sábado, julho 02, 2005

CPI

divulgação

Membros da CPI buscam elucidar fraudes na folha de pagamento

Recesso parlamentar não interrompe a CPI

A Comissão Parlamentar de Inquérito que apura o desvio de verbas públicas através da folha de pagamento dos funcionários da Prefeitura de Ubatuba ouviu, esta semana, os Secretários de Administração, Silvio Bonfiglioli Neto e de Finanças, Gilson Ferreira da Silva.
Os vereadores Dr. Ricardo Cortes (PV), Jairo dos Santos (PT) e Edílson Felix (PSC) fizeram perguntas aos secretários municipais, visando elucidar pontos obscuros em torno do desvio de verbas públicas. A principal questão era desvendar a maneira, como e por quem era operado o esquema.
Dados cruzados entre a CPI e a Comissão de Sindicância apontam para a necessidade de uma investigação mais profunda junto à instituição bancária onde o dinheiro do funcionalismo era depositado.
A CPI continua trabalhando durante o recesso parlamentar e já convocou novos depoimentos para a próxima semana, inclusive funcionários do banco.
Fonte: Ascom

SOS Maranduba

A comunidade da 2ª praia mais freqüentada de Ubatuba, representada pela Associação dos Moradores da Maranduba – AMMA - pede socorro.
Primeiro foi a comunidade caiçara espoliada pelo poder dos grileiros. Agora é a natureza que paga o preço da cobiça com o apadrinhamento dos maus políticos.

No canto norte, comerciante faz do calçadão público, área privativa para seu bar, o povo denuncia e a administração regional ajuda a acobertar e a comunidade perde.

No canto Sul, comerciante de marina cerca a praia e fecha o acesso ao rio e passagem de moradores, como se fosse sua propriedade.

No meio da praia, outro comerciante, com ambição ainda maior e apoio político, se instala cercando todo o acesso à praia, sem a documentação devida para o comércio, montou um “parque radical”, apenas de fachada, sobre área de vegetação nativa, encobrindo trabalhos de especulação imobiliária, na área em processo de litígio.

O que sobrou agora? Onde guardar a canoa do caiçara pescador, que se abrigava à sombra da amendoeira, mesmo lugar de seus ancestrais, em seus ranchos de canoas?
Ali também se esconde agora um filão de especulação imobiliária.
Fonte: ASCOM

Romerson de Oliveira no Perequê-Mirim

marcos roberto

Vereador Mico com o presidente da Sociedade em Defesa do Perequê-Mirim

Vereador Romerson de Oliveira (Mico) acompanha projeto do Executivo no Bairro do Perequê-Mirim

O Perequê-Mirim, desde o dia 27, é por uma semana, a sede do Executivo Municipal.

Com o projeto “Prefeitura no Bairro”, o Executivo descentraliza os trabalhos e fica em contato direto com a comunidade.
O projeto terminará no próximo dia 03 de julho com recreações, corte de cabelo, retirada de 2ª vias de documentos, dentre outras atividades e atendimentos de secretarias da Prefeitura Municipal.
O vereador, Romerson de Oliveira, Mico, PFL, fez um mapeamento detalhado das prioridades que devem ser resolvidas no bairro. Antes do início do projeto, Mico esteve reunido com secretários municipais, quando discutiram sobre as verdadeiras necessidades da comunidade local.
Desde 2ª feira, 27 de junho, o vereador Mico tem acompanhado os trabalhos realizados pela prefeitura e transferiu suas atividades parlamentares para o bairro, a fim de estar junto com a comunidade em busca de melhoramentos.
Como a semana contou com um dia a menos, por causa do feriado Municipal de São Pedro Pescador, houve um atraso na chegada de materiais para a execução dos trabalhos e na confecção dos tubos que serão colocados em algumas ruas do bairro, Mico conseguiu da Prefeitura que a secretaria de obras ampliasse suas atividades até o dia 08 de julho. Desta forma todas as necessidade do bairro, que foram expostas pelo vereador, poderão ser atendidas.O vereador Mico combinou uma parceria, durante reunião com o secretário de Saúde, Marcos Franco, entre a Secretaria e a comunidade para realizarem um mutirão no Posto de Saúde do bairro. Na reunião ficou acertado que a mão de obra dos trabalhos de manutenção do telhado, reforma da parte elétrica e pintura, ficará por conta dos moradores. Caberá à Secretaria o fornecimento do material necessário.Na ocasião, o secretário informou o vereador é intenção do Executivo construir já no próximo ano, uma nova Unidade de Saúde no Bairro do Perequê-Mirim, que será um referencial em atendimento e pronto atendimento na região sul do município.
“Fico satisfeito com esse projeto no Perequê-Mirim e mais ainda com a atenção que a prefeitura tem dado ao bairro. Não podemos esquecer de salientar que o bairro cresce em uma velocidade gigantesca onde a população já chega à casa dos 7.000 moradores, desta forma necessita de uma atenção aos problemas que também não param de crescer. Como vereador que desempenha as atividades junto à população de Ubatuba, vejo que dar ao Perequê-Mirim uma infra-estrutura adequada aos serviços públicos,servirá para atender não apenas os moradores locais, mas também os de outros bairros vizinhos, que já utilizam estes serviços do Perequê Mirim”. Lembra o vereador Mico.


Alunos do EJA da Escola Municipal Maria da Cruz Oliveira, participam da Sessão de Câmara na última 3ª feira.

O aluno Amauri Alves dos Santos falou na Tribuna Popular em nome dos colegas da Escola Maria da Cruz Oliveira, presentes na Sessão de Câmara, no último dia 28. Vinte colegas estavam no plenário para ouvir o que, segundo eles foi um belo discurso de Amauri, que apontou os anseios de todos, quanto à Educação no Município, Infra-estrutura, Riqueza Natural e Cultura Caiçara. O estudante finalizou o discurso destacando a necessidade da presença dos representantes da Casa de Leis nas Escolas da Cidade.
Os alunos pediram o apoio do vereador Mico junto a Diretoria Regional de Ensino para que seja implantado um EJA –Ensino para Jovens e Adultos, da 5ª a 8ª séries, no Perequê -Mirim. Desta forma, para continuar os estudos, eles não precisariam sair do bairro a procura de uma vaga em outros locais distantes.
Aproveitando a sessão, o vereador Mico usou a palavra e disse aos presentes que no dia 07 de julho, estará em uma reunião com Edina Paula Roma Teixeira – Dirigente Regional de Ensino de Caraguatatuba, para levar a solicitação do estudante, além de inúmeras propostas de parcerias para conseguir melhores condições de ensino em Ubatuba.
O vereador ficou muito satisfeito com a presença dos alunos e agradeceu a todos.”Quero parabenizá-los pela vinda de vocês à Casa de Leis e dizer que é assim que funciona o processo democrático. Sinto-me satisfeito como legislador em ver a população participando do andamento político da cidade e é justamente o papel do vereador em atender as necessidades da população”. Finaliza Romerson de Oliveira (Mico).
Fonte: Assessoria de gabinete

Aplicação de Posturas Municipais

Ronaldo Dias
Li na Folha Cotidiano em reportagem assinada por Fábio Amato (Folha SJC), que Campos do Jordão cancela shows. "Sob certos aspectos, Campos do Jordão é diferente das cidades de praia. Existe um refinamento musical já tradicional na cidade. Aqui não é o lugar apropriado para forró nem sambão" . Os eventos que possam trazer transtornos, tanto para o caótico trânsito da cidade, quanto para a segurança dos turistas serão cancelados. A associação dos hotéis e o comércio apóiam a postura municipal. "Não estamos discriminando ninguém, mas depois que houve o arrastão, tivemos um prejuízo muito grande. Muita gente cancelou reserva com medo da violência. "...20 mil, 30 mil pessoas é muita gente para o nosso município", afirma corajosamente o prefeito. A aplicação de posturas municipais deste tipo, demonstram planejamento, ordem, disciplina e, principalmente, cuidados com os turistas. Tem ainda, peso bem pesado, de merchadising. Quem não quer? Excelente!

Notícias da Prefeitura

divulgação

Os bonecos do Grupo Guaruçá fizeram enorme sucesso com o público

Festa de São Pedro foi sucesso em Ubatuba

Evento reuniu grande público que pôde conferir os costumes caiçaras, gastronomia e a devoção dos fiéis ao Santo Padroeiro da cidade

A 82ª Festa de São Pedro, em Ubatuba, foi um verdadeiro sucesso. Seis dias de muita música, expressões culturais, comida da melhor qualidade e um grande público. A festa que este ano aconteceu ao lado do Aeroporto Gastão Madeira proporcionou ao público presente uma diversidade de atrações.
Segundo a organização o público presente superou as expectativas. O folclorista Nei Martins disse que há tempos a festa de São Pedro não era tão boa. O prefeito de Ubatuba, Eduardo César, demonstrou satisfação com o resultado do evento. “É importante valorizarmos a cultura e as tradições de nossa cidade. A festa só foi um sucesso graças ao empenho de muitos funcionários que, com dedicação não mediram seus esforços para organizarem tudo”, avaliou César.

Confira o resultado de algumas das atrações ocorridas durante a Festa:

Rainha dos Pescadores
Juliana Moura – 85 pontos
Jéssica Daniele – 82 pontos
Fernanda dos Santos – 75 pontos

Julgamento dos Barcos
Mirinha – 46 pontos
Ilha Vence – 41 pontos
Rosimeire – 25 pontos
Dom João – 18 pontos
Dama da Noite – 14 pontos

Corrida de Canoas
Categoria Dois Remos Comuns
1º Neli e Danilo – Barra Seca
2º Antonio Correia e Marquinhos – Lázaro
3º Nelsinho e Daio – Barra Seca
4º Domingos e Rodrigo – Sete Fontes
5º Dionízio e Erico – Barra Seca

Categoria Um Remo Especial
1º Erico – Perequê-Açu
2º Nelsinho – Barra Seca
3º Mário – Barra Seca
4º Renato – Sete Fontes
5º Ricardo – Itaguá

Categoria Dois Remos Feminino
1º Eliane e Carla – Lázaro
2º Rosa e Priscilla – Barra Seca
3º Odileuza e Marlene – Itaguá
4º Cristina e Tâmara – Barra Seca
Crislaine e Margareth – Itaguá e Barra Seca

Categoria Um Remo Comum
1º Nélio – Barra Seca
2º Daio – Barra Seca
3º Nelsinho – Barra Seca
4º Ricardo – Itaguá
5º Mário – Barra Seca PMU



“Prefeitura no Bairro” movimenta o fim de semana da comunidade do Perequê-Mirim

Nessa oportunidade, será inaugurado o projeto “A onda é brincar”, uma brinquedoteca itinerante que levará diversão às crianças de todo o município

A comunidade do Bairro Perequê-Mirim terá diversos motivos para sair de casa, divertir-se e exercer a cidadania durante esse final de semana. O projeto “Prefeitura no Bairro” levará para a Escola Municipal Maria da Cruz Barreto, diversas atividades que envolvem grande parte das Secretarias da Prefeitura. O evento começa com uma sessão de cinema na sexta feira à noite e segue até domingo, com palestras, música, teatro, esportes, brincadeiras, educação, atendimentos na área da saúde e assistência social.
Nesta semana que antecedeu o evento, a Secretaria de Obras realizou um grande trabalho de limpeza e manutenção do bairro. Segundo a equipe que trabalhou no bairro, foram feitos nivelamentos de ruas, retirada de entulhos, limpeza de valas, capina da marginal, assentamento de tubos, entre outros.

