sábado, setembro 03, 2005

Onde está?



O mau tempo que assola o Mundo deixou uma marca em Ubatuba. Um dos nossos mais marcantes monumentos urbanos, o carrinho pop do Semar, caiu com a ventania. Felizmente o pescador resistiu bravamente e continuará altaneiro guardando a entrada da cidade.

Sidney Borges

Transbrasil













Relator tenta favorecer empresário em CPI

O relator da CPI do Banestado, deputado José Mentor (PT-SP), tentou, por duas vezes em sessões na comissão, impedir a quebra do sigilo bancário do empresário Antônio Celso Cipriani, ex-presidente da empresa de aviação Transbrasil, que quebrou financeiramente em 2001, deixando R$ 910 milhões em dívidas. Segundo o presidente da comissão e autor do pedido contra Cipriani, senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT), o empresário remeteu para o exterior cerca de US$ 35 milhões por meio de doleiros e recebeu recursos de contas da Beacon Hill, uma "offshore" retransmissora de fundos que sofre uma devassa de promotores de Nova York (EUA).

Mentor reconheceu ontem, em entrevista à Folha, que é "amigo pessoal" do advogado de Cipriani, Roberto Teixeira, há "mais de 40 anos", e que foram contemporâneos de faculdade. Mentor disse ter recebido Teixeira e Cipriani, em audiência, em seu gabinete, antes da votação da quebra do sigilo bancário. Essa proximidade com Teixeira não impediu que Mentor opinasse nas sessões contrariamente ao pedido que atacava os interesses de Cipriani. "Nunca tinha visto algo assim por parte do relator", disse o presidente da comissão, Antero Paes.

De acordo com o depoimento de uma ex-assessora de Cipriani na Transbrasil, ao qual a Folha teve acesso, o empresário é "amigo" do ministro José Dirceu (Casa Civil) e do advogado Roberto Teixeira, compadre do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Roberto Teixeira, compadre de Lula, na casa de quem ele morou por anos, é advogado de Cipriani e da Transbrasil em pelo menos cinco ações judiciais.
Fonte: Folha de S.Paulo de 27/03/2004

Mudanças climáticas

As cenas da destruição causada pelo furacão Katrina deveriam fazer Bush pensar. Infelizmente isso é impossível. O cérebro do presidente americano foi destruído pelo álcool, o que sobrou está tomado por preconceitos e arquétipos que não permitem reflexões. Bush é contra o controle da emissão de gases. Os Estados Unidos, sob sua liderança, votaram de forma irresponsável em Kioto. Na visão estreita de Bush, a poluição não causa problemas. Para ele preocupação com o meio-ambiente é coisa de comunistas. Ou pior, de veados. Bush deveria ter continuado no Jack Daniels, causaria mal apenas a si próprio. Guiado pela direita mais reacionária dos Estados Unidos, pau mandado dos petroleiros, enfiou o país no atoleiro de uma guerra sem fim. O Iraque é pior do que o Vietnã. O conflito serviu primordialmente para criar condições de avanço ao ódio religioso. Nesse quesito Bush é tão fundamentalista quanto Bin Laden, porém mais perigoso, tem mais poder destrutivo. Bush ignora que o clima do mundo está mudando para pior. O aquecimento global causado pelo efeito estufa é o principal responsável. Até no Brasil apareceram recentemente fenômenos atmosféricos que eram desconhecidos. Ou existiam apenas em livros de Geografia e filmes de catástrofes. Por enquanto tivemos a presença incômoda de tornados, um dia, quem sabe, teremos furacões. Como nada podemos fazer para mudar a realidade dos Estados Unidos, resta esperar que o povo daquele país pare de comer e engordar e comece a pensar. Assim quem sabe o próximo presidente seja alguém com cérebro. Pelo menos isso.

Sidney Borges

Avião esquisito

arquivo

Mar de lama

Assassinato de Celso Daniel: Tudo Ficando Claro

Os fatos reconstituídos por João Francisco Daniel se encaixam perfeitamente. Por que ele iria inventar que Gilberto Carvalho, o secretário de Governo de Santo André (e atual chefe de gabinete de Lula), seis dias depois da execução de Celso o procurou e, na presença de duas testemunhas, ainda por cima, lhe contou que entregava a Dirceu o butim da cidade? E que sentia medo de transportar tanto dinheiro no seu Corsa preto - uma vez foi R$ 1,2 milhão -, mas decerto não se sentia culpado de participar de um crime que beneficiaria, nas suas palavras, campanhas de candidatos petistas, como a de Marta Suplicy. 'Também achei estranho Carvalho me contar isso, mas ele me contou três vezes', declarou João Francisco à CPI. Naturalmente, transportador e recebedor negam tudo.
O então ministro abriu processo contra o irmão de Celso, mas pediu adiamento da audiência no Fórum de Santo André em que se veria cara a cara com quem o teria acusado 'levianamente'. Não menos eloqüente foi a conduta do deputado Luiz Eduardo Greenhalgh, escalado por Lula para acompanhar o inquérito da morte do companheiro.
Ele fez o que sabia para que a investigação policial terminasse o quanto antes, com a conclusão de que o prefeito tinha sido vítima de crime comum e não de um crime de mando. Como se sabe, seis pessoas ligadas direta ou indiretamente ao caso acabaram mortas também.

Fonte: Editorial do Estado de SP

Mensalão

Daniel Dantas e o PT!
Diogo Mainardi
O que se comenta no mercado é que o superfaturamento da Brasil Telecom incluiria uma cota destinada ao PT, que permitiria desviar dinheiro dos fundos de pensão e substituir Dantas como maior financiador do caixa dois do partido. Daniel Dantas foi achacado pelo PT. O achaque começou em 2002. Em maio daquele ano, João Paulo Cunha pediu uma CPI para investigar a privatização da Telebrás. Diante da ameaça de sofrer uma perseguição num futuro governo Lula, por causa de sua ligação com o governo FHC, Dantas encarregou seu operador Marcos Valério de buscar um canal de negociação com o PT. Em meados de 2002, Marcos Valério se aproximou de Delúbio Soares, que exigiu propina para financiar a campanha eleitoral e domesticar o partido.


Quando Lula foi eleito, o deputado Júlio Delgado recolheu 189 assinaturas para instalar uma CPI sobre a privatização da Telebrás. João Paulo Cunha afundou-a imediatamente, obedecendo à orientação de José Dirceu. De acordo com a agenda da secretária Fernanda Karina Somaggio, poucos dias depois, em julho de 2003, Marcos Valério e Delúbio Soares se reuniram com Carlos Rodenburg, sócio de Dantas no Opportunity. Delúbio Soares cobrou ainda mais dinheiro de Dantas, porque o Palácio do Planalto queria financiar a compra de parlamentares de outros partidos, com o chamado "mensalão".


Em fevereiro de 2005, o Citibank cumpriu sua parte do acordo e destituiu Dantas da gestão do fundo CVC, com o qual ele controlava a Brasil Telecom. Exatamente no mesmo período, segundo Roberto Jefferson, começaram a minguar os recursos do "mensalão". A explicação é simples: Dantas, passado para trás pelo governo, interrompeu o pagamento de propina aos parlamentares. Os resultados foram a perda de controle do Congresso e a eleição de Severino Cavalcanti.

Em defesa de Dantas, Roberto Jefferson procurou Lula e ameaçou denunciar o esquema de corrupção do governo. José Dirceu colocou a Abin em seu encalço, para intimidá-lo. Começou também a procurar outras fontes de financiamento para o PT. A mais promissora previa a reestatização da Brasil Telecom e da Telemar, com o dinheiro dos fundos de pensão, operação bilionária que renderia uma boa comissão ao PT. José Dirceu já tinha sobre a mesa um projeto de lei que permitiria a fusão das duas empresas.


Quando explodiu o caso de corrupção nos Correios, Roberto Jefferson, em vez de tentar uma composição, partiu para o ataque e melou o jogo do governo, revelando o esquema de que havia sido beneficiário.

Fonte: Veja

sexta-feira, setembro 02, 2005

Demolições

Justiça manda demolir 19 casas de veraneio em Ubatuba

Por determinação da Justiça, 19 casas de veraneio foram demolidas nesta quinta-feira em Ubatuba (224 km de São Paulo), no litoral norte do Estado.


De acordo com o Instituto Florestal, ligado à Secretaria de Estado do Meio Ambiente, os imóveis foram construídos irregularmente dentro da área do Parque Estadual da Serra do Mar, que é protegido por lei.
Dos 19 imóveis, apenas 3 eram casas de alvenaria, de padrão médio. O restante era de barracos de lona, com alguma edificação ao redor, como banheiros, ou então construído como extensão de traillers. Todos estavam em uma gleba particular localizada próxima à praia da Fazenda, na costa norte de Ubatuba, dentro do território do parque.
A reportagem não conseguiu localizar nenhum dos proprietários dos imóveis demolidos.
Eliana Simões, diretora do núcleo Picinguaba, que administra um trecho do parque que corresponde a 80% do território do município, aponta que a demolição das casas foi pedido pelo Instituto Florestal porque os proprietários não estariam obedecendo a um embargo determinado no local pela Justiça em 1995.
"Os infratores continuaram construindo e ampliando os imóveis apesar do embargo judicial", disse Simões. "Não são população tradicional nem caiçaras os donos dessas casas. São veranistas que insistiram em descumprir as leis ambientais".

Fonte: Folha Online

Audiência Pública ADPC

carmem de grammont

Componentes da Mesa da IV Audiência Pública sobre Terras Caiçaras: deputado estadual Carlinhos de Almeida, jornalista Priscila Siqueira, prof. Aziz Ab'Saber, pres.da CMU, Jairo dos Santos, vice-prefeito Domingos dos Santos, Fernando Antunes, pres. da A.H.P. e Wanderley Graça, pres. da Sasari.

