, que fazia a linha aérea regular entre França e Argentina. Nos 11 mil quilômetros do percurso passava pela costa atlântica brasileira e teria descido em Santos, na base aérea da Praia Grande, não fosse por uma panne no motor.
O avião era pilotado por um certo Antoine, que naturalmente não falava português, assim como os de Ubatuba não sabiam francês. No máximo um "vous voulez quelque chose?" dos rudimentos ginasianos, recordado oportunamente por Washington Oliveira, o Filinho, que mais tarde ocuparia duas vezes a prefeitura da cidade e se tornaria seu principal historiador.

52 anos depois, o sr. Lindolfo aponta o local do pouso,
hoje transformado em um jardim, em Ubatuba

Filinho foi também, sem qualquer má intenção, uma espécie de cultor e divulgador de um mito que Ubatuba teve como verdade durante 52 anos. O de que, após a visita do alemão Hans Staden mais de quatro séculos antes, a cidade recebera outro visitante internacionalmente célebre. Antoine foi imediatamente dado como Antoine de Saint-Exupéry, o famoso aviador e autor de O Pequeno Príncipe, livro que provocaria erupções de sensibilidade banal em vários cantos do mundo, incluindo as passarelas por onde desfilavam as candidatas a miss Brasil - embora nessa área venha nos últimos anos perdendo terreno para Feliz Ano Velho, de Marcelo Paiva.
Antoine, como esclarece hoje, após mais de 20 anos de pesquisa o jornalista, museólogo e pesquisador de cultura popular Luiz Ernesto Kawall, 58 anos de idade, não era um prenome. Tratava-se do piloto Léon Antoine, também um dos grandes ases da aviação francesa em todos os tempos, com mais de 21 mil horas de vôo, recordista mundial de vôo livre com um tempo de oito horas e 20 minutos, detentor da Legião de Honra e hoje em dia, aos 84 anos, aposentado e vivendo num bonito sítio em Javari, no Estado do Rio. Mas disso só se sabe agora. Tanto no folclore quanto na história de Ubatuba, o visitante que caiu do céu naquela tarde de 1933 acompanhado de um telegrafista chamado Chauchat, era mesmo Saint-Exupéry, embora em nenhum de seus livros se encontre uma única palavra sobre tal aventura.

Kawall, fim de um mito

Kawall começou sua pesquisa a partir de uma notícia publicada em 9 de novembro de 1964. "Essa história foi criada como um conto de fadas. Em 1933, Ubatuba, isolada no Litoral Norte, onde só se chegava por mar ou então pelo céu - e aí só por acidente - estava reduzida a 110 casas, todas mais ou menos em ruínas, e em dez anos poderia acabar. Matava-se peixe a pau e apanhava-se milhares de tainhas cujos cardumes vinham dar à praia e eram enterrados como sobras. Quando o aviãozinho desceu, um grupo logo correu ao Itaguá e cercou a nave. Hélice parada, os tripulantes desceram, foram guiados por um agitado cortejo popular até a casa do radiotelegrafista da Aero-Postale, Gilberto Nogueira Brandão. Léon Antoine e Chauchat queriam ficar hospedados em sua casa, mas o telegrafista não tinha acomodação suficiente e isto chegou até a causar um pequeno desentendimento".
A partir daí, Antoine e Chauchat foram considerados hóspedes oficiais da cidade pelo então prefeito Deolindo dos Santos (aliás, tio do historiador Filinho) e levados para o Hotel Felipe, de pau-a-pique, porém de linhas coloniais, hoje já demolido. Nas lembranças de Antoine, levado a Ubatuba 52 anos depois por Kawall, ele e Chauchat viveram uma noite memorável, regada por duas garrafas de um inesquecível vinho Sauternes, raro e caro até mesmo na França.
Após o justo sono, os franceses, bem cedinho, no dia seguinte, voltaram à praia, com o propósito de retirar do avião uma parte do combustível, exatamente 200 litros de querosene, ofertados à população. Antoine se lembra de que chegaram com todo o tipo de vasilhame, de latas até penicos. Depois todos, com compreensível entusiasmo, ajudaram a empurrar o pequeno avião (um Latecoère) pela praia, até que o aparelho adquirisse velocidade suficiente para pegar e decolar. "Tomou rumo Sul, após uma suave evolução sobre a baía de Ubatuba". A cena jamais seria esquecida, incorporou-se ao folclore local. A crônica ubatubense registra ainda dois outros casos de ruidosas descidas de aviões em suas praias, mas nada que provocasse o mesmo frisson.

Antoine e Filinho: reencontro

Tornada pública a partir de 64 por uma série de reportagens do jornalista Ewaldo Dantas Ferreira, a inusitada visita de Saint-Exupéry passou quase que imediatamente a ser pesquisada por Luiz Ernesto Kawall. Que nesses 20 anos leu toda a obra do autor de O Pequeno Príncipe, "embora sem ficar particularmente impressionado por sua qualidade literária, acho tudo um pouco piegas demais, acho até que prefiro O Pequeno Príncipe do filme exibido pela Globo do que o do livro".
Kawall tornou-se então conhecedor da obra e da vida deste francês nascido em 1900 e cujo avião desapareceu sobre o Mediterrâneo no dia 31 de julho de 1944, entre Grenoble e Annecy, depois de haver partido de um campo de pouso na Córsega. "Não encontrei na obra do escritor nenhuma referência ao acidente de Ubatuba, suas maiores referências ao Brasil estão contidas no capítulo 13 de Vôo Noturno, onde fala sobre as montanhas 'recortadas com nitidez no céu brilhante', das florestas 'sobre as quais brilham incessantemente, sem lhes dar cor, os raios do luar', e de 'uma lua sem desgaste: uma fonte de luz'".

O avião, alvo da curiosidade

Sabe-se, comprovadamente, de Saint-Exupéry em Natal (onde se hospedava no hoje também já demolido Grande Hotel, que abrigou também Bing Crosby e o, na época, príncipe Feisal), na Praia Grande, em Pelotas e Porto Alegre. Mas a descida em Ubatuba tornou-se um mito tão forte que envolveu, ou foi corroborado, até por uma especialista imbatível na biografia do escritor-piloto-aventureiro, a dominicana irmã Rosa Maria. Ela ficou nacionalmente conhecida ao responder sobre Saint-Exupéry no programa O Céu É o Limite, tendo depois disso escrito um livro sobre ele. No prefácio, fazia referências a pousos forçados em Santos, Praia Grande e Ubatuba. Mas, Kawall explica, irmã Rosa Maria foi das primeiras a alertá-lo de que Ubatuba tinha poucas possibilidades de ter sido pelo menos uma vez incluída em seus roteiros.
Kawall, entre muitas outras pessoas, foi ouvir em Ubatuba - onde criou o Museu do Bairro Tenório, para preservação da memória, história e paisagem da cidade - dona Isabel de Oliveira Santos, a viúva do prefeito Deolindo, que considerou os acidentados franceses hóspedes oficiais. O raro vinho Sauternes servido a Antoine e seu companheiro foi possível por ser Deolindo "um comerciante, que tinha em sua casa vinhos de várias partes do mundo, especialmente franceses e portugueses, importava das casas de São Paulo e Rio..." Dona Isabel não se lembra bem dos aviadores no depoimento, tomado em agosto de 1973 (ela já faleceu), mas conta que "eles devem ter se hospedado no hotel Felipe, que ficava defronte da nossa casa, na Rua Maria Alves, e era o melhor e mais antigo de Ubatuba".

Saint-Exupéry (de terno) e Léon Antoine (de chapéu), em Cap Juby

A saga exuperyana foi confirmada pelo historiador e ex-prefeito Filinho: "Quanto o avião desceu houve aquele burburinho, o aparelho foi cercado pela população. Um húngaro, Julio Kertz, tentou falar com o piloto em alemão, mas ele não entendeu". Ele lembra que "no dia seguinte os franceses ainda passaram a pé pela frente de casa, junto à praça da Matriz, se despediram com um au revoir e foram embora. Não sei se passaram telegrama no correio, acho que não, pois se a própria Air France (nome da Aero-Postale de 1933 em diante) tinha estação telegráfica não precisariam disto". Filinho informou que não há mais registro dos livros do hotel, porque seus proprietários morreram. Mas conseguiu descobrir o telegrafista Gilberto Brandão, da Air France, morando em Niterói, e este confirmou numa carta "a estada de Saint-Exupéry entre nós", embora sem conseguir precisar exatamente a data.
A "estada" de Saint-Exupéry está fartamente documentada em fotografias. Umas foram feitas pelo próprio piloto Léon Antoine e outras por um alemão (aliás, nascido na Guatemala), Herman Porcher, também já falecido mas ouvido por Kawall. O alemão estava na cidade como turista e mais tarde compraria "metade da praia de Santa Rita".
"Localizei esse Porcher morando em Santo Amaro, me diziam que ele gostava de freqüentar os bares do bairro e levei tempo até encontrá-lo. O garçom de uma choperia me deu o telefone dele, marcamos um encontro em seu escritório de numismática - ele trocara a fotografia pelo comércio de moedas. Que descoberta! Porcher não só relatou o caso dos aviadores como, depois de me descrever o jantar na companhia deles, mostrou quatro fotografias batidas na manhã de sua partida. Em Ubatuba, onde se hospedava no Hotel Idalina e planejava caçadas nas matas vizinhas com alguns amigos, usando culotes, perneiras e capas sobradas da Revolução de 32, o alemão lembrou-se de que eram por volta de cinco horas e já começava a escurecer quando o avião desceu na praia. Falou com os tripulantes em francês, ouviu deles que vinham de Natal, fazendo várias escalas e levando malas postais até Santos".
- Quando os franceses pediram vinho o prefeito foi buscar. O mais alto, ao ver a garrafa, exclamou: 'Mas onde o senhor arranjou isto? Na França este vinho custa um dinheirão!' Conversamos sobre aviões e a linha aérea francesa para a América do Sul e também sobre os vôos do Zeppelin, que eu tinha fotografado em São Paulo naquele mesmo ano. Depois do jantar fomos ver o avião na praia, um caiçara entrara na cabine e estava divertindo-se. "Cuidado, João, o avião pode levantar vôo", alguém gritou, e ele saiu correndo de medo".