A onda é brincar

As crianças do bairro Perequê-Mirim serão as primeiras a receber o projeto “A onda é brincar”, um programa itinerante que tem como finalidade garantir a elas o acesso e o direito de brincar, num espaço adequado e com grande variedade de brinquedos. Esse trabalho é resultado de uma parceria entre o Fundo Social de Solidariedade e a Secretaria Municipal de Educação.
Serão seis tendas, com motivos e interesses diversos. Casa de faz-de-conta, mini-cidade, jogos de construção, jogos de regras e centro pedagógico são algumas das opções que as crianças de 2 a 12 anos poderão desfrutar na brinquedoteca.

Atendimento aos munícipes

O projeto “Prefeitura no Bairro” visa levar para perto do cidadão os trabalhos e as secretarias responsáveis pelo atendimento aos munícipes. O prefeito Eduardo César diz que isso significa a concretização de um sonho antigo. “Esse projeto que está agora na sua segunda edição faz parte do ideal de realizar uma administração participativa. Nós queremos manter um contato direto com a população. Estamos levando às comunidades serviços que acrescentam e colaboram, para que as pessoas do nosso município tenham maior qualidade de vida. É com muito orgulho que nós unimos as secretarias para realizar esse grandioso trabalho itinerante”, finalizou.

Confira a programação e participe!

Local: Escola Municipal Maria da Cruz Barreto
Rua Pedro Cabral Barbosa, 248

Sexta-feira – 1 de julho
19 horas - Sessão de Cinema – Apresentação de filme “Central do Brasil”

Sábado – 2 de julho
Palestras:
9 h às 9h50 - Nutrição na melhor idade
10h às 10h50 - Hortas caseiras
11h às 11h50 - Permacultura (cultura permanente p/ sustentabilidade)
12h às 12h50 - Maricultura e Pesca
13h às 13h50 - Nutrição e Qualidade de Vida
17 horas – Sessão de cinema infanto-juvenil - Apresentação do filme “Jimmy Neutron”

Domingo – 3 de julho
das 9 às 14h
- Apresentação da Banda Lira Padre Anchieta
- Teatro – esquetes de humor e oficina, com o instrutor Jorge Luis
- Malabarismo – brincadeiras e exercícios com malabares (instrutor Nicolas)
- Palhaço Pimbolim – Recreação Educativa (ator Daniel Motta)
- Artes Plásticas – Exposição de Obras e telas pintadas no local (Grupo Setorial de Artes plásticas da Fundart)
- Exibição do grupo de Melhor Idade
- Recreando em seu bairro (atividades de esporte, lazer e recreação)

Atividades da área da saúde:
- Mensuração peso e altura
- Teste de glicemia capilar
- Aferição da pressão arterial
- Avaliação IMC (Índice de Massa Corpórea)
- Orientação médica e de enfermagem
- Exposições das ações desenvolvidas pelo PSF
- Exposição de valores nutricionais de frutas e legumes
- Sorteio de brindes e lembranças a serem arrecadados entre funcionários no comércio local
- Demonstração prática de montagem da horta suspensa

Atendimento ao público / cadastramento
- feirante / produtor rural
- pescador/ maricultor
- Exposição de itens produzidos no município
- Documentação (segunda via de RG, de Certidão de Nascimento e de Antecedentes Criminais)
- Painel de fotos dos cursos oferecidos pela Secretaria de Assistência Social com informações e inscrições.
- Corte de cabelo PMU

Mazzaropi volta para Ubatuba

divulgação

Vá à Fundart e veja pessoalmente a espingarda "de matar na curva"

Carlos Rizzo
O maior ídolo cinematográfico do Brasil, realizou três dos seus filmes com locações em Ubatuba. Afora os cenários, muitos dos ubatubenses participaram como figurantes nesses filmes.
Francisco Santiago Neto é um dos filhos adotivos do Mazzaropi e possui um acervo com cerca de 40 mil peças para as exposições que realiza pelo Brasil inteiro.
A exposição deverá ser composta com roupas, cenários, painéis fotográficos sempre contemplando primeiramente os filmes realizados em nossa cidade com o objetivo principal de localizar e identificar todos os moradores que participaram daqueles eventos.
Um espaço especial será destinado ao musico e compositor Euphideo dos Santos, pai da esposa do ex-prefeito Zizinho Vigneron.
Paralelamente à exposição serão realizadas sessões com os filmes dos Mazzaropi e palestras do Sr. Santiago junto a alunos e professores.
Graças à colaboração do Grupo Setorial de Artesanato a exposição do Mazzaropi em Ubatuba, acontecerá paralelamente na certeza que os dois eventos se complementam e se enriquecem.

Mazzaropi volta para Ubatuba
De 01 de julho a 10 de julho de 2005
Local – Sobradão do Porto – Fundart
Entrada franca

Cronograma da exposição

02 de julho – Sábado
10 horas - abertura da exposição
18 e 20 horas - exibição do filme A banda das velhas virgens / 1978

03 de julho – domingo
10 horas – abertura
16 horas – Inicio dos encontro do Sr. Santiago com todas as pessoas que participaram dos filmes do Mazzaropi para cadastro, registro e realização do evento de sábado dia 09 de julho
18 e 20 horas - exibição do filme – Vendedor de lingüiça / 1961

04 de julho – segunda feira
09 horas - abertura
20 horas - exibição do filme – O corinthiano / 1966

05 de julho – terça feira
09 horas - abertura
20 horas - exibição do filme – Uma pistola para Djeca / 1969

06 de julho - quarta-feira
09 horas – abertura
18 horas - palestra do Sr. Santiago
20 horas – exibição do filme – Meu Japão brasileiro / 1964

07 de julho - quinta-feira
09 horas – abertura
20 horas – exibição do filme – O gato de madame / 1956

08 de julho - sexta-feira
09 horas – abertura
18 e 20 horas exibição do filme – Zé do piriquito –1960

09 de julho – sábado
09 horas – abertura
16 horas - encontro do Sr. Santiago com todas as pessoas que participaram dos filmes do Mazzaropi para entrevistas e registro histórico do evento.
18 e 20 - horas exibição do filme – A Banda das velhas virgens – 1978

10 de julho – domingo
09 horas – abertura
16 horas – palestra do Sr. Santiago
18 e 20 horas - exibição do filme o Vendedor de lingüiça - 1961

sexta-feira, julho 01, 2005

Acabou o prazo!

Os cento e oitenta dias de trégua que o prefeito Eduardo César pediu foram rigorosamente respeitados. Nós entendemos que a práxis política local deveria ser levada em conta. Em Ubatuba os que participam das campanhas políticas recebem as batatas. São vencedores e como tal nomeados para os melhores cargos. Em certos casos a nomeação é justa, há competência, em outros não, é notório o pagamento por favores recebidos. Enfim, Eduardo César prometeu que iria mudar a cidade, iria resgatar valores que jazem adormecidos pela prática de fisiologismo desenfreado que sabemos acontecer na administração, não só de Ubatuba, mas de todo o Brasil. A corrupção é outra história. Nesse quesito a cidade está tranqüila, se por um lado há questionamentos de cunho administrativo, temos a mais absoluta certeza da lisura da administração em relação ao que é público, o que é um bom sinal. Quando da nomeação do primeiro secretariado, estranhamos certos nomes. Apesar disso, preferimos calar. Aguardamos o tempo que o prefeito pediu para fazer avaliações e resgatar compromissos. O prazo acabou. A cidade quer eficiência. Ou melhor, a cidade precisa de competência. Para isso há que haver mudanças.

Sidney Borges

Editorial

Ventilador ligado
Roberto Jefferson resolveu ligar o ventilador de vez. Ele deve ter provas em seu poder e vai soltá-las aos poucos. Por enquanto só fez indicar caminhos. Fico impressionado com a determinação de certas correntes petistas que insistem em afirmar que tudo não passa de calúnia. Como será que eles justificam os milhões movimentados pelo publicitário Marcos Valério? E as coincidências das datas? Saque num dia, viagem para Brasília no outro. Mês após mês, exatamente como Jefferson afirmou. Convém notar que hoje o presidente Lula mandou um recado com endereço certo. Disse que mais gente vai dançar. Eu apostaria minhas fichas em Delúbio e Genoíno. Outro que pode tirar o cavalinho da chuva é Mercadante. Ainda que consiga desbancar Marta e sair candidato ao governo de São Paulo, não tem a mínima chance. Jefferson não é flor que se cheire. Mas uma coisa que ele diz é verdade. No Congresso todos são culpados. Lá não há inocentes. Muitos jornalistas também têm o rabo preso, inclusive alguns de notoriedade nacional. Os que já fizeram campanhas políticas sabem que independentemente do partido, o esquema é sempre o mesmo. Pagamento à vista, de preferência em dólares. Quem trabalhou em campanhas recebeu dinheiro sem origem e não teve de dar recibo. Jefferson apenas está falando o que todos sabem, mas fingem ignorar. Hipocrisia, pura hipocrisia. Por outro lado é bom ouvir a voz das ruas. O povo está começando a desconfiar de Lula. Só se escutam rumores de indignação. Onde será que isso vai parar?


Sidney Borges

Festa de São Pedro

emilio campi


Outro aspecto da "Procissão Marítima" que acontece todos os anos em Ubatuba.