Caiçaras de Ubatuba se manifestam pela preservação das terras e de seus costumes

“Caiçara não pede esmolas, vai à luta”. A frase muito bem colocada pela jornalista Priscila Siqueira, foi comprovada pelas manifestações do povo ubatubense em defesa da terra, no sábado, 27 de agosto. Pela manhã, com a presença do presidente da Câmara Municipal de Ubatuba, Jairo dos Santos, PT, integrantes da Associação dos Herdeiros do Puruba saíram em passeata da Casa de Leis até a Escola Anchieta, onde aconteceu a IV Audiência Pública Sobre Terras Caiçaras, organizada pela ADPC - Associação em Defesa do Povo Caiçara.

Na abertura do evento, uma peça teatral, escrita por Fátima Aparecida de Souza e dirigida por Pixoxó, encenou a expulsão dos caiçaras pelos especuladores imobiliários e mostrou que, além das terras que representam o lar e a fonte de alimentos eles perdem também a sua própria cultura e seus costumes. A apresentação emocionou a platéia.
Jairo dos Santos e Domingos dos Santos, vice-prefeito e irmão de Jairo, participaram da organização da audiência que teve o auditório da Escola lotado por moradores de várias comunidades. A Mesa foi composta pelo geólogo Aziz Ab’Saber, pelo deputado estadual, Carlinhos de Almeida, PT, Jairo dos Santos, Domingos dos Santos, Fernando Antunes, presidente da A.H.P, Wanderlei Graça, presidente da Associação dos Amigos do Saco da Ribeira e pela jornalista Priscila Siqueira, autora do livro “Genocídio Caiçara”.
Carlinhos de Almeida falou sobre a CPI dos precatórios ambientais, que investiga toda a questão de terra no Litoral Norte. Segundo ele, criar mecanismos para que uma CPI investigue o problema de grilagem e ampare as comunidades que moram em áreas preservadas, é um desafio para a Assembléia Legislativa.
Para Domingos dos Santos, o importante é firmar as bases, “firmar os nossos pés da defesa da população caiçara e conseguir energia e força para continuar na luta”. O vice- prefeito lembrou de casos de vítimas da especulação imobiliária que chegaram a passar fome e muitos tiveram os filhos envolvidos com drogas, depois de perderem as terras.
Wanderlei Graça colocou o seu repúdio contra a expulsão dos pescadores da praia do Saco da Ribeira que, segundo ele, foi aterrada, contribuindo para o um dos maiores crimes ambientais da cidade.
O geólogo Aziz Ab’Saber, com toda a sabedoria de mestre e a experiência de seus 81 anos, falou da existência de uma “guerra entre os ricos que tomam o espaço e dos caiçaras que cada vez se afastam mais para os morros acima”. A solução, para Aziz, está nas associações comunitárias, aperfeiçoamento cultural, nas discussões que surtam efeitos que interessem à comunidade. A sugestão do geólogo é para que as pessoas estudem e se informem cada vez mais, que se elabore um dicionário caiçara e, principalmente, que se faça um registro com documentos contendo o máximo de informações para se brigar na Justiça e aproveitar para elaborar um livro contando a história trágica de grilagem da terra, deixando muito claro, quem são os bandidos.
O presidente da Câmara, Jairo dos Santos, encerrou os trabalhos desejando que aquele momento de reflexão revivido no encontro continue sempre em todas as associações, porque só assim se resgata a cultura do povo.
Fonte: ASCOM

Criação de Conselhos

Reunião Pública vai discutir a formação do Conselho e Fundo Municipal de Turismo

Para discutir a formação do Conselho e Fundo Municipal de Turismo, a Câmara Municipal de Ubatuba vem a público convidar todos os interessados para reunião pública marcada para o dia 05 de setembro às l9 horas na própria sede do Legislativo, rua Iperoig, 218, Centro.
O presidente Jairo dos Santos espera o comparecimento de todos os representantes de ONGs, Associações e Empresas ligadas ao setor, entre elas:
Parque Estadual da Serra do Mar; Parque Estadual da Ilha Anchieta; Píer Saco da Ribeira; Associação Comercial e Empresarial de Ubatuba; Associação de Hotéis e Pousadas de Ubatuba; Sindicato dos Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares de Ubatuba; Associação de Operadoras de Mergulho de Ubatuba; Associação de Agências e Operadoras de Turismo de Ubatuba; Associação das Empresas de Lazer e Entretenimento de Ubatuba; Associação dos Restaurantes de Ubatuba; Universidade de Taubaté; E.M. Tancredo Neves; Associação de Monitores de Ecoturismo de Ubatuba; Associação dos Ambulantes de Ubatuba; Associação de Bairros de Ubatuba; Associação de Engenheiros e Arquitetos de Ubatuba; OAB- Ordem dos Advogados do Brasil-Ubatuba; Colônia Z-10; Associação Indígena da Aldeia Boa Vista; Associação em Defesa do Povo Caiçara; Comunidades Quilombolas; Associação dos Artesãos de Ubatuba; Movimento em Defesa de Ubatuba.

Jairo dos Santos
Presidente

Claudinho Gulli em ação

Vereador Claudinho Gulli visita bairro da Casanga

A falta de melhorias nas ruas e estrada do bairro da Casanga, em Ubatuba, está dificultando o tráfego dos ônibus, principalmente nos acessos mais íngremes e em dias de chuva, de acordo com a comunidade local. Para resolver o problema, o vereador Claudinho Gulli, PMDB, esteve no bairro, na quarta-feira, dia 24, a convite do presidente da SAMOCA - Sociedade de Moradores, Mário Luiz Leite. O vereador levou o Chefe de Serviços da Prefeitura, senhor Oliveira, e o Encarregado da Empresa de ônibus da Cidade Ubatuba, Cláudio Nunes de Campos. Eles verificaram as condições do bairro e concordam que os trabalhos devem ser feitos com a máxima urgência. Além disso, os moradores reivindicam a colocação de meia canas de tubos de concreto, limpeza de valas, nivelamento e cascalhamento. Eles pedem também, novos horários de ônibus para atender os trabalhadores e os estudantes que necessitam muito do benefício. Para Claudinho, considerado “O Amigo de Todos”, o mais importante é proporcionar o conforto e a segurança das pessoas.

Fonte: ASCOM

Ordem do Mérito


A imagem de um é a semelhança do outro. O Brasil é o país do futuro!

Lula começou a falar compulsivamente no ex-presidente Juscelino Kubistchek. Ele se acha parecido com o pé-de-valsa, apelido carinhoso do dançarino JK. Não dá para saber onde Lula encontrou semelhanças. Na cabeça não foi. A de Juscelino era pontuda enquanto a de Lula sugere a pista do Galeão. “Flat”. Além disso, Lula está cada dia mais gordinho, como Prático, um dos três porquinhos. Juscelino parecia um lorde inglês. Era elegante, culto, encantava os interlocutores pela presença marcante, educação refinada e carisma. Lula tem mais a ver com o presidente da Câmara, Severino Cavalcante. De tanto falar em Juscelino, Lula deu azar ao assessor de Palocci, Juscelino Dourado, que pediu demissão. Ele agora vai viver dentro de uma sala cirúrgica. Os médicos terão muito trabalho para cortar a ponta do nariz que não para de crescer desde o depoimento na CPI. Já Dirceu luta para não ser cassado. É um direito que lhe cabe. Dirceu não sabe ou finge não saber que a cassação já aconteceu. Ele nunca será nada além de deputado. Seu tempo acabou. Lula deu a “Ordem do Mérito” para Severino. A imprensa estrilou. Desta vez eu concordo com Lula. Severino mereceu a condecoração. Foi ele que derrotou a dupla sinistra Genoino/Greenhalgh. Por mais besteiras que Severino diga ou faça, a nação ser-lhe-á eternamente grata. Mas é bom não exagerar, senão o Gabeira fica uma fera e aí a coisa pega.

Sidney Borges

Muzzarela?

Viver sem muros

Cristovam Buarque
Era 1990, eu estava em Manaus, parado no sinal de trânsito, no meio de uma tarde. O motorista do carro em que eu estava acenou para um fusquinha ao lado. Depois que partimos, ele me perguntou se eu tinha reparado que o fusca tinha os vidros fechados. Enquanto eu olhava sem muita atenção, contou-me que seu amigo os mantinha assim para impressionar as moças, fazendo-as acreditar que seu carro tinha ar condicionado.
Aquele era um símbolo do Brasil. Viver fechado era sinônimo de riqueza. Carros com vidros fechados para enganar as meninas, ou manter afastados os meninos de rua.

Condomínios cercados para proteger os moradores, prisioneiros da própria fortuna. Centros de cidades abandonados por causa do risco de assaltos. Automóveis blindados.
O Brasil não mudou. Continua sendo um país dividido, no qual ricos se protegem aprisionados, não percebem as vantagens de viver sem muros. Em vez de tomarem medidas para derrubarem os muros e viverem livremente, constroem muros mais altos, contratam seguranças e equipamentos de vigilância. Preferem a proteção da fortuna que se transforma em prisão à distribuição de renda que assegura liberdade. O Brasil poderia aumentar investimentos sociais, distribuir melhor a renda e diminuir a desigualdade, como forma de construir uma justiça que trouxesse paz e permitisse a derrubada dos muros. Porém, a opção tem sido, ao longo de décadas, gastar mais com a proteção, fechando cada vez mais o espaço onde vivem os ricos e quase-ricos.
Leia mais

Trabalho informal, preocupação mundial

Ronaldo Dias
Esta semana fiz uma despercebida (imagino) e singela sugestão aos senhores vereadores, para a formação de uma comissão permanente, de estudos e debates (principalmente com os interessados) para a criação e implantação de alternativas de geração de emprego e renda, principalmente para jovens, em idade de ingresso no mercado de trabalho. A intenção foi de despertar consciências, idéias e, abrir discussão e debate sobre o tema. A nossa economia sazonal e “dependente” do dinheiro que nossos visitantes trazem no bolso, sem nenhuma criatividade ou alternativa, fomenta apenas, a ampliação do número de licenças para Comércio Ambulante e o Comércio Informal. Esta ampliação é perniciosa ao Comércio Regular e a eles mesmos, uma vez que não se criam novos “clientes”, os mesmos, é que vão sendo “divididos”. O assunto é sério, precisa de solução e, encaminhamento político. Não pode, nem deve, continuar embaixo do tapete. A falta de qualquer outra alternativa e do número excessivo de informais provoca o caos organizacional. Qualquer exemplo pode ser tirado durante a temporada nas areias e no entorno da Praia Grande. Com certeza, aquele cenário, não é o futuro que desejamos aos nossos filhos, muito menos, o destino que se pretende às terras caiçaras.
Leia mais

Moção de Congratulações


Mauro Liberalli recebendo a moção do vereador Ricardo Cortes

O terceiro aniversário da Rádio Comunitária Gaivota FM é comemorado na Câmara Municipal de Ubatuba.