Antoine, relatando suas lembranças do pouso em Ubatuba

Porcher contou também que, "por volta de 50 e poucos, quando Saint-Exupéry começou a ficar falado e famoso, eu soube que aquele homem alto e gentil que descera em Ubatuba era ele". O fotógrafo morreu antes de ver desfeito o equívoco. Mas com as fotos na mão, Kawall foi em frente. Uma das primeiras pessoas que procurou foi a dominicana Rosa Maria, que não pôde dizer com certeza se nas fotos estava ou não seu amado Saint-Exupéry. Talvez no lugar do escritor-piloto estivesse outra celebridade, o grande pioneiro da aviação e grande herói Jean Mermoz, que também pilotara para a Gènèrale Aero-Postale. Kawall tentou Joseph Halfin, da Air France, escreveu cartas para a França, mas nada de levantar com certeza a indentidade dos dois franceses que pernoitaram em Ubatuba.
A verdade começou a aparecer em setembro do ano passado, quando se comemorava a travessia do Atlântico por Mermoz e a TV Globo entrevistou o jornalista francês Jean-Gérard Fleury, correspondente da revista Le Point. Ao vê-lo falar sobre o heroísmo pioneiro de Mermoz, Kawall intuiu que poderia ter dele um esclarecimento definitivo. Tinha razão. Fleury, que foi amigo de Saint-Exupéry, imediatamente se interessou pelo assunto, a partir de uma conversa telefônica.
Viajou para a França e lá recebeu uma carta do jornalista brasileiro, com várias perguntas. Entre as respostas, a de que "as fotos enviadas não são de Saint-Exupéry" e "Saint-Exupéruy nunca teve acidente no Brasil". E completava: "Achando muito simpática sua pesquisa sobre um episódio acontecido em Ubatuba, tenho grande prazer em completar as informaçoes solicitadas. O avião que pousou naquela cidade em 1933 era pilotado pelo veterano comandante Léon Antoine, acompanhado pelo radiotelegrafista Chauchat. Hoje ainda Antoine se lembra da triunfal acolhida tanto pelo prefeito como pelo povo da cidade e evoca sempre com emoção um vinho Sauternes de admirável paladar, assim como suas conversas com o prefeito e um cidadão alemão que falava francês. Quando lembrei a Antoine este episódio ele se comoveu e falou de sua grande vontade em rever o lugar do acidente e as pessoas que lhe prestaram tão fraternal assistência".

O já demolido hotel Felipe, em guache de João T. Leite

A pesquisa estava terminada, ou quase. Luiz Ernesto Kawall decidiu então que tudo só ficaria completo depois de um encontro com o próprio Leon Antoine, sobre quem Fleury informara estar vivendo no Brasil desde que se aposentara na Air France. Antoine, casado, pela segunda vez, com Célia Regina, uma bela negra brasileira, de fato mora num sítio em Barão de Javari, no interior fluminense. Aos 84 anos, pai de dois filhos, tem cinco netos e dois bisnetos. Adora o Brasil e permanece um admirador de bons vinhos. Reconheceu imediatamente as fotografias feitas em Ubatuba do seu avião Late 26. Já pilotou todos os tipos e avião, do primitivo Brequet-14 até o Super G Constellation. Seu relato sobre o episódio:
- Nossa próxima parada seria Praia Grande, mas na altura de Ubatuba a cerração impediu o vôo visual. Nós nos guiávamos por cartas da Marinha do Brasil, sempre observando os faróis, e os homens da empresa acendiam fogueiras nos pousos de Praia Grande, Florianópolis e Pelotas para nos orientar. Com a cerração fechando o visual, baixamos um pouco e avistamos a torre da igreja de Ubatuba. Fizemos um vôo em círculo, escolhemos uma praia onde a vegetação era rala e decidimos descer. Fomos imediatamente cercados pelo povo, alguns nos olhavam como se fôssemos extraterrestres.
Antoine, entre muitas lembranças, conta que na hora da partida o dono do Hotel Felipe lhe ofereceu a compra do estabelecimento, "por seis mil contos, em moeda da época. Deve ter sido por causa do meu nome, Léon Antoine, que mais tarde se passou a acreditar que Saint-Exupéry teria dormido na cidade. Eu era mesmo parecido com ele. Não apenas nas feições, mas também pela altura. Só que ele andava mais curvado do que eu. Além disso, Saint-Exupéry nunca fez regularmente a linha para a América do Sul, mas como passou dois anos em Buenos Aires certamente andou por aqui. Não foi meu amigo íntimo mas eu o conheci bem, era um pouco do mundo da lua..." O piloto falou a Kawall de sua vontade de rever Ubatuba.

Na velha fotografia, o testemunho de um equívoco que durou 52 anos

O capítulo final desa história que remete a memória aos tempos heróicos da aviação, à lembrança de homens como Saint-Exupéry, Mermoz, Guillaumet e Dumesnil, foi encenado há algumas semanas: Léon Antoine, após 52 anos, retornando a Ubatuba. Revendo os mesmos cenários hoje muito mudados, impossibilitado de hospedar-se no colonial Hotel Felipe, que não existe mais, para abrigar-se sob as sofisticadas quatro estrelas do Palace Hotel. As testemunhas da época são também poucas.
Mas lá estava Filinho, o historiador, farmacêutico, ex-prefeito. O homem que ajudara a cimentar um mito e que assistia à definitiva destruição do seu atraente mistério. Ubatuba, cujas areias receberam escritos do Anchieta, cujos índios foram introduzidos pelo padre Nóbrega aos rudimentos do que o Ocidente chama de civilização, cujas paisagens extasiaram o alemão Hans Staden, teria de abrir mão de sua mais palpitante história contemporânea: o Pequeno Príncipe jamais passou uma noite no Hotel Felipe.


A história que deu origem a uma lenda na região litorânea paulista foi desvendada em reportagem de Edmar Pereira, publicada no Caderno de Programas e Leituras do Jornal da Tarde/OESP em São Paulo, 11 de janeiro de 1986.

O prédio da Câmara



Luiz Moura
Descobri o motivo da pasmaceira que assola a administração Eduardo César (PL + PT). Além de estar cursando uma faculdade em Caraguatatuba, o prefeito de Ubatuba, ainda presta "relevantes serviços" ao município de São Sebastião. Pelos serviços prestados, na semana passada, foi agraciado com o título de "cidadão sebastianense" pela Câmara Municipal daquele município. Se estivesse desempenhando satisfatoriamente o papel que lhe foi concedido em 03 de outubro 2004 pelos cidadãos ubatubenses, seguramente, poderia ser apelidado de super-homem.
A condecoração oferecida pelo Legislativo sebastianense me fez lembrar que, há alguns dias recebi um CD-Rom, com uma série de fotografias, que mostra o estado em que se encontra (por falta de manutenção) o prédio de responsabilidade do poder Legislativo de Ubatuba, tombado pela Resolução 68 de 13/12/1985 do Condephaat - Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico. A resolução foi publicada no Diário Oficial de 17/12/1985 e o processo de tombamento tem o número 24161/85. No prédio funciona o plenário da Casa de Leis ubatubense e abriga os gabinetes dos 10 (dez) vereadores do município.
Vale lembrar que a descaracterização do imóvel, com a colocação de grades, foi feita na administração do petista Jairo dos Santos, tendo na Direção Geral da Câmara, Paulo Conceição. Eles solicitaram e conseguiram a autorização do Condephaat para efetuarem a descaracterização.
O registro de tais fatos se faz necessário. Servirá de subsídio para a análise histórica do período pelo qual estamos passando.
Após ter recebido o CD-Rom com as fotografias, verifiquei ter sido iniciada a substituição de algumas janelas que estavam em "petição de miséria". Não consegui a informação de quem irá pagar as reformas. Ainda não sei se deixarão as despesas para serem pagas pela administração que vai assumir no dia 1º de janeiro.
Selecionei algumas fotos para que você tenha uma idéia da situação. Clique nos links em azul, a seguir:
foto 01, foto 02, foto 03, foto 04, foto 05, foto 06, foto 07, foto 08, foto 09, foto 10, foto 11, foto 12 e foto 13.
A Sessão Solene de posse da nova Mesa Diretora, para o exercício de 2006, se dará em 1º de janeiro de 2006 (domingo), às 10 horas, na Câmara Municipal de Ubatuba (avenida Iperoig, 218, Centro). A Mesa Diretora em 2006 será composta por Presidente: Dr. Ricardo Cortes (PV), Vice-presidente: Marcos Francisco (PSC), 1° Secretário: Charles Medeiros (PSB) e 2º Secretário: Romerson de Oliveira (PFL).

Fonte: Arquivo UbaWeb

Revisar conceitos

Ronaldo Dias
Andando por aqui, pois por aí, o trânsito não deixa, não é preciso ir, além de onde a vista alcança, para enxergar e, claramente, perceber de que é preciso rever conceitos de uso e, de ocupação, se tivermos qualquer objetivo, sério, de preservação ambiental. Peço, aos amigos que não se distraiam com o colorido e, atinem pelo uso transloucado do nosso "verde". Do desrespeito ao comum, ao arremesso de lixo nas costeiras, passando pela coleta de "mudinhas" de bromélias e parasitas vem o extermínio sistemático, até, das sementes de cracas e, mariscos. São claros e reluzentes sinais do que pretendem alguns destes visitantes que estão por aí. Alguns, de centenas de milhares, são muitos! É preciso rever conceitos. É preciso estabelecer posturas. É preciso despertar de sonhos poéticos de preservação e, conviver com a dura realidade. Para preservar será preciso, muito mais do que esta legislação, apenas restritiva e, inócua, nos resultados, feita para poucos cumprirem.

Da série: "recordar é viver"

A partir da esquerda: Moromizato, Martiniano, Maida, Gerson, Cesário, Agnaldo, Domingos, Rodrigo e Quincas.

Esta foto foi originalmente publicada no dia 31 de dezembro de 2004, véspera da posse de Jairo dos Santos como presidente da Câmara Municipal de Ubatuba. A posse não aconteceu exatamente no dia posterior, problemas técnicos adiaram o evento, mas a comemoração tinha uma justificativa. Depois de muitos anos de luta o PT chegava ao poder em Ubatuba.

Sidney Borges

Editorial

Fim de ano

O casamento de Juliana, filha do coronel Antônio Bento foi sem sanfoneiro, tocou o mestre Bené Nunes, do Rio de Janeiro. Nesse dia bodocó faltou pouco pra virar. Hoje é um dia bodocó, estamos quase virando. Tim Maia faz falta, daria um ótimo presidente. Durante anos ouvi dizer que o mundo acabaria em fogo no ano 2000. Já estamos em 2005, quase em 2006 e o mundo continua girando em torno de seu eixo, firme forte e altaneiro, como um escoteiro no arrebol, imerso na luz do sol. Dois mil e cinco será lembrado como o fim do ciclo iniciado em sessenta e oito. O sonho cortado pelo AI-5 permaneceu vivo até explodir como uma bolha de sabão espetada pelos alfinetes malignos de Waldomiro Diniz primeiro e “Delúbio e seus red caps” depois. Pela primeira vez na história das comunicações do país, tivemos uma crise em que houve democracia na divulgação de idéias. A Internet fez a diferença. Se foi possível ler na web o filósofo Olavo de Carvalho, representante do pensamento de direita, também estiveram lá os esquerdistas Emir Sader, Tarso Genro, Marilena Chauí e outros. Engana-se quem vocifera contra complôs. Estes eram freqüentes no tempo de Chateaubriand, quando uma ligação telefônica entre o norte e o sul do país demorava horas para ser completada. Hoje a população dispõe de um amplo panorama de idéias. Instantaneamente. É raro o dia em que abro os jornais e encontro alguma coisa nova. Aconteceu aqui ou em qualquer parte do globo, em poucos instantes está na rede. A grande maioria dos brasileiros é iletrada e não tem computador, a televisão é o seu único meio de informação, mas a televisão aos poucos se rende à força da Internet, que com o binômio interatividade e velocidade, chegou para dominar. De forma irreversível. Em 2006 estaremos a postos informando. Bom ano para todos.