Sidney Borges

Homenagem a um amigo

arquivo

Benê, 1941-1972

Nestes tempos em que tanto se fala de José Dirceu me vem à mente um personagem marcante do movimento estudantil e que teve um papel preponderante na minha formação intelectual e seguramente, na formação de toda uma geração de arquitetos. Antônio Benetazzo. Benê como era conhecido pelos amigos. Nascido na Itália, em 1941, veio para o Brasil ainda criança e foi criado em São Sebastião, no litoral de São Paulo. Os ideais libertários de seu pai, Pietro Benetazzo, fizeram com que desde cedo ele atentasse para as imensas desigualdades sociais do Brasil. A entrada nos movimentos de esquerda foi natural. A esquerda tinha um projeto para mudar o quadro desolador que persiste até nossos dias. Benê foi meu professor no cursinho e colega na faculdade de Arquitetura. Antes de professor ou colega, foi um amigo que me abriu as portas do conhecimento filosófico e da crítica de arte. Até hoje se comenta que ele talvez tenha sido o mais brilhante aluno da Faculdade de Filosofia da USP de todos os tempos. Em diversas oportunidades viajamos de São Paulo para o Litoral Norte. Eu vinha passar os fins de semana e Benê aproveitava a carona. Em 1969, num estúdio fotográfico no porão de uma república de estudantes, no bairro de Higienópolis, fizemos as fotos que serviram para confeccionar o passaporte que o tirou do Brasil. Depois do AI-5 as lideranças do movimento estudantil não tiveram outra opção senão sair do país. Clandestinamente, as fronteiras estavam vigiadas. Na festa de despedida, no edifício Copan, ganhei um disco da cantora Mahália Jackson de presente. Depois disso encontrei casualmente o meu amigo, já clandestino e membro do Molipo, grupo extremista do qual fazia parte o ex-ministro José Dirceu. Nos breves momentos em que conversamos, na avenida Paulista, esquina com a avenida Angélica, ele me disse para ficar longe da violência, um caminho sem volta. Dias depois foi preso e morto na tortura. Colocaram seu corpo debaixo de um caminhão para simular atropelamento. A morte de um jovem tão brilhante como Benê, desaparecido aos trinta e um anos de idade, foi um grande desperdício. Talentos são raros. Do Molipo só um escapou, o ex-ministro José Dirceu.

Sidney Borges

Notícias da Prefeitura

divulgação

Autoridades municipais na cerimônia de entrega dos diplomas

Guardas municipais são diplomados como bombeiros de aeródromos

Em parceria com o Daesp, a Prefeitura de Ubatuba promoveu curso para capacitar guardas municipais a atuarem como bombeiros em aeroportos; medida facilita implementação de vôos regulares

Dezesseis homens da Guarda Municipal de Ubatuba concluíram nesta terça-feira, 28, o curso elementar de combate a incêndio em aeródromos (CECIA) de categoria 1 e 2. O curso foi realizado pela Secretaria Estadual dos Transportes, por intermédio do DAESP – Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo e da Prefeitura de Ubatuba. O aeroporto Gastão Madeira, que em abril deste ano inaugurou o seu sistema de combate a incêndio, só dependia da formação desses bombeiros para estar em dia com as normas de segurança nacionais e internacionais. Agora, segundo o representante do Daesp, na solenidade de formatura, Eduardo Ferreira de Toledo, a aeroporto de Ubatuba está preparado para receber vôos regulares.
O curso foi ministrado pelo corpo docente da Diretoria de Engenharia da Aeronáutica e a cerimônia de formatura contou com a presença de várias autoridades, entre elas, a do vice-prefeito, Domingos dos Santos, que representou o prefeito Eduardo César, que encontra-se afastado por ordem médica. Em seu pronunciamento, Domingos ressaltou a importância do curso para Ubatuba. “Os Guardas Municipais adquirem mais especializações a cada dia. Devemos nos orgulhar desses bravos homens, que executam com galhardia a tarefa de proteger e servir nosso município”, disse Domingos, lembrando ainda da importância para o turismo a implementação de vôos regulares – um sonho que se torna cada dia mais próximo de se tornar realidade.
O Guarda Municipal Valmor Ballio, em seu pronunciamento como representante dos formandos, lembrou que a corporação deve estar sempre pronta para agir. “Temos que cumprir nossa função de salvar vidas, prevenir, estando sempre dois passos à frente das adversidades, sempre treinando e se aperfeiçoando, porque o maior patrimônio é a vida”, disse.
Receberam seus certificados de bombeiros de aeródromos os seguintes Guardas Municipais: Clodoaldo Alves dos Santos, Luiz Cláudio de Carvalho, Adilson José Francisco dos Santos, Anderson Aprígio de Araújo, Rogério Ramos dos Santos, Carlos Henrique Pereira, Flávio do Rosário, Alex Sandro dos Santos, Ademir de Oliveira, Valmor Mariano Ballio, João Barbosa Correia, Nerli Aparecido de Souza, Valdeci Antunes de Oliveira Sá, Rubens Barbosa, Luciano José Ferreti, Marcelo Fernandes Pape. O Guarda Municipal Ademir de Oliveira foi classificado em primeiro lugar no curso, e recebeu a premiação das mãos do vice-prefeito. Os formandos fizeram uma homenagem especial ao suboficial Paulo Roberto Silva de Lima e ao primeiro sargento João Henrique de Santa Rosa Figueiredo, do corpo docente da Diretoria de Engenharia da Aeronáutica, que receberam lembranças típicas de Ubatuba. PMU



Pára-quedismo neste final de semana em Ubatuba

Neste sábado e domingo Ubatuba sedia a 2ª etapa do Circuito Chevrolet Montana; etapa nacional reunirá mais de 200 atletas
A 2ª Etapa do Circuito Chevrolet Montana de Pára-quedismo acontecerá em Ubatuba neste sábado e domingo (2 e 3) no Aeroporto Gastão Madeira. Segundo a organização, esta etapa do Circuito Chevrolet Montana terá diferenciais exclusivos, como o fantástico visual de Ubatuba, umas das paisagens mais belas do País e que será o cenário para incríveis manobras dos melhores times e atletas do Brasil. A etapa será disputada em cinco categorias: FQL (Formação em queda livre) Estreante e Pro, Freefly Estreante e Pro, Pouso de alta performance, Skysurf e Freestyle. As provas acontecem a partir das 8 horas.
Para o secretário de Turismo de Ubatuba, Luiz Felipe de Azevedo, a realização dessa etapa é um grande passo para a cidade. “É um marco histórico no turismo de Ubatuba. O salto de pára-quedas em nossa cidade é sensacional, além de reunirmos grandes nomes da categoria. Estamos dando um salto para o turismo de qualidade”, acredita Felipe. A expectativa da Secretaria de Turismo é que cerca de 500 pessoas se utilizem da rede hoteleira do município neste final de semana. Para o prefeito Eduardo César, a realização de eventos em Ubatuba faz parte do seu plano para a cidade e contribui sobremaneira para o fortalecimento do turismo, além de aquecer a economia e combater a sazonalidade.
Na sexta-feira, 1º, haverá a apresentação e treinamento dos árbitros, saltos de treinamento (livre) e reunião preparatória. No sábado, 2, começam os saltos de competição que prosseguem até domingo, quando a etapa termina com a premiação.
As próximas etapas ocorrerão nos dias 17 e 18 de setembro em Piracicaba (SP) e 25, 26 e 27 de novembro em Campinas (SP). PMU



Prefeitura de Ubatuba funcionará aos sábados para parcelamento de impostos

Para facilitar a vida do contribuinte que não reside em Ubatuba, a Prefeitura funcionará nos sábados ( 2, 9, 16 e 23) de julho para quitação de débitos municipais

A Prefeitura de Ubatuba irá manter, nos quatro primeiros sábados de julho (2, 9, 16 e 23) um plantão de atendimento, com 20 funcionários, para fazer o parcelamento de débitos municipais. A medida visa oferecer uma maior oportunidade ao contribuinte que está em débito com o Executivo e que ou reside fora de Ubatuba ou não tem disponibilidade durante a semana. Até o dia 29 de julho está em vigor a Lei 2668/05 que dispõe sobre a concessão de incentivo fiscal para pagamentos de débitos (IPTU, taxas de alvará, vistorias, multas e outros), inscritos em dívida ativa ou ajuizados. Para usufruir dos benefícios o contribuinte dera estar em dia com todos os tributos de 2005.
Estarão de plantão as seções de Tributos Mobiliários, Tributos Imobiliários, Dívida Ativa e Seção de Cadastro. O horário de funcionamento será das 9 às 16 horas. O prefeito de Ubatuba, Eduardo César (PL), avalia que os plantões oferecerão mais uma oportunidade para os contribuintes em débito com a Prefeitura. “Acreditamos que esta nova data poderá ser outra forma de estarmos oferecendo facilidades aos contribuintes. Vale lembrar também que os plantões funcionarão exclusivamente para atender aos benefícios da Lei 2668/05”, explicou César.

Os benefícios

O contribuinte pode optar pelo parcelamento em até 30 meses, sem incidência de juros; em 48 parcelas, com juros e multas ou o pagamento à vista com isenção de qualquer taxa. As parcelas não podem ser inferiores a R$ 50,00. Para os débitos ajuizados é necessário o pagamento das custas processuais e dos honorários advocatícios. Quem optar pelo parcelamento deve comprovar a condição de proprietário ou caso contrário nomear um procurador. Para facilitar a localização dos débitos, a Prefeitura solicita que o interessado traga o número de identificação do imóvel. O pagamento poderá ser feito em agências bancárias na segunda-feira. O paço municipal fica na avenida Dona Maria Alves, 865- centro. Os telefones são (12) 3834-1017 – 3834-1018 – 3834-1037. PMU



Equipe da Petrobrás vistoria áreas em Ubatuba

Uma equipe técnica da Petrobrás esteve ontem (30) em Ubatuba, fazendo uma vistoria nas áreas apresentadas pela Prefeitura disponíveis para a instalação da unidade de processamento de gás natural. A equipe, comandada pelo gerente da Petrobrás, Jurandir Silva, responsável pela unidade em terra de processamento de gás disse à equipe da Prefeitura, que todas as possibilidades precisam ser analisadas profundamente. “Precisamos resolver essa questão o mais rápido possível, porém, não podemos descartar nenhuma hipótese sob pena de mais tarde nos arrependermos”, disse Jurandir.
O gerente da Petrobrás, acompanhado de dois engenheiros da estatal, do secretário municipal de Arquitetura, Ary Jardim de Azevedo e do coordenador do CPD, Alessandro Palhares, sobrevoaram o município analisando as áreas apresentadas pela Prefeitura avaliando distâncias e a geografia do local. Antes, analisaram mapas e cartas náuticas da cidade. Acompanharam também a reunião com os técnicos da Petrobrás, o vice-prefeito Domingos dos Santos e do assessor do presidente da Câmara Fabian Perez. PMU



