sábado, março 05, 2005

Discussão sobre a Comtur vai para a Câmara

A discussão sobre os destinos da Comtur está tomando corpo. É grande o interesse da população sobre o que vai ser revelado no processo fecha não fecha que ora se inicia. A CPI acabou não sendo totalmente efetiva, não no quesito informação. A população não soube direito o que foi apurado, as informações eram controladas. Já não são, doa a quem doer tudo será revelado, estamos atentos. Se a Comtur tem dívidas não justificadas e se como afirmam, houve desvio de dinheiro, há que haver culpados que devem ser apontados e responder pelo que fizeram. Conforme alguém abordou com propriedade; o marido pega e esposa em flagrante adultério no sofá e manda queimar o sofá. A empresa foi mal administrada, fecha-se a empresa e os maus administradores continuam no jogo político dilapidando o patrimônio público. Quem colocou a Comtur na situação em que se encontra? É isso que Ubatuba quer saber. O vereador Charles Medeiros pretende levar a discussão para a Câmara e para isso protocolou, no dia 2 de março, o ofício de número 133/05 junto ao presidente da casa, vereador Jairo dos Santos.

Senhor Presidente:


Solicito de Vossa Senhoria a gentileza de priorizar e agilizar a marcação de uma Audiência Pública para podermos discutir a questão da COMTUR (Companhia Municipal de Turismo), juntamente com a população.
Atenciosamente

Charles Medeiros – PSDB
Vereador

Estaremos acompanhando os trabalhos.

Sidney Borges

Editorial

Alternativa ao modelo neoliberal
Nesta semana tive a oportunidade de fazer palestras em três escolas públicas de Ubatuba. Falei sobre Informática para alunos da sétima série ao terceiro colegial. É grande o desperdício de talentos no Brasil. Em todas as salas que entrei pude perceber que assim que as informações começam a fazer sentido há olhos brilhando. É lógico que alguns dormiam e apesar dos meus esforços continuaram assim, para esses é preciso mais do que um discurso coerente. É difícil julgar a razão da apatia, as condições econômicas e sociais em que vive a maioria está muito abaixo do que seria desejável. De qualquer forma, precisamos achar uma forma de premiar aqueles que querem avançar, será através deles que o Brasil poderá caminhar para o desenvolvimento. O modelo neoliberal não está funcionando nem vai funcionar. Não deu certo em lugar algum, apenas nas escolas de Economia. É por demais excludente, desumano. Seria bom tentar outra via, um caminho que passasse pela educação. Certamente em alguns anos os resultados seriam sentidos. A Embraer nasceu assim. O problema é que o governo tem 2,5 bilhões de reais para investir em infra-estrutura, conforme ficou acertado com os patrões, FMI e bancos. Enquanto isso pagaremos 190 bilhões de reais de juros somente para honrar a dívida interna. Não vai sobrar quase nada para aplicar no ensino. O que fazer? O jeito é nos acostumarmos a viver atolados no brejo, qual vacas eternas que não somos, mas parecemos.


Sidney Borges

Voando pela Real

Nos tempos que antecederam a "gloriosa redentora" de 1964, a maior companhia aérea do país era a Panair do Brasil, falida em 1965 por razões políticas. A Varig foi a grande beneficiada. Herdou a infra-estrutura das linhas internacionais. Outra empresa aérea que marcou época na primeira metade do século XX foi a Real, cuja criatividade das propagandas ainda me faz lembrar do diálogo radiofônico que todo mundo acabou decorando.
- Você não ia?
- Ia.
- Mas não foi.
- Fui.
- E já voltou?
- Já.
- Mas como?
- Pela Real
O painel postado na foto abaixo é de um Constellation usado nas linhas internacionais da Real.

Sidney Borges
arquivo

Notícias da Prefeitura

Justiça revoga liminar contra cobrança de estacionamento

O primeiro decreto do prefeito de Ubatuba, Eduardo César, volta a ter efeito legal e cobrança dos estacionamentos das praias é suspenso por lei

A juíza da 1ª Vara da Comarca de Ubatuba, Eva Lobo Chaib Dias Jorge, revogou a liminar que suspendeu os efeitos do primeiro decreto da administração de Eduardo César, sobre a cobrança dos estacionamentos nas praias de Ubatuba.
No primeiro dia de sua administração, o prefeito Eduardo César (PL) assinou um decreto suspendendo a cobrança dos estacionamentos nas praias Grande, Tenório, Maranduba e Lagoinha e dois dias depois a Comtur, Companhia Municipal de Turismo, responsável pela cobrança, conseguiu uma liminar suspendendo os efeitos do decreto.
Durante toda a temporada de verão o estacionamento nas referidas praias foi cobrado mediante a ação judicial contrariando o entendimento da nova administração, que apenas com benefícios aos turistas, a cobrança poderia
ser efetivada. Porém, nessa semana, saiu a sentença definitiva: a liminar foi revogada e a cobrança suspensa.
No parecer do Ministério Público, o promotor Osvaldo de Oliveira Coelho afirma que "não há que se falar em renúncia de receita por parte da municipalidade. Isto porque a Prefeitura Municipal, por meio de decreto, está revogando a outorga e reassumindo o serviço público que lhe é de direito, por ser o titular". Segundo o secretário de Assuntos Jurídicos da Prefeitura, Dr. Anderson de Souza, essa afirmação derrubou a alegação da
Comtur de que o decreto do prefeito seria ilegal porque estaria praticando a ilicitude de renúncia de receita, previsto na lei de responsabilidade fiscal.

Reunião com acionistas

Segundo o Secretário de Assuntos Jurídicos, Dr. Anderson de Souza, uma reunião do prefeito com os acionistas da Comtur já está agendada para o próximo dia 16. Segundo ele, a reunião, pedida pelos acionistas, é para apresentar propostas de viabilidade da empresa. Ainda segundo o secretário, que agora passa a responder também pela diretoria administrativa da Comtur, a visita de um advogado especialista em liquidação de empresas, na tarde de ontem, nas dependências da companhia, mostrou que a situação é ainda mais
grave do que se imaginava. Segundo o especialista, numa breve análise dos balancetes, é possível perceber que os valores das dívidas com os tributos federais é imensamente maior do que os números ali apresentados, pois não foi aplicada a devida correção desses anos todos. PMU



Alistamento militar deve ser feito até o final de abril

O jovem que completa 18 anos em 2005 deve comparecer a Junta de Serviço Militar até 29 de abril e fazer o seu alistamento militar. Os documentos necessários são: certidão de nascimento (original), 1 foto 3x4 (recente), atestado de escolaridade e xerox do comprovantes de residência (conta de água, luz ou telefone).
A Junta de Serviço Militar de Ubatuba está localizada na avenida Dona Maria Alves, 865, centro, no Paço Municipal.
O horário de atendimento é das 8h30 às 10h30 e das 14 às 16 horas, de Segunda a Sexta-feira. PMU



Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente abre inscrições para projetos

Estão abertas, até o dia 10 de março, as inscrições para projetos de atendimento a crianças e adolescentes junto ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescentes de Ubatuba. Os projetos de âmbito municipal que forem aprovados por esse conselho e pelo conselho estadual receberão entre R$ 10 mil e R$ 40 mil. Mais informações pelo telefone 9714-5859. PMU



Fórum sobre saúde feminina discute formação de grupo de apoio à mulher com câncer

Mobilização da comunidade é importante para que o grupo se forme e seja útil às mulheres que enfrentam a doença

Dando seqüência à série de eventos da Semana da Mulher, acontecerá segunda-feira, dia 7, na Câmara Municipal de Ubatuba, um Fórum sobre Saúde da Mulher. Nessa ocasião será sugerida a criação de um grupo de apoio à mulher com câncer. Foram convidadas para compor a mesa, diversas pessoas que têm envolvimento com causas sociais, com a saúde do município, portadores e familiares de pessoas com câncer.
Toda a comunidade está convidada a participar e dar sugestões para que o grupo seja montado. A bióloga Mônica Baptista Ciari, portadora de câncer e uma das incentivadoras do projeto diz que a mobilização da comunidade é importante para a formação do grupo. “Precisamos de pessoas que sejam sensíveis à causa e disponíveis para agir no sentido de apoiar a mulher com câncer. Quando descobri que tinha câncer, pude contar com a solidariedade de muitas pessoas, sinto-me no dever de retribuir essa ajuda, porque sei que muitas mulheres não têm o apoio necessário”.
Entre as ações que podem ser promovidas por um grupo como esse, está a ajuda para se conseguir remédios, que geralmente são caros, apoio psicológico, viabilização de exames, e campanhas preventivas. Essa iniciativa tem o apoio da Coordenadoria da Mulher, da Câmara Municipal, da Secretaria da Educação e do Fundo Social de Solidariedade. Aos interessados, o horário do Fórum no dia 7 é das 9 às 12 e das 14 às 17 horas. Participe! PMU



Ubatuba na final do “Peixinhos e Golfinhos”

Atletas de Ubatuba querem brilhar no tradicional torneio de natação do Vale

A natação de Ubatuba estará na final do torneio de natação “Peixinhos e Golfinhos”, que acontece neste sábado, dia 5, na piscina do Sesi, em São José dos Campos.
Na fase eliminatória Ubatuba enviou 29 atletas e conseguiu classificar 21 para a grande final, fato que agradou ao coordenador de natação da Secretaria de Esporte e Lazer, José Eduardo Andrade. “Os atletas estavam voltando das férias e ainda não renderam o máximo. Espero tempos ainda melhores na final”, disse Andrade. Nos últimos dias os trabalhos foram intensificados com o objetivo de extrair o máximo dos atletas neste início de temporada. “É a primeira competição que participamos. Algumas falhas foram corrigidas e acho que podemos sonhar com o pódio em algumas categorias”, completou Andrade.
O torneio “Peixinhos e Golfinhos” é uma realização da TV Vanguarda em parceria com o Sesi, está em sua décima edição e tem a participação das cidades do Vale do Paraíba e Litoral Norte. O objetivo da competição é revelar novos talentos e incentivar a natação junto às crianças. A cidade vencedora leva o troféu Fabíola Molina, em homenagem a atleta do Vale, que ainda brilha nas competições nacionais e internacionais. PMU



