sábado, abril 23, 2005

Quem nasceu nesta praia?

alex.nelter


Algumas dicas. É ex-jogador de futebol. Era magrinho e agora tem barriga de tanquinho. Nasceu na terra dos homens mais modestos do mundo. E simpáticos. Quem adivinhar ganha um fim de semana em Bagdá.

Sidney Borges
Foto enviada por Flávio Médici

Dr. Ricardo agora é Verde

divulgação

Dr. Ricardo Cortes, deputado padre Afonso Lobato e Danilo Miranda

Laura Valesi Ennes
O Deputado Estadual do PARTIDO VERDE de São Paulo, PADRE AFONSO LOBATO, esteve em nossa cidade, nesta sexta-feira, a pedido do Senhor DANILO MIRANDA DE FIGUEIREDO presidente do Partido Verde em Ubatuba, para prestigiar a confraternização da vinda do ilustre vereador DR. RICARDO CORTES, para a sigla do partido. Oportunamente o Deputado Estadual juntamente com o Vereador e demais acompanhantes da comitiva, visitou a Santa Casa, a ADUBA, a APAE, e outras entidades que puderam entregar suas reivindicações.
Estiveram em reunião com o Prefeito EDUARDO CEZAR, onde foi debatido assuntos de vital importância para o município, como o Hospital Regional do Litoral Norte, Aterro Sanitário Regional, Santa Casa de Ubatuba, verbas para ampliação da Rodovia Oswaldo Cruz, que é também uma grande reivindicação dos habitantes do Vale do Paraíba que aqui fazem turismo ou tem casa de veraneio. Em reunião realizada na Câmara Municipal com a presença do Presidente JAIRO DOS SANTOS e do vereador CLAUDINHO GULLI, o Deputado recebeu pessoas da comunidade. Estiverem presentes os pesos pesados do Partido Verde: GEORG MASCARENHAS; SERGIO CARYBE; JOSE CARLOS e os não menos pesados DITINHO e WAGNÃO.

NOVA LEI DOS CONSÓRCIOS PÚBLICOS

José Nelio de Carvalho – Advogado*
Solução à vista para o Lixo, Água e Esgoto no Litoral Norte?
A lei 11107, sancionada pelo Presidente da República em 6 de abril de 2005 e que teve como relatora a deputada Federal Angela Guadagnin, constitui uma importante ferramenta de ação dos municípios, até então inexistente. Os consórcios municipais formados até agora, têm enfrentado dificuldades intransponíveis na prática de ações conjuntas, ficando limitados às ações meramente políticas. O CODIVAP é um exemplo. A partir de agora, pela nova lei, máquinas e equipamentos poderão ser adquiridos por vários municípios em conjunto, médicos e outros profissionais poderão ser contratados pela associação de municípios e praticados vários outros atos de interesse comum, de forma coletiva, com rateio de despesas, de conformidade com a previsão legal.
A 1ª reunião de Trabalho realizada no último Sábado, dia 16, na cidade de Areias, no Vale Histórico, enfocou temas como o Desenvolvimento Regional e Cooperação, Políticas Públicas e a nova Lei dos Consórcios, com a presença de prefeitos e vereadores da região, da deputada Angela Guadagnin, relatora do projeto, de representantes e técnicos do Governo Federal, da Caixa Econômica Federal e do município de Jacareí, com o relato da experiência do Consórcio Três Rios. Ações concretas de cooperação sempre foram vistas com ressalvas pelos Tribunais de Contas, Legislativos locais e Poder Judiciário, motivando punições a vários prefeitos, inclusive cassações de mandato. A nova lei, buscando aplicar o princípio da eficiência na administração, prevê normas para contratação de consórcios, formados pelos próprios Municípios, para a realização de objetivos comuns, viabilizando de forma eficaz a solução de inúmeros problemas.
No Litoral Norte, lixo, água e esgoto são desafios comuns. O lixo pela falta de locais adequados à disposição final. Quanto a água e esgoto, o encerramento dos prazos de concessão dos serviços dos Municípios para a Sabesp, sucessora da SBS - Cia. de Saneamento da Baixada Santista, coloca obrigatoriamente a questão na agenda atual dos atuais Prefeitos e Vereadores.
A nova lei possibilita o fortalecimento da Federação, a partir da iniciativa dos Municípios, com ações concretas, praticadas de forma coletiva, contribuindo para a solução das inúmeras e complexas demandas da população local. A lei dos Consórcios Públicos é mais uma ferramenta à disposição dos atuais administradores.
* Ex-prefeito de Ubatuba

Mapa Cultural Paulista

A Secretaria de Estado da Cultura, cuja função é ressaltar e divulgar a produção cultural do Estado de São Paulo, convida os artistas de Ubatuba para participar do Mapa Cultural Paulista 2005 / 2006. Poderão se inscrever artistas das seguintes expressões: Artes plásticas, Canto Coral, Conto, Dança, Desenho de Humor, Fotografia, Poesia, Teatro e Vídeo. Quem tiver interesse deve procurar a Fundart a partir da próxima quarta-feira, dia 27, para maiores informações. Vale à pena participar, vamos mostrar que os artistas de Ubatuba estão produzindo qualidade. Haverá premiações aos vencedores. Então meu amigo ponha a sua porção Fellini para fora, pegue a câmera, a sogra, o cachorro e a vizinha e faça aquele vídeo que vai mostrar ao mundo seu talento. Participe. Mais uma vez, informações na Fundart a partir do dia 27.

Sidney Borges

sexta-feira, abril 22, 2005

O Papa e a juventude hitlerista

Cláudio Humberto, ex-homem de confiança de Fernando Collor, a quem defendeu com fidelidade canina, famoso pelo bordão “bateu levou”, disse que não confia num Papa que pertenceu à juventude hitlerista. Na verdade ele expressou a opinião de boa parte da igreja, principalmente dos fiéis mais afeitos ao pensamento progressista. Deve ser lembrado que na ocasião o Papa tinha doze anos e a Alemanha estava em guerra. Nessa idade o caráter do homem ainda está em formação, nada é definitivo. Somos facilmente cooptados, eu mesmo fui assediado por grupos integristas, com meus colegas de escola, alguns dos quais acabaram entrando em seminários. Nenhum seguiu adiante, isto é, apenas um, hoje alto membro da Opus Dei em Roma. Devo esclarecer que não é mais meu amigo, não por mim, que não discrimino idéias, mas por culpa dele, que renegou inclusive à família. O fato do Papa ter pertencido à juventude hitlerista é irrelevante frente ao espinhoso trabalho que há pela frente. Estamos fisicamente no século XXI, embora poucas pessoas estejam mentalmente na frente da onda temporal. O pensamento vigente ainda é do século XIX, para não dizer do XVIII, com algumas pitadas de século XX. Acontece que as comunicações avançam celeremente e democraticamente, já começa a ficar difícil moldar as massas. A Internet derrubou as últimas barreiras que nos separavam da democracia das informações. O resultado está aí, blogueiros formando opinião, enquanto os escribas a serviço dos poderosos perdem terreno dia a dia. Cabe ao Papa enfrentar os desafios de um mundo globalizado e ao mesmo tempo conciliar os dogmas e as tradições do pensamento fundamentalista. Segundo informações das agências internacionais, Bento XVI considera a globalização o maior inimigo da Igreja. Se for verdade, ele terá de ser muito criativo para vencer a batalha monumental da qual foi incumbido. Há poucos católicos que vivem no século XXI com disposição para acreditar em dogmas, como a ressurreição de Jesus Cristo. Quem quer que tenha sido o criador, estabeleceu leis que não podem ser violadas. Portanto, o Papa vai ter de deixar de lado uma parte do pensamento medieval e tentar conciliar tradição com modernidade. Eu não queria estar na pele dele.

Sidney Borges

Notícias do Legislativo

Deputado Federal José Eduardo Cardozo recebe o vereador Jairo dos Santos

O presidente da Câmara de Ubatuba, Jairo dos Santos (PT), em companhia do assessor Fabián Pérez, visitou, nesta segunda-feira, l8, o deputado federal José Eduardo Cardozo (PT), no escritório político do deputado, em São Paulo. O parlamentar elogiou muito a iniciativa de Jairo sobre a implantação da Câmara Regional do Litoral Norte. Segundo Cardozo, quando ele foi presidente da Câmara de Vereadores, em São Paulo, também promoveu iniciativa semelhante, reunindo os presidentes de Câmara das Capitais. Ele salientou que o caminho para se resolver muitos dos problemas dos Municípios é agindo regionalmente.
Jairo aproveitou a oportunidade para agradecer as emendas promovidas pelo deputado ao orçamento da União que disponibilizam verbas no valor de 200 mil reais para Ubatuba. Cardozo se colocou à disposição de Jairo para ser o interlocutor, destacando nacionalmente o Município, que poderá ter ainda mais apoio Federal para resolver questões locais. O deputado já agendou o compromisso de comparecer, em Ubatuba, na IV Audiência Pública sobre Terras Caiçaras que será realizada em agosto.


Presidente Da Câmara de Ubatuba recebe moção de apoio da Câmara de São Sebastião

Jairo dos Santos, presidente da Câmara de Ubatuba, recebeu moção de apoio da Câmara Municipal de São Sebastião, pela iniciativa de criar a frente parlamentar para as questões comuns do Litoral Norte, como a instituição do Hospital Regional.
De acordo com Jairo, esta homenagem é extensiva a todo o grupo de Ubatuba e aos companheiros vereadores representados pelos presidentes das outras três cidades do Litoral Norte: Luiz Lobo de Ilhabela, Juarez Pardim, de Caraguatatuba e Wagner Teixeira, de São Sebastião. Jairo destacou que a implantação de um Hospital Regional é apenas a primeira de uma série de iniciativas que serão promovidas pela Câmara Regional.


No aniversário de Caraguatatuba o pescador ganha monumento

Na manhã do dia 20, Jairo dos Santos participou das comemorações dos 148 anos de Caraguatatuba. Entre outros eventos, a inauguração do monumento ao pescador do Litoral Norte, marcou a homenagem da Prefeitura local aos caiçaras dos quatro municípios. Os quatro presidentes de Câmara e os prefeitos Eduardo César, de Ubatuba, José Aguilar, de Caraguatatuba, Manoel Marcos, de Ilhabela e o vice prefeito Paulo Henrique, de São Sebastião, estiveram presentes. Ao som do Hino Nacional, as autoridades içaram os quatro Pavilhões Municipais, dando início às homenagens ao povo do mar. Jairo ressaltou a importância histórica deste resgate do caiçara como principal ator da cultura local.
Fonte: Assessoria de Comunicação

ESCLARECIMENTO DA FUNDART

Na última quarta-feira, dia 20 de abril, a Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba abriu suas portas para mais uma Quarta Literária como vem fazendo há dois meses.
Foi mais uma noite de muita chuva que, na opinião da equipe da Fundart, fez com que as pessoas
se recolhessem em suas casas. Os profissionais responsáveis pelo evento esperaram o público por 30 minutos e só então fecharam as portas às 20h30. Ainda com alguma preocupação, ficaram observando da sacada do edifício se mais alguém apareceria. Estiveram presentes os cidadãos: Sra. Márcia e o Sr. Cláudio, que foram embora às 20h30 e, em seguida, às 20h38, compareceu a Sra. Elizabeth, que também se retirou. Outras pessoas estavam se refrescando nas mesas externas do bar do Pirata, que fica ao lado do casarão, e não manifestaram interesse pelo programa em momento algum. Se houve mais pessoas que compareceram ao evento, a equipe da Fundart não tem conhecimento.