Campanha do Agasalho supera expectativas em Ubatuba

A arrecadação da Campanha do Agasalho 2005 em Ubatuba ultrapassou a marca de 18.500 peças, meta pretendida pela organização. A primeira contagem totalizou 25.322 peças, quase 7 mil a mais que o esperado. Mas esse número pode aumentar, pois o Fundo Social de Solidariedade de Ubatuba ainda não efetuou a contagem de alguns postos de coleta.
A presidente do Fundo Social, Denise César se mostrou muito satisfeita com o resultado: “Sabia que podia confiar na população de Ubatuba. Nossa gente é solidária e atende ao chamado quando solicitada”, disse a primeira-dama. “Gostaria de agradecer o grupo que trabalhou incansavelmente na Carreata, à Sabesp, Correios, Elektro e Associação Comercial, que disponibilizaram voluntários e veículos, aos valorosos jovens da Guarda Mirim, que trabalharam como gente grande, aos comerciantes que montaram pontos de coleta, aos atletas que cederam a imagem, às Associações de Bairro, enfim, a todos que ajudaram de forma direta ou indireta para o sucesso da Campanha”, finalizou Denise.
O gerente da Sabesp, Iberê Fábio Horie Kuncevicious, espera que esse grupo permaneça unido para outras ações. “Mostramos que a união é a solução para enfrentarmos qualquer tipo de problema. Não podemos nos prender apenas à Campanha do Agasalho, que só acontece uma vez por ano. Vamos agendar uma reunião para a oficialização de um grupo de ação social que ficará sempre a disposição para atuar o ano todo”.
Os agasalhos ficarão à disposição de entidades e pessoas cadastradas. Um diferencial desta campanha, é que as entidades arrecadadoras também poderão encaminhar os agasalhos, descentralizando a distribuição. Participaram da Campanha do Agasalho 2005, Sabesp, Elektro, Ubadesklimp, Auto Posto Kamomê, Auto Posto Utiyama, Auto Posto Andorinha do Mar, Associação Aposentados de Ubatuba, Guarda Mirim de Ubatuba, Banco do Brasil, Sociedade Amigos do Itamambuca, Sociedade Amigos da Praia do Lázaro, Rádio Gaivota, Supermercado Paulista – Lázaro, Supermercado Porto Ribeira e Farmácia Praia do Lázaro PMU



Rua Usina Velha tem canal de dragagem aprofundado

A Secretaria de Obras concluiu os trabalhos de aprofundamento do canal de dragagem da Rua Usina Velha, no bairro Perequê-Açu. Esse trabalho veio atender a uma antiga reivindicação dos moradores do local. A Rua Usina Velha é um acesso da rodovia Gov. Mário Covas com o bairro Perequê-Açu.
O trabalho, que antigamente era feito por braçais, foi realizado por uma retro-escavadeira, que resultou num aprofundamento de aproximadamente 30 centímetros no canal.
Com a obra, a água das chuvas poderá fluir com maior intensidade, evitando os alagamentos que aconteciam no local. PMU



Basquete de Ubatuba conhece seus campeões

As equipes SurfNet, Tortilhão e Maria Alves Ferragens conquistaram os títulos dos Campeonatos Municipais de Basquete em Ubatuba, nas categorias escolinha, masculino adulto e feminino respectivamente.
A primeira decisão foi a do campeonato da escolinha, na tarde do dia 24, no Ginásio de Esportes Tubão. O time da SurfNet conquistou o ouro ao bater a equipe de Ubatuba Automóveis por 52 a 44. Na preliminar o Mercado 24 Horas conquistou o terceiro lugar ao vencer a EletroNorte por 32 a 29.
O campeonato masculino adulto também foi definido no mesmo dia. Na disputa pelo bronze a equipe do Hlera Vídeo Bar derrotou a Clínica de Fraturas Ubatuba por 85 a 78. Na final a equipe do Restaurante Tortilhão quebrou a invencibilidade do Móveis Docelar e conquistou o título com o placar de 65 a 58.
No sábado, 25, foi a vez da decisão da Copa Tamires Barbosa. Restaurante Senzala e Pescados Katito jogaram na disputa pelo terceiro lugar e a vitória ficou com o Senzala, por 35 a 31. Na final o time do Maria Alves Ferragens venceu a Sanets Desinsetizadora por 28 a 24 concluindo a série de decisões do basquete 2005. Os campeonatos foram organizados pela Secretaria de Esporte e Lazer de Ubatuba. PMU



Equipe do Taba fica com o título da Copa Tortilhão de Futebol Society Feminino

A equipe do Taba conquistou a 1ª Copa Tortilhão de Futebol Society Feminino, que foi disputada nos dias 25 e 26, e reuniu dezesseis equipes na Quadra da Piscina Municipal.
Um bom público acompanhou a partida final, disputada entre Taba e Ubatubanas, que foi vencida pelo Taba por 2 a 1, com gols de Rafaela e Jéssica para o Taba e Mariana descontando para o Ubatubanas.
Na campanha para o título a equipe do Taba passou por As Marrentas (0 a 0 / 1 a 0 nos pênaltis), Rio Escuro (1 a 0), e Bela Vista (3 a 0). O Taba contou com as seguintes jogadoras: Carol, Anita, Nice, Vania, Laura Jessica, Cida e Rafaela.
A equipe do Bela Vista ficou na terceira posição, enquanto o Ubatuba F.C. ficou em quarto.
O prêmio pela artilharia foi para Meire, do Ubatuba F.C., que marcou seis gols. A goleira menos vazada foi Carol, do Taba, que sofreu apenas um gol. Alem dos troféus, ambas receberam presentes de Image Estética e da clínica odontológica da Dr.ª Daniela Fuchs.
As jogadoras das equipes campeã e vice, receberam troféus, medalhas e ainda uma noitada de pizzas oferecida pelo Restaurante Tortilhão, que deve ocorrer ainda nesta semana.
A 1ª Copa Tortilhão de Futebol Society Feminino, foi realizada pela Secretaria de Esporte e Lazer de Ubatuba. PMU



Rodada final da fase classificatória do Interbairros 2005

Das equipes classificadas para as semifinais do torneio Interbairros 2005 em Ubatuba, apenas a equipe do Sertão da Quina vai a campo na rodada deste sábado, 2. Estufa I, Ipiranguinha e Silop já garantiram vaga na próxima fase e folgam neste sábado. Na região Sul a rodada deste final de semana prevê as partidas Rio Escuro X Lagoinha e Maranduba X Sertão da Quina. Os jogos começam às 9h. No campo da Emdurb à partir das 8h30 jogam apenas para cumprir tabela Vale do Sol X Valense e Jd. Carolina X Lírio Bela Vista. As partidas semifinais serão disputadas no dia 9 com os jogos Sretão da Quina X Silop e Estufa I X Ipiranguinha. PMU



Título do Campeonato Fraldinha pode vir por antecipação para Rossi Calçados

A equipe da Rossi Calçados venceu o Smidi Calçados, no clássico das sapatarias e abriu vantagem na tabela de classificação do Campeonato Municipal da categoria Fraldinha da Escolinha de Futebol Rubens Salles. Com os resultados da sexta rodada a equipe da Rossi Calçados soma 18 pontos, seis a mais que a equipe da Jija Locadora, segunda colocada. Dependendo dos resultados da próxima rodada a equipe de Rossi Calçados pode garantir o título por antecipação.
Confira os resultados da sexta rodada: Varejão Santa Rita 3 X 2 Jija Locadora, Smidi Calçados 0 X 2 Rossi Calçados, Rei do Camarão 1 X 3 Mercado 24 Horas, Marconi 2 X 2 Irmãos Ribeiro, Ismael Comida Caseira 2 X2 Quiosque Vovô Almiro.
Classificação: Rossi Calçados ,18 pts.; Jija Locadora, 12 pts.; Quiosque Vovô Almiro 11 pts.; Mercado 24 horas e Irmãos Ribeiro 10 pts.; Marconi e Varejão Santa Rita, 9 pts.; Smidi Calçados 5 pts.; Ismael Comida Caseira 2 pts.; Rei do Camarão 0 pt.
Próxima rodada 02/07 à partir das 10h no Estádio Municipal Ciccillo Matarazzo: Irmãos Ribeiro X Quiosque Vovô Almiro, Varejão Santa Rita X Mercado 24 Horas, Rei do Camarão X Smidi Calçados, Marconi X Jija Locadora, Ismael Comida Caseira X Rossi Calçados. PMU

Claudinho Gulli em ação

divulgação

O vereador Claudinho Gulli ao lado de funcionárias do Posto de Saúde

Vereador Claudinho participa de mutirão no Taquaral

Os trabalhos, em esquema de mutirão, vêm se expandindo cada vez mais entre vereadores e moradores de diversos bairros de Ubatuba.
No último dia 25, foi a vez do bairro do Taquaral, na região Oeste da cidade. O vereador Claudinho Gulli, PMDB, com a comunidade local iniciaram a reforma do Posto de Saúde. Entre os participantes, se destacaram as funcionárias do Posto de saúde, Márcia, Wal, Joyce, Zelinda e Andréia, além dos amigos Aminadab, sr.José. Sebastião, Adriano e César. Eles pretendem fazer os trabalhos em duas etapas. Na primeira, já fizeram a troca dos vidros, o serviço de pintura e de limpeza. Para a segunda etapa, que vai contar com um novo mutirão – o mais breve possível – estão definidos os trabalhos de reparo nas telhas, colocação de tela de alambrado e ampliação de mais duas salas.
Claudinho parabeniza a SABATA, Sociedade de Amigos do Bairro do Taquaral e a Secretaria da Saúde pela iniciativa que está trazendo tantos benefícios aos moradores do bairro.



Executivo atende indicações do vereador Claudinho

Depois que o vereador Claudinho Gulli, PMDB, visitou o bairro de Bela Vista, região Oeste de Ubatuba, com o prefeito Eduardo César, os assessores do prefeito e o secretário de Obras, João Paulo, os problemas do bairro começam a ser solucionados. Em atendimento a indicação 746/05, de Claudinho, o muro de arrimo para conter desmoronamentos na rua Ivo Júlio da Silva, destruído com as chuvas de abril, já está em fase de construção e estão em andamento os trabalhos da operação Tapa Buracos em toda a extensão da rua das Violetas. Na ocasião da visita, quando Eduardo César viu de perto as necessidades do bairro, ele entendeu porque o vereador insistiu tanto por sua presença no local. As obras no bairro começaram no dia 27 de junho.
De acordo com Claudinho Gulli, - considerado “Amigo do Povo” pela comunidade - a parceria entre o Executivo, Legislativo e moradores, só quem tem a ganhar é a população de Ubatuba. Claudinho agradece o Executivo pela atenção dispensada às suas reivindicações.

Fonte: ASCOM

É CERTO e é errado!