O vereador Ricardo Cortes, PV, entregou na Sessão Ordinária do dia 30 de agosto, Moção de Congratulações à Associação Cultural Comunitária Gaivota enaltecendo o empenho e a dedicação dos profissionais da empresa. Cortes ressaltou o trabalho sério da rádio que, segundo ele, oferece aos ouvintes a assimilação e a compreensão dos fatos, dos acontecimentos, facilitando a participação de toda a sociedade, permitindo a informação sem vício.
Foto: Hugo Simeão
Fonte: ASCOM

Notícias da Prefeitura



Ballet da Fundart brilha no XI New Fest Dance

Um grupo de 48 alunas do Ballet da Fundart (Fundação de Arte e Cultura) representaram Ubatuba em uma das maiores competições de Dança realizadas no Brasil. O XI New Fest Dance aconteceu entre os dias 12 e 28 de agosto reuniu cerca de três mil bailarinos de todo o país em Campos do Jordão.
Das 11 coreografias apresentadas, oito alcançaram pontuação para classificação e 5 delas foram premiadas com troféus, sendo que uma conquistou o título de destaque da noite. A professora responsável pelas coreografias, Alessandra Penha parabenizou todas as alunas e agradeceu aos apoiadores que tornaram possível a participação do grupo nesse grande evento. “Essa conquista dependeu do esforço concentrado de muita gente. Agradeço o apoio total de todos os pais, à Presidência da Fundart, Secretaria de Educação pelo transporte e à diretoria da Escola Maria Josefina, por ceder a quadra para os últimos ensaios”.

As coreografias premiadas foram:

Coreografia /
modalidade / Categoria / colocação

"Caminho Suave"
Ballet Clássico
Conjunto Junior I - (7 a 10 anos)
1º lugar

“Tempo das Rosas”
Ballet Clássico,
Conjunto Junior II (11 a 14 anos)
2º lugar

“Um Dia de Gato”
Estilo Livre
Duo Junior I
2º lugar

“Sonho Angelical”
Ballet Clássico
Duo Junior I
2º lugar

“Nos Compassos da Ciranda”
Ballet Clássico
Quarteto Junior II

"Destaque da noite"
2º lugar
Foto: Paulo Zumbi


Concurso para o símbolo do Museu do Surf tem procura intensa

Termina no próximo dia 8 o prazo para entrega dos trabalhos para o concurso que vai escolher o símbolo do Museu do Surf de Ubatuba. Nos últimos dias tem sido intensa a procura pelo regulamento. O que mais tem encorajado os interessados em participarem é que nesta primeira fase não há restrições quanto ao material, à técnica, tipo de papel ou idade. “Nesta fase, o mais importante é encontrarmos uma idéia criativa para o símbolo do Museu do Surf, somente depois de escolhidos os melhores trabalhos é que os especialistas darão um aprimoramento, explica Carlos Rizzo, assessor cultural da Setur.


Seleção

As dez melhores idéias passam à segunda fase do concurso, onde profissionais da área de design gráfico selecionarão os três melhores para desenvolver profissionalmente a obra. Na terceira fase haverá uma exposição, e o vencedor será escolhido através da votação do público. Os dez melhores trabalhos receberão certificado de participação e o autor da obra vencedora receberá uma prancha que será especialmente fabricada em comemoração ao evento. O regulamento pode ser retirado na Setur, Fundart, escolinhas municipais de Surf no Perequê Açu, na Praia Grande e Maranduba e na escolinha do Zecão na Itamambuca.

Museu do Surf

Uma comissão composta por surfistas representados por Tadeu Pereira, presidente da Associação Ubatuba de Surf, Alberto Jacob, técnico da equipe de competição da Escolinha Municipal de Surf, Dhú Neumann, porta voz da comissão e Carlos Rizzo, responsável pela coleta e cadastramento do material, trabalham na criação do Museu do Surf em Ubatuba. O museu já conta algumas peças que farão parte do acervo, como pranchas, cartazes de campeonatos que foram realizados na cidade e jornais antigos.
“Ubatuba é conhecida como a ‘Capital do Surf’, nada mais justo que tenha um museu para contar a história do esporte na cidade. Os jovens poderão conhecer como os pioneiros surfavam, as então desertas praias de Ubatuba e lembrar dos nossos campeões”, disse o prefeito na ocasião do lançamento do projeto do Museu.
Um desses pioneiros é Dhú Neumann, que aproveitou e fez uma das primeiras doações ao museu, uma prancha Glasspack MK1. “Essa prancha foi feita no final de 1966. O diferencial é que ela era fabricada em série, através de molde, como as carrocerias de carros de antigamente”, disse o veterano surfista.
A comissão ainda estuda a melhor localização para o museu, que deve abrir suas portas até o dia 1º de novembro. Carlos Rizzo, que cuida da coleta do material, pede a colaboração da comunidade. “O material pode vir para o museu como doação ou por cessão. Existe também a possibilidade de digitalizarmos as fotos, recortes de jornais e cartazes e devolvermos os originais,” avisa Rizzo. PMU
Prefeito e vereadores vão à Sabesp pedir continuidade nas obras de esgoto

O prefeito Eduardo César e o seu vice, Domingos dos Santos, acompanhados dos vereadores Cláudio Gulli, Luciana Machado e do presidente da Câmara, Jairo dos Santos, estiveram na tarde da última quarta-feira, 31, na sede da Sabesp em São Paulo. A reunião com o superintendente regional, José Ricardo Manckel Amadei e com o diretor de sistemas regionais da Sabesp, Enéas Oliveira de Siqueira teve o objetivo de discutir a continuidade das obras de tratamento de esgoto no município. O deputado estadual Cunha Bueno também acompanhou a comitiva à Sabesp. Segundo a comitiva de Ubatuba, a Sabesp alegou dificuldades nos contratos com as empreiteiras mas prometeu que até o final de setembro, irá encaminhar para a Prefeitura de Ubatuba um cronograma dos prazos para a execução e término das obras. Segundo o prefeito Eduardo César, os diretores da Sabesp garantiram, durante a reunião, que a Estação do Bairro das Toninhas estará concluída ainda esse ano. “Os diretores disseram ainda que as demais estações de bombeamento para fazer com o esgoto chegue até a Estação de Tratamento entrarão em funcionamento por etapas, assim que forem sendo concluídas”, disse o prefeito. PMU
Tancredo fatura natação dos Jogos Escolares da Semana da Pátria

A Escola Municipal Tancredo Neves conquistou o título da natação, primeira modalidade disputada nos Jogos Escolares da Semana da Pátria, na tarde desta quinta-feira, 1. No resultado geral a E.M Tancredo Neves sagrou-se campeã no masculino e no feminino. O colégio Taba ficou em segundo lugar no masculino, enquanto a escola Dr. Esteves da Silva ficou com o vice-campeonato no feminino.


Confira os campeões de cada prova:

25 metros costas pré mirim feminino – Ana Laura Moromizato / Esteves; 25 metros costas pré mirim masculino – Caio César Santos / Taba; 50 metros costas mirim feminino – Flavia Fernandes / Tancredo; 50 metros costas mirim masculino – Igor Gonçalves / Tancredo; 50 metros costas infanto feminino – Camila Montini de Faria / Deolindo; 50 metros costas infanto masculino – Felipe Costilhas; 25 metros livre pré mirim feminino – Thais Matoszko / Objetivo;

25 metros livre pré mirim masculino – Caio César Santos / Taba; 50 metros livre mirim feminino – Priscila Santos / Tancredo; 50 metros livre mirim masculino – Igor Gonçalves / Tancredo; 50 metros livre infanto feminino – Lívia dos Santos Gonçalves / Cooperativa; 50 metros livre infanto masculino – Antonio Pinto Neto / Aurelina; Resultado geral – Masculino 1º Tancredo, 51 pontos 2º Taba, 37 pontos; Feminino 1º Tancredo 57 pontos, 2º Esteves 47, pontos. PMU
Secretaria divulga vencedores do concurso “Quem foi Hans Staden?”

A secretaria de Educação de Ubatuba divulgou a lista dos vencedores do concurso Cultural

“Quem foi Hans Staden”, que movimentou a rede municipal de ensino durante o mês de agosto. Dezenas de textos, desenhos e poesias foram apresentados à comissão julgadora para avaliação, onde foram observados os seguintes critérios: criatividade, conteúdo, apresentação, além de coerência e pertinência ao tema. Participaram da avaliação um supervisor de ensino, dois coordenadores da Secretaria de Educação, dois professores de educação artística e dois professores de ensino fundamental da rede municipal, que selecionaram 20 trabalhos feitos por alunos de 1ª a 8ª séries, alunos de Educação Especial e EJA. A cerimônia de premiação acontecerá nesta sexta-feira, 2, à partir das 16h no salão da Escola Municipal Padre José de Anchieta. O concurso fez parte da “Semana Hans Staden”, iniciativa do vereador Charles Medeiros, que propôs a lei 2681/05 e que durante o mês de agosto desenvolveu uma série de eventos, ligados ao homenageado.