Sidney Borges

sexta-feira, dezembro 30, 2005

Pets



Esta é Dorinha, que mora numa folha de violeta, no jardim de casa. Não tenham medo, Dorinha é inofensiva. Você só deve se preocupar se for um mosquito, nesse caso ela é perigosa.

Sidney Borges

Jaqueira frondosa

Engenheiro-jornalista

Cãozinho simpático

Conexões

Vamos ver se alguém imagina o que há de comum nas imagens acima. Uma jaqueira carregada de frutos, um engenheiro-jornalista pensativo e um cãozinho simpático. Como é praxe contar histórias edificantes nos finais de ano, escolhi esta para os leitores do Ubatuba Víbora que precisam de um pouco de esperança nestes tempos bicudos em que somos os penúltimos na tabela do crescimento, salvos da suprema humilhação pelo Haiti.
A jaqueira orgulhosa que exibe magníficos frutos, nem sempre foi assim. Um dia, quando ela era pouco mais do que um arbusto correu sério risco de ser abatida, como pretendem fazer com a amendoeira de meia-idade da praia do Cruzeiro. O Paço Municipal estava sendo erguido num terreno quase rural. A Maria Alves acabava onde hoje é a padaria Estrêla, que já existia na época. A árvore media então pouco mais de três metros e crescia exatamente onde estavam construindo a rampa do Paço, aquela que os prefeitos sobem no dia da posse e que fica cheia de gente querendo dizer que votou nele e que não seria mal uma boquinha na administração e coisa e tal. De machado em punho os carrascos do verde já tinham traçado a linha de corte quando o jovem engenheiro, Luiz Moura, responsável pela obra, chegou. Com a fleuma britânica que o caracteriza perguntou:
- O que vocês vão fazer?
O mestre de obras respondeu:
- Cortar a árvore doutor?
- O quê? De jeito nenhum. Podem deixar a árvore aí.
- Mas doutor, a rampa vai passar bem aqui, precisamos fazer as fôrmas.
- Então tentem. E empunhou o machado.
- O senhor é que sabe.
- Assim está melhor, deixem comigo, vou fazer um buraco na rampa. A árvore fica e não se fala mais nisso.
A árvore ficou para embelezar o Paço. É motivo de orgulho para a cidade e até para aqueles que sobem a rampa diariamente, mas não dão a mínima para o corte de árvores que se interponham à sua ambição política. O cachorrinho, para quem não reconheceu, é Ideafix, pertencente ao bravo Obelix. Ele detesta que cortem árvores. O autor desta história também. Feliz ano novo!

Sidney Borges

Praia de Maranduba



Nós a queremos assim como nesta foto, cheia de gente, como área de recreação e lazer, aberta livre e pública, com o povo usufruindo de sua beleza. Mas olha o que a Prefeitura nos brinda " Hooter jet". Cadê a praia, cadê o mar? 8.000 m. Cidade turística não precisa disto à beira do mar. Para onde irão os valores aqui arrecadados? Com certeza não ficarão para este município. Emprego? Perguntem para quem lá já trabalhou na temporada passada.Nossos comerciantes que quiseram brindar os turistas que por aqui passam o ano novo, não têm mais esta área para fazer a queima de fogos. E agora José?

Maria Cruz
Moradora da Maranduba

QUEREMOS MORALIDADE ADMINISTRATIVA!

Glaucia Gomes da Silva*
No dia 13 de dezembro o Sindicato dos Servidores ocupou a tribuna da Câmara Municipal na pessoa de sua presidente, e se posicionou pedindo o adiamento do projeto de lei do executivo (que dispunha sobre a Estrutura Administrativa da Prefeitura Municipal e criava cargos em comissão )e que iria a votação naquela data. Os vereadores não acataram o pedido de adiamento, com exceção do Sr. Edílson Félix, todos os outros aprovaram a lei.
Após a publicação da lei o Sindicato vem a público explicitar as razões pelas quais, já naquela data, questionava vários itens do projeto.
Conforme Termo de Compromisso de ajustamento de Conduta do Ministério Público do Trabalho vários cargos comissionados só deveriam ser preenchidos através de concurso público, e o Executivo tendo que acatar o posicionamento do Ministério extinguiu conforme Lei 2724/05 publicado no jornal “a cidade” do dia 05.11.05. É necessário aprofundar o debate para o bem do serviço e do dinheiro público municipal. O que nos deixa indignados é que no momento da aprovação os nobres vereadores não tinham conhecimento da descrição dos cargos mencionados no referido projeto, ou seja, dado como exemplo o que vem a ser um cargo de Gerencia de apoio ao servidor(?), ou um assessor de direção(?) cargo este, que nas diversas secretarias descritas, não possui a função do DIRETOR .A criação de novos cargos em secretarias já existentes deixa claro que a nova estrutura administrativa só vem “maquiando” o que tínhamos no passado, mudando a nomenclatura e acrescentando novos cargos ao modelo anterior. E um dos Exemplos entre vários outros no novo projeto é: SECRETARIA DE OBRAS – IRÁ TER UM SECRETARIO ADJUNTO – UM COORDENADOR DE MAQUINAS E VEICULO – GERENTE DE CONTROLE DE MAQUINAS E VEICULOS / OUTRO EXEMPLO - SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO – CRIOU-SE O COORDENADOR DE MATERIAIS E PATRIMONIO, E GERENTE DE COMPRAS, / OUTRO EXEMPLO – GERENTE DE PROCESSOS LICITATORIOS E CONVENIO , CHEFE DO DEPARTAMENTO DE PROCESSOS LICITATORIOS, CHEFE DO DEPARTAMENTO DE CONTRATOS E CONVENIOS, COORDENADOR DE CONTROLE DE CONTRATOS E CONVENIOS etc.
A lei 1069/91 em seu art.4 acrescentava à lei 1031/90 que os cargos em comissão de encarregado e chefia tivessem respectivamente primeiro e segundo grau, e chefe de serviço nível superior. Mas a lei 1299/93 revogou todos os artigos inclusive o que menciona a referida exigência.
E nessa nova reestrutura administrativa não se toca no assunto ou seja, não se faz distinção do grau de escolaridade entre um assessor, gerente, superintendente, coordenador, chefe, ou secretario.
O que o Sindicato reivindica que a nova reestrutura da administração seja realmente séria. Tenha seus cargos de confiança escalonados com salários e níveis de escolaridade compatíveis com os cargos que vierem a ser ocupados, pois para se ocupar um cargo de comando a pessoa tem que ter no mínimo conhecimento técnico e prático do trabalho a ser executado e a ser comandado.
Com a criação de três novas secretarias a qual existe entendimento da necessidade e implantação das mesmas, o que nós Sindicato exigimos da administração é concurso público para o preenchimento das vagas que irão surgir diante da demanda do serviços, e não de funções comissionadas para que não haja mais apadrinhamentos no serviço público.
Gostaríamos de enfatizar ainda que no art. 47 da Lei 2752/05 o chefe do executivo fica autorizado a atribuir funções gratificadas que serão implantadas para atender a encargos de chefia para os quais não se tenha criado cargo em comissão. Ora, o que deixa bem claro nesse parágrafo é que não sobrando portaria para nomear funcionário efetivo, o mesmo receberá uma diferença salarial para responder pelo cargo de chefia , mas que também estão proibidos de ganhar qualquer hora extra por já estar percebendo um diferencial no pagamento,e não poderão incorporá-la sobre qualquer tempo que estiverem ganhando a gratificação. E quais são os critérios que serão abordados para este funcionário ter a função gratificada? Quais os mecanismos que serão utilizados para medir o grau de sua competência pelos valores (tabela anexa à Lei) informados na FG1, FG2, FG3, FG4?
E os funcionários que por ventura continuarem na administração pública depois de exonerados por força do Ministério Público do Trabalho, irão ter um novo cargo comissionado? Pois terão um acréscimo em seus salários. O funcionário efetivo só teve seu reajuste de 5% em outubro, assim como esse comissionado que prestou lá seus serviços, mas à partir de janeiro/2006 este mesmo comissionado já irá ter um outro reajuste diante da nova tabela. A nova reestrutura administrativa com seu novo quadro de comissionamento deixa de optar pela referência I de 909,36 para 1.000,30, referência II que deixa de ser 1.000,30 para 1.100,33, quem ganhava 1.100,33 passa a ganhar 1.430,43, quem ganhava 1430,43 passa a ganhar, 2.002,60. O Executivo cria ainda o salário de R$ 2.310, 00, salário este que não existia na escala de vencimentos, e a referência VI cria-se o salário de R$ 3.150, 00, e os Secretários permanecem no quadro com o salário de R$ 3.433,03.
Os chefes de departamentos, lê-se como ex-encarregados de setor, os gerentes, lê-se como chefe de seção, o coordenadores lê-se como chefe de serviço, foram criados além de todos já mencionados na Lei 2752/05 que existiam nos quadros do executivo( com as nomenclaturas já mencionadas acima) como também a criação de novos cargos : Secretário adjunto, superintendentes e assessorias. E mais uma vez enfatizamos que todos esses cargos não há especificação quanto ao seu grau de conhecimento e escolaridade não fora abordado na referida Lei. E diante de nosso conhecimento aproximadamente, mais 47 cargos estão sendo criados para se somar no universo dos 261 (isso se não deduzirmos os 84 extintos)já existentes, totalizando assim 308 cargos comissionados na prefeitura de Ubatuba.
Nós, fiscalizadores do dinheiro público e defensor dos direitos do servidor publico municipal, não podemos nos calar diante desses números; porque promessas de plano de carreira para o servidor, cesta básica para as referencias que ainda não se beneficiam, reajuste salarial, bolsa universitária são questões dispendiosas para o Executivo, para se juntar a mais com os cargos comissionados e função gratifica, coisa que já está sendo feita na prefeitura e o que nós não queremos ouvir mais tarde é que o Executivo não tem recurso para atender as reivindicações do Sindicato porque a folha de pagamento está estourada, observando que o limite é de 54% da Lei de Responsabilidade Fiscal. O Sindicato estará e sempre esteve defendendo o serviço e o dinheiro público do município de Ubatuba, e medidas serão tomadas com esse intuito.
* Presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública de Ubatuba (SINDTAPU)