Atenciosamente,
Equipe Fundart

Nota do Editor: Certifico e dou fé a quem possa interessar que: Na data citada no esclarecimento acima, estiveram presentes para assistir ao evento que não houve os conselheiros Luiz Moura, Paulo Barreto, Sidney Borges e o jornalista Hilton Libos, a convite deste último. A chuva começou apenas por volta das oito e meia, quando comíamos pipocas sentados na porta da Fundação. Antes eu havia caminhado pelo prédio, tendo entrado pela porta lateral, visto que as outras estavam fechadas. Susan Ruiz, esposa do editor, chegou às nove horas e só então nos despedimos. Nada mais aconteceu, nenhuma satisfação nos foi dada.

Sidney Borges

COMUNICADO DA FUNDART

Em decorrência das últimas chuvas que caíram sobre Ubatuba na quarta e quinta-feira, 20 e 21 de abril, os equipamentos do Cineclube e o auditório foram seriamente danificados. Diante da situação a equipe da Fundart está adiando as sessões de cinema desta sexta-feira, dia 22, às 20h00 e do domingo, dia 24, às 16h00 e 19h00. Esperamos que a população compreenda que a Fundart foi encontrada com toda sua infraestrutura comprometida e que a diretoria executiva está lutando para sair do casarão o mais rápido possível. A mudança de casa está dependendo de se encontrar na cidade um novo local, que atenda as necessidades de uma fundação de arte e cultura.

Atenciosamente,
Equipe Fundart

Notícias da Prefeitura

Ubatuba participa da prova pedestre em comemoração ao aniversário de Caraguatatuba

Uma equipe de sete atletas de Ubatuba participará da prova comemorativa aos 148 anos de emancipação política de Caraguá. A prova acontece nesta quinta-feira, 21. A prova tem 10 Km de percurso e a largada está prevista para as 10 h na praça de eventos.
Entre os favoritos está o atleta Antonio Carlos de Jesus, que teve boa participação em todas as provas disputadas neste ano. Outros destaques da delegação são os quatro atletas que participaram da Maratona Internacional de São Paulo: Joaquim Gonçalves, Rildo Ribeiro, Luiz Matias e Claudia Regina. Os outros componentes são Giliarde Celestino, Hosany dos Santos e Altair Matias. A equipe conta com o apoio da Secretaria de Esporte e Lazer de Ubatuba.
Maratona de São Paulo – Os atletas de Ubatuba que participaram da Maratona Internacional de São Paulo obtiveram bons resultados. Na prova de 10 mil metros Rildo Ribeiro chegou na 39ª posição, Luiz Matias chegou em 65º e Claudia Regina em 78º. Joaquim Gonçalves fez a prova longa e concluiu os 42,195 metros em 4´30´´57 h. Seu objetivo era concluir em 3´50’’para figurar no ranking brasileiro, mas ainda não foi dessa vez. “A prova em São Paulo é atípica, com trechos percorridos em túneis, que acabam aumentando os trechos em subidas. Agora vou tentar o índice na Maratona do Rio de Janeiro”, disse o atleta. PMU



Ubatuba se une para a Copa do Brasil de Jiu Jitsu

Academias lutarão representando a Secretaria de Esporte e Lazer

A Copa do Brasil de Jiu Jitsu, que acontece neste e no próximo final de semana em Duque de Caxias (RJ), representa um marco para a modalidade em Ubatuba. Cerca de 25 atletas de várias academias da cidade, competirão pela primeira vez como equipe, numa demonstração que a união é a saída para resolver qualquer tipo de diferença.
A Copa do Brasil reunirá dois mil e trezentos atletas nas categorias pré-mirim, mirim, infantil, infanto-juvenil, juvenil, adulto, master e sênior - masculino e feminino.
O evento acontecerá na Moderna Vila Olímpica de Duque de Caxias e segundo o cronograma nos dias 23 e 24 abril acontecem as disputas nas categorias adulto, master e senior - masculino e feminino. No dia 30 participam as categorias pré-mirim, mirim infantil, infanto-juvenil e juvenil em todas as faixas, masculino e feminino. A delegação de Ubatuba tem o apoio da Secretaria de Esporte e Lazer. PMU



Municipal de basquete começa sexta-feira

Seis times participam da segunda edição do evento

Tem início nesta sexta-feira, 22, no Ginásio de Esportes Tubão, o 2º Campeonato Municipal de Basquete Adulto Masculino. A cerimônia de abertura começa as 18h30 com desfile de todas as equipes, seguida de rodada completa. Seis equipes participarão da disputa que prossegue até o dia 24 de junho, com as partidas acontecendo toda sexta à partir das 19 horas. Confira as partidas da rodada inicial: 19 h - Tortilhão X Tachão, 19:30 h - Móveis Docelar X Objetivo, 20 h - Clínica de Fraturas Ubatuba X Hlera. PMU



Vôlei feminino de Ubatuba tem partida importante na rodada da Livovale

Vitória na partida contra Mogi é fundamental para classificação

A equipe infantil de Vôlei Feminino da Secretaria de Esporte e Lazer de Ubatuba disputa uma partida decisiva neste sábado, 23, no Ginásio de Esportes Tubão contra Mogi das Cruzes. Restam quatro partidas para o final da primeira fase e segundo os cálculos do técnico da Secretaria de Esporte e Lazer, Geraldo Vanoni, três vitórias levariam a equipe às semifinais. “Acredito que a equipe possa se recuperar e chegar a um bom resultado no domingo. Com três vitórias podemos ficar em quarto na chave, e se vencermos todas as partidas ficaremos em terceiro e aí poderemos sonhar com um bom lugar no pódio”, afirma o treinador. A partida começa às 10 horas e a entrada é franca. PMU

quinta-feira, abril 21, 2005

"MERENDA ESCOLAR - ESCLARECIMENTOS"

Corsino Aliste Mezquita – Profesor*
Considerando que o texto abaixo reproduzido foi apresentado, na exposição dos cem dias de governo, em contexto que pretendia denegrir a Administração Anterior, responsabilizando-a por todas as mazelas que atualmente existem na Educação Municipal e, posteriormente, publicado, no jornal "A Cidade" de l6 de abril de 2005-página 09, gostaria fazer algumas considerações e esclarecimentos.
"Uma auditoria realizada no início de março, depois de uma série de reclamações e constatações, apontou irregularidades e deficiências em várias questões, que vão desde o valor nutricional da merenda até o armazenamento dos produtos, passando por condições de higiene e manuseio".
Solicitamos do amigo leitor que considere.
A auditoria foi realizada no início de março, ou seja, na atual administração e sob a sua orientação.
As reclamações ocorreram na atual administração. Registraram a suposta perda de qualidade da merenda escolar.
As constatações também são da atual administração, revelando o que está acontecendo, neste momento, na Seção de Merenda e nas escolas e sendo avaliadas sob o prisma dos atuais dirigentes e de seus projetos de futuro.
Havendo "irregularidades e deficiências em várias questões" elas estão ocorrendo agora e são de responsabilidade da atual administração.
Se o valor nutricional da merenda não é satisfatório, é da merenda que está sendo servida agora, com os produtos comprados pela atual administração e preparados pelas novas merendeiras que, colocaram, nas escolas, sem prévio treinamento.
Se há problemas de armazenamento estão ocorrendo agora. São de responsabilidade da atual administração.
Se as "condições de higiene e manuseio" não são satisfatórias são problemas atuais que não foram herdados. Podem ser decorrentes da falta de treinamento das novas merendeiras ou da falta de materiais adequados para exercer seu trabalho.
Não vamos analisar o tipo de auditoria que foi realizada, qual o nível técnico dos auditores, a validade das amostras colhidas e as intenções.
Esclarecemos que, até 30-12-2004 (último dia útil da Administração Anterior) não recebemos reclamações e sim elogios, não registramos problemas em quaisquer dos pontos de distribuição, a merenda escolar foi por todos elogiada e considerada de ótima qualidade, tanto na apresentação e paladar quanto no valor nutricional, e, as merendeiras, trabalharam uniformizadas e dispondo de todos os equipamentos necessários à higiene e bom manuseio.
Na hipótese de não existirem, quando da realização da auditoria, as boas condições relacionadas no parágrafo anterior, os responsáveis são os atuais administradores. Não podem ser procurados outros culpados.
Todo administrador que queira ser bem sucedido tem que se apoiar no passado para construir o presente e programar o futuro.
* Ex-secretário da Educação de Ubatuba

Programação prometida. E não cumprida!

fac-símile

De acordo com o boletim da Fundart esse seria o evento que não houve

Na noite de quarta-feira marquei encontro na porta da Fundart com amigos de São Paulo. Convidei-os para assistir ao evento previsto no boletim distribuído no início do mês. Na hora combinada as portas da Fundação estavam fechadas e assim permaneceram, o evento não aconteceu e nada foi dito aos presentes, que acabaram indo embora debaixo de chuva. Fiquei desapontado com a falta de respeito ao público, meus amigos também.

Sidney Borges

Gramática e Encontros Notáveis

Tem gente que conta carneirinhos para dormir. Nunca conheci ninguém que o fizesse, mas a imagem está presente na minha cabeça. Deve ter sido fixada na época da sessão zás-trás, cujos desenhos animados moldaram parte da minha cultura. Quando tenho insônia, o que é raro, fico pensando na vida. Numa noite recente aconteceu. Problemas de saúde na família me fizeram alterar as horas de sono. Acabei indo para a cama fora do tempo, lá fiquei rolando. Não sei a razão, mas surgiu uma página na minha velha Olivetti, onde a palavra independência deveria ser separada em sílabas. Me pareceu correto escrever in-de-pen-dên-cia, entretanto ficaria melhor graficamente se eu escrevesse in-de-pen-dên-ci-a, com o a final na outra linha. Quando estava na quarta série do antigo ginásio, equivalente hoje à oitava série do ensino fundamental, lembro-me bem que dona Guiomar, minha professora de Português resolveria o problema sem titubear. Naquela época os professores do Ginásio do Estado ganhavam bem. Dona Guiomar era advogada, formada na São Francisco e tinha também o curso de letras da USP. Posteriormente se tornou juíza e abandonou o magistério. Depois de muitos anos, eu já adulto, não era raro encontrá-la nas imediações do Fórum, na praça João Mendes. Então tomávamos café e conversávamos sobre tudo, fumando um Minister. Naquele tempo todos fumavam. Como dona Guiomar já deu às de vila-diogo da esfera insana, recorri aos meus parcos conhecimentos da língua para terminar o texto e dormir em paz. Um homem precisa de paz para conciliar o sono. Se eu considerasse independência como proparoxítona, então deveria separar o último a, o que considero fora de cogitação, é deselegante. A outra opção seria considerar cia como a última sílaba. A página ficaria assim, na linha superior independên-, e, na continuação cia. Nesse caso a palavra não seria proparoxítona e sim paroxítona. Mas, com a ressalva de ser uma paroxítona terminada em ditongo crescente, portanto, corretamente acentuada. A questão passou a ser ditongo ou hiato? O assunto foi perdendo interesse e forma quando comecei a sentir as pálpebras pesadas e notei que da nuvem ao lado um homem de branco me acenava. Olhei bem e reconheci a cena familiar. Aeroporto de Fiumicino, 1985. Barrado por um cordão de segurança, atrasado para o vôo que me levaria a Milão, dei de cara com um senhor simpático que passava a um metro de distância, do outro lado do cordão. Ele me acenou e sorriu amavelmente. Era o Papa João Paulo II, que embarcava para a África. Da nuvem enfumaçada ele me acenou novamente e eu retribuí. Deveria ter acontecido com alguém de fé, que interpretaria como um sinal divino. Eu que não creio em nada, atribuo o fortuito encontro ao acaso, embora o sorriso do Papa tenha sido bem recebido e igualmente retribuído. Gentilezas fazem bem à alma.