Trabalhos premiados:

Aluno/Escola

1ª Série do I Ciclo Desenho
Augusto Felipe de O. Nascimento

E.M. Profª Altimira Silva Abirached
Adriel A.J. Alqueazar
E.M. Gov. Mário Covas Jr.
Jéferson de Souza Nascimento
E.M. Profª Altimira Silva Abirached

2ª Série do I Ciclo Desenho
Daiane A. dos Santos

E.M. Profª Nativa Fernandes de Faria
Rafael Pavão Pedro
E.M. Padre José de Anchieta Isabela
Fernanda Santolim Silva
E.M. Profª Altimira Silva Abirached

1ª Série do II Ciclo Texto
Emanuelle dos Santos Vieira

E.M. Profª Altimira Silva Abirached
Leonardo Alves de Souza
E.M. Maria Josefina Giglio
Silva Érika Rodrigues da Silva
E.M. Profª Altimira Silva Abirached

2ª Série do II Ciclo Texto
Mariana Justino de Jesus

E.M. Profª Olga Ribas de Andrade Gil
Alana G. Leite
E.M. Padre José de Anchieta
Caroline de Sá Ferreira
E.M. Profª Altimira Silva Abirached

8ª Série - Poesia
Tatiana Rodrigues de Souza

E.M. José Belarmino Sobrinho Educação Especial
Elton da Silva Sofiate

E.M. Padre José de Anchieta
Lucas Henrique Gomes Soares
E.M. Padre José de Anchieta
Danilo Assunção Alves
E.M. Padre José de Anchieta EJA – Educação de Jovens e Adultos
José Domingos dos Santos

E.M. Profª Olga Ribas de Andrade
Gil Ivone Aparecida Venâncio de Moura
E.M. Profª Olga Ribas de Andrade
Gil José Teobaldo Lopes da Costa
E.M. Profª Olga Ribas de Andrade
Gil Antonio Alexandre de Lima
E.M. Profª Olga Ribas de Andrade Gil

Índios assistem ao filme

Amanhã, sexta-feira, às 13 horas, cerca de 150 índios das aldeias Boa Vista (Promirim) e Renascer (Corcovado) poderão assistir ao filme “Hans Staden” no Cine Porto Itaguá. A película é totalmente falada em tupi-guarani, mas tem legendas em português. Os índios terão transporte das aldeias até o cinema.


Exposição

Ainda dentro da programação cultural “Hans Staden”, a partir da semana que vem poderá ser visitada na Secretaria de Turismo de Ubatuba (SETUR), a exposição que retrata o período vivido pelo alemão Hans Staden no Brasil, especialmente a época em que foi prisioneiro em Ubatuba, por meio de desenhos feitos pelo próprio alemão. A Setur juntamente com a Secretaria de Educação estão estudando a possibilidade da exposição percorrer as escolas do município. PMU

A exposição é composta por banners. O da foto traz a inscrição, em alemão: Eu estive aqui. Hans Staden, 1554
Ibama e Secretaria de Agricultura e Pesca discutem ordenamento pesqueiro

A Secretária de Agricultura e Pesca, Valéria Gelli, recebeu na manhã desta quarta-feira, 31, a visita da analista ambiental do núcleo de recursos pesqueiros do Ibama, Maria Cristina Cergole. O objetivo da visita foi conversar sobre as licenças ambientais para pescadores, visando o ordenamento pesqueiro, a gestão compartilhada e o desenvolvimento sustentável.
Atualmente, cerca de 70% dos pescadores atuantes no município não possuem a licença para trabalhar. Isso acarreta diversos problemas ambientais e danos aos próprios profissionais. Valéria Gelli explica que além da insegurança de ter o barco apreendido a qualquer momento, não existe um respeito em relação às espécies controladas. “É preciso que os pescadores tenham consciência e respeitem o defeso para que as espécies como o camarão e a sardinha não sejam extintas. A licença ambiental nos ajuda a ter um controle, proteger a natureza e garantir o trabalho dos pescadores”, disse.
O Ibama e o Ceap / PR ( Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca / Presidência da República) estão estudando formas para que os pescadores sejam legalizados no município. Segundo a analista Maria Cristina, a função do Ibama é promover uma ampla discussão, tendo em vista a gestão compartilhada.
“Nosso objetivo é unir os três níveis de governo, a sociedade civil e o setor produtivo para chegarmos a um consenso e garantir a continuidade da pesca para essa e para as futuras gerações”.
Em relação às fazendas marinhas, Maria Cristina disse que Ubatuba possui uma série de características que tornam a cidade propícia para o cultivo de mariscos e vieiras. “As águas de Ubatuba têm ótima qualidade e a geografia proporciona ambientes abrigados. Além disso, existe um entrosamento entre as quatro prefeituras do Litoral Norte, Ministério da Agricultura, Instituto de Pesca e Polícia Ambiental que facilita o desenvolvimento dos programas. Se todos tiverem em mente que esse desenvolvimento deve ser ordenado, temos grandes chances de alcançar o sucesso”, finaliza a especialista.


Visita a Brasília

A secretária municipal Valéria Gelli foi convidada pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento para participar da reunião técnica sobre o Programa Higiênico Sanitário dos Moluscos Bivalves, que acontece em Brasília. Esse programa contempla todas as etapas da cadeia produtiva dos moluscos, desde a produção primária até a exposição para venda ao consumidor, tendo em vista o risco sanitário inerente aos produtos em questão. Segundo Valéria, “esse programa só tem a colaborar com o desenvolvimento da maricultura, garantindo a segurança alimentar no município”. Todas as despesas da viagem estão sendo custeadas pelo Ministério. PMU
Fundo social busca novos projetos para geração de renda

Reunião para discutir o assunto na região acontece nesta sexta feira

A presidente do Fundo Social de Solidariedade de Ubatuba, Denise César, participará nesta sexta-feira, 2, em Guaratinguetá de uma reunião com os representantes regionais do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (FUSSESP). Todas as presidentes dos fundos sociais da região do Litoral Norte e Vale do Paraíba devem participar deste encontro, quando o FUSSESP apresentará um trabalho que visa o desenvolvimento social das pessoas, valorizando ações de inclusão social. O principal enfoque da reunião é a criação de programas e parcerias com a iniciativa privada, estimulando a geração de emprego e renda com a capacitação de multiplicadores.O Fundo pretende capacitar pessoas em técnicas de confecção de colchas, edredons e jogos americanos; bordado em linha; bordado em pedraria; patchwork; confecções da caixas, porta-retratos, álbuns e agendas em tecido. PMU
Começam os Jogos Escolares da Semana da Pátria em Ubatuba

Em discurso na abertura do evento, prefeito Eduardo César lança candidatura de Ubatuba para sede dos jogos regionais em 2007

O ginásio de Esportes Tubão ficou lotado na cerimônia de abertura dos “23º Jogos Escolares da Semana da Pátria” (JESP). Após o desfile das 22 escolas participantes, o atleta Antônio Pinto Neto, da escola Aurelina Ferreira, leu o “Juramento do Atleta”. Felipe Toledo da escola Olga Gil, conduziu a tocha e acendeu a pira olímpica. O público pôde acompanhar ainda um belo espetáculo proporcionado pelas equipes que representaram Ubatuba na final estadual da Ginastrada.
A Jê Academia abriu a festa apresentando a coreografia “Faces de um país”.Em seguida a academia Biodance apresentou uma coreografia baseada nas líderes de torcidas americanas que empolgou os espectadores. Fechando a manhã as meninas da Jê Academia voltaram e apresentaram a coreografia “Despertar”, de Joyce Parada Suguimoto, campeã estadual na categoria infantil da Ginastrada. No período da tarde aconteceram as primeiras provas de natação.
Nesta sexta feira o ginásio de esportes Tubão recebe os jogos de queimada, a Praia Grande abriga o surf e as escolas Maria Josefina, José Simeão e Cap. Deolindo recebem os jogos do futsal.


Jogos regionais


Em sua saudação aos participantes dos 23º JESP, o prefeito Eduardo César anunciou que Ubatuba é candidata a sediar os Jogos Regionais em 2007. “Estamos providenciando toda a infra-estrutura necessária para a realização dos Jogos Regionais em Ubatuba no ano de 2007. Estamos viabilizando a construção de duas piscinas e a construção de novas praças esportivas, alem da ampliação e reforma das já existentes”, disse o prefeito. PMU
“Prefeitura no Bairro” movimenta final de semana no Sumidouro e Taquaral

O programa “Prefeitura no Bairro”, realizado este mês no Sumidouro e Taquaral, levará para os bairros neste final de semana uma série de atividades, serviços e entretenimento para todos os moradores. As atividades do “Prefeitura no Bairro” estarão concentradas na escola municipal Professor José de Souza Simeão, no Taquaral.
No sábado, dia 3, a FUNDART (Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba) programou a exibição do filme “Vida de Inseto”, às 18 horas. No domingo, dia 4, a partir das 9 horas, a Fundart levará para os bairros, atividades de malabares, esquetes de humor e oficina, o palhaço Pimbolim, com recreação educativa, música ao vivo com a Banda Lira Padre Anchieta e artistas da Setorial de Artes Plásticas farão uma exposição de obras e telas pintadas no próprio local. Funcionários da Secretaria de Saúde estarão prestando orientações de saúde, como medição de pressão arterial e exames de diabetes.
O coordenador do “Prefeitura no Bairro”, Claudinei Salgado, avalia que esta ação da Prefeitura faz com que a população se sinta mais próxima da Administração. “Procuramos levar o máximo de serviço para a população dos bairros visitados. Além dos serviços prestados, buscamos interagir ainda mais com as comunidades mostrando a preocupação da Prefeitura em estar tentando ajudar a todos”, ressaltou.


Limpeza Geral

No início desta semana a Secretaria de Obras começou com seus trabalhos no Sumidouro e Taquaral, que deverão ser encerrados amanhã, dia 2. Cerca de 10 homens da secretaria estão executando serviços de colocação e limpeza de tubos, capinação, assentamento e pinturas de guias e sarjetas, além de obras de urbanização. Uma pá carregadeira, uma patrol, três caminhões e uma retroescavadeira também estão nos bairros até amanhã.

