sábado, dezembro 24, 2005

É Natal

A data, comemorativa do nascimento de Jesus, é católica, mas, tornou-se um ícone de paz e reflexão. Em tempos de difícil entendimento o Natal sinaliza para se rever conceitos, reparar erros, enganos, pedir desculpas, agir com benevolência, solidariedade, complacência, enfim, para termos atitudes de amor e, respeito pelo próximo. "Paz na terra, aos homens de boa vontade". Amém!

Ronaldo Dias

A Feira Hippie é extensão da 25 de Março?


Fiovo Frediani inspecionando as obras. Ele pode perder a vista do mar

Luiz Moura
Esta é a semana da faixa existente entre a avenida Iperoig e a praia.
As frustradas intenções de corte da amendoeira centenária existente próxima ao sagrado Cruzeiro que também esteve preste a ser destruído fizeram a alegria da população do centro de Ubatuba.
Não sou contra a existência de uma feira de artesanato, muito pelo contrário, ela tem papel fundamental na divulgação da cultura. Sou sim, totalmente contrário à permanência em frente ao mar, no local onde pretendem construir a cobertura bancada pelo Governo Estadual e pela Prefeitura, do "negócio" em que se transformou a Feira Hippie.
A afirmação de que a existência da feirinha e sua cobertura estão em discussão na comunidade há mais de dois anos é mentirosa. A população do centro clama pelo direito de expressar a sua opinião. Os "donos" do poder não deveriam ter medo de abrir o debate.
Ontem, após a
relocação da "obra", destruíram o jardim próximo à margem do rio Grande. Fica portanto constatada a semelhança existente entre as ações das administrações Eduardo César (PL + PT) e Paulo Ramos, ambos, como demonstrado por suas decisões, partidários da destruição do patrimônio visual existente na praia de Iperoig.
Dá desgosto ouvir os "comerciantes" da feirinha e dos "carrinhos de lanches". Partidários do fisiologismo, apresentam argumentações nauseabundas para ampliar os seus "negócios". Desconhecedores da história de Ubatuba, falam bobagens para defender pontos de vista insustentáveis. Não dão a mínima para os interesses da comunidade. Só pensam no aumento de seus lucros com a ajuda paternalista do poder público. Existem exceções. Poucas, mas existem.
Cada um dos munícipes da foto acima é conhecedor da história de Ubatuba. Eles podem elucidar todas as balelas ditas sobre o local.
Na outra ponta da avenida Iperoig o proprietário do parque Trombini volta a ampliar a área de atuação de seu negócio. Todos se apoderando de áreas públicas para a obtenção de lucro pessoal. O parque Trombini também usa espaços e equipamentos públicos construídos a expensas do erário municipal. O Trombini conseguiu, provisoriamente, a aprovação do poder Judiciário.
Assim fica difícil!
Ainda não pude escrever sobre a "reunião de trabalho" dos funcionários públicos municipais que aconteceu no pátio de obras no dia 16 (sexta-feira) e só faltam 8 (oito) dias para acabar o ano.

Foto: Arquivo UbaWeb

Boas festas

Charles Medeiros, vereador do PSB, vai trabalhar para que em 2006 os ubatubenses realizem seus sonhos e que Ubatuba prospere em paz e harmonia. Feliz Natal a todos.

Boas festas do Ubatuba Víbora

Boas festas

O Partido Verde, através de seu presidente, vereador Ricardo Cortes, deseja aos habitantes de Ubatuba um Feliz Natal e um Ano Novo pleno de saúde, realizações e prosperidade.

Novidade



Na tarde do dia 18 eu e minha mulher caminhávamos pela orla, buscando temas para fotografar. Depois de ir do aquário ao shopping, retornamos para dar uma passadinha na livraria Nobel, aberta recentemente, pertinho do pão de queijo da Ellen, quase em frente à UH. Aquele pedaço de Ubatuba é tão diferenciado que poderia estar na região da Oscar Freire, em São Paulo. A surpresa foi total quando entramos no bar anexo à livraria. Vale conferir. Você não vai se arrepender.

Sidney Borges

Partido Verde

Membros do Partido Verde e cidadãos Ubatubenses

A imprensa local tem veiculado matéria sobre uma Comissão Executiva que não é a Comissão Executiva oficial do Partido Verde de Ubatuba.
Através de uma manobra política espúria, um membro do partido enviou à Comissão Executiva Estadual relação com nomes e cargos, inclusive, com o mesmo presidente, levando a Comissão Estadual a acreditar na legalidade do documento. Tal comissão aceita pela Executiva Estadual em primeiro de dezembro, foi feita à revelia da atual comissão e do Partido Verde de Ubatuba, que se encontra legalizado econômica e financeiramente junto ao Partido e ao Tribunal Eleitoral, e, esta intitulada nova comissão, vem tentando depreciar sua imagem e de seus membros de formas mais vis possíveis, ou seja, nas mesas de botequins, através de um elemento do Partido que se auto intitulou membro da referida comissão e que apesar de ter sido um dos fundadores do partido na cidade, atualmente, não faz parte da executiva municipal.
Informamos, também, que tal executiva foi questionada em São Paulo e Brasília caindo no descrédito, e que não é representativa do Partido Verde em Ubatuba. Portanto, o Partido Verde de Ubatuba não tem uma nova executiva, mas sim, a Executiva composta em junho de 2005, tendo como seu presidente Doutor Ricardo Cortes.
Como todos bem sabem, o Partido Verde é pequeno, mas está se projetando nacionalmente como um partido ético e que tem uma nova maneira de ver o mundo e fazer política, não estando envolvido com a tragédia política que ocorreu no âmbito da Câmara dos Deputados e demais órgãos envolvidos recentemente.
Portanto, conforme iniciamos o Senhor Benedito Moreira dos Santos - Ditinho, não faz parte da Comissão Executiva do Partido Verde de Ubatuba, não está credenciado para representar o Partido Verde nas mais diversas instancias e situações, apesar de ser membro do partido.
Informamos que estaremos formalizando uma Comissão de Ética para julgar a legalidade assumida pelo mesmo como Primeiro Vice-Presidente na Comissão veiculada na imprensa e as conseqüências de suas atitudes. E que o Partido de Ubatuba se encontra aberto para dialogo, respeitando quem soube chegar onde o Partido Verde chegou.

Doutor Ricardo Cortes
Presidente do Partido Verde de Ubatuba
Presidente da Câmara Municipal/2006

sexta-feira, dezembro 23, 2005

Edilson Félix em ação

Edilson Félix: “Posso mudar de partido, mas minha ideologia continua a mesma!”

O vereador Edílson Félix compareceu ao programa “Passando a Limpo”, apresentado por Luiz Serpa e Oswaldo Luiz, na rádio Costa Azul, para prestar contas à comunidade ubatubense sobre o seu primeiro ano como vereador no município.
Respondendo a todas as perguntas, Edílson sintetizou a atual situação de Ubatuba da seguinte forma: “todos tem o direito de criticar. Mas a crítica deve ser feita cara a cara e não em forma de fofoca ou se escondendo no anonimato. Quando exponho as minhas posições, não uso A ou B para isto. Sou eu que falo, e assumo o que digo!”, disse.


Troca de partido

Uma das questões mais polêmicas foi quanto à troca de partido. Edílson Felix deixou o PSC em novembro passado. Na ocasião, o vereador disse que havia uma incompatibilidade entre ele e o partido, no campo ideológico. Para Edílson, o melhor foi deixar o partido de forma tranqüila, sem seqüelas. “Eu entrei no partido, aceitando um convite do ex-vereador Andrade. Na época, ele e o Anderson (ex-assessor de Andrade) me ofereceram a possibilidade de militar pelo partido, ao lado de quadros com os quais tinha afinidade política e ideológica. Hoje, os mesmos companheiros me acompanharão em nova caminhada, mas esta será uma nova história. Posso mudar de partido, mas minha ideologia continua a mesma!”, garantiu.

Oposição ao Prefeito

Quando um ouvinte perguntou o porquê do Prefeito não atender os pedidos e indicações do vereador, Edílson, ao invés de criticar o chefe do Executivo preferiu responder que a pergunta não devia ser feita a ele, e sim ao Prefeito, para que este apresentasse os seus motivos. “Represento a população de Ubatuba como um todo. Quando um munícipe me procura no gabinete, ele está me procurando para que eu o represente, para que eu apresente sua reivindicação ao Executivo. As indicações e pedidos são feitos, estão protocolados. Se o Executivo não os atende não é por desídia ou má vontade deste vereador. O pedido não é do vereador Edílson. Sou apenas o canal utilizado pelo munícipe para fazer chegar o seu apelo. O pedido é do povo, que quer melhorias e que precisa ser atendido pelo Executivo”, explicou.

Novo Partido

Edílson Félix não adiantou sua posição sobre o partido ao qual deve se filiar em 2006. “Estamos num momento de reflexão, estudando propostas”, disse.
Dirigentes de vários partidos já estiveram conversando com o vereador, que vem discutindo com sua assessoria os melhores caminhos para 2006. “Do PSDB ao PV, passando pelo PT, PMDB e pelo PSDC, estamos conversando e discutindo nossos melhores caminhos e direcionamentos. Só não podemos abandonar o nosso norte, a nossa ideologia”, garantiu.
Fonte: Assessoria do Gabinete do vereador Edílson Félix

COMUNICADO

A Prefeitura de Ubatuba decretou ponto facultativo em todas as suas unidades administrativas na próxima segunda-feira, 26 e no dia 02 de janeiro de 2006. Dentre os serviços que funcionarão normalmente durante os pontos facultativos estão o da coleta de lixo em todo o município e a comercialização de pescados no Mercado Municipal de Peixes, com horário de funcionamento das 8 às 18 horas. Todo o atendimento na área da saúde será centralizado na Santa Casa da cidade. PMU