Sidney Borges

Acessórios & Principal

Ronaldo Dias
A grande dificuldade, por incrível que pareça, é identificar um do outro. Parece simples mas, muitos passam a vida inteira com essa dificuldade, porque que não conseguem este (imprescindível) discernimento. De maneira alguma! Vencida a primeira etapa desta dificuldade, vem a satisfação, festiva, da grande conquista de descobrir o óbvio: Os acessórios, seguem o principal ! Em uma cidade carente de idéias e recursos que possam gerar renda e, criar empregos perenes a seu povo, algumas notícias realmente desanimam. Ainda bem, que os feitos alardeados nestas tais notícias, são simples e, desnecessários acessórios cujo investimento beneficia (infelizmente) apenas alguns poucos (falsos carentes) privilegiados, interligados por algum cabresto eleitoral. Questão de foco temporal e total falta de orientação na eleição de prioridades. Aguardemos com fé e, esperança, notícias e, boas novas, sobre o que realmente interessa ao futuro de todos os filhos desta terra. Aguardemos pelo Principal: O resgate.

Notícias da Prefeitura

divulgação

A soltura das tartarugas é um espetáculo dos mais emocionantes

Escolinha Municipal de Surf faz parceria com Projeto Tamar

Primeira ação será visita à base de Ubatuba

Os alunos da Escolinha Municipal de Surf terão atividade extra-aula nos próximos dias 29 de abril e 6 de maio: uma visita a Base do Projeto Tamar. O objetivo, segundo o coordenador da Escolinha, Ricardo Toledo, é o início de uma parceria que pode render outros frutos. “Nesse primeiro momento vamos mostrar para as crianças que nem só de ondas o mar é composto. Existe todo um ecossistema que às vezes a criança não conhece e essa visita ao Tamar vai aumentar o interesse pela preservação do meio ambiente”, disse Toledo.
No dia 29 vão os alunos do Perequê Açu e no dia 6 as turmas da Praia Grande, sendo que os alunos da manhã deverão comparecer a sede do projeto Tamar que fica na Rua Antonio Atanázio, 273, Itaguá, a partir das 8 h e os da tarde às 14. Os alunos também conhecerão a oficina de reciclagem mantida pelo projeto e a quarentena, uma área restrita ao público onde ficam as tartarugas capturadas que são devolvidas ao mar. A Escolinha Municipal de Surf estuda outras atividades em parceria com o Projeto Tamar para junho e setembro. PMU



Novo Conselho Municipal de Educação toma posse em Ubatuba

Conselho tem importantes funções normativas, deliberativas e construtivas na educação municipal

Aconteceu ontem, 19, na Câmara Municipal, a cerimônia de posse dos integrantes e suplentes do Conselho Municipal de Educação. Os conselheiros foram definidos através de indicação e votação, de acordo com a lei. Foram escolhidos dez representantes, entre membros de diversas secretarias da prefeitura, Magistério Municipal e Estadual, Ensino Particular, Associação de Pais e Mestres, Diretoria de Ensino e Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente.
O Conselho desempenha importantes funções na Educação Municipal. Eles dão sugestões de projetos, ajudam a decidir, juntamente com a Secretaria de Educação, os rumos a serem seguidos. Eles também têm força para formular normas e regras, de acordo com os interesses da população. Em discurso, durante a posse, a secretária de educação, Isabel Roseli disse que pretende trabalhar em conjunto com o conselho, em prol da educação ubatubense. “Vamos firmar uma parceria visando o respeito, a dignidade, a qualidade de vida e a melhoria no sistema municipal de ensino. Eu conto com o conselho para somar forças conosco e construir, a cada dia, uma educação melhor para nossos alunos”. PMU

Confira abaixo a nova composição do Conselho:

REPRESENTANTES DO GABINETE DO PREFEITO:

Titulares :
1 – Denise Maria Barbosa Montemor Cesar
2 – Mauro Gilberto de Freitas

Suplentes :
1 – Silvana Maria Monteiro Niel
2 – Denise Martins Silveira

REPRESENTANTES DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO:

Titulares :
1 – Luciana Valério Cunha
2 – Patrícia Gomes Veloso

Suplentes :
1 – Rozemara Cabral Mendes de Carvalho
2 – Cristiane Aparecida Gil Guimarães

REPRESENTANTES DA SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER:

Titular :
1 - Nicrano Gomes Junior

Suplente :
1 - Marcos Vinicius Fowler

REPRESENTANTES DA SECRETARIA DE SAÚDE:

Titular :
1 - Denise Rinehart

Suplente :
1 - Antonio Jorge da Silva Araujo

REPRESENTANTES DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL:

Titular :
1 – Ademir Braga de Oliveira

Suplente :
1 – Marcos Antonio Flausino dos Santos

REPRESENTANTES DO MAGISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL:

Titular :
1- Cristiani Freitas Ferreira

Suplente:
1- Rui Alves Grilo

REPRESENTANTES DO ENSINO PARTICULAR:

Titular:
1 – Sérgio de Oliveira Marques

Suplente:
1 – Miriam Soares Magnani

REPRESENTANTES DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E MESTRES:

Titular:
1 – Antonio Correia de Oliveira Filho

Suplente:
1 – Antonio Carlos Caetano Marchiori

REPRESENTANTES DA DIRETORIA DE ENSINO DE CARAGUATATUBA:

Titular:
1 – Maria Gonçalves Chiappetta

Suplente:
1 – Adelaide Maria Gomes Coelho

REPRESENTANTES DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE:

Titular:
1 - Carmem Regina Chiaradia Feliciano

Suplente:
1 - Maria Aparecida de Paula



Agricultores de Ubatuba participam de curso de agentes florestais

Parceria entre Prefeitura de Ubatuba e Instituto de Permacultura irá formar agentes florestais

Com apoio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (SMAPA), o Instituto de Permacultura e Ecovilas da Mata Atlântica realizou nos dias 16 e 17 de abril a primeira etapa do Curso de Formação de Agentes Florestais, em Ubatuba. Cerca de 30 agricultores dos bairros da Caçandoca, Picinguaba, Fazenda da Caixa, Maranduba, Praia Dura e Camburi e três técnicos da secretaria participaram da primeira fase que aconteceu na praia da Caçandoca.
Segundo a secretária municipal de Agricultura, Valéria Cress Gelli, o curso busca a divulgação de técnicas agroflorestais, visando a conservação da Mata Atlântica. “Acreditamos que a formação de novos agentes irá contribuir para o uso racional do ambiente. Esta é uma nova tendência nacional em agricultura”, explica Valéria. O projeto é composto por mais cinco módulos que serão desenvolvidos até o mês de setembro. A coordenadora do projeto é a engenheira florestal Cristiana Reis. PMU

quarta-feira, abril 20, 2005

Restauração de Patrimônio

Fabian Perez

No centro da foto, o presidente da Câmara, vereador Jairo dos Santos

A proposta de ver o patrimônio cultural restaurado e a memória cultural da cidade preservada, levou o presidente da Câmara de Ubatuba, Jairo dos Santos, a um projeto bem maior: o "Oficina Escola de Artes e Ofício"- projeto que vai além da restauração e preservação de patrimônios.Vai, principalmente, em busca do resgate da cidadania de jovens adolescentes que vivem na faixa de risco psico-social.
De acordo com o engenheiro civil Turinã Alves Inácio, diretor de Memória e Patrimônio de Santana do Parnaíba, Grande São Paulo, o projeto é um instrumento prático de aprendizado, um trabalho feito com conhecimento científico e acompanhado por profissionais especializados. É um curso onde o aluno aprende fazendo.
O entusiasmo de Jairo dos Santos cresceu durante reunião na FUNDART - Fundação de Artes de Ubatuba - com Turinã Alves Inácio, responsável pelo projeto, o ex-secretário do Planejamento de São Luiz do Paraitinga, Sérgio de Almeida, e com o engenheiro civil, José Antonio Friguetto. Estava também presente o folclorista Ney Martins, da Fundart. A pauta da reunião era a necessidade de restauração do Casarão do Porto, protelada há várias Administrações.
Durante a exposição do "Oficina Escola de Artes e Ofício", Turinã disse que o projeto atende jovens entre 16 e 21 anos, respeitando a capacidade individual de cada aluno e forma cidadãos conscientes de seus direitos e deveres. No final do Curso, que conta com o apoio do SENAI, o aluno recebe um diploma e sai com uma profissão promissora.
O presidente da Câmara, Jairo dos Santos, já estabeleceu contato com a Prefeitura para dar início aos termos do convênio que deverá implantar o projeto em Ubatuba. Nas cidades paulistas de Jacareí e Pirapora do Bom Jesus e Sobral, no Estado do Ceará, o "Oficina Escola de Artes e Ofícios" já funciona a todo o vapor. Além disso, há os convênios Internacionais já firmados com a Direção Geral de Monumentos Nacionais de Portugal.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Notícias do gabinete do vereador Edílson Félix

Miguel Angel

Vereador Edílson Félix despachando em seu gabinete


USINA VELHA: VEREADOR LUTA PELA ILUMINAÇÃO PÚBLICA DA RODOVIA MÁRIO COVAS

Um conflito entre o Departamento Nacional de Infraestrutura do Trânsito – DENIT – e a Prefeitura de Ubatuba, sobre de quem é a responsabilidade de iluminar o trecho da Rodovia Mário Covas, na entrada do bairro da Usina Velha está deixando a população local preocupada e no escuro. O vereador Edílson Félix (PSC) já se adiantou e entrou em contato com o gerente regional da ELEKTRO, Willen Guilherme, para tentar solucionar o caso diretamente com a prestadora. Edílson pediu o religamento das luminárias instaladas na região. A ELEKTRO prometeu tomar providências. O vereador enviou uma indicação ao prefeito Eduardo César, uma vez que, segundo ele, é da competência do Executivo uma negociação com a ELEKTRO para uma solução rápida para o problema da comunidade de Usina Velha.


CICLOVIA DO PÉ DA SERRA: ESCURIDÃO AMEAÇA SEGURANÇA DE CICLISTAS

Os ciclistas que percorrem o trecho entre a Figueira e o Pé da Serra, vivem em constate risco. Eles também pediram o apoio do vereador Edílson Félix para que o local, onde já ocorreram vários acidentes, seja iluminado. O vereador já está tomando providências.