Meio Ambiente e informação

Hoje, quinta-feira e amanhã, a partir das 10 horas, a Sema programou palestras enfocando a importância da preservação dos ecossistemas, ecoturismo e qualidade de vida. Além disso, estão previstos plantios de mudas nas áreas verdes dos bairros e paisagismo nas unidades básicas de saúde.
Ainda hoje, às 16 horas, técnicos da Smapa estarão proferindo palestras sobre nutrição, enfocando o tema obesidade. E das 15 às 17 horas novamente haverá o cadastramento e a prestação de informações técnicas para pescadores e maricultores.
O projeto “Prefeitura no Bairro” buscar levar serviços de obras, limpeza, saúde, lazer e cultura para os locais visitados e já esteve nos bairros da Estufa II, Perequê-Mirim e Perequê-Açu. PMU

Setembro na Fundart

Este mês a FUNDART (Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba) faz uma homenagem ao cinema brasileiro. Serão apresentados diversos clássicos que bateram recordes de bilheterias pelo país. Confira a programação do cinema e dos eventos para todo o mês de setembro:

01 A 30 - EXPOSIÇÃO DE ARTES PLÁSTICAS - 10 ÀS 22H - Shopping Porto Itaguá

02 SEXTA - 19h - Espaço Cultural Eloyna Salgado Ribeiro
Apresentação Musical (MPB)- Maurício
20H - Casarão do Porto - CINE CLUBE
“O CASAMENTO DE ROMEU E JULIETA”

03 SÁBADO - 17h30 - E.M. Jose de Souza Simeão
Cinema para a garotada no Programa “Prefeitura no Bairro”.

04 DOMINGO - 09h às 14h - Taquaral - Participação da Fundart no Programa
“Prefeitura no Bairro”- E.M. Jose de Souza Simeão
- TEATRO (Esquetes de Humor e Oficina)
- MALABARISMO (Brincadeiras e exercícios com malabares)
- ENTALHE EM MADEIRA (Exposição e peças entalhadas no local)
- PALHAÇO PIMBOLIM (Recreação educativa)
- ARTES PLÁSTICAS (Exposição de obras e telas pintadas no local)
Grupo Setorial de Artes Plásticas da Fundart
- BANDA LIRA PADRE ANCHIETA
18h - Casarão do Porto - CINE CLUBE INFANTIL
“VIDA DE INSETO”

06 TERÇA - 20H - Casarão do Porto - CINE CLUBE
“O AUTO DA COMPADECIDA”

07 QUARTA - 20H - Casarão do Porto - CINE CLUBE
“GUERRA DE CANUDOS”

08 QUINTA - 20h - Casarão do Porto - CINE CLUBE
“VILLA LOBOS”

09 SEXTA - 19h - Espaço Cultural Eloyna Salgado Ribeiro
Apresentação Musical: GRUPO ARTIGO QUINTO
20h - Casarão do Porto - CINE CLUBE
“LISBELA E O PRISIONEIRO”

10 SÁBADO - 20h - Casarão do Porto - CINE CLUBE
“CARLOTA JOAQUINA - PRINCESA DO BRASIL”

11 DOMINGO - 18h - Casarão do Porto - CINE CLUBE INFANTIL
“HARRY POTTER E A PEDRA FILOSOFAL”

14 QUARTA - 20h - Casarão do Porto - FUNDART JOVEM
Espaço Livre de Expressão da Juventude Ubatubense

15 QUINTA - 20h - Casarão do Porto - CINE CLUBE
“REDENTOR”

16 SEXTA - 19h - Espaço Cultural Eloyna Salgado Ribeiro
Expressão Corporal e Sensibilidade Musical – Drª. Márcia
20h - Casarão do Porto - CINE CLUBE
“TIMOR LESTE”

17 SÁBADO - 20h - Casarão do Porto - Teatro Fundart
“Caldeirão de Skets”

18 DOMINGO - 18h - Casarão do Porto - CINE CLUBE INFANTIL
“HARRY POTTER E A CÂMARA SECRETA”

19 SEGUNDA - 20h - Restaurante Baleia Branca
Jantar do Grupo Setorial de Artes Plásticas

20 TERÇA - 20h30 - Casarão do Porto - PALESTRA
Essência: Tempo e Espaço - Walter Egon - Astrólogo

21 - QUARTA - 20h - Casarão do Porto - CINE CLUBE
“O QUE É ISSO COMPANHEIRO?”

22 QUINTA - 20h - Casarão do Porto - CINE CLUBE
“A INSUSTENTÁVEL LEVEZA DO SER”

23 SEXTA - 19h - Espaço Cultural Eloyna Salgado Ribeiro
Apresentação Musical (MPB) - Rafael Cintra
19h30 - Casarão do Porto - CINE CLUBE DEBATE
“GOYA”

24 SÁBADO - 21h - Casarão do Porto - SERESTAS E SERESTEIROS

25 DOMINGO - 16h - Casarão do Porto - CINE CLUBE INFANTIL
“HARRY POTTER E O PRISIONEIRO DE AZKABAN”
19h - Casarão do Porto
CORAL CANTO CAIÇARA - FUNDART

28 QUARTA - 16h - Barra dos Pescadores
ATO ECOLÓGICO NA BARRA DOS PESCADORES
Apresentação da Retreta Maestro Pedrinho

29 QUINTA - 20h - Casarão do Porto - CINE CLUBE
“AS HORAS”

30 SEXTA - 19h - Espaço Cultural Eloyna Salgado Ribeiro
Apresentação de DANÇA DO VENTRE - Academia Suheil
20h - Casarão do Porto - Teatro Fundart PMU
“Ladrão que pega ladrão não é ladrão”

quinta-feira, setembro 01, 2005

Até aqui?

Ubatuba também tem a sua Jeany Mary Córner. Fica ali pros lados do Perequê Açu. Assim como em Brasília, a maioria dos clientes são políticos. A gente fica sabendo de cada uma. Uma mosquinha me contou que um dia desses teve uma festa lá e na hora do acerto a turma deu no pé. Tinha até candidato a presidente de um partido que anda meio combalido. Se não forem rápido acertar as contas, a “empresária” vai abrir o bico. E o Ubatuba Víbora vai entregar o ouro. Alguém duvida?

Sidney Borges

Velhinha tinha conta no exterior

Luiz Fernando Veríssimo
"Prosseguem as investigações sobre a morte da Velhinha de Taubaté, que ficou conhecida nacionalmente por ser a última pessoa no Brasil que ainda acreditava no governo. O inquérito está sendo conduzido pela Polícia Federal e pelo Ministério Público, dada a repercussão do caso.
Um promotor sai de cinco em cinco minutos da sala em que está sendo interrogado o gato da Velhinha, o Zé, para informar à imprensa o que se passa lá dentro, embora o gato tenha, até agora, dito muito pouco. “Miau”, basicamente.
Houve um princípio de tumulto entre repórteres quando uma equipe da televisão, gravando clandestinamente no interior da casa da Velhinha, localizou um pedaço de papel com números e o que parecia ser a palavra “off-shore” em letra tremida, o que indicaria que a Velhinha tinha uma conta no exterior, onde receberia para acreditar no governo.
Depois se revelou que eram números para jogar na Sena, que a Velhinha sempre acreditava que ia ganhar, e que a palavra escrita era “oxalá”. Mas alguém ficou com o papel e é possível que a notícia “Velhinha tinha conta no exterior” apareça em alguma manchete nos próximos dias para atrair a atenção, mesmo que o texto diga outra coisa. Sabe como é a imprensa.
Todas as CPIs em andamento no Congresso Nacional disputam a prioridade em convocar o Zé para depor em Brasília, o que tem acirrado o conflito entre elas, que muitos temem possa acabar numa guerra aberta com congressista brigando com congressista pelos corredores e todos se juntando para pegar o ACM Neto.
Só o gato poderia contar o que realmente aconteceu, na improvável hipótese de, ao contrário do que fizeram tantos outros nas CPIs, começar a falar. Mas pode-se deduzir o que levou a Velhinha a morrer — ou se matar com veneno no chá. Ela nunca se recuperou totalmente do choque da notícia da compra de votos para reeleger o Fernando Henrique, seu ídolo na ocasião, apesar de depois acreditar em todos os desmentidos.
Debilitada, sofreu outro baque com as denúncias contra o Palocci, seu ídolo atual, e outro baque quando soube que nem no Ministério Público se podia confiar. Foi demais para a Velhinha.
O curioso é que as alegres multidões que iam até a sua casa na esperança de ver o fenômeno, um brasileiro que ainda acreditava, estão sendo substituídas por tristes romeiros que visitam o santuário improvisado na frente da sua casa, em Taubaté, na esperança de recuperar a fé.
A Velhinha pode muito bem se transformar em milagreira depois de morta. As pessoas querem acreditar, pelo menos, em quem acreditou um dia."

(Publicado em vários jornais)

Chumbo grosso à vista

Deputados da Lista se Rebelam
Os deputados José Janene, José Borba e Vadão Gomes, garantem que se insistirem em os escolherem como bodes expiatórios, irão falar e então a lista será muito maior. Dizem que não podem ter servido aos demais fazendo a coordenação e pagarem por todos.
Em uma festa na noite do ontem em Brasilia, Roberto Jefferson garantia que guardou munição pesada para os últimos capítulos de sua novela.
Quem quiser que pague para ver !

Fonte: Cesar Maia

PTB tem novo presidente em Ubatuba

divulgação

Anderson José Rodrigues, “TATO”, ao lado de Campos Machado

No último dia 29 de agosto de 2005, a convite do Deputado Estadual Campos Machado, Anderson José Rodrigues o “TATO”, juntamente com sua assessoria composta pelo jornalista Elisio Russo da Rádio Gaivota FM, Márcio Barbosa e Dr. Ivair Pinto de Moura, esteve presente junto ao Diretório Estadual do PTB, na cidade de São Paulo, para receber diretamente das mãos do Deputado Campos Machado a posse da diretoria provisória do PTB na cidade de Ubatuba.Campos Machado demonstrou confiança e satisfação quando se manifestou na entrevista concedida com exclusividade à Rádio Gaivota FM, inclusive, colocando à disposição do novo diretório local a bancada composta por 10 Deputados Estaduais e 9 Deputados Federais, dizendo que através do “PTB e de seu presidente TATO está interessado em ajudar a cidade de Ubatuba e o querido povo caiçara”, convencido de que dias melhores estão reservados para Ubatuba. Foi prontamente retribuido pelo novo presidente Anderson José Rodrigues o “TATO”, o qual por sua vez manifestou vontade de estruturar o partido na cidade demonstrando ainda estar bem preparado para a realização desse mister.
Já em Ubatuba diversos empresários, comerciantes e amigos se prontificaram a colaborar com esse novo desafio confiado ao nosso presidente “TATO”.
(Tato em entrevista à Rádio Costa Azul)

Fonte: Assessoria PTB

O fogo na Mata, mata a mata!