Partido Verde

Infelizmente a sociedade Ubatubense, vem frequentemente sendo enganada, em vários momentos diferentes.
Na ultima edição, fora publicado manifesto da EX executiva Municipal, contra decisão da Executiva ESTADUAL, de retornar os que por direito nunca deveriam estar fora da Administração e Direção do Partido Verde de Ubatuba.
O EX presidente DANILO MIRANDA, sempre na intenção de se melhorar o andamento politico do Partido, veio a público DEIXAR O CARGO, isso feito através de anuncio na imprensa local.
Os membros do Partido, estando mobilizando os filiados para uma NORMAL sucessão, sempre estiverão em contato com o SR Ditinho, naquele momento do afastamento do então Presidente Danilo, seria naturalmente o Responsável por todas as atitutes e agendas, compromissos etc... Ele sim DITINHO seria o PRESIDENTE EM EXERCICIO, até a escolha do SUCESSOR do Sr. Danilo Miranda.
Isso não aconteceu, fora apresentada uma nova DIRETORIA, com o Vereador Dr. Ricardo na Presidência e sem mais nem menos, pessoas que nunca trilharam os caminhos do PV, compondo a Executiva, TUDO ISSO POR DEBAIXO DOS PANOS, e após composta esta EXECUTIVA FICTÍCIA, foram chamados os FILIADOS a colaborar com a nova "FORMA DEMOCRATICA" do PV.
Nunca concordamos com essa posição, embora estivessemos contrário a ELA, fomos a Câmara Municipal a convite do Dr. Ricardo, para conversar-mos sobre uma nova COMPOSIÇÃO DA EXECUTIVA MUNICIPAL, a fim de se atender a todos setores do PV, mas nesta reunião os "DITOS MEMBROS DA EXECUTIVA", não queriam falar de Politica e sim do apoio dos 'CAMELOS" ou "BURROS DE CARGA", a todo processo de evolução do PARTIDO, assim Eles ADMINISTRAVAM e concordariamos com tudo.
Infelizmente o MUNDO NÃO É ASSIM, nem no PV, nem no PT, PFL ou outros partidos, muito menos em Ubatuba, se não houve como somar anteriormente, faz se, necessaria uma avaliação de forças, onde a EXECUTIVA ATUAL, composta Pelo DR. RICARDO COMO PRESIDENTE, DITINHO VICE E ANDRÉ TESOUREIRO e RALLF SOLERA SECRETÁRIO e os Demais,
A EXECUTIVA ESTADUAL já escolheu: NÃO QUEREM AQUELES QUE COMPOEM exeucutiva sem representatividade.
O PV É MAIOR QUE TUDO ISSO, a Executiva que SAI, favor não escrever nada na ATA, ou como fez nesse informativo, apresentar documentos em papel timbrado, podendo ser processada por Falcidade ideológica, falcificação de documentos ETC...
Cabe ao Dr. Ricardo agendar a POSSE DOS NOVOS MEMBROS DA EXECUTIVA, para poder-mos iniciar os trabalhos políticos de preparação para 2006, os DEPUTADOS DO PARTIDO, não vão apoiar SACANAGENS OU RASTEIRAS, e INFIDELIDADE PARTIDÁRIA, sempre quisemos o PV Forte, mas com dignidade.
Para a Proxima Eleição, somente apoiaremos quem tiver compromisso com Ubatuba e aqueles que não conseguem resolver POLITICAMENTE AS diferenças de opiniões, sempre diminuindo seus companheiros e se achando donos da verdade, cabe respeitar a posição maior do Partido, que atualmente tem EXECUTIVA e PROPOSTAS para Ubatuba.
Ao EX Secretário do Partido, FAVOR DEVOLVER OS DOCUMENTOS, ATAS, e outros, caso contrário será necessária uma BUSCA E APREENÇÃO por parte da POLICIA CIVIL, a dar o que é de direito ao cidadão POLITICAMENTE CORRETO!!!
Assinam este DOCUMENTO a VERDADEIRA EXECUTIVA DO PV, nomeada pela EXECUTIVA ESTADUAL que reconheceu a verdade dos fatos, e esta CIENTE que houve uma má fé, na condução da transição anterior.

BENEDITO, ANDRÉ, MARILIA e companheiros...

Anchieta

Ronaldo Dias
"Mais uma boa razão para estar em Ubatuba". Com este simpático slogan, a rua, ganhou mais um ícone! Anchieta. Cultura, lazer, gastronomia, ponto de encontro de amigos, equipamento turístico, um cartão de visita. O local é muito agradável! Quem foi, quer levar a família e os amigos. O nome foi uma feliz escolha e, tem tudo a ver, com o que queremos para a vocação turística da nossa cidade. Os detalhes partem de critérios funcionais e, arquitetônicos de extremo bom gosto e leveza. Pode-se observar a mão e, os olhos, dos proprietários em cada centímetro do espaço. Os vinte funcionários, devidamente treinados e, preparados, completam a ancoragem deste maravilhoso empreendimento. Ubatuba agradece a confiança, o investimento e, os bons empregos criados por este empreendimento. Ao desconhecido e, muito bem vindo empresário, parabéns!

Boas festas

Em nome da Cúria Diocesana de Caraguatatuba, do Secretariado Diocesano de Pastoral e da Assessoria de Comunicação do Jornal De Praia em Praia:

Desejo a todos um Natal de Graças e um Ano Novo repleto de alegrias e Boas Notícias.

Todos passamos por momentos difíceis, mas o que vale é a certeza de que se deles nos desvencilhamos é porque Deus se fez presente.

Denise Peixoto

Ave nova


Sérgio Caribé, novo integrante do ninho tucano

Sérgio Caribé está filiado no PSDB. Caribé foi candidato a vereador pelo Partido Verde e obteve expressiva votação. A intenção dele é ser candidato a prefeito. Caribé, homem de comunicações, experiente, sabe que em política é preciso respeitar as normas partidárias. A indicação do candidato tucano só será feita na convenção. O momento, segundo ele, é de trabalho. É preciso pensar nos inúmeros problemas de Ubatuba e apontar soluções viáveis, capazes de devolver a esta terra a esperança. Nas fotos abaixo, alguns instantes da confraternização do tucanato ubatubense, acontecida ontem, no restaurante do Lovizaro.

Sidney Borges






Boas festas

Boas festas

A Câmara Municipal, através de seu presidente, Jairo dos Santos, deseja a toda população de Ubatuba, aos visitantes e turistas, um feliz Natal e um Ano Novo repleto de Realizações, Respeito à Natureza, à Cultura do Povo Caiçara, Justiça Social, Participação, Harmonia, Amor e Paz.

Situação precária


A foto exprime bem o significado do termo precariedade

A APAUBA, Associação Protetora dos Animais de Ubatuba, pede que prefeito e vereadores cumpram compromissos assumidos com a entidade em época de campanha.

O Canil/Gatil da Apauba está em situação extremamente precária, com superlotação, abrigando cerca de 200 animais. A revelação é da vice-presidente da entidade, Evely Reyes Prado, que esteve, nesta quinta-feira, 22, no gabinete do presidente da Câmara Municipal, Jairo dos Santos, PT. Ela informou que não tem recursos para construir, nem fazer as reformas necessárias. De acordo com Evely, a verba que a Prefeitura repassa, através de um convênio com a Apauba, é insuficiente e destinada, apenas, para a realização de cirurgias, medicamentos básicos, material de limpeza, pagamento de funcionários, serviço de contabilidade, impostos sobre cada castração feita e para o material informativo. Evely quer que o prefeito Eduardo César cumpra o termo de compromisso assinado por ele na época da campanha eleitoral, que entre outras medidas prevê: resolver a questão animal com respeito e humanidade, a bem da saúde pública, da comunidade, do meio ambiente e do equilíbrio animal/homem; redução de animais com critérios humanitários, em comum acordo com veterinários e Apauba; fornecimento de assistência veterinária gratuita, com tratamento ambulatorial; readequação e reforma do CCA - Centro de Controle de Zoonose; veículo próprio e funcionário habilitado na captura e transporte dos animais para o local adequado; reconhecimento e fortalecimento da Apauba.
Evely também se queixa do fato de ter apenas uma veterinária para atender tanto a Vigilância Sanitária quanto ao CCZ. Segundo ela, é humanamente impossível atender com eficiência as obrigações dos dois órgãos.
Entre as reivindicações mais urgentes da Apauba estão a transferência do local de atendimento da veterinária à população carente, para uma área mais central; um telefone no Centro de Controle de Zoonose e a conclusão das obras do canil do CCZ, para aliviar a superlotação existente na Apauba. As obras do canil começaram em novembro, mas Evely acha que, “pelo andar da carruagem”, elas não estarão concluídas data prevista, que seria final de dezembro.

Fonte: ASCOM

Notícias da Prefeitura


Com os novos bombeiros aumentou a segurança do aeroporto

Bombeiros do Aeroporto de Ubatuba são efetivados

Os 16 homens da Guarda Municipal de Ubatuba que concluíram o Curso Elementar de Combate a Incêndio em Aeródromos (CECIA) de categorias 1 e 2, no mês de setembro, foram efetivados na ultima quinta-feira, dia 22. A efetivação foi realizada no aeroporto Gastão Madeira e contou com a presença do vice-prefeito Domingos dos Santos e da chefe de gabinete Silvana Niel.
Os bombeiros do aeroporto de Ubatuba foram capacitados pela Diretoria de Engenharia da Aeronáutica a cumprir as normas nacionais e internacionais de combate a incêndio. “A data, 22, é muito especial, pois é o primeiro dia do verão e a partir de hoje aumenta o movimento no aeroporto. Só espero que esses homens não precisem colocar em prática o que aprenderam, mas vale lembrar que eles estão prontos para atender qualquer emergência em tempo hábil”, disse Luiz Ayres, administrador do aeroporto.
O vice-prefeito Domingos dos Santos falou sobra a importância do aeroporto para o litoral paulista. “O aeroporto de Ubatuba e o de Itanhaém são os únicos de todo litoral aptos para atender passageiros e o início do trabalho dos bombeiros vai trazer mais segurança aos usuários”, declarou Domingos.
A cerimônia de efetivação foi encerrada com o pároco de Ubatuba, frei Aldo Pietrobom, abençoando os novos bombeiros. Em seguida foram apresentados os uniformes de trabalho e de combate ao fogo. Os bombeiros trabalharão diariamente em duplas, se revezando em turnos que vão do nascer ao pôr-do-sol.
O Governo do Estado entrou como parceiro da prefeitura de Ubatuba, através do Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (DAESP), oferecendo equipamento de proteção individual e uma viatura Land Rover, que utiliza espuma especial de combate a incêndio, pó químico e água. A instalação de um grupamento contra incêndios é um pré-requisito para o aeroporto operar linhas regulares e de fretamento.
Foram efetivados bombeiros de aeródromo os guardas municipais Clodoaldo Alves dos Santos, Luiz Cláudio de Carvalho, Adilson José Francisco dos Santos, Anderson Aprígio de Araújo, Rogério Ramos dos Santos, Carlos Henrique Pereira, Flávio do Rosário, Alex Sandro dos Santos, Ademir de Oliveira, Valmor Mariano Balio, João Barbosa Correia, Nerli Aparecido de Souza, Valdeci Antunes de Oliveira Sá, Rubens Barbosa, Luciano José Ferreti e Marcelo Fernandes Pape. PMU