Ronaldo Dias
É certo, que o ponto de partida para a solução de todos nossos problemas de sazonalidade, bem como da recuperação de nossas atividades econômicas, começa com a recuperação total de nossas estradas de acesso. Errado é se conformar com esta “meia sola” (apenas nos acostamentos) sem recuperação do leito, sem pistas duplas, sem balizamentos (nos trechos onde a “estrada” virou rua) com as suas inúmeras e perigosas lombadas, entre tantos outros detalhes pertinentes (que não estão previstos) a uma rodovia moderna. É certo que o PNMT (Programa Nacional de Municipalização do Turismo) traria excelentes resultados. É errado acreditar que não seria necessária a participação de todos nós, inclusive de você. Errado, são os municípios vizinhos que, sistematicamente, tem “despejado” em nossa cidade um número absurdo de mendigos, doentes mentais e desocupados. Errado é o responsável não tomar atitudes. É certo que há uma enorme proliferação de construções clandestinas (que não sofrem nenhuma fiscalização) ao longo de “trilhas” (inicialmente de pedestres) em quase todos os finais de rua, de todos os bairros. Morro acima ou morro abaixo. Do lado de mananciais, em áreas de preservação e de Parque. É certo que são problemas insolúveis em breve espaço de tempo. É certo que temos 80% do território disponível como área de Preservação. É errado não ter controle de sua ocupação. É certo que, já, já não vai caber todo mundo (dentro da lei). É errado fingir que cabe. É certo que, um barco projetado para dez pessoas, flutue. É errado pensar que colocando 20 pessoas, ele não irá afundar. É certo, que lixeiras nas vias públicas, (sem higiene alguma) são focos de proliferação de inúmeras doenças infecto-contagiosas, além de “poluírem” o meio ambiente. É errado, o descaso, a tolerância, a conivência e, a omissão. É certo, que a compactação e a estabilidade dos paralelos (nas ruas do centro que estão sendo asfaltadas) são a base ideal para a cobertura. É errado pensar que é um desperdício. É certo que somos a Capital do Surf? É errado, o nosso esporte “oficial”, não ter o apoio merecido. É certo que o transito da Praia Grande será (novamente) caótico no próximo verão. É errado não planejar alambrados e passarelas (patrocinadas) com a devida antecedência. É certo que é necessária a disciplina (em nome da segurança que a caótica rodovia em si, não tem) das placas indicativas e ou comerciais ao longo das rodovias, mesmo tratando-se de uma cidade turística. É errado o DER “retirar” ou se “contrapor” apenas a algumas. Dá o que pensar. É certo que temos de oferecer o “melhor” aos turistas. É errado pensar que esta “oferta” não tem custo. É certo cobrar estacionamento em zonas de interesse turístico. É errado não oferecer serviços e comodidades correspondentes. Vou parar por aqui, porque dentre estas e, tantas outras observações, o mais certo é que há muita coisa para se corrigir.

quinta-feira, junho 30, 2005

Festa de São Pedro

emilio campi


A festa foi magnífica, a foto da "Procissão Maritima" fala mais do que as palavras podem expressar.

Sidney Borges

QUEM ESTÁ DE FORA VÊ MELHOR

Sr. Prefeito:
Fico satisfeito quando tenho noticias de que as dicas que dou são ouvidas e aplicadas, como no caso da Guarda Municipal X SEMA e no caso da Vigilância Sanitária.
Também fico triste quando são ouvidas e não são aplicadas, como no caso do prazo para o AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.
Não sei se o Jurídico da Prefeitura fez do decreto errado ou estão aplicando-o de forma equivocada.
Para esclarecer aos que não entendem do assunto, junto ao Corpo de Bombeiros existem duas formas de se regularizar um prédio, uma, quando este tem menos de 750 m² de construção e não tem reunião de público, e a outra quando o prédio tem mais de 750 m² de construção ou que possui reunião de publico.
No caso da primeira não é necessária a aprovação de um projeto, o próprio nome já diz “Projeto Técnico Simplificado” é apenas vistoria técnica para verificação das condições dos equipamentos de segurança, no caso da segunda é necessário aprovar um projeto, executá-lo e depois pedir a vistoria técnica.
E daí? Onde esta o erro?
O decreto fala em prazo para quem apresenta o protocolo de aprovação de projeto, não fala de prazo para quem apresenta o protocolo de vistoria, que é a maioria dos casos.
Então, a Prefeitura está concedendo alvará de funcionamento irregularmente, sendo que digo mais, está até abusando em dar alvará provisório, pois os riscos são grandes demais, o que deve haver são dispositivos para dar prazo para regularizar e não dar o alvará, assim esta passando por cima de um Decreto Estadual. Em Caraguá já existe solução, é só pegar um telefone ligar para o Corpo de Bombeiros ou para a própria Prefeitura e pedir ajuda.
Acredito que o Jurídico não tinha esta informação, que vai de encontro com tudo que escrevi e falo até agora, ESCUTEM QUEM É DO RAMO, quem diariamente tramita processos, quem está todos os dias com a “barriga no balcão”, quem ganha o que comer diariamente na rua, batalhando, viabilizando os empreendedores desta abençoada cidade, e que não precisa de portaria nenhuma para viver.
Também acho que não adianta o IBAM alterar o organograma e a rotina de trabalho da Prefeitura, sem ouvir quem mais sofre com ela, que somos nós prestadores de serviços, pois os funcionários, com muito respeito, fazem aquilo que lhes é mandado, às vezes até têm até boas idéias, porém as chefias são comissionadas e não os escutam.
Estas idéias busquei na iniciativa privada, nas pesquisas de consumo que as empresas fazem para saber da qualidade de seus serviços, e no que elas podem melhorar.
Para aqueles que tenham duvidas sobre AVCB, Licença de Sanitária, IPTU e ISS ou queiram maiores informações mandem e-mail que dou qualquer esclarecimento.
Certo de vez mais uma vez poder ajudar minha cidade a se desenvolver, sem se preocupar com política, porque a nossa cidade precisa é de técnicos e não de políticos, que passam de 4 em 4 anos.
Um abraço:

César Prates
regularize@estadao.com.br

Festa em julho

Festa Julhina marca inauguração da Capela Sagrado Coração de Jesus na Bela Vista.

A Paróquia Nossa Senhora de Fátima realiza festa Julhina nos dias primeiro, dois e três de julho, no morro da Bela Vista, região Oeste de Ubatuba, em frente à Capela Sagrado Coração de Jesus.
O convite é extensivo a todos os munícipes que poderão aproveitar as barracas típicas de doces, salgados, bebidas, chás de amendoim, quentão, vinho quente, com direito a apreciar uma bela quadrilha e muitas outras atividades. A festa começa às 18 horas, todos os dias, com a celebração de missa.
No dia dois, haverá a inauguração da Capela Sagrado Coração de Jesus, com a bênção do bispo Dom Fernando Mason.
A arrecadação da festa será em prol da catequese e da Capela Sagrado Coração de Jesus.
Fonte: ASCOM

FOME

Ronaldo Dias
Esta matéria foi escrita em janeiro de 2003 e, não havia ou ainda não se conhecia, os mensalões.

Lula esta certo. A fome é o maior flagelo humano. Vamos acabar com ela! O ser humano consegue suportar inúmeras agruras mas, perece sem alimento. Mas, o que vale viver, por exemplo, sem dignidade? Receber um prato de comida, na hora da fome é salvador, mas receber condições de “ganhar”, com o próprio suor, o sustento é gratificante e tão necessário quanto o próprio alimento.
Como seria receber “eternamente” 3 refeições por dia doadas pelo governo? Ter casa própria, doada pelo governo; ter um pedaço de terra doado pelo governo; ter saúde, doada pelo governo; ter educação, doada pelo governo. Ter mesada, bancada pelo governo; ter férias; bancada pelo governo. Ninguém mais precisaria trabalhar? Quem não mereceria? Quem não aceitaria? Quem pagaria tudo isso? Esta semana, uma reportagem sobre os deslizamentos em Minas Gerais, causados pelas fortes chuvas, a família mais atingida, inclusive com perdas de vidas, tinha voltado para esta área de risco, após VENDER a casa, que tinha recebido da prefeitura, em local adequado. Ganharão outra casa? Quantos ganharão?
Muitos dos Sem Terras, aquinhoados com “áreas” bastante razoáveis para plantar seu “sustento” e ainda casa, sementes, assistência técnica etc, também vendem “seus direitos” sobre estas terras para “entrar na fila” novamente para receber mais um “PEIXE”. Nestes casos todos, a ação humanitária, do prato de comida, vira meio de vida. Afinal, os recursos são escassos e finitos, além do que, quem não recebe é que , mesmo indiretamente, acaba pagando essas contas todas.
Contas que chegam em forma de impostos (que diminuem investimentos e empregos), juros extorsivos, alta nos combustíveis, em custos elevados nas prateleiras dos supermercados, nos investimentos na saúde, na educação e na segurança de quem esta na ativa. Trabalhando. Produzindo. Além é claro, de penalizar os aposentados que não recebem para os remédios. Uma bola de neve. Parece que a equação, “fome”, não é tão simples. Acredito na dignidade humana e, assim sendo, o emprego, não mais um “PEIXE”. É a “vara de pescar”.
O que adianta tantos impostos, que tanto oneram as folhas de pagamentos, e tantos “direitos” trabalhistas, se apenas existem para aqueles que estão empregados? Porque é tão desproporcional as aposentadorias do setor público em relação ao privado? Porque não desonerar a produção? As exportações, a agricultura? A pecuária? Porque não investir no turismo se é a indústria que mais cria empregos? Porque o BNDES só financia grandes empresas e privatizações? O Banco mudou de nome? O que quer dizer o “S” deste banco?
Não é fácil achar o fio desta meada. Tenho sim, muita esperança neste novo governo. Afinal é nossa única alternativa. Mas, fico em dúvida em tudo que leio, vejo e ouço. Da retórica a ação tem muita “estrada”. Por enquanto, acredito até pela reserva que me faz a idade, tenho como certo que: A fome, não é causa. É muito mais, conseqüência.

Semana Hans Staden

Cumprimentos ao vereador Charles e sua assessoria. Li sobre visita ao Instituto Martius-Staden e tive meu interesse despertado.Peço a gentileza de mandar-me maiores informações sobre a lei 2681/05, de autoria do vereador, dispondo sobre a Semana Hans Staden em Ubatuba.Todos esses esforços em favor da cultura e das tradições, colaboram para o aperfeiçoamento do turismo na cidade e região. Um abraço,

Paulo de Tarso
Delegado Regional de Turismo - Agente Fiscal Secretaria de Estado do Turismo - Ministério do Turismo São José dos Campos - SP - Brasil

"Semana Hans Staden"

divulgação

Charles Medeiros é o criador da "Semana Hans Staden" em Ubatuba

No último dia 28, o vereador Charles Medeiros esteve no Instituto Martius-Staden com a finalidade de recolher maiores informações sobre a cidade de Homberg, onde nasceu Hans Staden. Medeiros foi recebido pela secretária da diretoria, Líria Cabreira, que foi sensível às solicitações do vereador, dentre elas, a possibilidade de firmar parceria entre o Instituto para viabilizar a lei 2681/05, de autoria de Charles, que trata da “Semana Hans Staden” em Ubatuba. Também foi discutida a possibilidade do estabelecimento de intercâmbio entre moradores de Ubatuba e da cidade de origem de Staden. “A idéia é realizar uma irmandade entre as duas cidades, que moradores de Homberg venham abrilhantar as nossas festividades e que turistas europeus possam visitar nossa cidade”, comentou Medeiros.
Foi marcada ainda uma outra visita ao Instituto para maiores detalhes, onde possa estar a presente a diretora responsável Martina Merklinger. “Conversei com ela por telefone e a mesma mencionou que ficou satisfeita com a aprovação da lei e colaborará no que for possível para que o evento aconteça", finalizou Medeiros.