Consumação mínima

Quiosques de Ubatuba serão alertados sobre proibição da medida

Nesta sexta-feira, 30, um fiscal da Seção de Tributos Mobiliários da Prefeitura de Ubatuba estará distribuindo um comunicado do Procon em todos os módulos de quiosques das praias Grande, Maranduba e Tenório. No total 44 quiosques receberão os comunicados alertando quanto a proibição da cobrança de consumação mínima.
O Procon de Ubatuba recebeu nesta quinta-feira, 29, cinco denúncias da cobrança de consumação mínina estabelecida em quiosques da Praia Grande. Segundo o coordenador do órgão, Henrique Zwilbelberg, a prática da cobrança é considera abusiva de acordo com o artigo 39, inciso V, do Código de Defesa do Consumidor. “Tem quiosque que está estabelecendo uma consumação mínima de R$ 50,00, o que é algo completamente abusivo”, disse o coordenador.
O Procon orienta que quem quiser denunciar a cobrança da consumação mínina que entre em contato pelos telefones (12) 3833-3022 ou 3833-5446, ou dirija-se a avenida Dona Maria Alves, nº 890, no centro. PMU

Obra embargada


Obra em desacordo com o projeto apresentado à Prefeitura

Prefeitura embarga shopping temporário na Maranduba

A Prefeitura de Ubatuba embargou nesta quinta-feira, 29, as obras de construção de um shopping temporário na Praia da Maranduba. O embargo foi motivado porque a empresa proprietária do empreendimento, a A. G. Martini, iniciou a execução da obra em desacordo com o projeto apresentado junto a Secretaria de Arquitetura e Urbanismo da Prefeitura.


Denúncia no SPU

Além da construção estar em desacordo com o projeto, o que motivou o embargo da obra pela prefeitura, o empreendimento também está sendo contestado pelo SPU – Serviço de Patrimônio da União, que recebeu uma denúncia de que o shopping estaria ocupando uma área da marinha. A gerência regional do órgão federal encaminhou ofício à Prefeitura de Ubatuba pedindo providências. A notificação desta questão também foi apresentada ao proprietário do empreendimento nesta quinta-feira que deverá agora apresentar documentos e o projeto ao SPU. PMU

"Melhor Idade"

2005 foi um ano movimentado para a Melhor Idade de Ubatuba

O Fundo Social de Solidariedade de Ubatuba dedicou uma atenção especial à Melhor Idade em 2005. O objetivo do Fundo Social foi promover a reintegração das pessoas da terceira idade ao meio social e sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre esta iniciativa. Através de parceria com a Secretaria de Esporte e Lazer foi criado o Projeto Atividade Física e Cidadania nos bairros Maranduba, Lagoinha, Enseada, Lázaro, Itaguá, Estufa I e II, Silop, Praça Bip, Salão da São Francisco, Perequê-Açu, Taquaral, Marafunda, Ipiranguinha e Horto, proporcionando atividades como alongamento, caminhada e vôlei adaptado a cerca de 500 pessoas.
Em abril, uma delegação de 36 atletas participou da 9ª edição dos Jogos Regionais do Idoso (JORI) em São Vicente. Disputando o torneio em 11 modalidades, Ubatuba terminou a competição na 24ª colocação.
No mês de maio cerca de 150 mães foram homenageadas no Ubatuba Tênis Clube. Ainda em maio, o “Domingão da Melhor Idade”, foi outra iniciativa adotada, para além da prática esportiva, aumentar o ciclo de amizades entre os participantes do projeto.
Em julho, representantes de Ubatuba participaram pela primeira vez do concurso de Miss e Mister Melhor Idade, no memorial da América Latina, em São Paulo. Os dois representantes de Ubatuba foram classificados entre os dez melhores do Estado, em um concurso que avaliou, além da beleza, a elegância, simpatia e desenvoltura.
Em agosto aconteceu o Baile da Melhor Idade e a primeira das três etapas do Torneio da Melhor Idade, que serviu como seletiva para o JORI 2006.
O Dia Nacional do Idoso foi comemorado com mais uma grande festa no Ginásio de Esporte Tubão; foi realizado um ato ecumênico e depois todos se divertiram com jogos de mesa e tabuleiro. Para encerrar o ano um jantar para todos os participantes do projeto, na festa de premiação dos Jogos da Melhor idade lotou mais uma vez o Tubão. O Projeto Atividade Física e Cidadania deve ser retomado no inicio de março. PMU

A Onda é Brincar


O sucesso da Casa do Brinquedos superou as expectativas

Casa do Brinquedo de Ubatuba fecha o ano com mais de 2500 visitantes

A Casa do Brinquedo, parceria entre a Secretaria de Educação e Fundo Social de Solidariedade de Ubatuba, foi uma das atividades mais atraentes para as crianças de Ubatuba em 2005. No projeto “A Onda é Brincar”, a Casa do Brinquedo é itinerante e percorre todos os bairros da cidade, utilizando espaços de escolas e áreas publicas, facilitando o acesso das crianças de comunidades mais distantes. Com dez profissionais trabalhando na monitoração, acompanhamento pedagógico, manutenção dos brinquedos e desenvolvimento de atividades, a Casa do Brinquedo também esteve presente nas edições do projeto “Prefeitura no Bairro”.
Segundo Renata Ramos Martins, coordenadora do projeto, os principais objetivos da Casa são resgatar o espaço lúdico na vida da criança e oferecer oportunidades de aprendizagem através de jogos, brinquedos e brincadeiras. “Tentamos mostrar a importância do brincar, não só para as crianças, mas também para os pais”, diz Renata. “Quando a criança brinca ela vive a melhor expressão da infância”, completa.
Aproximadamente 2500 crianças conheceram a Casa do Brinquedo, algumas puderam participar mais de uma vez das atividades. “No primeiro contato a criança fica muito curiosa, mexendo em todos os brinquedos, quase não brinca; nas outras vezes ela já chega de casa com três ou quatro brinquedos ou atividades definidas, podendo desfrutar melhor a brincadeira”, atesta Renata.
Mais de vinte bairros de Ubatuba foram visitados desde julho, quando houve a inauguração do projeto no Perequê-Mirim. Usando tendas e contando com mais de 150 brinquedos diferentes, o maior empecilho para que mais bairros fossem atendidos em 2005 foram as chuvas.
Para 2006 a principal mudança será a inauguração de uma sede no centro. Segundo a coordenadora, o local ajudará a atender um maior número de crianças. “A ‘Casa do Brinquedo’ no centro vai ampliar o atendimento, pois faz parte do projeto atendermos não só os alunos da rede pública de ensino, mas toda a comunidade de Ubatuba e também os turistas, faça chuva ou faça sol. Continuaremos também a levar a ‘Casa’ às escolas dos bairros mais distantes. Estaremos também em parceria com as associações de bairro e continuaremos a participar de atividades com outras secretarias”, conclui Renata.
A Casa do Brinquedo voltará a atender as crianças na segunda quinzena de fevereiro. PMU

quinta-feira, dezembro 29, 2005

Mudança na Câmara


Dr. Ricardo Cortes, novo presidente da Câmara

Câmara Municipal tem novo presidente

Neste domingo, dia 1º, às 10h00, a Câmara Municipal realizará a Sessão Solene de posse da nova mesa diretora para o exercício de 2006, assim constituída:


Presidente – vereador Dr. Ricardo Cortes (PV);
Vice-presidente – vereador Marcos Francisco (PSC);
1º Secretário – vereador Charles Medeiros (PSB);
2º Secretário – vereador Romerson de Oliveira (PFL).

Empenhada em desenvolver um trabalho sério em prol do município, a nova diretoria também estará buscando dar sustentação as ações do Executivo para o desenvolvimento da cidade. Para o setor administrativo serão tomadas medidas imediatas de contenção de gastos e desperdícios.
O novo presidente, Dr. Ricardo Cortes, assume o cargo reafirmando o compromisso com seus eleitores e também com a cidade, ressaltando que as portas do Legislativo estarão sempre abertas aos interesses da coletividade. “Queremos fazer nesse ano que se inicia um governo democrático, acima de tudo respeitando o interesse e os recursos públicos. Com a ajuda da população, em parceria com o prefeito municipal, tenho a certeza que Ubatuba irá dar um grande salto para o desenvolvimento”, enfatizou o novo presidente da Câmara, convidando toda população para a solenidade de posse.

Fonte: Laura Valesi Ennes

O "Espetáculo do crescimento"

Em 2005, Brasil só cresceu mais do que o Haiti

O Brasil chega ao final de 2005 em posição constrangedora entre os países da América Latina e do Caribe. Levantamento da Cepal informa que o país amargará o segundo pior índice de crescimento econômico da região: 2,5% do PIB. O Brasil só não é o lanterninha porque conseguiu superar o Haiti (1,5%), o país mais pobre do continente.
O desempenho da economia brasileira foi muito inferior ao da Venezuela (9%) e ao da Argentina (8,6%), os dois países que mais cresceram na região em 2005. Ficou abaixo também de nações como Chile, Panamá, Peru, República Dominicana e Uruguai, que cresceram entre 5,5% e 7%. Perdeu ainda para Bolívia, Colômbia, Honduras e Nicarágua, que registraram crescimento ao redor de 4%.
Os dados constam de relatório anual que acaba de ser fechado pela Cepal (Comissão Econômica para América Latina e Caribe), organismo da ONU. O trabalho foi elaborado a partir de informações oficiais dos países. Além de medir o desempenho de 2005, o trabalho fixou as perspectivas para 2006.
Fonte: Folha Online

Urubu malandro


Antonio Alberto, 23, freqüentador da praia do Cruzeiro

Há quem imagine que a nossa vida é ruim. Vocês, humanos, se sentem enojados ao nos ver, o que para nós é uma imensa vantagem. Ninguém cogita em nos comer no Natal. Nem para canja servimos. Também falam mal de nossa dieta, que na verdade não é tão diferente da de vocês. Tudo se resume em tolerância à cadaverina, presente nos “presuntos” que ingerimos. Vocês os comem frescos ou em conserva, nós os preferimos maturados, mais macios. Comida não nos falta, não pagamos impostos, não precisamos trabalhar e fazemos amor à vontade. No mais voamos, somos os mestres dos ares, contemplamos o mundo de cima, não temos moléstias cardiovasculares e nem desconfiamos o que seja stress. E para finalizar, as melhores praias são nossas, vocês poluem e nós usamos. Vai uma boquinha? Não? Então, feliz ano novo!

Sidney Borges

Peixinho é...



Maradona para Pelé:
- Edinho é como se fosse meu filho...

Sidney Borges

Aviso de interdição de ponte

O Departamento de Trânsito da Prefeitura Municipal de Ubatuba informa que a Rodovia que liga o Monte Valério ao Bairro Rio Escuro, na altura do Km 8, ficará interditada durante o dia 3 de janeiro, das 7h às 17h. Essa medida será tomada devido à necessidade de reforma na Ponte localizada no Sertão das Cotias. PMU

Preservando o "matinho"...