Papai Noel visita o abrigo da FUNDAC

As crianças do abrigo da FUNDAC (Fundação da Criança e do Adolescente de Ubatuba), receberam a visita do Papai Noel na última quarta-feira, 21. O Clube das Acácias preparou a festa para as 36 crianças do abrigo, que foram apadrinhadas por uma pessoa que providenciou um kit, composto por roupa, calçado e um presente, escolhido pela própria criança.
A primeira-dama, Denise César fez questão de entregar seu presente, uma prancha de surfe, e ficou muito emocionada com a festa preparada. “As crianças cuidaram de toda a decoração do lugar e nos receberam de braços abertos. Mais do que dar, nós ganhamos um grande presente de Natal, que foi ver o sorriso no rosto de cada um deles”, disse Denise.
A presidente da FUNDAC, Josiane Grunwald, agradeceu a disponibilidade e o amor de cada padrinho. “Sempre fica um cheiro de perfume nas mãos de quem oferece uma rosa. Hoje esse lugar exala um perfume nunca sentido antes. Obrigada a todas vocês”. PMU


Alunos de karatê da FUNDAC participam de exame para troca de faixas

A primeira turma do curso de karatê promovido pela parceria FUNDAC- Fundação da Criança e do Adolescente de Ubatuba/Secretaria de Esporte e Lazer de Ubatuba realizou o exame de faixas na tarde de quinta-feira, 21, no Ginásio de Esporte Tubão.
Aproximadamente 30 alunos, com idade entre 7 e 17 anos, participam das aulas, que acontecem duas vezes por semana desde o mês de agosto, porém apenas 12 prestaram o exame e foram aprovados, passando da faixa branca para a amarela..
O professor Ednaldo Muniz, o Jabá, se emocionou ao falar da experiência com os jovens. “Já fiz parte de seleções brasileiras, mas nada se compara ao trabalho que estamos desenvolvendo em Ubatuba com essas crianças e adolescentes. A garra com que eles se dedicam ao treino é impressionante e os resultados estão aparecendo”, diz o professor.
A FUNDAC promoveu também em 2005, através de parceria, cursos de jiu jitsu, capoeira, judô e xadrez, disponibilizando aproximadamente 130 vagas.
“O esporte para estes jovens garante uma vida mais saudável e preenche o tempo deles. Além de tudo, o esporte oferece noções de regras e disciplina que eles usarão durante toda a vida”, disse Josiane Grunwald, presidente da FUNDAC. PMU


Alunos de karatê do Projeto Sol trocam de faixas

As crianças do projeto Sol, desenvolvido pela EM Silvino Teixeira Leite, do bairro da Marafunda, realizaram, na quinta-feira, 21, exame para troca de faixas. Os alunos, treinados pelo professor Antenor Nunes vem conquistando bons resultados desde o início do projeto, em junho deste ano. A diretora Solange Cristina Prado de Barros parabeniza os atletas do projeto que realizaram o exame.


Projeto Sol

O Projeto Sol vem sendo desenvolvido na escola desde o mês de junho e atendeu aproximadamente trezentas crianças neste período. É composto por atividades culturais para os alunos, com aulas de música, dança, pintura, entalhe, teatro e malabares, sendo os três últimos, em parceria com a Fundart. Nos finais de semana a escola abriu as portas para toda a comunidade da Marafunda praticar esportes como futebol, basquete, capoeira, além do karatê. As mães dos alunos também participam de aulas de bordado e crochê. PMU

quinta-feira, dezembro 22, 2005

Parque Trombini

Prefeitura pede suspensão da liminar concedida pela Justiça ao Parque Trombini

A Prefeitura, através de sua Secretaria de Assuntos Jurídicos está preparando um recurso de agravo de instrumento pedindo a suspensão da medida liminar de reintegração de posse concedida pela Justiça Federal ao Parque Trombini nesta quinta-feira, dia 22. A Prefeitura havia retomado, no final de setembro deste ano, uma área que estava sendo utilizada indevidamente pelo parque de diversões. A ação, na época, foi uma medida conjunta entre os poderes Executivo e Legislativo, cumprindo uma reivindicação antiga da comunidade. Naquela oportunidade, máquinas da prefeitura limparam a área destinada à utilização pública que estava sendo utilizada pelo parque e o espaço foi demarcado com estacas.
O secretário de Assuntos Jurídicos espera que o recurso impetrado pela Prefeitura seja julgado brevemente e que a Justiça entenda que é desejo da comunidade que aquela área volte a ser utilizada como bem comum, e não por uma empresa que visa apenas o lucro. PMU

Executiva do PV

Para ler os textos dos documentos abaixo, primeiro clique sobre o documento. Quando a nova página estiver aberta, clique em exibir e depois em tela inteira. Outras ampliações poderão ser feitas com a ferramenta zoom.

Sidney Borges

Executiva do PV

Feira hippie

A salvação da velha amendoeira.

Na noite de ontem Ubatuba viveu um momento raro. A população se mobilizou. Quem sabe se tivesse acontecido coisa semelhante há alguns anos, não seria necessário o encontro, que embora tenso, representou um avanço democrático. Desde a manhã de ontem, quando o gabarito da obra de cobertura da área destinada ao comércio de produtos artesanais e afins, foi colocado, ficou uma dúvida no ar. Será que vão cortar as árvores? Segundo um trabalhador que estava com a planta de locação nas mãos, sim. Tanto as amendoeiras como o cruzeiro, seriam removidos. Com relação ao cruzeiro não há maiores problemas, é um símbolo de fé e pode ser colocado em outro lugar. Já em relação à amendoeira centenária não há como concordar. A árvore é velha e não resistiria à remoção. É importante ressaltar que a feira hippie é uma realidade e não há como contestar a sua existência. Também é preciso que se diga que os comerciantes não fazem questão de ter a feira no local da obra. Segundo o vereador Claudinho Gulli, representante dos comerciantes, tanto faz. A feira pode ser onde era antes ou onde está hoje, desde que seja coberta, como prometeu o ex-prefeito Paulo Ramos, nas calendas gregas.
Cabe abrir parênteses. Ubatuba está enfrentando problemas em função do descaso da população em relação aos políticos nos quais vota. Os problemas gravíssimos da cidade são decorrentes das más gestões dos últimos vinte anos.
Quando as pessoas começaram a se acercar do local da manifestação, a Prefeitura já havia comunicado o engano. Erro de locação! Meu velho professor de Topografia, o querido e simpático Mesquita deve ter virado no túmulo. Já não fabricam teodolitos como os de outrora. Aqueles trambolhos da DF Vasconcellos eram tiro e queda. Hoje, com estações totais, GPS e softwares específicos, engenheiros-barbeiros erraram a locação da obra, deixando a cidade louca de raiva. Se tivessem consultado o Julinho, caiçara porreta que mede certinho, nada disso teria acontecido. Providencialmente o assessor do prefeito, Maurinho, foi para o local e munido de uma trena divina consertou a quase tragédia. Parabéns Maurinho, você salvou uma árvore centenária e merece os aplausos da cidade. Vai ser difícil convencer o IPHAN que a obra precisa ser situada na frente do Casarão do Porto, mas isso é outra história. Depois de muita confusão em que ninguém entendia nada do que se passava, o projeto da cobertura foi apresentado ao público debaixo de aplausos. Como diria Bruno Zevi, a malta não sabe ver arquitetura. Aplaudir o quê? O desenho apresentado faz lembrar as tendas que as revendedoras de veículos colocam provisoriamente nos pátios para expor a mercadoria. Os comerciantes da feirinha, os turistas e a cidade de Ubatuba mereciam mais. Havia de ser um projeto sensível, adequado ao local. Uma estrutura leve, diáfana, como as asas de uma libélula, bonita, atraente e funcional. Se há que fazer então que se faça direito. O prefeito, que não foi ao local, mas passou de carro em frente, ficará conhecido como o responsável pela obra. O custo político poderá ser medido na próxima eleição. Abaixo estão cenas do evento. Como não há legendas, cada um imagine o que quiser. De qualquer forma foi, como eu disse acima, uma expressão de maturidade democrática.

Sidney Borges

Feira hippie (fotos)