SESMARIA JÁ TEM LUZ - AGORA, FALTA LAZER

O vereador Edílson Félix conseguiu a reposição da rede elétrica na estrada principal do Sesmaria, graças a um entendimento com a ELEKTRO. O trabalho foi efetuado no último domingo, dia 17, através do protocolo 111 603, atendendo a reivindicação dos moradores, que hoje se sentem com mais conforto e segurança.
Além da iluminação, Edílson Félix também apresentou uma indicação 619/05 ao prefeito Eduardo César solicitando uma área de recreação e esporte no bairro.
“A população do Sesmaria merece uma área para lazer e práticas esportivas. O Esporte é uma das principais estratégias para a socialização e a educação do nosso povo”, afirmou Félix.

Fonte: Assessoria de Comunicação

PARTIDOS POLÍTICOS. ONDE ESTÃO?

Gerson Florindo*
Deve-se observar que desde os primórdios os políticos locais buscam desqualificar a importância do papel dos partidos. Esse comportamento sempre os levou a achar que suas posições eram progressistas, quando não passavam de comportamento conservador, que só serviu para enfraquecer a democracia e produzir atraso.
Engana-se aquele que busca banalizar a política como prática individualista para permanecer no poder. Na sua grande maioria, tais políticos foram alvos de derrotas eleitorais ou estão desgastados com a opinião pública. Vale dizer que nas cidades onde há crescimento e desenvolvimento, os partidos são respeitados e reconhecidos. Há políticos que pulam de um partido para outro, costume oportunista. A finalidade é se dar bem, sem a consciência da construção, do compromisso cívico e da visão a longo prazo. Esses homens públicos não enxergam a política como meio de resolver problemas sociais. Querem apenas e unicamente se dar bem. O debate eleitoral termina nas baixarias que todos conhecemos. Para realizar seus intentos procuram uma legenda, somente porque a Justiça Eleitoral exige, candidatos devem estar filiados a um partido político.
Em Ubatuba, temos alguns partidos que ao longo do tempo não se contaminaram ou que não se curvaram à cultura política vigente, porém, estamos assistindo a um cenário de ofensivas e golpes para se apoderar desses partidos.
Quem não se lembra do ex-prefeito Zizinho, que ignorou o esquema partidário e montou uma grande força em torno do seu nome? Ganhou a eleição e quando deu por si, sua administração não passava de um castelo de cartas. Caiu de forma irreversível, em detrimento da fraqueza do fictício PZ, contra a força da oposição.
Que fique alerta o Prefeito, que diz que no seu governo não existem partidos. Existem os partidos que o elegeram e os partidos de oposição, o que não deixa de ser saudável para a democracia. Deve-se tomar cuidado e prestar à atenção na letra da música do poeta Cazuza.

"Meu partido é um coração partido
meus inimigos estão no poder
me xingam de bicha, bandido e maconheiro,
transformam o país inteiro num puteiro
e assim se ganha mais dinheiro".


O enfraquecimento dos partidos incentiva o não debate e a não discussão. Em política não pode haver carência de idéias, que florescem na organização partidária, na convivência, na troca de experiências. A ausência de organização política solapa a sustentação do governo, incentiva os interesses individualistas, deixando de lado os compromissos coletivos, tornando o governo vulnerável à corrupção, trazendo enormes prejuízos à sociedade.
O PT de Ubatuba estará realizando uma plenária no dia 24 de Abril, onde faremos uma avaliação dos cem dias do governo municipal e uma análise de conjuntura nacional e internacional. Sabemos que do ponto de vista da população somos o partido da sustentação da atual administração e, por isso, vamos dialogar com o Prefeito Eduardo César, num esforço de buscar o entendimento necessário para que ele reconheça os partidos como base do fortalecimento de sua estrutura de governo. O PT deseja melhorar a cultura política local e contribuir para o desenvolvimento da nossa cidade.
* Membro do PT de Ubatuba e Diretor do Sindicato dos Bancários de Taubaté e Região.

Das Papst

O novo Papa vai se dedicar aos jovens. Sempre que ouço um eclesiástico dizer isso Michael Jackson me vem à cabeça. Alemão, ex-prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, que o vulgo chamava de santa inquisição, ainda em vigor, o novo Papa vai ser uma pedra no sapato dos padres de passeata, como diria Nelson Rodrigues. Leonardo Boff deve estar com urticária. Por outro lado vai ficar cada vez melhor a vida dos integristas, liderados pela Opus Dei. Enfim, como de antemão escolhi não ser salvo, observo à distância, com uma indagação pairando na cabeça. Cid Charisse, onde estará com aquelas pernas monumentais? Espero que no inferno, para onde seguramente irei, ou melhor, onde de vez em quando desconfio já estar. Principalmente quando assisto televisão. Haverá coisa pior nos domínios do canhoto? Duvido.

Sidney Borges

Sessão da Câmara

Boletim da 11ª Sessão Ordinária do dia 19 de abril de 2005

Presidente: Jairo dos Santos
Secretário: Luciana Rezende

ORDEM DO DIA:

EM ÚNICA DISCUSSÃO:
Aprovado por unanimidade o PROJETO DE LEI N° 030/05, do EXECUTIVO, que altera a estrutura administrativa da Prefeitura Municipal de Ubatuba transferindo o Procon do Gabinete do Prefeito, para a Secretaria de Assuntos Jurídicos.

Aprovado por unanimidade o PROJETO DE LEI N° 032/05, do Ver. JAIRO DOS SANTOS - PT, que altera a Lei 2.188/05, que institui o "Dia do Caiçara", que passa a instituir em lugar do dia a "Semana do Caiçara".

Aprovado com um voto contrário o PROJETO DE LEI N° 033/05, do Ver. JAIRO DOS SANTOS - PT, que altera a Lei 1.975/00, que disciplina a concessão do titulo de "Cidadão Ubatubense".

Aprovada por unanimidade a MOÇÃO - Nº 017/05, Do ver. CHARLES MEDEIROS - PSDB, de Pesar, pelo falecimento da Srª Maria Ballio Fava, ilustre amiga e cidadã Caiçara.

Aprovada por unanimidade a MOÇÃO - Nº 018/05, Do ver. RICARDO CORTES - PV, de Congratulações, à Defesa Civil de Ubatuba, pela excelência dos serviços prestados a comunidade.

Aprovada por unanimidade a MOÇÃO Nº 019/05, Do ver. CLAUDINHO GULLI - PMDB, de Congratulações, ao Sr. Inácio Marcondes Sobrinho, proprietário do Auto Posto e Lanchonete Bica do Curió, pelo relevante serviço prestado a nossa comunidade.

Aprovado por unanimidade o REQUERIMENTO Nº 120/05, do Ver. EDILSON FÉLIX - PSC, ao Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transporte - DNIT, estudos de sinalização da Rod. Mário Covas (BR 101), trecho que compreende do trevo do Indaiá à entrada de acesso ao bairro do Sumidouro.

Aprovado por unanimidade o - REQUERIMENTO Nº 121/05, do Ver. EDILSON FÉLIX - PSC, à Sabesp, reparos na rede de esgoto da rua Sebastião Benedicto da Rocha, no bairro da Silop.

Aprovado por unanimidade o - REQUERIMENTO Nº 122/05, do Ver. CHA Aprovado por unanimidade o RLES MEDEIROS - PSDB, à Secretária Estadual de Agricultura e Abastecimento, através do Centro de Engenharia, estudos e execução de parceria a fim de firmar convenio para a implantação de pontes metálicas em Ubatuba. Ler na íntegra.

Aprovado por unanimidade o - REQUERIMENTO Nº 123/05, do Ver. CHARLES MEDEIROS - PSDB, ao Parque Estadual da Serra do Mar, Núcleo Picinguaba, parecer sobre a autorização do uso do barro e cascalho depositado no Km 8,2 da Rod. Mário Covas.

Aprovado por unanimidade o - REQUERIMENTO Nº 124/05, do Ver. CHARLES MEDEIROS - PSDB, ao Governador do Estado, oficie o Companhia de Desenvolvimento Humano e Urbanismo - CDHU, para agilizar os trâmites a fim de que seja firmado um convênio com a Prefeitura Municipal de Ubatuba.

Aprovado por unanimidade o - REQUERIMENTO Nº 125/05, da Verª. LUCIANA MACHADO - PDT; à Sabesp, obra de extensão da rede de água tratada para a estrada do Angelim , no bairro do Taquaral.

Aprovado por unanimidade o - REQUERIMENTO Nº 126/05, da Verª. LUCIANA MACHADO - PDT; ao Governo do Estado, para a reconstrução da ponte do rio Maranduba, no bairro da Maranduba.

Aprovado por unanimidade o - REQUERIMENTO Nº 127/05, da Verª. LUCIANA MACHADO - PDT; ao Governo do Estado, construção da ponte na estrada do Angelim no bairro do Taquaral.

Aprovado por unanimidade o - REQUERIMENTO Nº 128/05, da Verª. LUCIANA MACHADO - PDT; ao Governo do Estado, reconstrução da ponte do rio da Laje, no bairro da Maranduba.

Aprovado por unanimidade o - REQUERIMENTO Nº 129/05, da Verª. LUCIANA MACHADO - PDT; ao Departamento de Estrada e Rodagem - DER, construção de um redutor de velocidade no km 75 da Rodovia SP-55.

Aprovado por unanimidade o - REQUERIMENTO Nº 130/05, do Ver. CLAUDINHO GULLI - PMDB, á Elektro, instalação de 01 luminária na rua Iperoig em frente ao nº 37, travessa da rua Sergipe no bairro da Silop.

Aprovado por unanimidade o - REQUERIMENTO Nº 131/05, do Ver. CLAUDINHO GULLI - PMDB, á Elektro, instalação de 01 poste com luminária em frente ao nº 270 na rua das Orquídeas no Jardim Carolina.

Aprovado por unanimidade o - REQUERIMENTO Nº 132/05, do Ver. CLAUDINHO GULLI - PMDB, á Telefônica, instalação de orelhão em frente ao nº 1.474 na rua Benedito Luiz dos Santos no bairro da Caçandoca.

Aprovado por unanimidade o - REQUERIMENTO Nº 133/05, do Ver. JAIRO DOS SANTOS - PT, á Elektro, troca de 01 lâmpada queimada, e colocação de 01 luminária no poste ao lado, em frente à Unidade Mista de Saúde, no bairro da Maranduba.