Ronaldo Dias
Com tantas áreas a serem protegidas, com tanta legislação e regras pertinentes à Mata Atlântica, no Estado de São Paulo, esta sempre esteve a mercê da sorte. A criação dos Parques, não previu e, se previu, não proveu recursos necessários à sua proteção. Neste inverno, como em todos os outros, mais uma vez, meus cabelos ficam em pé e, meu humor intolerante, com "trilheiros" de finais de semana e, andarilhos a beira da estrada que , amparados pelo direito de ir e vir, dentre tantos outros, inconseqüentes, voluntária ou involuntariamente ateiam fogo a mata seca. O vento forte e veloz se incumbe da propagação na mesma intensidade. Não há muito o que fazer. Não há aceiros preventivos, não há brigadas equipadas e treinadas e, muito fazem com o pouco, ou quase nada que tem, a defesa civil, PMs e GMs. A proteção da Mata Atlântica e dos ecossistemas de seu entorno, passa e, é dependente, da responsabilidade e das ações do Estado. Os municípios não possuem, nem podem custear nenhuma estrutura para este fim. Assim, as ONGs protetoras precisam, muito além de propor as restrições ao uso e a ocupação da Mata, compartilhar desta (triste) realidade, até por uma questão de ordem. O fogo, muito mais que as intervenções predatórias, extermina imediata e fulminantemente o que se pretendia preservar. O assunto é dependente de recursos, de posturas antipáticas e, muita vontade política, além, é claro, dos discursos e das campanhas, compatíveis com esta realidade, das ONGs ditas protetoras. Não há poesia na contemplação no fogo, quando quem arde é a Mata. Fogo na mata: Apague esta idéia. O Fogo na Mata, mata a mata.

HOOTERSJET

A Amma-Associação dos moradores da Maranduba vem aqui, ressaltar o valor dos inúmeros trabalhos de sua comunidade e das outras da Região Sul, sentindo-se ofendida pelo Sr. Afonso Gaspare de Martine, do Parque Radical Hootersjet, em carta publicada na internet.
Nosso povo tem consciência de seus direitos e valores e não é massa de manobra.
Quadrilha é o coletivo de ladrões, e não cabe a qualquer um. Quem sabe, àqueles que a sombra do poder, urdem tramóias.
Serão os vereadores? Claro que não! São eles, pessoas honestas e probas e que foram eleitos por quem neles confiou e por eles são respeitados e estão sempre presentes.
O Pároco da região, que como D. Pedro Casaldáliga, caminha ao lado de seu rebanho, sem medo dos “poderosos”? Não e não!
Nossas associações de bairro trabalham há muitos anos pelo deselvolvimento responsável desta região , inclusive no resguardo da coisa pública, como naquela área, onde um empreendimento como este se apoderou, e que, em listagem na internet, consta como no Perequê Mirim.
Em gestão passada, projeto de lei deste mesmo empreendimento, entrou na Câmara, através de um então vereador ligado ao prefeito. Monopolizava todo o comércio marítimo da Região Sul, em detrimento dos pequenos e caiçaras. Estes agora vereadores e o pároco ainda não o eram, mas nós, o povo, estivemos na Câmara contra tal projeto que, muito bravamente foi rechaçado.
Depois, sorrateiramente esta “coisa” aparece na Maranduba, com ajuda que sempre existiu, no seio de certas gestões, o que para nós, sempre foi correr atrás do perdido. Estes mesmos laços ainda permanecem.Caberia aqui muito bem uma CPI. O povo precisa saber quem é quem.
Estamos conversando com esta nova gestão, que se mostra cuidadosa neste caso. Reconhece nossa luta pela coisa pública, e pelo lugar onde um dia, nós caiçaras tivemos nossas canoas e ranchos de pesca. Nas gestôes do prefeito Ramos, sempre tivemos problemas ali. Na época , a mata nativa foi degradada por um laranja chamada Comtur. Mais tarde passamos a usar o espaço em nossos eventos comunitários e religiosos.
Esta área, está sub-júdice há muito tempo e não poderia ter sido alugada, mas o laranja Comtur conseguiu, e este empreendimento também; e mais ousado. Conhecedor das facilidades, conseguiu documentar em gestão passada, tudo aquilo numa área de 23.00 m2.(roupas) e hoje ocupa quase todo espaço livre da praia, e o povo cobra seus vereadores, a prefeitura e as associações, que lhes injetam paciência.,e a cêrca vai se alastrando, e fecha toda a praia, que arma e acende o estopim e o povo sopra o fogo.
Não justificamos vandalismos, mas quem justifica o que até agora vem acontecendo à revelia da lei? Os que não conhecem a história , se acham no direito da crítica. Criticar é fácil.
Cansados de esperar providências, somou-se a tudo isto a mistura de sangues mais inquietos, amantes dos direitos coletivos e do ir e vir, cerceado arbitrariamente.
Em plenário, ouvimos como seria fácil habilitar marinheiros.

Deve estar nos arquivos da Câmara, no dia em o projeto aqui mencionado, não passou. Imagine-se 10.000 crianças usando tais equipamentos, inclusive outros, perigosos, numa saga inaudita de ganhar dinheiro a qualquer custo. A AMMA não justifica o fato acontecido, mas talvez tenha sido o incêndio o mal menor.

Associação dos Moradores da Maranduba
Maria Chagas Cancellier
Presidente


Nota do editor - As reivindicações da população da Maranduba devem ser divulgadas. O procedimento fará com que seja formado um juizo sobre os fatos, por enquanto ninguém sabe o que está acontecendo. Com base nos argumentos será possivel fazer pressão sobre os foros competentes. O direito deve prevalecer. Vamos esperar a Justiça se manifestar, há muitos processos sendo preparados. Quando tivermos detalhes publicaremos.

Notícias da Prefeitura

Ubatuba conquista ouro na Ginastrada

A equipe da Jê Academia, de Ubatuba conquistou o primeiro lugar na categoria infantil (até 12 anos) na fase final do 22º Festival Ginastrada 2005, disputado em Martinópolis, entre os dias 25 e 28 de agosto. Os melhores grupos de dança e ginástica do Estado de São Paulo se apresentaram no ginásio de Esportes “Braz Sanches”, que esteve lotado em todos os dias de apresentações.
A competição reuniu cerca de 1.500 atletas de 65 academias disputando o título de melhor do Estado. O evento foi promovido pela Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer.
No retorno a Ubatuba as atletas foram recebidas pelo prefeito Eduardo César que comemorou o feito. “O trabalho desenvolvido pela Jê Academia já era reconhecido na região. Agora o Estado todo pode ver o talento que existe em Ubatuba. Continuaremos apoiando a Ginástica Rítmica e o esporte como um todo, pois o esporte ocupa um espaço muito importante na vida das pessoas”, avaliou o prefeito. Representaram Ubatuba as ginastas Débora, Larissa, Thais, Tainá, Gabriela, Priscila, Larissa Socca, Maira Jéssica, Letícia, Beatriz e Camila. A equipe de Street Dance da academia Bio Dance também participou da final estadual e ocupou a 13ª colocação na categoria infantil C. PMU



A Santa Casa é de todos

A Santa Casa agradece, mais uma vez, aos parceiros, membros da sociedade ubatubense que têm consciência que o hospital é de todos.. Este mês, a Igreja “Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias" confeccionou e doou Aventais para o Centro Cirúrgico. O "Grupo de Apoio para Santa Casa" liderado pela Sra. Zelma T. Landi realizou a doação de produtos de higiene para o Setor de Pediatria e os centros espíritas “Caminho da Luz” e “Irmã Iperoig" confeccionaram e doaram um enxoval para o setor de maternidade da nossa Santa Casa. A Santa Casa agradece também pelas doações que chegam todos os sábados da Feira Livre para o setor de Nutrição e, em especial, à Banca do Alemão, pela fidelidade de suas doações e pelo incentivo aos outros feirantes a continuarem nos ajudando. PMU




Natação abre os Jogos Escolares da Semana da Pátria em Ubatuba

Cerimônia de abertura acontece nesta quinta-feira pela manhã; à tarde os atletas caem na Piscina dando início as competições

Começam nesta quinta-feira, 1º, os “23º Jogos Escolares da Semana da Pátria”. A cerimônia de abertura está programada para às 9h no ginásio de Esportes Tubão.A festa começa com o desfile das escolas participantes. Após o pronunciamento das autoridades o atleta Felipe Toledo (surf), conduzirá a tocha para acender a pira olímpica e na sequência o atleta Antonio Pinto Neto (natação) lerá o Juramento do Atleta.A festividade continua com as exibições da Jê Academia e Academia BioDance, representantes de Ubatuba na Ginastrada, que apresentarão suas coreografias.No período da tarde começam as competições de natação, à partir das 13h30 na Piscina Municipal. O surf terá a Praia Grande como palco. O atletismo será disputado no Estádio Ciccillo Matarazzo. Os jogos do tênis de mesa serão disputados na Associação Ubatubense de Tênis de Mesa e o Futsal acontece nas escolas Maria Josefina (Estufa) e José Simeão (Taquaral), enquanto as partidas de queimada, damas e xadrez serão disputadas no Tubão.A competição, que envolve cerca de 2500 alunos do Ensino Fundamental e Médio (acima de 11 anos) das escolas municipais, estaduais e particulares da cidade acontecerá em duas etapas: a primeira será realizada entre 1 e 10 de setembro e terá disputas de natação, surf, atletismo, tênis de mesa, damas, xadrez, futsal e queimada. A segunda fase do evento acontecerá na segunda quinzena de setembro, com as disputas de vôlei e basquete.Os “23º Jogos Escolares da Semana da Pátria” são uma realização da Secretaria de Educação, com o apoio técnico da Secretaria de Esporte e Lazer.Joguinhos – Os alunos do Ensino Básico (1ª a 4ª séries) também terão atividades que são os Jogos Escolares Mini / Mirim, os chamados “Joguinhos”, que acontecerão em novembro. Criados para integrar os alunos mais novos nas competições esportivas, os “Joguinhos” estarão em sua terceira edição, com disputas de futsal e queimada. A Secretaria de Esporte e Lazer estuda a inclusão do Surf. PMU

quarta-feira, agosto 31, 2005

Cabeçudinhos

Em cada ejaculação são lançados, em média, 400 milhões de espermatozóides. É uma competição terrível. Na corrida pelo óvulo acolhedor só um triunfa. Pelos resultados que vemos por aí, dá para supor que a grande maioria dos espermatozóides é constituída de imbecis. Só chegam lá os campeões e o resultado são pessoas como Severino Cavalcante. Cabe a pergunta: que tipo de gente seria gerada pelos perdedores?