... o galho permanece dificultando a passagem de pedestres

Luiz Moura
Não vou transcrever a previsão feita hoje pelo meu compadre e companheiro de caminhadas, que também é engenheiro, sobre a operação tapa-buracos nas ruas pavimentadas com concreto asfáltico, iniciada pela administração Eduardo César (PL + PT). Sei que se falar sobre a forma errônea e da péssima técnica que ocasionará prejuízos ao erário público, os puxa-sacos vão cair de pau em cima e argumentar que: "esse pessoal é f... quando o prefeito não faz reclamam e quando faz sempre arrumam um jeito de criticar".
Só espero que o trabalho iniciado não tenha a agravante de estar sendo executado pela inapta secretaria municipal responsável pela limpeza urbana, que vem demonstrando a sua incapacidade a cada dia que passa. A foto acima mostra um galho de árvore impropriamente deixado no passeio público. Há mais de um mês o galho permanece dificultando a passagem de pedestres. Pessoas inconseqüentes, sabedoras da indiferença mostrada pelo poder público, prejudicam a comunidade com tais atitudes. O local da foto está localizado na rua Coronel Domiciano, entre as ruas D. João III e Liberdade, no centro. O "matinho" na guia está se tornando comum no centro de Ubatuba. Se você acha que o "matinho" retratado na foto está longe do centro, observe a guia em frente a padaria existente na esquina da rua Coronel Domiciano com a avenida D. Maria Alves (aproveite, tire uma foto e envie-a para
estilingue@ubaweb.com).
O serviço de limpeza urbana também trabalha meio expediente? Pessoal, Ubatuba tem 748 quilômetros quadrados, está na hora de começar a trabalhar! Só faltam 3 (três) dias para acabar o ano.

Foto: Arquivo UbaWeb

“Cargos de provimento em comissão”

Corsino Aliste Mezquita
“As funções de confiança, exercidas exclusivamente por servidores ocupantes de cargo efetivo, e os cargos em comissão a serem preenchidos por servidores de carreira nos casos, condições e percentuais mínimos previstos em lei destinam-se apenas às atribuições de direção, chefia e assessoramento”. (Constituição Federal, artigo 37, inciso V. Redação dada pela EC 19/98)
Está claro, para quaisquer cidadão que queira entender, que, os cargos em comissão deverão acontecer :
- em percentuais mínimos:
- funções especificas de chefia, direção e assessoramento;
- funções que, por sua natureza, exigem formação, preparo técnico e experiência para poder chefiar, dirigir e assessorar outras pessoas subordinadas, menos capacitadas ou especializadas, no assunto a ser assessorado.
Não cabem outras interpretações. Os juristas costumam afirmar que, o que está claro não é passível de interpretação.
Por Ubatuba ser diferente e, a legislação municipal, não atender aos ditames constitucionais, recebeu, em 2004, “Termo de compromisso de ajustamento de conduta n° 139”, do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, em Campinas, SP.
O tribunal exigiu do Município de Ubatuba a extinção de 84 (oitenta e quatro) cargos que, segundo o Tribunal, agrediam a Constituição Federal. Os cargos foram extintos pela Lei nº 2724, de 03 de Novembro de 2005. O Município de Ubatuba reconheceu que, a natureza daquelas funções, não podia ser preenchida por cargos de provimento em comissão. O Tribunal não condenou o “NOME” dos cargos e sim a natureza das funções que neles se desempenhavam. Conseqüentemente, é obvio que não podem ser criados outros cargos em comissão, com nome diferente, e preservando as mesmas funções. Agride o bom senso e os princípios mais elementares de ética política. Agir contrariamente às orientações do Tribunal é, mais uma prova, da falta de sintonia, de nossos agentes políticos locais, com os anseios do povo e os princípios constitucionais.
A seguir o Tribunal determina:
“O preenchimento desses cargos/empregos tão logo decorrido o prazo acima(31/12/05) só poderão sê-lo mediante anterior realização de Concurso Público Regular, em obediência ao Artigo 37-V da Constituição Federal, reconhecendo o Município, de forma expressa a inconstitucionalidade......”, dos cargos anteriormente existentes.
Os políticos que atualmente administram o Município de Ubatuba, não só deixaram de cumprir o Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta n°139, como aprovaram, sancionaram e publicaram a Lei Municipal n°2752, de 22 de Dezembro de 2005, com seus anexos, criando, 306(trezentos e seis) cargos em comissão. Analisando remuneração, referências, nomes, hierarquia funcional e falta de especificação das funções que, supostamente, executarão, a maioria desses cargos, afiguram-se, escancaradamente, inconstitucionais.
Criaram-se cargos sem especificar requisitos para preenche-los, funções a serem executadas, formação acadêmica ou técnica dos futuros titulares, Etc, Etc. Etc. O campo ficou aberto para cabides políticos e outros absurdos.
Não é necessário ser iniciado ou especialista em recursos humanos para perceber as incongruências (podemos falar em aberrações) da estrutura criada para a Administração Direta de Ubatuba. A título de exemplo registramos. O Chefe de Gabinete das Secretarias, hierarquicamente considerado, em todas as estruturas administrativas, a pessoa mais importante, após os Secretários, é brindado com a Ref-II –R$ 1.100,33. Quem que tenha condições para exercer as funções de Chefe de Gabinete vai se submeter a esse salário?. Qual o respeito que, dedicar-lhe-ão, as outras dezenas de chefes de cada secretaria com salário superior?
Impossível se faz olhar com otimismo o futuro da Administração Municipal, após conhecer a nova estrutura administrativa. Ruim, antes. Centenas de vezes pior, agora.
Em 2005 a Administração municipal patinou pela falta de planejamento, inexperiência, desconhecimento dos processos administrativos e nomeação de pessoas despreparadas para ocupar os cargos para os quais foram nomeadas. Infelizmente não vemos perspectivas melhores para 2006. Desrespeitar a Constituição Federal, a legislação complementar, não atender as exigências do Termo de Ajuste de Conduta, etc... não são caminhos para o progresso, a eficiência, a impessoalidade e a procura de administração geradora de justiça, paz e harmonia funcional e social.
Desejando estarmos equivocado sugerimos, ao Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública de Ubatuba, abrir os olhos para essa realidade, analisar, com seus advogados, as conseqüências futuras das leis n° 2752 e 2754 e de seus anexos, assim como tomar as providências jurídicas necessárias para não se consumar o desastre que, ao nosso ver, se avizinha com a sua implantação. Entre outras tormentas, o Instituto de Previdência Municipal de Ubatuba, parece estar em perigo, a curto prazo, os cargos de provimento efetivo, passados para segundo plano e o respeito aos funcionários, desconsiderado. Preocupante! Resgate dos piores costumes políticos?

Notícias da ADUBA


Edson Bitencurt é o novo presidente da ADUBA

A ADUBA – Associação dos Deficientes de Ubatuba, neste ultimo dia 17 de Dezembro em sua sede, realizou eleições para os cargos de Diretoria, renovando assim para o Biênio 2006 – 2007 onde fora eleito o Senhor Edson Bitencurt para o Cargo de Presidente da Entidade, Edson que teve a perna amputada e parte do outro pé em um acidente de trânsito, sabe bem o que é estar do outro lado da linha, pessoa que muito contribuiu para a estruturação da Entidade e que tem como ponto de vista o respeito à legislação e uma nova era na ADUBA, onde deve fazer menos eventos e trabalhar mais ligado a aplicação e cobranças das Leis, Municipais, Estaduais e Federais.
Edson Bitencurt é aposentado e trabalha com venda de sorvetes em um quiosque na praia grande.
André Luiz dos Santos, agora ex-presidente da ADUBA, deve continuar sua luta pela inclusão social através da Federação do Litoral Norte para Assuntos da Pessoa com Deficiência, a qual Ele é Coordenador Geral e colabora com as 4 cidades do Litoral na estruturação da Luta pelos direitos dessa classe.
André deixa a ADUBA, após mandato de 2 anos e alguns meses o qual assumiu interinamente a Entidade, não quis concorrer nas eleições da ADUBA, pois acredita que deva se renovar, novas idéias, novos métodos e também uma maneira de estar se criando novas lideranças dentro do movimento. Agora segue na Federação, é Secretário do Conselho Municipal dos Assuntos da Pessoa com Deficiência de Ubatuba, foi eleito Delegado Estadual, participará de Plenária em São Paulo em 2006, para a criação de novas Leis e aplicação das existentes a fim de se melhorar as condições de vida desta classe. Aos Associados e Colaboradores solicita que continuem ajudando a ADUBA, pois confia no trabalho que esta por vir, que as autoridades atuais colaborem no cumprimento das Leis, para facilitar o trabalho de Nossa Associação.


A ADUBA, alguns números:

903 processos abertos, 825 resolvidos, 164 alunos de informática, 8 computadores sendo 5 de ultima geração, sede provisória atendendo a Cursos de Braille (para deficientes visuais) Libras (para deficientes auditivos) comissão de acessibilidade que conseguiu com sua luta a instalação de 300 rampas na cidade, varias adequações, balcão de empregos que atendeu a hoje coloca o Associado no mercado de trabalho, comissão de deficiência visual que discute os assuntos de seu interesse, ampliação de 49 associados para 1170, atendimento diário ao Portador de Deficiência em todas as suas necessidades, desde um simples requerimento, a isenções, INSS, escolaridade, mais de 700 carteiras de Passe Livre Municipal, atendimento administrativo e jurídico, defesa dos direitos, o mais importante é que a 2 anos, tínhamos que explicar a todos na cidade o que era a ADUBA, por que lutávamos pelas aplicação das Leis etc, hoje o Poder Público e a Sociedade não realiza nada mais sem consultar ou lembrar que deve atender as necessidades da Pessoa com Deficiência.
Ubatuba esta de parabéns, pois se a ADUBA existe é graças a esta Cidade maravilhosa de um Povo caridoso e rico em amor e generosidade, mesmo com uma estrutura mensal que consome por volta de R$2500,00 reais sempre colaboraram com doações, comprando convites para almoços, bingos, bazar da pechincha, e demais campanhas e eventos, nas ruas não existiam vagas para estacionamento, hoje há varias, muitos chegaram e poucos se afastaram da ADUBA, mas a dedicação e esforço de todos foram válidos, afinal em Ubatuba estamos dentro de um espírito de adaptação da Cidade, enquanto outras localidades ainda se organizam, é hora de uma nova jornada reiniciar, a ADUBA tem novo Líder, mas a Luta é a mesma.