Feira hippie

ESCLARECIMENTO DO VEREADOR CLAUDINHO

Este vereador vem a público para esclarecer aos interessados, a realidade dos acontecimentos da Feira Hippie.
No dia 21 deste mês de dezembro, mais uma vez tentaram fazer uma manifestação sem fundamento, foram distribuídos dentro da Câmara Municipal, muitos panfletos convidando as pessoas a participarem de uma vigília às 20 horas, que seria feita em frente ao cruzeiro, e também convidando para o dia 22 uma manifestação pública às 16 horas, só que a pessoa não teve competência nem de colocar o nome neste panfleto, fazendo tudo as escondidas, pois não tinha certeza de nada, induzindo pessoas a se manifestarem sem conhecer a verdade. Como também foi feita uma tentativa de manifestação na penúltima sessão de Câmara onde alguns professores tentaram induzir os alunos a irem contra a cobertura da Feira Hippie, sendo que muitos já haviam assinado um abaixo-assinado em favor da mesma.
Há muitos anos as famílias que ali trabalham, tentam cobrir a feira, a mais de 15 anos, hoje estamos bem perto desta realidade, tenho em mãos um abaixo-assinado com assinatura dos 10 vereadores apoiando a cobertura da Feira, por isso fiquei decepcionado quando cheguei no local e me deparei com a presença de um vereador, pois o mesmo, junto com seu assessor, dizia que ficando quieto já estaria-me ajudando, só que não estavam quietos, temos que acabar com esse preconceito de que em Ubatuba não se pode fazer nada, e juntos construiremos uma cidade maravilhosa, com infra-estrutura, sanitários públicos, urbanização adequada e cursos profissionalizantes. Precisamos também unirmos forças para desembargar o asfalto, as barreiras, os rios para os areeiros trabalharem e tantas outras coisas mais.
Nós da Feira Hippie temos um projeto aprovado pelo Governo do Estado, Condephat, Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional 9ª Superintendência Regional –São Paulo (IPHAN).
Este Instituto no 1° passo, aprovou o projeto pedindo que a feira se deslocasse alguns metros no sentido do Cruzeiro, e depois de muitas negociações entre este vereador, o prefeito e vários secretários, conseguimos chegar em um bom senso, diferente do que um vereador estava tentando influenciar as pessoas, sem saber na verdade o que estava acontecendo, dizendo que este vereador (Claudinho) que vos fala estava querendo cortar a castanheira e também derrubar o cruzeiro.
Jamais passou na cabeça deste vereador em derrubar esta árvore centenária, nem tampouco era a vontade do prefeito Eduardo César, que não mediu esforços em nossas negociações com as secretarias.
Quanto ao Cruzeiro este vereador que vos fala é Católico Apostólico Romano, atuante na comunidade, jamais faria algo para danificar ou denegrir a imagem de nossa igreja. Em conversa com o Frei, somente seria removido o Cruzeiro mediante apresentação de um ótimo projeto colocando ele de volta onde foi criado o 1° Cruzeiro alguns metros a frente ficando diante à Igreja Matriz ali mesmo na praia.
Quem observar direito vai ver que o cruzeiro não se encontra em frente à igreja e que o mesmo já foi reformado várias vezes, hoje o cruzeiro se encontra com cinco pontas ao redor, misturando Religião e República o que na realidade deveria ter três pontas Pai, Filho, Espírito Santo, mas tudo isso só seria feito com autorização de nosso Frei e com o compromisso de nosso prefeito que já mandou construir uma nova estátua do Padre José de Anchieta, feita por um artesão muito conhecido por todos em nossa cidade, e que será colocada em frente ao Cruzeiro para que todos saibam de quem é a estatua.
Essas poucas pessoas que foram na manifestação e se sentiram cercadas por todos os lados, diante das famílias e amigos dos expositores que ficaram sabendo desta atitude insensata deste vereador que tentou agitar, nunca se preocuparam em preservar o Cruzeiro e a estátua de Anchieta, que muitos turistas nem sabem identificar, ficam em dúvida, pois a mesma se encontra danificada, e o Cruzeiro imundo, e quando alguém pensa em arrumar, vêm as críticas politiqueiras, querendo impedir que o bem progrida.
Agradeço aos expositores da Feira Hippie (que largaram seus afazeres), pela atitude que tomaram em se manifestar a favor da cobertura, e juntos esclareceremos aos poucos que lá estiveram tentando impedir a mesma.
Agradeço ao prefeito Eduardo César em sempre atender este vereador e não medir esforços e sempre estar do nosso lado em todas as situações, e também parabenizá-lo desde já pela reurbanização que será feita em toda Avenida Iperoig mesmo que poucos novamente venham querer atrapalhar.
Também em nome do prefeito agradecer a todo secretariado que tem nos acompanhado dia a dia nesta tão sonhada cobertura.
Como todos puderam ver, não estamos fazendo nada as escondidas, pois não é do nosso caráter, existe uma placa no local da construção para que todos possam ver.
Este vereador está à disposição para qualquer esclarecimento, não critiquem sem saber o que estão criticando, sem se informarem primeiro para que não aconteça de novo, e com foi publicado no jornal da ACIU segue abaixo como matar sua entidade e que também sirva de exemplo a todos que só pensam em criticar

Como matar sua entidade

- Nunca freqüente a entidade, mais quando for lá, procure algo para reclamar;
- Se comparecer a qualquer atividade, encontre falhas no trabalho de quem está lutando por sua categoria;
- Nunca aceite uma incumbência, lembre-se que é mais fácil criticar do que realizar;
- Se a diretoria pedir sua opinião sobre o assunto, responda que não tem nada a dizer e depois espalhe como deveriam ser as coisas;
- Não faça nada além do absolutamente necessário, porém, quando os diretores estiverem trabalhando com boa vontade e com interesse, para que tudo corra bem, afirme que sua entidade está dominada por “grupinhos”;
- Não leia o jornal ou boletim da entidade e muito menos os comunicados, afirme que ambos não publicam nada de interessante e, melhor ainda, diga que não os recebe regularmente;
- Se for convidado para qualquer cargo, recuse, alegando falta de tempo, e depois critique, com afirmações do tipo: “esta turma quer ficar para sempre nos cargos”;
- Sugira e exija a realização de cursos e palestras. Quando a entidade realiza-los, não se inscreva nem compareça;
- Se receber um questionário da entidade, solicitando sugestões, não preencha, e se a diretoria não adivinhar suas idéias e pontos de vista, critique e espalhe a todos que você é ignorado;
- Após toda essa colaboração espontânea, quando cessarem as publicações, as reuniões, o lazer e todas demais atividades, enfim, quando sua entidade morrer, estufe o peito e afirme:
“EU DISSE QUE ESTA ASSOCIAÇÃO NÃO FAZ NADA”


Vereador Claudinho Gulli

Notícias do Legislativo

Instaladas três Urnas do Povo nas regiões Norte, Sul e Central da Cidade.

É uma determinação da Lei 2678/05 do presidente da Câmara Municipal de Ubatuba, Jairo dos Santos, aprovada em 24 de maio de 2005.

O presidente da Câmara Municipal de Ubatuba, Jairo dos Santos, PT, em sua permanente defesa da participação popular em todos os níveis da política do município, instalou na cidade três Urnas do Povo: uma na Escola Municipal José Belarmino Sobrinho, no bairro do Puruba, região Norte, outra na Unidade Mista de Saúde, no bairro da Maranduba, Região Sul e a terceira, na recepção da Câmara Municipal. De acordo com Jairo, são pontos estratégicos, por onde passam centenas de pessoas diariamente. “A população poderá, a partir de agora, colocar nas urnas todos os seus anseios, reivindicações, sugestões e críticas, tanto ao Poder Executivo, quanto ao Poder Legislativo”, conclui Jairo. As urnas deverão ser abertas por representantes da Câmara todas as sextas-feiras.


Sede própria para a APAE: um sonho perto de se concretizar.

O presidente da Câmara Municipal de Ubatuba, Jairo dos Santos, PT, entregou, nesta terça-feira, 20, à APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – ofício com a cópia de emenda protocolada à Lei Orçamentária Anual 2006, que inclui repasse de cem mil reais à entidade.
A verba solicitada por Jairo ao deputado estadual Vandelei Siraque, PT, servirá para as obras de construção da sede própria da APAE.
De acordo com o ofício enviado pelo deputado ao presidente da Câmara, todas as emendas ao Orçamento Anual 2006 já se encontram na Comissão de Finanças e Orçamento para o parecer do relator e, posteriormente, votação em plenário. Jairo dos Santos pede o apoio da diretoria da APAE para que entre em contato com os demais deputados, no sentido de sensibilizar os parlamentares para a importância da a aprovação da emenda 6517 de repasse de verbas à entidade.
Da sede da APAE, Jairo visitou a Fundac e o Lar Vicentino. Na Fundação da Criança e do Adolescente ele desejou boas festas aos internos e aos funcionários. No Lar Vicentino, Jairo fez questão de cumprimentar todos os idosos desejando-lhes Feliz Natal e muita saúde e paz para o próximo ano.
Fonte: ASCOM

Temporada

Litoral norte de SP terá 4 milhões de turistas

Cerca de 4 milhões de pessoas devem passar pelo litoral norte de São Paulo durante a temporada de verão. A previsão é das prefeituras das quatro cidades da região.Caraguatatuba e São Sebastião terão programação especial para atrair os turistas, apostando alto nos shows com bandas e cantores populares. A agenda de shows mais extensa é a de Caraguatatuba, que tem uma programação com 24 dias de apresentações e quase o dobro em atrações.

Contraponto


Ubatuba e Ilhabela apostam em um caminho oposto ao das cidades vizinhas para atrair turistas. Decidiram não contar com programação especial durante a temporada de verão. Os dois municípios querem "vender" aos turistas a imagem de destinos onde pode se encontrar mais tranqüilidade numa região que fica superlotada nesta época do ano.
Fonte: Folha Online
(Leia na Íntegra)

Sem palavras



Enviado por Ronaldo Dias

MEMORIAL A JK ?

