sábado, outubro 22, 2005

Cartas Atlânticas

Ubatuba, 22 de outubro de 2005.

Referendo e Hipocrisia

Senhor Presidente:

Venho por meio desta dizer o que o senhor já sabe: em vez de assumir sua realidade nua e crua o Brasil teima em escondê-la perpetuando nossa indigência política, econômica e social.
O exemplo do momento é esse tal “referendo”, mais uma perfumaria diante do que tem fundamentado a sociedade brasileira. Ficamos aí, desfilando artistas e outros, para ludibriar o povo e votar numa grande mentira: seja sim, seja não.
Já chega de leis proibindo isso ou aquilo e não sendo cumpridas.
O governo não cumpre a sua parte. Aliás, os governos têm sido os maiores infratores. Além disso basta falar de caixa dois, desvios de recursos, compra de votos etc, etc.
Presidente, venha passar uma temporada conosco na praia. Temos boa cachaça e boas oportunidades para deixar de lado seus sofríveis discursos e infrutíferas viagens. O Brasil ficará agradecido.
O senhor já enbranqueceu muitos fios de sua barba com as causas da esquerda e agora, no governo, com as causas da direita mais capitalista deste pais. Deixe que outros (existirão?) cuidem verdadeiramente de coisas primordiais como educação, saúde...
Para fazer o que o senhor vem fazendo a direita sabe muito bem e não precisa fazer como o violinista, que pega o instrumento com a esquerda e toca com a direita. A direita nem toca violino porque para isso precisaria, antes, usar a esquerda. Nisso ela não é hipócrita: vai direto ao assunto.
Relaxe, presidente!

João José Oliveira e Silva


Por Pedro Paulo Teixeira Pinto

Viva a democracia!

Por 37 votos contra 16 votos favoráveis a uma suspensão por três anos, o ex-tesoureiro Delúbio Soares acaba de ser expulso do PT. Dois membros do Diretório Nacional preferiram se abster. Em tempo - o partido continuará a custear as despesas com os caríssimos advogados que terão a incumbência de conseguir uma pena leve para o ex-petista, criminoso confesso. Agora resta esperar que ele permaneça calado. Há outros na mesma condição, uma hora os nervos de algum deles não vão aguentar e então a verdade virá à tona. É apenas uma questão de tempo.

Sidney Borges

Conjuntura

Delúbio será expulso do PT e condenado a ficar sem sobremesa nos próximos dois meses. Segundo a lógica do ex-ministro José Dirceu e do atual presidente do PT, Tarso Genro, caixa dois é crime em certas circunstâncias, em outras é ato de sacrifício heróico. Se praticado com a finalidade de libertar as massas da opressão não passa de delito leve, dialeticamente justificado. Aliás, as massas estão sendo libertadas há mais de dois mil anos. Infelizmente continuam exploradas. Já os libertadores não podem se queixar do ofício. Costumam viver bem. É um bom emprego o de libertador. Garante salários altos, mordomias, viagens, charutos cubanos, admiração de mulheres lindas, e aposentadoria de marajá. Delúbio não pode ser considerado um libertador. Na verdade foi um mero operador do libertador-mor do PT, José Dirceu, que nasceu para libertar. Delúbio é como Waldomiro, que foi filmado com a boca na botija tungando um bicheiro. Quanto sacrifício pela revolução! Delúbio também operou mal. Seu crime não foi o uso do caixa dois, isso é comum no Brasil. Foi a incompetência. Deixou vestígios da coleta de fundos revolucionários destinados à implantação do socialismo redentor. Fundos que também foram usados na compra de carros de luxo, em festinhas quentes, ternos Armani e champanhe francês. Afinal de contas, quem se empenha em lutar contra a tirania tem direito a algum divertimento. Em 2006 os libertadores hoje no poder ficarão desempregados. Surgirão outros, não há vácuo na natureza. A massa não deve temer, sempre haverá alguém lutando por ela. Lula quer ser reeleito. E depois virar presidente vitalício. Quem sabe do Mundo. Hoje o Brasil, amanhã o Mundo, um dia o Universo. Entendeu Pink? No desvario em que se encontra, qual Ismália na torre, acredita que poderá sobreviver sem o PT. Mais ou menos como se a cabeça se rebelasse contra o corpo e imaginasse poder viver sem ele. Lula é o PT, o PT é Lula. Morto um, falece o outro. No momento ambos estão doentes. Dirceu representa o fígado cirrótico do PT, se for cassado poderá num primeiro momento dar algum alento ao corpo doente. Depois será a morte. Pior para o PT. Não existe outro Dirceu. Não há no PT alguém com a capacidade de trabalho e ação dele, com a incansável vontade de chegar ao poder que ostenta desde o congresso da UNE de Ibiúna. Havia outro parecido. Serjão, do PSDB, morto nos tempos de FHC. Dirceu é hoje o grande estorvo de Lula. Duvido que morra calado.

Sidney Borges

Edilson Félix em ação

Edilson Félix pede informações sobre os contratos de coleta seletiva de lixo

Prefeitura informa que fazia todo o recolhimento do lixo e CATATUDO realizava a separação e a venda do seletivo

Exercendo suas atribuições fiscalizadoras, o vereador Edílson Félix protocolou o Pedido de Informação 83/05, visando maiores informações para a coletividade, sobre os contratos celebrados entre a Prefeitura e Cooperativas, para a coleta seletiva e reciclagem de lixo. O Executivo respondeu, através do Of. GP. 781/05 – AEG.

Permissão de Uso

Uma das dúvidas da população, que o vereador procurou esclarecer no Pedido de Informação foi sobre o contrato celebrado entre a Prefeitura e a Cooperativa Catatudo. A resposta, curta, do Executivo foi que "foi celebrado com sucedâneo na Lei 2627, de 28 de dezembro de 2004, termo de permissão de uso de área pública entre a Prefeitura Municipal e a Cooperativa Catatudo".

Contrato com a LIMPURB

Como o vereador Edílson Félix vinha sendo questionado por munícipes sobre a existência ou não de um contrato anterior da coleta de lixo, com a LIMPURB, a questão foi colocada no Pedido de Informação, merecendo a seguinte resposta do Executivo: "Não existe registro da existência de um ‘contrato anterior de coleta de lixo com a cooperativa LIMPURB’, observamos desde já que nem o termo de permissão nem a Lei 2627/04 reportam-se a ‘coleta de lixo’, restringindo-se somente a permissão de uso de área pública".

Situação Jurídica

O vereador Edílson procurou informações também sobre a situação jurídica das referidas cooperativas quando da celebração dos contratos. Eis então a resposta do Executivo: "No que pertine à cooperativa CATATUDO, os documentos constantes do processo AS/4578/05 demonstram estar a mesma legalizada quando da celebração do termo de permissão. Quanto a cooperativa LIMPURB reitero manifestação do quesito 2"

Houve licitação?

Por uma questão de transparência e publicidade, questionou o vereador Edílson Félix ao Executivo sobre se houve cartas convite ou foram realizadas licitações pra a contratação das referidas cooperativas. A resposta da Prefeitura foi a seguinte: "Por não tratar-se de uma contratação para prestação de serviço público, mas tão somente de um ato unilateral e precário, qual seja, termo de permissão de uso de bem público, não foi realizado procedimento licitatório para a outorga daquela à Cooperativa Catatudo. Quanto a cooperativa LIMPURB reitero manifestação ao quesito 2".

Compra de equipamentos e caminhões

Para Edílson, a coleta de lixo seletivo é uma coisa séria e exige profissionalismo e empreendedorismo. Questionou o edil, a municipalidade sobre a seguinte questão: O contrato celebrado entre a Prefeitura e as referidas Cooperativas previa e/ou prevê que as mesmas deveriam comprar equipamentos (máquinas e caminhões próprios)? Assim se manifestou a Prefeitura sobre este questionamento: "O termo de permissão de uso firmado com a cooperativa CATATUDO teve por objeto ‘ ...conceder permissão de uso de área pública e instalações (...) para separação e reciclagem de lixo ...’, nada dispomos acerca da aquisição de máquinas e caminhões próprios pela permissionária. Quanto a cooperativa LIMPURB reitero manifestação ao quesito 02".

Uso dos caminhões da Prefeitura

O uso de caminhões da Prefeitura e de equipamentos da Municipalidade para que as Cooperativas pudessem realizar a coleta também foi objeto de questionamento por parte de Edílson Félix, a resposta foi firmada pelo Secretário Municipal de Obras, Engº. João Paulo Rolim, que resumidamente disse, em resposta ao uso dos caminhões, que "a coleta nas residências sempre foi realizada pela PMU, a cooperativa fazia a separação e a venda da seletiva".

Opinião do Secretário

Sobre se a coleta seletiva vem sendo realizada de forma satisfatória no município, o Secretário respondeu que "o programa de coleta seletiva (...) é complexo e envolve vários seguimentos da sociedade. Por este motivo leva-se tempo para sua implantação, que depende desde programas educativos e de orientação à população, equipamentos de coleta, triagem, venda etc".

Canal para as reivindicações da comunidade

Para Edílson Félix, é importante que a população tome conhecimento das ações do Executivo e cobre sempre o comprometimento de todos na melhoria da qualidade de vida em nosso município: "O vereador tem que estar afinado com os anseios e questionamentos da população, servindo de ponte para que o cidadão comum possa ter respondido os seus questionamentos", finalizou.
Fonte: Assessoria de Gabinete do vereador Edílson Felix

Enquanto isso...


Fonte: JB Online

L’État c’est moi



Luiz Moura
Não consigo encontrar o adjetivo correto para qualificar a atitude da administração Eduardo César na preservação do "montinho de areia" (foto acima)! O "montinho" deve trazer em seu bojo uma representação histórica e cultural pronta para ser "resgatada". Pelo visto, não foram medidos esforços na garantia de sua integridade. "Serrem as chapas, mas não toquem no montinho!", tenho a impressão de escutar enquanto fotografo a aberração. Até consigo vislumbrar os Grupos Setoriais da Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba - Fundart, envolvidos em filmagens, fotografias, pintura de quadros, confecção de esculturas e peças artesanais, entoando loas, publicando livros com contos e poesias, dramatizando, marcando em registros históricos e geográficos, enfim tomando todas as providências para a imortalização do "montinho".
Parece brincadeira, mas não sei se choro ou rio. A balburdia se instalou em Ubatuba. Às vezes penso que estou sonhando, ou melhor (pior?), tendo um pesadelo. Vejam como é triste observar a atitude absolutista de Eduardo de Souza César e Domingos Fábio dos Santos quando em
manifesto, invocando os seus cargos públicos, induzem a população a votarem de acordo com suas vontades pessoais. Eles têm coragem até de se alvorarem detentores de verdade cristã. Deveriam sim, mostrarem os prós e contras das alternativas propostas no referendo do dia 23, para que os munícipes optassem, com base, na alternativa que achassem correta. Tal manifesto me parece coercitivo quando lido por um funcionário público municipal, pois é o seu empregador dizendo como ele deve votar.
É o resgate da época de Luiz XIV quando ele bradava: "L’État c’est moi! (O Estado sou eu!)" Atitudes como esta me fazem engasgar e não conseguir, racionalmente, continuar a expressar meus pensamentos, portanto vou parando por aqui.
Já se passaram é 294 dias. Faltam 71 dias...