Abaixo relação da Nova Diretoria Eleita para o Biênio 2006 – 2007:

Diretor Presidente: Edison Bitencurt, do Lázaro;
Diretor Vice Presidente: José Lucas dos Santos Filho, Parque dos Ministérios;
Diretor Primeiro Secretário: André Gustavo Vieira Bitencurt, do Lázaro;
Diretor Segundo Secretário: Edílson Jose de Souza, da Estufa 2;
Diretor Primeiro Tesoureiro: André Luiz dos Santos, do centro;
Diretor Segundo Tesoureiro: Neusa Barbosa, do Jardim Sumaré;
Diretor 1º Suplente: Sonia Regina Nascimento Silva, do taquaral;
Diretor 2º Suplente: Ariana Mendes Alves, da Estufa 2;
Diretor Jurídico: Dr. Jair Geraldo Lopes da Silva, do centro;
Diretor de Patrimônio: Eron José de Souza, do centro;
Diretor de Relações Publicas: Jurandir Soares Belo, (Jura Belo) do centro;
1º Conselheiro Fiscal: Kazuo Matsuoka, da Marafunda;
2º Conselheiro Fiscal: José Marcelino Caldeira Gomes, da estufa 2;
3º Conselheiro Fiscal: Adriana Cena de Amorim, do jardim Sumaré;
1º Conselheiro Fiscal Suplente: Anderson Rodrigues (TATO), do centro;
2º Conselheiro Fiscal Suplente: Luiz Serpa, da Estufa 2;
3º Conselheiro Fiscal Suplente: Antonio Fernando Bilitardo, do Ipiranguinha.

Fonte: Assessoria de comunicação da ADUBA

Notícias da Prefeitura



Fundart realiza exposição tripla em Ubatuba

Desenho, tecelagem e cerâmica são as artes que se misturam em uma grande exposição

Os visitantes e moradores de Ubatuba têm, nesta semana, uma boa oportunidade para conhecer um pouco da arte praticada em nossa cidade. A Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba (Fundart) iniciou, no dia 22, uma grande exposição, com obras feitas pelos alunos dos cursos de Desenho, Aquarela e Tecelagem durante o ano de 2005. A exposição poderá ser contemplada até o próximo dia 4 de janeiro, no salão de eventos do Casarão do Porto, na Praça Anchieta.

Tecelagem

Os 20 alunos da Oficina de Tecelagem mostrarão ao público, cachecóis, estolas, cangas, bolsas, faixas, cintos, caminhos de mesa, e jogos americanos produzidos durante o segundo semestre de 2005. Além disso, a professora Débora U. Barocas estará na Fundart em alguns períodos, fazendo demonstrações de tecelagem. Em uma técnica que mistura a técnica antiga com um material da modernidade, Débora mostrará como se faz a fiação do plástico de garrafa PET em roca e fuso. Sobre o curso, a professora afirma ser um prazer muito grande dividir o conhecimento com as alunas. “É muito bom poder compartilhar essa arte milenar, que se transforma facilmente em uma paixão, com infinitas possibilidades e cores”.

Aquarela e Desenho

A exposição de Aquarela e Desenho reúne obras de adultos e crianças que aprenderam durante o ano diversas técnicas e teorias que os ajudaram a se expressar e se comunicar através das artes. Essa exposição traz mistura de materiais, leveza e suavidade nos traços e cores. São mais de 300 desenhos, entre anatomia humana e temas livres, mostrando a evolução dos alunos durante o ano. Segundo o Professor Benjamin Gonzalez, o objetivo, tanto da exposição, quanto do curso é incentivar a produção artística e proporcionar aos alunos uma convivência saudável com as artes. PMU


Intervenção da Prefeitura traz benefícios para a Santa Casa de Ubatuba

Desde que assumiu a Santa Casa de Misericórdia Nossa Senhora dos Passos, no início de novembro, a Prefeitura de Ubatuba, através da Secretaria Municipal de Saúde está realizando reformas em todo o prédio e mudanças na estrutura de funcionamento do hospital. As atividades foram normalizadas e não estão faltando medicamentos nem materiais de enfermagem. A nova equipe de administração conseguiu pagar fornecedores dos últimos três meses, graças a mudanças no processo de compras que baratearam os custos de funcionamento.
As reformas são resultado de uma parceria entre as Secretarias Municipal e Estadual de Saúde, e o Ministério de Saúde. Estão sendo investidos, ao todo, 620 mil reais, em compra de equipamentos, reformas e pagamento de dívidas, entre outras melhorias. Para a temporada, o número de médicos aumentará para atender à demanda. Serão quatro médicos excedentes trabalhando pelo Sistema Único de Saúde e dois atendendo a convênios.

Reformas

Entre as diversas mudanças, a Sala de Urgência passou por uma completa reestruturação.
A sala, que antes tinha apenas um leito, uma bomba de fusão e um cardioversor, recebeu cinco novos conjuntos de equipamentos. O Secretário de Saúde, Marcos da Silveira Franco relata que quando aconteciam acidentes graves envolvendo mais de três pessoas, era comum perder pacientes. Além disso, toda a área do Pronto Socorro foi azulejada e está em fase de término da reforma. Trocou-se o telhado e o piso e melhorou-se a iluminação. As mesas dos consultórios foram substituídas por de granito, que proporciona melhor higienização.

Humanização do atendimento

Segundo o secretário de Saúde, a mais importante mudança é a relação dos profissionais da Saúde e funcionários da Santa Casa em relação aos pacientes e ao próprio trabalho. “Nós estamos investindo na capacitação dos funcionários e na reestruturação dos serviços prestados visando humanizar o atendimento aos pacientes”. Dr. Marcos ressaltou a divisão do Pronto Socorro e Pronto Atendimento, evitando que os médicos recebam por serviços prestados através do SUS e de convênios simultaneamente, o que é uma prática ilegal.
As novas propostas de atendimento prevêem que, em breve, a recepção poderá contar com atendentes que ficarão entre as pessoas que esperam por atendimento, orientando para onde o paciente deve ir. Outra mudança importante é tirar dos médicos do Pronto Socorro a responsabilidade pela evolução dos pacientes. “Agora, quem cuidará dos pacientes em observação serão os médicos internos. Essa medida diminui internações desnecessárias e melhora o atendimento, tanto no Pronto Socorro, quanto nas internações”.

Resultados

Quando a Prefeitura interveio na Santa Casa, com a decretação de estado de calamidade pública na prestação de serviço hospitalar no município o hospital encontrava-se “mergulhado em uma profunda crise há muitos anos, com uma dívida enorme, sem crédito com os fornecedores, com equipamentos sucateados e sem condições de atender decentemente a população”, segundo relato do prefeito Eduardo César. O hospital, antes administrado por uma Provedoria, havia paralisado seus atendimentos, atendendo apenas casos de urgência e emergência.
O decreto da Prefeitura constituiu uma comissão formada pelos secretários municipais de Saúde, Marcos da Silveira Franco, de Assuntos Jurídicos, Marcelo Mourão e da Fazenda e Planejamento, Gilson Ferreira da Silva. Dr. Marcos da Silveira Franco atribui os bons resultados à sensibilização de diversos setores da Prefeitura e da Câmara, bem como ao fato de estar dentro da Santa Casa, acompanhando de perto a situação. “Estar aqui nos ajuda a dimensionar a realidade da assistência hospitalar. Percebemos, por exemplo, que a Santa Casa paga hoje cerca de 120 mil reais de impostos por mês e recebe do Ministério da Saúde, 112 mil reais, portanto o hospital é mantido pela Prefeitura. São argumentos como esse que nós agora temos para conversar com o Ministério da Saúde”.
O Secretário de Saúde Marcos da Silveira Franco embarca para Brasília nesta quinta-feira, 29, para conversar com o Ministro da Saúde Saraiva Felipe. Entre os assuntos a serem discutidos está o da situação da Santa Casa. PMU


Prefeito de Ubatuba recebe título de cidadão sebastianense

O prefeito de Ubatuba, Eduardo César recebeu, na semana passada, a notícia que a Câmara Municipal de São Sebastião aprovou um decreto que concede a ele o título de “cidadão sebastianense”. O título, que foi proposto pelo vereador Carlos Ribeiro de Jesus, foi aprovado por unanimidade e deverá ser entregue em janeiro. Segundo o documento, o título foi proposto “em reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao município de São Sebastião”.
Eduardo César afirmou que sente-se honrado em receber o título, pois sempre se sentiu “um cidadão do Litoral Norte”. Ele conta que durante um de seus mandatos como vereador, propôs criar uma “Câmara do Litoral Norte”, por considerar que as quatro cidades têm realidades muito parecidas. “Infelizmente, esse sonho não se concretizou naquele momento, talvez por imaturidade de alguns políticos. Mas hoje, é com muita satisfação que percebo a união dos quatro prefeitos do Litoral Norte na luta por trazer melhorias e desenvolvimento para a região”, afirmou o prefeito. PMU


Bar é fechado em Ubatuba por desrespeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente

Menores estavam no local após horário permitido; estabelecimento é reincidente

Atendendo determinação da Juíza Mônica Di Stasi o Bar e Restaurante Nice, localizado na praça 13 de Maio, foi lacrado na tarde de quarta-feira, 28. O motivo do fechamento foi a reincidência no artigo 258 do Estatuto da Criança e do Adolescente (acesso de criança ou adolescente ao local em horário não compatível). A pena para a infração é multa de três a vinte salários de referência. Em caso de reincidência, a autoridade judiciária poderá determinar o fechamento do estabelecimento por até quinze dias, fato que acabou acontecendo nesta quarta-feira.
O chefe do comissariado de menores Luiz Carlos Castilho Jr. alertou que outros estabelecimentos correm o mesmo risco. “Visitaremos boates, casas de shows e bares verificando se os horários estão de acordo com o alvará do estabelecimento e se existe o consumo de bebidas alcoólicas por adolescentes”, disse o comissário.
Os cidadãos também podem fazer denúncias se constatarem irregularidades. Os telefones para denúncia são: 3832-1980 ou 3832-1379. O comissariado lembra ainda que qualquer ato que fira o Estatuto da Criança e do Adolescente pode também ser denunciado através dos mesmos números. PMU


Assistência Social auxilia guardadores de carros a regularizar documentação

A Secretaria de Assistência Social de Ubatuba está dando o apoio necessário para que a Associação dos Guardadores de Veículos possa trabalhar regularmente nesta temporada de verão. Após a reunião da última terça-feira, 27, em que ficaram definidas as regras para o exercício da função, a Secretaria vem colaborando para que até o dia 30 todos os guardadores cadastrados possam estar com a documentação em ordem. Além disso, os guardadores receberão auxílio para a uniformização e um rápido treinamento para que possam atender melhor os turistas.
“Disponibilizamos um funcionário para ajudar os guardadores a regularizar a situação junto à Associação”, disse Kátia Nunes, secretária de Assistência Social. "Estamos em negociação com a Comtur para transformar esses guardadores, no futuro, em vendedores de cartão de Zona Azul, melhorando assim suas condições de trabalho”, afirmou a secretária.
Os guardadores devem comparecer à Secretaria que fica na Rua Paraná, 375, com uma foto 3X4 para confecção da carteirinha válida para 2006. Os que ainda não efetuaram o recadastramento devem levar cópias dos seguintes documentos: RG, CPF, comprovante de residência e atestado de antecedentes criminais. PMU