Ernesto F. Cardoso Jr
Memorial a JK em Brasília, nada demais, pois, como qualquer outro fundador de uma cidade merece destaque nela e até monumento em sua memória.Tivesse JK, no entretanto, fundado Brasília como os demais desbravadores fizeram nascer as cidades brasileiras, algumas conquistadas à custa de sangue, outras fundadas no trabalho árduo de expansão de frentes agrícolas e pecuárias e modernamente na expansão da agricultura de alta tecnologia e, provavelmente, não mereceria esse pedestal, pois Brasília foi fundada à custa de imensos e incalculáveis recursos do erário público, da exaustão completa das caixas de previdência dos antigos institutos de previdência classistas, de recursos orçamentários e de aumento da dívida pública, num esbanjamento imensurável de recursos e esforços que faltavam e faltaram, à época e desde então, à construção de uma base sólida de desenvolvimento econômico. Fundamentalmente, falamos de uma infraestrutura moderna de vias de comunicação terrestres e fluviais, de portos adaptados em calado e estrutura de movimentação de cargas ao comércio marítimo nacional e internacional, de ferrovias e rodovias interligando o centro oeste ao leste e conectadas aos portos de mesma latitude ao longo do litoral brasileiro, infraestrutura essa que teria catapultado o país ao “take off point” (ponto de decolagem) levando-o ao nível de primeiro mundo nas décadas seguintes de 70 e 80. De fato, tudo indicava ter sido aquele o momento para que estas ações governamentais, muito mais necessárias, clamorosamente evidentes, muito mais importantes, de prioridade insofismável, devessem ter sido o alvo de toda a nacionalidade, objetivando dar ao lema “50 anos em 5” que o Presidente JK adotou, a consistência perene de um progresso sustentável e de ampla dimensão. Preferiu, ao invés, ao ímpeto de um estalo, enterrar tudo na construção de uma nova capital.
Os que acompanharam, à época, a literatura sobre a teoria do desenvolvimento econômico, idealizado em degraus contínuos que teriam de ser escalados para atingir o “ponto de decolagem” que definia o desatar de amarras que impediam o crescimento acelerado e sustentado, devem se lembrar que o Brasil estava a poucos passos de alcançar esse degrau. Vivemos crescimento acelerado na década de 70, mas, por alguns anos apenas - um vôo de galinha. Já ao final dessa década entrávamos no ciclo da era perdida – a década de 80 e início de 90, quando ao peso da imensa dívida externa demos o calote nos credores estrangeiros, o que nos custou a evasão de investimentos privados, a inação governamental em investimentos oficiais e o conseqüente crescimento negativo pelos anos seguintes.
Não há como negar que nosso país, em certo momento de sua história recente perdeu o trem do desenvolvimento econômico, quando isto parecia estar ao seu alcance. Os imensos recursos esbanjados na construção de uma nova capital, cujo retorno não foi apenas zero, mas, profundamente negativo (e o é até hoje), seguido dos desperdícios imensuráveis na estatização da siderurgia, energia, telefonia, indústria açucareira, cafeicultura, etc. concomitantemente com o custo da criação das estatais correspondentes e institutos de controle comercial e de produção, seguidos das incalculáveis somas jogadas nos grandes planos estatais de energia nuclear, siderurgia, telefonia e comunicações, sempre com imensos desperdícios, baixíssima eficiência e enorme descontrole e uso político, tudo isto responde pelo nosso atual estágio de subdesenvolvimento econômico e social, sofrível sob vários aspectos.
Sim, caros leitores, não fossem estes incalculáveis desperdícios de recursos públicos e os erros crassos na definição de prioridades e o nosso país já teria alcançado nível de primeiro mundo; se os benefícios tivessem sido, conforme padrões das nações desenvolvidas, correspondentes aos volumosos investimentos feitos.
Citaria apenas um exemplo ilustrativo, porém, emblemático. A certo ponto da história da Companhia Vale do Rio Doce, a maior estatal brasileira de então, explorando jazidas riquíssimas em conteúdo e facilidade de exploração, altamente rentável como se tem mostrado desde sua privatização, em estudo realizado sobre sua rentabilidade histórica enquanto estatal, verificou-se que tivesse o governo investido os mesmos recursos em caderneta de poupança e teria recebido imensamente mais dividendos do que pagou a dita estatal. E, recorde-se que até recentemente essas estatais nem impostos pagavam ao governo federal, quanto menos dividendos razoáveis.
Sim, este país não era para estar na condição sócio-econômica em que está. O desperdício de recursos, a baixíssima rentabilidade dos investimentos públicos, o uso político das empresas estatais, a perda do senso real das prioridades do desenvolvimento e do mecanismo contábil “custo – benefício”, fizeram-nos e fazem-nos, até hoje, celebrar, enganosamente, um dos maiores marcos de nosso atraso – Brasília e tudo o que ela tem representado em custos e ineficiência de todos os gêneros - a máquina governamental mais cara do mundo, tão cara que, recentemente, soubemos que o governo brasileiro, nas mãos dos atuais detentores do poder, gasta mais com essa máquina do que despende em investimentos.
Se a internalização de uma capital fosse a locomotiva do desenvolvimento e do progresso social e econômico de um país, os Estados Unidos deveriam estar mais pobres e atrasados do que nós.
JK foi tão popular ao final de seu governo que Jânio foi o eleito, em franca oposição a ele e ao que ele representava. Como Getúlio, John Kennedy e outros, todavia, tornou-se mais amado morto do que vivo.
Celebremo-los, pois!
efcardosojr@uol.com.br

Intenção enrustida



Luiz Moura
A praia Grande, mais uma vez, vira notícia. Creio que isso será constante nesta temporada de verão. O desmando impera sem que a administração de Eduardo César (PL + PT) faça a lição de casa.
Impedidos legalmente de dar prosseguimento nas obras de ampliação dos quiosques, os permissionários, pura e simplesmente ignoraram a ordem. Continuam "tocando" as construções sem qualquer estorvo. Eduardo César, dá a nítida impressão de "estar do lado" dos infratores. A população chega a afirmar que só com a permissão tácita do prefeito os quiosqueiros transgridem livremente a ordem judicial e a legislação.
Para "cobrir os prejuízos", vários destes comerciantes puseram seus negócios para funcionar embaixo de lona, em frente às construções. Engenharia Sanitária, Corpo de Bombeiros e Prefeitura fazem vista grossa num total desrespeito para com a saúde pública. Se você soubesse o que é exigido para a abertura de um estabelecimento de manipulação e comércio de alimentos e o que está sendo desacatado, seu queixo cairia. Causa espanto o que acontece nas barbas de todos. E o Judiciário, continuará permitindo esta afronta?
Em total sintonia com nosso apedeuta maior, a população é taxada de burra. Isto se pode constatar pela forma com que a administração Eduardo César vem tratando os munícipes.
Em plena avenida Iperoig, num total desrespeito para com a legislação que regula o entorno de bens tombados (e com a nossa inteligência), Eduardo César inicia a construção do "Espaço de Convivência e Entretenimento - Feira Hippie". Bonito nome para angariar recursos do DADE (Departamento de Apoio e Desenvolvimento das Estâncias). Nome pomposo para, com a maior cara-de-pau, poder aumentar o tamanho da "feira de artesanato e produtos afins". Política mesquinha. O dinheiro da população, que poderia ser mais bem empregado, servindo para o ganho de caraminguados votos. Vai perder muito mais do que pensa ganhar. A população, de olho em Ubatuba, anota estes deslizes e saberá recompensá-los nas urnas. Se não antes...
Num total contra-senso vão "mudar" o sagrado Cruzeiro de lugar, vão cortar a centenária amendoeira e sei lá o que mais, para poderem ampliar a área da feirinha.
O quadro (foto acima) de Wladimir Ferreira da Silva, retratando a avenida Iperoig em 1940, mostra os dois ícones de Ubatuba que estão prestes a serem descaracterizados. Cá com meus botões, fico pensando se existe algum motivo religioso por trás de tudo o que está acontecendo e os feirantes estão apenas servindo de boi de piranha. Só agora entendi porque a Praça das Artes, após tanta luta (dos artistas), foi feita de uma hora para outra, na orla da praia de Iperoig, em frente a Câmara Municipal.
Se permitirmos a destruição do patrimônio público, histórico e paisagístico estaremos matando a nossa galinha dos ovos de ouro. Afinal, queremos ser uma cidade turística ou estamos fadados a ser uma cidade dormitório para Caraguatatuba e São Sebastião?

Feira hippie

A fêrinha Ripi e a mudança de cabeças

Arquiteto Renato Nunes
O local onde há anos funciona a fêrinha ripi foi inicialmente ocupado como quadra de bola ao cesto à disposição da comunidade. Bastava querer bater uma bolinha, juntavam-se uns amigos e, estando vaga a quadra, podia-se jogar à vontade até o escurecer. O Eduardo Souza ou o Herbert Marques entre tantos outros, que o digam.
A população cresceu e o espírito de camelô que há tempos perambula por esta cidade resolveu transportar a incipiente exposição de artistas e artesanato que existia no meio do jardim da praia do Cruzeiro para a quadra de bola ao cesto de nossa moçada. Diziam que não iria prejudicar os bate bola de fim de tarde, pois o artesanato somente seria mostrado ao distinto público nas noites de sábado e tardes de domingo. Para receber a autorização da Prefeitura obrigavam-se a desmontar e sumir com as barracas enquanto não estivessem expondo, para que a quadra pudesse continuar à disposição da comunidade. Só que as cestarias, entalhes, esculturas e os mais variados objetos artesanais, difíceis de serem transportados nas costas no vai e vem do monta desmonta, e sem o menor apoio da administração municipal, sempre cega diante do potencial turístico do artesão legítimo, foram perdendo espaço para os fazedores de bijuterias. Aos brasileiros de todas as partes do país foram aos poucos se juntando simpáticos argentinos, uruguaios, peruanos y tantos otros muchachos de latino-américa acompanhados por sus flautitas repetitivas e infernales, que ampliaram e renomearam o grande espaço. Nasceu a “fêrinha ripi”, despersonalizada, igual a tantas outras espalhadas pelo Brasil, escoadouro do comércio da Rua 25 de Março, o verdadeiro industrianato ao alcance de todos ao qual deram o estranho nome de “produtos afins”. Hoje querem cobri-la independente da horrorosa montanha visual com que pretendem brindar a orla marinha da cidade. Amanhã por certo haverá um candidato a prefeito que se comprometerá, pelos votos, a cerca-la e fecha-la para segurança das instalações. Perdeu-se de vista o interesse com a paisagem que é um bem de todos, e também já vai muito longe qualquer compromisso com a preservação dos valores da cultura popular manifestados através do artesanato.
Não se trata agora de menosprezar a luta e o sacrifício dos que sobrevivem da fêrinha, mas não se pode ignorar que essa é a história de um episódio urbano cujo significado atinge toda a cidade.
Com absoluta certeza se pode afirmar que perante a atual Constituição, o Estatuto da Cidade, a legislação que protege o patrimônio cultural e a lei de Responsabilidade Fiscal, a execução da monstruosa cobertura caminha na contra mão dos direitos do cidadão porque nunca houve qualquer consulta popular sobre o assunto. Não existe referendo popular para implantação desse trambolho, corte das árvores e descaracterização da paisagem. Sabe-se que a cobertura é uma herança, um acordo de campanha eleitoral feito à portas fechadas na administração passada. Com que direito alguém poderia pensar em pagar os votos recebidos em caráter pessoal com privilégios urbanísticos que comprometem um bem coletivo?
Essa é a questão central que da mesma forma que a questão das bicicletas e dos quiosques terão que ser decididas em conjunto com a população. Não é assunto exclusivo dos vereadores nem dos prefeitos. O Estatuto da Cidade lhes retirou essa prerrogativa. Hoje é assunto obrigatório para o Conselho Municipal de Desenvolvimento. A modernidade somente será implantada em Ubatuba com a já tardia e há muito sugerida criação de um Instituto Municipal de Planejamento Urbano. Com autonomia técnica e independente dos trabalhos de rotina das Secretarias políticas e administrativas de hoje, esse tipo de órgão foi o responsável pelo acertado desenvolvimento das melhores cidades brasileiras.
Com a palavra e com a caneta o Prefeito Eduardo César.