Fonte: Assessoria Charles Medeiros

quarta-feira, junho 29, 2005

Quiosques

Donizetti Alvarenga*
EM DEFESA DOS PERMISSIONÁRIOS DE QUIOSQUES DA PRAIA GRANDE

Há dezenove anos trabalhamos em QUIOSQUES neste Município. Sempre cumprindo as leis que regem esse comércio. Através de nossa associação sempre fizemos insistentes pedidos, devidamente protocolados na P.M.U., para padronização e adequação dos sanitários para cumprir as normas da vigilância sanitária. E não éramos atendidos.
A necessidade levou alguns permissionários a fazerem algumas modificações no projeto original, e essas foram feitas em todas os quiosques das praias do município, e nunca ninguém interferiu, porque sempre entenderam tais necessidades.

Mas na Praia Grande é diferente!

Depois de muitas reivindicações, finalmente agora temos um projeto definido pela P.M.U. e o mesmo aprovado pela Câmara Municipal, sob a Lei 2648, de 14 de janeiro de 2005, e que posteriormente a Lei soubemos que o projeto integrante da mesma que definia as medidas desapareceu misteriosamente, gerando esta enorme polêmica.
Assim foi dado início às reformas, com a devida autorização da Prefeitura. Mas após duas semanas do início das obras, um grupo de pessoas desinformadas se virão no direito de denunciar tais reformas, sem se quer saber se estava legal ou não.
Pois bem, durante vinte e três dias ficamos embargados pela P.M.U. e durante este período tivemos várias e exaustivas reuniões na mesma, para a aprovação de um novo projeto. Com o projeto aprovado e alvará de autorização emitido pela P.M.U. e VIGILÂNCIA SANITÁRIA em mãos iniciamos novamente as obras, e não é que para nossa surpresa e indignação, agora veio outro embargo. Dessa vez do PODER JUDICIÁRIO.
A PRAIA GRANDE tem sido vítima de um grupo de “empresários” inescrupulosos que se escondem atrás de um projeto de urbanização para aquela praia e de um grupo denominado de MDU (Movimento de Defesa de Ubatuba). Mas a real intenção desses empresários é eliminar o comercio ali existente; tanto quiosques quanto ambulantes. Porque este projeto de urbanização não contempla estacionamentos para o turista, coleta de lixo e acesso que é imprescindível para carga e descarga, tornando assim inviável o comercio naquele local.
É visível a intenção desses empresários que querem a Praia Grande exclusivamente para seus empreendimentos, o que levaria a supervalorização dos mesmos. Não temos nada contra a valorização dos imóveis destes empresários, nem tão pouco contra o projeto e a melhoria daquela região. Pelo contrário, somos a favor contanto que isso não signifique a extinção de duas categorias de trabalhadores ali existentes, que tiram honestamente o sustento de suas famílias e geram muitos empregos nesta cidade.
Sim, digo honestamente, pois não somos usurpadores desonestos e tão pouco ladrões como dizem alguns cidadãos desinformados.
É muito comum ver em nosso país pessoas detentoras de forte poder econômico tentar eliminar os mais fracos por interesses particulares, da mesma forma que tentam fazer na praia da Caçandoca com os Quilombolas.
É chegado o momento destes empresários da Praia Grande tirar a máscara e parar de se esconder atrás de um projeto de urbanização e dizer suas reais intenções para a sociedade. Estes empresários pouco fazem por nossa cidade, e quando fazem os recursos vão pra fora. Quando constroem algum empreendimento a mão de obra vem de fora, bem como os materiais usados, deixando nosso comercio e nossos trabalhadores de lado “a ver navios”.
Acreditamos que para urbanizar a praia não é preciso o sacrifício de nenhuma categoria de trabalhador, pois o país já sofre com tanto desemprego. Por que gerar mais ainda?
Queremos aqui sensibilizar os governantes para a real situação que estamos passando neste momento, pois estamos amargando grandes prejuízos, e gostaríamos de saber qual a irregularidade que estamos cometendo. Haja vista que a comissão já definiu um novo projeto, conforme manda a lei, e que devemos nos adequar a ele.
Nossa cidade vem ano a ano perdendo turistas para as cidades vizinhas, pois lá, são recebidos nas praias por modernos quiosques com condições de oferecer todo conforto que ele procura e merece. Aqui nossos quiosques nem sequer tem banheiros para nosso uso e para os turistas. E quando nossa categoria se esforça para melhor atender e se adequar às normas da VIGILÂNCIA SANITÁRIA, sem agredir o meio ambiente, surge um grupo de pessoas denominadas MDU que tentam confundir a opinião pública, atrapalhando o desenvolvimento econômico de nossa Cidade e o termino de nossas obras, devidamente regularizadas.
Essas as pessoas que criticam as reformas dos Quiosques não estão enxergando o futuro, e o beneficio que estamos proporcionando à cidade e ao turismo.
Os quiosques do município na temporada geram mais de um mil e quinhentos empregos direto, sem falar nos indiretos. Os recursos obtidos por nossa categoria são gastos em nosso município.
Portanto, não podemos simplesmente ser descartados como lixo, como querem! MERECEMOS RESPEITO!
E se exercemos nossas atividades profissionais nestes locais que como dizem “é a galinha dos ovos de ouro” não o fizemos sem a permissão da Prefeitura e nem tampouco desobedecemos a leis ou deixamos de pagar impostos Municipais, Estaduais e Federais.
O bem geral do município não pode estar vinculado a interesses particulares e interesses econômicos de grupos específicos de pessoas. E mais sério ainda, há interesses políticos que não visam o bem estar da cidade, mas usam situações isoladas como flagrante palanque eleitoral. Quem sabe como acalanto ao fracasso nas urnas!
* Comissão dos Permissionários de Quiosques da Praia Grande

Entrevista

portal imprensa

O jornalista Boris Casoy "incomoda" com suas opiniões

Boris Casoy deu uma entrevista ao Portal Imprensa, onde contou ao jornalista Pedro Venceslau que tentaram tirá-lo do ar. Quando assisto ao Jornal da Record, muitas vezes não concordo com o que está sendo dito, no entanto, defenderei sempre o direito de cada um expressar a sua opinião. Calar a imprensa pode ser um precedente perigoso. Hitler fez isso, Stálin, Fidel, Mussolini, Saddam Hussein, os aiatolás, enfim, gente que eu não convidaria para a minha casa, também fizeram. Como defensor da pluralidade de opiniões, fundamento essencial para o exercício da democracia, o Ubatuba Víbora disponibiliza o link do portal para os leitores. Cliquem aqui, leiam e tirem as suas conclusões.

Sidney Borges

Brasil 4 X Argentina 1

Como é bom ganhar da Argentina. Podemos perder até do Japão, como todos sabem, futebol não tem lógica. Mas da Argentina não se admite perder, é questão de honra nacional. Vencemos de goleada. Quem tiver curiosidade entre no Google e digite “Olé”. É o principal jornal esportivo deles. Um artigo de hoje perguntava do que os brasileiros riem? Riem do placar, os macaquitos desconfiavam que iam vencer. Venceram! E convenceram. O jornal “El Clarin” disse que o placar foi injusto. De fato, enfiamos bolas na trave e perdemos uma infinidade de gols. Seis teria sido um resultado mais adequado ao passeio que a seleção brasileira deu em campo.

Sidney Borges

Complô

ramses II

Boi Apis, animal de grande relevância no Egito e em Minas Gerais

Companheiros, vejam o disparate calunioso que a imprensa burguesa lançou contra o impoluto publicitário Marcos Valério:

“Pecuaristas e leiloeiros de gado de São Paulo e Minas Gerais receberam com desconfiança e ironia a versão dada pelo publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza de que teria usado R$ 20,9 milhões sacados das contas do Banco Rural na compra de reses e cavalos de raça, valor suficiente para adquirir entre 40 mil e 50 mil cabeças de bezerros de engorda. Para eles, Valério mente porque ninguém nunca ouviu falar do nome dele ou de algum comprador que tivesse usado valores tão altos (mais de R$ 100 mil) em pagamentos à vista e em dinheiro vivo para a aquisição de animais para abate ou de elite. "Ele é um total desconhecido do mercado de leilão de gado, que é, praticamente, a única alternativa para se comprar grandes quantidades de animais para abate", disse o presidente do Sindicato Nacional dos Leiloeiros Rurais, entidade que reúne os principais pregoeiros em leilões do País, Daniel Bilk Costa.”

O que os difamadores da direita, em conluio com os donos da imprensa, não sabem ou fingem não saber é que o companheiro Pinduca, ôps, Marcos Valério, não comprou qualquer boi. Comprou o Boi Apis. Para quem não sabe o Boi Apis é um dos animais sagrados do Egito, sendo mencionado pela primeira vez em 2.600 a.C. nos textos encontrados nas pirâmides. No Antigo Egito, o boi Apis foi adorado como a alma viva do criativo deus Ptah - deus da ciência e da arte - e teve sua própria área templar estábulo junto ao templo dele. Exatamente por isso o Boi Apis custou um dinheirão. Gostaram direitistas papudos? Com essa vocês não contavam. Além de honesto o companheiro Marcos Valério é culto e ama a arte, no que só faz imitar o presidente Lula.

Sidney Borges

O adeus à Telefônica...

Rita Zahra
Embratel lança a primeira linha fixa livre de assinatura
A Embratel está lançando o primeiro produto em parceria com a Vésper, após a aquisição da empresa há cerca de um mês. Trata-se do Livre, uma linha fixa residencial sem assinatura básica, que custa ao consumidor somente valor das ligações. O objetivo é livrar os clientes residenciais do custo da assinatura mensal, além de ser uma alternativa competitiva às concessionárias de telefonia local.O Livre estará disponível a partir dos 17 estados cobertos pela Vésper (SP, RJ, EN, MG, todo o Nordeste e Norte).
O novo produto da Embratel inclui serviços especiais como secretária eletrônica, identificador de chamadas, chamada em espera e instalação rápida, sem custos extras. Caso o usuário opte pelo pagamento em débito automático, ganha também "conferência a três" e "siga-me".
Inicialmente, serão comercializados aparelhos das marcas LG (modelos SP 110 LEI 1000 e LP 1000) e Nokia, que já podem ser encontrados em redes de varejo (Extra, Eletro, Casas Bahia, Casa & Vídeo, Ponto Frio, Magazine Luiza Lojas Maia e Yamada, por exemplo).
Com o Livre, a Embratel entra definitivamente na telefonia fixa residencial, através de uma alternativa simples e barata, uma vez que a economia com o novo produto pode chegar a 60% em relação aos planos tradicionais de telefonia fixa, nos quais o cliente é obrigado a pagar a assinatura mensal. A tecnologia utilizada é a CDMA (Code Division Multiple Access), que permite o uso de aparelhos sem fio com recursos de última geração e com alcance restrito à área da residência onde estão instalados.
Custo da ligação:Fixo: R$ 0,07 p/ minutoCelular: R$ 0,67 p/ minutoOs interessados terão à sua disposição um call center com atendimento para o Livre pelo telefone 0800 7212165 ou 4004-4021 (ligação gratuita). Ou o Site:
http://www.embratel.com.br
E agora Telefônica?