Sidney Borges

Tomatina



Multidão participa da "Tomatina", festa espanhola em Buñol (300 km a leste da capital, Madri) na qual as pessoas jogam tomates umas nas outras. Isso é o que diz a legenda da foto da “Reuters”. No entanto, se você olhar com cuidado, verá no alto um cara guardando um tomate no cofrinho. Eu hein!

Sidney Borges

Polícia para quem precisa...

Ronaldo Dias
Os depoimentos das CPIs proporcionam um espetáculo circense. Cínicos e mentirosos, amparados e protegidos por HCs a maioria dos depoimentos atestam que os integrantes das CPIs têm o poder mas não a capacidade e o preparo técnico para um trabalho investigativo profundo, cuja conclusão possa fundamentar legalmente, (com as provas necessárias) às acusações. Seus integrantes, não são preparados e, não são culpados por não terem formação policial pertinente. Não foram eleitos para investigações policias. Assim, por mais que tenham, possam ou solicitem a colaboração da Policia Federal o poder investigativo não será eficiente para lidar com as proporções da tamanha rede de corrupção, do trafico de influências, mensalões e caixas 2 onde, os envolvidos pintaram o 7. Foram centenas de milhões de reais e, outras tantas centenas de milhões de dólares, corrompidos, desviados, surrupiados, arrecadados, armazenados, sacados em bancos, na boca do caixa, de forma anormal, imprópria, ilegal, com a conivência das instituições envolvidas e acondicionados em casa, em malas e, até em cuecas (risos) distribuídos pontualmente por corruptores à corrompidos, para enriquecimentos ilícitos, fidelizar manobras de interesses políticos e, (principalmente)pessoais, altamente escusos, contrários a qualquer interesse da nação. Muito mais que a DASLU, o caso é de polícia e para a Receita Federal. Enquanto o fogo das CPIs esquenta a temperaturas explosivas, o mandante maior se diz traído e, desnorteado, viaja. Em todos os sentidos e, em todas as direções. Nos discursos compara-se, pretensiosamente, a estadistas. Se diz traído. Se foi traído, o país foi traído. O povo foi traído. Se o mandante não dá nome aos traidores, é porque deles é refém, ou, muito lhe convém. A aparência calma nas ruas é falsa e é só uma aparência. Os formadores de opinião estão com o Gabeira. O Severino, não dá. Articuladores, se esquivam e mudam o discurso. Convictos, já não crêem. Debandam. O Majoritário é menor. O efeito da Bomba será muito maior do que pensam, ou podem imaginar os "estopins" integrantes das manobráveis CPIs. São inúmeras as notícias e os indícios de crimes, transmitidos pela TV para o Brasil e, para o mundo. Daqui para frente, as apurações e investigações, transcendem uma Comissão Parlamentar e, as punições, suas propostas (de votação) de cassações (destes ou daqueles). O caso, é de polícia! Não é elementar Watson?

Das pizzas

Japão 1

O Japão tem uma das maiores economias do planeta. Brasileiros vão para lá trabalhar nas ocupações mais humildes. Limpando latrinas e varrendo lojas nossos bravos rapazes ganham mais do que os doutores daqui. O Japão é pequeno, tem pouca área para plantio e clima hostil. Nas ilhas do Arquipélago Japonês acontecem todos os tipos de fenômenos meteorológicos e geológicos. Uma piada dos anos sessenta dizia que o melhor lugar para uma lua de mel era Tókio. Na capital nipônica fazer amor não despendia esforço. Os movimentos ficavam por conta dos terremotos. O Japão não tem petróleo. Não tem bauxita para fazer alumínio. Não tem minério de ferro. Não tem cobre. Não tem metais raros. Não tem gado de corte. O Japão importa quase tudo o que necessita para que a sua economia ande. O Japão é populoso, suas cidades são verdadeiros formigueiros. Com todas estas desvantagens seria lógico que o Brasil estivesse à frente do Japão. O Brasil tem tudo o que precisa. Petróleo, ferro, bauxita, área para agricultura, gado e muito mais. Tem também um clima ameno e não sabe o que são furacões terremotos ou tsunamis. A população brasileira é pequena em relação ao território. Alguém é capaz de dizer por que o Japão é desenvolvido e o Brasil não? Espero respostas. Amanhã continuarei a escrever sobre o Japão.

Sidney Borges

Vereador Ricardo Cortes em ação

OF.GAB.VER.RC.146/2005
Ubatuba, 25 de agosto de 2004.

Ilustríssimo Senhor
Professor José Goldemberg
DD Secretário de Estado do Meio Ambiente

Prezado senhor,

Inicialmente devo cumprimentá-lo pela realização do Workshop-Plano de Ação e Gestão Diretrizes para o Desenvolvimento Sustentável do Litoral Norte, ocorrido no dia 12 do mês em curso, na cidade de Caraguatatuba e que contou com expressiva presença de representantes dos quatro municípios do Litoral Norte do nosso Estado.

Os temas abordados, bem como os responsáveis por suas apresentações, revelaram o alto nível das preocupações dessa Secretaria com o desenvolvimento equilibrado desta região e com a busca de uma solução que resulte do apoio das várias correntes de opinião da comunidade e dos técnicos que respondem pela condução do planejamento e do desenvolvimento de nossas quatro cidades.

Entretanto, face à imensa quantidade de perguntas, encaminhadas por escrito e respondidas com compreensível economia de tempo nos intervalos das diversas apresentações, algumas indagações não puderam ser feitas para que não ficasse prejudicada a seqüência de respostas às perguntas já encaminhadas à mesa.

Na certeza do empenho de Vossa Senhoria em ver esclarecidas todas as dúvidas da comunidade sobre os temas abordados, tomamos a liberdade de, em complemento ao conjunto dos esclarecimentos prestados naquela audiência pública, solicitar que seja encaminhada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente ao Dr. Paulo Tromboni de Souza Nascimento, Secretário Adjunto da Secretaria de Estado dos Transportes, expositor do tema Corredor de Exportação do Litoral Norte no capítulo referente às Políticas Públicas, a seguinte questão:

Considerando-se que a indústria paulista de material ferroviário produz com alta tecnologia os trens do Metro, trilhos e demais componentes das modernas ferrovias;

Considerando-se que os custos de manutenção de uma ferrovia em relação às rodovias, ao longo do tempo são infinitamente menores e suas operações menos traumáticas de serem realizadas;

Considerando-se que a abertura e implantação de uma ferrovia na Serra do Mar em plena Mata Atlântica, é muito menos invasiva, menos predadora, exige menores cortes e contenções, aceita maiores declividades se utilizados modernos processos de frenagens e tração, permitindo também um fluxo contínuo e seguro de tráfego pré-programado controlado por sofisticados e competentes programas de computador;

Considerando-se que além do transporte de cargas para o porto, a ferrovia poderá também transportar os automóveis que demandam o litoral e até mesmo apenas passageiros, para otimizar seus custos, reintroduzindo o uso das estradas de ferro, tão largamente utilizadas em outros países preocupados com a preservação do meio ambiente quando da abertura das necessárias vias de transporte,

Considerando-se ainda que as inevitáveis, caóticas e imprevisíveis implicações de um fluxo contínuo dos enormes caminhões “cegonha” na frágil malha viária urbana de pequena escala da cidade de São Sebastião poderiam ser evitadas por um traçado racional da ferrovia que contemplasse passagens de nível e elevados, ligados diretamente aos locais de estocagem e embarque portuário,

Pergunta-se:
A alternativa ferroviária foi considerada no presente estudo de implantação do corredor de exportação?

Se foi considerada e não foi adotada, por que e qual o seu custo comparado com o custo de uma rodovia, levando-se em conta as implicações decorrentes das considerações acima?

e ainda,
a solução rodoviária proposta impõe obrigatoriamente o procedimento previsto no Artigo 2º, inciso XIII, e demais pré-requisitos da lei 10.257 de 10.07.01- Estatuto da Cidade, que poderão inviabilizar definitivamente o projeto pondo em risco os investimentos já realizados para ampliação do porto. Essa possibilidade foi considerada?

Agradecendo antecipadamente a atenção que Vossa Senhoria puder dispensar ao presente, devemos esclarecer que o Diretório Municipal do Partido Verde da cidade de Ubatuba não poderá ficar alheio às questões decorrentes da implantação dos planos de desenvolvimento do Litoral Norte em tão boa hora propostos pelo Governo do Estado, pretendendo, ao fazer as indagações acima, contribuir para a construção de uma consciência ecológica junto à comunidade.

Atenciosamente,

Vereador Doutor Ricardo Cortes
Presidente do PV de Ubatuba

Editorial

Para reflexão

Tenho lido na Internet algumas defesas do ato praticado pela “multidão enfurecida” na Maranduba. Na minha visão houve uma afronta aos poderes constituídos e um flagrante desrespeito à Democracia. Há quem se imagine acima da lei, o que pode se tornar muito perigoso. Sobre direito presumido, vejamos o que diz um mestre:

"O problema do fundamento de um direito apresenta-se diferentemente conforme se trate de buscar o fundamento de um direito que se tem ou de um direito que se gostaria de ter." (Noberto Bobbio, in "A Era dos Direitos", Editora Campus, pg. 15).