Foto: Arquivo UbaWeb

"NOTÍCIAS TRISTES"

Corsino Aliste Mezquita - Professor*
Há notícias que entristecem sempre e em quaisquer circunstância. Fazem sofrer pelos transtornos que acarretam para a sociedade e pelos prejuízos à economia, aos serviços de qualidade, ao progresso e ao desenvolvimento da sociedade como um todo. Freqüentemente as ações que originam essas notícias e prejuízos decorrem de processos abertos, por interesses políticos e para impedir administrações de gerirem, a coisa pública, com serenidade e tranqüilidade. Não raro, sendo a nossa justiça lenta e possuidora de processos protelatórios, as conseqüências das ações acabam caindo no colo de quem as patrocinou ou apoiou. Aí, as soluções reivindicadas pelos proponentes e aceitas pela Justiça, quando chega a hora da execução, não interessam mais aqueles que as propuseram, já que, supostamente, suas intenções não pretendiam soluções legais e coerentes com uma administração benéfica aos interesses maiores do município e da sociedade. Perdido esse foco, fica patente, que visavam atrapalhar os administradores, da época, para não serem bem sucedidos. Nessa circunstância, pegos na armadilha por eles instalada, não sabem como agir e como cumprir a ordem judicial. Vez por outra não há como retroceder, culpar os outros, ou encontrar desculpas e tem que seguir o curso imposto pela Justiça.
Neste momento assistimos a três desses processos. Todos tiveram arautos da moralidade pública discursando sobre as possíveis ilegalidades, imoralidades, nepotismo, favorecimento de terceiros, etc. A Justiça julgou o que ela considerou legal. Agora, as sentenças, estão ai para serem atendidas. Não nos cabe, nem temos competência para faze-lo, opinar se está certo ou errado. Só temos a lamentar os graves prejuízos para o Município.
O primeiro, dos três exemplos que apresentaremos a seguir, foi comunicado, logo após a eleição municipal, em 2004. O Tribunal Regional do Trabalho de Campinas exigiu, do Município, extinguir a maior parte de seus cargos em comissão em período exíguo de tempo. Não tivessem alguns agentes políticos, da administração anterior, desmontado parte dessa bomba e solicitado prazos maiores, o município, já poderia estar sofrendo pesadas multas. As exigências do Tribunal devem ser atendidas, como data limite, até 31-12-05. Até o momento, calendários de prazos não foram respeitados e as providências exigidas, pelo Tribunal, não estão sendo atendidas. Cargos de provimento através de concurso de provas e títulos, para substituir os cargos em comissão, não foram criados. Nada de concursos, como exigido. Terão deixado de ser, os cargos em comissão, inadequados para uma administração estável e de qualidade?. Certamente não. Entretanto, as palavras dos discursos inflamados criticando o nepotismo e o abuso das nomeações de cargos em comissão, foram levadas para o mar, pelo vento da viração. Não foram tomadas as providências exigidas e, cargos novos e igualmente contrários aos ditames constitucionais, foram acrescentados ao quadro de comissionados.
Um segundo processo, este, através de Ação Popular, foi aberto contra a desapropriação da área da ELEKTRO, nas ruas Acre-Amazonas. Publicações da atual administração comunicaram que a sentença, em Primeira Instância, tinha obrigado a ELEKTRO a devolver o dinheiro e à Prefeitura o imóvel. Não conhecemos o andamento atual do processo. Só desejamos que o patrocinador, da ação, abra os horizontes de sua mente e a retire, caso seja possível. Não pode permitir-se que o Município seja privado de um imóvel tão necessário para o atendimento qualitativo à educação de nosso Município e adquirido em condições tão satisfatórias de preço.
O terceiro parece estar chegando aos finalmente agora. Trata-se da PRAÇA BIP. Segundo informações da imprensa, a cobertura e todas as instalações deverão ser retiradas do local. Repito. Não vou discutir legalidade, processo judicial ou aspectos jurídicos. Tenho consciência de minha imperícia, nessa área e em quase todas as outras. Apenas desejaria que o sentenciado não acontecesse. Entristece-me, como cidadão, tenham o Município e o Estado, investido, naquela obra, algumas centenas de milhares de reais e serem jogados, materialmente, no lixo. A tristeza aumenta quando penso na quantidade de serviços que deixarão de ser prestados por aquela imensa cobertura, em município com índice pluvial de 3000 mm³.Espero que, um bom entendimento, preserve essa obra e, o diálogo entre as partes em conflito, permita que aquele espaço seja usado produtivamente para o município de modo disciplinado, ordeiro e sem perturbar a paz e sossego a quem tem direito, os moradores da praça.
Encerramos este,"Notícias tristes," torcendo para que não determinem arrancar o asfalto da estrada Monte Valério- Rio Escuro. Já são suficientes os sacrifícios ocasionados pelos 800 metros que ficaram sem asfalto.
* Ex-secretário da Educação de Ubatuba

Crise nas Santas Casas

Remuneração SUS gera grave crise para as Santas Casas

Apesar da Santa Casa de Ubatuba não ter aderido ao Movimento Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, no último dia 18, com a paralisação das atividades assistenciais eletivas, a luta contra a baixa remuneração pelo Sistema Único de Saúde – SUS - continua.
Para se ter uma idéia os valores pagos pelo SUS para os procedimentos hospitalares, em alguns casos, ficam abaixo dos impostos gerados pelos custos do atendimento. Por exemplo, para uma consulta básica, que custa ao hospital R$ 18, 37, o SUS repassa R$ 2,04. Para uma ultra-sonografia abdominal, no valor de R$ 137,17, para o hospital, o SUS paga R$ 10,50 e em casos mais graves, como de derrame cerebral (AVC), o SUS paga R$ 315, mas o custo para o hospital chega a R$ 1.037. A cada parto realizado, o SUS remunera a Santa Casa em R$ 356, mas o atendimento custa mais de R$ 600. Levando-se em conta que somente neste mês de outubro a Santa Casa de Ubatuba já realizou 7.131 atendimentos no Pronto Socorro, o repasse SUS é extremamente irrisório. O caso é grave, uma vez que as Santas Casas e hospitais filantrópicos somam 2.045 estabelecimentos de saúde no território nacional, gerando 450 mil empregos diretos e sobrevivendo, basicamente, do atendimento ao SUS, em sua maioria para a população de baixa renda.
Com toda esta situação as Santas Casas e hospitais filantrópicos acumulam dívidas que superam R$ 1,5 bilhão. A diferença entre o custo do procedimento e o valor pago pelo SUS tem sido suportada somente pelos hospitais que recorreram a empréstimos bancários, inadimplência com fornecedores e remuneração insuficiente de seus funcionários, entre outros, porém muitas entidades já fecharam suas portas por não conseguirem, apesar de todos os esforços, cumprir com seus compromissos. Aqueles que ainda continuam funcionando estão sofrendo um progressivo sucateamento de seus equipamentos, afetando diretamente a qualidade dos serviços oferecidos à população. Para que isto não continue ocorrendo pelo país as lideranças do setor de saúde vêm pleiteando o reajuste emergencial das tabelas SUS em pelo menos 40%.
Este é o lamentável quadro apresentado por todas as Santas Casas do país, inclusive a de Ubatuba, que apesar da crise gerada pela remuneração do SUS, continua empenhada em oferecer um bom atendimento à comunidade.

Laura Valesi Ennes

Moradores do Ingá

Nota de Agradecimento

A comunidade da A.M.A.I., Associação dos Moradores Águas do Ingá, Região Sul, vem esclarecer que a "Nota de Agradecimento", publicada na edição anterior do Jornal "A Cidade" e nos jornais eletrônicos, saiu com informações incompletas. Na realidade, a AMAI agradece o empenho dos vereadores da região, Luciana Machado, PDT, Osmar de Souza, PFL, e do presidente da Câmara, Jairo dos Santos, PT, que contaram com o apoio do vereador Charles Medeiros, PSB, para a realização da Rede Elétrica, do projeto do Governo Federal "Luz Para Todos", no bairro. Os moradores são ainda agradecidos ao administrador regional, Mário Clarassoti, e ao prefeito Eduardo César que viabilizaram a conclusão do projeto. Joéder Feijó, presidente da Associação dos Moradores, parabeniza os vereadores da região e o Executivo pelas obras já realizadas e pelas que estão em andamento, como, por exemplo, o campo de futebol. Em relação à circulação de ônibus, Joéder explica que a comunidade ainda espera uma definição da Prefeitura sobre o horário das 12:20 horas. Segundo ele, a medida deverá beneficiar dezenas de crianças que, para ir a Escola, dependem da condução neste horário. Além disso, há ainda, a questão das oito luminárias para a principal rua do bairro, já solicitadas à Prefeitura. Para o presidente da AMAI, ruas iluminadas trazem maior segurança, principalmente, para as pessoas que estudam no período noturno.
Fonte: ASCOM

Audiência Pública sobre Segurança na Temporada

O presidente da Câmara, Jairo dos Santos, PT, convida os representantes do Comércio, da Sociedade Civil e população em geral, para a audiência pública sobre a questão da segurança para a próxima temporada de verão. O encontro será no dia 24, segunda-feira, às 19:00h, na Câmara Municipal. O comandante Walter Padulla estará presente para prestar todos os esclarecimentos necessários aos munícipes.
Fonte: ASCOM

sexta-feira, outubro 21, 2005

Lógica petista

- Domingo assisti a um filmão. A Brigitte Bardot apareceu nuinha da silva.
- Onde está passando?
- No Astor.
- Astor? Onde fica?
-No Conjunto Nacional, Augusta com Paulista.
- Ah bom! Não é assim que se fala, a pronúncia correta é Astôr.
- Como Astôr? Essa palavra nem existe.
- Existe sim, você é que é ignorante. Pegue como exemplo aqueles animais dentuços que constroem diques. Você diz cástor ou castor?
- Eu digo castor.
- Então está provada a minha tese. Você viu a Brigitte Bardot no cine Astôr. Ela é boa mesmo?