Ubatuba na TV Record neste domingo

Neste domingo, dia 6, Ubatuba volta a ser destaque em programa de tevê em nível nacional. Durante cerca de 7 minutos, as belezas naturais de Ubatuba, sua história, seus personagens e seus atrativos turísticos serão mostrados no Programa Espetacular, da Rede Record. O programa começa às 18 horas e a reportagem de Ubatuba faz parte da série Praias Espetaculares que a emissora está produzindo e que já mostrou cenários do Ceará, como a maravilhosa Jericoacoara, Búzios, no Rio de Janeiro, Maragogi, em Alagoas e agora Ubatuba, representando o Estado de São Paulo.
Todo o apoio logístico – de vôo de helicóptero até guias especializados para que a reportagem fosse possível -, foi dado pela Secretaria de Turismo, que durante três dias acompanhou a equipe de produção do programa em Ubatuba. “A equipe deixou Ubatuba impressionada com a sua beleza”, comentou Luiz Felipe, secretário de Turismo. Segundo ele, a própria repórter, que já conhecia algumas praias do município, desconhecia as inúmeras cachoeiras, ilhas, trilhas e praias que percorreu durante as filmagens. “Esperamos que a reportagem desperte nas pessoas que estiverem assistindo a mesma emoção e surpresa que a equipe sentiu. Ubatuba realmente tem inúmeras opções de lazer e praias e lugares de beleza ímpar”, adianta Luiz Felipe. PMU

sexta-feira, março 04, 2005

Editorial

"Um real para o país, setenta e seis reais para os banqueiros"
As manchetes dos jornais dizem que a Argentina renegociou a dívida e saiu da moratória. Segundo o presidente Kirchner não há mais entraves que impeçam o desenvolvimento da economia. Muito foi dito, pouco foi esclarecido, a maior parte da dívida renegociada foi com credores argentinos, 38,4%, o que pode significar dinheiro colocado no setor produtivo. Pode, mas não é certo, capitalistas são imprevisíveis, volúveis e caprichosos. Nunca se saberá exatamente o que foi discutido nem como aconteceu o acordo, sempre há uma versão para divulgação e outra – a real – para o público interno. Não me interessa muito o que acontece na porção meridional de nosso continente, sei apenas que a imprensa a serviço anuncia que aqui tudo vai bem. As páginas estampam em letras generosas que houve aumento no PIB e diminuição no desemprego, o que me leva às lágrimas de felicidade. Em compensação, não toca em detalhes da maior importância. Nunca você lerá na Folha, no Estadão ou no Globo, que para cada real gasto em educação, saneamento, saúde ou qualquer outro quesito dos muitos que constituem a infra-estrutura necessária ao funcionamento de qualquer país, o Brasil pagará em 2005 setenta e seis reais de juros. Sem falar na dívida externa! Isso mesmo, baseado em números fornecidos pelo IBGE. Vou retomar a relação, um real para o país, setenta e seis reais para os banqueiros, dois reais para o país, cento e cinqüenta e dois para os banqueiros. Comece agora a entender o significado das palavras do candidato Serra na campanha presidencial. Quando ele mostrou disposição de renegociar a dívida interna – única forma de tirar a vaca do brejo – foi demonizado pelo capital financeiro, também conhecido como mercado. Nesse momento Lula começou a ganhar a eleição e hoje recompensa aqueles que o apoiaram. O faz com tanto empenho que até o FMI manifesta estranhamento. Comece a pensar nisso, enquanto não for equacionada a dívida interna brasileira não haverá como controlar a violência, resolver o problema da educação nem tampouco pensar em desenvolvimento. Na próxima eleição cobre isso do seu candidato, procure alguém que tenha um plano de ação que transcenda meros discursos de protesto. Eles só servem para fornecer factóides para a imprensa.

Sidney Borges

COMTUR e Leonardo

Ronaldo Dias
Muito pertinente e lúcida a proposta do vereador Charles Medeiros, de uma audiência pública para discutir o futuro da COMTUR. De toda forma, como a criação da empresa foi feita através de lei, será naquela casa a propositura de sua respectiva revogação. O que, por outro lado, deixa uma série de dúvidas aos leitores e a mim, como acionista minoritário, são as afirmações e declarações do Sr. Gilheta indicado pela acionista majoritária como novo diretor presidente da empresa, para “avaliar sua viabilidade”. Já, para esta afirmação, cabe esclarecer, que esta não é a função estatutária do presidente da empresa. Respeito a pessoa do Sr. Gilheta, pois não o conheço mas, aguardo a oferta da majoritária, aos acionistas minoritários, do seu currículo, juntamente com suas credenciais, de experiências anteriores em trabalhos conclusivos de viabilidade econômica, prestados à outras empresas, em especial de economia mista,com objetivos estatutários de fomento econômico fundamentado no turismo. Seria o mínimo. De momento, é lamentável mas, preciso externar minha discordância de todas as suas afirmações, publicadas na edição de ontem do Litoralvirtual (principalmente para não ser apontado, ou rotulado, como omisso).

“O fator nem é tanto financeiro, é o moral que está tendo peso maior no fechamento da Comtur. O Eduardo é um prefeito ético, que quer basear o governo na responsabilidade, coisa que a bandeira da COMTUR vai contra, com mais de 60 ações trabalhistas”. (Sr.Gilheta)

As imoralidades praticadas com a COMTUR, não foram feitas, sustentadas, muito menos praticadas pelos acionistas minoritários. A bandeira “da inconseqüência” para a COMTUR, sempre foi levantada pela majoritária, nos mesmos moldes de sua indicação. Imposta. Quanto a má administração, o Sr. como experto no assunto, deveria (já que deve ter reunido provas suficientes para embasar suas afirmações) indicar, já, sem mais delongas, todos os responsáveis. Não deixe ninguém de fora. Com todo respeito a sua pessoa, como já disse não o conheço, suas deduções, afirmações e conclusões são, no mínimo precipitadas. Quando afirma como exagero, ser a “mesma coisa” e, com os “mesmos objetivos”, SETUR E COMTUR e que “uma acaba atrapalhando a outra” são claros os sinais de que, suas afirmações, muito ao contrário do que afirma, não são os verdadeiros motivos por que “Ubatuba ainda esteja ainda engatinhando no turismo”. Como desconheço a reunião do Sr. prefeito “com os acionistas minoritários para o próximo dia 10”, principalmente porque, o senhor afirmou à imprensa, que a proposta aceita na Assembléia Geral do dia 24 p.p, pela majoritária, (de ouvir as inúmeras sugestões administrativas, econômicas e estatutárias que viabilizariam facilmente a COMTUR e, que, seriam apresentadas ao Sr. Prefeito) estava prejudicada, devido ao “firme propósito da majoritária no fechamento da empresa”. Tal atitude, naquela oportunidade, provocou uma reação de desconforto e indignação, devido a falta de respeito com os acionistas minoritários reunidos, já há 5 longas horas atendendo a proposta da Assembléia Geral. Vamos então aguardar os acontecimentos, lembrando a “máxima” do ítalo Leonardo.

quinta-feira, março 03, 2005

Dos céus para o Guiness

divulgação

O GlobalFlyer fotografado quando fazia vôo de teste em 2004

Milionário americano pode bater recorde mundial a bordo de monomotor nesta quinta-feira

Agências Internacionais
KANSAS, EUA - O milionário americano Steve Fosset está mais perto de bater um recorde mundial de aviação nesta quinta-feira, após uma decisão arriscada. Ele optou por seguir em frente com sua tentativa de dar a volta ao mundo num vôo solo em um monomotor experimental, sem fazer escala ou reabastecer, apesar de sérios problemas com o sistema de combustível do avião, informou a equipe em terra de Fosset. Segundo a CNN, Fossett deixou para trás o Oceano Pacífico e está sobrevoando Los Angeles. Ele deve aterrissar no Kansas ainda nesta tarde. "Estou me sentindo muito bem e estou me animando agora que estamos mais perto do fim", afirmou Fosset, durante uma entrevista por vídeo, a bordo de seu avião "GlobalFluyer". O piloto de 60 anos entrou nos Estados Unidos por volta das 9h (horário local), mais de 60 horas depois de deixar o solo. Espera-se que Fosset aterrisse nesta quinta-feira em Salina, Kansas, completando aventura iniciada na noite de segunda-feira. O pouso está previsto para as 15h (horário de Brasília). Fosset e sua equipe decidiram manter o GlobalFlyer no ar em vez de abortar a tentativa de estabelecer um novo recorde mundial, depois que a aeronave foi ajudada por ventos fortes sobre Oceano Pacífico, perto do Japão. Na noite de quarta-feira (madrugada no Brasil), quando Fosset sobrevoava o Havaí, decidiu ir adiante e informou o centro de controle de vôo com um otimista: "Vamos nessa!" O problema no sistema de abastecimento fez com que o avião chegasse até aquele ponto com 15% menos combustível do que deveria. A única maneira de isso não forçar que a missão fosse abortada era que o avião encontrasse ventos favoráveis. Entre o Japão e o Havaí, eles surgiram: com velocidades de 185 a 240 quilômetros por hora.

Editorial

Panorama do Legislativo
O projeto de lei que autoriza a Prefeitura a conceder licença de ambulante à cooperativa Coomabem, com a finalidade de permitir a comercialização de seus produtos na praça 13 de maio, de autoria do vereador Ricardo Barbosa, aprovado pela Câmara, foi vetado pelo Prefeito. O veto foi apreciado e derrubado na sessão de 1 de março, terça feira passada. O que significa isso? Em última instância nada, pois sendo a lei autorizativa, o Prefeito é quem vai decidir se concede ou não a licença. Estar autorizado a fazer alguma coisa não obriga necessariamente que a coisa seja feita. Cabe ao senhor Prefeito decidir o que é melhor para a cidade. A lei foi proposta por um vereador que já não pertence à casa, mas que quando lá esteve, buscou sustentação política junto aos ambulantes, procurando favorecê-los em todas as circunstâncias. O que é legítimo politicamente, pode se transformar num transtorno econômico, a cidade de São Paulo conheceu o significado do “laissez-faire” comercial na administração de Luiza Erundina. O centro da cidade virou um caos, no final acabou prevalecendo a esperteza e o poder do capital, marreteiros e comerciantes deram-se as mãos e a arrecadação do município caiu com a sonegação generalizada. Junto caiu Erundina, vitima de esquerdismo primário, doença que ainda se faz presente por aí. Outro veto do executivo, também derrubado pela Câmara, referiu-se à lei do vice-prefeito Domingos dos Santos, que trata do acesso dos cidadãos aos processos e documentos na Administração Pública direta, indireta ou fundacional. Muito bem fundamentada, a lei é de setembro de 2004, sendo impossível discordar de seu conteúdo. Todos queremos transparência nos atos dos poderes constituídos. Duvido que alguém tenha a coragem de contrariar esta afirmação. Qual é então a razão do veto do Prefeito? Talvez seja pelo fato da Carta Magna dar à qualquer cidadão interessado, o direito de solicitar certidões sobre questões de interesse público que envolvam atos administrativos. Sem nenhum pagamento. Sendo assim, a lei parece que foi feita para ser vetada, só que pelo prefeito de então, Paulo Ramos. Acontece que Paulo Ramos foi derrotado e o feitiço virou contra o feiticeiro. Oposição, situação, estilingue; vidraça, vidraça, estilingue; estilingue..., poesia que não rima nem é concreta, só repetitiva. E pouco interessante.