Feira Hippie

Empresa inicia cobertura da Feira Hippie em Ubatuba

Amendoeira centenária não será cortada nem tampouco o Cruzeiro será mudado de lugar

A Construtora Lindenbach Ltda, de São Paulo, empresa vencedora do processo de licitação da obra de cobertura da Feira Hippie de Ubatuba iniciou na manhã de hoje a montagem do gabarito. Um pequeno erro na locação da feira, por parte da empreiteira, acabou gerando uma confusão no local, já que chegou a ser cogitada a necessidade do corte de uma amendoeira e também a mudança do Cruzeiro.
Ao fazer a conferência de rotina, a Secretaria de Arquitetura e Urbanismo da Prefeitura percebeu o erro e o equívoco foi desfeito. Acionada, a Secretaria de Obras tomou as providências e um novo gabarito passou a ser refeito. Pelo cálculo correto, nem a amendoeira centenária e nem o Cruzeiro serão removidos.
A obra será realizada com verba do DADE (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias) e está orçada em R$ 570.714,35, sendo repasse do Dade R$ 453.883,40 e o restante - R$ 116.830,95 – será custeado pela Prefeitura. Para a cobertura será utilizada uma membrana de lona sintética, um material de fibra de poliéster de alta capacidade, revestida em PVC. A empresa calcula que em 60 dias a obra deverá estar concluída. A obra tem o parecer e aprovação do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e do CONDEPHAAT (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico) e está em discussão com a comunidade há mais de dois anos.
A tradicional Feira Hippie de Ubatuba abriga hoje 120 expositores, entre artesãos e entidades e é uma das atrações turísticas noturnas da cidade. PMU

Notícias da Prefeitura

Sala Verde realiza trabalho de conscientização na temporada

O Centro de Educação Ambiental “Sala Verde” trabalhará na conscientização dos turistas durante a temporada. Estrategicamente localizada ao lado do portal de entrada da cidade, próxima à Praia da Maranduba, a Sala Verde irá funcionar como balcão de informações e exposições ligadas ao meio ambiente, transmitindo mensagens educacionais, podendo ser visitada pelos moradores de Ubatuba e também pelos turistas.
Inaugurada no aniversário da cidade, em outubro último, a Sala Verde oferece diversas oficinas à população e aos alunos das escolas de todos os níveis de ensino no município. Além disso, ela é responsável pelo desenvolvimento de diversas campanhas educacionais, mostras da cultura regional, exposições de trabalhos das comunidades tradicionais e eventos ambientais. Na temporada, estará em funcionamento a biblioteca técnica do Ministério do Meio Ambiente (MMA), que disponibiliza a consulta ao acervo de livros e documentos produzidos pelo Ministério à população. Segundo Vânia Carrozzo, uma das coordenadoras da Sala Verde, “a biblioteca técnica tem sido consultada até mesmo por universitários”.

Projeto Guias Mirins

A partir de fevereiro de 2006, crianças e jovens poderão contar com novos cursos, tais como ensaios musicais, oficinas de educação ambiental, de artesanato com materiais recicláveis e o projeto especial “Guias Mirins”. Os guias mirins aprenderão a conduzir pessoas a trilhas e praias da cidade, sendo monitorados por um guia profissional. Durante o curso, os jovens terão aulas sobre plantas, animais, sensibilização ecológica, entre outros conceitos. O principal objetivo é capacitar os guias mirins, fazendo deles agentes multiplicadores da causa ambiental, uma vez que a idade os impede de trabalhar profissionalmente. O curso dos guias começa em fevereiro. Desde já, estão inscritos 20 jovens no Projeto Guia Mirim.

Parceria com o Governo Federal

A Sala Verde é resultado de uma parceria entre a Prefeitura de Ubatuba, por meio da Secretaria Municipal de Educação e o Ministério do Meio Ambiente. Sua instalação em Ubatuba ocorreu devido à apresentação de uma extensa proposta pedagógica. No primeiro processo de seleção do Ministério do Meio Ambiente de 2005, em que concorreram propostas de todo o país, o projeto de Ubatuba foi contemplado entre outros 60 municípios. Para quem quiser conhecer a Sala Verde, o seu funcionamento acontece todos os dias, das 8 às 16h. Já a biblioteca pode ser consultada nas segundas, quartas e sextas-feiras, das 8:30 às 15:30. PMU


Fundart reabre Museu Washington de Oliveira

O museu Washington de Oliveira, instalado na antiga cadeia pública de Ubatuba, na praça Nóbrega, voltou a funcionar no último dia 20. Segundo o chefe de patrimônio histórico do município, Marcelo Rezende, a interdição temporária do Museu foi necessária para realizar a “reestruturação e adequação às questões históricas dos objetos, através de dados e metodologias corretas.”
Com o nome de um personagem importante da história ubatubense, o Museu Washington de Oliveira é uma iniciativa da Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba (Fundart). Ele traz de volta fragmentos da história da cidade, representados por objetos arqueológicos, peças do tempo dos engenhos de açúcar e dos escravos, quadros e pertences de personalidades que marcaram época. O funcionamento do museu é de terça a sábado, das 9h30 às 12 horas – e das 13 às 16h30.

Objetos que contam histórias

Entre as peças mais curiosas, tem um crânio humano pré-histórico, encontrado em Ubatuba; utensílios indígenas feitos de ossos e vestígios arqueológicos encontrados nas regiões do Itaguá e Tenório. O museu mostra também os ciclos econômicos, através de objetos de grandes fazendeiros, peças de alambiques e prensas de mandioca.
Entre as personalidades homenageadas, figuram pessoas como: Baltazar da Cunha Fortes, construtor do Sobradão do Porto; Félix Guisard, dono da CTI (Cia. Taubaté Industrial) e responsável pela vinda da energia elétrica ao município; Gastão Madeira, precursor da aviação; Idalina Graça, escritora; Ciccillo Matarazzo, prefeito de Ubatuba entre 1964 e 1969; Washington de Oliveira, o Seo Filhinho, farmacêutico e autor de Ubatuba Documentário, entre outros ilustres que ajudaram a escrever a história de Ubatuba. PMU


Ubatuba tem propostas aprovadas na Conferência Nacional da Assistência Social

Os representantes de Ubatuba, Eduardo Ilário e Marlon Lopes voltaram com boas notícias da 5ª Conferência Nacional da Assistência Social, que reuniu em Brasília entre os dias 5 e 8, cerca dois mil gestores, técnicos e representantes de organizações da sociedade civil de todo o país. Ubatuba teve duas propostas aprovadas, que farão parte do plano decenal para a implantação do Sistema Único da Assistência Social (SUAS) em todo o país: a capacitação dos conselheiros e o aumento da porcentagem para a assistência social destinado por todas as esferas governamentais, chegando a 10%. Uma grande conquista, pois a proposta inicial era de um percentual de 5%.
“Além de Ubatuba, as outras três cidades do Litoral Norte estiveram representadas na Conferência, defendendo juntas o interesse da região”, disse Eduardo Ilário. “Pudemos trocar informações e conhecer a realidade de outros municípios e descobrir que em alguns casos, estamos a frente de muitas cidades”, completou Ilário.
“A implantação do SUAS, como acontece hoje com o SUS, na área de saúde, vai favorecer o controle e a qualidade dos serviços oferecidos à população em situação de vulnerabilidade social”, acredita Marlon Lopes. O SUAS, que entrou em funcionamento em agosto deste ano, tem por finalidade organizar serviços, programas e benefícios destinados a cerca de 50 milhões de brasileiros, em todas as faixas etárias. PMU


Esportes radicais movimentam o verão em Ubatuba

Os adeptos do surfe e do skate terão muita movimentação no mês de janeiro em Ubatuba. Nos dias 7, 14 e 21 acontece o Super Session Verão 2006, com eventos perfeitos para quem gosta de manobras radicais na água ou em terra.
O skate dá a largada no dia 7, com o Best Trick de Skate. Neste formato de competição os skatistas são divididos em baterias e dentro de cada bateria todos andam juntos ao mesmo tempo, sendo avaliadas as melhores manobras. Dividido nas categorias feminino, mirim, iniciante, amador e profissional o Best Trick de Skate acontece na pista da praça Trópico de Capricórnio, à partir das 15 horas. Atletas profissionais da Red Nose Shoes farão demonstrações durante o Best Trick de Skate ao som do DJ Célio Lopes e o público concorrerá a diversos brindes.


Surfe com balada

O surfe movimentará as praias Vermelha do Norte e Itamambuca, nos dias 14 e 21. A competição acontecerá na forma de Air Show (onde vale o melhor e mais radical aéreo) para os homens e Melhor Manobra para as mulheres.
O Air Show acontece na Vermelha do Norte no dia 14 e no dia 21 em Itamambuca, ambos à partir das 15 horas, com DJs animando o público numa verdadeira balada de surfe temperada com muita música e comportamento jovem. As inscrições para o Air Show e o Best Trick devem ser feitas no dia do evento, mediante a doação de dois quilos de alimentos não perecíveis.
O Super Session Verão 2006 é organizado pela equipe do programa Super Session (Band Vale) e conta com o apoio da Secretaria de Esporte e Lazer da Prefeitura de Ubatuba, AUS (Associação Ubatuba de Surf) e ASK8 (Associação de Skatistas de Ubatuba) e conta com o patrocínio de Red Nose Shoes, Natural Shape, Wave Cut e North Peak.
Para Emmanuel Pimentel Rezende o "Manu", apresentador do programa, a época é propícia para mostrar os esportes radicais. “O objetivo é valorizar e divulgar a prática dos esportes radicais em todo Litoral Norte e região, aproveitando o imenso fluxo de turistas do Brasil inteiro que visitam esta região na temporada de verão”. Para o secretário de esportes de Ubatuba, Bittencourt Jr., essa parceria chega numa boa hora. “Em janeiro, os professores e monitores da secretaria estão em férias, diminuindo o número de atividades esportivas. Com parceiros promovendo eventos, a secretaria fornece toda a infra-estrutura física necessária”, disse Bittencourt, que lembrou ainda que outro parceiro já programou atividades para Ubatuba. “O time de Vôlei do Banespa já confirmou a volta da Clínica de Vôlei para fevereiro. O resultado obtido com o evento deste ano possibilitou a permanência do evento na cidade em 2006”, concluiu o secretário. PMU


Santa Casa de Ubatuba agradece

A Santa Casa de Misericórdia Irmandade Senhor dos Passos de Ubatuba, vem agradecer ao Fundo Social na pessoa da Ilma. Sra. Denise Maria Montemor César, sua boa vontade com relação a esta Instituição de Saúde e, a disposição que manifestou ao doar 442,5 quilos de alimentos no dia 19 de dezembro, a serem distribuídos no setor de nutrição desta entidade.
Santa Casa de Misericórdia Irmandade do Sr. Dos Passos de Ubatuba

Dr. Marcos da Silveira Franco
Secretário Municipal de Saúde

quarta-feira, dezembro 21, 2005

Grandes distâncias

Ronaldo Dias
Existem grandes distâncias em tirar nota 10 de leitura e, não ter a mínima idéia do que trata as palavras proferidas. Existe grande distância entre o que se fala e, o que se faz. Existe grande distância entre educação e ser educado. Existe grande distância do que se vê e do que se enxerga. Existe grande distancia entre a vontade e a ação. Existe grande distância entre o prometido e, o cumprido. Existe grande distancia entre as pessoas que não percebem estas grandes distâncias. Estas grandes distâncias somadas a falta de percepção, provocam diferenças e, distanciamento entre as pessoas; entre suas crenças e, suas respectivas opiniões. Verdadeiros abismos entre entendimentos! Talvez por este motivo, tenham criado as Leis. " As leis? Ora as leis" " alguém teria dito. Pena que elas tenham validade relativa. Dependem da distância entre o poder coercitivo de quem usa (e aplica) e, o coagido. A distância encurta quando quem a cria ou usa em benefício próprio ou de outrem. Laços e imperdoáveis e indissolúveis. Pode-se sentir, mesmo à distância, o odor fétido do privilégio de alguns, em detrimento de todos. O que pensará o Criador destas infelizes criaturas?