Sidney Borges

Notícias do PT

18/10/2005 - Emprego formal cresce pelo 9º mês seguido

O emprego com carteira assinada cresceu pelo nono mês consecutivo, em setembro, num aumento de 0,73% na comparação com agosto. Foram criados mais 189.458 postos de trabalho, contra 135.460 no mês anterior, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados nesta terça-feira (18).
De janeiro a setembro deste ano, o saldo acumulado no país é de 1.408.694 empregos com carteira assinada, um aumento de 5,72%. Nos últimos 12 meses, foram abertas 1.265.782 vagas, uma expansão de 5,11%
“A criação de mais de 189 mil novos empregos deve ser comemorada. É a garantia da continuidade do crescimento da economia brasileira”, disse o ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, acrescentando que a meta do governo Lula de criar, em média, 100 mil empregos formais por mês, será cumprida.
Este foi o segundo melhor resultado para meses de setembro na última década, perdendo apenas para 2004 (199.742 vagas).O que motivou a elevação foi a manutenção do nível de atividade interna, potencializada por fatores como a expansão do emprego na cultura da cana-de-açúcar.
Por conta disso, a região Nordeste aparece como a maior geradora de empregos, com 91.779 postos. As usinas de açúcar e de produção de álcool foram responsáveis por 46.425 vagas, beneficiando Alagoas, com mais 28.972 postos, e Pernambuco, com mais 16.278.

Segundo Marinho, essa é a primeira oportunidade que o Nordeste tem no ano de figurar como o maior gerador de empregos. Em seguida, está a região sudeste, que teve mais 65.184 carteiras assinadas.De modo geral, os principais setores responsáveis pela dinamização do emprego em setembro foram: indústria de transformação (80.966 postos), serviços (63.774), comércio (47.031) e construção civil (16.630).
A agricultura foi o único dos grandes setores a registrar queda. O setor perdeu 23.759 vagas, em virtude da entressafra no centro-sul do país. No acumulado do ano, o setor apresenta expansão de 13,69%, representando um acréscimo de 175.641 vagas.
Com informações do Ministério do Trabalho e Emprego.


Leia também:
Em 32 meses, governo Lula cria 324% mais empregos do que FHC em 8 anos

Enviado por:
Gerson Florindo

Referendo

Opiniões Lamentáveis

Todas as manifestações tendenciosas do referendo, feitas por ocupantes de cargos eletivos, tanto para o SIM quanto para o NÃO, são lamentáveis. Longe de serem explicativas e instrutivas, fornecendo subsídios para que o cidadão possa decidir por seu entendimento, impingem opiniões pessoais, demagógicas, sem qualquer fundamento confiável, como se donos da verdade fossem. É uma pena! Armas matam. Carros matam. Facas matam e, tantos outros simples objetos matam. Vamos então proibir fábricas de automóveis, de facas, de cordas...Quanta bobagem. Não? Melhor, e muito mais vantajoso, proibir estes políticos de dizerem e sustentarem tantas bobagens. A incapacidade do Estado em cumprir sua obrigação, de proporcionar segurança ao cidadão, esta sendo acobertada por este esdrúxulo, custoso e injustificável referendo . São incontáveis as prioridades preteridas. Se este vultoso gasto com o referendo pela União, como tantos outros semelhantes nos Estados e Municípios, fossem investidos em educação, o resultado na redução da violência seria mera conseqüência. sim ou NÃO?


Ronaldo Dias

Referendo

AS ARMAS E SEU PODER DE DISSUASÃO

Por que armam-se as nações? Por que os EUA, a Rússia, a China, e tantas outras países, em menor escala, mantém tamanhos arsenais de guerra, tantos mísseis balísticos, tantos engenhos mortíferos, tantos soldados em constante atividade de treinamento e aperfeiçoamento no uso desses arsenais?
A resposta fundamental, inequívoca, é uma só: PELO INCOMPARÁVEL PODER DE DISSUASÃO QUE AS ARMAS POSSUEM.
Desde o descobrimento da pólvora até o desenvolvimento moderno da fissão nuclear, capaz de produzir explosões tão letais que podem riscar do mapa cidades e até países inteiros, o poder de dissuasão das poderosas armas dos arsenais modernos de guerra vem, gradativamente, desestimulando, desencorajando, tirando o ânimo aguerrido de novos conquistadores de todos os matizes. Nunca este fenômeno se mostrou tão evidente quanto durante os longos anos da chamada “guerra fria”, em que as duas maiores potências bélicas do planeta – EUA e Rússia, em posições ideológicas contrárias, se enfrentaram, sem que deste enfrentamento surtisse uma terceira guerra mundial que teria sido de proporções inimagináveis, absolutamente exterminadoras da vida neste planeta. E, pode-se aduzir, que nunca dantes uma nova conflagração mundial se tornou tão improvável, porque absolutamente desproporcional a qualquer objetivo limitado, quanto em nossos dias e desde os dias pós advento dos artefatos nucleares. Pode-se, mesmo, concluir que se hoje vivemos uma era de tão amplo entendimento político - militar, de tamanho equilíbrio de forças, quiçá o maior responsável por esta distensão bélica, jamais experimentada em nosso planeta, deve-se, exatamente, ao poderio militar dissuasório que poucos artefatos de guerra emprestam aos países que necessitam, por razões diversas, exercer esse poder de desestimular seus inimigos a praticar ações de conquista, de desencorajar investidas atentatórias à sua soberania e à sua independência (veja-se Índia e Paquistão, Coréia do Sul e do Norte, China continental e Taiwan, entre outros).
Prezado leitor, transpondo-se este precioso conceito da dissuasão, tão próprio das armas, ao âmbito da vida individual, da nossa necessidade pessoal, também, de exercer esse poder de dissuasão frente à minoria de delinqüentes que afligem nossa segurança cotidianamente e diante da qual o Estado tem se mostrado tão incompetente e inapetente, meu voto será “NÃO” no referendo do desarmamento. Nossa Constituição e nosso Direito Penal garantem-nos um dos mais intransferíveis e sagrados direitos - o da legítima defesa, que não podemos e não devemos perder, sob pena de amanhã estarmos dando aos bandidos e salteadores a certeza de que suas ações criminosas não terão de enfrentar, sequer, o poder de dissuasão de uma arma de uso pessoal, singela em seu poder de fogo, mas, suficiente para que dentro de nossos lares, nos sítios distantes das urbes, nas fazendas e nos lugares ermos, podermos exercer o peso da incerteza de um revide, de uma defesa inesperada, de uma contrapartida desconhecida. Este é um direito que temos e que não podemos perder. O resto que estamos ouvindo e vendo na televisão e nos diversos depoimentos prós e contras o desarmamento, são filigranas de menor conteúdo e de nenhum sentido prático frente à realidade da sociedade em que vivemos e das variadas situações de insegurança em que hoje, ou amanhã, poderemos nos defrontar.
Respeitemos o direito de cada um decidir, por si, como melhor agir em sua legítima defesa. A minha questão pessoal deve ser colocada dentro do contexto da realidade de toda a sociedade e do direito ao livre arbítrio, especialmente, ao que tange à defesa individual de cada cidadão em sua situação e condição específicas.
Desconfie, outrossim, da real intenção de qualquer governo que, por ideologia, mostra-se inapetente em desarmar bandidos, que dominam cidades e regiões metropolitanas inteiras, que avançam pelo interior disseminando insegurança geral, que instituem governos paralelos, que escarnecem do legítimo poder constituído e dos direitos mais fundamentais do indivíduo, que ostensivamente atentam contra o direito de propriedade.
Desconfie de governos que precisam alugar artistas venais e hipócritas para disseminar, através de meios de comunicação inidôneos, seus objetivos escusos e que atentam contra um referendo diante do qual deveria mostrar-se isento, mesmo porque não tem a mínima condição moral e credibilidade para garantir qualquer decréscimo na criminalidade avassaladora neste país e que, aliás, já disse, em outras palavras, através de seu Ministro da Justiça, que este tal desarmamento nada tem a ver com o desarmamento dos bandidos.
Ora, senhores, poderia haver maior desfaçatez, ou maior enganação?

Ernesto F. Cardoso Jr.
efcardosoje@uol.com.br

Referendo

MANIFESTO PELO SIM À VIDA E CONTRA AS ARMAS

Nós, Prefeito e Vice-Prefeito de Ubatuba, diante do referendo que acontecerá no próximo dia 23, vimos externar nossa opinião, levando em consideração a nossa experiência e conhecimento dos números da violência em nossa região e em nosso país.
Primeiramente, como cristãos, somos contra todos os instrumentos que provocam a morte, de acordo com as mensagens e ações de Jesus Cristo, que sempre foram em favor da vida, do amor, da solidariedade e da paz entre as pessoas e nações.

“Bem aventurados os misericordiosos porque alcançarão misericórdia” (Mt. 5,7); “Bem aventurados os defensores da paz, porque serão chamados filhos de Deus”(Mt. 5,9);

Em segundo lugar, a violência e a mortalidade no nosso País é tão grande que é preciso mudar esse estado de coisas. Não podem continuar as regras atuais;
Em terceiro lugar, com a campanha pelo desarmamento, que retirou de circulação mais de trezentas mil armas, já houve uma redução significativa no número de mortes, pela primeira vez, em todo o País;
Em quarto lugar, o Brasil estará dando um exemplo para o desarmamento mundial e para a fraternidade entre as pessoas e as nações;
No dia 23 de outubro, vote 2, vote sim à proibição da venda de armas de fogo, vote pela vida.

Ubatuba, 20 de outubro de 2005.

Eduardo de Souza César
Prefeito Municipal

Domingos Fábio dos Santos
Vice-Prefeito

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

A Sociedade Amigos Núcleo Botafogo–SANBO, vem a público, convocar a todos os moradores do Núcleo Botafogo e demais interessados que, no dia 29 de outubro de 2005, às 10h00min, no salão do Seicho-No-Ie, localizada na Rua Pacaembu, nº 101, no bairro da Estufa I, será realizada uma Assembléia para fundação desta Associação, aprovação do Estatuto e eleição da Diretoria.

Jerri Eduardo Moraes
Comissão Organizadora

Fonte: ASCOM

Exposição inédita na Fundart

Dentro das comemorações do aniversário da cidade a Fundart, através dos grupos setoriais de Historia e Geografia e o setorial de Fotografia, estará realizando a exposição de uma foto inédita de Ubatuba.
Uma foto panorâmica realizada com a concepção de fotomosaico unindo digitalmente 88 imagens da baia do Itaguá registradas a partir de um barco. O resultado é uma foto de 20 cm de altura por 14 metros de comprimento.
O projeto foi desenvolvido pelo fotografo Fábio Amaro, entusiasta da foto panorâmica como registro histórico da interferência humana no ambiente. A foto costeira vem somar a outros tipos de registros como as fotografias aéreas realizadas por aviões e satélites.
O fotografo percorreu de barco desde o Morro da Ponta Grossa até a ponta do Curuçá procurando manter uma distancia constante da costa e uma linha de visão que possibilitasse a composição, as 88 fotos sobrepostas e montadas digitalmente como fotomosaico resultaram num arquivo inicial de 3.6 GB quase inviabilizando sua impressão.
O resultado é uma visão panorâmica rica em detalhes, onde a paisagem, o homem e sua ocupação, são retratados sob um angulo inédito à grande maioria das pessoas.

Realização:


Grupos Setoriais de História/Geografia e de Fotografia/Cinema e Vídeo.

Colaboração:

Grupos Setorial de Artes Plásticas.