Ubatuba se prepara para receber crianças do projeto Interior na Praia

Alunos de 15 cidades do interior de São Paulo conhecerão Ubatuba em janeiro

Ubatuba receberá, entre os dias 9 e 27 de janeiro, aproximadamente 640 crianças, com idades entre 9 e 11 anos. São alunos da rede de ensino do Estado, que participam do Projeto Caravanas do Conhecimento. Através do módulo “Interior na Praia”, as crianças são levadas a conhecerem regiões e paisagens, culturas e histórias diferentes daquelas que estão acostumadas em suas cidades de origem.
Em 2005, alunos de 156 municípios do interior visitaram 14 cidades do litoral e em julho alunos de 39 municípios do Litoral e Grande São Paulo visitaram 131 municípios do interior.
Ubatuba receberá entre os dias 9 e 13 de janeiro, crianças de Arujá, Indiaporã, Jaguariúna, Nova Campina e Vargem Grande do Sul. Entre os dias 16 e 20, é a vez dos alunos de Castilho, Conchas, Monte Azul Paulista, Pereiras, Queluz e São Miguel Paulista (Capital). A última turma chega em 23 de janeiro e vem de Cajuru, Mairinque, Onda Verde, Santa Gertrudes e Socorro, deixando Ubatuba no dia 27. Cada delegação será composta por 40 alunos, quatro monitores, um policial militar ou guarda municipal e um motorista.
Todos os monitores foram instruídos sobre o tratamento adequado às crianças, a importância da segurança e saúde, dicas alimentares para o grupo, responsabilidades e deveres do monitor e como proceder em diversas situações.
A Secretaria de Educação de Ubatuba designará um coordenador de alojamento, que cuidará da alimentação dos visitantes e programará atividades educativas, sociais e culturais. Entre os passeios em Ubatuba, estão previstas visitas ao Projeto Tamar, à Pista de Skate e às praias: Perequê Açu, Enseada, Tenório e Ubatumirim. Em todas as praias que os participantes do projeto estiverem, haverá um salva-vidas fazendo o acompanhamento.
Edison Soler, coordenador de eventos da Secretaria de Educação, aguarda a chegada dos jovens visitantes com uma novidade. “Ubatuba receberá a todos de braços abertos e teremos atividades mesmo em dias de chuva. Neste ano, a garotada terá à disposição pranchas de bodyboard, para curtir as ondas da ‘Capital do Surfe’ ”, diz Edison. PMU


Projeto Sol Nascente inicia programação de férias

O projeto Sol Nascente reinicia suas atividades no próximo dia 3 de janeiro, dando ênfase para a recreação e atividades esportivas, com o objetivo de incrementar as férias da criançada. A instituição encerrou suas atividades de 2005 com uma festa de Natal, que reuniu as 54 crianças do Projeto e suas famílias no último dia 22.
Durante o ano, as crianças, que fazem parte do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), tem, em dois períodos, aulas de mosaico, música e reciclagem de papel, além de reforço escolar. A assistente social, Andréia Andrade Barbosa, salienta que é muito importante a manutenção das atividades do Sol Nascente em janeiro. “Precisamos manter essas crianças em atividade, para que seus pais possam trabalhar despreocupados. Vamos trabalhar com atividades descontraídas e muita diversão”.
Em relação à Festa de Natal, a secretária de Assistência Social, Kátia Nunes afirmou que foi uma satisfação muito grande realizar um evento como esse para as crianças. “Nós pudemos proporcionar às crianças do projeto e suas famílias um Natal, além de uma boa lembrança e comida na mesa, a certeza de que existem pessoas que se importam com cada uma delas”. PMU


Prefeitura de Ubatuba busca apoio para Projeto de Segurança Municipal

O vice-prefeito de Ubatuba, Domingos dos Santos e o inspetor da Guarda Municipal Alex Sandro dos Santos estiveram reunidos na semana passada em São José dos Campos com a deputada federal Angela Guadagnin solicitando a agilização do Projeto de Segurança Municipal para Ubatuba. Trata-se de um projeto do Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública que prevê para os municípios conveniados verbas para a compra de viaturas, rádios de comunicação, armamentos, coletes anti-balísticos e desenvolvimento de ações sociais junto às comunidades, entre outros.
Segundo Domingos dos Santos, o valor destinado é calculado pelo Ministério da Justiça de acordo com dados estatísticos da cidade, como por exemplo, o número de habitantes e a infra-estrutura da cidade. “A deputada se comprometeu com o município a acompanhar o projeto e agilizar o seu andamento para que possamos firmar o convênio neste próximo ano”, explicou o vice-prefeito. PMU



Ubatuba terá queima de fogos no Reveillon

A Secretaria de Turismo (Setur) da Prefeitura de Ubatuba programou queima de fogos para a virada do ano em três locais diferentes. Na Região Sul o espetáculo sincronizado de fogos acontecerá na praia da Maranduba. A queima, que terá a duração de 15 minutos, ocorrerá por meio de uma parceria entre a Prefeitura e os comerciantes da praia da Maranduba. A Prefeitura investiu na Maranduba R$ 15 mil.
Na Região Norte de Ubatuba a Setur programou a queima de fogos para a praia do Ubatumirim, com tempo estimado de oito minutos. No centro da cidade todos poderão acompanhar o espetáculo de fogos durante a passagem do ano na praça Alberto Santos Dumont, no Itaguá, que terá a duração de 15 minutos. Para o Ubatumirim e o Itaguá a Prefeitura investiu R$ 40 mil. PMU

Santa Casa

Santa Casa de Ubatuba agradece aos colaboradores

A Santa Casa de Misericórdia Irmandade Senhor dos Passos de Ubatuba, vem a público agradecer a boa vontade dos seguintes colaboradores:
- Bar do Ulisses, na pessoa do Sr. Ulisses Tavares, ao doar 20 saboneteiras e 20 papeleiras;
- Igreja Evangélica Ágape, na pessoa da Sra. Eliani de Medeiros, ao doar 10 latas de Nescau, 10 kg de Açúcar, 10 kg de Feijão, 10 pacotes de Macarrão e 5 pacotes de Café 500gr.

Atenciosamente,

Dr. Marcos da Silveira Franco
Secretário Municipal de Saúde


Funcionários da Santa Casa de Ubatuba agradecem apoio

Nós, funcionários da Santa Casa, agradecemos ao Sr. Prefeito Eduardo César, AFUJESP, Associados da AFUSCA, Corpo Clínico, Churrascaria Gauchão, Convênio Minas Brasil de Seguros, Fábrica de Gelo - Alemão, Funilaria Litorânea, Hipemercado da Carne, Juvicol, Panificadora Liamar, Panificadora Pão Quente, Panificadora Scala, Quiosque Cantão, SABE, Seicho-No-Iê do Brasil, Sacolão da Economia, Sacolão Qualy Fruit, SOS Farma, Varejão Santa Rita, Varejão São Roque, Varejão Perequê Açu e Wareline pela colaboração para a realização da Festa de Confraternização de 2005, pois sem vossa ajuda não conseguiríamos realizar esta comemoração.

Agradecemos e esperamos poder contar sempre com sua participação.

Atenciosamente,

Funcionários da Santa Casa de Ubatuba e AFUSCA - Associação dos Funcionários da Santa Casa de Ubatuba

quarta-feira, dezembro 28, 2005

Visita ilustre



Um belo dia, não sei exatamente o ano, este pássaro alado de metal roncou sobre Ubatuba e pousou para fazer história. Depois de taxiar estacionou defronte ao prédio que hoje abriga a Câmara Municipal, que pode ser vista ao fundo. Seus ocupantes eram intrépidos aventureiros que desbravaram as linhas postais do sul da América do Sul. Dentre os corajosos pilotos das rotas pioneiras estava o escritor Antoine de Saint-Exupéry, autor de inúmeros livros e conhecido pelo seu maior sucesso, “O Pequeno Príncipe”. Exupéry desapareceria em 1944 pilotando um Lightning P-38 de reconhecimento fotográfico, em missão de guerra. Não foi Exupéry que nos visitou, mas isso não importa. Foram homens de mesma têmpera, que merecem o nosso respeito. Cruzar os Andes em monomotor é tarefa para poucos. Minhas sinceras saudações de piloto aos bravos colegas que um dia nos visitaram e hoje certamente estão além das turbulências.
Foto: Arquivo UbaWeb

Sidney Borges

Ambulantes que não ambulam



Luiz Moura
- O que eles têm na cabeça? Esta pergunta ecoa por toda a cidade, quando o assunto é a administração Eduardo César (PL + PT).
As pessoas que realmente gostam de Ubatuba, que querem ver sua população alcançar uma qualidade de vida invejável, que pensam na comunidade (afinal fazem parte dela), que despendem parte de seu tempo (graciosamente) em benefício do município, que conhecem e querem preservar a nossa galinha dos ovos de ouro, estão indignadas com o que acontece por aqui.
Faltam apenas 4 (quatro) dias para o término do primeiro ano da administração "de meio expediente", digo, "do resgate". Uma administração de... Ops, ainda faltam quatro dias...
Sinceramente, custa-me acreditar que existam pessoas que não vêem o lixo em que se transformou a avenida Iperoig e acham normal a situação em que ela se encontra, neste início de temporada de verão.
Sinto dificuldade em escolher a foto e o tema para o De Olho em Ubatuba. Os problemas municipais se avolumaram de tal forma que se tornou complexa a escolha. Resolvi mostrar os ambulantes que não ambulam e quando ambulam têm lugares fixos para estacionarem. Coisas de Laurinha, digo, de Ubatuba. Tenho a impressão que durante a construção da famigerada cobertura da Feirinha Hippie os carrinhos de lanches servirão de tapume para esta "obra" que tem a chancela da administração Eduardo César.
Vale alertar que a administração Eduardo César está burlando a lei municipal nº 2309 de 14 de fevereiro de 2003 de autoria do então vereador Eduardo César.

Foto: Arquivo UbaWeb

Charles Medeiros em ação

Vereador Charles Medeiros, SABE e Executivo, viabilizam melhorias para o bairro da Estufa.