Sidney Borges

"Terceirização da Merenda?"

Corsino Aliste Mezquita* - Professor
1. Como medida preventiva gostaria comunicar aos mandatários da Prefeitura Municipal que nenhum dos que trabalharam comigo tem informado de nada do que atualmente está acontecendo. Conseqüentemente, é dispensável a caça às bruxas. Incomodar coitados com broncas descabidas e injustas é um ato de indignidade.
2. As informações que utilizarei neste artigo foram a mim transmitidas em dezembro de 2004 por integrantes da atual administração que não trabalharam na anterior. Foram transmitidas com toda a ingenuidade e pensando que estariam descobrindo o carrinho de uma só roda. Outras informações são do meu conhecimento faz muitos anos. Naquela oportunidade informaram que era um compromisso de campanha e que iria a acontecer.
Retruquei: "Falam ao Exmo. Sr. Prefeito Eleito que não cometa esse crime. As crianças, jovens e adultos que se alimentam nas escolas merecem respeito e não podem ser massa de manobra de interesses eleitoreiros e de supostos compromissos de campanha. Criamos uma estrutura de distribuição e serviço da merenda quase perfeita e decretamos a fome zero dentro do âmbito das escolas. A estrutura foi criada para resolver um grave problema social do município e não pode ser desmontada ou entregue a empresários particulares para pagar compromissos de campanha. Seria uma ignomínia e um retrocesso para o município. O nosso empenho em servir merenda abundante e de qualidade foi uma conseqüência da sensibilidade social da administração com os problemas dos alunos. Nosso programa de Merenda Escolar foi premiado em Brasília. Cabe à futura administração aperfeiçoa-lo e organizar as hortas comunitárias divulgadas na campanha". Não sei se o recado foi dado. Caso tenha chegado ao conhecimento do Exmo. Sr. Prefeito parece não ter surtido efeito.
3. A terceirização da merenda está agora em todos os ambientes. Os interessados consideram-se no direito de caluniar a administração anterior e propagar mentiras as mais desbragadas.
4. Entre as mentiras e ou calúnias podemos destacar:
A - Os funcionários furtam a merenda e por isso gasta-se mais com sua administração direta. É uma ofensa de tal gravidade que só pode ser atribuída a irresponsáveis. Os esforçados, abnegados e prestativos funcionários não merecem essa injúria, esse desrespeito Só colocaria minha mão à palmatória se os diretores e vice-diretores que se encontram na estrutura central da administração de educação desenvolviam essa prática, sem que os responsáveis conhecermos. Também não acredito na hipótese.
B - Para provar isso virá uma empresa especializada fazer um levantamento e certamente vai indicar que é melhor e mais barato fazer a terceirização. O maior otário de Ubatuba sabe que a empresa vai provar que "focinho de porco é tomada e dá choque". Podem dispensar o levantamento. Esse tipo de levantamento já existe, na Prefeitura, desde agosto de 2000, quando a administração da época embarcou em aventura semelhante com os resultados que todos conhecemos e que se traduziram em fome, revolta, todo tipo de limitações para as crianças, impossibilidade de repetir, proibição de funcionário e professor se alimentarem nas escolas mesmo naquelas mais afastadas e que a maior parte faz horário corrido. Foi um total desrespeito e agressão à autonomia das escolas e ao bom senso.
C - É mentira que o preço das mercadorias compradas para a merenda estivesse elevado. Prova contundente disso é que, já na atual administração, foi re-alinhado o preço da carne, da salsicha, do frango, (pasmem-se, também do frango que foi objeto de denúncia à Promotoria Pública). Como é Sr. Vice-Prefeito, agora não está superfaturado?
D - Também é mentira que não existam contratos abertos para a compra de alimentos e gás. Além de dispor desses contratos existem processos de compras rápidas que podem ser usados pelo poder público. É só saber administrar.
E - Também não procede que não existe verba e dinheiro para comprar merenda. No orçamento deste ano foram previstos R$. 2.500.000,00 (dois milhões e quinhentos mil reais) para a compra de alimentos e gás de cozinha. Quase 900.000,00 (novecentos mil) a maior que no exercício de 2004. Não é possível que falte dinheiro nesta época do ano. Nos quatro anos da administração anterior nunca faltou dinheiro para a merenda.
5 - A experiência de 2000 deixou alguma lições que foram vivenciadas por grande parte dos atuais ocupantes dos cargos em comissão da Secretaria Municipal de Educação e por grande número de professores e funcionários efetivos. Não é possível que em todo esse universo não exista energia para defender as causas da educação e obrigar à Administração Municipal a empregar os recursos da educação no atendimento aos alunos e só aos alunos. Entre as conseqüências de 2000 podemos destacar:
A - O custo da unidade de merenda (prato servido) passou de 0,14 (quatorze centavos) para 0,89 (oitenta e nove centavos). Sete vezes mais.Os cinqüenta dias de merenda terceirizada custaram aos cofres públicos mais que os cento e cinqüenta dias da administrada direta, naquele ano. Se mantido o contrato, em 2001, teriam-se gasto, com merenda de má qualidade, seis vezes mais do que gastamos com merenda de boa qualidade.
B - Não existia controle das merendas que eram servidas. Imaginem vocês estimativas feitas pela empresa fornecedora!
C - As crianças não podiam repetir.
D - Funcionários e professores não podiam se alimentar na escola, mesmo nas mais afastadas e nas quais parte da equipe da escola passa o dia todo.
E - Utilizaram equipamentos (geladeiras, fogões, freezer, liquidificadores, etc) da escola para fazer as refeições. Também usaram os utensílios e o espaço físico das escolas.
F - Os funcionários efetivos foram emprestados à empresa e por ela bastante desconsiderados e humilhados.
G - Nos 50 (cinqüenta) dias de aula que durou o programa os diretores falavam que não sabiam quem mandava na escola. Eles tinham perdido o controle.
H - Os custos desse desastre e da rescisão amigável do contrato foram pagos pela administração que se iniciou em primeiro de janeiro de 2001.
6 - As técnicas que atualmente estão sendo utilizadas são de mesmo estilo às utilizadas em 2000. Já estão deixando faltar merenda, nas escolas, para desmoralizar o sistema. Como pode desmoralizar-se um sistema que deu certo durante quatro anos e que foi elogiado por situação e oposição? Esperamos que quem seja desmoralizada seja a administração atual.
7 - Terceirizar a merenda é um ato de lesa - funcionário, lesa - criança, lesa - jovem e lesa - adulto que se alimenta na escola.
8 - Esperamos que antes que tomem quaisquer decisões o problema seja discutido com a sociedade e previamente aprovado pelo Conselho Municipal de Educação, pelo Conselho de Alimentação Escolar e pelo Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal. Se nossos administradores dos recursos sob responsabilidade da Secretária Municipal de Educação, os órgãos de controle, e o Sindicato não tomarem consciência que os recursos da educação são única e exclusivamente para atender programas educacionais teremos mais quatro anos de paralisia. Parar em educação é retrocesso.
* Ex-secretário da Educação de Ubatuba

SUPERANDO A VERGONHA

Sergio Maida*
No Jornal A Cidade de 26 de fevereiro foi publicada artigo do Dr.Vicente Malta Pagliuso, entitulado Muro da Vergonha que reabre o debate sobre a FUNDAC e as características necessárias a uma instituição destinada à proteção da Criança e Adolescente. É sempre importante lembrar que para a Constituição Nacional e para o Estatuto da Criança e Adolescente - ECA a criança é prioridade absoluta, mas, nem sempre, por diversos motivos, esta se coloca na prática.
No caso específico de Ubatuba, depois do tempo necessário para reacomodar a administração municipal depois da mudança de governo, da temporada, das enchentes, do carnaval, da crise da Comtur e de outras emergências, abre-se o espaço para a Prefeitura e a imprensa começar a tratar deste assunto com a seriedade e responsabilidade que merecem. Até para que não se converta em mais uma emergência constante ou crise permanente, como ocorre em outras cidades do Estado de São Paulo há muito tempo.
Em meus quase 30 anos de trabalho profissional assessorando, supervisionando e treinando equipes da Febem e outras instituições governamentais ou não, que atendem crianças e adolescentes, lembro que a Febem já transitou reiteradas vezes por diversas secretarias de Estado. Só no governo de Geraldo Alckmin a Febem saiu da Secretaria do Bem Estar Social para a Educação e dai para a Justiça, onde está agora com resultados cada vez piores.
Em relação aos Presidentes da instituição perdi a conta, mas posso assegurar que ninguém dura mais de um ano, tamanhas as exigências e as crises políticas, institucionais e pessoais, além muitas vezes, ser ocupado o cargo por indivíduos despreparados que provocam danos a seus "clientes", à instituição e a si mesmos.
A situação da Febem hoje (telhado de vidro de Alckmin) deveria ser objeto de atenção de todos os habitantes deste Estado preocupados por nossa infância e juventude e particularmente os cidadãos de Ubatuba, ante a advertência do Dr. Vicente a respeito da existência de a uma "febemzinha" local.
Os jovens passados de secretaria a secretaria, de presidente a presidente, de técnico a técnico, de monitor a monitor, jovens excluídos entre os excluídos, para os quais a família, a escola e todas as políticas falharam, não têm mais nada a perder e a vida não vale mais nada. Isto, sobretudo porque desde o governador ao monitor, do político ao jornalista ninguém escuta esta juventude excluída, a não ser através do grito, da violência, de atos desesperados, da "virada" ou rebelião, como se diz no "mundão". Momentos estes em que também adquirem visibilidade e se mostram ao juízo condenatório, ao olhar filantrópico, ao gesto repressivo, à burocracia jurídica ou à curiosidade sempre obscena dos meios de comunicação.
Nessas instituições o tempo não passa, não rende, não se aprende, nem se ensina nada, a não ser uma subjetividade da autodestruição e uma sociabilidade de quadrilha, a falta de algo melhor. E por ai ficaram emaranhados vários grupos de profissionais do Projeto Quixote da UNIFESP, sob minha supervisão, sendo pagos durante 4 anos para pesquisar, diagnosticar e intervir nas equipes técnicas de internação e nos postos de liberdade assistida, sendo que nossos relatórios, que deviam ser entregues pontualmente, não foram lidos nem discutidos pelas instâncias superiores.
É por maldade que isso acontece? Será que alguém pode ser tão sádico para montar uma fábrica de jovens e funcionários, loucos e delinqüentes? Ou será que o modelo utilizado para a proteção e "bem estar do menor", um híbrido de judiciário, educação, repressão assistencialismo, trabalho social e boas e más intenções, está absolutamente falido e é necessário começar tudo de novo? E como substituir essa cultura de corrupção, perversão e violência cristalizada, onde qualquer tentativa de mudança é engolida, distorcida ou simplesmente esquecida?
Acredito que assim a questão não se resolverá nunca e muito menos agora que o problema se converteu em um dilema sem solução. Haverá que repensar totalmente o modelo, inclusive se é necessário um modelo, ou vários modelos, ou nenhum modelo fixo, ou principalmente pensar os fundamentos das políticas públicas, de programas integrados, tecendo redes entre organizações e a população, adquirindo competências tecnológicas, compartilhando recursos, decisões e informações, co-responsabilizando as famílias, as associações civis e religiosas, as empresas, a polícia e os políticos, enfim toda a sociedade, através de coletivos democráticos e produtivos. Ainda assim não se resolverá totalmente o problema da criança e do adolescente pobre, as principais vítimas do modelo econômico e político dominante, mas poderão reduzir-se consideravelmente os efeitos nefastos que nos levam a pensar que no Brasil esta se cometendo um silencioso e constante genocídio dos jovens "menos favorecidos".
O ECA promulgado em 1990 fixou o marco legal necessário para corrigir e transformar as relações entre a sociedade e as crianças e adolescentes. Mas reduzir a enorme distância entre a universalidade da lei e a particularidade da micropolítica institucional é um processo demorado e trabalhoso. Podemos apreciar essa distância semioticamente: Há 15 anos que a Lei e a Justiça substituíram a preconceituosa e discriminatória expressão "menor", enquanto que a Febem (e o Lar de Ubatuba) continuam sem modificação, esperando a chegada do ECA.
Outra prova dessa distância: o estabelecimento onde mais se transgride o ECA é...a própria Febem!!
Em Ubatuba encontramos outra situação paradoxal: o atraso em que nos encontramos em relação a políticas públicas, praticamente inexistentes, pode ser revertido a partir do começo: a observância estrita da legislação (ECA-SUS-LOAS, etc) e a implementação de práticas novas, democráticas criativas e integradas no corpo social, preventivas, assistenciais e emancipatórias, que interferem no alarmante aumento (sempre mascarado pelas autoridades para não espantar o turismo) de problemas como o alcoolismo e outras dependências químicas, analfabetismo, prostituição infantil, gravidez precoce e sem condições, DST, jovens em conflito com a lei, mulheres vítimas de violência, desatenção para aculturados ou migrantes que constituem a maioria de nossa população e outras questões ditas sociais.
Estas intervenções exigem urgência urgentíssima antes que escapem totalmente da possibilidade de administrá-los politicamente e se convertam em "febemzinhas" cada vez maiores, em dilemas sem saída, num pesadelo.
Finalmente gostaria de tranqüilizar ao Dr.Vicente ao respeito de algumas preocupações:
-Eduardo César e os partidos aliados, não viemos para repetir senão para mudar a mentalidade de curral, corrupção, clientelismo e manipulação que reinava na política de Ubatuba. E isso não se faz de um dia para outro.
-Além do senhor, 70% da população teve que digerir a incômoda convivência com o governo anterior.
-Cuidado com os boatos! Temos muitos fofoqueiros irresponsáveis em nossa cidade. Esclareça suas dúvidas diretamente com o protagonista antes de especular. Vá ao Fórum. Converse com o Promotor da Infância e Juventude, como eu fiz, e ficará esclarecido.
-Em nome de meu partido, agradeço a confiança em relação à futura gestão do PT à frente da FUNDAC que se iniciará quando a atual Diretoria perceba que o prefeito que os indicou não está mais, ou que acabem seus mandados, o que acontecerá em breve.