Local

Sobradão do Porto
De 26 a 30 de outubro de 2005

Notícias da Prefeitura



Governo do Estado libera recursos para ponte do Ipiranguinha

O prefeito Eduardo César esteve reunido, ontem, 19, em São Paulo, com o Governador Geraldo Alckmin para assinatura de convênio com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil que prevê a reforma de uma ponte no bairro do Ipiranguinha. Os custos da obra serão arcados em 80% pela Defesa Civil do Estado de São Paulo e o restante ficará a cargo da Prefeitura de Ubatuba.
De acordo com a Secretaria de Obras, o início da obra deve acontecer nos próximos dias e serão feitos reparos na super estrutura e no tabuleiro da ponte sobre o rio Ipiranguinha, entre as ruas Cascata e Frei Tarcísio. A ponte sofreu sérios danos durante as enchentes ocorridas no início do ano. Este serviço irá complementar as obras já realizadas pela Prefeitura na cabeceira e nos vigamentos da ponte.
Além desta ponte, outras três que também sofreram danos provocados pelas enchentes do início do ano, aguardam a liberação de verbas do governo estadual. As verbas para o reparo das pontes da Maranduba, Sertão da Quina e Taquaral foram pedidas logo após as enchentes mas ainda não há previsão da liberação dos recursos. Para o prefeito Eduardo César, a liberação deste recurso é mais uma demonstração da preocupação do governador Geraldo Alckmin com o bem estar da comunidade de Ubatuba.
“Mais uma vez agradecemos este apoio do Governo do Estado ao nosso município”.
Na foto: O prefeito Eduardo César, o Governador Geraldo Alckmin e o Coronel PM Celso Carlos de Camargo, coordenador estadual de Defesa Civil.
Praça 13 de Maio se transforma em cidade das bicicletas

O projeto da cidade Magrelândia visa levar educação sobre o trânsito de bicicletas aos ubatubenses de uma forma lúdica e criativa

A Praça 13 de Maio, no centro de Ubatuba, vai se transformar em uma pequena cidade com o sugestivo nome de Magrelândia, com direito a coreto, semáforos, faixas de pedestres, sinalização de trânsito e muitos personagens interessantes. A “transformação” vai acontecer na próxima semana, de 26 a 28, como parte das comemorações do aniversário da cidade. O projeto “Se essa rua fosse minha” foi idealizado por Bado Todão e Luiz Carlos Frade e ganhou agora o apoio do Serviço Municipal de Trânsito da Prefeitura de Ubatuba. “O objetivo é levar educação sobre o trânsito de bicicletas aos ubatubenses de uma forma criativa, prazeirosa e lúdica”, conta Bado, autor e ator teatral, responsável por vários projetos já realizados em Ubatuba, entre eles, o Pirão Geral. Além de várias bicicletas, onde as pessoas poderão ter aulas de trânsito e civilidade, Magrelândia terá vários jogos educativos além de personagens semelhantes a vida real, como políticos, carteiro, ciclista indisciplinado, além de artistas que estarão nas esquinas da fictícia cidade, homenageando poetas e escritores. Aliás, todas as ruas da Magrelândia terão nomes de artistas literários.

Exposição, depoimentos e obras artísticas

Segundo Bado Todão, nos dias 26 e 27, quarta e quinta-feira, a cidade de Magrelândia funcionará das 9 às 12 e das 14 às 17 horas, com um público já definido: alunos das escolas municipais. Já no dia 28, feriado, Magrelândia “abre suas portas” às 10 horas e até às cinco da tarde, qualquer cidadão poderá participar das diversas atividades programadas para todo o dia. Entre elas, depoimentos de cidadãos reais sobre o tema, no coreto da praça; exposição de bicicletas diferentes, antigas ou exóticas e execução de obras artísticas sobre o tema bicicleta. Os dois “concursos” terão início à partir das 13 horas e ambos darão premiações apontadas por um júri popular. Mais informações podem ser obtidas diretamente com Bado Todão, pelo telefone 9141-3416 ou 9146-3516.

Projeto Cicloviário

No final deste mês o arquiteto urbanista Sérgio Bianco, consultor do Ministério das Cidades para ciclismo, concluirá os estudos preliminares do sistema cicloviário de Ubatuba. Após a conclusão dos estudos a Prefeitura definirá uma data para a realização de uma audiência pública junto à comunidade, onde estará recebendo críticas e sugestões que poderão ser incorporadas na configuração final do sistema cicloviário.O projeto é composto por um sistema cicloviário, que será desenvolvido a partir da infra-estrutura existente para a circulação de bicicletas e dos levantamentos já realizados pelo Serviço Municipal de Trânsito. O sistema consiste numa rede de ciclovias, ciclofaixas, projeto de sinalização viária e de identificação e sistema de bicicletários (ampliando os já existentes na cidade), paraciclos e a construção do bikeline, uma faixa destinada às bicicletas, localizada após a faixa de estacionamento de carros. O projeto do arquiteto ainda prevê uma campanha de comunicação institucional que permita agregar valores aos ciclistas através de sua contribuição à mobilidade urbana, e qualidade ambiental em relação à sociedade como um todo para que a mesma possa enxergar positivamente os ganhos que significam para a cidade o uso da bicicleta como meio de transporte. Além disso, será fundamental, uma grande campanha de educação de trânsito para o ciclista, a exemplo de projetos como o da cidade Magrelândia.

Bicicletas em Ubatuba

Hoje Ubatuba tem cerca de 70 mil bicicletas, segundo estimativas do Serviço Municipal de Trânsito e a população da cidade, segundo o IBGE está em torno de 80 mil habitantes. “Cogita-se que Ubatuba tenha hoje um dos maiores índices de bicicleta por habitante do país”, lembra Ronaldo Lopes, chefe do Serviço Municipal de Trânsito. Os locais por onde circulam a maior parte das bicicletas são as ruas Thomaz Galhardo, Conceição, Maria Alves e Rio Grande do Sul, no centro. No Perequê-Açu a concentração está na avenida Padre Manoel da Nóbrega. No Ipiranguinha e adjacências, apesar da ciclovia, a maioria circula na rodovia Oswaldo Cruz. Na Rodovia BR 101, no trecho do trevo de Taubaté até o trevo do Indaiá também é grande o número de ciclistas. PMU
Exame descarta suspeita de sarampo em Ubatuba

A Vigilância Epidemiológica de Ubatuba recebeu na tarde de ontem, 19, o resultado da segunda amostra de sorologia para sarampo e o laudo foi negativo. Ou seja, a hipótese do bebê de três meses estar com sarampo foi descartada totalmente pelo Instituto Adolfo Lutz, responsável pelos dois exames realizados. No primeiro, o resultado havia sido positivo, mas apenas com o segundo exame é que se poderia afirmar com precisão, se o caso era realmente sarampo.
Por ser tratar de uma doença altamente contagiosa, quando há uma suspeita, a determinação do Ministério da Saúde é que se faça imediamente o bloqueio de foco, que consiste, segundo Eliana Arantes, chefe da Vigilância Epidemiológica, na busca ativa de casos e vacinação da população alvo. “Assim que tivemos o resultado do primeiro exame fizemos o bloqueio, vacinando cerca de 330 pessoas, entre crianças e adultos, da região central da cidade”. Foram vacinados os adultos que estavam em contato com o bebê e todas as crianças de 6 meses a 7 anos incompletos que não estavam imunizados com as duas doses da vacina contra o sarampo.
O Instituto Adolfo Lutz prossegue agora nos exames, fazendo o isolamento viral para detectar que tipo de vírus causou a doença que acometeu o bebê, que já está completamente curado. PMU



Fundo Social divulga resultado da Semana da Solidariedade

Artigos de higiene pessoal serão entregues a crianças carentes de Ubatuba

Mais de 700 itens de higiene pessoal foram arrecadados pelo Fundo Social de Solidariedade de Ubatuba durante a campanha da Semana da Solidariedade 2005. Segundo a presidente do Fundo Social, Denise César, os produtos arrecadados serão encaminhados às entidades da cidade ainda nesta semana. “Foi uma campanha curta, de apenas três dias, por isso mais uma vez vimos que a população de Ubatuba está sempre disposta a colaborar. Obrigada, mais uma vez, Ubatuba”, disse a primeira dama.
A SABESP de Ubatuba esteve ao lado do Fundo nesta campanha, com grande participação de seus funcionários. Os servidores municipais também atenderam a solicitação e ajudaram na coleta de sabonetes, xampus e outros artigos de higiene pessoal, que serão entregues a entidades que desenvolvem trabalhos com crianças no município. A campanha da Semana da Solidariedade foi uma iniciativa do Fundo Social do Estado de São Paulo e desenvolvido em vários municípios do Estado. PMU



Workshop “Olhares Sobre a África” acontece nesta sexta em Ubatuba

Acontece nesta sexta-feira, 21, o I Workshop “Olhares sobre a África”, promovido pela Secretaria de Educação de Ubatuba em parceria com a Associação de Cultura Banto do Litoral Norte (ACUBALIN). Á partir das 9 horas, no prédio da secretaria, professores acompanharão a palestra “Educação, identidade e relações raciais no Brasil” ministrada por Janaína de Figueiredo, historiadora e coordenadora geral de Projetos Culturais e Pedagógicos da ACUBALIN. No período da tarde é a vez da palestra “Culturas afro-brasileiras e tradição oral”, também conduzida pela coordenadora da ACUBALIN.
Diversidade, Educação e relações raciais no Brasil; Gênero e etnia; África pré-colonial e sua construção no Brasil ; A tradição oral nas sociedades africanas: pedagogia e imaginário; Ritos africanos: outros horizontes e Culturas afro-brasileiras, serão outros temas abordados neste trabalho que visa ampliar o conhecimento e debate em torno da relação histórico-cultural entre África e Brasil. PMU



Concursos homenageiam beleza de Ubatuba

“Revelando Ubatuba” e “Pintando Ubatuba” são os dois concursos em que o artista deverá retratar as belezas do município em um só dia

No dia de aniversário da cidade, dia 28 de outubro, os pintores e fotógrafos de Ubatuba terão um só dia para registrar sua beleza, personagens ou situações típicas. A Fundart, em parceria com a Secretaria de Turismo, está promovendo os dois concursos. O “Revelando Ubatuba” é destinado a fotógrafos profissionais e amadores de todas as idades, que gostem de fotografar de forma tradicional ou moderna, colorido ou preto e branco. Já a VI Maratona “Pintando Ubatuba” é destinada aos pintores e desenhistas, utilizando as mais variadas técnicas.
Os concursos têm como objetivo, além da arte em si, promover o contato entre os envolvidos. Poderão participar dos concursos os artistas locais e visitantes. O presidente da Fundart, Martiniano Viana, afirma que esse tipo de concurso tem a função de motivar e valorizar os talentos da cidade. “A Fundart, por meio de seus grupos setoriais, vem incentivando a união dos artistas das mais diversas áreas. Isso possibilita troca de informações, exposições dentro e fora da cidade, além de concursos que vêm acrescentando prêmios e reconhecimento aos artistas e ao município”.
Se você tem grandes idéias na cabeça e uma máquina ou um pincel na mão, use sua criatividade e aproveite as maravilhas que Ubatuba possui. Participe! Sua obra pode ser premiada e exposta na Fundação.