FLORES TROPICAIS

divulgação

Rostrata, um nome estranho para uma flor tão bela

Ronaldo Giorchino
Por estar vivendo na cidade de Ubatuba há mais de 14 anos, na região norte da cidade, estou envolvido com a mata atlântica por todos os lados. Sempre fui muito ligado às coisas da natureza, principalmente com as plantas, vocação herdada da minha falecida mãe. Minhas predileções se voltavam para algumas plantas de porte bastante robusto, formando grandes touceiras, oferecendo flores vibrantes e coloração bastante variada e exótica, com predominância do vermelho, amarelo, laranja e verde.
Sua beleza e seu exotismo promovem verdadeiras esculturas, lembrando em sua forma pirâmides, bicos de aves, cascatas de flores, pinhais, ou cachos de banana.
As folhas grandes, verdes, macias e com aspecto de enceradas, lembram as folhas das bananeiras: estas plantas são as heliconias e as alpinias.
A partir desta observação, surgiu o amor e o interesse por estas espécies e, desde então, tenho sonhado em poder um dia possuir um plantio de forma ordenada, fazendo disso uma realização pessoal e ao mesmo tempo um meio de vida, em parceria com os produtores rurais e os indigenas locais, unindo o útil ao agradável.
Com o decorrer destes anos, iniciei então um trabalho de pesquisa e ao mesmo tempo comecei a formar canteiros em minha casa e ao seu redor para poder, à medida que as plantas se desenvolvessem, aprender sobre seu manejo e quais as suas necessidades para um crescimento rápido, e oferecer ótimas flores.
Aluguei dois hectares no bairro de Ubatumirim, em frente à rodovia Rio-Santos cercados, já com uma pequena casa, onde reside um casal que está ajudando no plantio das primeiras mudas.
Iniciei o plantio de mudas em local já desmatado e solo preparado. Tenho plantado nesse período aproximadamente 4.000 mudas, entre heliconias, alpinias e bastão do imperador. Heliconias três variedades, alpinias duas variedades (rubra e rosa). A intenção é plantar em um hectare 10.000 mudas aproximadamente, entre alpinias, heliconias e bastão do imperador.
A preferência recairá sobre as espécies com maior aceitação no mercado, como bihai, rostrata, psitacorum, wagneriana, farinosa, estrelicia, caribaeae, chartaceae para as heliconias e para as alpinias, as rubras e as rosas.
O objetivo é produzir, em parceria com os produtores locais, ensinando o plantio e a comercialização das flores. Temos idéia de criar uma cooperativa, trazendo os produtores da região para participar e gerar renda para todos.

Poucas plantas traduzem tão bem o perfil tropical do Brasil quanto as heliconias e alpinias. Estas plantas, sempre tão exóticas e coloridas, são certamente um adereço a mais que a natureza exuberante do país do carnaval exibe com orgulho cada vez maior.
Muito embora não estejam presentes apenas na América Latina, estas plantas que cada vez mais conquistam o mercado mundial de plantas ornamentais e arte floral são ainda, uma incógnita para a maior parte do mundo.
De origem tropical, elas pertencem ao gênero heliconia/ceae da família musaceae, a mesma da bananeira do Brasil.
Existem 40 espécies que se reproduzem naturalmente e a maioria na mata atlântica e na amazônica.
Os nomes que a designam variam de acordo com a região. As denominações mais comuns são : caeté , pacová , bananeira de jardim, bico de guará , ave do paraísa ou paquevira.
A importância das flores tropicais nos demais estados do país e no mundo é sentida como tendência forte para o paisagismo.
No setor de flores, tanto nacional como internacional, as heliconias e as alpinias, também estão em ascensão por causa da excentricidade, cores vibrantes, e muita durabilidade: elementos perfeitos para cair no gosto dos floristas.
As heliconias e as alpinias vêm apresentando crescente comercialização no mercado internacional em função do aumento da área de produção nos países da América Central e América do Sul, proporcionando maior oferta do produto, consequentemente a sua divulgação.
Os principais países produtores são a Jamaica, Estados Unidos ( Hawai e florida), Honduras, Porto Rico, Suriname e Venezuela .
Existem também cultivos comerciais na Holanda, Alemanha, Dinamarca e Itália, mas sob condições protegidas que, sem duvidas, encarecem o produto que se destina totalmente ao mercado de plantas de vaso.
No Brasil já estão sendo implantadas áreas de cultivo nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Pernambuco, existindo projetos elaborados para os estados do Amazonas e Ceara.
No Ceara, na região da Serra de Guará Miranga os produtores locais, que já estão famosos em Portugal, ocupam uma área de 7,5 há. Aproximadamente.
No 1º trimestre deste ano, foram enviadas 20.000 unidades de heliconias e alpinias, para o país europeu, ao custo de um real por haste. Espanha e Holanda serão os próximos clientes.
Os principais importadores são os Estados Unidos. A empresa Holambra, comercializa qualquer quantidade de flores através de leilões efetuados diariamente em suas dependências, cobrando uma taxa de 8% sobre o produto vendido.
Holambra é hoje a principal empresa compradora de flores do Brasil, também a maior exportadora destes produtos. Nos estados de Pernambuco e Alagoas, “A Floral” fechou contrato com empresários Italianos e portugueses para exportar cerca de 3.000 flores por semana no primeiro ano ao custo de r$ 1,00 (hum real) por haste. A expectativa é que se deva exportar 10.000 flores todas as semanas para estes países. Para agregar um valor maior ao produto,uma das alternativas mais rentáveis tem sido os arranjos florais. As flores já começam a ganhar espaço e estão sendo muito utilizadas em decoração e ornamentação de eventos e festas, como as de casamento.
A produção de flores rendeu ao Brasil, com as exportações no ano de 2004, valores acima de um bilhão de dólares. Se considerarmos também o movimento de vendas no mercado interno, veremos que as cifras atingem valores bastante expressivos, em torno de quinhentos milhões de dólares.
Por se tratar de uma planta de fácil manejo, bastante resistente às intempéries e de muita durabilidade após o corte, chegando a duas semanas, concluímos que se trata de um produto de ganhos bastante significativos, pois os investimentos são relativamente pequenos e com um retorno do capital num prazo bastante curto.
Gostaria de expressar aqui meus agradecimentos à vereadora Luciana Machado e ao assessor Fernando Furtado que apóiam este projeto. São pessoas preocupadas com os nossos produtores rurais e indígenas e com o progresso de nossa cidade, incentivando a implantação de um pólo de flores ornamentais e plantas tropicais em Ubatuba.
Fonte: ASCOM

SAPÃO DE UBATUBA, CADA VEZ MAIOR

renilda

O secretário Bittencourt Jr ladeado pelos atletas Sapão e Terra Sampa

Edson Bettin
Com organização da BULLS-GYM e cobertura de varias Revistas de Fisiculturismo, realizou-se neste sábado 25/06 pp, na praça central da cidade de Caçapava o “ Mega Campeonato de Supino”, com a presença de varias celebridades da modalidade onde destacamos os atletas Marcão- Tri Campeão Sul Americano, Washington-Campeão Brasileiro, BA-Campeão Paulista , Chocolate -Vice Campeão Brasileiro entre outros . Ubatuba esteve representada pelo atleta Tico Sapão onde segundo comentários dos próprios adversários de competição, o atleta esta ficando cada vez “Maior” e o principal conseguindo agora o 1º lugar na categoria 80 a 90 kg - Sênior.
O que pudemos sentir é que esta modalidade está se tornando uma verdadeira febre, haja vista o interesse de varias cidades em promover eventos desse tipo e a crescente procura de novos adeptos.

“CAMISA DE FORÇA”

Visando o Campeonato Mundial que esta com sua data marcada para o próximo dia 16, no mês que vem, na cidade do Rio de Janeiro, o nosso atleta já esta providenciando sua ‘Camisa de Força”. O que seria Isso ? . Como explicação, vem, assim como para natação, salto, corrida etc.., varias estudos estão em andamento para o melhorar desempenho dos atletas, no caso específico da competição de força , é um camisa confeccionada em Lycra , muito justa na frente, com folga nas costas e certificada pela Confederação coordenadora da modalidade, objetivando uma maior impulsão favorecendo o atleta em torno de 20 Kg a maior no levantamento da barra com peso.
Sapão agradece ao técnico João Maria e ao apoio dos patrocinadores, Pecado da Gula, Daniela Briett e Pepão Sprint .

“ONZE SUGESTÕES DE BILL GATES”

Corsino Aliste Mezquita - Professor*
O magnata da informática foi convidado para ministrar uma conferência em escola de ensino médio, nos EUA. Todos esperavam longa palestra seguida de debates. O prestígio do conferencista alimentava essas expectativas. Para surpresa da platéia falou, apenas, durante dez minutos e, educadamente, se retirou do auditório, despediu-se dos anfitriões, pegou seu helicóptero e deixou o local.
A mensagem que tinha deixado para os alunos refletirem estava condensada em onze sugestões que combatem uma realidade de nosso tempo. Segundo ele, crianças e jovens, desta geração, estão acostumados a uma vida fácil e a encontrar tudo pronto e servido pelos adultos.
As onze sugestões tinham por título: “Coisas que não se aprendem em casa e na escola”
1ª A vida não é fácil, acostume-se com isso.
2ª O mundo não está preocupado com a sua auto-estima e espera que você seja útil para ele.
3ª Você não ganhará R$ 20.000,00, ao mês, assim que sair da escola. Não terá casa, carro e telefone a sua disposição.
4ª Se você acha seu professor rude espere até ter um chefe. Ele não terá pena de você. Não te ajudará.
5ª Vender jornal velho ou trabalhar nas férias não está abaixo de sua posição social.
6ª Se você fracassar não é culpa de seus pais e professores. Aprenda com seus erros.
7ªSeus pais, antes de você nascer, não eram tão críticos como agora. Eles ficaram assim por ter que pagar as suas contas. Colabore com eles limpando seu quarto e mantendo suas coisas em ordem.
8ª Sua escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim. Nas escolas não se repete. Na vida se pisar na bola está despedido.
9ª A vida não é dividida em semestres. Você não terá sempre verões livres, três meses de férias, férias semestrais.
10ª A TV não apresenta a vida real. Na vida real, as pessoas, tem que deixar o barzinho, a boate e ir trabalhar.
11ª Seja legal com os CDFs que vocês chamam de babacas e caxias. Existe grande probabilidade de um dia você trabalhar para eles.
As sugestões podem ser úteis para todos nós. Apresentam aspectos marcantes de nossa sociedade competitiva e traços predominantes da luta pelo êxito e a sobrevivência. No seu contexto, êxito ou fracasso, dependem de cada um como sujeito e agente individual. Bill Gates não deixa margem para a sorte, o azar ou a circunstância.
* Ex-secretário da Educação de Ubatuba

CEAU

Hugo Gallo Neto
As 12 ONGs que compõem o CEAU (Coletivo de Entidades Ambientalistas de Ubatuba) protocolaram na data de hoje documento no gabinete da Prefeitura Municipal solicitando ao Prefeito Eduardo César a imediata agilização dos processos para instauração dos Conselhos Municipais de Turismo e Meio Ambiente conforme o prometido em campanha ( ver Anexos 1 e 2)
O movimento ambientalista considera que só através da efetiva participação da sociedade civil através dos Conselhos é que conseguiremos avançar nos trabalhos e na construção de um futuro promissor para a nossa cidade. Para as Ongs que compõem o CEAU, estas são 2 áreas de fundamental importancia para o desenvolvimento de nosso município e que precisam ser tratadas com a devida importancia.
Elas consideram que a nomeação dos atuais Secretários de Meio Ambiente , Paulo Roberto Pires e de Turismo Felipe Azevedo foram uma decisão acertada pois ambos foram indicações dos respectivos setores, mas consideram também que o próximo e urgente passo é a instauração dos Conselhos de forma que a sociedade possa efetivamente participar das decisões sobre seu futuro.