Aproveito para lembrá-lo, e aos leitores, das múltiplas experiências revolucionárias no campo da promoção social e da infância e juventude realizada nas prefeituras do PT, reconhecidas e premiadas internacionalmente, garantindo nossa experiência e formação.
Convido a todos para se incluírem neste dialogo, agradecendo a gentileza e o espaço democrático que a imprensa de Ubatuba coloca ao serviço da cidadania, entendendo que a responsabilidade sobre nossa infância e juventude compete a todos.
* Sergio Maida é Psicanalista e Analista Institucional. Atua há mais de trinta anos em clínica e análise de instituições de crianças e adolescentes e saúde mental. Foi candidato a vereador pelo PT de Ubatuba em 2004.

Notícias da Prefeitura

Prédios públicos terão que ser adaptados para deficientes físicos

Secretaria de Arquitetura e Urbanismo irá propor condições de acessibilidade em prédios públicos

Durante três semanas, a seção de Fiscalização de Obras da secretaria de Arquitetura e Urbanismo, realizou o levantamento em todos os prédios públicos de Ubatuba para verificar a existência ou não de rampas e sanitários para deficientes físicos. Esse levantamento, realizado pelo fiscal de obras Valdely Brulher dos Santos, era uma solicitação de três anos da Promotoria de Justiça de Ubatuba.
Agora com esse mapeamento, o secretário de Arquitetura e Urbanismo, Sidney Giraud, irá notificar os responsáveis para que adaptem meios de acessibilidade e sanitários especiais para portadores de deficiência física. PMU



Projeto de aprovação de construção de prédios sofre alterações

Prefeitura de Ubatuba só irá liberar alvará de construção com aprovação do Corpo de Bombeiros

A secretaria de Arquitetura e Urbanismo (S.A.U.), atendendo decreto estadual e de acordo com convênio firmado entre o Governo do Estado e o município de Ubatuba, determinou que, desde o dia 28 de fevereiro, todos os projetos de prédios plurihabitacionais e conjuntos de apartamentos habitacionais só serão aprovados pela secretaria com alvará do Corpo de Bombeiros.
Sidney Giraud, secretário de Arquitetura e Urbanismo, avalia que tal exigência deve ser feita em função da preocupação com a segurança dos moradores e, que todos os profissionais e técnicos da área devem ter a responsabilidade de adotar a medida.
A S.A.U. ainda orienta que o profissional da área de construção, antes de executar o projeto arquitetônico do prédio, analise, a nível de segurança, o Decreto Estadual nº 46076, de 31 de agosto de 2001, que institui o Regulamento de Segurança contra incêndio das edificações e área de risco. Após a análise o responsável pelo projeto deverá encaminhá-lo para o Corpo de Bombeiros para sua aprovação e finalmente apresentá-lo a S A U para as verificações e liberação do projeto. PMU



Secretaria de Turismo atualiza cadastro

Prestadores de serviços ligados ao turismo devem procurar a Setur

A Secretaria de Turismo (Setur) da Prefeitura de Ubatuba solicita que os proprietários de hotéis, pousadas, campings, chalés, restaurantes, bares, lojas de artesanatos e outras empresas ligadas direta ou indiretamente ao turismo entrem em contato com a secretaria para atualização de seus dados junto ao cadastro da Setur.
A atualização se faz necessária tendo em vista o grande número de turistas que procuram o Centro de Informações Turísticas. “O objetivo da secretaria é agilizar o atendimento ao turista e oferecer uma completo serviço de informações nos trabalhos que desenvolve”, explica Luiz Felipe Azevedo, secretário de Turismo.
Os telefones da secretaria são: (12) 3833-7300, 3833-5229, 3832-4255 (FAX) e 0800-7717400 PMU



Carnês de alvará deverão ser retirados até o final do mês

O Serviço de Tributos Mobiliários da Prefeitura de Ubatuba comunica às empresas, profissionais liberais e autônomos que os carnês da taxa de alvará estão à disposição dos interessados e deverão ser retirados na Seção de Tributos Mobiliários antes de seu vencimento, dia 31/03/2005, das 9 às 16 horas. Após essa data serão acrescidos multas e juros.
Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (12) 3834-1018/1095. Serviço de Tributos Mobiliários – Av. Dona Maria Alves, 865, centro. PMU



Secretaria de Esporte e Lazer de Ubatuba organiza diversas atividades para a Semana da Mulher

Passeio ciclístico, surf, vôlei, futebol e atividades para Melhor Idade estão no programa

A Semana da Mulher será comemorada com muito esporte em Ubatuba. As atividades começam no sábado com programação especial para a Melhor Idade, a partir das 10 horas no ginásio de esportes Tubão. No domingo, à partir das 8 horas, a Praia Grande será palco de uma prova exclusiva para mulheres. As melhores surfistas de Ubatuba e algumas convidadas disputarão um torneio no sistema Tag Team, com equipes formadas por atletas nas categorias Petit/Estreante, Iniciante, Mirim, Open e Longboard. As equipes podem se inscrever até o dia 4 na Secretaria de Esporte.
No Perequê-Açu acontece o Beach Soccer 5 Feminino, modalidade de futebol de Areia que vem ganhando espaço em Ubatuba. O torneio deverá contar com oito equipes e terá início as 9 h, em frente ao quiosque Recanto do Japa. As partidas terão dez minutos de duração, e em caso de empate, a decisão será por tiros livres alternados. O sorteio da ordem dos jogos acontecerá as 8h30.
Outra atividade programada para domingo é o Passeio Ciclístico que percorrerá diversas ruas do centro de Ubatuba. Com saída programada para as 10 horas, na Rua Hans Staden, em frente a Lojas Cem e chegada na Praça Trópico de Capricórnio. As inscrições estão abertas na Lojas Cem de Ubatuba e as primeiras pessoas receberão camisetas alusivas ao passeio. Na chegada haverá sorteio de diversos brindes aos participantes.
Para finalizar, o ginásio de esportes Tubão receberá a partir das 14 h. uma partida de vôlei envolvendo as atletas que representarão Ubatuba na Livovale 2005. PMU



Torneio do Estaleiro tem rodada decisiva

Penúltima rodada promete ser emocionante

O campeonato de Futebol de Areia do Estaleiro terá a quarta e penúltima rodada da fase classificatória neste domingo, dia 6. No grupo A, o Promirim pode garantir a classificação caso vença o Auto Posto. No grupo B a situação ficou embolada nas duas pontas da tabela. Cambucá, Estaleiro e JR Parafuso lideram com seis pontos ganhos, enquanto Itamambuca e Picinguaba não marcaram nenhum ponto.
A terceira rodada realizada dia 27 de fevereiro teve os seguintes resultados: Auto Posto 7 X 2 Os Galácticos, Promirim 4 X 2 Ubatumirim, JR Parafuso 1 X 0 Picinguaba, Estaleiro 3 x 1 Cambucá. A rodada deste domingo começa as 9h30 com a seguinte programação: Almada X Promirim, Auto Posto X Ubatumirim, Itamambuca X Picinguaba, JR Parafuso X Cambucá. Vale lembrar que o grupo A tem uma partida da primeira rodada que ainda não foi realizada: Ubatumirim X Os Galácticos. O 8º Campeonato de Futebol do Estaleiro tem o Apoio da Secretaria de Esporte e Lazer da Prefeitura de Ubatuba. PMU