Regulamentos

Pintando Ubatuba

- As inscrições para a maratona de pintura serão gratuitas, feitas no próprio dia 28, das 8 às 10 horas, na Sede da Fundart. As telas deverão ter, no mínimo, 30X40 cm e no máximo, 1,00X1,50 m. Os desenhos devem ter formato mínimo de A4 e máximo de A3. Papéis e telas receberão um carimbo de identificação do Grupo Setorial de Artes Plásticas, para validar o material a ser utilizado.

- A entrega das obras deve ser feita até, impreterivelmente, às 17h., sob pena de serem desclassificadas automaticamente. Os trabalhos devem ser entregues sem assinatura. Eles serão identificados por meio de uma numeração no ato da entrega.

- O julgamento será feito por um júri integrado por artistas escolhidos pelo coordenador do Grupo Setorial de Artes Plásticas que lavrarão ata constando o nome e a colocação dos premiados.

- A entrega do prêmio de cada categoria (adulto e infantil), será no dia 6 de novembro e somente após essa data poderão ser retirados.

- Será cobrada uma comissão de 10% no caso de venda das obras expostas.

Revelando Ubatuba

- O Concurso Fotográfico Cultural Revelando Ubatuba é promovido pela Fundart, responsável pela divulgação, supervisão e organização do evento e tem o apoio da Secretaria de Turismo de Ubatuba. É aberto a fotógrafos amadores e profissionais de todas as idades.

- Menores de 18 anos somente poderão participar se autorizados por seus pais ou responsáveis, mediante declaração por escrito.

- O Concurso Cultural Fotográfico será divido em duas categorias: Cor e P&B, sendo que cada participante poderá inscrever 1(uma) fotografia para cada categoria.

- As fotografias deverão vir acompanhadas de ficha de inscrição, retiradas na Fundart ou na Setur, a partir do dia 21 de outubro, e do pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 10 (dez reais) para fotógrafos com equipamento digital que ampliem suas fotografias na Fundart e R$5 (cinco reais) para fotógrafos que trouxerem suas ampliações devidamente ampliadas.

- As fotos de ambas categorias Cor e P&B deverão ter, no mínimo, 15x21 cm. Tamanhos maiores também serão aceitos. As fotografias que não estiverem ampliadas no tamanho mínimo estipulado pelo Concurso Fotográfico serão sumariamente eliminadas.

- Todas as fotografias apresentadas deverão estar de acordo com o tema do concurso, Revelando Ubatuba, e ser inéditas. Não podem ter sido publicadas em qualquer veículo de comunicação ou premiados em outros concursos. As fotografias inscritas devem ser realizadas no dia do Concurso Fotográfico, 28 de outubro de 2005.

- Os originais (negativos ou arquivo digital) devem ser apresentados pelos autores premiados para comprovação da obra inscrita.

- As fotografias inscritas premiadas ou não, passam a pertencer ao acervo fotográfico da Fundart.

- Este Concurso terá sua validade somente no dia do Aniversário da cidade de Ubatuba, 28 de outubro. Os inscritos devem entregar suas fotografias ou arquivo digital na Fundart das 14 às 18 horas. O horário de encerramento das inscrições na sexta-feira 28 de outubro. As fotografias digitais serão ampliadas na Fundart. A abertura da exposição de fotografias inscritas e selecionadas, assim como a premiação será no sábado 29 de outubro de 2005 às 19 horas.

- Serão premiadas 4 (quatro) fotos, 2 (duas) da categoria Cor e 2(duas) da categoria Preto e Branco.

- A Comissão Julgadora será responsável pela escolha das 4(quatro) fotografias vencedoras, 2 (duas) em cada categoria.

- As 4 (quatro) melhores fotografias serão premiadas com material fotográfico.

- A participação neste Concurso Cultural Fotográfico implica total aceitação das regras deste regulamento. Cada participante, ao preencher a Ficha de inscrição deverá assinar a declaração que nela consta. Sem a assinatura a inscrição será considerada inválida. PMU



Escolinha Municipal de Surf acerta patrocínio para 2006

O Secretário de Esporte e Lazer de Ubatuba, Bittencourt Jr. esteve reunido com Elaine Gualberto, diretora de marketing da Tricats (roupas e assessórios) para acertar detalhes da parceria que será desenvolvida em 2006. Ficou acertado que a empresa fornecerá Lycras para todos os alunos da escolinha municipal de surf, além de guarda-sóis e tendas para uso nas praias onde acontecem as aulas. A Tricats tambem ficou responsável pela premiação do circuito interno da escolinha.
A atleta Juliana Quint, patrocinada pela marca, deverá ministrar clínicas de surf aos alunos da escolinha, em datas a ser acertadas. Para o secretário, a parceria chegou em boa hora. “A Tricats tem uma ótima penetração no mundo do surf e será uma honra para a escolinha estampar a marca em 2006”. As clínicas, com a presença da atleta Juliana Quint também vieram em boa hora. “Nossos alunos, que já tem grandes exemplos para se espelhar, terão a chance de aprender ainda mais com a presença da Juliana”, completou o secretário.
Ainda em relação ao surf, Bittencourt encaminhará em breve, um projeto à Secretaria da Juventude do Estado de São Paulo, solicitando 30 novas pranchas para uso da Escolinha em 2006. PMU

quinta-feira, outubro 20, 2005

Adeus às armas

Conversei com um amigo pelo Skype. Perguntei se ele ainda tinha o costume de andar armado. A resposta foi não. Ele enumerou as razões. Muita gente que cultivava o hábito de portar armas, desistiu. Hoje é difícil ter uma arma legal. A longa série de requisitos a serem cumpridos acaba desencorajando. Mas a principal razão é a possibilidade de ser pego armado numa batida policial. O que antes era tolerado hoje é crime e dá cadeia. Obviamente estou falando de gente de bem, bandidos são bandidos, nunca respeitaram a lei e não há indícios que isso vá mudar. O meu amigo lembrou que as pessoas que compravam armas e as portavam, nem sempre o faziam em lojas. Nos grandes centros todo mundo conhece um contrabandista, ou melhor, tem o seu contrabandista que fornece bebidas, perfumes, aparelhos eletrônicos e o que mais o freguês quiser, inclusive armas se for o caso. Não confundir contrabandista com traficante, há uma hierarquia. Contrabandistas são tolerados socialmente, traficantes não. A proibição do comércio de armas, caso seja aprovada, vai demorar a surtir efeitos. Os resultados somente serão sentidos daqui a alguns anos. Sabendo não haver comércio legal, quem quiser comprar uma arma terá de recorrer ao mercado paralelo. Coibir esse mercado, que tenderá a aumentar num primeiro momento, é tarefa do governo. É conveniente lembrar que os poderes constituídos não têm dado conta de impedir o tráfico de drogas. Haverá meios de impedir o comércio ilegal de armas? O governo deveria ter em mente que o desejo de compra é das maiores compulsões que há. Diz o ditado que “água de morro abaixo, fogo de morro acima e mulher quando quer dar, ninguém segura”. Eu acrescento: “o homem que quer comprar, compra”. Armas inclusive, legais ou não. Outra lei comercial reza que quando há alguém querendo comprar sempre haverá um vendedor. Discutir o tema me parece um bom exercício mental mas na prática é perda de tempo. Só a educação fará o com que as pessoas entendam que a vida é curta e não vale encurtá-la mais com o uso de violência. Se há uma filosofia a ser seguida é a de Epicuro. Aos prazeres entrego o meu corpo. Da alma, se houver uma, cuidarei mais tarde. Finalizando confesso que não gosto de armas ou de drogas, mas aprecio demais sexo e rock and roll.

Sidney Borges

Mundo louco

Astrólogo que previu a própria morte falha
Reuters
BHOPAL, Índia - As centenas de pessoas que cercaram a casa de um astrólogo indiano que disse ter previsto que morreria nesta quinta-feira deixaram o local sem que o fato se concretizasse. Kunjilal Malviya, de 75 anos, previu que estaria morto entre 15h e 17h (horário local). As horas se passaram e o astrólogo continuou vivo.
Um policial confirmou o bom estado de saúde de Malviya e disse que o astrólgo afirmou ter conseguido se manter vivo por causa do grande número de orações das pessoas que foram à sua casa.


Comentário do Editor - Kunjilal Malviya nunca acreditou em astrologia. Fazia previsões apenas como forma de ganhar a vida, trabalhar cansa, melhor enganar quem gosta de ser enganado. Se ele fosse um astrólogo verdadeiro teria se suicidado em prol da credibilidade de seus pares. Perguntado sobre isso respondeu que a conjuntura de Vênus com Saturno na casa de Peixes não favorece suicídios.

Concurso Fotográfico

Regulamento do Revelando Ubatuba - 28 de outubro de 2005

1 - O Concurso Fotográfico Cultural Revelando Ubatuba é promovido pela FundArt, responsável pela divulgação, supervisão e organização do evento e tem apoio da Secretaria de Turismo de Ubatuba. É aberto a fotógrafos amadores e profissionais de todas as idades.
2 - Menores de 18 anos somente poderão participar se autorizados pelos pais ou responsáveis, mediante declaração por escrito.
3 - O Concurso Cultural Fotográfico será divido em duas categorias: Cor e P&B, sendo que cada participante poderá inscrever 1(uma) fotografia para cada categoria.
4- As fotografias deverão vir acompanhadas de ficha de inscrição, retiradas na FundArt ou na Setur, a partir do dia 21 de outubro, e do pagamento da taxa de inscrição no valor de R$10 (dez reais) para fotógrafos com equipamento digital que ampliem suas fotografias na FundArt e R$5 (cinco reais) para fotógrafos que trouxerem suas fotos devidamente ampliadas.
5- As fotos de ambas categorias Cor e P&B deverão ter no tamanho mínimo 15x21 cm, tamanhos maiores também serão aceitos. As fotografias que não estiverem no tamanho mínimo estipulado pelo Concurso serão eliminadas.
6- Todos as fotografias apresentadas deverão estar de acordo com o tema do concurso Revelando Ubatuba e ser inéditas, não podem ter sido publicados em qualquer veiculo de comunicação ou premiadas em outros concursos. As fotografias inscritas devem ser realizadas no dia do Concurso Fotográfico, 28 de outubro de 2005.
7- Os originais (negativos ou arquivos digitais) devem ser apresentados pelos autores premiados para comprovação da obra inscrita.
8- As fotografias inscritas, premiadas ou não, passam a pertencer ao acervo fotográfico da FundArt.
9- Este Concurso terá sua validade somente no dia do aniversario da cidade de Ubatuba, 28 de outubro. Os inscritos devem entregar suas fotografias ou arquivos digitais na FundArt das 14:00 às 18:00 horas - horário de encerramento das inscrições na sexta-feira 28 de outubro. As fotografias digitais serão ampliadas na FundArt. A abertura da exposição das fotografias inscritas e selecionadas assim como a premiação será no sábado 29 de outubro de 2005 às 19 horas.
10- Serão premiadas 4 (quatro) fotos, 2 (duas) da categoria Cor e 2 (duas) da categoria Preto e Branco.
11- A Comissão Julgadora será responsável pela escolha das 4 (quatro) fotografias vencedoras, 2(duas) em cada categoria.
12- As 4 (quatro) melhores fotografias serão premiadas com material fotográfico.
13- A participação neste Concurso Cultural Fotográfico implica total aceitação das regras deste regulamento. Cada participante, ao preencher a Ficha de inscrição deverá assinar a declaração que nela consta. Sem a assinatura a inscrição será considerada invalida.