Abusos, CPI, uso e ocupação do solo...

Luiz Moura
Como muitos leitores já haviam previsto, foi concluída a edificação de mais um "avanço" sobre a avenida 9 de Julho, apesar das publicações feitas aqui n’O Guaruçá (09/05, 13/05, 19/05, 23/05, 30/05 e 03/06) e das denúncias à fiscalização da Prefeitura. Mais uma obra que fere a legislação é executada com a autorização da administração municipal. Ainda não consegui entender de que "resgate" está tratando o prefeito Eduardo César e seu séqüito.
O que faz a Câmara Municipal de Ubatuba? Na falta de luz própria, o petista Jairo dos Santos, comanda o espetáculo em outra direção. Os holofotes da mídia estão focados na investigação do desvio de dinheiro na Prefeitura de Ubatuba, portanto a instalação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) sobre o assunto foi o caminho trilhado para que as luzes pairem sobre os "iluminados". Infelizmente, como constatamos na reunião que aconteceu no dia 16 de junho (razão do artigo
Uma canoa furada chamada Ubatuba), a discussão sobre a legislação do uso e ocupação do solo ficou em segundo plano.
Não sou contra CPIs, mas elas são necessárias quando os "de direito" não estão cumprindo a sua parte. Não é o caso. A administração municipal está tomando as providências necessárias para que o erário público seja ressarcido e os culpados sejam punidos.
Seria muito mais produtivo para o município se o legislativo cumprisse a sua função primordial, ou seja, legislar. Uma lei de uso e ocupação do solo em conjunto com um código de posturas são instrumentos necessários para se evitar problemas como o dos quiosques e dos avanços sobre áreas públicas.

Turismo! Umas poucas palavras...

Ronaldo Dias
Sofremos com a falta de conhecimento dos conceitos básicos do que é o Turismo como atividade econômica. O pouco turismo que temos e que conhecemos, não foi o turismo que criamos. Ele, simplesmente aparece e tem se misturado com o veraneio. Por desconhecimento ou apenas por costume, tornou-se comum por aqui chamá-los todos de turistas, o que não é verdade. Quem por exemplo, mora em São Paulo ou em qualquer outro lugar e tem uma casa em Ubatuba, esta casa é do que se chama, veraneio (passar o verão, segundo o Aurélio). Assim, quando esta pessoa vem, empresta ou aluga (o que é mais comum) seus ocupantes são veranista. Não são turistas. Mesmo quando, usam qualquer dos “equipamentos” turísticos da cidade. O turista, por conceito básico, fica hospedado em meios de hospedagem oficiais, ou sejam os hotéis, pousadas, pensões e estalagens. Ele, ao contrário do veranista, vem com objetivos diversos. Enquanto o veranista como o nome explica, vem atrás do verão. O turista, tem o verão, não como principal, mas como acessório. Vem em busca de “viver” Ubatuba. Do desconhecido, da aventura, de novas emoções, de conhecimento, da geografia, da paisagem, da história, da cultura, dos costumes, do artesanato, da culinária e da arquitetura da cidade. O nosso grande engano é que criamos uma “cultura” veranista e queremos porque queremos mudar os hábitos destes, que por definição, se vão, todos, aos primeiros sinais do outono. Qualquer que seja o esforço em “atraí-los” a partir de então é simplesmente inócuo. Os veranistas, como o próprio nome define, além de raras ocasiões(de pagar os caseiros por exemplo), voltarão apenas, e só quando, o próximo verão chegar. O que nos resta é então e apenas então somente o turista. Esse sim é o trigo que precisa ser plantado, regado e adubado para florescer. Este sim é que nos levará a um desenvolvimento social e econômico. Este sim virá no outono, no inverno, na primavera e também no verão. Só o turista, faz TURISMO. Se toda a população e as pessoas envolvidas nas atividades ditas “turísticas” tivessem essa consciência e esse simples discernimento, poucas palavras bastariam. Aí, os nossos velhos caminhos tomariam o rumo certo. Valorizaríamos mais o que temos e o que somos. Saberíamos fazer o que devemos. E o mais importante, onde poderíamos chegar...Em poucas palavras. Então, o que temos, o que devemos e o que podemos?Ubatuba, 07/03/2001

terça-feira, junho 28, 2005

Editorial

"Se sabia, o bicho pega.
Se não sabia, o bicho mata!"

Em março deste ano fui convidado para um jantar na casa de amigos. Era uma homenagem a um baiano ilustre, professor da Universidade Federal da Bahia, amigo dos anfitriões. Depois de saborear um peixe maravilhoso, regado a um excelente vinho italiano, fomos para a varanda esperar o café. Lembro-me bem da pergunta que o visitante me fez.
- O que você acha que vai acontecer na eleição de 2006?
Naquele momento não titubeei sequer um instante para responder:
- Lula será reeleito. Provavelmente no primeiro turno.
Ele ouviu atento e depois de dizer que concordava, perguntou a razão do provavelmente. Respondi que os adversários usariam o “efeito Waldomiro”. Aquela inesperada e inoportuna nódoa de lama derramada na bandeira vermelha do PT. O petardo gosmento atingiu frontalmente o comissário Dirceu e respingou de leve no Presidente. Com um bom trabalho de marketing a oposição poderia levar a disputa para o segundo turno. Ainda assim não tiraria a vitória de Lula. A reeleição era certa como são a morte e os impostos. Hoje eu não tenho mais essa certeza. Depois da notável performance midiática de Roberto Jefferson, há algumas possibilidades no front. Na primeira a CPI dos Correios, mudando de foco, encontrará o óbvio. Lula sabia de tudo. Nesse caso teremos o fim do governo com a instalação de um processo de impeachment. Uma segunda hipótese é a de que as investigações descubram que Lula tinha conhecimento e não tomou providências. Apesar disso não haverá impeachment. Em nome da governabilidade e da manutenção das instituições, “situação e oposição” farão um acordo para manter Lula na presidência até 2006. Sem possibilidade de reeleição. A terceira hipótese é que nada seja encontrado contra Lula. Ficará então comprovado que ele foi vítima de auxiliares inescrupulosos que agiram sem o seu conhecimento. Ganha então consistência a tese da conspiração. Ao perceber a oportunidade, “Direita” e “Barões da Imprensa”, entenderam que era chegada a hora de terminar a experiência socialista. Tese consistente como um castelo de “Carta”. Tarefa árdua mesmo terá Duda Mendonça. Caberá a ele convencer o eleitorado a votar num comandante que ignora o que se passa na sala ao lado. Ou Lula sabia de tudo e está mentindo, ou então de fato não sabia. Como é possível? Só o chefe não sabia? Que chefe é esse? A reeleição está ficando difícil. Para não dizer impossível.


Sidney Borges

Sebrae e Senai em Ubatuba

divulgação

Vereador Charles Medeiros na Associação Comercial de Ubatuba

No último dia 27, o vereador Charles Medeiros, juntamente com o presidente da Associação Comercial de Ubatuba Ahmad Kalil Barakat e o tesoureiro Bruno Stefani, encontraram-se com o gerente regional do Sebrae, Mauro Medeiros, em São José dos Campos. Na reunião foram colocadas em pauta várias solicitações. Dentre elas a necessidade de cursos profissionalizantes e capacitação e requalificação de mão-de-obra. Também foram encaminhadas propostas referentes à bananicultura e à produção de biomassa da banana verde. O beneficiamento da banana permite que a fruta seja exportada e utilizada para a produção de doces, massas e outros fins. Ahmad solicitou a implantação em Ubatuba de um posto avançado do Sebrae. Posteriormente houve outra reunião, desta vez com os representantes do Senai, Fernando Takai, diretor responsável e Regis Carlo de Victor, agente de treinamento. Nessa ocasião também foram encaminhadas propostas de treinamento e qualificação na área da construção civil, marcenaria e área têxtil. “A visita foi extremamente importante, fomos recebidos pelo Srs. Takao e o Sr. Regis que se colocaram a disposição, com possibilidades reais de que em janeiro de 2006 Ubatuba possa ter cursos técnicos e profissionalizantes através do Senai. É um momento impar para a comunidade de Ubatuba. Estamos buscando parcerias para a melhoria da qualidade de vida de nossos cidadãos”, comentou o vereador Charles Medeiros.
O presidente da Associação Comercial, Ahmad Kalil Barakat, entusiasmado com as perspectivas para a cidade, disse que a idéia é aproveitar as oportunidades e tentar implantá-las. “O município precisa de parceiros com visão empreendedora e com foco direcionado no desenvolvimento”.
Fonte: Assessoria Charles Medeiros

O USO DE ESPAÇOS PÚBLICOS

Ronaldo Dias
Pesquisando sobre o uso do espaço público, assunto do momento, constatei que ele é regulado pela Constituição Federal, especificamente pelo artigo 175 que diz: " Incumbe, ao poder público, na forma da lei, diretamente ou sob regime de concessão ou permissão, SEMPRE ATRAVÉS DE LICITAÇÃO, a prestação de serviços públicos". Assim concluo que qualquer outra lei (municipal ou estadual) que pretenda regulamentar o uso do espaço público deve, antes de qualquer outra disposição, prever as condições da referida licitação. Esta condição é valida inclusive para as licenças do comércio ambulante (que não ambula) e para todas as demais permissões de uso (fixo) do espaço publico. Todas as leis municipais que pretendiam ou pretendam regulamentar a matéria, sem esta obediência, são totalmente nulas. O legislador com o artigo 175 da Constituição (Cidadã) garantiu, com o "sempre através de licitação" a todos os cidadãos, os mesmos direitos sob as mesmas condições (licitando os espaços), perante as oportunidades pecuniárias do uso do espaço público. Se um pode usar, todos podem usar. A lei maior evitou assim a manipulação política do uso do espaço público, em beneficio (apenas) de apadrinhados dos detentores do poder.
 
Free counter and web stats