Hugo Simeão

Editorial

Da arte de legislar em causa própria e suas variantes...
Como membro do Conselho da Fundart, atividade voluntária, exercida sem remuneração, tenho algumas incumbências. Dentre elas o julgamento de projetos culturais apresentados pela comunidade. São muitos e devem ser apreciados individualmente. Depois são aprovados ou rejeitados. Os critérios de julgamento devem, na medida do possível, ser objetivos. A Fundação tem por meta atender aos anseios da população, divulgando a cultura de forma mais ampla possível. Entretanto, o aspecto econômico acaba prevalecendo. Quanto mais vivemos, mais temos de reconhecer que o velho Marx sabia das coisas. As verbas são poucas, é preciso selecionar cuidadosamente. Foi com este pensamento que na última sexta-feira me dirigi à Fundart, após um dia de muito trabalho, escrevendo e ministrando aulas. Em reunião que se iniciou às 18:30 h, foram discutidos os diversos projetos apresentados para o ano de 2005. Discutidos, votados e aprovados, democraticamente. Os conselheiros seguiram fielmente as regras do jogo, previamente estabelecidas. Um determinado projeto, apresentado por um funcionário da Fundação, foi rejeitado. Na ocasião lamentei o voto dado – está gravado em fita – pois considero o projeto bom. Manifestei interesse em criar mecanismos que pudessem mudar essa situação. Continuo pensando assim, eu mesmo cogitei da possibilidade de apresentar um projeto. Não o fiz por razões éticas. Hoje o panorama está bem definido, é do conhecimento de todos que vivenciam a Fundação. O Conselho optou por não aprovar projetos de funcionários ou de membros do Conselho. Por outro lado, desde esse dia, notei que a Fundart não enviou mais comunicados ao Ubatuba Víbora. Não que não houvesse comunicados, eles continuaram sendo regularmente publicados em outros sites. Eu não esperava que fosse pessoal. No entanto, ao ler hoje um artigo repleto de raciocínios falaciosos, isto é, com premissas verdadeiras e conclusões absurdas, me senti mal. Por que uns acham que são melhores do que outros? Convém lembrar ao presidente da Fundart que o Ubatuba Víbora não é meu, sou apenas o editor. Pertence à comunidade e divulga o que acontece na cidade, sem custos e sem interesses políticos. Nele é publicado material do governo, do PT, do PV, do PSDB, do PFL, do PTB e de quem mais enviar. Estranhei o boicote. Há um responsável?

Sidney Borges

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Ubatuba, vem através deste convocar todos os filiados a participar da PLENÁRIA MUNICIPAL, a ser realizada no dia 24 de Abril de 2005, à partir das 9:00 da manhã, no Auditório da Colônia do Sindicato dos Metalúrgicos, situado a Av. Felix Guizard, 484, Perequê Açu, Ubatuba, a fim de debater e decidir sobre o posicionamento do PT município, frente a atual conjuntura política municipal, estadual e nacional.

Notícias da Prefeitura

Débitos municipais podem ser parcelados em Ubatuba

Contribuinte pode pagar débitos municipais à vista , em 30 ou até 48 parcelas

A Prefeitura de Ubatuba continua com o parcelamento para pagamentos de débitos municipais (IPTU, taxas de alvará, vistorias, multas e outros) inscritos em dívida ativa ou ajuizados. Para ter direito ao benefício o contribuinte deve estar em dia com todos os tributos de 2005. Os benefícios da lei são válidos até o dia 29 de julho.
O contribuinte pode optar pelo parcelamento em até 30 meses, sem incidência de juros; em 48 parcelas, com juros e multas ou o pagamento à vista com isenção de qualquer taxa. As parcelas não podem ser inferiores a R$ 50,00. Para os débitos ajuizados é necessário o pagamento das custas processuais e dos honorários advocatícios.
Quem optar pelo parcelamento deve comprovar a condição de proprietário ou caso contrário nomear um procurador. Hoje, a dívida acumulada desses impostos está em torno de R$ 60 milhões, excluídos juros e multas. Segundo o Secretário de Finanças, Gilson Ferreira da Silva, aproximadamente 45% dos inadimplentes são de Ubatuba.
Com esta lei de incentivos fiscais a Prefeitura de Ubatuba busca diminuir a inadimplência, uma constante dentro de Ubatuba. “Sabemos das dificuldades financeiras que o país enfrenta e com isso muitos deixam de pagar seus impostos. Sendo assim, estamos buscando criar condições favoráveis para que todos possam quitar seus débitos”, explica o prefeito de Ubatuba Eduardo César (PL). PMU



Prefeitura e SAJI trabalham em parceria

Trevo na entrada do bairro teve aprovação da Prefeitura de Ubatuba

Uma visita da Assessoria de Assuntos Comunitários ao Jardim Ipiranga culminou em uma parceria com a SAJI (Sociedade Amigos Jardim Ipiranga), que resultou na construção de um trevo, uma antiga reivindicação da Sociedade. O trevo localizado na entrada do bairro Jardim Ipiranga, na rua Frei Tarcísio, foi construído durante o feriado de Páscoa. A Prefeitura executou a marcação do local e aprovou o projeto. A comunidade entrou com a mão-de-obra e material que já dispunha.
Segundo o presidente da SAJI, Júnior Cláudio da Silva e o vice Ronaldo Ribeiro Vidal (Magrão), outros projetos em benefício da comunidade estão em andamento. “Estamos organizando um mutirão de limpeza no bairro, a urbanização da beira do rio, na rua Cedro e a construção de uma ponte na rua da Cascata com a rua Frei Tarcísio, em frente à Pizzaria do Bolinha”, disse Magrão.
O bairro Jardim Ipiranga está localizado entre os bairros da Marafunda e Ipiranguinha. A SAJI ainda aguarda a liberação de autorização da SABESP para a ligação de água para cerca de 50 moradores. PMU



Encontro reuniu capoeiristas de Ubatuba no Perequê Mirim

No último domingo, 17, aconteceu o 1º Encontro de Capoeira do Grupo Guellé em 2005. O evento foi realizado nas dependências da Sede Comunitária do Bairro Perequê Mirim e teve o objetivo de unir os praticantes de capoeira da cidade e preparar os atletas para competições oficiais. Estiveram presentes cerca de 50 capoeiristas e um grande público.
O Grupo Guellé já conquistou diversos títulos em campeonatos paulistas e jogos regionais. O professor João Caldeira, responsável pelo grupo diz que esse tipo de evento aumenta o companheirismo entre os participantes do grupo. “Amizade e dedicação levam a gente a grandes conquistas”. Coordenador da secretaria de esportes, Ednaldo Muniz esteve presente no evento e disse estar impressionado com o alto nível técnico do grupo. “Eles tem grande potencial, encontros como esse são muito importantes para divulgar o trabalho e praticar cada vez mais.”
Os atletas agradecem o apoio da Secretaria de Esportes e Lazer, Sr. Marcelo G. Ferreira, presidente da associação em defesa do Perequê-Mirim e ao prefeito Eduardo César, que vem dando apoio aos esportistas de Ubatuba desde o início de sua carreira política. PMU



Ubatuba terá show gospel nesta sexta-feira

Nesta sexta-feira, dia 22, acontece na área ao lado do aeroporto – próximo a Rua Guarani, um show gospel com Dunga e Banda, promovido pela Rede de Tevê Canção Nova. O show terá início ás 20 horas, porém, no início da tarde, a partir das 14 horas, haverá, no local, uma tenda com venda de livros da Editora Loyola e também da Tevê Canção Nova.
Ás 18 horas acontecerá o Momento Mariano, e após o show com Dunga e Banda haverá apresentação da banda de pagode “Exalta Cristo” e a banda cover de “Rosa de Saron”, o Grupo Conversão. A promoção é da Rede TV Canção Nova, de Cachoeira Paulista e tem o apoio da Secretaria Municipal de Turismo PMU

A Cura pelo Espírito

Ronaldo Dias
São diversos os diagnósticos que identificam nossos males. Sofremos! O tratamento? Como dói muito, comodamente, protelamos. Enquanto o tempo passa, muitos falam e conspiram! Poucos se envolvem. Raros, assumem compromissos com o interesse coletivo. Todos, na verdade, esperam que alguém faça. Ainda, para piorar, há aqueles que usufruem (como urubus) o que foi gerado por alguma esporádica “colaboração”. Os que se dispõem ao coletivo, idealistas, logo são taxados pejorativamente, pelos curandeiros de plantão e queimados na fogueira (suja, sorrateira e mentirosa) do maldizer. Parece castigo (ou maldição) a ausência de um santo remédio (caseiro) que serve, praticamente, para quase tudo o que nos aflige. O espírito comunitário.

terça-feira, abril 19, 2005

Fumaça branca: habemus papam

No segundo dia do conclave, a fumaça branca da basílica de São Pedro anunciou a Roma e ao mundo a escolha do novo papa, confirmada pelos sinos cinco minutos depois, às 18h05 (13h05 em Brasília). O cardeal alemão Joseph Ratzinger, que completou 78 anos no último sábado, foi escolhido o novo chefe da Igreja Católica Apostólica Romana em substituição a João Paulo 2º. Conservador, o decano dos cardeais foi considerado o "braço direito" de João Paulo 2º nas questões doutrinárias e deve dar continuidade aos trabalhos de internacionalização e rigidez moral do pontificado anterior. Vai adotar o nome Bento XVI. Papa Bento, portanto. Além de papa, bento! Aborto, camisinha, casamento gay e coisas afins, continuarão fora de questão. Teologia da Libertação, nem pensar.

Sidney Borges
Fonte: Agências Internacionais

Embraer no Equador


EMBRAER 170, em breve voando com as cores da equatoriana TAME

Embraer firma venda de três jatos da família Embraer 170/190 para a empresa equatoriana Tame. Negócio confirma Carta de Intenções assinada em novembro de 2004

São José dos Campos, 18 de abril de 2005 – A Embraer anunciou hoje ter firmado a venda de três aviões da família EMBRAER 170/190 para a TAME Línea Aérea del Ecuador, a companhia aérea estatal equatoriana. O cliente vai adquirir dois jatos EMBRAER 170, de 76 assentos, e um EMBRAER 190, de 104 lugares. As entregas ocorrerão em 2005 e 2006. O anúncio confirma a Carta de Intenções revelada em novembro de 2004 na cidade de Quito. Pelo contrato assinado hoje, a TAME tem quatro opções de compra para aviões da
mesma família de jatos. “A preferência da TAME é muito recompensadora para a Embraer. Os aviões da família EMBRAER 170/190 serão indubitavelmente importantes para os planos de expansão nacional da empresa bem como sua modernização”, disse Romualdo Monteiro de Barros, Vice-Presidente Executivo para o Mercado de Defesa. A Embraer recebeu uma delegação de executivos da TAME para participar da assinatura do contrato, incluindo Jorge Cabezas Quiroz, CEO da empresa. Entre outros, a Embraer esteve
representada por Barros e Antônio Luiz Pizarro Manso, Vice-Presidente Executivo Corporativo e de Relações com Investidores. Também presenciaram a assinatura do contrato Sergio Abreu e Lima Florêncio, Embaixador do Brasil no Equador, e Coronel Jorge Ruales, Adido Aéreo e Militar do Equador.
A TAME é a mais importante companhia aérea do Equador. Em 42 anos de operação, a empresa já transportou mais de 28 milhões de passageiros.

Fonte: Embraer

Chegou o Profeta...