O final do ano se aproxima...

Luiz Moura
Nossos administradores fecharam a bolsa. Já estão propalando aos quatro cantos que o dinheiro acabou. Ainda estamos em outubro. É falta de capacidade administrativa. Sim senhor! Falo em falta de capacidade administrativa, para não impingir alguns adjetivos esdrúxulos, mas pertinentes.
Os atuais mandatários do poder, em Ubatuba, participaram da elaboração do orçamento atual. Suas (deles) mãos marcam o orçamento vigente. Alegar falta de dinheiro, antes do tempo, é vestir a carapuça da incompetência, é assumir a malversação do dinheiro público em suas gestões.
Quando a falta de profissionalismo, o fisiologismo, a divisão do poder em fatias são destaques na administração pública, fatalmente, todo dinheiro é pouco.
Olhando para o prédio (foto acima), patrimônio da Comtur, construído para abrigar o Centro de Informações Turísticas de Ubatuba, agora sendo ocupado pela Secretaria de Turismo e que em breve também abrigará os artesãos do petista Jairo dos Santos me vêm à cabeça: desvio de função, interferência de um poder sobre o outro etc.
Por falar em Comtur, os cargos de confiança da empresa estão ocupados e seus detentores estão recebendo salários, mesmo com a empresa "fechada para balanço"? Eta balanço demorado!
E ainda me falam em falta de dinheiro. Pelas atitudes, parece que estão com a burra cheia.
Não quero nem pensar nas vans, nos ônibus de turismo, na praia Grande neste final de ano... Vêem comturbação? Ih, acho que apelei!

Foto: Miguel Angel

Notícias da Prefeitura

divulgação

O desfile deverá reunir aproximadamente cinco mil participantes

Ubatuba prepara desfile de aniversário

Secretaria de Educação cuida dos preparativos da festa

O desfile cívico em comemoração aos 368 anos de emancipação político-administrativa de Ubatuba, que acontece no próximo dia 28, deverá reunir aproximadamente cinco mil participantes, de mais de setenta escolas e entidades da cidade. Edson Soler, coordenador de eventos da Secretaria de Educação, é quem está à frente dos preparativos para o desfile. “A Secretaria vem trabalhando a estratégia do desfile há mais de um mês. O prazo final para confirmação de participação no desfile termina nesta sexta-feira, 21. A partir das confirmações estaremos organizando a ordem de entrada na avenida”, afirmou. Para este ano não foi especificado um tema, por isso as escolas e entidades poderão exercitar sua criatividade. Entre as apresentações, destaque para a Banda do 6º Batalhão de Infantaria Leve do Exército, da cidade de Caçapava, que se apresenta pela primeira vez em Ubatuba, além do retorno da Famipa (Fanfarra Mirim Padre Anchieta) aos desfiles cívicos. O Cruz de Ferro Moto Clube, com suas máquinas possantes e curiosas e a comitiva “Os Doidos”, com mais de oitenta cavalos serão outras atrações do desfile, que começa as 8 horas, com a execução do Hino Nacional e o hasteamento das bandeiras, ao lado do palanque oficial.

Conheça um pouco mais sobre os participantes do desfile deste ano:

Banda do 6º Batalhão de Infantaria Leve
Com aproximadamente 40 componentes, a Banda do Exército, formado por homens do 6º Batalhão de Infantaria Leve (BIL) de Caçapava, é regida pelo tenente Samuel José Marques, e apresentará, em Ubatuba, repertório variado, com músicas nacionais e internacionais. O 6º BIL é uma tropa especializada em embarque, transporte e desembarque em helicópteros, sendo a primeira a ser acionada em caso de conflito.


Famipa
Criada em 1992 a Famipa (Fanfarra Mirim Padre Anchieta) nasceu com o objetivo de atender alunos da Escola Municipal Padre José de Anchieta, oferecendo aprendizagem musical. Em sua época áurea, a fanfarra chegou a contar com 75 componentes e representava a cidade em competições estaduais e nacionais. Após alguns anos de pausa a fanfarra volta à suas origens e também vai abrilhantar o desfile de aniversário de Ubatuba.


Cavaleiros
A comitiva “Os Doidos” já é velha conhecida de quem acompanha o desfile de aniversário de Ubatuba. Para o desfile deste ano ela promete se apresentar na Av. Iperoig com 87 componentes, muitos deles vindos de Catuçaba, Vargem Grande e São Luiz do Paraitinga. Ana Cristina Grabner, presidente da comitiva juntamente com seu pai Adailton Farias dos Santos, promete muita festa, não só para os membros do grupo. “Os cavaleiros das cidades vizinhas chegam na noite do dia 27 e pernoitam em Ubatuba. No dia seguinte, após o desfile, acontecerá muita festa, no campo do Jardim Primavera, com direito ao afogado – comida típica de São Luis de Paraitinga”, conta. A festa é aberta ao público, sendo que os homens pagam cinco reais, com direito a uma porção de afogado. Além da comida típica, os presentes poderão se divertir com música ao vivo e a disputa de provas eqüestres como Baliza e Tambor.


Cruz de Ferro Moto Clube
O desfile de aniversário de Ubatuba contará mais uma vez com a participação dos integrantes do Cruz de Ferro Moto Clube. Em atividade desde 1997, o clube de Ubatuba conta hoje com 48 integrantes. O nome é uma menção à lenda da Cruz de Ferro, existente na rodovia SP-125. Praticantes de moto turismo, os motociclistas também participam e promovem ações ambientais, filantrópicas e educativas. Atualmente conta com membros no Vale do Paraíba, Paraty e Rio das Ostras (RJ). PMU



Show do Art Popular no aniversário de Ubatuba

A Prefeitura de Ubatuba dará como presente de aniversário aos municípes e visitantes o show do grupo Art Popular, além de outras diversas atrações. O show acontecerá no dia 28 de outubro, data em que Ubatuba comemora 368 anos de emancipação-político administrativa. Com cerca de 2 horas de duração, o show acontecerá na avenida Iperoig, ao lado da Feira das Nações, a partir das 22 horas. É a segunda vez que o grupo se apresenta em Ubatuba.


O Grupo

O Art Popular é um grupo de pagode originário da zona norte de São Paulo cujo líder, Leandro Lehart, passou oito anos tocando em bares nos finais de semana. O primeiro CD do grupo, "O Canto da Razão", foi lançado em 1993 pelo selo RDS/Kaskata's e vendeu 170 mil cópias. No ano seguinte assinaram com uma grande gravadora, a EMI, e lançaram "Nova Era", que, apostando na onda do pagode melódico-romântico, emplacou vários sucessos, como "Valeu Demais", "Bom-Bocado", "Iraê" e "Nova Era", ganhando discos de ouro e platina. O disco seguinte, "Temporal", seguiu a fórmula do sucesso, com os hits "Nani", "Vestida de Louca" e "Trapaça". Em 1997 o disco "Sambapopbrasil" trouxe alguma inovação, como a mistura com a eletrônica em "Requebrabum". O volume seguinte, "Sambapopbrasil 2", tem convidados como o grupo vocal norte-americano Take Six e o cantor pop Billy Paul. Em 2000 lançam seu sexto título, "Acústico MTV", um disco ao vivo com participação de Jorge Ben Jor. Lehart também compõe para outros artistas, como Alcione. Leandro Lehart sai do Art Popular e lança carreira solo.
O Art Popular lança seu novo disco, chamado simplesmente Art Popular, trabalho em que Leandro continua tão presente quanto antes: ele é produtor, arranjador e autor de todas as músicas do álbum, além de tocar vários instrumentos. Márcio faz questão de dizer que sua saída foi tranqüila e que todos continuam amigos. "A decisão aconteceu quando estávamos escolhendo o repertório. Ele chamou o Tcharlinho e o Anderson (membros do grupo) na casa dele para falar que estava pensando em sair. Ele disse que estava superfeliz com seu disco solo e que aquele era o momento de se dedicar mais à carreira pessoal", conta. PMU



Guarda Municipal de Ubatuba recebe homenagem em São Paulo

A Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo realizou no último dia 14, sessão solene com a finalidade de homenagear as Guardas Municipais do Estado de São Paulo. A Guarda Municipal de Ubatuba foi representada por seu Comandante, o 2º Ten Res PM Luiz Carlos de Carvalho e do Sub Comandante 3º Sgt Ref PM José Geraldo Ferreira da Silva.O deputado Ubiratan Guimarães enfatizou o belo trabalho que vem sendo realizado pelas Guardas Municipais em todo o Estado de São Paulo, lembrando ainda, que essas corporações já ocupam seu espaço na esfera da Segurança Pública, sendo uma forte aliada dos poderes constituídos nos Estados (Polícia Militar e Polícia Civil) no combate a criminalidade. A cerimônia contou também com a participação dos deputados Arnaldo Faria de Sá e Chico Sardelli. “Estamos mantendo todos os esforços junto a Câmara e o Senado Federal, a fim de que os parlamentares reconheçam a real importância das Guardas Municipais em âmbito nacional”, disse o deputado Arnaldo Faria de Sá. Na oportunidade, o deputado Ubiratan homenageou Guardas Municipais que se destacaram em suas funções. O guarda municipal Valmor Mariano Ballio foi indicado para receber uma medalha alusiva ao ato e diploma de honra ao mérito. PMU



Ubatuba obtém boas colocações nos Jogos Abertos do Interior

Cidade é representada no ciclismo e ginástica rítmica


Os atletas de Ubatuba têm conseguido bom desempenho nos 69º Jogos Abertos do Interior, disputados na cidade de Botucatu, desde o último dia 9. A equipe de Ginástica Ritmica , conquistou o 12º lugar na categoria conjunto/bola durante a competição realizada no ginásio da A.A. Ferroviária. A equipe de Ubatuba, treinada por Jerusa Parada Suguimoto, que tem como auxiliar Joyce Parada Suguimoto, conta com as atletas Marina Rolim, Thaís Campos, Mayara Ferreira, Ana Claudia Santos, Thami Dantas, Camila Silva e Maysa Yamaguti.Este resultado, segundo a treinadora, foi muito importante, já que a equipe de Ubatuba deixou para trás todas as equipes do Vale do Paraíba e Litoral Norte, sendo superada apenas pela equipe da cidade de Lorena que obteve a quarta colocação.