Secretaria de Obras repara iluminação das praças do centro

As praças de Ubatuba vêm recebendo melhorias em seu sistema de iluminação. A Secretaria de Obras já executou reparos nas praças Exaltação à Santa Cruz e 13 de Maio, melhorando a iluminação da região central de Ubatuba.. Diversas lâmpadas e reatores foram trocados, luminárias recuperadas e fiação reparada, proporcionando um aumento no nível de luminosidade e segurança para a população. Segundo o cronograma da Secretaria, outras praças receberão a visita da equipe da Obras nos próximos dias. PMU



Secretaria de Obras atua em diversos pontos da cidade

Limpeza de valas,obras de nivelamento, implantação de galerias, pintura em obras, operação tapa buracos, construção de pontes e reparos em passarelas foram alguns dos trabalhos da Secretaria de Obras de Ubatuba realizados em vários pontos da cidade nos últimos dias.
Na Praia Grande foram efetuados serviços de implantação de galeria de drenagem e levantamento de caixa de areia em parceria com a comunidade do Jardim Anchieta. Algumas ruas como Pelicano, Fragata, José de Barros Morgado e Sargento José Moreira receberam nivelamento e limpeza.
O bairro do Taquaral, mais precisamente na Vila Suré, foram executados serviços como limpeza de valas e canais, além de limpeza da área em frente à escola, solicitada há muito tempo pelos moradores. Na Estufa 2 diversas ruas receberam nivelamento e operação tapa buraco.
Diversas obras receberam serviços da equipe de pintura de Secretaria de Obras, como a ciclovia do Saco da Ribeira, totalmente sinalizada em seus quase 4 quilômetros.

Pontes e passarelas

Diversas pontes que estavam em condições precárias foram colocadas em condições de uso, como a do Camburi, que foi construída poucos centímetros acima no nível do rio, e sofria abalos a cada enchente. Agora existe no lugar uma ponte pênsil, que dá mais segurança aos moradores que se utilizam da passagem. A cabeceira da ponte próxima a escola do Monte Valério também foi reparada, pois as chuvas de janeiro provocaram erosão no local, problema já sanado. A passarela próxima à escola do Perequê Mirim também foi reformada e pintada garantindo o acesso das crianças. A passarela da Rua Frei Tarcisio, no Ipiranguinha, já está no cronograma de trabalho da Secretaria e deverá ser reparada em breve. PMU



Camarão fresco a preço baixo movimentou o Mercado de Peixe

Produtores comemoram boa venda do produto

A primeira experiência da nova administração do Mercado Municipal de Peixe de Ubatuba em relação a promoção na venda de pescados e crustáceos foi um sucesso. Centenas de pessoas foram ao Mercado nos dias 26 e 27 para aproveitar o último final de semana onde era possível adquirir camarões frescos, antes do período do defeso que começou ontem, dia 1 e vai até 31 de maio. Com o camarão sete barbas a quatro reais o quilo, tanto consumidores quanto produtores e comerciantes ficaram satisfeitos com o resultado da promoção. Segundo levantamento feito pela administração do Mercado, em 26 de fevereiro do ano passado foram comercializados 360 quilos do crustáceo. Neste ano 1.280 quilos foram vendidos na mesma data.
O Administrador Edgard Marques salientou que o sucesso da promoção deve ser creditado a confiança dos produtores. “Decidimos em cima da hora e ainda assim o resultado foi satisfatório”, lembrou Edgard. “Por sugestão dos produtores, estamos viabilizando a realização de promoções semanais ou quinzenais, para atender a população da cidade, sempre com um pescado em promoção”, disse Edgard. Segundo o administrador haverá também promoção em feriados e na alta temporada: “Já estamos bolando alguma coisa para a Semana Santa, onde tradicionalmente o consumo aumenta. Pelo menos um tipo de pescado será colocado a preço popular”, garantiu. PMU

quarta-feira, março 02, 2005

Delírios & Conspirações

“Psiquiatras definem como delirante alguém que tenha uma falsa visão da realidade e se aferre a ela com convicção, a despeito de argumentos e indícios claros contra essa percepção. Sua certeza resoluta pode assumir diversas formas. Nos delírios relacionais, um indivíduo vê todas as pessoas, os acontecimentos e objetos à sua volta como ligados a ele.”
”Acredita que a vitrine da loja da esquina está lhe enviando mensagens, ou que determinado artigo de jornal dirige-se exclusivamente a ele. Já nos casos de delírios persecutórios, o indivíduo pensa que os outros o estão observando, ouvindo suas conversas ou seguindo seus passos”
Conspirações têm grande chance de se tornarem populares, quando alimentam preconceitos ou superstições já existentes, e a crença na conspiração reforça essas posições. Nesse círculo vicioso, toda e qualquer conexão com a realidade é rapidamente perdida. E, se a teoria confirma velhas suspeitas, aceitas por muitos, o número de adeptos aumentará”.

Thomas Grüter.

Assim, há pessoas que “fazem coro” sem saber cantar, ou mesmo sem entender de música. Tentam manipular, quando na verdade estão sendo manipuladas. São e estão na verdade “desafinadas” da verdade e da realidade.

Ronaldo Dias

Notícias da Prefeitura

Fundart homenageia personalidades femininas de Ubatuba pelo Dia Internacional da Mulher

Este ano, diversos grupos setoriais se uniram para prestar homenagem à mulher ubatubense

A Fundart (Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba) inicia, dia 1º de março, a 4ª exposição do Dia Internacional da Mulher, com uma mostra de fotos de personalidades femininas que fizeram história, trabalharam pela comunidade ubatubense. Nesse dia, acontecerá também uma palestra a respeito da saúde da mulher. No dia 4, uma exposição de artes plásticas une-se à mostra de fotos, trazendo telas, esculturas e cerâmicas com motivos femininos.
Este ano, o evento conta com a participação de diversos setores da Fundart, que também fizeram questão de homenagear as mulheres ubatubenses. Na abertura da exposição de artes plásticas, no dia 4, as mulheres da Banda Lira Padre Anchieta se apresentarão e o setor de literatura será representado pela escritora Fátima de Souza, declamando poesias. Homenagens especiais serão feitas para algumas personalidades femininas. Seus nomes não foram divulgados, para manter a surpresa no dia do evento.
A exposição de fotos reúne trabalhos de diversos fotógrafos ubatubenses. O setor de artes plásticas mostra obras de artistas do grupo setorial e convidados ubatubenses. A exposição fica na Fundart até o dia 27 de março. PMU



Mulheres são destaque em emissoras de Ubatuba

Emissoras de rádio convidam personalidades de Ubatuba para série de entrevistas

As emissoras de rádio de Ubatuba também participam dos eventos comemorativos a Semana da Mulher, que teve início nesta terça-feira, dia 1. A Rádio Gaivota FM abriu espaço em sua grade de programação para dar destaque a mulher de Ubatuba durante o programa Conexão Gaivota. Com apresentação de Mauro Lauro e Elísio Russo, o programa Conexão Gaivota deu início a uma série de entrevistas na terça-feira, dia 1, levando ao seu estúdio a Coordenadora de Serviços de Saúde Cinthia Sampaio Cristo que abordou os serviços prestados à mulher em Ubatuba e a artista plástica Helena Ottoni, que falou sobre seu grande sonho, a “Casa do Artesão”.
A agenda do Conexão prevê para o dia 2, quarta-feira, a presença de Patrícia Pereira, pedagoga da Secretaria da Educação e Marta Penha, educadora ambiental. Na quinta-feira, dia 3 confirmaram presença a nutricionista Mirna Zucheratto que falará sobre a qualidade de vida da mulher e Denise Fonseca, jornalista, para falar sobre os direitos da mulher e a mulher na política. No dia 8, data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, o programa recebe as visitas de Nalva Barbosa, titular da Coordenadoria da Mulher e Valéria Cress Gelli, Secretária Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento. O Conexão Gaivota vai ao ar a partir das 12:30 h, nos 104,9 Mhz da rádio comunitária Gaivota FM
Costa Azul – A Rádio Costa Azul AM também dará atenção ao Dia Internacional da Mulher. Na terça-feira, dia 8, o programa Ponto de Vista, apresentado por J.B. Rodrigues, receberá a Secretária de Assistência Social de Ubatuba, Kátia Nunes e também Nalva Barbosa da Coordenadoria da Mulher no município. O Ponto de Vista vai ao ar nos 1.140 Khz da rádio Costa Azul a partir das 9 h. PMU



Semana da mulher inicia com homenagens no Paço Municipal de Ubatuba

Uma extensa programação acontecerá durante toda a semana, com exposições, palestras sobre saúde e eventos culturais

A semana do Dia Internacional da Mulher iniciou-se, oficialmente hoje, dia 1º de março, com uma cerimônia no Paço Municipal. Enfeitado com muitas flores nativas e obras de mulheres ubatubenses, o pátio da Prefeitura tornou-se um palco de homenagens, com direito à execução dos hinos nacional e municipal pela flautista Márcia Fernandes.
A tônica dos discursos foi a inclusão da mulher na sociedade e a luta pela igualdade de gêneros. O prefeito Eduardo César prestou uma homenagem a todas as mulheres que, de alguma forma, contribuem e trabalham em prol da sociedade local. “Atualmente, as mulheres estão conquistando o seu espaço, elas transformam a realidade à sua volta. As conquistas não devem parar por aqui. Devemos lutar pela igualdade, pelo dia em que não precisaremos mais de uma delegacia da mulher”, disse Eduardo.
O vice-prefeito Domingos dos Santos disse que o Dia Internacional da Mulher deve representar um momento de reflexão para todos. “É preciso trabalhar pelo esclarecimento das jovens para que elas não engravidem precocemente, não contraiam doenças e não sofram maus tratos. Só assim, estaremos garantindo um bom futuro para elas e, conseqüentemente, para a sociedade”.
A primeira-dama, Denise César abriu a exposição, que foi organizada pela Fundart, com alunas do professor Benjamin González que ficará no Paço Municipal até o dia 8 e convidou todas as mulheres do município a participarem da programação especial que marcará a semana da mulher em 2005. Ao final de seu pronunciamento, Denise homenageou a artista Amélia Olaio, que é uma cidadã ubatubense atuante no município e completará amanhã, 84 anos de vida. Dona Amélia agradeceu a homenagem e ofereceu as flores recebidas a todas as mulheres oceânicas, em especial as ubatubenses, de todas as idades e profissões. PMU



Educação entra na luta pela implantação da coleta seletiva de lixo em Ubatuba

“Reciclar ou reciclar” são as opções para o lixo em Ubatuba. A participação massiva da comunidade é fundamental para que a coleta seletiva funcione realmente