Ubatuba acaba de receber a honra de acolher um novo profeta! Nos tempos virtuais em que vivemos, Deus não apenas manifestou sua presença inspiradora. Deu um autêntico download iluminador num conhecido cidadão, ultimamente pouco encontradiço. A revelação aconteceu numa praia ensolarada e semi-deserta. Além da fé, o eleito recebeu a patente de profeta. Isso torna nosso conterrâneo o mais graduado representante de Deus no litoral norte. Como é do conhecimento geral, profetas situam-se no alto da hierarquia celestial, acima do papa recentemente falecido e dos apóstolos. O novo propagador da palavra divina atende aos fiéis em casa. Logo montará um templo para reunir seu rebanho. O editor do Ubatuba Víbora deseja sorte ao “escolhido” e espera receber perdão pelo churrasco da sexta-feira santa, que embora pecaminoso, estava ótimo. A carne é fraca, com excessão de costelas assadas por doze horas...

Sidney Borges
Com informações do Arcanjo Gabriel

“T e m o r e s”

Corsino Aliste Mezquita - Professor*
Participei do início de duas administrações. A interina de Andrade Henrique dos Santos que, apenas, durou quatro meses e foi fecunda em realizações e aprendizado, e a de Paulo Ramos de Oliveira que durou quatro anos e que, na Educação, realizou obras, projetos de interesse dos alunos, boa alimentação, aquisição de veículos, treinamento, em serviço, de diretores, professores e funcionários, entre outras realizações.
Em ambos, logo no início, apareceram vendedores de ilusões com promessas mirabolantes de vantagens e propinas, propondo a padronização dos cadernos escolares com fotos e paisagens de Ubatuba, agenda escolar, kits de mochila, lapiseira, estojo, uniforme, Hino Nacional plastificado, História de Ubatuba em pequenos folhetos e outras coisas dispensáveis e de nenhuma necessidade, a serem distribuídas aos alunos, em evento grandioso a ser realizado, em cada bairro, com milhares de pessoas presentes, grande repercussão política e que iria silenciar as oposições.
Não faltaram os que me presentearam com kits, de outros municípios, relacionando as vantagens doadas, generosamente, pela empresa ao Secretário de Educação e ao Exmo. Sr.Prefeito. Depois fiquei sabendo que alguns desses prefeitos foram cassados ou tiveram graves problemas com os Tribunais de Contas dos Estados.
Como sempre defendi, publicamente e em privado, que os recursos da Educação devem ser administrados de acordo com as prioridades estabelecidas pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação – Lei 9394 – 96 recusei todas as propostas, promessas de benesses e propinas alegando:
1°- Tenho prioridades para atender.
2°- Não posso dar-me ao luxo de gastar recursos da Educação com materiais dispensáveis, de nenhuma necessidade, por bonitos e agradáveis que possam ser, enquanto tenha escolas funcionando em três períodos diurnos, 90% das crianças, de zero a quatro anos, fora das creches, 40% dos alunos, de quatro a seis anos, fora da escola e prédios a ser construídos , reformados, ampliados ou precisando de melhorias.
3° - É prioridade da Secretaria Municipal de Educação informatizar as Secretarias das Escolas Municipais e implantar laboratórios de informática nas escolas que já tenham espaço físico adequado.
4° - As carências existentes na Rede Escolar não permitem atender sua proposta que, aliás, minha consciência não aceita.
Para uns as minhas atitudes eram atos heróicos. Para outros, comportamento de otário. Para minha consciência dever profissional, cumprimento da Lei e honestidade no tratamento dos recursos da Educação. Nunca abrimos mão desses e de outros princípios. As agendas que publicamos foram pagas com patrocínio. Esse detalhe constou nas próprias. Mesmo assim, os atuais mandatários, na época vereadores, processaram o Exmo.Sr. Prefeito.
Segundo os empresários esses contratos seriam financiados pela rubrica orçamentária:”Material de Distribuição Gratuita”.
Todas essas recordações acompanhadas de temores inundaram nossa memória quando deparamos, no jornal “A Cidade” n° 1007, de 16 de abril de 2005, página 10 com o Decreto Municipal n° 4.364 de 14 de março de 2005 suplementando verba, no orçamento da Secretária Municipal de Educação, com “EXCESSO DE ARRECADAÇÃO” de R& 1.052.000,00 (Um milhão e cinqüenta e dois mil reais) para “MATERIAL DE DISTRIBUIÇÃO GRATUÍTA”.
Para o leitor que não está habituado a esses números podemos esclarecer que, esse valor é: Quase o dobro do que a Administração Anterior gastou, nessa rubrica, durante os quatro anos.
Equivale a 3,5%(três e meio por cento) da verba deste ano da Secretária Municipal de Educação.
Considerando que a Secretaria tenha 13.000 alunos serão gastos mais de R$ 80,00 por aluno só nesse contrato.
Com esse contrato daria para construir duas escolas novas de médio porte ou com oito salas de aula.
O que nos causa temores e preocupações cidadãs é que, a atual administração, já fechou cinco prédios escolares, recebeu três projetos de escola prontos e aprovados e não conseguiu iniciar nenhuma das três obras, não conseguiu comprar os móveis para as obras que recebeu prontas, manter as escolas abastecidas de material pedagógico, de limpeza e o nível da merenda, esteja dando prioridade à compra de “MATERIAL DE DISTRIBUIÇÃO GRATUITA” com esse nível de recursos. No mínimo está havendo uma inversão de valores, não se está pensando nos alunos e, a maldição de Cunhambebe, está assolando a Educação Municipal.
O material de distribuição gratuita costuma sujar e desbotar em poucos meses e acaba sendo encostado num canto da casa dos alunos. Ubatuba que, também na atual administração, está vivendo as mazelas que relacionamos acima (item 2) precisa de estruturas que não desbotem.
Qual será o resgate que está sendo feito com a compra de material de distribuição gratuita gastando R$ 1.052.000,00?
Sérios temores nos invadem. A sociedade deve prestar atenção.
* Ex-secretário da Educação de Ubatuba

Notícias da Prefeitura

Curso de animais peçonhentos em Ubatuba

O prefeito Eduardo César aproveitou um breve intervalo de sua reunião com as lideranças comunitárias do município para prestigiar o curso sobre cobras e animais marinhos peçonhentos que aconteceu no sábado, 16, em Ubatuba. O encontro aconteceu na Escola Tancredo Neves, e esteve lotado durante toda a parte da manhã. O prefeito elogiou a iniciativa dos organizadores e parabenizou a comunidade por participar maciçamente do evento.
Um dos palestrantes, o prof. Dr. Vidal Haddad baseou-se em sua experiência no atendimento de acidentados na Santa Casa para realizar o estudo. Estiveram presentes também o Dr. Marcelo Duarte, biólogo do Instituto Butantã, falando sobre as serpentes da Mata Atlântica e formas de identificação e o Dr. João Luiz Cardoso, ensinando técnicas de primeiros socorros em caso de mordidas de cobra. PMU



Ubatuba participa da vacinação nacional contra gripe

A partir do dia 25, todos os idosos acima de 60 anos devem procurar os postos de saúde de seus bairros

A Campanha Nacional de Vacinação do Idoso contra o vírus Influenza, causador da gripe, começa dia 25 próximo e vai até dia 6 de maio, em 61 mil postos em todo Brasil. Em Ubatuba, o início da campanha foi marcado pela visita do Vovô e da Vovó Gotinha, que passaram pelo Lar Vicentino e depois foram até o calçadão, brincando com as crianças e distribuindo panfletos.
O objetivo da campanha é prevenir a infecção e as complicações decorrentes da doença. Conseqüentemente, as hospitalizações são reduzidas, bem como a mortalidade. Pessoas com doenças crônicas, como diabetes, problemas cardiovasculares, pulmonares e renais também poderão tomar a vacina.
O Brasil é um dos poucos países no mundo que oferece a vacina gratuitamente aos idosos. A coordenadora da vigilância epidemiológica de Ubatuba, Eliana Arantes, esclarece que não existe contra-indicação para a vacina. “A vacina produz somente benefícios. Algumas pessoas pensam que a vacina provoca gripe, mas isso é um equívoco, uma vez que ela é produzida a partir de uma partícula do vírus”.
Durante a campanha contra a gripe, também serão oferecidas vacinas contra difteria e tétano para idosos não vacinados e vacina contra pneumococo (pneumonia) para grupos de risco elevado. No ano passado, 84% dos idosos foram vacinados em Ubatuba. É importante que amigos e parentes dos idosos ajudem a divulgar a campanha, para que ela atinja o maior numero de pessoas. Se você é parente ou amigo de um idoso, ajude-nos! PMU



Prefeito reúne-se com 65 líderes comunitários

Prefeitura e comunidade buscam integração e solução de problemas

O prefeito de Ubatuba, Eduardo César (PL), secretários e assessores municipais estiveram reunidos durante a manhã do último sábado, 16, com 65 presidentes e representantes de associações de bairros do município. Durante um café da manhã, na escola Anchieta, o prefeito fez um balanço dos 100 dias de governo e apresentou as diretrizes de trabalho com as comunidades. “Atingimos nosso objetivo. Tivemos uma participação expressiva dos líderes comunitários da nossa cidade e ninguém melhor do que eles para saber os reais problemas de cada localidade do nosso município", explicou César. Ainda segundo o prefeito, o encontro foi muito positivo e um grande passo rumo a dois pontos importantes de seu governo: a participação e a transparência administrativa.
As secretarias de Esporte e Lazer e Educação apresentaram projetos que já estão sendo desenvolvidos junto às comunidades. Na área de Esporte a Prefeitura leva para as comunidades o “Projeto Recreando em seu Bairro”, um evento que reúne práticas esportivas, gincanas, atividades artísticas e culturais. Já a secretaria de Educação está desenvolvendo o projeto Casa do Brinquedo, que irá levar atividades lúdicas e recreativas às crianças de Ubatuba. Também os secretários de Turismo, Obras e Assistência Social apresentaram um resumo das principais ações realizadas nesses primeiros cem dias de governo.
Na área da Saúde, Dr. Marcos da Silveira Franco, secretário da pasta apresentou os índices da cidade coletados pelo PSF (Programa Saúde da Família), onde os presentes puderam conhecer os dados sobre analfabetismo, abastecimento de água, esgoto, lixo, alcoolismo, deficiências físicas, diabetes, pressão alta, tuberculose e hanseníase. O secretário da saúde apresentou um relatório de atendimentos e também um gráfico mostrando que apenas em março desse ano foram feitas 467 inspeções sanitárias no município contra 212 realizadas durante todo o ano de 2004.

PPA, LDO E LOA

A Secretaria de Finanças e Planejamento fez uma explanação sobre Execução Orçamentária e Financeira e as associações de bairro apresentaram sugestões para elaboração do PPA – Plano Plurianual para o período de 2006 a 2009, da LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias 2006 e também da LOA – Lei Orçamentária Anual para o exercício de 2006.
Ainda durante o evento, o prefeito Eduardo César anunciou que a Assessoria de Assuntos Comunitários fará um diagnóstico de cada bairro de Ubatuba. Serão feitas visitas aos bairros, onde os presidentes apontarão os principais problemas de sua comunidade. A partir daí a Assessoria enviará um relatório ao prefeito, que atenderá as demandas conforme as possibilidades da Prefeitura. PMU

segunda-feira, abril 18, 2005

Papas, escravidão e racismo...