Razão e sensibilidade



Ontem recebi um telefonema urgente. Do outro lado:
- Vão cortar as amendoeiras que ficam próximas ao Cruzeiro.
- Quem, perguntei?
- É a obra da nova feirinha hippie.
Fiquei conjeturando sobre a arquitetura da cidade. Não vai bem. Com tanta área disponível seria mesmo necessário derrubar as árvores para edificar uma simples cobertura? A propósito, existem estruturas geodésicas de alumínio com cobertura de policarbonato. Fuller, Buckminster Fuller, é o pai da criança. Qualquer aluno de arquitetura, de escola decente, saberia resolver o problema sem cortar as árvores, quiçá incorporando-as ao projeto. Com uma pitada de talento poderíamos ter uma atração para a cidade, tão carente de atrações.

Ubatuba está muito feia.
- Você precisa fazer alguma coisa, continuou o meu interlocutor. Respondi que só posso escrever e fotografar. O povo que tire suas conclusões. Daqui a três anos, na hora de votar, poderei então expressar meus sentimentos. Por falar nisso, olhe bem a foto, clique nela para ampliar. Essa paisagem vai mudar. Definitivamente, isso não me agrada.

Sidney Borges

Nota de Repúdio

Leda Piranda Cardoso
"Lamentável o ocorrido no sábado p.p., quando o Frei da Igreja da Matriz, impediu que o Concerto de Natal fosse realizado na Igreja. O evento, que já estava marcado antecipadamente e acordado com o Frei, e que foi anunciado em todos os meios de comunicação da Cidade, seria apresentado pela Banda Lira Padre Anchieta, por um sexteto vocal de adultos e também por um Coral Infantil com cerca de 60 crianças de nossa comunidade (coral do Gaiato e da Fundart) , certamente seria um maravilhoso louvor ao Nosso Deus, com músicas natalinas, contando com a participação de mais de 90 músicos.
Penso que o Frei não percebeu a importância social do evento, e quem sabe, até esqueceu-se de que o Templo, não é dele, e sim do nosso Deus, pois por aqui... estamos todos de passagem! Ah, deve ter se esquecido também daquele versículo das sagradas escrituras: "...deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais..." Lamentável"!

Enviado por Ernesto F. Cardoso Jr.

COQUETEL DA ESPERANÇA

Mais um ano se passou e a expectativa da temporada é no mínimo de muita ansiedade.
Porém neste momento nada mais há para se fazer além de lamentar o estado caótico das ruas de nossa região, a total falta de organização das praias, a presença marcante dos comércios clandestinos, os ônibus de turismo de um dia, também clandestinos que encontram guarida nas ocupações irregulares em áreas de preservação permanente e comercialização de senhas que seriam facilmente detectadas desde que houvesse interesse, etc. etc. temos que aguardar, trabalhar, rezar e desejar boas festas e um FELIZ ANO NOVO.
Na quarta feira o rescaldo nas cinzas, após incêndio inevitável.
Apenas o rescaldo, não podemos mais nos propor a apagarmos incêndios.Aproveito então para oferecer a todos aqueles que de uma forma ou de outra são responsáveis pela situação citada um coquetel especial para brindarmos juntos, anotem a receita:

Uma boa porção de CORAGEM
Outra de OUSADIA
Mais uma de AMBIÇÃO
Um bom pedaço de METAS
Uma bela salpicada de OBJETIVOS
Muitos PROJETOS
Uma bela dose de PLANEJAMENTO
Bastante DIÁLOGO (principalmente com os amigos, não aqueles que agradam aos ouvidos, mas aos que dizem o que sentem).

Ao contrário de outros este deve ser colocado em camadas, não misture, coloque então uma grande quantidade de CAPACITAÇÃO e outra de AÇÕES.
Umas sementinhas de Romã no cofrinho e não vai faltar dinheiro, a sementinha de romã é milagrosa.

FELIZ ANO NOVO.

Fernando Pedreira
Maranduba - Ubatuba.

Notícias da Prefeitura


A nova praça de esportes está pronta para formar campeões

Bairro da Ressaca recebe área de lazer

A Praça do Campinho no bairro da Ressaca está sendo entregue à comunidade totalmente remodelada. Agora a praça oferece além do futebol, uma quadra de vôlei e também uma quadra de Street Ball (basquete, com apenas uma tabela, para jogos um-a-um ou equipes de três atletas). O espaço ainda vai ganhar três mesas-tabuleiros para jogos de damas ou xadrez. As quadras e o campo já podem ser utilizados.
A reforma do espaço foi fruto de uma parceria entre a Secretaria de Esporte e Lazer, Secretaria de Obras de Ubatuba e as empresas O Madeireiro e J.A.J. que também colaborarm na execução da obra. PMU


Bombeiros do Aeroporto de Ubatuba serão efetivados dia 22

Os 16 homens da Guarda Municipal de Ubatuba que concluíram o Curso Elementar de Combate a Incêndio em Aeródromos (CECIA) de categorias 1 e 2, no mês de setembro, serão efetivados na próxima quinta-feira, dia 22. A cerimônia está marcada para às 9 horas no aeroporto Gastão Madeira.
“Os bombeiros do aeroporto de Ubatuba foram capacitados pela Diretoria de Engenharia da Aeronáutica a cumprir as normas nacionais e internacionais de combate a incêndio e estão prontos a atender qualquer emergência em tempo hábil”, disse Luiz Ayres, administrador do aeroporto. "O tempo resposta (tempo para a chegada ao local do acidente a partir do momento do acionamento) está dentro dos padrões requeridos", completou Ayres.
O Governo do Estado entra como parceiro da prefeitura de Ubatuba, através do Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (DAESP), oferecendo equipamento de proteção individual e uma viatura Land Rover, que utiliza espuma especial de combate a incêndio, pó químico e água. A instalação de um grupamento contra incêndios é um pré requisito para o aeroporto operar linhas regulares e de fretamento.
Serão efetivados bombeiros de aeródromo os guardas municipais Clodoaldo Alves dos Santos, Luiz Cláudio de Carvalho, Adilson José Francisco dos Santos, Anderson Aprígio de Araújo, Rogério Ramos dos Santos, Carlos Henrique Pereira, Flávio do Rosário, Alex Sandro dos Santos, Ademir de Oliveira, Valmor Mariano Ballio, João Barbosa Correia, Nerli Aparecido de Souza, Valdeci Antunes de Oliveira Sá, Rubens Barbosa, Luciano José Ferreti e Marcelo Fernandes Pape. PMU


Morro das Moças realiza melhorias em parceria com a Prefeitura

A Associação dos Moradores do Morro das Moças realizou, em parceria com a Prefeitura de Ubatuba, o levantamento de nível da rua Astrogilda Cintra Conceição, esquina com a Rua José Pedro dos Santos. Foram feitas também, canaletas de escoamento de água. Antes dessa obra, que foram realizadas no último sábado, dia 17, as águas das chuvas estavam inundando as casas da rua de baixo. Segundo o presidente da Associação, Jorge de Paula, mais conhecido como “Jorjão Leiteiro”, a Prefeitura cedeu o material e a comunidade realizou as obras. “O prefeito Eduardo César foi lá pessoalmente e viu os problemas do bairro. Esta semana está sendo feita limpeza e pintura de guias e postes no bairro. Para o ano que vem, está sendo programada a colocação de tubulões e paralelepípedos para calçar o final de mais duas ruas. Essa parceria da comunidade com a Prefeitura é muito importante. Aos poucos, nós estamos deixando nosso bairro arrumado e bonito.” PMU


Professores concluem curso de linguagem de sinais em Ubatuba

O auditório da E.M. Padre José de Anchieta foi palco, no dia 15, da formatura da primeira turma de professores da rede municipal de ensino que concluiu o curso de LIBRAS (Linguagem Brasileira de Sinais).
Trinta professores concluíram o curso, que teve duração de sete meses. As aulas, que ofereceram uma base inicial a educadores e profissionais para receber os alunos com necessidades especiais auditivas, foram ministradas pela pedagoga Ruth de Cássia Doblado.
“O primeiro passo foi dado. Os alunos agora terão uma atenção especial, sem contar que outras crianças podem se interessar, aprendendo também a linguagem”, analisa a coordenadora do ensino fundamental Cristiane Gil. PMU


Papai Noel antecipa visita às crianças da FUNDAC e do projeto Sol Nascente

O Natal das crianças do abrigo da FUNDAC (Fundação da Criança e do Adolescente de Ubatuba), acontece nesta quarta-feira, 21. O Clube das Acácias preparou a festa para as 36 crianças do abrigo, que receberão a visita do Papai Noel, com direito a lanches e refrigerantes. Cada criança do abrigo foi apadrinhada por uma pessoa, que estará na hora da entrega do kit, composto por roupa, calçado e um presente.
O Natal no abrigo da FUNDAC acontece à partir das 15 horas.