Os diretores das escolas municipais reuniram-se, no dia 1º, na Secretaria de Educação, com representantes da Secretaria Obras e Meio Ambiente para discutir o estabelecimento da coleta seletiva nas escolas municipais e a atuação dos órgãos educadores no esclarecimento da população. Nessa ocasião, os diretores tomaram conhecimento da atual situação do município em relação ao lixo e sobre o programa de coleta seletiva que está sendo implantado pela nova administração.
As escolas terão um papel importante na implantação desse processo. O Secretário Municipal do Meio Ambiente, Paulo Pires disse que a coleta seletiva depende de um longo processo educacional, para que a comunidade se acostume a separar os materiais e veja nessa atitude, os benefícios para o município. “As escolas e postos de saúde dos bairros são locais onde a comunidade vai buscar informações. Os professores, diretores e agentes de saúde são pessoas que conhecem as famílias dos bairros. Por essa razão, são peças fundamentais nesse processo”, completa Pires.
Uma proposta interessante feita aos diretores é a união das escolas, PSF’s (Programa de Saúde da Família) e Associações de Bairro na coleta. Existe a opção de se vender esse grande volume de lixo para a cooperativa da prefeitura ou para o comércio e reverter esse lucro em benefício do bairro. Segundo Paulo Pires, “o que era lixo pode virar computador para as escolas, remédios e equipamentos para o posto de saúde, entre outras melhorias para a comunidade”.
A escola que aderir à campanha receberá containers ou Bag’s para armazenar o lixo. Os professores trabalharão o assunto dentro das salas de aula com as crianças e as crianças, por sua vez, levarão a campanha para dentro de casa. PMU



Guarda Municipal apresenta balanço do primeiro bimestre

O comando da Guarda Municipal de Ubatuba esteve nesta terça-feira, dia 1, reunida com o prefeito Eduardo César e apresentou o relatório de atividades desenvolvidas entre 1 de janeiro e 28 de fevereiro de 2005. O balanço apresentou 85 ocorrências atendidas, com 19 flagrantes lavrados e uma arma apreendida. Outro número a ser destacado foi a distância percorrida por suas viaturas: 10.001 quilômetros percorridos com os carros e 29.676 com as motos.
O prefeito Eduardo César parabenizou, através do comando, toda a corporação. “A população pode confiar nos serviços prestados pela Guarda Municipal. São homens e mulheres dispostos a atender a qualquer momento o chamado da comunidade. Estão todos de parabéns pela atuação durante a temporada”, disse o prefeito. PMU

terça-feira, março 01, 2005

Cuidado com os salgadinhos!


Julia Flores, ex-top model antes e depois de se viciar em salgadinhos

Julia Flores, famosa modelo espanhola, era feliz casada com um corretor da bolsa de valores de Madrid, alpinista, esquiador, toureiro, velejador, colecionador de arte e fumante de Marlboro. E ainda por cima milionário. Julia viciou-se em salgadinhos e perdeu tudo. Abandonada pelo primeiro marido casou-se com um policial rodoviário que também a abandonou. Por último amasiou-se com um garí madrilenho que saiu de casa após dizer que ela nunca passou de uma lata de banha.
Agências Internacionais

Notícias da Embraer

divulgação

RJ 145 de número 800, depois dele já foram entregues outros 100

Embraer entrega 900º jato da família ERJ 145

Entrega histórica é do modelo ERJ 135, que voará nas cores da Luxair

São José dos Campos, 28 de fevereiro de 2005 - A Embraer entregou hoje o 900º jato da família ERJ 145 para o cliente europeu Luxair. A cerimônia de entrega do segundo avião ERJ 135 da Luxair aconteceu na sede da Embraer em São José dos Campos.
O cliente pretende usar seus dois novos ERJ 135 para servir ao London City Airport (LCY) a partir de Luxemburgo, e também em rotas mais longas de sua malha. O ERJ 135 foi homologado para operar em LCY em outubro de 2003 e hoje é um dos poucos jatos autorizados a trafegar nesse aeroporto.
"Hoje recebemos os executivos da Luxair em nossa sede e com eles compartilhamos o prazer de celebrar uma outra histórica entrega de um produto Embraer. Estamos particularmente satisfeitos por nossas aeronaves desempenharem papel crucial na transformação do Aeroporto de Luxemburgo em importante centro para o tráfego aéreo regional na Europa", disse Maurício Botelho, Diretor-Presidente da Embraer.
"Sentimo-nos particularmente honrados por receber o 900º jato da Embraer. Este histórico ERJ 135 vai integrar a nossa crescente frota de ERJs, em seqüência ao nosso primeiro ERJ 135, que já opera na nossa rota de London City", disse Jean-Pierre Walesch, CEO da Luxair.
O relacionamento da Luxair com a Embraer remonta a 1991, quando a empresa recebeu o primeiro de três aviões turboélice EMB 120 Brasília. Seis anos mais tarde, a companhia aérea encomendaria a primeira aeronave da família ERJ 145, o que marcou o início da formação de sua frota inteiramente composta por jatos. A Luxair recebeu seus dois primeiros "Eurojets" - denominação utilizada pela empresa para seus aviões ERJ 135 e ERJ 145 - no ano de 1998. Atualmente, a frota da Luxair conta com dez jatos da Embraer, sendo dois ERJ 135 e oito ERJ 145.
A Embraer é líder mundial na fabricação de aviões com até 110 assentos.

EMBRAER

Latifundiários de lucro!

Ronaldo Dias
"Rentabilidade de bancos brasileiros é recorde"
"Retorno obtido pelas instituições financeiras no país supera o das americanas; juros altos contribuíram para o resultado"
As duas frases, são manchetes do final de semana. Só faltaram esclarecer que contrapõe-se do outro lado do fiel, a fatura do custo social. Não irá demorar para surgir rumores no Congresso, que algumas legendas governistas estariam advogando, secretamente, para este casos de obtenção de lucros , um novo IMPOSTO. O Imposto Social, com alíquota de 100%. O objetivo seria taxar estes lucros, sob argumento de tratarem-se de atividades não produtivas, advindos de juros corretivos de políticas econômicas e cambiais. Não posso ouvir falar em atividade não produtiva, sem lembrar-me do MST. Já imaginaram, se o Movimento resolve invadir agências bancárias, questionando a improdutividade do segmento? E, que além de improdutivos, colhem lucros extratosféricos? Irão questionar as origens e os registros das Cartas Patentes e, dos Atos Declaratórios. Vão pleitear e "lutar" por direitos sobre a posse de um bom número de (boas e também lucrativas) agências. Afinal, é muito dinheiro, sem precisar plantar. O mote? Banqueiro, é latifundiário de lucros! Imagino que esta atividade esteja bem mais preparada para enfrentar "invasões" do que os agricultores do Pontal.

Notícias da Prefeitura

Produtos apreendidos são doados para o Fundo Social

Mais de 3000 produtos serão vendidos em bazar

A Seção de Tributos Mobiliários da Prefeitura de Ubatuba doou hoje, 27, mais de 3.500 produtos apreendidos durante o período de 3 de janeiro a 25 de fevereiro. Além desse número, vários produtos perecíveis foram doados para entidades filantrópicas, alguns inutilizados e outros retirados mediante ao pagamento de multas.
As apreensões fazem parte do trabalho de fiscalização de ambulantes em várias praias da cidade e na avenida Iperoig. A doação, repassada ao Fundo Social de Solidariedade, inclui produtos variados como óculos, redes, mantas, jogos de tapetes, bolsas, sandálias, peças de madeiras, bichos de pelúcia, balanços, entre outros.
A presidente do Fundo, Denise César, deverá promover um bazar com a doação dos produtos, em data ainda não definida. PMU

segunda-feira, fevereiro 28, 2005

Receitas municipais

Quando um governante abre mão de receita, deve mostrar alternativa. A lei é clara nesse sentido. A Comtur tinha como fonte de renda os estacionamentos nas praias. Com o anunciado fim das cobranças, resta uma dúvida no ar. De onde virá o dinheiro para preencher a lacuna?

Sidney Borges

Agradecimento

“Obrigado Universidade de Taubaté - Campus de Ubatuba”

Corsino Aliste Mezquita* - Professor
Convidado por alguns formandos eu compareci à colação de grau do Curso de Pedagogia da Universidade de Taubaté - Campus de Ubatuba, no dia 25 de Fevereiro de 2005. Formatura de quaisquer níveis de ensino reconforta o espírito com novas energias. Quando a formatura é de pedagogos e educadores a fantasia daqueles que dedicamos nossa vida à educação navega por novos mundos e imagina dias melhores para a humanidade.
Vendo aqueles quase cinqüenta formandos refletia sobre o tesouro que a Universidade de Taubaté deposita a cada dia em Ubatuba.Não há maior presente para um município que uma universidade instalada em seu território semeando ciência, cultura, conhecimento, formando inteligências pensantes, analistas, críticas e personalidades harmônicas promotoras da cidadania e do bem comum. A Universidade de Taubaté instalada em Ubatuba é irradiadora de progresso, desenvolvimento e transformações sociais desde o primeiro ano de atividade.São aspectos para os quais nossos administradores municipais devem prestar bastante atenção. De um lado para usufruir e aproveitar os programas organizados e os ensinamentos ministrados por seus corpos docente e técnico. De outro para apoiar todas suas ações, fazer projetos conjuntos, estimular a criação de novos cursos e a construção de novos prédios. Universidade significa universalidade, abertura para o mundo sem limitações e a administração municipal deverá participar dessa abertura.
Ouvindo os nomes dos formandos constatei que a dádiva da Universidade de Taubaté – Campus de Ubatuba era bastante mais abrangente. Setenta por cento dos formandos receberam meia bolsa durante os três anos do curso. Sem essa generosidade da Universidade de Taubaté – Campus de Ubatuba parte dos formandos não teriam condições de arcar com os custos de um curso superior. Grande parte dos que receberam esse benefício foi por serem funcionários municipais e em virtude do convênio assinado entre a administração anterior e a Universidade de Taubaté. Esse convênio já permitiu a mais de cem servidores da Prefeitura de Ubatuba se formarem em Pedagogia. Outras bolsas, em outros cursos, foram concedidas a pedido dos administradores municipais durante os quatro últimos anos. Além dessa participação na formação e aperfeiçoamento do corpo docente também participaram na Formação Continuada, na Semana da Educação Especial, na Alfabetização Solidária, preparação de mão de obra para o turismo, contrataram professores e funcionários de Ubatuba e, aos primeiros estão dando oportunidade de fazer mestrado e preparar o doutorado.
Essas dádivas, generosamente, concedidas pela Universidade de Taubaté devem ser prestigiadas, agradecidas e correspondidas por nossos gestores educacionais e por toda a comunidade. Os professores bolsistas não podem esquecer esse benefício e deixar de agradece-lo. Prestigiar agradecer e corresponder é próprio de pessoas sensíveis, educadas, generosas e nada custa.
A Universidade de Taubaté se instalou em Ubatuba a pedido do Rotary Club e de um grupo de cidadãos sem custos para o Município e continua a desenvolver suas atividades sem onerar o Poder Público Municipal. Suas instalações estão a serviço da comunidade. Por todo isso, esquecimentos, ausências e omissões podem significar ingratidão e falta de reconhecimento.
Como cidadão e Ex-Secretário Municipal de Educação agradeço ao Magnífico Reitor, Dr. Nivaldo Zolnner e, na sua pessoa, a todo seu quadro docente, administrativo e a Fundação Universidade de Taubaté pelo magnífico e eficiente trabalho que tem desenvolvido em Ubatuba durante todos estes anos e pela colaboração que nos deram na difícil tarefa de administrar a educação municipal.
Agradecemos à Universidade de Taubaté.
Ubatuba e seus cidadãos querem que sua grandeza seja nossa grandeza. Que nossos sonhos de educação de qualidade tenham a abrangência de seus sonhos.