Na idade média um papa, Benedito 9º, foi eleito aos 20 anos sem nem mesmo ser padre. Depois de algum tempo, entediado frente às ocupações eclesiásticas, sucumbiu aos encantos de uma jovem. Vendeu então o pontificado, que seu pai havia comprado e se casou. Viveu bem com o dinheiro do negócio. Aconteceu numa época em que milagres eram comuns, isto é, vira e mexe apareciam santos. As visões aterrorizavam os pobres camponeses analfabetos. Geralmente o ser celestial pedia para que dessem dinheiro ao bispo e pecassem menos contra a castidade. Nunca se saberá a razão, mas os santos nunca apareceram na bolsa de valores de Londres. Enfim, antigamente a igreja não era para ser levada a sério, embora não fosse aconselhável contrariar o que dizia. Quem se atrevesse podia acabar na fogueira. Hoje a coisa está diferente, não que a igreja tenha mudado, continua a mesma, as notícias é que andam depressa. Quem não se lembra de João Paulo I, assassinado enquanto dormia. Sabia demais. Já não é possível falar uma coisa e fazer outra, prática atribuída ao Vaticano. Hoje está difícil manter a impunidade. Os meios de comunicação não perdoam, qualquer deslize poderá ser fatal para a multinacional mais antiga do planeta. Na África, Lula pediu desculpas pela escravidão, no que fez muito bem. Qualquer forma de exploração do homem pelo homem deve ser rejeitada. Não podemos ser responsabilizados pelo crimes de nossos antepassados, entretanto, jamais poderemos desculpá-los. Cabe, entretanto, uma reflexão quando se fala no assunto. Navios negreiros faziam apenas transporte. Chegavam à África, pagavam pela carga e voltavam ao Brasil. Quem fornecia os escravos negros, eram negros, que os caçavam e vendiam. Portanto, se há motivos para nos penitenciarmos, há também contas a serem ajustadas pelos negros, com outros negros. Alguns devem desculpas a outros. Lula fez a nossa parte, mas é preciso que fique claro que não foram apenas os brancos os culpados pela escravidão ter existido. Os argentinos se orgulham de não terem negros. Não têm porque mataram os que tinham e que não eram poucos. Houve época em que de cada cinco habitantes de Buenos Aires, quatro eram negros. Morreram de febre amarela e das guerras do século XIX. Restou o racismo, que não é diferente do praticado pelos brancos urbanos do Brasil.

Sidney Borges

Moção de congratulações


Charles Medeiros entregou pessoalmente as moções aos motoristas

No último dia 12, antes do inicio da sessão ordinária, o vereador Charles Medeiros entregou aos motoristas da saúde e seus representantes, uma “Moção de Congratulações” pelos serviços prestados à municipalidade. A moção foi votada e aprovada, por unanimidade, no último dia 05. “É uma homenagem necessária, pois lidam com nossa gente, são eles que muitas vezes fazem a diferença nos momentos de aflição. Muitos enfermos dependem do profissionalismo desses motoristas”, finalizou Charles.
Fonte: Assessoria Charles Medeiros

O Resgate

Renato Nunes - Arquiteto
Estou inteiramente de acordo com as observações do Ronaldo Dias feitas na edição do dia 30 de março último, no Litoral Virtual, sob o título "A obrigação de agradar". Como diz ele, "meias-solas não atendem as expectativas dos turistas, muito menos servem para o alardeado despertar do Estado para esta atividade econômica". O recapeamento da pista do aeroporto e a recuperação da rodovia Rio-Santos nos trechos de jurisdição estadual são muito bem vindos, porém, considerando-se que tanto o aeroporto como a rodovia são equipamentos hoje integralmente pertencentes à nossa malha urbana e ao sistema viário local, foram tratados com a conhecida miopia e soberba dos técnicos do Estado em relação a nós, para eles, míseros e despreparados técnicos municipais. Este comentário pode parecer rude, mas porque tratar o aeroporto, cujos limites fazem divisa direta com as calçadas por onde passam crianças, idosos, turistas, ciclistas, utilizando-se cercas altas de arame e moirões de concreto como nos campos de pouso do sertão para evitar que o gado passeie pelas pistas pondo em risco a segurança dos aviões? Porque tratar as rodovias, na prática Avenida Praia Grande, Avenida Toninhas, Avenida Enseada, Avenida Maranduba e assim por diante, como se fossem estradas de ligação no meio de um descampado, utilizando diretrizes, sinalização, fiscalização e acostamentos incompatíveis com o tráfego local urbano, sobrecarregado de pedestres, bicicletas e cruzamentos? Se nos perguntassem antes o que precisamos, diríamos que recuassem a cerca de arame vinte metros para dentro da área do aeroporto em toda sua extensão, que em nada o prejudicaria, fazendo-a baixa, verde e sinuosa, criando reentrâncias com bancos, árvores e pequenos postes de iluminação, implantando ali uma grande e contínua faixa de convivência paisagística que circundaria de maneira agradável o espaço dos helicópteros e dos aviões. Diríamos também que os acostamentos das nossas avenidas rodoviárias poderiam ser recapeados em condições de se transformarem em uma segunda faixa de fluxo em cada sentido para garantia de ultrapassagens seguras, ladeadas por meio fio, calçadas e iluminação para conforto e segurança do cidadão. Isso e não a ruralização de tais equipamentos urbanísticos é o mínimo que o Estado deveria fazer em troca do "melhor perfume que lhes oferecemos", no dizer do Ronaldo Dias.
Vivemos porque queremos sob a "tutela de cabresto que gera a obrigação de agradecer" (RD, texto citado). Na cabeça dos políticos da Assembléia Legislativa (que só nos procuram em época de eleição) e da administração do Estado, ainda fazemos parte de uma anacrônica região geopolítica identificada como Vale do Paraíba e Litoral Norte. Para eles ainda somos um apêndice do Vale. Fingem não saber que recolhemos aos cofres do Estado nestes últimos quarenta anos em pagamento de taxas de saneamento, água e luz uma fortuna que não retornou em investimentos, indo engordar, por pressões políticas do Vale industrializado, os programas de investimentos destinados às prósperas cidades situadas ao longo da Via Dutra, amparadas na frenética busca de indústrias multinacionais. Prosperou o Vale do Paraíba; inchou o Litoral Norte.
Desconhecem que juntos nossos quatro municípios atingem a casa dos duzentos mil habitantes interligados por uma única rodovia. São cidades que se expandem em acentuado processo de conurbação, região portanto, com energia, vida e economia própria totalmente independente do Vale do Paraíba.
Esse descaso demonstra que estamos carentes de uma participação efetiva e organizada da comunidade, sem qualquer tutela do Estado.
Nesse sentido, é oportuno resgatar dois episódios exemplares da história recente de Ubatuba, liderados pela população e que alteraram definitivamente o rumo do desenvolvimento do Litoral Norte. No primeiro liquidou-se a pretensão de instalar no Poruba em pleno regime militar uma fábrica de explosivos. Inconformados com a possibilidade de ver seu tesouro turístico transformado em futuro alvo de belicistas insanos, os ubatubenses foram às ruas gritando, sem perguntar ao prefeito ou aos vereadores se estavam ou não de acordo. Toda a comunidade aderiu. Os protestos contra a prepotência do governo federal e a passividade do governo estadual foram unânimes. O sucesso da gritaria requeria uma organização, criou-se o MDU, Movimento em Defesa de Ubatuba que expandiu e acentuou o caráter popular do protesto, levando a indústria a escafeder-se. Logo a seguir, o mesmo MDU em vista do intenso desmatamento da Serra do Mar, incentivado e financiado pelo governo federal para o plantio de milhares de alqueires de eucalipto, organizou memorável seminário exigindo do Estado providências que impedissem a devastação daquele frágil universo verde, transformado em Parque Estadual em 1977 e até aquela data inteiramente abandonado e negligenciado pelo Poder Público. Figuras importantes estiveram presentes, entre eles os professores Azis Ab Saber e Valverde, geógrafos de renome mundial. O nível dos debates e a maciça presença do público levou o governo do Estado a concluir os estudos que já se arrastavam desde 1979 editando a seguir o decreto do Tombamento da Serra do Mar.
Se por um lado os dois episódios demonstraram a possibilidade da comunidade agir em causa própria mostrando como é possível mudar o rumo das coisas, por outro, a paralisia que se seguiu abriu espaços para a presença crescente do Estado nos negócios dos municípios metendo-se de forma inconstitucional no uso e ocupação do solo, o que explica muita coisa que está acontecendo hoje em nossa cidade.
Vivemos num território municipal cuja natureza é protegida pela União e pelas leis do Estado de forma rigorosa, porém, convenhamos, nem só de mico leão, palmito e caranguejo de mangue é composto o meio ambiente. Os inúmeros diplomas legais falam em desenvolvimento sustentado, o que pressupõe a presença do homem junto à natureza. Presença possível sim, desde que rigorosamente através de novos procedimentos e limitações que precisam ser criados e praticados com extremo senso de justiça porque virão substituir procedimentos tradicionais arraigados no perfil cultural de nossa população.
Antes a devastação descontrolada era sinal de progresso, porém, o extremo oposto não pode ser verdadeiro do ponto de vista do ser humano em suas necessidades materiais, sociais e culturais. O Estado, na visão e na ação de grande parte de seus técnicos, vem dificultando o quanto pode os novos licenciamentos muitas vezes de forma arbitrária, atendendo apenas uma parcela da opinião pública encastelada em ONGs de grande sonoridade política, compostas na maior parte por pessoas que não vivem no município, não tem compromissos com sua realidade social e econômica e para quem a expressão "desenvolvimento sustentado" é apenas uma moldura para a exibição promocional de um cenário natural mantido a salvo, segundo elas, graças aos seus esforços e pressão pública.
Há anos sem uma legislação clara e utilizando-se simplesmente de expedientes burocráticos, os órgãos estaduais assumiram para si a decisão do processo de expansão urbana, de prerrogativa municipal, afugentando investimentos importantíssimos na área do turismo, estimulando com sua omissão a ocupação clandestina das margens dos córregos e encostas da Serra do Mar. A espantosa morosidade do processo conduzido pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente nas discussões do Gerenciamento Costeiro, bem como a irresponsável dependência de seus resultados às oscilações políticas internas ocorridas naquela Secretaria ao longo do mandato de quatro governadores do Estado, circunstância que tem acarretado o congelamento generalizado de licenciamentos dos investimentos produtivos, respondem, sem qualquer sombra de dúvidas, pelo crescente processo de sub emprego na cidade e de favelização da Mata Atlântica. Esse retardado processo de discussões culminou há pouco com a edição de um faccioso decreto de Zoneamento Ecológico e "Econômico" que vai enterrar mais uma vez, o futuro turístico e náutico de Ubatuba.
O artigo do Ronaldo Dias aponta para a necessidade de fazermos uma análise crítica do nosso comportamento comunitário.
Será que tudo tem sido culpa dos vereadores e dos prefeitos que elegemos nestes últimos trinta anos? Se a comunidade foi capaz de manifestar-se em determinada ocasião de forma organizada, contundente e efetiva, porque não o faz agora?
Temos um novo prefeito eleito com o compromisso de resgatar a ética, a transparência e a participação ativa da comunidade. O balanço de seus primeiros 100 dias, exceção feita ao compreensível vazio em que foi deixada a questão urbana demonstrou que isso é para valer, revelando um entusiasmo contagiante de seus secretários, tanto na forma objetiva com que relataram as mazelas encontradas, como na criatividade revelada na busca das soluções. E é, justamente a questão urbana que pode ser a catalizadora das energias exibidas pela nova administração no sentido de transformar a cidade, promover a qualidade de vida e programar seu desenvolvimento tendo como instrumento a participação de todos.
Ferramentas para isso existem. O CMD-Conselho Municipal de Desenvolvimento, que estabelece a participação paritária entre a comunidade e o poder público para decisão das questões urbanas, foi criado pela lei municipal 1.103 em 1991, quase dez anos antes de igual exigência instituída pelo Estatuto da Cidade. De acordo com essa lei todas as iniciativas de caráter urbano devem ter a aprovação do CMD, em especial o Plano Diretor, a lei de Uso do Solo, a concessão de espaços públicos para usos particulares que geram direitos adquiridos incompatíveis com o interesse urbano, bem como a instalação de marinas, atracadouros, etc.
O CMD funcionou muito bem por um ano, 1992. No início de 93, sob nova administração municipal, funcionou apenas por três meses até que o Secretário de Arquitetura e Urbanismo sentenciou ao Prefeito: O CMD só atrapalha, e pronto. De lá para cá nunca mais foi convocado. Os prefeitos que se seguiram cumpriram mandatos pessoais, limitados ao seu reduzido universo de idéias e sem metas para a cidade. Apostaram no êxito de suas carreirinhas políticas e reeleições, ignorando que as prioridades para tão grandes problemas nascem de decisões coletivas que contam com a participação da comunidade, e que por isso são fortes e sustentadas por todos.
O Conselho de Desenvolvimento deve ser instalado com urgência não só porque é obrigatório por lei municipal, mas porque é um instrumento moderno, democrático e politicamente correto. Bem acionado, retira dos ombros do prefeito o ônus de decisões necessárias que desagradam parcelas eleitorais, impede os maus vereadores de legislar em causa própria e, de quebra, coloca a opinião pública do município no centro solidário dessas decisões. Além do que, resgata também o bom senso.
Já ouvimos falar que o Eduardo César deu início aos procedimentos para sua instalação.
Com a palavra e com a caneta o Sr. Prefeito.