É apenas para constar, já que em Ubatuba o que dizem os mestres não importa. Importa ser desta ou daquela religião ou amigo pessoal, isto acima de tudo. Cada vez mais esta cidade se assemelha aos versos de Caetano: “o avesso do avesso do avesso...”

Cabe lembrar que o poder é transitório e o tempo passa, o tempo voa...

Sidney Borges

Ensaio

Divagações pesarosas ou a pizza nossa de cada dia

Renato Nunes - Arquiteto
Quando o ex-presidente Clinton deixou as marcas de seu entusiasmo varonil no vestidinho da Mônica, revelando ainda que seu charuto cubano fora compartilhado por outros lábios que não os seus e dentro das quatro paredes de acesso restrito do reino americano, o mundo não veio abaixo. Contra tudo e contra todos salvaram-se Clinton e o império, porque assim convinha. Mas primeiro precisavam da verdade e das desculpas sinceras, públicas e lacrimosas, assistidas na primeira fila pela esposa, pela filha e pelo dog, e na segunda pelo mundo todo. Antes, o Congresso do Tio Sam não havia poupado o poderoso Nixon levando-o à renúncia, antecâmara do “impeachiment”, porque ele sabia e não impedira a bisbilhotice ocorrida no interior do labirinto encefálico da democracia americana. Entretanto, salvou Clinton porque, humano, fiel à história não resistiu ao velho canto da sereia entoado no salão oval da Casa Branca. A força e a segurança dos valores daquela nação souberam separar a prioridade das leis do grupo sobre as particularidades do comportamento do indivíduo. E nós aqui? O caso do assalto ao nosso dinheiro guardado pelo governo nas estatais e fundos de pensão, perpetrado pelos dirigentes do país para comprar deputados, partidos políticos e o silêncio cúmplice não fere também as leis do grupo? A quem estão querendo “blindar”? Que raios de modelo econômico é esse que veio para mudar e hoje exibe uma carga tributária de 35% do PIB? Mal comparando é como se um médico famoso se vangloriasse de ter armazenado até o limite o seu banco de sangue, empilhando do lado de fora os corpos secos dos doadores. Se a política econômica estiver certa resistirá às mudanças pessoais. Se estiver errada, com maior razão sejam postos na rua e à disposição da Justiça.
Vindo a solução do Congresso não há o que temer, ele existe justamente para decisões como essa.

“R E C A Í D A”

Corsino Aliste Mezquita - Professor*
Lendo a pauta da SESSÃO DA CÁMARA, de 30-08-05, constatei, Projeto de Lei N°058/ 05, de autoria do Sr. Vereador, Marcos Francisco Demo, propondo o “Programa Leve Leite em Pó”. Na sessão, o Nobre Vereador, solicitou o adiamento da apreciação e da votação por três sessões. Esperamos seja estratégia para retira-lo definitivamente.
Todos lembramos que, em 2003, o mesmo Nobre Vereador apresentou o Projeto de Lei n° 123/ 03, sobre o mesmo assunto.Aprovado o projeto resultou na Lei n° 2.453 de 04 de novembro de 2003. Vetada pelo Exmo. Sr. Prefeito e derrubado o veto, a lei foi promulgada pela Câmara. Sendo ilegal foi proposta, pela Administração, “Ação de Inconstitucionalidade”- ADIN – sob o n° 109.836.0/ 0, ao Egrégio Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, com pesados custos para o município.
Apreciada a Ação foi concedida liminar com o texto a seguir:
“Concedida Liminar suspendendo a vigência e a eficácia da lei, até o julgamento final da ação, por afrontar o princípio de harmonia dos poderes, ofendendo os artigos 5° e 176, Inciso I, da Constituição Estadual”.
Todos que tem algum conhecimento das finalidades e da legislação da EDUCAÇÃO sabem que, esse projeto, contraria a lei de Diretrizes e Bases da Educação e o bom senso. Os alunos não podem ser tratados como esmoleiros e a Secretaria de Educação com a função de esmoler.
No veto da Lei n° 2.453/ 03, o Nobre Vereador, foi esclarecido da inviabilidade da lei, dos custos, da falta de previsão orçamentária e, principalmente, de sua inadequação aos princípios e legislação educacional, assim como as prioridades da Secretaria Municipal de Educação. Quais serão os motivos desse recaída?.Pelas informações que recebemos, sem as solicitar e sem sair de casa, não seria demais, os Nobres Vereadores, fiscalizarem a Merenda Escolar e solicitarem, dos responsáveis, alimentação de qualidade, nutritiva, balanceada, gostosa e que atenda, satisfatoriamente, as necessidades dos alunos, nos períodos de permanência, na escola. A suplementação alimentar, na escola, é responsabilidade do Município e, considerando as carências de grande parte do alunado, do nosso Município, deve ser tratada com generosidade, grandeza, eficiência e qualidade. Os Senhores Vereadores devem fiscalizar para que isso aconteça.

* Ex-secretário da Educação de Ubatuba

Notícias da Prefeitura

Educadores de Ubatuba discutem problemas relacionados à dislexia

Encontro contou com palestras de profissionais ligados a Associação Brasileira de Dislexia

A dislexia, distúrbio de maior incidência nas salas de aula, foi discutida durante o I Encontro sobre Dislexia de Ubatuba, realizado no último dia 29 pela Secretaria Municipal de Educação. Cerca de 250 educadores de Ubatuba puderam esclarecer dúvidas sobre esse assunto tão complexo que atinge cerca de 10 a 15% da população mundial.

Durante quase dez horas, profissionais ligados a Associação Brasileira de Dislexia (ABD) puderam apresentar um panorama geral sobre esse distúrbio de aprendizagem. Os palestrantes Maria Ângela Nogueira Nico (Coordenadora Técnica e Científica da ABD), Tânia Oliani (Membro do Centro de Avaliação e Encaminhamento da ABD), Mônica Helena Teixeira da Silva (Olftalmologista) e Jaime Luiz Zorzi (Fonoaudiólogo) apresentaram audiovisuais para esclarecer os educadores, mas todos fizeram questão de salientar a importância do diagnóstico feito pela ABD.“Somente a ABD pode atestar, após a realização de uma série de exames, realizados por uma equipe multidisciplinar, se uma pessoa é dislexa”, disse Maria Ângela. Cristiane Gil, coordenadora do ensino fundamental da Secretaria Municipal de Educação e idealizadora do evento avaliou que um dia é pouco para se discutir o problema. “Os educadores pediram para a Secretaria agendar novas palestras para um melhor entendimento sobre a questão. Mas já a partir de hoje, nossos profissionais passam a contar com mais recursos para identificar casos de dislexia”, disse Cristiane.
Para a secretária de Educação, Isabel Roseli de Souza Leite o encontro foi muito proveitoso. “Os educadores mostraram um grande interesse pelas palestras e os palestrantes saíram daqui satisfeitos por poderem esclarecer as dúvidas que foram apresentadas. Continuaremos investindo no aprimoramento do nosso magistério”, disse a secretária.

Dislexia

Definida como um distúrbio ou transtorno de aprendizagem na área da leitura, escrita e soletração, a dislexia é o distúrbio de maior incidência nas salas de aula. Ao contrário do que muitos pensam, a dislexia não é o resultado de má alfabetização, desatenção, desmotivação, condição sócio-econômica ou baixa inteligência. Ela é uma condição hereditária com alterações genéticas e também no padrão neurológico. Por esses múltiplos fatores é que a dislexia deve ser diagnosticada por uma equipe multidisciplinar. Esse tipo de avaliação dá condições de um acompanhamento pós diagnóstico mais efetivo, direcionado às particularidades de cada indivíduo, ou resultados concretos. PMU
Defesa Civil atua em dois incêndios em Ubatuba

A Defesa Civil foi acionada duas vezes durante a noite da última segunda-feira, 29, para apagar incêndios em residências de Ubatuba. Um deles, no Bairro Samambaia, foi criminoso. Um carro foi incendiado dentro da garagem de seu dono, danificando o motor. O outro incêndio foi causado por uma vela no bairro Núcleo Botafogo. Os vizinhos ajudaram a controlar o incêndio na casa do Núcleo Botafogo, mas boa parte dos móveis do quarto e da sala foram perdidos. E o carro,do incêndio no bairro Samambaia também sofreu perda total. O chefe da Defesa Civil, Pedro Marciano disse que esse crime representou grande risco para a família. “Se o fogo chegasse ao tanque de gasolina, o carro poderia ter explodido, pegando fogo em toda a casa”. PMU
Torneio Aquakids/Di Mônaco reúne promessas da natação de Ubatuba

O 6º Torneio Aquakids / Di Mônaco de natação reuniu na manhã do último domingo, 28, aproximadamente trezentos jovens nadadores de Ubatuba, na faixa etária de 7 a 14 anos. O público também aproveitou a manhã de sol e lotou as dependências da Piscina Municipal para acompanhar os atletas.Disputado apenas entre as escolas de natação de Ubatuba, o objetivo do torneio é atender alunos das categorias de base, visando uma iniciação com critérios técnicos.Todos os participantes receberam prêmios pela participação.O Secretário de Esporte, Bittencourt Jr. salientou o trabalho promovido pela coordenação de Natação. “Pela primeira vez todas as crianças inscritas para participar das aulas na Piscina Municipal puderam ser atendidas. O mais importante é que neste 6º Torneio Aquakids / Di Mônaco todos os participantes foram vencedores”, disse o secretário.Além da equipe da Secretaria de Esporte e Lazer de Ubatuba, participaram as academias Spazio, RH positivo e Barros Acqua Sport. O 6º Torneio Aquakids / Di Mônaco teve o patrocínio da empresa de artigos de esportes náuticos Di Mônaco pelo sexto ano consecutivo. PMU
 
Free counter and web stats