* Ex-secretário da Educação de Ubatuba

Juros e crescimento

O Brasil pagou, em 2004, segundo números oficiais do Banco Central, R$ 155 bilhões de juros da dívida interna (sem falar na externa) e em 2005, com juros de 19%, deve pagar R$ 190 bilhões (a dívida já passou de R$ 1 trilhão).
O sistema financeiro permitirá, mediante acordos firmados, que o governo gaste R$ 2,5 bilhões em obras de infraestrutura. Conta exata. Para cada real gasto com o país, setenta e seis irão para os bolsos dos banqueiros. Esses R$ 2,5 bilhões mal darão para tapar os buracos das estradas, cada dia em piores condições.
Nem será necessário falar de saneamento, não haverá recursos. Em todas as grandes cidades há rios de merda correndo abertos, dia e noite, nas favelas e periferias miseráveis. E os portos abandonados atravancando as exportações e o desenvolvimento? E a energia? E a violência? Parece discurso do Lula de antigamente, é a realidade do governo Lula de hoje.
Enquanto isso a imprensa a serviço da mentira e da empulhação afirma que o país está crescendo.


Sidney Borges

Matar pode, a lei garante...

As leis brasileiras precisam de alguns ajustes. Se um cidadão for preso traficando drogas, crime inafiançável, irá para o xilindró. Uma forma do criminoso se livrar da cadeia é cometer outro crime. Matar o policial. Sendo primário e evitando o flagrante, responderá em liberdade. A excrescência jurídica remonta aos tempo do delegado Sérgio Paranhos Fleury, um dos chefes da repressão à luta armada. Envolvido nos crimes do esquadrão da morte, Fleury acabaria preso, mera questão de tempo. A saída encontrada pelo sistema foi a criação de uma lei, logo batizada de “lei Fleury”. Serviu para proteger o Delegado que tinha “bons antecedentes”. Continua servindo para proteger assassinos. Fleury permaneceu em liberdade e desfrutou de popularidade nos círculos da direita radical, que o tinha como herói e o protegia. Os militares o viam com reservas, embora tenham usado seus serviços, nunca o toleraram. Não o consideravam como um igual, foi útil em circunstâncias especiais, havia um trabalho sujo a ser feito e ele soube fazer. Fleury, que sabia demais, morreu “do coração” ao cair do barco na Ilhabela. Na época muita gente comemorou, adversários que o odiavam e aliados que o temiam. Talvez um dia ele revelasse o que sabia.

Sidney Borges

SEMPRE COMTUR!

Ronaldo Dias
Muitos me perguntam por que insisto e, me exponho tanto, para defender a COMTUR. A resposta é simples e, tem explicações de fácil entendimento: Primeiro, porque ela é a única alternativa que dispomos, para o desenvolvimento econômico da cidade. Segundo, porque ela é inocente. Pergunto a todos: Quem concorda em condenar uma inocente? Imaginem os que puderem, se a Lei que a criou, fosse inicialmente regulamentada? Se, nestes 15 anos de sua existência, a Prefeitura tivesse lucidez para avaliar o compromisso social dos objetivos estatutários da empresa e os cumprisse? Ou, ao menos, não atrapalhasse? E quando, exercendo seu poder de Majoritária, indicasse administradores de sua confiança, porém pessoas, com comprovada capacidade prática e formação técnica compatível para dirigi-la? Se fosse obrigado, aos dirigentes indicados, pela majoritária, a apresentação de CVs compatíveis com a função e, de comprovada de capacidade técnica e prática? Quais deles atenderiam a estes requisitos básicos? Quais deles pertenciam, ao menos, ao trade turístico? Se entre os indicados, houvesse resignação, quando necessária, (pelo item anterior) e não vaidade? Quando questionamos o passado, dependemos sempre dos “SE”. Para que questionar o passado “SE” “águas passadas não movem moinhos”? Para aprender como não perpetuar erros! Não creio, defendendo a COMTUR, estar sendo inconveniente a proposta do Sr. Prefeito, de resgatar Ubatuba, seu fechamento não é condicional a esta pretensão. Muito menos, pretendo desafia-lo em sua autoridade. Apenas não me furto em exercer minha cidadania.
Assim, não devo aceitar acusações à COMTUR, pois seria avalizar e concordar, com todos os atos de quem a “estuprou” e que agora, utilizando-se de subterfúgios, pretende transferir a outros, suas responsabilidades. Não é correto. De toda forma, quero deixar aqui, muito claro, que tem sido extremamente incomodo, todos os tipos de comentários jocosos e pejorativos que ouço e, recebo, quando identificado como acionista da COMTUR. Principalmente, em declarações oficiais. Estas últimas considerações somam-se aos motivos iniciais, que justificam a minha defesa da continuidade da empresa. Acredito que de todos os demais minoritários também, pois afinal, são seus nomes e, suas respectivas reputações, que foram e estão sendo expostas na berlinda. Particularmente, continuar inerte, para assistir sua extinção, como já disse repetidas vezes, seria abandonar a luta dos meus sonhos, pelo futuro dos meus filhos e, dos filhos desta terra.
P.S. - É confortante perceber o número de vozes afinadíssimas no coral pró Ubatuba. Para ouvir ou participar, não tem sido necessário convidar. Muito Bacana!

Notícias da Prefeitura

divulgação

Crânio humano pré-histórico que faz parte do acervo do museu.

Museu Histórico Washington de Oliveira reabre as portas e mostra o passado de Ubatuba

Rodas de engenho de açúcar, objetos de Ciccilo Matarazzo e Seo Filhinho, utensílios indígenas e muito mais...

O Museu Histórico Washington de Oliveira, localizado no antigo presídio de Ubatuba, será reativado no início de março. O prédio está passando por adaptações para expor novamente o acervo. A iniciativa da Fundart traz de volta fragmentos da história de Ubatuba, representados por objetos arqueológicos, peças do tempo dos engenhos de açúcar e dos escravos, quadros e pertences de personalidades que marcaram época.
Entre as peças mais curiosas, tem um crânio humano pré-histórico, encontrado em Ubatuba; utensílios indígenas feitos de ossos; o relógio da Igreja Matriz, instalado no fim do sec. XIX, entre outras relíquias.
A comunidade ubatubense está contribuindo para enriquecer o acervo do museu, fazendo doações. Peças que antes ficavam guardadas em suas casas, agora serão expostas. O assessor patrimonial da Fundart, Marcelo Rezende, diz que essa atitude tem um valor inestimável. “Peças, que por vezes ficam esquecidas, entulhadas em algum canto da casa, têm grande importância para nós, pois representam a materialização do nosso passado”.
Um mutirão está sendo programado, com funcionários da Fundart e da Secretaria de Obras, para pintar e reorganizar o espaço interno do museu. O estilista Clodovil Hernandes intermediou uma doação de tintas para pintar o prédio. O museu funcionará todos os dias, dois estudantes de turismo serão contratados para estagiar no Museu. PMU



Biblioteca aberta aos sábados

A Fundart (Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba) informa que, a partir do dia 12 de março, a Biblioteca Municipal estará funcionando aos sábados das 8 às 16 horas. Essa novidade faz parte da campanha de incentivo à leitura que se inicia no município.
Os interessados em se cadastrar para emprestar livros da biblioteca devem comparecer ao local, munidos de xerox do RG, comprovante de residência e duas fotos 3X4. PMU



Secretarias de Ubatuba programam atividades para a semana da Mulher

Eventos acontecem de 1 a 8 de março em toda a cidade

O Fundo Social de Solidariedade, em conjunto com diversas secretarias, promoverá a Semana da Mulher, que vai de 1 a 8 de março. A programação envolve palestras, atividades esportivas e culturais. A Presidente do Fundo Social, Denise Barbosa Montemor César espera que as mulheres de Ubatuba compareçam aos eventos. “Esperamos que a Semana da Mulher deixe sua marca. Teremos eventos variados, e acredito que será um verdadeiro sucesso, pois a mulher de Ubatuba sabe como mostrar sua capacidade”, disse Denise.
Com o objetivo de discutir as questões da saúde da mulher, a Secretaria de Saúde programou várias palestras em todas as regiões da cidade e um Fórum, na Câmara Municipal, no dia 7. A Secretaria de Esporte e Lazer programou um Passeio Ciclístico no Centro, Campeonato de Surf na Praia Grande, Futebol de Areia no Perequê-Açu e atividadea para 3ª idade, no Tubão. A Fundart organizará uma exposição de artistas locais no Paço Municipal, enquanto a Secretaria de Educação promoverá apresentação para as mães de alunos e a Coordenadoria da Mulher agilizou o contato com diversas palestrantes e expositoras.