Ciclismo

A atleta Ana Carolina Ennes Houdjakoff conquistou o 8º lugar na prova 500 metros contra o cronômetro e o 15º lugar na prova de critérium. PMU

quarta-feira, outubro 19, 2005

Agora é com Lula

Dona Renilda, mulher do empresário Marcos Valério, reuniu-se no domingo 9 deste mês, com o ex-tesoureiro Delúbio Soares, do PT, e ameaçou: ou ele dava um jeito para que o governo conseguisse o desbloqueio das contas do marido ou ela se ofereceria para depor novamente na CPI dos Correios. E então revelaria fatos capazes de abalar a República.
Delúbio procurou o deputado José Dirceu (PT-SP) e contou o que ouvira de dona Renilda.
- Não posso fazer nada. Diga para ela procurar Lula - respondeu Dirceu.

Fonte: Noblat

Desculpe a nossa falha

Os leitores do Ubatuba Víbora devem ter notado alguma diferença no dia de hoje. Tudo parecia normal, porém, por volta de nove horas da manhã começaram as surpresas. Na hora de publicar um texto, aparecia uma caixa com letras distorcidas na parte superior para serem copiadas. Procedimento comum quando se quer impedir a propagação de mensagens comerciais indesejadas. Acontece que o sistema é novo e inadvertidamente bloqueou o trigo e o joio, isto é, impediu as mensagens indesejadas e, de quebra, a publicação de novas notícias. Ao clicar no botão "publicar" vinha a mensagem: "impossível no momento, desculpe". Depois de muitas tentativas, finalmente a coisa voltou ao normal. Isso só aconteceu no final da tarde. Paciência, como eu disse ontem, errando aprendemos. Ou melhor os donos do "Blogger" aprendem. Em tempo, José Dirceu já era. Quem o conhece sabe que ele não vai simplesmente sair de cena. Deve levar alguns "companheiros" para o limbo. Preparem-se pois, dentro de alguns dias começará a lavagem de roupa suja. Lula que ponha as barbas de molho. Vem chumbo grosso por aí.

Sidney Borges

“JÚBILO REGIONAL”.

Corsino Aliste Mezquita - Professor*
A declaração, pelo Ministério da Educação, do MÓDULO, como CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARAGUATATUBA – UNIMÓDULO – é motivo de júbilo e alegria para todos aqueles que moramos no Litoral Norte Paulista e sabemos da importância da UNIVERSIDADE para o progresso e desenvolvimento regional. Agora temos duas universidades instaladas, na Região. Caberá a nossos homens públicos saberem se relacionar com elas e aproveitar os seus ensinamentos e sabedoria.
Fui colega do Prof. Ângelo Nogueira, na EE Thomaz Ribeiro de Lima, em Caraguatatuba, nos anos 79 e 80. Na Sala dos Professores falava que um dia teria uma Universidade em Caraguatatuba. Na época o sonho desse idealista tinha ares de loucura. Uns o estimulávamos. Outros o achavam excessivamente sonhador. Só ELE estava vendo, na sua frente, o futuro projetado. Como o Rey Segismundo de “La Vida es Sueño”, de Pedro Calderón de la Barca, sonhava:


“A reinar, fortuna, vamos;
No me despiertes, si duermo,
Y si es verdad, no me aduermas.
Mas sea verdad o sueño,
Obrar bien es lo que importa;
Si fuere verdad, por serlo;
Si no, para ganar amigos
Para cuando despertemos”. ( Vr.235-240 )

Parabéns, Prof. Ângelo Nogueira, por sonhar verdade. Pensado grande. Realizado essa imensa obra – UNIMÓDULO – em Caraguatatuba. Em seu nome e na sua pessoa, congratulo-me com diretores, professores, funcionários e alunos de todas as faculdades que integram a UNIMÓDULO. As grandes realizações de sua instituição, em pró da educação, a cultura, o esporte e a pesquisa, no Litoral Norte, nos últimos trinta anos, merecem o reconhecimento, a admiração e o aplauso de todos os amantes do conhecimento. Continue sonhando e fazendo sonhar mundos cada vez melhores.
Um grande abraço.

* Ex-secretário da Educação de Ubatuba

Notícias da Prefeitura

Lançamento de livro sobre Ubatuba marca aniversário da cidade

O livro é uma viagem pelo tempo e pelo cenário ubatubense, desde o tempo dos povos primitivos e seus costumes, até os dias de hoje, com seu grande potencial turístico

Em seu 368º aniversário, Ubatuba ganha um presente que marca toda a sua trajetória. Trata-se do livro Ubatuba – Espaço, Memória e Cultura, que será lançado no próximo dia 27, véspera do aniversário, no Casarão da Fundart. Essa obra que possui uma dupla perspectiva - a visão nativa de Jorge Otávio Fonseca e o olhar estrangeiro de Juan Droguett - reconta a história da cidade, desde as sagas indígenas, até os dias de hoje. Uma grande pesquisa foi realizada com o objetivo de sistematizar informações sobre grupos humanos que formaram Ubatuba.
Segundo o escritor Juan Droguett, a cultura ubatubense é reconstruída no ápice de três âncoras. A primeira delas é o espaço natural, ressaltando Ubatuba como um lugar privilegiado, onde se conjugam a serra e o mar, numa perfeição climática, marcada ora pelo sol, ora pela chuva. O espaço é estendido à arquitetura e ao patrimônio cultural remanescente da colônia, do império e de todas as fases da história do Brasil. Mas é o “espaço humano” que ganha destaque nesse livro, quando os autores reconhecem no multiculturalismo dos habitantes de Ubatuba, um traço das identidades indígenas do tronco tupi, dos imigrantes europeus, bem como os migrantes de distintos pontos do território nacional, quilombolas e caiçaras, que desenham nestas terras uma aquarela racial do Brasil.A memória é a segunda âncora da viagem proposta nesse novo livro. Ela se materializa na capa do livro, mostrando os primórdios do Brasil. Droguett explica que a capa traduz, em mensagens diretas e subliminares, um pouco do que o conteúdo do livro mostra, fazendo referência aos guerreiros Tupinambá. “Na imagem, um índio de costas ostenta suas reduzidas vestes feitas de penas, das mais prezadas aves da região e colhidas a rigor. Esse tupinambá aponta o arco e a flecha para o nome de Ubatuba, escrito em vermelho, da outrora Aldeia de Iperoig. As palavras “espaço e cultura” vão escritas em preto e a “memória”, também escrita em vermelho, simboliza o sacrifício sagrado dos tupinambá, que, com seu espírito de valentia, escreveram com sangue, o mais belo poema em defesa destas terras”.
A cultura é a terceira âncora do livro, homenageando os diversos grupos humanos que por aqui passaram e os que ainda vivem. Esse é o traço mais autêntico que liga Ubatuba à memória ancestral, representada no livro, na mitologia e na transformação cultural ocorrida com o tempo.
O livro Ubatuba – Espaço, Memória e Cultura demonstra sua relevância na história da formação do Brasil. O selo do CNPq, Conselho Nacional de Pesquisa é um sinal do reconhecimento que este livro obtém como produção científica importante para o desenvolvimento cultural da cidade de Ubatuba, na qual se ancora esta obra documentária. Por essa razão, Jorge Otávio e o Professor Doutor Juan Droguett encontraram fortes parcerias para o amparo à pesquisa. A Prefeitura da cidade, a Universidade Paulista – UNIP de São Paulo e a UNITAU aparecem como apoiadores dessa obra.

Os autores

Jorge Otávio Fonseca, nasceu e vive até hoje em Ubatuba, é estudante de Administração em Hotelaria e Turismo da Universidade de Taubaté. Segundo ele, essa idéia surgiu como forma de contribuir com a cidade onde nasceu e dar a Ubatuba a visibilidade que ela merece. “Ubatuba tem uma história riquíssima, uma cultura popular expressiva e um grande potencial turístico. Precisamos valorizar, preservar e registrar essas características”, afirma Fonseca.

Juan Droguett, espanhol, é professor titular de Mestrado em Comunicação da Universidade Paulista - Unip e líder do Grupo de Pesquisa em Cultura Midiática e Turismo. Pós-doutor pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Ele publicou diversos livros na área de comunicação, educação e psicanálise no Brasil e Espanha. Droguett conta que foram dois anos de pesquisa para reconstruir a história e a imagem de Ubatuba no cenário nacional. “Consultamos uma vasta bibliografia, colhemos depoimentos de caiçaras, fizemos comparativos com a experiência e o referencial do turismo estrangeiro” PMU
Vigilância Epidemiológica adota medidas contra suspeita de sarampo em Ubatuba

As ações têm o objetivo de afastar o risco de novos contágios, depois que um caso suspeito foi detectado na cidade

Todas as crianças de seis meses a seis anos da região central de Ubatuba foram vacinadas contra o sarampo, bem como adultos e funcionários das creches e escolas desta região. A operação de bloqueio foi montada com o objetivo de buscar por novos casos da doença. O motivo da ação foi a notificação de suspeita de sarampo recebida pela Vigilância Epidemiológica na última sexta-feira, dia 14. O paciente é uma criança de três meses, que já foi curada e passa bem, segundo a Vigilância.
O diagnóstico inicial, dado pelo médico da criança, era de rubéola, pela semelhança dos sintomas, porém, o resultado do exame acusou sarampo. Um segundo exame deve ser feito para se confirmar o diagnóstico e o resultado sairá nos próximos dias. Ambos os exames foram feitos pelo Instituto Adolfo Lutz de São Paulo.

A doença

Os sintomas do sarampo são: febre alta, acima de 38 graus, exantema (pontinhos vermelhos) que começam pela face e se espalham pelo corpo, coriza, tosse seca, irritação na orofaringe, podendo evoluir para feridas e diarréia, em casos mais graves. O último caso ocorrido foi no Brasil foi em 2000. As instruções da Secretaria de Saúde para casos suspeitos, é procurar o Posto de Saúde mais próximo, o mais rápido possível. PMU
Terceira etapa do “Circuito Ubatuba de Águas Abertas” acontece neste sábado

A Praia do Cruzeiro recebe neste sábado a terceira etapa do “9º Circuito Ubatuba de Águas Abertas”. São 30 categorias, envolvendo atletas dos sete aos setenta anos, representando cerca de vinte equipes do Litoral Norte, Vale do Paraíba e Grande São Paulo. Elas estão divididas em quatro percursos: 250, 500, mil e 3 mil metros. As duas etapas anteriores foram disputadas nas praias da Almada e da Maranduba.
Serão premiados com medalhas os oito melhores classificados em cada categoria e as três melhores equipes com troféus. Ao final do circuito, serão premiados os três melhores atletas do ranking. As inscrições para a prova podem ser feitas na Secretaria de Esporte e Lazer. Outras informações podem ser obtidas através do telefone 3833-3818.