Charles Medeiros na Folha Seca

A chuva forte que caiu em Ubatuba causou transtornos em todo o município. No bairro da Folha Seca, região sul, não foi diferente. No último dia oito, sexta-feira, atendendo pedido de moradores, Charles Medeiros fez uma visita aos pontos atingidos. O bairro ficou sem acesso, as águas destruíram a estrada. O secretário de obras acompanhou o vereador a pedido deste. Os reparos da estrada começaram de imediato, com a colocação de saibro em pontos onde a erosão destruiu o leito, abrindo valas intransponíveis. A solução foi emergencial, os trabalhos definitivos serão feitos posteriormente. Charles também visitou a escola Ernesmar de Oliveira, onde os tradicionais problemas decorrentes de chuvas surgiram. O lençol freático alto provocou vazamento na fossa, a chuva intensa mostrou falhas do telhado na forma de goteiras. Na reunião com os membros da comunidade Charles Medeiros disse que é hora de somar esforços. A comunidade deve ser atendida em seus anseios. Disse ainda que as ações que se seguirão à visita não são políticas, mas antes de tudo administrativas. Dissertou ainda sobre os trâmites que estavam sendo realizados para amenizar a situação. Finalizou dizendo: “É preciso que a comunidade se una, que some esforços para que as devidas melhorias venham a ocorrer”.
Fonte: Assessoria Charles Medeiros

Notícias da Prefeitura

Vigilância Sanitária promove treinamento para vendedores de caldo-de-cana

Em Ubatuba, não existe o barbeiro contaminado, mas a população está temerosa de consumir o produto

A Vigilância Sanitária realizou, dia 15, na sede da Secretaria de Saúde, um curso de treinamento para os vendedores de caldo de cana do município. O objetivo do curso foi orientar os comerciantes sobre a melhor forma de armazenamento e métodos de desinfecção da cana e da moenda, devido ao recente surto de doença de chagas provocado pelo caldo-de-cana contaminado no sul do país. Além disso, os comerciantes puderam conhecer um pouco mais sobre a doença e as formas de contágio.
A contaminação está ocorrendo em alguns locais do Brasil, devido à incidência de barbeiros contaminados pelo protozoário trypanosoma cruzi e à má higienização da matéria-prima e das máquinas utilizadas no processo. Em Ubatuba, a vigilância sanitária não tem notícias de barbeiros infectados, mas parte da cana utilizada vem de outros municípios, o que pode ocasionar a migração da doença.
Por essa razão, o município está tomando uma medida preventiva. A nutricionista da vigilância sanitária, Claudia Raffaelli explica que todos os pontos de venda foram vistoriados e os comerciantes foram convidados a participar do curso. Claudia aconselha os consumidores a consumirem o produto de comerciantes que participaram do curso. “Nós pudemos contar com a participação de uma boa parte dos vendedores, mas não podemos assegurar que quem não participou do curso tenha condições de higienizar os produtos corretamente.” PMU



Artista ubatubense ganha medalha de bronze em Araras

O Grupo Setorial de Artes Plásticas da Fundart é um dos mais ativos da Fundação, participando de exposições durante todo o ano

O escultor autodidata Paulo Kanezo Yamanaka, membro do grupo setorial de artes plásticas da Fundart recebeu Medalha Bronze pelas obras “A Sereia” e “Frei Galvão”, apresentadas no tradicional Salão Ararense de Artes Plásticas "Antônio Rodini", realizado de 12 a 31 de março. O evento foi realizado como parte das festividades do aniversário da cidade. O local escolhido para a exposição foi a Casa da Cultura, um edifício construído em 1896, totalmente restaurado e que é uma miniatura de um belíssimo castelo medieval.
O Grupo Setorial de Artes Plásticas, da Fundart enviou trabalhos de vários artistas ubatubenses. Dentre eles, foram selecionadas obras de quatro artistas de Ubatuba: Carlos Herglotezs (Capela Nossa Senhora das Dores - Pintura), François Henri Louis Guérin (Porto Pesqueiro - Pintura), Luciano de Camargo (Hibisco - Pintura) e Paulo Kanezo Yamanaka (A Sereira e Frei Galvão - Esculturas). Além dos quatro, as pinturas do artista Ademar Costa Simões teve as pinturas Paraty e Horto Florestal, expostas no Salão.
Tendo José Paulo Alves Barreto coordenando seus trabalhos juntamente com Ademar Costa Simões, o Grupo tem um projeto que envolve seus participantes durante todo o ano com exposições locais e fora do município. PMU



Estrada da Folha Seca começa a ser recuperada

A estrada da Folha Seca, na região sul de Ubatuba, muito atingida pelas chuvas do início do mês, começou a receber os primeiros serviços de recuperação. Doze homens, seis caminhões, uma escavadeira hidráulica e uma carregadeira, estão realizando o serviço que foi terceirizado e que está sob a supervisão da Secretaria de Obras da Prefeitura de Ubatuba.
Estão sendo executados serviços de colocação de saibro, nivelamento, retificação de córrego e limpeza de valas, que devem ser concluídos dentro de 20 dias, segundo a Secretaria de Obras. O saibro utilizado foi cedido pelo DER e retirado do km 71 da SP 55. PMU



Ubatuba se destaca no Campeonato Estadual de Surf

Fim-de-semana com muito sol, o mar estava “flat”no sábado, mas os nossos atletas brilharam nas águas da Itamambuca

A primeira etapa do Campeonato Estadual de Surf Hang Loose foi marcada por bons resultados para Ubatuba. O evento aconteceu nos dia 10 e 11, na Praia da Itamambuca. Ubatuba é a cidade que conseguiu classificar mais atletas para as finais, somando a maior pontuação. Participaram cerca de 14 cidades.
O Circuito Hang Loose compreende as categorias: petit (até 10 anos), estreante (12 anos), iniciante (14 anos), mirim (16 anos) e junior (18 anos). Em todas as categorias, tivemos colocações para a final. A próxima etapa do Hang Loose acontecerá nos dias 9 e 10 de julho em Itanhaem. Para maio, está marcado o Circuito Ok Dok, nas categorias: long board, master, feminino e open.
No mesmo fim de semana, o nosso atleta Renato Galvão, ex-aluno da Escolinha de Surf, conquistou o 4º lugar no Circuito WQS na Austrália. Parabéns a todos os atletas da Capital do Surf!

Veja as colocações dos atletas no Circuito Hang Loose:

Filipe Toledo: 1º lugar petit e 4º colocado estreante
Matheus Toledo: 1º lugar estreante
Wigolly Dantas (Guigui): 2º lugar mirim e 2º junior
Emerson Santos: 3º lugar mirim
Marco Aurélio: 3º iniciante PMU

domingo, abril 17, 2005

Conservadores poderosos

No início dos anos 80, acusações de tráfico de influência de uma loja maçônica e a falência fraudulenta do banco Ambrosiano, ligado ao Vaticano, derrubaram gabinetes italianos. O banco Ambrosiano era o maior banco privado da Itália e o seu diretor-presidente, Roberto Calvi, era chamado de "o banqueiro de Deus", em razão de seus estreitos vínculos com o Vaticano, mais precisamente com o arcebispo Paul Marcinkus. Este um prelado americano, ao mesmo tempo chefe dos guarda-costas do papa e do Banco do Vaticano. Roberto Calvi, de quem se descobriu mais tarde estar ligado à loja maçônica P-2, foi encontrado morto certa manhã em Londres, o corpo pendurado sob uma ponte. Com o escândalo sob controle, um pequeno detalhe passou batido. O Vaticano estava quebrado. A corrente conservadora denominada Opus Dei salvou o barco do naufrágio. Um bilhão de dólares foi suficiente para evitar o pior, depois as coisas se ajeitaram, como não poderia deixar de ser. Daí em diante a Opus Dei passou a ter tratamento diferenciado, ganhou dimensão dentro da hierarquia da Igreja. João Paulo II nunca esqueceu o favor recebido. A Opus Dei cresceu apoiada pelo então novo papa, notório defensor das tradições medievais. O posicionamento conservador da organização serviu de contraponto aos progressistas que pregavam a Teologia da Libertação. Hoje a Opus Dei está presente em todo o mundo católico e exerce grande influência. No Brasil apóia o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Seus membros são figuras destacadas da sociedade, conservadores assumidos. Não podem ser satanizados como pretende a esquerda radical. Defendem valores importantes, como a necessidade da preservação da família, são trabalhadores e se pautam pela honestidade. Embora eu tenha grandes divergência ideológicas com o conservadorismo do grupo, em muitos pontos eu os admiro. Pelo que pude observar, querem construir um mundo melhor.
Eu também quero, só que sem usar o nome de deus, em quem definitivamente não acredito. Não no deus de João Paulo II. Estou mais para Spinoza que dizia: “ Quanto mais conhecemos as coisas singulares, tanto mais conhecemos a Deus”. A igreja usa de muita pompa. O ser supremo do universo precisa disso? Será que sem incenso o Sol se apaga?


Sidney Borges
 
Free counter and web stats