A programação ficou assim definida:

1/3 - Terça-feira - Paço Municipal

8 h - Abertura da exposição de telas/artesanato produzidos por mulheres de Ubatuba

20 h – Palestra Saúde da Mulher - Fundart

2/3 – Quarta-feira – Região Sul

10 h - Palestra Saúde da Mulher – Posto de Saúde

16 h - Apresentação para as mães / Ensino Fundamental – Escola Maranduba

3/3 - Quinta-feira – Região Norte

9 h - Apresentação para as mães / Ensino Fundamental – Escola Poruba

10 h - Palestra Saúde da Mulher – Posto de Saúde Poruba

15 h - Apresentação para as mães / Ensino Fundamental – Escola Itamambuca

16 h - Palestra Saúde da Mulher – Posto de Saúde Itamambuca

4/3 – Sexta-feira

14 h – Samba de Roda Feminino – (alunas da Escola Semíramis/Fundação Alavanca) – Calçadão

14 às 17 h – Esclarecimentos sobre DST/Aids, Pressão Arterial - Calçadão

5/3 – Sábado

10h – Atividade Física para 3ª Idade – Tubão

10 h – Projeto Escola e Família – Escola Semíramis de Oliveira Prado

19 h Mostra da Cultura Afro / Grupo Sangue Afro – Fundart

6/3 - Domingo

8 h - Campeonato de Surf Feminino – Praia Grande

9 h - Futebol de Areia – Perequê-Açu

10 h - Passeio Ciclístico – Saída Rua Hans Staden (em frente a Lojas Cem), chegada Praça Trópico de Capricórnio

17 h – Teatro de Bonecos/Projeto Guri

7/3 – Segunda-feira

9 h – Fórum Saúde da Mulher (Saúde Integral/Grupo de Apoio às mulheres com câncer) – Câmara Municipal

14 h - Fórum Saúde da Mulher (continuação) – Câmara Municipal

19 h – Palestra: Introdução da Cultura Negra no Curriculum Escolar com a Antropóloga Drª Eliana de Oliveira – Salão da Igreja São Francisco

8/3 – Terça-feira

19 h – Evento Literário e Musical – Fundart
PMU

domingo, fevereiro 27, 2005

Lula falou, chamem os bombeiros...

Que há irracionalidade no comportamento humano é sabido, no entanto, em se tratando de política, os desatinos crescem exponencialmente. Resultado de um mix de fé religiosa e interesses mundanos, costumam mostrar que bom senso não e algo muito encontradiço. Longe de mim imaginar FHC como uma vestal, há muita coisa que eu gostaria de saber e que provavelmente jamais terei conhecimento sobre as privatizações. Dizer que houve corrupção no governo anterior, que soube e não denunciou é uma afirmação muito séria de Lula. Há nela a confissão de um crime. Provavelmente vai acabar em pizza, como acabou a CPI do Banestado. Faltam fundamentos nas palavras do Presidente. Parecem edifícios sem fundações, há evidente ausência estrutural. Nos tempos marxistas ainda se podia imaginar a algarávia como um caminho para o poder. O mote era denunciar, denunciar era preciso. Denunciar a tudo e a todos, o aliado de ocasião, senador José Sarney, sabe do que estou falando. Os petistas prometiam mudar a forma da Terra, mudaram a cara dos banqueiros, a maioria com problemas nos nervos faciais tantas são as razões para sorrir. Lula não é peixe, mas pode morrer pela boca. Perdeu duas oportunidades, como sabemos a seta lançada a palavra pronunciada e a oportunidade perdida são definitivas, não há como voltar atrás Podia não ter falado nada e aproveitado para refletir um pouco sobre os lucros dos bancos. É assim mesmo? Socorro!

Sidney Borges

E la nave va...

Estudo da USP aponta que 91% das notas de R$ 1 têm cocaína

Estudo inédito concluído por pesquisadores do Cemel (Centro de Medicina Legal) de Ribeirão Preto, órgão ligado à Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), revela que 91,5% das notas de R$ 1 no país apresentam vestígios de cocaína - das nove cidades pesquisadas, em sete, o índice foi de 100%. Para especialistas em drogas e para a própria polícia, esses números apontam que a quantidade de usuários do entorpecente pode ser maior do que se acredita atualmente - entre 2% e 4% da população. "É um dado que mostra que o consumo da droga está crescendo cada vez mais, perto do que a gente imaginava", disse delegado chefe da Polícia Federal de Ribeirão Preto, Cesar Augusto Martinez, 40. A cidade apresentou a maior média de contaminação da pesquisa. Os pesquisadores analisaram 47 cédulas de R$ 1 em circulação em nove cidades: São Paulo, Santos (SP), Ribeirão Preto (SP), Guaíra (SP), Rio de Janeiro, Brasília (DF), Goiânia (GO), Juiz de Fora (MG) e Londrina (PR). Desses municípios, apenas em Goiânia e Londrina foram encontradas amostras sem contaminação.Os testes realizados em notas novas, que não haviam entrado em circulação, deram negativo. A pesquisa foi inspirada em estudos realizados nos EUA e no Reino Unido. Nos EUA, o resultado foi semelhante ao do Brasil: 92% das 50 notas analisadas pelos americanos apresentavam resquícios da droga. Já no Reino Unido, das 60 cédulas analisadas, 60% delas deram positivo.

Fonte: Folha Online

Lendas do Futebol

Num tempo ainda vivo na minha memória, mas remoto no calendário, São Paulo tinha terrenos baldios onde se jogava futebol. Nos espaços maiores eram colocadas balizas e o chão demarcado. Logo uma agremiação virava dona do campo e lá mandava seus jogos. Os times visitantes viajavam em caminhões. Os jogadores, dirigentes e torcedores iam em pé na carroceria, batucando e mexendo com as donzelas que fingiam ter pavor de encontrar um caminhão desses, mas no fundo gostavam. Nas tardes de domingo era uma opção assistir aos jogos e tomar raspadinha. (naquela época significava gelo picado com groselha) Infelizmente os “estádios” não tinham arquibancadas, a platéia torcia bravamente em pé. O melhor da várzea eram as lendas contadas pelos velhos torcedores, o futebol tinha uma cultura rica de heróis e vilões. Eu me recordo de ouvir falar de um jogador que foi dono do chute mais forte da história do futebol, sem comparação com o que há hoje. Segundo os relatos, Roberto Carlos, do Real Madrid, seria um “pé murcho” qualquer se comparado com o canhão de outrora. Acontece que o irmão gêmeo do dono do petardo era goleiro e por razões que a razão desconhece, mas comuns na vida, desentendeu-se com o irmão e acabou defendendo as cores do maior rival da região. Num dia de jogo valendo taça, os irmãos se defrontaram numa penalidade máxima. O chute fortíssimo foi direto para o meio do gol, a platéia extasiada viu o goleiro defender num encaixe perfeito e cair com a bola aninhada entre os braços. Morto! Quando bem contada a história emocionava, a rodinha de ouvintes se dispersava em respeitoso silêncio e pigarros. Hoje fico imaginando o que contarão no futuro, já que as bolas estão recebendo chips para evitar que as mães dos juízes tenham a honra posta em jogo. Mães imaculadas, como eram as de antigamente. Num futuro próximo será relatada a empolgante epopéia da final da Copa do Mundo do Afeganistão Setentrional. O goleador da seleção, cuja mãe estava seqüestrada há um mês, recebeu pelo chip intracraniano a notícia que haviam acabado de seqüestrar seu pai e seu filho, levando ainda de quebra seu melhor amigo, o labrador Espírito Santo. Com os olhos turvados pelas lágrimas e o coração partido pala dor o herói nacional deu um chute tão forte na bola que destruiu o chip desta e embora tenha sido gol o juiz não pôde confirmar. O computador do estádio entrou em pane. Perdemos a Copa, a Argentina foi a vencedora. Especialistas avaliaram ter sido o chute mais poderoso da história. O premio pela façanha ainda está para ser recebido, pois, nosso herói juntou-se aos seus, também foi seqüestrado e nunca mais se ouviu falar dele. Sua esposa, famosa modelo internacional, pediu divórcio e casou-se com o zagueiro da seleção Argentina. Terminou banida pelo presidente Lula que disse ser ela uma reles tucana. FHC, do asilo, protestou.

Sidney Borges

Mães de juizes poderão dormir em paz

Fifa vai testar bola computadorizada

A Fifa vai testar uma bola computadorizada durante o Campeonato Mundial sub-17 que será realizado no Peru, em setembro.


A decisão foi tomada neste sábado durante a reunião anual da International Board realizada no País de Gales, após a apresentação do sistema elaborado pela marca de produtos esportivos Adidas.
O sistema consiste em um microprocessador instalado na bola que poderá fornecer ao juiz informações precisas do local exato de onde estava a bola, tirando dúvidas se um lance foi realmente gol ou não, por exemplo.
A nova tecnologia, segundo a Adidas, pode revolucionar o sistema de arbitragem atual, já que os árbitros vão poder ser avisados diretamente por um sinal quando a bola cruzar a linha do gol, evitando assim dúvidas.


Teste


A bola foi testada durante uma partida entre titulares e reservas da equipe do Nuremberg, da Alemanha, na última quarta-feira.
O sistema está sendo desenvolvido pela Adidas em parceria com o Instituto Fraunhofer e a companhia Cairos Technologies.
Apesar dos testes, a Adidas acredita que o sistema possivelmente não vai estar disponível para ser utilizado durante a Copa do Mundo de 2006.
Vários outros pontos foram discutidos durante a reunião da International Board. Um dos assuntos que estava em pauta era a possibilidade da mudança da lei do impedimento.
Segundo a proposta, o jogador passaria a estar impedido somente quando estivesse dentro da grande área. A proposta, no entanto, foi retirada de pauta antes mesmo da reunião.
Para que uma proposta fosse aprovada eram necessários seis dos oito votos dos integrantes da comitê formado por quatro representantes da Fifa, um da Inglaterra, um do País de Gales, um da Irlanda e um da Escócia.
Fonte : BBC Brasil

Japonesas preferem o celibato

70% das solteiras dizem 'não' ao casamento no Japão

Sete em cada dez mulheres solteiras japonesas acreditam que podem ser perfeitamente felizes sem se casar, de acordo com uma pesquisa feita pelo jornal Yomiuri, de Tóquio.

O número de mulheres que acreditam que a vida a sós pode trazer satisfação aumentou em 10% desde 2003, de acordo com o jornal.
Analistas dizem que o resultado da pesquisa mostra que permanecer solteira, no Japão, já não carrega mais o estigma de outras épocas.
E também ilustra os motivos por que o Japão está enfrentando uma queda nos índices de natalidade, já que muitas pessoas preferem casar mais tarde ou ficar sós indefinidamente.


Temores

Atualmente, a taxa de natalidade japonesa é de apenas 1,29 criança por mulher, uma das mais baixas do mundo.
Isso tem alimentando temores de que uma força de trabalho, que é cada vez menor, não vá conseguir financiar as aposentadorias de um número crescente de pessoas idosas.
Um estudo divulgado pelo governo japonês em outubro alertou para o fato de que uma escassez de crianças poderia criar problemas econômicos, custos mais elevados para os serviços públicos e até mesmo problemas psicológicos para as pessoas mais jovens.
A pesquisa do Yomiuri foi feita em todo o país. O resultado foi que 73% das mulheres e 67% dos homens solteiros responderam que uma mulher pode ser completamente feliz vivendo sozinha.
Mas os números caem na medida em que a idade avança. Entre os entrevistados com idade por volta de 20 anos, 74% responderam positivamente à questão, enquanto a proporção se reduz para 66% entre os trintões e 58% para os que têm mais de 40 anos.

Fonte: BBC Brasil
 
Free counter and web stats