Competição por equipes

No ranking por equipes a liderança parcial do Circuito pertence à Prefeitura Municipal de Ubatuba, com 632 pontos. Em segundo lugar está a Winner/Swin América, de São José dos Campos, com 318 pontos.

Confira a classificação das dez equipes melhor classificadas após duas etapas:

1º - Prefeitura de Ubatuba – 632 pontos
2º - Winner/ Swin America / S. José dos Campos – 318 pontos
3º – Atleta Cidadão / S. José dos Campos – 119 pontos
4º – Vítor/Tté – 110 pontos
5º – Aquatic Baroni / Jacareí - 99 pontos
6º - RH positivo / Ubatuba – 62 pontos
7º- Noctiluca / S. José dos Campos – 56 pontos
8º - Assossiação Esportiva / S. José dos Campos – 50 pontos
9º - Surf Team / São Paulo – 37 pontos
10º - Guarda Mirim / Guaratinguetá – 26 pontos PMU
Ubatuba irá participar do Projeto São Paulo do Skate

Capital do Surf poderá revelar campeões também nas pistas de skate

Ubatuba foi uma das dez cidades do estado de São Paulo a ser contemplada com o “Projeto São Paulo do Skate”. Desenvolvido pela coordenadoria de Programas para a Juventude, da Secretaria Estadual da Juventude, Esporte e Lazer, o projeto tem como objetivo o atendimento social de jovens com idades entre 15 e 18 anos na introdução da prática esportiva do skate. O projeto ainda quer contribuir para a integração e combater a exclusão social e violência urbana por meio da oportunidade de desenvolvimento social e profissional, valorizando a prática do esporte e o “jeito de ser” do jovem.
O programa de aprendizado terá a duração de oito meses e tem como lema ensinar ao jovem “aprender a ser, aprender a aprender e aprender a conviver”. Cada turma do “Projeto São Paulo do Skate” será formada por 20 alunos, atingindo um total de 160 atendidos durante a duração do programa e ao final serão formados quatro jovens capacitadores e multiplicadores em setores profissionais ligados ao skate, em especial nas atividades de web design, fotografia e iniciação ao esporte profissional.
Serão oferecidos para o desenvolvimento do projeto oito skates, vinte jogos de equipamento de segurança (cotoveleiras, joelheiras e capacetes), uniformes para os alunos e monitores. A Secretaria de Esporte e Lazer de Ubatuba deverá arcar com o reforço alimentar, logística e seleção dos alunos e o custeio de um coordenador de atividades.
O Secretário de Esporte e Lazer, Bittencourt Jr. acredita que o projeto vai revelar novos talentos. “Esse projeto do skate pode seguir pelo mesmo caminho do surf, formando futuros campeões. Em Ubatuba temos uma boa pista de skate, bons skatistas que podem aperfeiçoar suas técnicas e levar o nome de Ubatuba a conquistas importantes”.
Bittencourt prevê a implantação do projeto para breve. “Ele já foi aprovado e só aguardamos a liberação de verbas pelo Governo do Estado para o início dos trabalhos”, completou o secretário.

A pista

A pista de skate leva o nome dos caiçaras João Serpa Filho (Fifo) e Alfredo Vieira e foi inaugurada em 9 de julho de 2002. Os dois homenageados foram pescadores e proprietários de ranchos onde foi construída a pista, que tem 43 metros de comprimento e 35 m de largura, com vários tipos de peças para movimentos internos. PMU
Ubatuba foi palco de encontro de judocas da região

Ubatuba recebeu no último domingo, 16, aproximadamente 500 judocas para a disputa da úultima etapa do Circuito Shi Han. A competição reuniue atletas de Ubatuba, São Sebastião, Caraguá, Cruzeiro, Canas, Cunha, Jacareí, Guaratinguetá, Taubaté, Pinda, Piquete e Itanhandú (MG).
Além da disputa do Circuito Shi Han, aconteceu o Festival de Judô Cidade de Ubatuba, com a participação de todos os atletas envolvidos no circuito. O evento foi promovido pela Academia Dojô Kano, com o apoio da Federação Paulista de Judô e da Secretaria de Esporte e Lazer de Ubatuba. PMU
Aniversário de Ubatuba será comemorado com muito esporte

Para comemorar o aniversário de Ubatuba a Secretaria de Esporte e Lazer promoverá no próximos dia 28 e 29 diversas atividades esportivas. A praia do Perequê Açu receberá o “1º Torneio Esquina das Modas de Beach Soccer Feminino”. As equipes poderão relacionar até oito atletas e as inscrições podem ser feitas até o dia 22.
Ainda no dia 28 acontece o Torneio TV Iperoig de Basquete de Rua. Disputada por trios, a competição promete movimentar a quadra montada na praça Trópico de Capricórnio. O torneio será disputado nas categorias infantil, mirim e livre para equipes masculinas e femininas que poderão inscrever três atletas. A taxa de inscrição é três quilos de alimento não perecível por equipe e pode ser feita até o dia 20 de outubro.
No sábado, 29 acontece a tradicional “Prova Pedestre Cidade de Ubatuba”. Em sua 37ª edição, o evento deve reunir atletas de toda a região que terão como desafio percursos de seis e doze quilometros.

Novo percurso

A largada dos dois percursos está prevista para as 10h30, da Av. Iperoig, em frente ao Centro de Informações Turísticas. A prova de seis mil metros segue sentido Itaguá, passa pela Rua Guaicurus, Rua Taubaté, Av Leovigildo Dias Vieira até o trevo da avenida Capitão Felipe, onde é feito o retorno; novamente Av Leovigildo Dias Vieira, sentido Centro; Rua Guarani; Av. Iperoig, com chegada no Centro de Informações Turísticas.
A prova de doze quilômetros terá um novo percurso: largada na Av. Iperoig, em frente ao Centro de Informações Turísticas, Av Felix Guisard, Av. Gov. Abreu Sodré até o camping Solemar, onde será feito o retorno, com a chegada acontecendo, a exemplo da prova curta, na Av. Iperoig.
As inscrições para todos os eventos devem ser feitas na Secretaria de Esporte e Lazer de Ubatuba. Mais informações através do telefone 3833-3818. PMU
Campeonato Dentinho

Equipe do Posto Jija fica com o título 2005

A equipe do Auto Posto Jija é a campeã 2005 da categoria Dentinho em Ubatuba, após vencer a equipe do Chaveiro Ligeirinho por 1 a 0, na prorrogação da partida final do campeonato da Escolinha Municipal Rubens Salles. No tempo normal, a partida ficou empatada em 1 X 1.
Com gols de Jefferson, no tempo normal e Nilson na prorrogação, o time do Auto Posto Jija venceu a equipe do Chaveiro Ligeirinho que era considerada por muitos como a favorita ao título. Chaveiro Ligeirinho, que ficou com o vice-campeonato teve o artilheiro da competição, Ricardo Oliveira, com 21 gols, ( foi dele o gol da equipe na partida final), o goleiro menos vazado, Carlos Alberto, e estava invicta até a final.
Na preliminar, a equipe de Calçados Fernandes venceu o time do Quiosque Pica Pau por 4 a 2 e ficou com o terceiro lugar. Os gols da equipe Calçados Fernandes foram marcados por Douglas, Dalisson, João Vitor e Ademilson, enquanto João e Orlando marcaram para o time do Quiosque Pica Pau.
Ao final das partidas os atletas das quinze equipes participantes do campeonato receberam medalhas em uma grande festa organizada pela associação de pais dos alunos da escolinha.

Dente de Leite

No próximo sábado, 22, terá início o campeonato da categoria Dente de Leite. Dez equipes compostas por vinte jogadores, com idade entre 13 e 15 anos, estarão participando da competição, divididas em dois grupos. No Grupo A estão os times Adega e Cia, Cajú Comercial, Ceregatti Ubatuba, M.G.M. e Restaurante Tortilhão. No Grupo B, Auto Posto Veraneio, Auto Clean, O Madeireiro, Pontual Despachante e Porto Marina.
Os jogos da primeira rodada acontecem à partir das 9h no estádio municipal Ciccillo Matarazzo: Tortilhao X Auto clean, Pontual X M.G.M., Ceregatti X Veraneio, Caju Comercial x Porto marina e Adega e Cia. X O Madeireiro. PMU

Acabou a grana da Câmara?

arquivo ubaweb

Sinais evidentes de falta de manutenção resultante de mau planejamento

Luiz Moura
Hoje eu não tinha a pretensão de escrever. Também não queria fazer minha caminhada matinal, mas pontualmente, lá estava o compadre. Não tive alternativa senão verificar, mais uma vez, que a ridícula placa colocada pela administração Eduardo César, no dúbio intuito de informar, quebrar a cara dos usuários do calçadão da praia do Itaguá ou sei lá o que, permanecia sem alteração; lamentar a continuidade da construção (executada pela Prefeitura) de um novo muro de arrimo adentrando na praia do Itaguá; confirmar que a placa pregada em uma árvore ao lado do Quiosque Saara ainda estava lá; tropicar nos buracos dos calçadões das praias de Iperoig (Cruzeiro) e Itaguá; sujar os pés nas poças de lama da praça Alberto Santos; ver que felizmente taparam o buraco no calçadão da praia de Iperoig próximo a desembocadura do canal da rua Liberdade, mas esqueceram de pedir para o pessoal que fez o serviço atravessar a rua e terminar o acabamento do muro (do canal), largado há um tempão; constatar a falta de visão de nossos administradores ao, de novo, usar estrutura não condizente com o turismo que almejamos, na Feira das Nações, que tem tudo para ser uma festa grandiosa...
O que vejo é falta de competência administrativa ou vontade de "enterrar" definitivamente Ubatuba? O que está acontecendo em Caraguatatuba? É isto mesmo, Ca-ra-gua-ta-tu-ba! Não consigo ficar sem comparar.
E no Legislativo, o petista Jairo dos Santos já anda anunciando que o dinheiro da Câmara que preside não vai chegar até o final do ano. Vai pedir mais para a Prefeitura. Também com uma gestão capenga e fisiológica deveríamos esperar outra coisa? O número de vereadores diminuiu e o número de funcionários aumentou significativamente, mas será que é por aí que esvai o dinheiro do contribuinte? Não é uma estratégia para "tomar" mais dinheiro da Prefeitura? Ele não está querendo que os funcionários da Câmara, na defesa de seus salários, o ajudem nesta engambelação? O prefeito Eduardo César vai cair nesta?
Tanto dinheiro gasto e a manutenção do prédio histórico ocupado pela Câmara é deixado de lado por Jairo dos Santos (foto acima). Parece que além da descaracterização de um patrimônio histórico, com a colocação de grades, nada mais foi feito. É obrigação da Câmara conservar o prédio tombado que ocupa, mantendo suas características originais. Com visão, Jairo dos Santos, teria, pelo menos, iniciado o processo de transferência do Legislativo ubatubense para local mais apropriado. Querem que eu diga como?
 
Free counter and web stats