Nas ultimas semanas uma intensa movimentação ocorreu por parte do Vereador Charles Medeiros e SABE, com o objetivo de dar condições de tráfego às vias públicas da Estufa I e II. No dia 27 o uma comitiva composta pelo vereador Charles Medeiros, prefeito Eduardo César, assessor de governo Mauro Gilberto de Freitas, secretario de obras João Paulo e moradores, percorreu as ruas do bairro para definir ações prioritárias. A PMU adquiriu 100 viagens de saibro para colocar em locais críticos, como por exemplo, o cruzamento da rua Atlético Mineiro com a rua Portuguesa Santista. Aproveitando a presença do Prefeito Eduardo César, Charles protocolou oficio n. 464/05, solicitando pavimentação das Avenidas Vasco da Gama e Corinthians, bem como parceria para colocação de guias e sarjetas nas demais ruas do bairro. O vereador informou que solicitou também a pavimentação das ruas da Estufa I e o termino da pavimentação da rua Sérgio Lucindo, no Sertão do Sérgio. No final da tarde o vereador participou de importante reunião com a presença do secretário da SAU, engenheiro Rafael Ricard, o secretario de assuntos comunitários, senhor René Nakaya e o senhor.Claudinei Salgado, quando foi discutida a necessidade de se elaborar o mais rápido um plano de bacias para o bairro da Estufa, definindo de forma técnica o escoamento das águas, bem como a topografia das ruas. “Em reunião com á diretoria da SABE e a comunidade, que ocorreu na Capela Santo Expedito na Estufa II, informei das ações propostas para o nosso bairro, e solicitei a participação efetiva da comunidade nesta empreitada”, finalizou Charles Medeiros.
Fonte: Assessoria Charles Medeiros

Lembrança



1973, desfile de aniversário de Ubatuba.
Apresentação da Colônia Japonesa, em frente ao palanque oficial.
Ao fundo, o portal de entrada para as quadras de tênis e poliesportiva do Itaguá Praia Clube, hoje feira "ripe".

Arquiteto Gilmar Rocha

Cruzeiro



A foto tem mais de cinquënta anos. Na época O Cruzeiro era a revista mais vendida do Brasil, e cruzeiro era o nome da moeda nacional que valia bastante. A queda ocorreu depois da instrução 204 da SUMOC, coisa do Jânio que era esperto mas não era gênio. A foto dirime as dúvidas sobre a localização do símbolo cristão. Segundo uma amiga de 94 anos, a cruz esta lá desde que ela era menina. Ao fundo um banhista nas águas hoje poluídas.
Foto: Arquivo UbaWeb

Sidney Borges

PERMITA-ME DISCORDAR!

Gerson Florindo*
Ouvir um trabalhador dos mais simples desempregado falar em tom de desabafo a frase “O problema de Ubatuba é ter vereadores e Prefeito” é considerar uma genialidade e avanço para a consciência política da nossa precária espécie humana, que ao longo do tempo, aos poucos vem aprendendo a eleger nossos representantes.
Significa que nossa cidade continua pobre politicamente, mas o eleitorado cresce em matéria de conhecimento político. Ser barrado na qualidade de representante, é o que dificulta a escolha do pior para o menos pior no bojo da conjuntura e da historia.Ubatuba não teve mesmo a sorte de boas opções de escolhas, porem este é um problema dos Partidos políticos que são usados pelos picaretas para saírem candidatos na época das eleições.
Acredito que os avanços que tivemos, se devem a nós mesmos que colocamos a nossa cara a tapa, cada um ao nosso modo dando nossa contribuição, escrevendo, provocando, debatendo, mobilizando a população, parando Rodovias em protestos, ocupando repartições do governo e negociando benefícios para a comunidade, manifestando nas ruas, correndo riscos e indo até preso quando necessário. Mas e os partidos políticos? Você é filiado a alguns deles? E se foi filiado o que fez para evitar os nefastos? Também não adianta entrar por oportunismo e sair porque não teve espaço. Encontrar a dura guerra e se omitir de lutar não é papel de gente que está na política para exerce-la de forma correta que será construir algo para o município. Com essa postura a cidade também não vai ganhar.
E os conselhos municipais? Você também faz parte de alguns destes? É lá que devemos estar, no quarto poder controlando os gastos e norteando a política do município.
A falta de tempo é o maior inimigo social, mas de que adianta travarmos lutas inúteis contra os galhos e no tronco da árvore que esta o coringa do baralho. Devemos participar enquanto não há o tão sonhado projeto desenvolvimentista e empreendedor na cabeça dos nossos políticos municipais.
O Plano Diretor Participativo é a grande oportunidade de se levar a prática a bandeira petista utilizada pelo atual prefeito como sacada eleitoral que o levou a vitória, na competição dos ratos, numa alusão a música do Cazuza “sua oficina esta cheia de ratos, a verdade não corresponde aos fatos...”.
Também não devemos ser saudosistas de lembrar do pior, acho que o passado nos ajuda a avaliar o presente e refletir sobre a atual situação, mas quem anda para trás é caranguejo e mora no buraco. Vamos sair deste buraco e bola para frente.
Em tempo: parabéns os articulistas que provocam e escrevem neste site.
*Vice-Presidente do PT de Ubatuba e Diretor do Sindicato dos Bancários de Taubaté e Região

Notícias da Prefeitura

Guardadores de carro irão atuar nas praias onde não há zona azul

Guardadores atuarão uniformizados e deverão fazer recadastramento até sexta-feira, 30

Com a chegada da temporada e o aumento de veículos na cidade a questão dos guardadores de carro voltou a ser discutida em Ubatuba em uma reunião realizada na manhã desta terça-feira, 27. Participaram das discussões as partes envolvidas na questão, como a Prefeitura de Ubatuba, representada pela Assessora de Assuntos Externos, Denise Silveira, pelo chefe do Serviço Municipal de Trânsito, Ronaldo Lopes, Eduardo Ilário, da Secretaria de Assistência Social e José Geraldo Ferreira da Silva sub-comandante da Guarda Municipal; Mara Cibeli Fragnhani, representando a Comtur e Alex Danilo Silva, da Associação dos Guardadores de Veículos de Ubatuba (entidade que possui aproximadamente 100 guardadores de veículos cadastrados).
Ficou estabelecido que os guardadores cadastrados não poderão atuar nas praias onde existe cobrança de Zona Azul (Maranduba, Lagoinha, Domingas Dias, Praia Grande, Tenório e Félix). Nas demais áreas eles deverão estar uniformizados e com a documentação regularizada.
A Guarda Municipal dará apoio aos guardadores legalizados. “Vamos trabalhar em parceria, atendendo ao chamado quando for constatada a presença de pessoas não autorizadas exercendo a função dos guardadores”, disse o subcomandante Geraldo. Já o Serviço de Trânsito alertou para a necessidade dos guardadores respeitarem a sinalização. “Estamos pedindo para que eles não incentivem o estacionamento em frente a garagens e em outras áreas não permitidas”, disse Ronaldo Lopes.

Recadastramento


O presidente da Associação dos Guardadores, Alex Danilo Silva, estará até sexta-feira, 30, na Secretaria de Assistência Social, no período da tarde, auxiliando no recadastramento dos associados, que devem levar uma foto 3 X 4 para a confecção da carteirinha deste ano. “Estaremos cobrando uma taxa de R$ 10,00 dos associados para custeio de despesas gerais”, disse Alex, enquanto mostrava o novo uniforme que os guardadores de Ubatuba utilizarão a partir de agora. Composto por colete amarelo com uma faixa azul nas costas e boné azul, e com uma faixa refletiva, para dar mais segurança no período noturno, o uniforme terá estampado o nome da associação e o telefone para eventuais reclamações ou sugestões. Não será permitido que os guardadores trabalhem alcoolizados ou acompanhados de menores.
Existe um estudo para que na próxima temporada (2006/2007), os guardadores de carro passem a trabalhar como vendedores de cartão da Zona Azul. “Vamos tentar colocar essas pessoas no mercado de trabalho de forma digna, através de uma parceria entre a Comtur e a Associação”, disse Eduardo Ilário, do Balcão de Empregos da Secretaria de Assistência Social.
Ao final da reunião, a Assessora de Assuntos Externos, Denise Silveira lembrou que é importante o comprometimento de todas as partes envolvidas para que se chegue a um denominador comum. “A proposta da administração municipal foi discutir a questão com as partes envolvidas, como aconteceu aqui, com os guardadores, a Comtur, a Guarda Municipal e o Serviço de Trânsito. Cada um pôde expor suas idéias e saímos daqui com tudo certo para a temporada”, finalizou Denise. PMU


Ubatuba volta a ser destaque no Programa Espetacular

Desta vez, Ubatuba será mostrada no bloco “Selvagem ao Extremo” do programa
“Domingo Espetacular”, exibido pela emissora Record


Durante os quatro domingos do mês de janeiro, a fauna ubatubense estrelará no bloco “Selvagem ao Extremo”. Comandado pelo biólogo Richard Rasmussen, o bloco faz parte do programa Domingo Espetacular e é transmitido pela emissora Record, a partir das 18h. Esse bloco tem como característica mostrar o apresentador interagindo com a fauna de diversas regiões do mundo.
Acostumado a se embrenhar no mundo selvagem de lugares como África e Amazônia, Rasmussen disse ter ficado impressionado com a biodiversidade marinha e com os pássaros de Ubatuba. Durante as filmagens, a equipe do “Domingo Espetacular” visitou lugares como a Ilha Anchieta, Núcleo Picinguaba, Ilha da Vitória, Ilha de Palmas, Projeto Tamar e Fazenda Capricórnio, captando imagens de pássaros, anfíbios, répteis e animais marinhos diversos. Segundo Rasmussen, essa primeira série em Ubatuba deu mais ênfase às imagens subaquáticas. “Nós captamos bastante imagens sobre a vida local, a atividade dos pescadores, a vida dos índios e a fauna terrestre, mas, realmente, a biodiversidade marinha foi uma surpresa para nós. Encontramos polvos, moréias, arraias, ermitões grandes e outros bichos interessantes. Apesar de ainda não ter estruturas artificiais, como navios afundados, o mar em Ubatuba possui uma grande variedade de vida marinha e boa visibilidade na água. Pretendemos voltar, para mostrar um pouco mais da fauna terrestre. Ficamos sabendo que dentro desse pedaço preservado de Mata Atlântica existem jaguatiricas, cotias, onças negras e pintadas”, afirma o apresentador.

Praias Mais Espetaculares

Em março deste ano, foram as belezas e a história de Ubatuba que mereceram destaque no Programa Espetacular, da TV Record. A equipe, comandada pela repórter Tatiana Chiari, permaneceu em Ubatuba durante três dias, percorreu praias, cachoeiras, trilhas, visitou ilhas, vilas de pescadores, aldeia indígena, o que resultou num programa de cerca de 7 minutos de duração. A reportagem mostrando Ubatuba fez parte da série As Praias Mais Espetaculares do Brasil, que também gravou cenas em Búzios, no Rio de Janeiro, Maragogi, em Alagoas e na paradisíaca Jericoacoara, no Ceará. Ubatuba, segundo a repórter, foi escolhida para representar o estado de São Paulo, no ranking das praias mais belas do Brasil. PMU
 
Free counter and web stats