Natal no Sol Nascente

As 54 crianças do projeto Sol Nascente, da Secretaria de Assistência Social, comemoram o Natal na quinta-feira, 22. A festa acontece no auditório da E.M Padre Anchieta, à partir das 18 horas e terá muitas atrações, como a apresentação de um grupo de flautistas infantis e também das crianças do Sol Nascente, que prepararam apresentações especiais. Além das crianças, as famílias foram convidadas para participarem da festa, que terá surpresas para todos. PMU


Prefeitura de Ubatuba se prepara para cuidar do lixo durante temporada

A Prefeitura de Ubatuba, através da Secretaria de Obras, está se preparando para realizar uma coleta de lixo eficiente durante a temporada. Durante o mês de janeiro, a cidade chega a ter cerca de 500 mil pessoas em alguns períodos. Em conseqüência disso, a média diária de coleta de lixo passa de cerca de 62 toneladas para 340.
Para atender a toda essa demanda, o número de caminhões compactadores dobrou, bem como o número de coletores e braçais. A maioria dos bairros passará a ter coleta diária. Foram adquiridos 40 containeres novos, que serão instalados nas praias Grande e Maranduba. Já os antigos estão sendo revisados e redistribuídos por vários locais como a Praia do Lázaro, Ribeira, Tenório, Itaguá, Av. Rio Grande do Sul e Av. Iperoig, no Centro.
O sistema de coleta seletiva continuará funcionando da mesma forma, passando duas vezes por semana em todos os bairros do município. O número de varredores de rua continuará o mesmo, fazendo a limpeza da orla desde o início da Praia do Itaguá, perto do cais, até a praia do Perequê-Açu e toda a região central. A empresa contratada pela Prefeitura, responsável pela coleta de lixo, fará também a limpeza da Praia Grande, Toninhas, Enseada e Perequê-Mirim, com a ajuda dos donos de quiosques. Os garis da Prefeitura atuarão em outras praias. PMU


Ginástica e dança emocionam público e ajudam Santa Casa de Ubatuba

A ginástica e a dança encheram os olhos das quase mil pessoas que foram ao Ginásio de Esportes Tubão nos dias 16 e 17 deste mês. Na sexta feira, 16, a Jê Academia mostrou ao público as coreografias campeãs dos Jogos Regionais e da Ginastrada. O público acompanhou até o final, aplaudindo efusivamente cada número. O encerramento com a Lira Padre Anchieta e o concerto de Natal emocionou a todos.
A Academia Biodance também promoveu um belo espetáculo no sábado, 17, apresentando coreografias de ginástica olímpica e artística, dança e artes marciais. As coreografias mais aplaudidas foram Do ventre te escolhi, Fantástico e A arte de fazer sorrir. A Filc Flac academia de Taubaté foi convidada e apresentou três coreografias.
O prefeito Eduardo César, presente ao evento, entregou uma homenagem à ginasta Munique Couto Munch, que representou Ubatuba nos Jogos Regionais e conquistou o bronze por equipes.

Alimentos para Santa Casa

A presidente do Fundo Social de Solidariedade de Ubatuba, Denise Maria Montemor César entregou 442,5 quilos de alimentos à Santa Casa de Ubatuba, nesta segunda-feira, 19.
Os alimentos foram arrecadados no 1º Festival de Ginástica e Dança da Academia Biodance, realizado no dia 17. “Agradeço a iniciativa da direção da Biodance, que proporcionou diversão de qualidade e ao público de Ubatuba que foi ao Tubão e colaborou com a Santa Casa”, disse a primeira-dama. PMU

Esportivas


As meninas campeãs merecem os nossos parabéns. Bravo!

Silop conquista o municipal de futebol feminino

A equipe da Silop venceu o campeonato de futebol feminino de Ubatuba ao bater a equipe do Itaguá pelo placar de 2 a 1, no último domingo, 18. A partida disputada no Estádio Ciccillo Matarazzo teve lances emocionantes. Carla abriu o placar para a equipe da Silop, porém Patrícia, de falta, empatou a partida, finalizando o primeiro tempo em 1 a 1.
Na etapa final a estrela de Carla voltou a brilhar e numa cobrança de escanteio deu a vitória ao time da Silop, que teve também a goleira menos vazada (Marília 3 gols) e as artilheiras (Meire e Camila, 4 gols).
A equipe campeã contou na final com as atletas Marília, Kilza, Nice, Gabriela, Lena, Lila, Carla, Rafaela Tati e Meire. Também fizeram parte da campanha vitoriosa as jogadoras Ludmila, Anderssa, Camilinha, Nádia, Andréia, Leila e Carol.
O treinador da Silop, Miltinho, enalteceu a garra do time. “As meninas atuaram com vontade desde o início do torneio e a vitória na final foi a coroação de um trabalho sério, desenvolvido com determinação e amor”, comemorava o treinador campeão. Na decisão pelo terceiro lugar, a equipe do estrelinha venceu nos pênaltis o CERE Itamambuca após empate em 1 a 1 no tempo normal. PMU


Tortilhão é o campeão do dente de leite de Ubatuba em 2005

A equipe do Tortilhão conquistou o título do campeonato da categoria Dente de Leite ao vencer o time do Auto Clean por 3 a 2. A partida foi decidida somente na prorrogação, após empate no tempo normal (2 a 2).
O jogador Cainã abriu o placar para o time do Tortilhão; Wilton buscou o empate para o Auto Clean, mas Cainã voltou a marcar, colocando o tortilhão a frente do marcador de novo, mas Fernando voltou a empatar, levando a partida para a prorrogação.
No tempo extra Danilo marcou para o Tortilhão, que segurou o placar até o final, garantindo o título de 2005.
Na disputa pelo terceiro lugar, o Caju venceu o Pontual por 6 a 1.
O artilheiro do torneio foi Alex Reinaldo, do Caju, com 13 gols e o goleiro menos vazado foi Luiz Felipe, do Tortilhão, que sofreu 12 gols no torneio. PMU


Basquete infantil de Ubatuba é o melhor do Cone Leste

A equipe de basquete infantil de Ubatuba conquistou o título da Liga do Cone Leste ao vencer Taubaté, na última quinta-feira, 15, por 62 a 61.
A partida foi disputada em Jacareí e Ubatuba teve que mostrar superação para chegar ao título. No segundo quarto da partida a equipe do Vale, chegou a abrir 27 pontos de vantagem, mas o time de Ubatuba não perdeu a cabeça, equilibrou o jogo, e marcou a cesta da vitória quando faltavam 57 segundos para o final do jogo.
O treinador Fábio Medeiros acredita que a equipe deve manter o ritmo no ano que vem. “Conseguimos montar uma boa base. Vamos agora priorizar os torneios regionais em 2006, pois estamos criando uma geração que vai trazer muitas outras alegrias ao esporte de Ubatuba”, disse Medeiros.
Para chegar ao título, Ubatuba venceu a primeira partida do play-off final por 49 a 43.
Os jogadores que participaram da conquista são: Lucas Barroso, Daniel Romero, Alberto, Julio, Paulo Jr., Leonardo Donato, Leonardo Zen, Leonardo Getuba, Arthur, Robson e Fernando. PMU

terça-feira, dezembro 20, 2005

Derrama

As mudanças anunciadas no sistema de cobrança das contas telefônicas foram adiadas. Uma liminar impediu que os contratos que trocarão o sistema atual de pulsos, por minutos, fossem assinados. Logo será derrubada. As operadoras precisam faturar e para tanto vão tungar você. Os planos mirabolantes da telefonia brasileira do começo do governo FHC, com o dólar em paridade com o real, deram com os burros n’água. Telefones há aos montes, gente capaz de pagar a conta não. Como reaver os investimentos que prometiam uma terra abençoada de leite e mel? Cobrando da dona baratinha, que tem dinheiro na caixinha.

Sidney Borges

Notícias da Prefeitura

Fundart realiza I Exposição Itinerante de Arte

Começam, no próximo dia 20, as inscrições para o I Salão Itinerante de Artes Plásticas, que percorrerá as quatro cidades do Litoral Norte, levando obras de artistas de todo o Brasil. O evento, promovido pelo Grupo Setorial de Artes Plásticas, inicia-se com exposição em Ubatuba, entre os dias 6 e 22 de janeiro, no Salão de Exposições do Casarão do Porto.
Segundo o curador do evento, o artista Paulo Alves, o objetivo do evento é reunir e divulgar os trabalhos de artistas plásticos de todo o Brasil. “Nós levaremos para as cidades uma grande variedade de formas e categorias. Nossa intenção é aproveitar os meses de alta temporada, tornando mais fácil o acesso dos artistas a uma grande quantidade de pessoas, bem como promover a venda de obras no Litoral Norte.”
Os interessados em participar da exposição deverão retirar o regulamento e ficha de inscrição na Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba, que fica na Rua Dr. Felix Guisard Filho, nº 6, Centro ou pelo site:
www.fundart.com.br. Para mais informações, ligue (12)3833-7000/7001 ou 9767-7204 ou mande e-mail para: pauloalvesartes@yahoo.com.br. PMU


IPTU 2006

Carnês serão entregues na primeira semana de janeiro

Cota única e primeira parcela vencem no próximo dia 15

A Prefeitura de Ubatuba começará a distribuição dos 51.486 carnês de IPTU 2006 na primeira semana de janeiro. O reajuste para este ano é de 2,38%, tendo como referência o IGPM (Índice Geral de Preços de Mercado). A estimativa de arrecadação é de R$ 27.770 milhões.
O vencimento para o pagamento da primeira parcela e da cota única será no dia 15 de janeiro. Para o pagamento em cota única até a data estabelecida o desconto será de 10 a 15%, de acordo com o desconto progressivo já adotado por alguns contribuintes que vem efetuando seus pagamentos por meio de cota única.
A Seção de Tributos Imobiliários (STM) da Prefeitura de Ubatuba alerta aos contribuintes que não receberem os seus carnês até o dia 10 que retirem a segunda via pelo site
www.ubatuba.sp.gov.br ou diretamente no STM, das 9 às 16 horas.
Até o vencimento das parcelas os pagamentos podem ser realizados em qualquer agência bancária e após o prazo estabelecido somente nas agências Santander Banespa. PMU

Saindo pelo ladrão


Tem gente que acha que isso é bom para a cidade.

Luiz Moura
A lotação inescrupulosa de imóveis, durante as temporadas, faz com que o sistema de esgoto não suporte a demanda. Colocar 50 pessoas onde cabem 15 (ou menos) lembra a situação de nosso sistema carcerário.
A Prefeitura Municipal precisa fiscalizar proprietários e/ou "corretores", que alugam imóveis nas temporadas, para coibir barbaridades como a apontada na foto acima. Nossa precária infra-estrutura não permite abusos.
Será este o turismo que queremos para o município? Indivíduos (visitantes) que "economizam" desta forma, deixam algum lucro? Esta superlotação imprópria traz algum benefício?
Este problema típico, que se arrasta por muitos anos, pode ser minimizado. Assim, melhoraremos a prestação de serviços e filtraremos visitantes indesejáveis.
Quantidade não é qualidade.
 
Free counter and web stats